Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Enfermagem

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

A perceção do Assistente Social sobre o impacto da pandemia COVID-19 no processo de intervenção/acompanhamento no utente internado em Unidade de Cuidados Continuados Integrados / The Social Worker's perception of the impact of the COVID-19 pandemic on the intervention/monitoring process of the patient admitted to an Integrated Long Term Care Unit

Diz, Filipa Daniela Moura.
Bragança; s.n; 20210000. tab, ilus.
Tese em Português | BDENF | ID: biblio-1283883
Ao longo do último ano, com o surgimento da doença SARS-COV 2 assistimos a grandes alterações ao nível económico, social e sanitário. O setor social e da saúde foram afetados com as consequências da pandemia e as instituições e o seus profissionais foram obrigados a adaptar-se e a reinventar os seus modos de trabalho. Também em contexto de Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) houve necessidade de adaptação a este novo contexto pandémico. O principal objetivo deste trabalho é conhecer de que forma o Assistente Social que trabalha em contexto de UCCI perceciona o impacto da pandemia COVID-19 no processo de intervenção e acompanhamento dos utentes. Pretende-se entender a perceção dos assistentes sociais nas dimensões profissional, relacional e institucional e qual o impacto no atendimento e acompanhamento aos seus utentes internados. Pretende-se ainda perceber se existiram constrangimentos e limitações ao trabalho do Assistente Social e se isso se traduziu, ou não, numa melhoria da eficácia do seu trabalho em contexto da RNCCI. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa e a metodologia utilizada foi o grupo focal. Elaborou-se um guião, com base nos objetivos definidos, seguindo com clareza o que se pretende abordar em entrevista. Foram definidas as dimensões a abordar através de indicadores que resultam em perguntas-tipo a colocar aos cinco participantes, profissionais de serviço social a trabalhar em UCCI, que aceitaram integrar o grupo focal após convite feito, aleatoriamente, por contatos telefónicos a profissionais cujo requisito foi o exercício de funções numa unidade de internamento da Rede. A análise de conteúdo foi efetuada através do MAXQDA, de forma a recolher e organizar a informação das entrevistas efetuadas em grupo focal. Como resultado deste estudo conseguiu-se apurar junto dos profissionais de Serviço Social que, os efeitos da pandemia COVID-19 permitiram manter as atividades com as devidas adaptações de segurança impostas mas, por outro lado, o teletrabalho não constituiu uma opção viável dada a presença constante deste profissional na unidade. No que respeita aos efeitos da pandemia nas relações verificou-se que apesar dos constrangimentos apresentados pela impossibilidade de contactar presencialmente com os utentes e seus familiares, o trabalho presencial mostrou-se determinante para o estabelecimento de laços e ligações. Conseguiu-se ainda perceber que ao nível institucional a articulação com outras instituições e a comunidade teve efeitos determinantes para que a Rede e os seus utentes continuem a beneficiar da qualidade na continuidade dos cuidados.
Biblioteca responsável: PT48.1
Localização: PT48.1