Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS Enfermería

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

Educação permanente em saúde no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro campus Engenheiro Paulo de Frontin / Permanent health education at the Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio de Janeiro campus Engineer Paulo de Frontin

Castro, Jessika Afonso.
Niterói; s.n; 2019. 136 p. ilus, graf.
Tesis en Portugués | LILACS, BDENF | ID: biblio-1023439
Diante de um acidente ou uma situação de emergência, professores e técnicos administrativos da educação devem estar preparados para atuar de forma rápida e eficiente nos primeiros socorros aos alunos. Este estudo é resultado de inquietações da autora sobre o seu papel de enfermeira na promoção de ensino da saúde dentro do ambiente escolar. A problematização da falta de capacitação daqueles à frente dos primeiros socorros ensejou a pesquisa dessa temática entre os servidores públicos atuantes no campus Engenheiro Paulo de Frontin, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. O objetivo geral deste estudo foi implantar a Educação Permanente em Saúde para os servidores da educação, partindo do mote dos primeiros socorros. Já os objetivos específicos, foram analisar a percepção dos profissionais da educação sobre a importância do conhecimento de práticas de primeiros socorros em suas atividades, identificar a amplitude de conhecimento deles sobre as condutas de primeiros socorros e elaborar um plano de Educação Permanente em Saúde viável à realidade dessa população estudada. A metodologia utilizada foi a pesquisa-ação com ênfase na abordagem qualitativa. Os dados foram coletados em três momentos, por meio de entrevista semiestruturada, aplicação de um questionário-teste e realização de oficinas de Educação Permanente em Primeiros Socorros. O questionário-teste foi utilizado para verificar e quantificar o conhecimento em primeiros socorros dos servidores públicos da educação. As entrevistas semiestruturadas permitiram examinar as percepções dos servidores quanto à relevância do conhecimento em primeiros socorros e, secundariamente, à qualificação do próprio conhecimento sobre o assunto. O tratamento e análise dos dados foram realizados por meio de conteúdo de Bardin para as entrevistas semiestruturadas e de estatística simples para os questionários-teste e análise. O estudo foi submetido à aprovação do comitê de ética em pesquisa (CEP) da Faculdade de Medicina da UFF, cujo número do parecer consubstanciado de aprovação é 2.585.337. Ao analisar a percepção dos servidores sobre a importância dos primeiros socorros para suas atuações laborais no ambiente escolar surgiram três categorias temáticas: Categoria 1. Precisão e eficiência para salvar vidas e garantir a sua integridade física e emocional no socorro básico ou em caso de emergência, Categoria 2. Um ato de responsabilidade e Categoria 3. Conhecimento exclusivo ao profissional de saúde. A média de acertos dos participantes no teste de conhecimento de primeiros socorros foi superior ao encontrado em estudos nacionais e internacionais, apesar das falas durante as entrevistas reportarem a percepção de despreparo, falta de conhecimento e insegurança em conduzir práticas de primeiros socorros. Como produto de pesquisa, elaborou-se um plano de Educação Permanente em Saúde para o campus Engenheiro Paulo de Frontin e uma sala virtual Moodle, e como subproduto um portfólio com a descrição e registros fotográficos das oficinas de Educação Permanente em Saúde. Conclui-se, que a Educação Permanente em Saúde representou uma estratégia eficiente para o ensino e aprendizagem dos primeiros socorros no cenário estudado, contribuindo para o debate da problemática de saúde no campus e na resolutividade da mesma.
Biblioteca responsable: BR1342.1
Ubicación: BR 1342.1; D 614.07, C355