Your browser doesn't support javascript.
loading
Gravidade da depressão, resposta ao tratamento e PRO (incapacidade e QoL) em pacientes com DRT em um ano de acompanhamento com tratamento padrão: análise do subgrupo brasileiro do estudo observacional multinacional TRAL / Depression severity, treatment response and PRO (disability and QoL) in TRD patients over a 1-year follow-up with standard of care: Analysis of the Brazilian subset of the multicenter, observational TRAL study
Caldieraro, Marco Antonio; Chei, Tung Teng; Lacerda, Acioly L. T; Quarantini, Lucas C; Grabowsiky, Hamilton; Kanevsky, Gabriela; Perocco, Sergio.
Afiliação
  • Caldieraro, Marco Antonio; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Porto Alegre. BR
  • Chei, Tung Teng; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Hospital das Clínicas. São Paulo. BR
  • Lacerda, Acioly L. T; Universidade Federal de São Paulo. Departamento de Psiquiatria. BR Trials. São Paulo. BR
  • Quarantini, Lucas C; Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Medicina da Bahia. Hospital Universitário Professor Edgard Santos. Salvador. BR
  • Grabowsiky, Hamilton; Trial Tech Tecnologia em Pesquisas com Medicamentos Ltda. Curitiba. BR
  • Kanevsky, Gabriela; Janssen-Cilag Farmacêutica. Buenos Aires. AR
  • Perocco, Sergio; Janssen Cilag Farmacêutica Ltda. Buenos Aires. AR
J. bras. econ. saúde (Impr.) ; 15(1): 39-51, Abril/2023.
Article em En, Pt | LILACS, ECOS | ID: biblio-1437940
Biblioteca responsável: BR600
Localização: BR600
RESUMO

Objetivo:

A depressão resistente ao tratamento (DRT) é uma preocupação primária no Brasil devido à sua natureza onerosa e complexa, enquanto o diagnóstico e o tratamento geralmente são desafiadores. O presente manuscrito apresenta os resultados clínicos de um ano de acompanhamento em pacientes com DRT em tratamento padrão (SOC) no subgrupo brasileiro do estudo de Depressão Resistente ao Tratamento na América Latina (TRAL).

Métodos:

Essa fase longitudinal do estudo TRAL tinha como meta caracterizar alterações nos resultados clínicos e outras variáveis de interesse (p. ex., qualidade de vida, incapacidade) em um ano de acompanhamento em pacientes com DRT em 10 centros no Brasil. Os pacientes incluídos tinham diagnóstico clínico de DRT com base nos critérios DSM-5 e confirmado por MINI. A Escala de Depressão de Montgomery-Asberg (MADRS) era usada para avaliar a gravidade da doença e os resultados clínicos. Outras escalas de depressão e instrumentos classificados pelo paciente eram usadas para medir resultados correlacionados.

Resultados:

Cento e cinquenta e oito pacientes com DRT, na maioria mulheres (84,4%) com idade média de 48,55 anos, foram incluídos na análise. Apenas 31,4% dos pacientes apresentaram uma resposta clinicamente significativa, 10,3% tiveram recidiva e 26,7% alcançaram remissão, conforme medido pela MADRS no final do estudo (EOS). Aproximadamente 55% dos pacientes apresentavam depressão grave/moderadamente grave no EOS. Problemas de mobilidade, cuidados pessoais, problemas nas atividades usuais e dor e desconforto foram relatados pela maioria dos pacientes no EOS, assim como comprometimento marcado/extremo das atividades no trabalho/escola e da vida social/das atividades de lazer no EOS.

Conclusões:

Os resultados clínicos alcançados atualmente ainda são notavelmente insatisfatórios para DRT. Portanto, o envolvimento de todas as partes interessadas é essencial para implementar protocolos de tratamento mais eficazes no Brasil.
ABSTRACT

Objective:

Treatment-resistant depression (TRD) is a primary concern in Brazil due to its burdensome and complex nature, while diagnosis and treatment is often challenging. The current manuscript presents the clinical outcomes in a one-year follow-up of TRD patients under Standard-of-care (SOC) in the Brazilian subset of the Treatment-Resistant Depression in America Latina (TRAL) study.

Methods:

This longitudinal phase of TRAL aimed to characterize changes in the clinical outcomes and other variables of interest (e.g. quality of life, disability) in a one-year follow-up of TRD patients in 10 centers in Brazil. Included patients were clinically diagnosed with TRD based on DSM-5 criteria and confirmed by MINI. Montgomery-Asberg Depression Rating Scale (MADRS) was used to assess disease severity and clinical outcomes. Other depression scales and patient rated instruments were used to measure correlated outcomes.

Results:

One hundred fifty-eight TRD patients, mostly female (84.4%), averaging 48.55 years, were included in the analysis. Only 31.4% of the patients showed a clinically significant response, 10.3% had a relapse and 26.7% achieved remission, as measured through MADRS at end-of-study (EOS). Almost 55% of the patients showed moderately severe/severe depression at EOS. Mobility issues, self-care, problems with usual activities and pain and discomfort were reported by the majority of the patients at EOS, as well as marked/extreme disruption of school/work and social life/leisure activities at EOS.

Conclusions:

Currently achieved clinical outcomes are still remarkably unsatisfactory for TRD. Therefore, the involvement of all relevant stakeholders is essential to implement more effective treatment protocols in Brazil.
Assuntos
Palavras-chave

Texto completo: 1 Bases de dados: ECOS / LILACS Assunto principal: Estudo Multicêntrico / Transtorno Depressivo Maior / Transtorno Depressivo Resistente a Tratamento / Estudo Observacional Tipo de estudo: Clinical_trials / Guideline / Observational_studies Aspecto: Patient_preference País/Região como assunto: America do sul / Brasil Idioma: En / Pt Revista: J. bras. econ. saúde (Impr.) Assunto da revista: MEDICINA Ano de publicação: 2023 Tipo de documento: Article País de afiliação: Brasil

Texto completo: 1 Bases de dados: ECOS / LILACS Assunto principal: Estudo Multicêntrico / Transtorno Depressivo Maior / Transtorno Depressivo Resistente a Tratamento / Estudo Observacional Tipo de estudo: Clinical_trials / Guideline / Observational_studies Aspecto: Patient_preference País/Região como assunto: America do sul / Brasil Idioma: En / Pt Revista: J. bras. econ. saúde (Impr.) Assunto da revista: MEDICINA Ano de publicação: 2023 Tipo de documento: Article País de afiliação: Brasil