Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Enfermagem

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

CONTRIBUIÇÕES DO ENFERMEIRO NA PESQUISA BÁSICA: MODELO DE FIXAÇÃO DE CURATIVO EM FERIDAS CUTÂNEAS EXCISIONAIS DE CAMUNDONGOS / CONTRIBUTIONS OF NURSES IN BASIC RESEARCH: DRESSING FIXATION MODEL FOR EXCISIONAL CUTANEOUS WOUNDS OF MICE

Amorim, Gilmara Lopes; Guillen, Mariana Raquel Soares; Vieira, Puebla Cassini; Barcelos, Lucíola da Silva; Borges, Eline Lima.
Estima (Online) ; 19(1): e1221, jan.-dez. 2021.
Artigo em Português | BDENF | ID: biblio-1291466

Objetivo:

validar método de fixação de curativos em feridas cutâneas excisionais de camundongos.

Método:

estudo pré-clínico. Amostra composta por animais da linhagem C57BL/6, que tiveram duas feridas excisionais confeccionadas na região dorsal. Foram avaliados diferentes métodos e produtos, amplamente aceitos na prática clínica, para fixação de curativos no modelo animal. Os desfechos avaliados foram tempo de permanência do curativo e ocorrência de eventos adversos.

Resultados:

atadura de crepom, fita microporosa e bandagem autoaderente apresentaram menor tempo de permanência quando comparadas ao filme de poliuretano. Esse, por sua vez, variou o tempo quando comparadas diferentes marcas (E, F, G e H) e número de voltas ao redor do corpo do animal. Com 1 volta, o tempo variou de < 24 a 36 horas. Com 2 voltas, as marcas E e G permaneceram 48 e 96 horas, respectivamente, e F e H tempo < 24 horas. Filme da marca G, cortado no tamanho 3 cm x 15 cm, dando 2 voltas no corpo do camundongo, manteve o curativo por 96 horas. A pele permaneceu íntegra, sem evento adverso.

Conclusão:

foi criado modelo de fixação de curativos para feridas em camundongos com produto disponível no Brasil e compatível com a estrutura copórea do animal.
Biblioteca responsável: BR1980