Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 17 de 17
Filter
1.
Einstein (Säo Paulo) ; 19: eAO6255, 2021. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1154105

ABSTRACT

ABSTRACT Objective: To analyze computed tomography scans of paranasal sinuses of a series of patients with coronavirus disease 2019, and correlate the findings with the disease. Methods: Computed tomography scans of 95 adult patients who underwent a polymerase chain reaction test for severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 were analyzed. Clinical data were obtained from patients' records and telephone calls. Paranasal sinus opacification was graded and compared according to severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 positivity. Results: Of the patients 28 (29.5%) tested positive for severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (median age 52 [range 26-95] years) and 67 were negative (median age 50 [range 18-95] years). Mucosal thickening was present in 97.4% of maxillary sinuses, 80% of anterior ethmoid air cells, 75.3% of posterior ethmoid air cells, 74.7% of frontal sinuses, and 66.3% of sphenoid sinuses. Minimal or mild mucosal thickening (score 1)and normally aerated sinuses (score 0) corresponded to 71.4% and 21.3% of all paranasal sinuses, respectively. The mean score of each paranasal sinus among severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 positive and negative patients was 0.85±0.27 and 0.87±0.38, respectively (p=0.74). Median paranasal sinus opacification score among severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 positive patients was 9 (interquartile range 8-10) compared to 9 (interquartile range 5-10) in negative patients (p=0.89). There was no difference in mean score adjusted for age and sex. Nasal congestion was more frequent in severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 positive than negative patients (p=0.05). Conclusion: Severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 infection was associated with patient recall of nasal congestion, but showed no correlation with opacification of paranasal sinuses.


RESUMO Objetivo: Analisar imagens de tomografia computadorizada de seios paranasais de pacientes com a doença por coronavírus 2019, e correlacionar os achados com a doença. Métodos: Foram analisadas imagens de tomografia computadorizada de 95 pacientes submetidos a teste de reação em cadeia da polimerase para coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave. Os dados clínicos foram obtidos por meio dos prontuários dos pacientes e de ligações telefônicas. A opacificação dos seios paranasais foi graduada e comparada entre pacientes positivos e negativos para coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave. Resultados: Vinte e oito (29,5%) dos pacientes tiveram resultado positivo para coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave (idade mediana de 52 [26-95] anos) e 67, resultado negativo (idade mediana de 50 [18-95] anos). O espessamento mucoso estava presente em 97,4% dos seios maxilares, 80% das células etmoidais anteriores, 75,3% das células etmoidais posteriores, 74,7% dos seios frontais e em 66,3% dos seios esfenoidais. Mínimo ou discreto espessamento mucoso (pontuação 1) e seios com aeração normal (pontuação 0) corresponderam a 71,4% e 21,3% de todos os seios paranasais, respectivamente. A nota média de cada seio paranasal entre pacientes positivos e negativos para coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave foi de 0,85±0,27 e 0,87±0,38, respectivamente (p=0,74). A nota mediana de opacificação dos seios paranasais entre pacientes positivos para coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave foi de 9 (intervalo interquartil de 8 a 10), comparada a 9 (intervalo interquartil de 5 a 10) em pacientes negativos (p=0,89). Não houve diferença na nota média ajustada para idade e sexo. A congestão nasal foi mais frequente em pacientes positivos para coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave que naqueles com resultados negativos (p=0,05). Conclusão: A infecção pelo coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave apresentou associação com congestão nasal, mas não mostrou correlação com espessamento mucoso dos seios paranasais.


Subject(s)
Humans , Adolescent , Adult , Aged , Aged, 80 and over , Young Adult , Sphenoid Sinus/diagnostic imaging , Frontal Sinus/diagnostic imaging , COVID-19/diagnostic imaging , Maxillary Sinus/diagnostic imaging , Tomography, X-Ray Computed , Middle Aged
3.
Einstein (Säo Paulo) ; 17(1): eMD4743, 2019. graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-984369

ABSTRACT

ABSTRACT Technical advances in magnetic resonance imaging have allowed to accurately detect and grade endolymphatic space distension in Ménière disease; this was only possible in post-mortem histological studies until a few years ago. Magnetic resonance imaging rules out other causes of vertigo and hearing loss, and is able to evaluate the cochlear and vestibular compartments of the endolymphatic space using a dedicated protocol.


RESUMO Os avanços técnicos na ressonância magnética têm permitido detectar e classificar com acurácia a distensão do espaço endolinfático na doença de Ménière; isso só era possível nos estudos histológicos post-mortem até poucos anos atrás. Além de afastar outras causas de vertigem e de perda auditiva, a ressonância magnética é capaz de avaliar os compartimentos coclear e vestibular do espaço endolinfático por meio de um protocolo dedicado.


Subject(s)
Humans , Magnetic Resonance Imaging , Meniere Disease/diagnostic imaging , Severity of Illness Index , Endolymphatic Hydrops/diagnostic imaging , Disease Progression
4.
Arq. neuropsiquiatr ; 74(1): 44-49, Jan. 2016. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-772609

ABSTRACT

ABSTRACT Spinal cord epidural metastasis (SEM) is a common complication of systemic cancer. Predicting these patient’s survival is a key factor to select the proper treatment modality, but the three most used score scales to predict their survival (Tokuhashi revised score, Tomita score and Bauer modified score) were designed in single institutions and their reliability to predict correctly the patient’s survival were first tested only in those specific populations. This prognostication issue is addressed in this article, evaluating retrospectively the survival of 17 patients with SEM from a Brazilian general hospital with these score scales. Our results show that the actual survival of those patients were worse than the predicted of all three score scales, suggesting that differences between the different populations might have affected their reliability and alert that their usage as a major factor to select the most appropriate treatment have to be done with caution.


RESUMO Metástases vertebrais são uma complicação comum em pacientes com câncer sistêmico. Avaliar o prognóstico e a sobrevida desses pacientes é um fator de grande importância para escolher o tratamento mais adequado, porém as três escalas mais usadas atualmente para prever a sobrevida deles (Tokuhashi revisada, Tomita e Bauer modificada) foram desenhadas em instituições isoladas, e sua habilidade em estimar corretamente a sobrevida desses pacientes foram testadas primeiramente apenas nessas populações específicas. Essa questão de estimar o prognóstico é abordada nesse artigo, analisando retrospectivamente a sobrevida de 17 pacientes com metástase vertebral provenientes de um hospital geral no Brasil com essas escalas. Nossos resultados apontam que a sobrevida real desses pacientes foi menor que a prevista pelas três escalas, sugerindo que as diferenças entres as diferentes populações podem ter afetado a aplicabilidade delas. Assim, alertamos que o uso dessas escalas em populações diferentes das estudadas originalmente deve ser feito com cuidado.


Subject(s)
Adult , Aged , Female , Humans , Male , Middle Aged , Epidural Neoplasms/mortality , Epidural Neoplasms/secondary , Life Expectancy , Prostatic Neoplasms/pathology , Severity of Illness Index , Spinal Cord Compression/surgery , Thyroid Neoplasms/pathology , Abbreviated Injury Scale , Brazil/epidemiology , Clinical Decision-Making , Epidural Neoplasms/complications , Epidural Neoplasms/surgery , Predictive Value of Tests , Prognosis , Reproducibility of Results , Retrospective Studies , Survival Rate , Spinal Cord Compression/etiology , Treatment Outcome
5.
Radiol. bras ; 44(5): 327-330, set.-out. 2011. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-612936

ABSTRACT

A tendinite calcária aguda pré-vertebral é uma condição benigna e rara que apresenta calcificação das fibras do músculo longo do pescoço com reação inflamatória local, sendo esta uma das formas de apresentação menos frequentes da doença por deposição de hidroxiapatita de cálcio. Manifesta-se com dor cervical aguda e/ou odinofagia, podendo ser erroneamente diagnosticada como abscesso retrofaríngeo, espondilodiscite ou alteração decorrente de trauma. Os achados radiológicos na tendinite calcária pré-vertebral são patognomônicos. O conhecimento de tais achados é muito importante, pois o correto diagnóstico possibilita a resolução precoce dos sintomas e evita intervenções desnecessárias em um paciente que apresenta afecção com boa resposta ao tratamento conservador.


Acute calcific prevertebral tendinitis is a benign and rare condition that presents calcification of the superior oblique fibers of longus colli muscle with local inflammatory reaction. Such condition is one of the less common presentations of calcium hydroxyapatite deposition disease. Clinical signs are usually acute neck pain and odynophagia, and it may be misdiagnosed as retropharyngeal abscess, spondylodiscitis or traumatic injury. The imaging findings in calcific prevertebral tendinitis are pathognomonic. The knowledge of such findings is extremely important to avoid unnecessary interventions in a patient presenting a condition with a good response to conservative treatment.


Subject(s)
Humans , Male , Adult , Middle Aged , Calcinosis , Neck Muscles/pathology , Tendinopathy , Tendinopathy/pathology , Tendon Injuries/diagnosis , Neck Pain , Magnetic Resonance Imaging , Tomography, X-Ray Computed
6.
Rev. imagem ; 32(3/4): 61-65, jul.-dez. 2010. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-613160

ABSTRACT

OBJETIVO: O presente ensaio tem a finalidade de mostrar as diferentes características nos exames de imagem (videodeglutograma e tomografia computadorizada) que a faringocele pode apresentar,assim como sua correlação com o quadro clínico. MATERIAL E MÉTODO: Foram selecionados casos de faringocele nos exames de imagem (videodeglutograma e tomografia computadorizada) realizados em nosso serviço, efetuando a correlação com o quadro clínico. RESULTADOS: A faringocele apresenta-se frequentemente com dimensões pequenas e orifício estreito. Quando aumenta de tamanho, o quadro clínico é mais evidente e diverso, podendo-se confundir com outras lesões cervicais que aumentam com a manobra de Valsalva. O diagnóstico diferencial pode ser realizado através da avaliação imaginológica. CONCLUSÃO: Procuramos mostrar que a faringocele pode se apresentar com diferentes aspectos, nem sempre sendo evidente o seu reconhecimento pela clínica ou pelos exames de imagem. Seu diagnóstico deve ser sempre lembrado naprática diária.


OBJECTIVE: The present study is aimed at showing the differentcharacteristics of pharyngoceles in imaging exams (video fluoroscopicswallowing exam [VFSE] and computed tomography) and itscorrelation with clinical presentation. MATERIAL AND METHOD: Pharyngocele cases were selected in imaging exams (video fluoroscopic swallowing exam [VFSE] and computed tomography) realized in our service, realizing clinical presentation correlation. RESULTS: Pharyngocele presents frequently with small dimensions and narrow orifice. When the size enlarges, clinical presentation is more evident and diverse, which can confuse with other cervical lesionsthat enlarge with Valsalva maneuver. Differential diagnosis canbe done by imaging evaluation. CONCLUSION: We intended to demonstrate that many times pharyngocele can be presented withdifferent aspects, not always being easy to recognize by clinics orimaging exams, but its diagnosis must be always remembered inour daily practice.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Middle Aged , Diagnostic Imaging , Hernia , Pharyngeal Diseases , Tomography, X-Ray Computed , Deglutition Disorders/diagnosis
7.
Einstein (Säo Paulo) ; 7(3)set. 2009. ilus
Article in English, Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-530787

ABSTRACT

O timo está localizado na parte anterior do mediastino superior, fica imediatamente atrás do manúbrio esternal e estende-se ao mediastino anterior, anteriormente ao pericárdio. Dois pacientes foram avaliados devido à nodulação na transição da região cervical com o mediastino anterior que simulava linfonodomegalia. O primeiro paciente, sete anos de idade, sexo masculino, apresentava um rabdomiossarcoma do espaço mastigatório, no controle evolutivo notou-se um nódulo com captação de FDG no exame de tomografia por emissão de pósitrons acoplado a tomografia computadorizada (PET-TC). A segunda paciente, 51 anos de idade, sexo feminino apresentava uma nodulação caracterizada na ressonância magnética do pescoço de acompanhamento de um carcinoma papilífero da tireoide. Nos dois casos a nodulação representava um prolongamento superior do timo. Estas nodulações apresentavam mesma densidade na tomografia computadorizada e a mesma intensidade de sinal na ressonância magnética, comparadas com o tecido tímico adjacente e não havia plano de tecido adiposo entre as nodulações e o timo. O conhecimento do prolongamento superior do timo como variação anatômica é fundamental na diferenciação com linfonodomegalia mediastinal, evitando biópsias ou procedimentos desnecessários.

8.
Radiol. bras ; 41(5): 343-348, set.-out. 2008. ilus
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: lil-496940

ABSTRACT

Os procedimentos percutâneos orientados por imagem têm ganhado espaço crescente na radiologia intervencionista, constituindo ferramenta eficaz para a abordagem diagnóstica e terapêutica de massas e coleções nos diversos segmentos corporais. No entanto, localizações pélvicas profundas ainda representam grande desafio para o radiologista, por causa da interposição de estruturas anatômicas. Para que o procedimento seja bem sucedido é fundamental o planejamento da via de acesso baseado no conhecimento detalhado da anatomia radiológica da pelve. As principais vias de acesso para a abordagem destas lesões são: transabdominais (anterior e lateral), extraperitoneal ântero-lateral, transvaginal, transretal e transglútea. O objetivo deste trabalho é fazer uma revisão da anatomia seccional pélvica normal, demonstrando as diversas vias de acesso para biópsias e drenagens guiadas pela ultra-sonografia e pela tomografia computadorizada, bem como discutir as principais vantagens e complicações potenciais de cada uma delas.


Image-guided percutaneous procedures have increasingly been established as safe and effective interventional tools in the diagnosis and management of masses and collections in several body segments. However, lesions in deep pelvic sites still pose a challenge for radiologists because of overlying anatomic structures. The success of a percutaneous biopsy depends on a safe access route planning based on a deep understanding of cross sectional anatomy of the pelvis. Anterior and lateral transabdominal, anterolateral extraperitoneal, transvaginal, transrectal and transgluteal approaches are described. The present study was aimed at reviewing the normal pelvic cross-sectional anatomy, demonstrating the different access routes for ultrasonography and computed tomography guided pelvic biopsies and drainages as well as discussing the main advantages and complications associated with these approaches.


Subject(s)
Humans , Drainage , Pelvis/anatomy & histology , Pelvis/physiology , Pelvis , Biopsy , Magnetic Resonance Imaging, Interventional/methods , Radiology, Interventional
9.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 51(4): 581-586, jun. 2007. tab, ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-457095

ABSTRACT

OBJETIVO: Avaliar o papel da PET-CT com FDG-18F na detecção de recidiva e/ou metástase de carcinoma diferenciado da tireóide (CDT) em pacientes com níveis elevados de tireoglobulina (TG) e PCI negativa. PACIENTES E MÉTODO: Os achados da PET-CT de 25 pacientes foram comparados com a avaliação histopatológica e os métodos convencionais de imagem (MC). RESULTADOS: A PET-CT foi positiva em 16 pacientes com resultado verdadeiro-positivo em 14 e falso-positivo em 2 casos (valor preditivo positivo 87,5 por cento). Nove pacientes tiveram PET-CT negativa; dois evoluíram com níveis indetectáveis de TG. Doença residual foi observada na PCI pós-dose terapêutica de uma paciente. Seis pacientes não apresentaram evidências de tumor durante o seguimento (média 16 meses). PET-CT foi concordante com MC em 52 por cento, parcialmente concordante em 12 por cento e discordante (6 falso-negativos e 3 falso-positivos dos MC) em 36 por cento. Foi observada uma tendência de aumento da proporção de PET-CT positiva com o aumento de TG. CONCLUSÃO: A PET-CT com FDG-18F é útil na detecção de recidiva e/ou metástases de CDT com níveis de TG elevados mas PCI negativa. Apresenta alto valor preditivo positivo e é superior aos MC, sendo mais efetiva quanto maior o nível de TG.


PURPOSE: To evaluate the role of PET-CT with FDG-18F in the detection of recurrence and/or metastasis of differentiated thyroid carcinoma (DTC) in patients with elevated levels of thyroglobulin (TG) and negative whole body scan (WBS). PATIENTS AND METHOD: PET-CT findings of 25 patients were compared to histopathology evaluation and conventional imaging (CI). RESULTS: PET-CT scan was positive in 16 patients finding 14 true-positive and 2 false-positive cases (positive predictive value 87.5 percent). Nine patients had negative PET-CT; two had decrease of TG to undetectable levels. One patient had residual disease detected by post-therapeutic WBS. Six patients had no evidence of tumor during follow-up (mean time 16 months). PET-CT was concordant with CI in 52 percent, partially concordant in 12 percent and discordant in 36 percent (6 false-negatives and 3 false-positive of CI). We observed a tendency of increasing proportion of positive PET-CT with increasing TG. CONCLUSION: PET-CT scan with FDG-18F is useful in the detection of recurrence and/or metastases of DTC with high TG levels but negative WBS. It presents elevated positive predictive value and is superior to CI being more effective as higher the serum TG levels.


Subject(s)
Adolescent , Adult , Aged , Female , Humans , Male , Middle Aged , Carcinoma, Medullary , Positron-Emission Tomography/methods , Radiopharmaceuticals , Thyroglobulin/blood , Thyroid Neoplasms , Tomography, X-Ray Computed/methods , Biomarkers, Tumor , Carcinoma, Medullary/prevention & control , Neoplasm Recurrence, Local , Sensitivity and Specificity , Thyroid Neoplasms/prevention & control , Whole Body Imaging
10.
Clinics ; 62(1): 5-10, Feb. 2007. ilus, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-441819

ABSTRACT

INTRODUCTION: Epidemiological studies reveal a high male prevalence of obstructive sleep apnea syndrome. A possible explanation for this male predominance is the existence of anatomical differences in the upper airway between men and women. METHODS: The upper airways of 10 male and 10 female healthy volunteers were prospectively evaluated by magnetic resonance imaging. Anatomical pharyngeal and column cross-sectional linear measurements were made in sagittal T1 and axial T1 and T2 weighted fast spin-echo images. RESULTS: Men had significantly greater mean sagittal pharyngeal structural dimensions compared to women for all structures with the exception of the craniocaudal length of the soft palate and the thickness of the submentonian fat. In contrast, cross-sectional linear dimensions were similar in men and women with the exception of the laterolateral tongue length, which was greater in men. All mean linear measurements of the pharyngeal air column were similar in men and women at all studied levels. CONCLUSIONS: Men and women present pharyngeal air columns with similar dimensions, but in women this column is surrounded by smaller structures, which might imply a smaller effort to keep its patency. Our data suggest the existence of an anatomical protective factor in women against the upper airway collapse.


INTRODUÇÃO: Estudos epidemiológicos demonstram alta prevalência da síndrome da apnéia obstrutiva do sono no sexo masculino. Uma explicação plausível para esta predominância masculina é a existência de diferenças anatômicas nas vias aéreas superiores entre homens e mulheres. MÉTODOS: As vias aéreas superiores de 10 homens e 10 mulheres, voluntários saudáveis, foram avaliados prospectivamente através do exame de ressonância magnética. Foram realizadas medidas lineares das vias aéreas superiores e das estruturas da faringe através de imagens sagitais pesadas em T1 e imagens axiais pesadas em T1 e T2 com a técnica de fast spin-echo. RESULTADOS: Os homens mostraram dimensões significativamente maiores das estruturas da faringe em relação às mulheres em todas as medidas realizadas nas imagens sagitais, com exceção do diâmetro crânio-caudal do palato mole e da espessura da gordura submentoniana. Em contraste, as imagens axiais mostraram medidas similares entre os sexos, exceto o diâmetro látero-lateral da língua que foi maior nos homens. Todas as medidas da coluna aérea das vias aéreas superiores foram semelhantes nos dois sexos. CONCLUSÕES: Embora homens e mulheres apresentem vias aéreas superiores com dimensões similares, nas mulheres as estruturas anatômicas ao seu redor são menores, sugerindo um menor esforço para manter as vias aéreas superiores patentes no sexo feminino. Nossos resultados sugerem a existência de um fator de proteção anatômico contra o colapso das vias aéreas superiores nas mulheres.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Pharynx/anatomy & histology , Sleep Apnea, Obstructive/etiology , Magnetic Resonance Imaging , Prospective Studies , Palate/anatomy & histology , Sex Factors , Tongue/anatomy & histology
11.
São Paulo; s.n; 2003. 134 p. ilus, tab, graf.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-408871

ABSTRACT

A síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) é considerada grave problema de saúde pública e vem sendo associada a inúmeras afecções, acidentes e aumento de mortalidade. Estudos por imagem são importantes na avaliação da fisiopatologia e da conduta frente à SAOS. Pobre é a literatura que compara os dados de imagem de homens e mulheres com SAOS. Avaliamos por ressonância magnética 10 homens e 10 mulheres sem SAOS e 43 homens e 25 mulheres com SAOS. Constatamos várias diferenças significativas entre homens e mulheres sem e com SAOS. Além disso, algumas medidas da região faríngea mostraram-se relacionadas à gravidade do quadro.Obstructive sleep apnoea syndrome (OSAS), considered now-a-days a public health issue, is being related to several diseases, accidents and increased mortality. Upper airway imaging provides insights into the pathophysiology and therapeutical approach to OSAS. Ten men and 10 women without OSAS and 43 men and 25 women with OSAS were studied by magnetic resonance imaging. Many differences were found between men and women with and without OSAS. Several measures were found to be related with the severity of the disease...


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Magnetic Resonance Imaging/methods , Sleep Apnea, Obstructive , Case-Control Studies , Severity of Illness Index
12.
Rev. imagem ; 22(1): 43-5, jan.-mar. 2000. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-259946

ABSTRACT

Os autores relatam o caso de um paciente de 10 meses de idade, do sexo masculino, com quadro gripal, em quem se evidenciou a presença de anormalidade da caixa torácica, caracterizada por fusäo parcial dos 4§ e 5§ arcos costais e pela presença de costela intratorácica à direita. A literatura pertinente a estas anomalias é revista


Subject(s)
Humans , Male , Infant , Ribs/abnormalities , Tomography, X-Ray Computed , Radiographic Image Enhancement/methods , Lung , Radiography, Thoracic , Ribs , Thorax/abnormalities
13.
In. Parise Junior, Orlando. Câncer de boca: aspectos básicos e terapêuticos. Säo Paulo, Sarvier, 2000. p.107-14, ilus. (BR).
Monography in Portuguese | LILACS, BBO | ID: lil-298356
14.
15.
Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo ; 50(4): 230-5, jul.-ago. 1995. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-159133

ABSTRACT

Os tumores glomicos, lesoes altamente vascularizadas, apresentam crescimento lento e se originam do tecido paraganglionico. Na regiao da cabeca e pescoco localizam-se preferencialmente na bifurcacao carotidea, ao longo do nervo vago, no bulbo jugular e cavidade timpanica...


Subject(s)
Humans , Female , Adolescent , Adult , Embolization, Therapeutic , Glomus Jugulare Tumor/therapy , Magnetic Resonance Spectroscopy , DNA/analysis , Retrospective Studies
16.
Radiol. bras ; 23(3): 219-22, jul.-set. 1990. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-97290

ABSTRACT

Com o intuito de se avaliar mais precisamente a localizaçäo da cadeia ganglionar mamária interna em pacientes portadoras de câncer de mama, os autores realizaram um estudo imagenológico comparativo de 3 métodos: radiografia simples (RX), ultra-sonografia (US) e tomografia computadorizada (TC). Foi obtida variaçäo de medidas em torno de 0,45 cm quando se comparou o RX com a US e o RX com a TC. Até o momento contamos com apenas 8 pacientes que completaram o estudo. Achamos conveniente prosseguir na investigaçäo, a fim de que se possa obter uma melhor avaliaçäo da priofundidade a ser tratada, no caso da cadeia mamária interna, com um método simples e de fácil acesso ao radioterapeuta


Subject(s)
Humans , Female , Breast Neoplasms/analysis , Radiotherapy , Brazil
17.
J. bras. ginecol ; 97(4): 183-7, abr. 1987. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-40787

ABSTRACT

A presença de Neisseria gonorrhoeae, Chlamydia trachomatis e Mycoplasma foi encontrada, através de culturas específicas, em 77 mulheres. Três grupos de pacientes foram delineados: 15 pacientes sem qualquer sintomatologia infecciosa dos tratos genitais superior ou inferior; 25 portadoras de ectopia infectada e 37 portadores de salpingite aguda verificada através de laparoscopia. Paralelamente foram efetuadas avaliaçöes citológicas cérvico-vaginais em todos os casos. N. gonorrhoeae foi isolada do canal endocervical de 14 (37,8%) pacientes portadoras de salpingite aguda mas näo foi recuperada nos grupos de mulheres normais e cervicite. C. trachomatis foi isolada em um (16,7%) caso entre mulheres normais, três (12%) entre portadoras de cervicite e 14 (37,8%) entre portadoras de salpingite aguda. Dentre os mycoplasmas; verificamos a presença de Mycoplasma hominis e Ureaplasma urealyticum em um (6,7%) e três (20%) respectivamente, no grupo de mulheres assintomáticas; no grupo de mulheres portadoras de cervicite, foram encontrados em um (4%) e 9 (36%) casos, enquanto que entre portadoras de salpingite, em dois (5,4%) e dois (56,8%) casos, respectivamente. A colpocitologia cérvico-vaginal revelou suspeita de displasia em um (4%) e quatro (10,8%) nas portadoras de cervicites e salpingites agudas, respectivamente


Subject(s)
Adolescent , Adult , Humans , Female , Chlamydia trachomatis/isolation & purification , Genital Diseases, Female/transmission , Mycoplasma/isolation & purification , Neisseria gonorrhoeae/isolation & purification , Colposcopy
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL