Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 339
Filter
1.
Vive (El Alto) ; 7(19): 207-225, abr. 2024.
Article in Spanish | LILACS | ID: biblio-1560613

ABSTRACT

La artrosis de rodilla grado 1 es un problema frecuente a escala mundial. La fisioterapia se presenta como una alternativa prometedora para el tratamiento conservador de esta patología, ya que reduce eficazmente la artralgia. Objetivo. Describir la eficacia de los ejercicios terapéuticos para aliviar el dolor en la artrosis de rodilla grado I. Metodología. Se trata de una revisión sistemática, que abarcó una búsqueda exhaustiva en varias bases de datos como Pubmed, Scielo y Elsevier. Los criterios de búsqueda incluyeron ensayos de control aleatorios, experimentales y cuasiexperimentales realizados entre los años 2017 y 2023. Resultados. De un total de 82 documentos se excluyeron 40 al ser estudios secundarios. Posteriormente, se excluyeron 21 estudios adicionales debido a la escasa relación entre las variables del estudio y a su falta de disponibilidad. Finalmente, se seleccionaron 21 artículos que cumplieron con los criterios de evaluación de calidad metodológica mediante la escala CRF-QS. Para evaluar el dolor, la rigidez, la funcionalidad y la calidad de vida, se utilizaron escalas como EVA, NPRS, WOMAC y OXFORD. Los ejercicios isocinéticos resultaron ser los más efectivos, ya que demostraron un aumento de la fuerza y el grosor del cartílago articular, lo que resultó en una disminución de las puntuaciones de EVA de 8,05 a 3,75. Conclusión. El ejercicio terapéutico supervisado centrado en el fortalecimiento de las extremidades inferiores ha demostrado ser una alternativa efectiva para el tratamiento conservador de la artrosis de rodilla grado I. Este enfoque alivia eficazmente el dolor, mejora la calidad de vida e incluso puede detener la progresión de la enfermedad.


Grade 1 knee osteoarthritis is a common problem worldwide. Physiotherapy is presented as a promising alternative for the conservative treatment of this pathology, since it effectively reduces arthralgia. Aim. To describe the effectiveness of therapeutic exercises to relieve pain in grade I knee osteoarthritis. Methodology. This is a systematic review, which included an exhaustive search in several databases such as Pubmed, Scielo and Elsevier. Search criteria included randomized, experimental and quasi-experimental control trials conducted between the years 2017 and 2023. Results. Of a total of 82 documents, 40 were excluded as they were secondary studies. Subsequently, 21 additional studies were excluded due to poor relationships between study variables and lack of availability. Finally, 21 articles were selected that met the methodological quality evaluation criteria using the CRF-QS scale. To evaluate pain, stiffness, functionality and quality of life, scales such as VAS, NPRS, WOMAC and OXFORD were used. Isokinetic exercises were found to be the most effective, demonstrating an increase in articular cartilage strength and thickness, resulting in a decrease in VAS scores from 8.05 to 3.75. Conclusion. Supervised therapeutic exercise focused on strengthening the lower extremities has been shown to be an effective alternative to the conservative treatment of grade I knee osteoarthritis. This approach effectively relieves pain, improves quality of life, and may even stop the progression of osteoarthritis. disease.


A osteoartrite do joelho grau 1 é um problema comum em todo o mundo. A fisioterapia apresenta-se como uma alternativa promissora para o tratamento conservador desta patologia, uma vez que reduz eficazmente a artralgia. Mirar. Descrever a eficácia dos exercícios terapêuticos no alívio da dor na osteoartrite de joelho grau I. Metodologia. Trata-se de uma revisão sistemática, que incluiu uma busca exaustiva em diversas bases de dados como Pubmed, Scielo e Elsevier. Os critérios de pesquisa incluíram ensaios de controle randomizados, experimentais e quase-experimentais realizados entre os anos de 2017 e 2023. Resultados. De um total de 82 documentos, 40 foram excluídos por se tratarem de estudos secundários. Posteriormente, 21 estudos adicionais foram excluídos devido às más relações entre as variáveis do estudo e à falta de disponibilidade. Por fim, foram selecionados 21 artigos que atenderam aos critérios de avaliação da qualidade metodológica pela escala CRF-QS. Para avaliar dor, rigidez, funcionalidade e qualidade de vida foram utilizadas escalas como VAS, NPRS, WOMAC e OXFORD. Os exercícios isocinéticos foram considerados os mais eficazes, demonstrando um aumento na força e espessura da cartilagem articular, resultando em uma diminuição nos escores VAS de 8,05 para 3,75. Conclusão. O exercício terapêutico supervisionado focado no fortalecimento das extremidades inferiores tem se mostrado uma alternativa eficaz ao tratamento conservador da osteoartrite do joelho grau I. Esta abordagem alivia eficazmente a dor, melhora a qualidade de vida e pode até interromper a progressão da osteoartrite.


Subject(s)
Osteoarthritis, Knee
2.
J. Health Biol. Sci. (Online) ; 12(1): 1-9, jan.-dez. 2024. tab
Article in English | LILACS | ID: biblio-1538307

ABSTRACT

Objective: the aim of this study was to evaluate the quality of life between patients who have already undergone the TKA surgery and those who have not. Methodology: 118 patients [60 undergoing TKA (G1) and the remaining 58 awaiting the procedure (G2)] answered questions about QoL using the WOMAC and SF-36 protocols. The comparison was performed using the chi-square test and Student's t-test, with a significance level of 0.05. Results: with regard to clinical aspects, there was a higher level of pain in Group G2, as well as greater frequency in the use of medications, especially for pain relief. In the QoL evaluation, significant difference was observed in all the domains of the generic questionnaire SF-36 and in WOMAC, estando a capacidade functional do G2 reduzida e abaixo do nível observado nos pacientes do G1. Conclusion: patients with advanced knee arthrosis who underwent TKA, compared to those who did not undergo the procedure, had better quality of life in all domains assessed by both the general SF-36 questionnaire and the WOMAC questionnaire.


Objetivo: o objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade de vida entre pacientes que já se submeteram à cirurgia de ATJ e aqueles que ainda não passaram pelo procedimento. Metodologia: 118 pacientes [60 submetidos à ATJ (G1) e os 58 restantes aguardando o procedimento (G2)] responderam perguntas sobre QV usando os protocolos WOMAC e SF-36. A comparação foi realizada usando o teste qui-quadrado e o teste t de Student, com um nível de significância de 0,05. Resultados: em relação aos aspectos clínicos, houve um maior nível de dor no Grupo G2, bem como maior frequência no uso de medicamentos, especialmente para alívio da dor. Na avaliação da QV, foi observada diferença significativa em todos os domínios do questionário genérico SF-36 e no WOMAC, estando a capacidade funcional do G2 reduzida e abaixo do nível observado nos pacientes do G1. Conclusão: pacientes com artrose avançada de joelho que se submeteram à ATJ, em comparação com aqueles que não passaram pelo procedimento, apresentaram melhor qualidade de vida em todos os domínios avaliados tanto pelo questionário geral SF-36 quanto pelo questionário WOMAC.


Subject(s)
Humans , Male , Female
3.
Acta ortop. bras ; 32(spe1): e272993, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1556714

ABSTRACT

ABSTRACT Knee osteoarthritis (KOA) is a disabling inflammatory disease that makes walking and activities of daily living difficult. This condition can reduce functional capacity and increase the risk for surgery. Objective: To know the functional capacity of patients with KOA evaluated by the six-minute walk test (6MWT). Method: This cross-sectional study evaluated age, gender, weight, BMI, pain (VAS 90-100), physical disability (WOMAC 0-96), degree of joint damage by radiographic imaging, and 6MWT. Results: A total of 176 patients referred by Orthopedics were evaluated, with the inclusion of 164 participants. The mean age was 61.89 ± 10.62 years, 81% women, 67% with cardiovascular disease, hypertension and/or diabetes, 81% obese, with moderate pain (VAS 47.74 ± 29.27) and according to WOMAC, most had severe or very severe disability. The distance covered in the 6MWT was 354.03 ± 102.03m, 67% of the predicted distance. The maximum heart rate achieved was 107.27 ± 17.71 bpm, which characterizes 68% of the predicted by age. Only 12% of the sample showed a marked drop in oxygenation in the 6MWT and 40% had a recovery heart rate in the 1st minute below 15 bpm. Conclusion: Patients with KOA, who were evaluated by the 6MWT, have low functional capacity and physical deconditioning. Level of Clinical Evidence III, Case Control Study.


RESUMO A osteoartrite de joelho (OAJ) é uma doença inflamatória incapacitante que dificulta as atividades de vida diária do indivíduo. Esta condição pode reduzir a capacidade funcional e aumentar o risco de cirurgia, caso necessária. Objetivo: Conhecer a capacidade funcional de pacientes com OAJ, avaliada pelo teste de caminhada de seis minutos (TC6M). Métodos: Neste estudo transversal, avaliamos idade, sexo, peso, índice de massa corporal (IMC), dor (escala visual analógica - EVA 90-100), incapacidade física (Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index - WOMAC 0-96), grau de lesão articular por imagem radiográfica e TC6M. Resultados: Foram avaliados 176 pacientes encaminhados pela Ortopedia, com a inclusão de 164 participantes. Na amostra, verificou-se: média de idade de 61,89 ± 10,62 anos; 81% de mulheres; 67% com doença cardiovascular, hipertensão e/ou diabetes; 81% de obesos; com dor moderada (EVA 47,74 ± 29,27); e, segundo WOMAC, maioria com incapacidade intensa ou muito intensa. A distância percorrida no TC6M foi 354,03 ± 102,03 m, sendo esse valor 67% da distância prevista. A frequência cardíaca máxima alcançada foi de 107,27 ± 17,71 bpm, que caracteriza 68% da prevista pela idade. Somente 12% apresentaram acentuada queda de oxigenação no TC6M e 40% apresentaram frequência cardíaca de recuperação no primeiro minuto inferior a 15 bpm. Conclusão: Os pacientes com OAJ, que foram avaliados pelo TC6M, apresentaram baixa capacidade funcional e descondicionamento físico. Nível de Evidência III, Estudo de Caso Controle.

4.
Acta ortop. bras ; 32(spe1): e268054, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1556719

ABSTRACT

ABSTRACT Objective: To evaluate the efficacy and safety of sliding osteotomy of the lateral epicondyle in correcting rigid valgus deformity in knee arthroplasty. Methods: A retrospective study of patients undergoing total knee arthroplasty with lateral epicondyle sliding osteotomy between 2006 and 2018. The main outcome was the incidence of complications and adverse events. Secondary outcomes were Visual Analog Scale for Pain, varus stress test, and varus knee thrust during gait. Results: 19 knees (19 participants) were included in the study. The mean follow-up was 4.2 years. There were no cases of infection or reoperation due to instability. Two participants (10.5%) had mild or moderate knee pain (VAS pain = 4.6 ± 1.9). Two arthroplasties (10.5%) had mild varus stress. No participant presented varus thrust. Conclusion: Sliding osteotomy of the lateral epicondyle allows fast and safe ligament balance of knee valgus deformities. Level of Evidence I, Case series.


RESUMO Avaliar a eficácia e a segurança da osteotomia de deslizamento do epicôndilo lateral na correção da deformidade em valgo rígida na artroplastia de joelho. Métodos: Estudo retrospectivo de pacientes submetidos à artroplastia total do joelho com osteotomia de deslizamento do epicôndilo lateral entre 2006 e 2018. O principal desfecho foi a incidência de complicações e eventos adversos. Os desfechos secundários foram escala visual analógica para dor, teste de estresse em varo e flambagem em varo do joelho durante a marcha. Resultados: Foram incluídos no estudo 19 joelhos (19 participantes). O seguimento médio foi de 4,2 anos. Não houve nenhum caso de infecção ou reoperação devido à instabilidade. Dois participantes (10,5%) apresentaram algum tipo de dor leve ou moderada no joelho (EVA = 4,6 ± 1,9). Duas artroplastias (10,5%) apresentaram estresse em varo leve. Nenhum participante apresentou flambagem em varo. Conclusão: A osteotomia de deslizamento do epicôndilo lateral possibilitou o balanço ligamentar das deformidades em valgo do joelho de forma rápida e segura. Nível de Evidência IV, Série de Casos.

5.
Rev. bras. ortop ; 59(1): 68-75, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1559598

ABSTRACT

Abstract Objective: To compare the function and muscle strength of the limb between patients undergoing knee arthroplasties using primary implants with posterior stabilization (control group) and patients with rotating hinge implants (Hinge group). Methods: Function assessment was performed using the Knee Society Score (KSS) and muscle strength using an isokinetic dynamometer using a speed of 60°/s. Results: 43 patients were analyzed, who underwent 51 surgeries, with the Hinge group comprising 25 surgeries and the control group comprising 26 primary surgeries. We did not observe significant differences between the Hinge and control groups in the values of functional KSS (p = 0.54), objective KSS (p = 0.91), peak flexor torque (p = 0.25) and peak extensor torque (p = 0.08). Patients in the Hinge group who underwent primary arthroplasties had a higher peak flexor torque (0.76 Nm/kg) than those who used the implant in revision after septic failure (0.33 Nm/kg) (p <0.05). The constrained implant was indicated in arthroplasty revision surgeries with severe ligament instability and in cases of complex primary arthroplasties with bone destruction or severe coronal deformity in the coronal plane. Conclusion: The use of constrained implants enables joint function and muscle strength comparable to patients who underwent primary arthroplasty using conventional implants with posterior stabilization. Patients undergoing septic revision with a rotating Hinge prosthesis exhibit lower flexor muscle strength compared to those undergoing primary arthroplasty with a constrained implant.


Resumo Objetivo: Comparar a função e a força muscular do membro entre pacientes submetidos a artroplastias do joelho que utilizaram implantes primários com estabilização posterior (grupo controle) e pacientes com implantes constritos rotatórios (grupo Hinge). Métodos: A avaliação da função foi feita por meio do Knee Society Score (KSS) e da força muscular por um dinamômetro isocinético utilizando a velocidade de 60°/s. Resultados: Foram analisados 43 pacientes, que realizaram 51 cirurgias, sendo o grupo Hinge composto por 25 cirurgias e o grupo controle por 26 cirurgias primárias. Não observamos diferenças significativas entre os grupos Hinge e controle nos valores do KSS funcional (p = 0,54), KSS objetivo (p = 0,91), pico de torque flexor (p = 0,25) e pico de torque extensor (p =0,08). Os pacientes do grupo Hinge que realizaram artro-plastias primárias apresentaram um pico de torque flexor maior (0,76 Nm/kg) que aqueles que utilizaram o implante em revisão após falha séptica (0,33 Nm/kg) (p < 0,05). O implante constrito foi indicado em cirurgias de revisão de artroplastia com instabilidade ligamentar grave e em casos de artroplastias primárias complexas com destruição óssea ou deformidade coronal grave no plano coronal. Conclusão: O uso de implantes bloqueados possibilita função articular e força muscular comparáveis a dos pacientes que realizaram artroplastia primária utilizando implantes convencionais com estabilização posterior. Pacientes submetidos à revisão séptica com prótese Hinge rotatória apresentam menor força da musculatura flexora em relação àqueles submetidos a artroplastia primária com implante constrito.

6.
Rev. bras. ortop ; 59(1): 143-147, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1559599

ABSTRACT

Abstract Ankle osteoarthritis (AOA) is associated with pain and variable functional limitation, demanding clinical treatment and possible surgical indication when conservative measures are ineffective - arthrodesis has been the procedure of choice, because it reduces pain, restores joint alignment and makes the segment stable, preserving gait. The present study reports 3 cases (3 ankles) of male patients between 49 and 63 years old, with secondary AOA, preoperative American Orthopaedic Foot and Ankle Society Ankle-Hindfoot Scale (AOFAS AHS) of 27 to 39 points, treated by minimally invasive tibiotalocalcaneal arthrodesis using blocked retrograde intramedullary nail. Hospital stay was of 1 day, and the patients were authorized for immediate loading with removable ambulation orthotics, as tolerated. The physical therapy treatment, introduced since hospitalization, was maintained, prioritizing gait training, strength gain, and proprioception. Clinical and radiographic follow-up was performed at weeks 1, 2, 6, 12 and 24. After evidence of consolidation (between the 6th and 10th weeks), the orthotics were removed. One patient complained of pain in the immediate postoperative period and, at the end of the 1st year, only one patient presented pain during rehabilitation, which was completely resolved with analgesics. Currently, the patients do not present complaints, returning to activities without restrictions - one of them, to the practice of soccer and rappelling. The postoperative AOFAS AHS was from 68 to 86 points.


Resumo A osteoartrite do tornozelo (OAT) está associada a quadro álgico e limitação funcional variável, demandando tratamento clínico e eventual indicação cirúrgica quando as medidas conservadoras são inefetivas - a artrodese tem sido o procedimento de escolha, por reduzir a dor, restaurar o alinhamento articular e tornar o segmento estável, preservando a marcha. O presente estudo relata 3 casos (3 tornozelos) de pacientes do sexo masculino, com entre 49 e 63 anos de idade, portadores de OAT secundária, American Orthopaedic Foot and Ankle Society Ankle-Hindfoot Scale (AOFAS AHS, na sigla em inglês) pré-operatória de 27 a 39 pontos, tratados mediante artrodese tibiotalocalcaneana minimamente invasiva utilizando haste intramedular retrógrada bloqueada. A permanência hospitalar foi de 1 dia, e os pacientes foram autorizados para carga imediata com órteses removíveis para deambulação, conforme tolerado. O tratamento fisioterápico, introduzido desde o internamento, foi mantido, priorizando-se treino de marcha, ganho de força e propriocepção. Foi realizado acompanhamento clínico e radiográfico nas semanas 1, 2, 6, 12 e 24. Após evidências de consolidação (entre a 6ª e a 10ª semanas), as órteses foram retiradas. Um paciente queixou-se de dor no pós-operatório imediato e, ao final do 1° ano, apenas 1 paciente apresentou dor durante a reabilitação, resolvida completamente com analgésicos. Atualmente, os pacientes não apresentam queixas, retornando às atividades sem restrições - um deles, à prática de futebol e rapel. A AOFAS AHS pós-operatória foi de 68 a 86 pontos.

7.
Rev. bras. ortop ; 59(1): 76-81, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1559600

ABSTRACT

Abstract Objective: Evaluate osteoarthritis incidence in patients that undergone ACL reconstruction using the transtibial technique, with a minimum of 5 years of follow up, with isolated ACL injury. Methods: Patients who underwent ACL reconstruction by the same surgeon using the transtibial technique with hamstrings graft and with a minimum of 5 years of follow-up, without other injuries during the surgical procedure, were selected to undergo imaging exams of the operated knee to assess the incidence of osteoarthritis. The obtained data were evaluated by descriptive statistics. Results: Forty-two patients (44 knees) were evaluated, with a mean age of 31 years old (SD: 8), being 23 right knees and 28 male patients. Mean time from surgery to imaging evaluation was 94.1 months (ranging from 60 to 154 months; SD: 28). Of the evaluated knees, 37 did not have osteoarthritis (83.3%) and 7 had (16.7%). Conclusion: ACL reconstruction with femoral tunnel performed through the transtibial technique in patients without other associated injuries in the operated knee, using hamstrings graft, with a minimum of 5 years of follow up, showed an osteoarthritis incidence of 16.7% in a mean follow-up of 94.1 months. Level Of Evidence V; Case Series.


Resumo Objetivo: Avaliar a incidência de osteoartrite em pacientes submetidos à reconstrução do LCA pela técnica transtibial, com seguimento mínimo de 5 anos, com lesão isolada do LCA. Métodos: Pacientes que passaram por reconstrução LCA pelo mesmo cirurgião usando a técnica transtibial com enxerto de tendão dos músculos isquiotibiais e que foram acompanhados por no mínimo 5 anos, sem outras lesões durante o procedimento cirúrgico, foram selecionados para realizar exames de imagem do joelho operado a fim de avaliar a incidência de osteoartrite. Os dados obtidos foram avaliados por meio de estatísticas descritivas.. Resultados: Foram avaliados 42 pacientes (44 joelhos), com idade média de 31 anos (DP: 8), sendo 23 joelhos direitos e 28 pacientes do sexo masculino. O tempo médio entre a cirurgia e a avaliação por imagem foi de 94,1 meses (variando de 60 a 154 meses; DP: 28). Dos joelhos avaliados, 37 não apresentavam osteoartrite (83,3%) e 7 apresentavam (16,7%). Conclusão: A reconstrução do LCA com túnel femoral realizado por meio da técnica transtibial em pacientes sem outras lesões associadas no joelho operado, utilizando enxerto dos tendões isquiotibiais, com um acompanhamento mínimo de 5 anos, apresentou uma incidência de osteoartrite de 16,7% em um acompanhamento médio de 94,1 meses. Level of Evidence V; Case Series. Nível de Evidência V; Série de casos

8.
BrJP ; 7: e20240009, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1533973

ABSTRACT

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: The objective of this study was to assess the bioequivalence between two 200 mg celecoxib hard capsule formulations administered to healthy male and female participants under fasting conditions with the aim of providing an alternative pharmaceutical product to the reference drug, Celebra®. METHODS: A randomized, open label, single dose, 2x2 crossover trial was conducted with 60 adult healthy subjects under fasting conditions comparing single doses of two celecoxib hard capsules formulation. Pharmacokinetic parameters were calculated following the determination of drugs concentrations in human plasma using a validated liquid chromatography with a tandem mass spectrometer detector method (LC-MS/MS). RESULTS: Statistical analysis provided geometric mean of test/reference ratio, confidence intervals, intra-subject variation coefficient and power of the test to the pharmacokinetic parameters Cmax, AUC0-t, and AUC0-∞. Confidence intervals for the geometric mean (90% CI) of the test/reference drugs for celecoxib were 98.26 to 122.75% for Cmax, 100.27% to 110.78% for AUC0-t, and 96.87% to 110.29% for AUC0-∞. The power of the test found was 95.09% for Cmax, 100.00% for AUC0-t, and 99.99% for AUC0-∞. CONCLUSION: The formulations met the Brazilian standards for interchangeability, as the confidence intervals for Cmax and AUC0-t ratios are within the range of 80% to 125%, thus meeting the requirements of the legislation during market registration. The researched product was approved by the regulatory authorities and became a commercially competitive option to the reference product for the Brazilian population.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi avaliar a bioequivalência entre duas formulações de cápsulas duras de celecoxibe de 200 mg administradas a participantes saudáveis do sexo masculino e feminino em condições de jejum com o objetivo de fornecer um produto farmacêutico alternativo ao fármaco de referência, Celebra®. MÉTODOS: Estudo randomizado, aberto, de dose única e cruzado 2x2. Foi conduzido com 60 indivíduos adultos saudáveis em condições de jejum, comparando doses únicas de duas formulações de cápsulas duras de celecoxibe. Os parâmetros farmacocinéticos foram calculados após a determinação das concentrações dos fármacos no plasma humano usando uma cromatografia líquida validada com um método detector de espectrômetro de massa em tandem (LC-MS/MS). RESULTADOS: A análise estatística forneceu a média geométrica da razão teste/referência, os intervalos de confiança, o coeficiente de variação intra-sujeito e o poder do teste para os parâmetros farmacocinéticos Cmáx, AUC0-t e AUC0-∞. Os intervalos de confiança para a média geométrica (IC 90%) dos fármacos teste/referência para o celecoxibe foram 98,26 a 122,75% para Cmáx, 100,27% a 110,78% para AUC0-t e 96,87% a 110,29% para AUC0-∞. O poder do teste encontrado foi de 95,09% para Cmáx, 100,00% para AUC0-t e 99,99% para AUC0-∞. CONCLUSÃO: As formulações atenderam aos padrões brasileiros de intercambialidade, pois os intervalos de confiança para as razões Cmáx e AUC0-t estão dentro da faixa de 80% a 125%, atendendo, assim, às exigências da legislação para o registro no mercado. O produto pesquisado foi aprovado pelas autoridades regulatórias e tornou-se uma opção comercialmente competitiva ao produto de referência para a população brasileira.

9.
Acta ortop. bras ; 32(1): e264175, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1550004

ABSTRACT

ABSTRACT Introduction: The inability of the spinal cord to propagate sensory and motor stimuli as a result of the disruption of the nerve tracts is called spinal cord injury. Objective: This study analyzes clinically and radiologically the hands and wrists of spinal cord injured patients, evaluating their motor and sensitive functionality, in order to determine if these patients are more likely to develop degenerative alterations. Methods: 14 patients (8 paraplegics and 6 tetraplegics) were evaluated, undergoing anamnesis and clinical examination - a scale of muscular strength (MRC - Medical Research Council) and the amplitude measurement of the movement with a manual goniometer (ROM), were used for objective evaluation - and x-ray exams. The results were compared with pre-existing data from other studies. Results: When asked, only one of the 14 observed patients complained about constant wrist pain, described as level 3 (weak to moderate), based on the visual analog scale (VAS). The motor evaluation, MRC and ROM divided the group of patients into two subgroups: paraplegic and tetraplegic patients. The x-ray analysis showed, based on Kellgren and Lawrence classification, that all exam images fit grades 1 or 2 of osteoarthritis and osteoarthrosis. Conclusion: In conclusion, spinal cord injured patients showed none or minimal clinical and radiological signs of osteoarthritis on hands or wrists. Overall, the hands and wrists of spinal cord-injured patients behave similarly to noninjured patients. Level of Evidence III; Retrospective Comparative Study.


RESUMO Introdução: A incapacidade da medula espinhal de propagar estímulos sensoriais e motores como resultado do rompimento das vias nervosas é chamada de lesão da medula espinhal. Objetivo: Este estudo analisa clínica e radiograficamente mão e punhos de pacientes lesados medulares, avaliando função motora e sensitiva, a fim de determinar se estes pacientes estariam mais propensos a alterações degenerativas. Métodos: 14 pacientes (8 paraplégicos e 6 tetraplégicos) foram avaliados, passando por anamnese e exame clínico - sendo escala de força muscular (MRC - Medical Research Council) e a medição da amplitude de movimento com um goniômetro manual (ROM) foram utilizados para análise objetiva - e radiografias. Os dados obtidos foram comparados com literatura preexistente. Resultados: Quando questionados, apenas um dos 14 pacientes observados referiu dor crônica nos punhos, descrita como nível 3 (fraca a moderada), baseada na escala visual analógica. A avaliação motora, MRC e ROM dividiram os pacientes em 2 subgrupos: pacientes paraplégicos e tetraplégicos. A análise radiográfica mostrou, baseada na classificação de Kellgren e Lawrence, que todas as imagens se encaixam nos graus 1 ou 2 de osteoartrite e osteoartrose. Conclusão: Conclui-se, então, que pacientes lesados medulares apresentam nenhuma ou mínimas alterações clínicas e radiológicas para osteoartrite ou osteoartrose de punhos ou mãos. Ou seja, no geral, mãos e punhos de pacientes lesados medulares comportam-se como os pacientes sem lesão medular. Nível de Evidência III; Estudo Retrospectivo Comparativo.

10.
Rev. bras. med. esporte ; 30: e2022_0006, 2024. tab
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1449757

ABSTRACT

ABSTRACT Introduction: Osteoarthritis (OA) is a chronic inflammatory degenerative disease, characterized by progressive degeneration of the articular cartilage, affecting mostly the knee joint. The elderly population is the most affected, intensifying the aging process. The concentration of intramuscular adipose tissue in the thigh muscles and knee OA at different ages remains under investigation. Objective: Investigate the cross-sectional area of thigh muscles at different ages with the relationship of the presence of intramuscular fat and knee OA. Methods: 80 participants were paired into 4 groups: Young Osteoarthritis Group and Old Osteoarthritis Group, both sedentary with knee OA diagnosis II or III; Healthy Young Group and Healthy Old Group, both healthy and sedentary. The groups were paired according to gender and body mass index, submitted to physiotherapeutic evaluation, WOMAC questionnaire, knee X-ray and thigh CT scans. Morphometric analysis was performed manually with ITK-SNAP software (version 3.6), by a single evaluator. Statistical analysis used the one-way ANOVA test followed by Bonferroni post-hoc for dependent variables (p≤0.05). Results: Comparison of the cross-sectional area of the rectus femoris, vastus lateralis, semitendinosus, sartorius and gracilis muscles between the groups indicated no significant differences (p>0.05). The study of attenuation for muscle adipose tissue indicated no significant difference in the values of between the OA-Young and Aged-S groups for all the muscles evaluated. Conclusion: Young individuals with knee OA present muscle morphological characteristics similar to those found during the aging process, characterizing early aging of the thigh muscles. Level of Evidence III; Retrospective cross-sectional and observational study.


RESUMEN Introducción: La artrosis (OA) es una enfermedad inflamatoria degenerativa crónica, caracterizada por la degeneración progresiva del cartílago articular, que afecta principalmente a la articulación de la rodilla. La población anciana es la más afectada, intensificándose el proceso de envejecimiento. La concentración de tejido adiposo intramuscular en los músculos del muslo y la OA de rodilla a diferentes edades sigue siendo objeto de investigación. Objetivo: Investigar el área transversal de los músculos del muslo a diferentes edades con la relación de la presencia de grasa intramuscular y la OA de rodilla. Métodos: Se emparejó a 80 participantes en 4 grupos: Grupo de jóvenes con osteoartritis y Grupo de mayores con osteoartritis, ambos sedentarios y con diagnóstico de OA de rodilla II o III; Grupo de jóvenes sanos y Grupo de mayores sanos, ambos sanos y sedentarios. Los grupos fueron emparejados según sexo e índice de masa corporal, sometidos a evaluación fisioterapéutica, cuestionario WOMAC, exámenes radiográficos de las rodillas y tomografía computarizada del muslo. El análisis morfométrico se realizó manualmente con el software ITK-SNAP (versión 3.6), por un único evaluador. En el análisis estadístico se utilizó la prueba ANOVA unidireccional seguida del post-hoc de Bonferroni para las variables dependientes (p≤0,05). Resultados: La comparación del área transversal de los músculos recto femoral, vasto lateral, semitendinoso, sartorio y gracilis entre los grupos no indicó diferencias significativas (p>0,05). El estudio de la atenuación para el tejido adiposo muscular no indicó diferencias significativas en los valores de entre los grupos OA-Young y Aged-S para todos los músculos evaluados. Conclusión: Individuos jóvenes con OA de rodilla presentan características morfológicas musculares similares a las encontradas durante el proceso de envejecimiento, caracterizando el envejecimiento precoz de los músculos del muslo. Nivel de Evidencia III; Estudio transversal y observacional retrospectivo.


RESUMO Introdução: A osteoartrite (OA) é uma doença inflamatória crônico-degenerativa, caracterizada pela degeneração progressiva da cartilagem articular, acometendo em maior parte a articulação do joelho. A população idosa é a mais atingida, intensificando o processo de envelhecimento. A concentração de tecido adiposo intramuscular nos músculos da coxa e a OA de joelho em diferentes idades permanece em investigação. Objetivo: Investigar a área de secção transversa dos músculos da coxa em diferentes idades com a relação da presença de gordura intramuscular e OA de joelho. Métodos: 80 participantes foram pareados em 4 grupos: Grupo Osteoartrite Jovem e Grupo Osteoartrite Idoso, ambos sedentários com diagnóstico de OA de joelho II ou III; Grupo Jovem Saudável e Grupo Idoso Saudável, ambos saudáveis e sedentários. Os grupos foram pareados de acordo com sexo e índice de massa corporal, submetidos à avaliação fisioterapêutica, questionário WOMAC, exames de raio-x dos joelhos e tomografia computadorizada da coxa. A análise morfométrica foi realizada manualmente com software ITK-SNAP (versão 3.6), por um único avaliador. Análise estatística utilizou o teste ANOVA one-way seguido pelo post-hoc de Bonferroni, para variáveis dependentes (p≤0,05). Resultados: A comparação da área de secção transversa dos músculos reto femoral, vasto lateral, semitendinoso, sartório e grácil, entre os grupos, não indicou diferenças significativas (p>0,05). O estudo da atenuação para o tecido adiposo muscular não indicou diferença significativa nos valores de entre os grupos OA-Jovem e Idoso-S para todos os músculos avaliados. Conclusão: Indivíduos jovens com OA de joelho apresentam características morfológicas musculares semelhantes às encontradas durante o processo de envelhecimento, caracterizando um envelhecimento precoce dos músculos da coxa.Nível de Evidência III; Estudo retrospectivo transversal e observacional.

11.
Rev. Ciênc. Plur ; 9(3): 33128, 26 dez. 2023. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS, BBO | ID: biblio-1524392

ABSTRACT

Introdução:A osteoartrite é uma doença degenerativa caracterizada pela deterioração progressiva da cartilagem articular, resultando em dor e incapacidade articular total em estágios avançados.Éconsiderada um dos distúrbios articulares mais comuns em todo o mundo e sua prevalência está aumentando constantemente devido ao envelhecimento, dietas inflamatórias e inatividade física. Objetivo:Investigar a contribuição da microbiota intestinal e dos componentes dietéticos, naperspectiva dediminuir as patologias associadas à osteoartrite. Metodologia:Trata-se de uma revisão integrativa desenvolvida a partir da seleção de artigos disponíveis escritos nalíngua inglesa, publicados nas bases de dados Pubmed e Science Direct. Resultados:No total, 25.583 artigos foram encontrados na busca, após os critérios de exclusão, 19 artigos compuseram o corpo de análise da revisão. Pesquisas em animais mostram que os efeitos induzidos por dieta rica em gordura foram evidentes e indicaram uma inflamação sistêmica de baixo grau resultando no agravamento da oesteoartritepor meio do aumento da degeneração da cartilagem. Dado ao impacto potencial da dieta na oesteoartrite, foram realizados estudos para avaliar a dieta mediterrânea, os níveis de ômega 3 e 6, vitamina C e E, com destaque para a oligofrutose, uma abordagem nova para tratar a oesteoartriteda obesidade. Conclusões:Conclui-se que apesar de já existir alguma evidência da utilidade da nutrição por meioda dieta alimentar como complemento da terapêutica na osteoartrite são necessários mais estudos que comprovem as intervenções na redução máxima dos marcadores inflamatórios ocasionando o alíviodos sintomas em pacientes com oesteoartrite (AU).


Introduction:Osteoarthritis is a degenerative disease characterized by progressive deterioration of the articular cartilage, resulting in pain and total joint disability in advanced stages. It is considered one of the most common joint disorders worldwide and its prevalence is steadily increasing due to aging, inflammatory diets and physical inactivity. Objective:The aim of this literature review was to investigate the contribution of intestinal microbiota and dietary components to try to reduce the pathologies associated with osteoarthritis.Methodology:This is an integrative review, developed from the selectionof available articles written in English, published in the Pubmed and Science Direct databases. Results:Intotal, 25.583articleswerefoundinthesearch,aftertheexclusioncriteria,19 articles madeupthebodyofanalysisofthereview.Animal research shows that the effects induced by a high-fat diet were evident and indicated low-grade systemic inflammation resulting in worsening osteoarthritis by increasing cartilage degeneration. Given the potential impact of diet on osteoarthritis, studies have been conducted to evaluate the Mediterranean diet, omega 3 and 6 levels, vitamin C and E, especially oligofructose, a new approach to treat obesity osteoarthritis.Conclusions:It is concluded that although there is already some evidence of the usefulness of nutrition through the diet as a complement to therapy in osteoarthritis, further studiesare needed to prove the interventions in the maximum reduction of inflammatory markers will cause the relief of symptoms in patients with osteoarthritis (AU).


Introducción: La artrosis es una enfermedad degenerativa caracterizada por el deterioro progresivo del cartílago articular, que se traduce en dolor e incapacidad articular total en estadios avanzados. Se considera uno de los trastornos articulares más comunes en todo el mundo y su prevalencia aumenta constantemente debido al envejecimiento, las dietas inflamatorias y la inactividad física. Objetivo: El objetivo de esta revisión fue investigar la contribución de la microbiota intestinal y los componentes de la dieta, en un intento por reducirlas patologías asociadas a la artrosis. Metodología: Se trata de una revisión integradora, desarrollada a partir de la selección de artículos disponibles escritos en inglés, publicados en las bases de datos Pubmed y Science Direct. Resultados: En total, se encontraron 25.583 artículos en la búsqueda, después de los criterios de exclusión, 19 artículos conformaron el cuerpo de análisis de la revisión.La investigación en animales muestra que los efectos inducidos por una dieta alta en grasas fueron evidentes e indicaron una inflamación sistémica de bajo grado que resultó en un empeoramiento de la osteoartritis a través de una mayor degeneración del cartílago. Dado el impacto potencial de la dieta en la osteoartritis, se han realizado estudios para evaluar ladieta mediterránea, los niveles de omega 3 y 6, vitamina C y E, con énfasis en la oligofructosa, un nuevo enfoque para tratar la osteoartritis por obesidade.Conclusiones: Se concluye que aunque ya existe alguna evidencia de la utilidad de la nutrición a través de la dieta como complemento al tratamiento de la artrosis, son necesarios más estudios que prueben intervenciones en la reducción máxima de los marcadores inflamatorios, provocando el alivio de los síntomas en pacientes con osteoartritis (AU).


Subject(s)
Osteoarthritis/pathology , Obesity , Logistic Models
12.
Rev. bras. ortop ; 58(5): 750-754, Sept.-Oct. 2023. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1529937

ABSTRACT

Abstract Objective Hip osteoarthritis (HO) causes pain and deranges functioning. Surgical treatment is the preferred approach in severe cases, but clinical comorbidities, age and the long waiting list may compromise quality of life. This study aimed to describe the results of acupuncture for the control pain and improvement of functioning in subjects with HO. Method Twelve severe HO patients were treated with ten weekly sessions of a standardized acupuncture point protocol. Pain intensity was assessed with the Visual Analog Pain Scale (VAS) and quality of life with WOMAC Index. Results Pain intensity (VAS) reduced from 75.8 ± 18.8 mm to 20.0 ± 22.6 mm after 10 acupuncture sessions and 48.3 ± 26.6mm in the follow-up (ANOVA F = 7.99; p < 0.001). WOMAC Index values reduced from 74.7 ± 12.7 to 45.7 ± 22.1 and 54.6 ± 22.9 at the same timepoints. Conclusion Acupuncture is an effective conservative rehabilitation strategy to reduce pain and improve quality of life in subjects with severe HO.


Resumo Objetivo A osteoartrite (OA) de quadril causa dor e perda da funcionalidade. O tratamento cirúrgico é a procedimento de escolha nos casos graves, mas as comorbidades clínicas, a idade e a longa lista de espera podem comprometer a qualidade de vida. Este estudo teve como objetivo descrever os resultados da acupuntura no controle da dor e melhora da funcionalidade em indivíduos com OA de quadril. Método Doze pacientes com OA de quadril grave foram tratados com dez sessões semanais de um protocolo padronizado de pontos de acupuntura. A intensidade da dor foi avaliada pela Escala Visual Analógica de Dor (EVA) e a qualidade de vida pelo Índice WOMAC. Resultados A intensidade da dor (EVA) reduziu de 75,8 ± 18,8mm para 20,0 ± 22,6mm após 10 sessões de acupuntura e 48,3 ± 26,6mm no período de seguimento (ANOVA F = 7,99; p < 0,001). Os valores do Índice WOMAC reduziram de 74,7 ± 12,7 para 45,7 ± 22,1 e 54,6 ± 22,9 nos mesmos momentos. Conclusão A acupuntura é uma estratégia de reabilitação conservadora eficaz para reduzir a dor e melhorar a qualidade de vida em indivíduos com OA de quadril grave.


Subject(s)
Humans , Quality of Life , Osteoarthritis, Hip/therapy , Acupuncture Analgesia , Chronic Pain/therapy
13.
Radiol. bras ; 56(5): 248-254, Sept.-Oct. 2023. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1529316

ABSTRACT

Abstract Objective: To develop a convolutional neural network (CNN) model, trained with the Brazilian "Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto Musculoesquelético" (ELSA-Brasil MSK, Longitudinal Study of Adult Health, Musculoskeletal) baseline radiographic examinations, for the automated classification of knee osteoarthritis. Materials and Methods: This was a cross-sectional study carried out with 5,660 baseline posteroanterior knee radiographs from the ELSA-Brasil MSK database (5,660 baseline posteroanterior knee radiographs). The examinations were interpreted by a radiologist with specific training, and the calibration was as established previously. Results: The CNN presented an area under the receiver operating characteristic curve of 0.866 (95% CI: 0.842-0.882). The model can be optimized to achieve, not simultaneously, maximum values of 0.907 for accuracy, 0.938 for sensitivity, and 0.994 for specificity. Conclusion: The proposed CNN can be used as a screening tool, reducing the total number of examinations evaluated by the radiologists of the study, and as a double-reading tool, contributing to the reduction of possible interpretation errors.


Resumo Objetivo: Desenvolver um modelo computacional - rede neural convolucional (RNC) - treinado com radiografias da linha de base do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto Musculoesquelético (ELSA-Brasil Musculoesquelético), para a classificação automática de osteoartrite dos joelhos. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal abrangendo todos os exames da linha de base do ELSA-Brasil Musculoesquelético (5.660 radiografias dos joelhos em incidência posteroanterior). Os exames foram interpretados por médico radiologista com treinamento específico e calibração previamente publicada. Resultados: A RNC desenvolvida apresentou área sob a curva característica de operação do receptor de 0,866 (IC 95%: 0,842-0,882). O modelo pode ser calibrado para alcançar, não simultaneamente, valores máximos de 0,907 para acurácia, 0,938 para sensibilidade e 0,994 para especificidade. Conclusão: A RNC desenvolvida pode ser utilizada como ferramenta de triagem, reduzindo o número total de exames avaliados pelos radiologistas do estudo, e/ou como ferramenta de segunda leitura, contribuindo com a redução de possíveis erros de interpretação.

14.
BrJP ; 6(3): 330-333, July-sept. 2023.
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1520294

ABSTRACT

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Osteoarthritis affects many individuals worldwide and is caused by multiple factors that lead to joint wear and tear, inflammation and, consequently, chronic pain that is difficult to treat. It is predominant in seniors, but not restricted to older age groups. Pain reduction is prioritized when facing crises, so that rehabilitation work and postural corrections can be applied later. The present study aimed to evaluate the analgesic potential of tapentadol extended-release (ER) in three patients with osteoarthritis who had undergone numerous previous treatments and had a history of moderate to severe chronic pain. CASE REPORTS: Three women, aged 49, 75 and 86 years old, diagnosed with osteoarthritis, with complaints of severe pain and who had undergone numerous therapies including drug use, without significant pain control were included in the study. The use of tapentadol ER was recommended and adjusted to each patient according to the intensity of pain. All of them responded satisfactorily and returned to their daily activities. One of them presented nausea after two days of tapentadol use, which was controlled with an antiemetic drug only during the two days of nausea CONCLUSION: Tapentadol ER was effective in controlling pain from osteoarthritis in the three cases evaluated, without serious adverse effects. The period and dosage of tapentadol ER must be in accordance with the clinical evolution of each patient.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A osteoartrite afeta muitos indivíduos em todo o mundo, é causada por múltiplos fatores que conduzem ao desgaste articular, a inflamações e, consequentemente, a dores crônicas de difícil tratamento. É predominante em idosos, mas não restrita às faixas etárias mais elevadas. A diminuição da dor é priorizada diante das crises, para que trabalhos de reabilitação e correções posturais possam ser aplicados posteriormente. O presente estudo teve por objetivo avaliar o potencial analgésico do tapentadol de liberação prolongada (LP) em três pacientes com osteoartrite que já haviam passado por inúmeros tratamentos prévios, com histórico de dor crônica de moderada a intensa. RELATO DOS CASOS: Três pacientes do sexo feminino, com idades de 49, 75 e 86 anos, diagnosticadas com osteoartrite, com queixas de dor intensa e que haviam passado por inúmeras terapias e uso de fármacos, sem controle significativo da dor. O uso do tapentadol LP foi recomendado e ajustado a cada paciente conforme a intensidade da dor e todas elas apresentaram resposta satisfatória e retomaram suas atividades diárias. Uma delas apresentou náusea após dois dias de uso do fármaco, que foi controlada com um fármaco antiemético somente durante dois dias de enjoo. CONCLUSÃO: O tapentadol LP foi efetivo para controlar as dores decorrentes da osteoartrite nos três casos avaliados, sem efeitos adversos graves. O período e a dose do tapentadol LP deve considerar a evolução clínica de cada paciente.

15.
BrJP ; 6(3): 277-284, July-sept. 2023. tab
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1520302

ABSTRACT

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Individuals with osteoarthritis (OA) often have joint pain and are overweight or obese. Thus, the objective of this study was to observe whether there is correlation between body mass index and joint pain intensity with gait performance in individuals with OA. METHODS: Cross-sectional study, which evaluated 60 volunteers, being 30 with clinical diagnosis of knee osteoarthritis and 30 without the disease, of both sexes and aged between 50-82 years. Joint pain intensity was assessed using the Visual Analog Scale, gait-related functional tasks using the Dynamic Gait Index, and the functional mobility using the Timed Up and Go test. RESULTS: There was a correlation between overweight/obesity and high levels of joint pain intensity (p=0.018), with worse performance in gait-related functional tasks (p=0.000) and with worse functional mobility (p=0.034) only for the individuals with OA. High levels of joint pain intensity also correlated with worse performance in the gait-related functional tasks (p=0.000) in the OA group, and also with worse functional mobility in the OA group (p=0.001) and also in the group of individuals without the disease (p=0.032). CONCLUSION: This study identified a correlation between overweight/obesity and high levels of joint pain intensity and worse gait performance in individuals with osteoarthritis. High levels of pain intensity also correlated with worse gait performance in individuals with OA.


resumo JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Indivíduos com osteoartrite (OA) frequentemente apresentam dor articular e sobrepeso ou obesidade. Assim, o objetivo deste estudo foi observar se existe correlação entre o índice de massa corporal e a intensidade da dor articular com o desempenho da marcha em indivíduos com OA. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, que avaliou 60 indivíduos, sendo 30 com diagnóstico clínico de osteoartrite de joelho e 30 sem a doença, de ambos os sexos e com faixa etária entre 50 e 82 anos. A intensidade da dor articular foi avaliada pela Escala Analógica Visual, as tarefas funcionais relacionadas à marcha pelo Dynamic Gait Index e a mobilidade funcional pelo teste Timed Up and Go. RESULTADOS: Houve correlação entre o sobrepeso/obesidade e níveis elevados de intensidade da dor articular (p=0,018), com um pior desempenho nas tarefas funcionais relacionadas à marcha (p=0,000) e com menor mobilidade funcional (p=0,034) apenas para os indivíduos com OA. Os níveis elevados de intensidade de dor articular também mostraram correlação com um pior desempenho nas tarefas funcionais relacionadas à marcha (p=0,000) no grupo com OA, e ainda, com uma menor mobilidade funcional no grupo com OA (p=0,001) e também no grupo de indivíduos sem a doença (p=0,032). CONCLUSÃO: Este estudo identificou correlação entre o sobrepeso/obesidade com níveis elevados de intensidade da dor articular e com um pior desempenho na marcha nos indivíduos com OA. Os elevados níveis de intensidade da dor também mostraram correlação com pior desempenho na marcha nos indivíduos com OA.

16.
Fisioter. Bras ; 24(2): 166-180, 2023-05-02.
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1436721

ABSTRACT

Introdução: Estudos têm mostrado que a prática de exercícios físicos é recomendada para diminuição dos sintomas de indivíduos com osteoartrite (OA). Objetivo: O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da utilização de um protocolo de intervenção realizado em grupo, sobre as variáveis dor, função, qualidade de vida e flexibilidade em indivíduos com OA de joelho e/ou quadril. Métodos: Foram incluídos no estudo 15 participantes, com idade igual ou superior a 50 anos com diagnóstico de OA de quadril e/ou joelho. O protocolo foi realizado duas vezes por semana, totalizando 10 sessões, com objetivos pré-definidos para cada semana, sendo realizada uma avaliação antes e após a intervenção. Para a avaliação foi utilizada EVA para dor, questionário LEFS e TSL para avaliar funcionalidade, teste de sentar e alcançar para flexibilidade e questionário SF-12 para avaliação da qualidade de vida. Resultados: Observou-se melhora significativa nos valores da dor em movimento (p = 0,005) e na funcionalidade pelo TSL (p = 0,003). Conclusão: É possível observar o efeito do protocolo aplicado sobre os parâmetros de dor em movimento e funcionalidade, destacando redução significativa da dor em atividades que envolvam o movimento, e maior independência.

17.
Rev. bras. ortop ; 58(1): 30-35, Jan.-Feb. 2023. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1441331

ABSTRACT

Abstract Objective To compare the level of quality of life and satisfaction after two years of total knee arthroplasties between individuals above and below 65 years of age and to identify predictor factors of poor clinical outcome and low level of satisfaction in patients undergoing arthroplasty. Methods This is a retrospective cohort with data from patients diagnosed with knee osteoarthritis submitted to primary total knee arthroplasty from 2014 to 2018 (n= 190). Clinical outcomes were assessed using the following scores: visual analog scale (VAS) of pain, EQ-5D-3L and EUROQOL-VAS (quality of life scales), patient satisfaction level, and functional scale of the Knee Injury and Osteoarthritis Outcome Score (KOOS), collected through a questionnaire applied preoperatively, as well as 1, 3, 12 and 24 months after surgery. Results Patients < 65 years old presented significantly lower values (clinical worsening) in KOOS-pain and KOOS-symptoms. There are no differences in the principal clinical scores that assess pain, function, and quality of life after the procedure, as well as in the rate of satisfaction with the procedure, among patients < 65 years old when compared with patients ≥ 65 years old. It was also observed that patients who were not satisfied with the procedure in the 24-month evaluation presented clinical results in some analyzed scores (KOOS-pain and EQ-VAS) similar to patients who declared themselves satisfied. Conclusion Scores that assess pain, function, quality of life, as well as satisfaction rate are similar between patients < 65 years old and those ≥ 65 years old.


Resumo Objetivo Comparar a qualidade de vida e satisfação 2 anos após a artroplastia total de joelho em indivíduos com idade ≥ e < 65 anos e identificar fatores preditivos de pior evolução clínica e baixo nível de satisfação nestes pacientes. Métodos Trata-se de uma coorte retrospectiva de dados de pacientes com diagnóstico de osteoartrite de joelho submetidos a artroplastia total primária de joelho entre 2014 e 2018 (n= 190). Os resultados clínicos foram avaliados de acordo com os seguintes escores: escala visual analógica (EVA) de dor, EQ-5D-3L e EUROQOL-VAS (escalas de qualidade de vida), nível de satisfação do paciente e escala funcional do Knee Injury and Osteoarthritis Outcome Score (KOOS, na sigla em inglês). Estes dados foram coletados por meio de questionário aplicado no período pré-operatório e 1, 3, 12 e 24 meses após a cirurgia. Resultados Os pacientes < 65 anos apresentaram valores significativamente menores (piora clínica) nas escalas KOOS-dor e KOOS-sintomas. Não houve diferenças nas principais pontuações clínicas de dor, função e qualidade de vida após o procedimento, nem no índice de satisfação com a cirurgia, entre pacientes < 65 anos em comparação com aqueles ≥ 65 anos. Observamos também que os pacientes não satisfeitos com o procedimento à avaliação de 24 meses apresentaram resultados clínicos em alguns escores analisados (KOOS-dor e EQ-VAS) semelhantes aos dos pacientes que se declararam satisfeitos. Conclusão Os escores que avaliam dor, função, qualidade de vida e índice de satisfação são semelhantes entre os pacientes < 65 anos e aqueles ≥ 65 anos.


Subject(s)
Humans , Aged , Aged, 80 and over , Quality of Life , Patient Satisfaction , Arthroplasty, Replacement, Knee , Osteoarthritis, Knee/surgery
18.
Article in Portuguese | LILACS, CONASS, ColecionaSUS, SES-GO | ID: biblio-1425759

ABSTRACT

Tecnologia: Combinação de glicosamina e condroitina. Indicação: Tratamento de osteoartrite em adultos. Pergunta: O tratamento com a combinação de glicosamina e condroitina é mais eficaz e seguro que os demais tratamentos para osteoartrite disponíveis no SUS? Métodos: Uma revisão rápida de evidências, uma revisão de revisões sistemáticas, com levantamento bibliográfico realizado na base de dados PUBMED, utilizando estratégia estruturada de busca. A qualidade metodológica das revisões sistemáticas foi avaliada com AMSTAR-2. Resultados: Foi selecionada uma revisão sistemática, que atendiam aos critérios de inclusão. Conclusão: A combinação de glicosamina com condroitina, comparados ao placebo, mostrou ser mais eficaz para tratamento da dor e função e alcançou o segundo lugar nas alternativas terapêuticas para tratamento da dor e função


Technology: Combination of glucosamine and chondroitin. Indication: Treatment of osteoarthritis in adults. Question: Is the treatment with the combination of glucosamine and chondroitin more effective and safer than the other treatments for osteoarthritis available in the Brazilian Public Health System? Methods: A rapid review of evidence, a overview of systematic reviews, with bibliographic search done in PUBMED database, using a structured search strategy. The methodological quality of systematic reviews was assessed using AMSTAR-2. Results: A systematic review was selected, which met the inclusion criteria. Conclusion: The combination of glucosamine and chondroitin, compared to placebo, proved to be more effective for the treatment of pain and function and reached second place in therapeutic alternatives for the treatment of pain and function


Subject(s)
Humans , Male , Female , Osteoarthritis/drug therapy , Chondroitin/therapeutic use , Glucosamine/therapeutic use , Efficacy , Drug Combinations , Comparative Effectiveness Research , Systematic Review
19.
Belo Horizonte; s.n; 2023. 107 p. ilus, tab, graf.
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF, ColecionaSUS | ID: biblio-1518337

ABSTRACT

Artroplastia de quadril em Minas Gerais: análise dos dados do Sistema Único de Saúde. 2023. 109 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão de Serviços em Saúde) ­ Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, 2023. Introdução: o aumentando da longevidade está associado ao aumento de incidência e prevalência de doenças crônicas, como a artrose ou osteoartrite, além de ampliar a chance de ocorrência de fratura de colo do fêmur, mais frequente em indivíduos com idades avançadas, levando ao consequente aumento da necessidade de realização da cirurgia de artroplastia de quadril. Objetivo: analisar a incidência de artroplastias de quadril realizadas pelo Sistema Único de Saúde em Minas Gerais, no período de 2013 a 2022. Metodologia: este é um estudo ecológico em que as unidades de análise foram as Microrregiões de Saúde do estado de Minas Gerais. Foram descritas a frequência dos diferentes tipos de artroplastias de quadril, sua evolução temporal, a média de idade de realização relativa a cada um desses procedimentos (por tipo), além de estimadas as incidências anuais da cirurgia. Também foi realizada análise dos fatores associados à incidência da cirurgia nas diferentes Microrregiões. Como variável de desfecho foi considerada a taxa de incidência no ano de 2018. Os fatores investigados quanto à associação em relação à taxa da cirurgia por 100.000 habitantes foram: o Índice Mineiro de Responsabilidade Social (IMRS); proporção de habitantes do sexo feminino; porcentagem de habitantes maior que 50 anos; porcentagem de habitantes brancos; médicos especialistas da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)/1.000 habitantes; e número de leitos por Macrorregião de Saúde. Para analisar a correlação entre a incidência de artroplastia e as demais variáveis do estudo foi utilizado o coeficiente de correlação de Spearman. Foi empregado modelo de regressão Binomial Negativa, simples e múltiplo, considerando a ocorrência de artroplastia em 2018 como o desfecho, e os demais indicadores do estudo como variáveis explicativas, incluindo os subíndices do IMRS Saúde. Ao selecionar as variáveis para inclusão no modelo múltiplo, considerou-se um valor-p inferior a 0,10 como critério. Permaneceram no modelo final as variáveis significativas ao nível de 5% de significância. Resultados: no período de janeiro de 2013 a dezembro de 2022, foram identificadas em Minas Gerais 34.273 internações para artroplastia de quadril o que representou uma taxa de 15,5 internações para a cirurgia por 100 mil habitantes. Os tipos mais frequentes foram: artroplastia total primaria do quadril não cimentada/híbrida (36,8%), artroplastia parcial de quadril (34,8%) e artroplastia total primária do quadril cimentada (17,3%), respectivamente. Quanto à evolução temporal, a mediana dos valores de incidência da cirurgia se manteve quase constante entre os anos de 2013 e 2018, com aumento em 2019. Em 2020 a mediana alcançou o menor valor do período estudado, aumentando em 2021 e alcançando o maior valor do recorte histórico estudado em 2022. Os resultados do modelo múltiplo revelaram que os fatores que permaneceram associados ao aumento da incidência das artroplastia foram maiores IMRS Educação e maior proporção de pessoas com 50 anos ou mais. Conclusão: pode-se concluir que em regiões com melhor situação da educação da população possivelmente há mais acesso à artroplastia do quadril e que populações mais envelhecidas apresentam maior necessidade da cirurgia.


Introduction: increased longevity is associated with an increase in the incidence and prevalence of chronic diseases, such as arthrosis or osteoarthritis, in addition to increasing the chance of femoral neck fractures, which are more common in older individuals, leading to a consequent increase in the need for of hip arthroplasty surgery. Objective: to analyze the incidence of hip arthroplasties performed by the Unified Health System in Minas Gerais, from 2013 to 2022. Methodology: this is an ecological study in which the units of analysis were the Health Microregions of the state of Minas Gerais. The frequency of different types of hip arthroplasties, their temporal evolution, the average age of completion for each of these procedures (by type) were described, in addition to estimating the annual incidence of surgery. An analysis of factors associated with the incidence of surgery in different microregions was also carried out. The incidence rate in 2018 was considered as an evolution variable. The factors investigated regarding the association in relation to the surgery rate per 100,000 inhabitants were: the Minas Gerais Social Responsibility Index (IMRS); proportion of female inhabitants; percentage of inhabitants over 50 years old; percentage of white inhabitants; specialist doctors from the Brazilian Society of Orthopedics and Traumatology (SBOT)/1,000 inhabitants; and number of beds per Health Macroregion. To analyze the projection between the incidence of arthroplasty and the other study variables, the Spearman projection coefficient was used. A simple and multiple Negative Binomial regression model was used, considering the occurrence of arthroplasty in 2018 as the outcome, and the other study indicators as explanatory variables, including the IMRS Health sub-indices. When selecting the variables for inclusion in the multiple models, if a p-value less than 0.10 as selective. Significant variations at the 5% significance level remained in the final model. Results: from January 2013 to December 2022, 34,273 admissions for hip arthroplasty were identified in Minas Gerais, which represented a rate of 15.5 admissions for surgery per 100 thousand inhabitants. The most frequent types were: uncemented/hybrid primary total hip arthroplasty (36.8%), partial hip arthroplasty (34.8%) and cemented primary total hip arthroplasty (17.3%), respectively. Regarding temporal evolution, the median surgery incidence values remained almost constant between the years 2013 and 2018, with an increase in 2019. In 2020 the median reached the lowest value of the trained period, increasing in 2021 and reaching the highest value of the historical sample trained in 2022. The results of the multiple models revealed that the factors that occurred associated with the increase in the incidence of arthroplasty were higher IMRS Education and a higher proportion of people aged 50 or over. Conclusion: it can be concluded that in regions with a better population education situation there is possibly more access to hip arthroplasty and that older populations have a greater need for surgery.


Subject(s)
Population Dynamics , Health of the Elderly , Academic Dissertation , Health Management
20.
Rev. bras. ortop ; 58(6): 924-931, 2023. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1535626

ABSTRACT

Abstract Objective The aim of this study was to determine the prevalence of neuropathic pain and characterize the quality of life of patients with osteoarthritis who consulted a pain clinic in Southwestern Colombia. Methods A cross-sectional study was conducted via telephone survey. Participants ≥18 years of age with a diagnosis of osteoarthritis were included. The LANSS questionnaire was used to evaluate symptoms and signs of neuropathic pain, and the Short Form-8 was used to evaluate quality of life. Results Response rate was 54.1% (46/85). The male-to-female ratio was 5:1, with an average age of 72 ±10 years. Most participants (91.3%) had severe pain. The prevalence of neuropathic pain was 28.3% (95%CI = 15.99-43.46), and the prevalence of neuropathic pain amongst women was 84.6% (95%CI = 54.55-98.01 ). Dysesthesias and paroxysmal pain were present in 92.3% of individuals with neuropathic pain. Regarding quality of life, limitations in physical activity were the most significant, as 63% of individuals reported such limitations. Conclusion Neuropathic pain was found to be prevalent and had a negative impact on physical function, highlighting the need for therapeutic strategies targeted to specific neuropathic pain pathways in patients with osteoarthritis.


Resumo Objetivo O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de dor neuropática e caracterizar a qualidade de vida de pacientes com osteoartrite que consultaram um ambulatório de dor no sudoeste da Colômbia. Métodos Este foi um estudo transversal realizado por meio de entrevista telefônica. Foram incluídos participantes ≥18 anos de idade com diagnóstico de osteoartrite. O questionário Leeds Assessment of Neuropathic Symptoms and Signs (LANSS) foi utilizado para avaliação dos sintomas e sinais de dor neuropática e o Short Form-8 analisou a qualidade de vida. Resultados A taxa de resposta foi de 54,1% (46/85). A razão homem:mulher foi de 5:1, com média de idade de 72 ±10 anos. A maioria dos participantes (91,3%) apresentava dor intensa. A prevalência de dor neuropática foi de 28,3% (intervalo de confiança [IC] de 95% = 15,99-43,46) e a prevalência de dor neuropática entre mulheres foi de 84,6% (IC 95% = 54,55-98,01). Disestesias e dor paroxística foram relatadas por 92,3% dos indivíduos com dor neuropática. Em relação à qualidade de vida, as limitações na prática de atividade física foram as mais significativas e relatadas por 63% dos indivíduos. Conclusão A dor neuropática foi prevalente e tinha impacto negativo na função física. Isso destaca a necessidade de estratégias terapêuticas direcionadas a vias específicas da dor neuropática em pacientes com osteoartrite.


Subject(s)
Humans , Osteoarthritis , Quality of Life , Chronic Pain , Neuralgia
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL