Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

País/Região como assunto
Assunto da revista
País de afiliação
Intervalo de ano de publicação
1.
Brasília; IPEA; 2021. 28 p. ilus.(Nota Técnica / IPEA. Dirur, 22).
Monografia em Português | LILACS, ECOS | ID: biblio-1152605

RESUMO

Nesta NT, a abordagem se voltará ao período que compreende desde os primeiros casos e óbitos no país, até 30 de novembro de 2020. Terá como objetivo retomar algumas hipóteses levantadas na NT nº 16 (Pêgo et al., 2020), elaborada com base em informações até 15 de abril de 2020, e avançar na prospecção de tendências. Encontra-se organizada em cinco seções, sendo a primeira esta introdução. Na segunda, serão atualizadas a leitura da posição do país no contexto geral da pandemia, a análise dos números registrados e a distribuição de casos e óbitos no território. A terceira discorrerá sobre os impactos do fechamento das fronteiras com os países limítrofes, particularmente em relação aos arranjos transfronteiriços. Na quarta seção, a abordagem particularizará as relações transfronteiriças e vulnerabilidades dos povos indígenas frente à Covid-19. A NT será finalizada, em sua quinta seção, com algumas considerações sínteses ou complementares.


Assuntos
Coronavirus , Infecções por Coronavirus , Pandemias , Política Pública , Sistema Único de Saúde , Brasil
2.
Brasília; IPEA; 2021. 28 p. ilus.(Nota Técnica / IPEA. Dirur, 21).
Monografia em Português | ECOS, LILACS | ID: biblio-1152603

RESUMO

Nesta NT, a abordagem se voltará ao período que compreende desde os primeiros casos e óbitos no país até 30 de novembro de 2020. Terá como objetivo retomar algumas hipóteses levantadas na NT n° 16/2020 (Pêgo et al., 2020), elaborada com base em informações até 15 de abril de 2020, e avançar na prospecção de tendências. Encontra-se organizada em cinco seções, sendo a primeira esta introdução. Na segunda seção, será atualizada a análise das medidas e decisões das esferas de governo, federal e estaduais, no enfrentamento à Covid-19 e das medidas econômicas dos estados, segundo grandes regiões, culminando com os números sobre a evolução dos óbitos nas Unidades da Federação (UF). A terceira seção está dedicada à vulnerabilidade socioespacial e ao direito à moradia durante a pandemia, com ênfase nas precárias condições de enfrentamento em regiões carentes das periferias metropolitanas. Na quarta seção, a análise se volta ao enfrentamento da Covid-19 por meio do desenvolvimento de vacinas e de agentes terapêuticos, abordando sucintamente as reincidências pandêmicas. Na quinta e última seção, estarão as considerações finais.


Assuntos
Adaptação Psicológica , Coronavirus , Infecções por Coronavirus , Mortalidade , Pandemias , Vacinas , Vulnerabilidade Social , Brasil
3.
Brasília; IPEA; 20200500. 60 p. ilus.(Nota Técnica / IPEA. Dirur, 16).
Monografia em Português | LILACS, ECOS | ID: biblio-1102189

RESUMO

Esta nota técnica (NT) tem como objetivo analisar a trajetória da pandemia após cruzar as fronteiras do território brasileiro, avaliar as medidas adotadas para sua contenção e encaminhar sugestões. Este estudo terá como grande questão norteadora responder de que forma o Brasil se preparou para enfrentar esse evento global, tendo exemplos de medidas empreendidas por países que já enfrentavam a então epidemia do Sars-COV-2, e que ações desencadeou, com particular atenção ao papel de suas fronteiras. Nesse sentido, serão destacadas as principais medidas adotadas e apontadas aquelas que necessitam de uma maior adequação à realidade local e regional na fronteira brasileira, diante da propagação exponencial do vírus no país. Para tanto, serão consideradas informações sistematizadas pelo Ministério da Saúde (MS), pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em suas análises sobre o processo e na orientação das medidas a serem tomadas em relação ao que se pode chamar de a grande crise humanitária desde o início deste século.


Assuntos
Áreas de Fronteira , Sistema Único de Saúde , Infecções por Coronavirus , Coronavirus , Pandemias
4.
Arq. odontol ; 55: 1-12, jan.-dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO | ID: biblio-1052459

RESUMO

Objetivo:A escola mostra-se como um ambiente favorável para a divulgação e compartilhamento de informações sobre saúde. Este estudo objetivou relatar as ações extensionistas promovidas pelo Projeto "Promoção de Saúde Bucal" em duas escolas públicas de Belo Horizonte/MG. Métodos:Um total de 105 escolares com idade entre 8 e 15 anos participaram do estudo. A equipe do projeto foi constituída por alunos e professores da UFMG. Foram realizadas três intervenções com informações educativas sobre saúde bucal. Os escolares responderam a um questionário para avaliar seus hábitos diários e conhecimentos sobre saúde bucal, antes e após as intervenções. Foram realizadas análises descritivas, testes de McNemar e de Wilcoxon (p < 0,05). Resultados:As intervenções foram capazes de melhorar o conhecimento e atitudes dos escolares sobre saúde bucal. Em relação à primeira avaliação, houve uma redução significativa na quantidade relatada de creme dental colocada na escova dentes (p < 0,001). Além disso, os escolares passaram a utilizar o fio dental com maior frequência, houve redução na frequência da ingestão de doces e menor interesse em utilizar piercings e aparelhos ortodônticos falsos. Conclusão:As atividades extensionistas resultaram em maior conhecimento dos escolares sobre saúde bucal e ressaltam a necessidade de continuidade das ações para que bons hábitos de saúde sejam sedimentados. (AU)


Aim:Schools have proven to be favorable environments for the dissemination and sharing of health information. This study aimed to report the extension actions promoted by the Project "Oral Health Promotion" in two public schools in Belo Horizonte/MG. Methods:A total of 105 students, 8 to 15 years of age, participated in the study. The project team consisted of students and professors from UFMG. Three interventions were carried out using educational information on oral health. The students answered a questionnaire to evaluate their daily habits and knowledge about oral health before and after the interventions. Descriptive analyzes, as well as McNemar and Wilcoxon tests, were performed (p < 0.05). Results:Interventions were able to improve students' knowledge and attitudes about oral health. In relation to the first assessment, there was a significant reduction in the reported amount of toothpaste placed on the toothbrush (p < 0.001). In addition, the schoolchildren began to use dental floss more frequently, there was a reduction in the frequency of the intake of candies and less interest in using piercings and false orthodontic appliances. Conclusion:The extension activities resulted in greater knowledge of the students about oral health and highlighted the need for continuous actions so that good health habits are solidified. (AU)


Assuntos
Instituições Acadêmicas , Criança , Saúde Bucal , Educação em Saúde Bucal , Adolescente , Relações Comunidade-Instituição , Promoção da Saúde , Saúde Pública , Inquéritos e Questionários
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA