Your browser doesn't support javascript.
Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Precarização do mercado de trabalho de auxiliares e técnicos de Enfermagem no Ceará, Brasil / Labor market insecurity for nursing assistants and technicians in the State of Ceará, Brazil

Silva, Raimunda Magalhães da; Vieira, Luiza Jane Eyre de Souza; Garcia Filho, Carlos; Bezerra, Indara Cavalcante; Cavalcante, Ana Neiline; Borba Netto, Fernanda Colares de; Aguiar, Francisca Alanny Rocha.
Ciênc. Saúde Colet ; 25(1): 135-145, jan. 2020. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1055790
Resumo O artigo analisa o mercado de trabalho de auxiliares e técnicos de enfermagem no Ceará, nos anos de 2013 a 2017, nos aspectos relacionados à precarização do trabalho. Duas fontes de dados foram empregadas. A Pesquisa sobre o Perfil da Equipe de Enfermagem no Brasil (PPEB), de caráter transversal, foi utilizada como linha de base, e a Relação Anual de Informações Sociais-RAIS, longitudinal, possibilitou o estudo da evolução de algumas das variáveis relacionadas à precarização do trabalho. Dada a pequena quantidade de estudos semelhantes para essa categoria profissional, optou-se por realizar uma abordagem exploratória que subsidiou uma discussão crítica dos resultados. A precarização do trabalho de auxiliares e técnicos de enfermagem é sustentada por evidências empíricas nas quatro perspectivas adotadas pela Organização Internacional do Trabalho-OIT temporal, econômica, social e organizacional. Embora seja um mercado com saldo positivo de admissões em relação aos desligamentos, os empregos apresentam baixos salários, vínculos precários, alta rotatividade, ausência de perspectiva de ascensão e condições adversas de trabalho, como exposição a violência, discriminação e acidentes. Conclui-se que os dados da RAIS corroboram os achados da PPEB e apontam que inexiste qualquer tendência de melhora dessa situação.
Biblioteca responsável: BR1.1