Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 47
Filtrar
1.
In. Talhari, Sinésio; Neves, René Garrido. Hanseníase. Manaus, s.n, 3 ed; 1997. p.125-33, map, graf.
Monografia em Português | LILACS, SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243049
2.
In. Talhari, Sinésio; Neves, René Garrido. Dermatologia tropical. Manaus, Instituto Superior de Estudos da Amazonia, 3 ed; 1997. p.125-133, map, graf. (Dermatologia tropical).
Monografia em Português | LILACS, SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1247177
3.
Hansen. int ; 12(1): 8-11, jun. 1987.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-75032

RESUMO

Os sais de fucsina atualmente encontrados no mercado Latino-americano, têm demonstrado uma certa instabilidade, quando em soluçäo, segundo indicaçöes clcássicas do método de Ziehl-Neelsen, resultando em precipitaçäo total do sal. Os autores indicam nova técnica de preparaçäo desta soluçäo, de forma a minimizar a açäo dos fatores interferenciais responsáveis pela precipitaçäo, obtendo maior solubilidade do sal e estabilidade da soluçäo. A eficiência do método é ainda reforçada pela utilizaçäo de menor quantidade do sal e possibilidade de maior tempo de estocagem da soluçäo


Assuntos
Corantes de Rosanilina , Coloração e Rotulagem , Precipitação Química
4.
s.l; s.n; 1987. 178 p. tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-44591

RESUMO

Nos anos de 1963 a 1977 foram descobertos, no Estado de Säo Paulo, 6664 pacientes de hanseníase indiferenciada, pouco mais de 25% do total de casos, de todas as formas, registrados no período, Destes casos indiferenciados, 3761 foram identificados como pacientes nascidos e infectados em municípios do Estado de Säo Paulo. Tendo em vista o tempo relatado de doença e o provável tempo de incubaçäo, os casos foram redistribuidos aos municípios onde a infecçäo provavelmente se processara, em distribuiçäo anual. Mapeou-se assim os possíveis focos geográficos e sua importância numérica na manutençäo da endemia no período, Esta distribuiçäo evidenciou correlaçäo com a populaçäo geral do município. Tendo em conta o número de casos abertos, existente na metade do período, procurou-se relacioná-los com os casos possivelmente infectados nesses municípios. Aventou-se assim a hipótese de um indicador de produçäo, para o período, denominado de índice de difusäo presumida (I.D.P.). Segundo este indicador foi possível distribuir os municípios em funçäo da capacidade formadora de casos indiferenciados autoctones, relacionaram-se os focos detectados com os tradicionais apontados nos censos e levantamentos processados a partir de 1820. Salientou-se a importância da Regional de Campinas (DRS-5) com a principal formadora de casos novos no Estado, no período, Verificou-se, nas condiçöes propostas, que em 129 (22,0%) dos municípios näo houve nenhum caso indiferenciado no período, em 342 (59,9%) ocorreram menos de 10 casos; em 100 (17,5%) 10 ou mais casos. De acordo com o índice aventado, nos municípios de menor populaçäo os casos abertos foram mais efetivos na produçäo de casos secundários


Assuntos
Humanos , História do Século XX , Hanseníase/epidemiologia , Brasil
5.
Bol. Cient. Soc. Flumin. Med. Cir ; 17(1): 5-8, set. 1985. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-47443

RESUMO

Os autores procuram determinar o tempo médio de negativaçäo baciloscópica em 91 pacientes de hanseníase virchoviana matriculados no Centro de Saúde Geraldo de Paula Souza da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Säo Paulo. Neste período näo só houve uniformidade no esquema terapêutico como variaçöes no tempo da droga utilizada. A análise estatística, teste de regressäo linear, näo revelou relaçäo significativa entre idade, sexo, tempo de doença antes de recorrer-se a atençäo médica (tempo de doença instalada), esquema terapêutico e tempo médico de negativaçäo. O tempo médio de negativaçäo foi 38,70 meses e o desvio-padräo 31,10 meses


Assuntos
Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Hanseníase/microbiologia , Brasil
6.
Rev. saúde pública ; 18(3): 246-58, jun. 1984.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-20205

RESUMO

Foi feita revisäo histórica sobre métodos tintoriais utilizados na identificaçäo baciloscópica do Mycobacterium leprae. Ao lado da descriçäo de cada método, e suas variantes, e feita extensa revisäo bibliográfica


Assuntos
Ciência de Laboratório Médico , Mycobacterium leprae , Coloração e Rotulagem
7.
Rev. saúde pública ; 17(4): 297-315, ago. 1983.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-16754

RESUMO

Foi feita revisäo histórica sobre os corantes utilizados na identificaçäo do Mycobacterium leprae. Foram analisadas para cada corante, sua composiçäo química, propriedades tintoriais e a capacidade de assimilaçäo pelo bacilo nas diversas técnicas de coloraçäo


Assuntos
Corantes , Mycobacterium leprae
8.
Hansen. int ; 7(2): 88-94, 1982.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-15228

RESUMO

A identificaçäo do M.leprae, em material obtido de lesöes cutâneas de pacientes suspeitos ou doentes de hanseníase, é fundamental nas atividades de controle da endemia. É feita com coloraçäo da linfa proveniente das lesöes, espalhada em lâmina, pelo método de Ziehl-Neelsen. Dada a escassez de muco nas preparaçöes rotineiras a técnica teve de ser modificada com alcalinizaçäo prévia do azul de metileno. Tal modificaçäo, embora melhorando as possibilidades de uso do Ziehl-Neelsen, apresenta inconvenientes de ordem prática, como os decorrentes da metacromasia e precipitaçäo do corante. A coloraçäo de fundo se apresenta, entäo, arroxeada, dificultando a visualizaçäo do bacilo corado em vermelho.A precipitaçäo reduz o tempo de uso do corante. Os autores, após demonstrar tais inconvenientes, propöem alteraçäo técnica denominada de "alcalinizaçäo concomitante" que, basicamente, consiste em adicionar poucas gotas de soluçäo de hidróxido de sódio, a l:500, sobre a coloraçäo clássica, no momento de sua execuçäo. Obtém-se assim: a) maior tempo de uso do corante; b)ausência de precipitado em lâmina; c)evidenciaçäo mais fácil do substrato; d) contraste maior entre o substrato e a coloraçäo do bacilo. Recomendam o uso da variante técnica proposta na rotina, principalmente nas preparaçöes com material escasso ou de controle terapêutico


Assuntos
Humanos , Azul de Metileno , Mycobacterium leprae , Coloração e Rotulagem
10.
Hansen. int ; 6(2): 136-45, 1981.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-11632

RESUMO

Procedeu-se a uma reuniao bibliografica extensiva sobre a talidomida, em seus aspectos farmacologicos, metabolicos, teratogenicidade e especialmente quanto as suas aplicacoes terapeuticas em Dermatologia, destacando-se o uso na reacao hansenica


Assuntos
Humanos , Animais , Ratos , Eritema Nodoso , Hanseníase , Talidomida , Teratógenos
11.
Hansen. int ; 5(1): 3-27, jun. 1980. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1226353

RESUMO

A proposiçao do trabalho foi a de estudar as manifestaçoes da imunidade celular medida por celulas (CMI), in vivo e in vitro, em hansenianos. Mitsuda-negativos antes e apos o tratamento. Foi constituido um grupo homogeneo de 15 pacientes obedecendo aos seguintes criterios: paientes Mitsuda-negativos, do sexo masculino, de 18 a 40 anos, virgens de qualquer tipo de tratamento anterior e com tempo de doença relatado em torno de 5 anos. Foram formados 3 grupos experimentais definidos como segue: Grupo I - pacientes que recebiam 100 mg de sulfona diariamente e 1 ml de salina, por via subcutanea, como placebo, duas vezes por semana; Grupo II - pacientes que receberiam 100 mg de sulfona diariamente e 1 ml de fator de transferencia (FT), preparado a partir de linfocitos obtidos de baço humano, por via subcutanea, duas vezes por semana; Grupo III - pacientes que receberiam um comprimido como placebo diariamente e 1 ml de FT por via subcutanea, duas vezes por semana. Os pacientes foram submetidos aos seguintes exames: anamnese e exame clinico dermatologico, indice baciloscopico (IB) e morfologico (IM), histopatologico de pele e de linfonodos inguinais, determinaçao de linfocitos T e B no sangue periferico e cultura de linfocitos com estimulo pela fitohemaglutinina (PHA) no 3º e 14º dias. Apos a coleta de todo o material, o esquema terapeutico foi iniciado e mantido por 8 semanas consecutivas...


Assuntos
Hanseníase Virchowiana/fisiopatologia , Hanseníase Virchowiana/imunologia , Imunidade Celular
12.
Hansen. int ; 4(2): 98-112, dez. 1979. graf
Artigo em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1226344
13.
s.l; s.n; jun. 1979. 10 p. tab, graf.
Não convencional em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1240507

RESUMO

São apresentados resultados clínicos e baciloscópicos obtidos, em estudo comparativo, na experimentação terapêutica da ação da rifampicina e diamino-difenil-sulfona na hanseníase virchoviana. Respectivamente 23 e 24 pacientes, relativamente homogeneizados, foram observados por um período mínimo de 12 meses e máximo de 24. É ressaltada a superioridade da ação da rifampicina, nos primeiros meses, em termos clínicos, e de redução do número de bacilos viáveis. É recomendado, pelo menos como etapa inicial do tratamento, o emprego da rifampicina da terapêutica da hanseníase virchoviana.


Assuntos
Humanos , Dapsona/farmacologia , Dapsona/uso terapêutico , Hanseníase/microbiologia , Hanseníase/patologia , Hanseníase/tratamento farmacológico , Mycobacterium leprae , Rifampina/farmacologia , Rifampina/uso terapêutico
14.
Hansen. int ; 4(1): 15-25, jun. 1979. tab, graf
Artigo em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1226334

RESUMO

Os autores descrevem a situação da endemia da hanseníase no Estado de São Paulo no ano de 1978, através da apresentação dos coeficientes de prevalência e de incidência nas diversas Divisões Regionais de Saúde do Estado


Assuntos
Hanseníase/epidemiologia
15.
Hansen. int ; 2(1): 60-72, 1977.
Artigo em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1226275

RESUMO

A hanseníase tem sido conceituada como moléstia incapacitante. Para alguns aqui estariam as raízes do temos despertados pela doença. Os autores discordam de tais conceitos e propugnam pela separação de deformidade passível de ser causada pela moléstia, da incapacidade para o trabalho. Em 727 pacientes internados e asilados em Hospital de Dermatologia Sanitária (Santo Angelo, São Paulo, Brasil) foram pesquisadas 62 alterações físicas, denominadas no texto de deformidades, e primária ou secundariamente ligadas à hanseníase. Os resultados encontrados permitem afirmar que a limitação ou incapacitação ao trabalho estão fundamentalmente ligadas às deformidades secundárias. Estas, no consenso geral, são perfeitamente evitáveis. Os achados foram relacionados com o descobrimento tardio da doença e a existência de um programa de atenções básicas, elementares, de prevenção de deformidades, associado ao diagnóstico e tratamento.


Assuntos
Hanseníase/prevenção & controle , Hanseníase/reabilitação , Anormalidades Congênitas , Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde , Doenças Musculoesqueléticas/epidemiologia
16.
Hansen. int ; 2(1): 73-88, 1977. tab, graf
Artigo em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1226276

RESUMO

Em 1975 foram diagnosticados, nas Unidades Sanitárias do Estado de São Paulo, 1853 pacientes de hanseníase. O autor distribui tais casos por Distrito Sanitário e Regiao Administrativa de residência, segundo os percentuais encontrados de formas clínicas. São analisados a naturalidade dos pacientes, o tempo de doença na ocasião do diagnóstico e o rendimento dos diversos meios empregados no despistamento de casos. Tendo em vista a importância sanitária dos casos indiferenciados e virchovianos, são relatados os números brutos de casos fechados e os percentuais de I e V para cada Distrito Sanitário. Enfatizando a importância do exame de comunicantes, são dados os índices de incidência na população natural do Estado (0,07 por cento) e o encontrado na população estimada de comunicantes (1,72 por cento).


Assuntos
Hanseníase/epidemiologia , Incidência
18.
Brasilia; s.n; set. 1976. 17 p. tab.
Não convencional em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1239918
19.
Brasilia; s.n; set. 1976. 18 p. tab.
Não convencional em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1239921
20.
Brasilia; s.n; set. 1976. 19 p. tab, graf.
Não convencional em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1239922
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA