Your browser doesn't support javascript.

Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS)

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Covid-19: evolução e manejo clínico / Covid-19: evolution and clinical management

Goiânia; SES-GO; 01 jul 2021. 1-12 p. ilus, graf.
Não convencional em Português | Coleciona SUS - BR, LILACS, Coleciona SUS - BR, CONASS, SES-GO | ID: biblio-1284117
Acompanhamento da dinâmica de evolução do vírus SARS-CoV-2, contágio, progressão da doença, prevenção e tratamento. Evolução - Está bem estabelecido que o período de incubação viral é, em média, de 5 a 7 dias, podendo chegar até 14 dias. Durante este período, também conhecido como fase pré-sintomática, algumas pessoas infectadas podem transmitir o SARS-CoV-2 de 1 a 3 dias antes do aparecimento de sintomas. A proporção de indivíduos que foram infectados e permanecerão assintomáticos ainda precisa ser melhor compreendida, embora estima-se que seja em torno de 30%. Entre aqueles que desenvolvem a doença (sintomáticos), a maioria desenvolve sintomas leves (40%) ou moderados (40%), aproximadamente 15% apresentam formas graves de COVID-19 que necessitam de suporte de oxigênio e cerca de 5% doença crítica, com complicações como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sepse/choque séptico, tromboembolismo, insuficiência renal e parada cardiorrespiratória (WHO, 2021; HU, 2020; CEVIK, 2020). Manejo Clínico - Tian e colaboradores (2020) realizaram um estudo caso-controle com 90 adultos hospitalizados por COVID-19 na China, e avaliaram as características clínicas e epidemiológicas de pacientes críticos e não-críticos, demonstrando diferenças significativas nas curvas de sobrevida entre os dois grupos. Os autores verificaram ainda que, dentre diversas intervenções, o uso de antibioticoterapia e anticoagulação esteve associado à menor mortalidade (TIAN, 2020).
Biblioteca responsável: BR1759.1