Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros


Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. leprol ; 14(1): 23-32, mar. 1946.
Artigo em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1229222

RESUMO

Os A.A. depois de assinalar a frequência, gravidade e características das complicações oculares agudas da lepra, assim como a ineficácia dos tratamentos até agora utilizados para tal fim, expoem resultados obtidos mediante o emprego dos esteres benzílicos de ólio de chaulmoogra (neochaulmestrol) injetados em pequenas doses por via endovenosa. Aplicaram este tratamento em 20 doentes afetados desta complicação comprovando em todos os casos um alivio imediato dos sintomas subjetivos - especialmente dores e fotofobia - e uma melhoria evidente dos demais fenômenos agudos reacionais. Efetuaram de 1 a 3 c.c. de ésteres 1 ou 2 vêzes por semana injetando lentamente com seringa hipodérmica comum. Em certos casos administraram doses maiores (10 a 12 c.c.) porém recorrendo ao método gota a gota. A tolerância observada tem sido boa. A interpretação dos resultados favoraveis observados seriam devidos, segundo os autores, à ação direta dos ésteres que atuam assim administrados em pleno foco reacional e a ação piretógena indireta que eles provocam. Os. A.A. chegam a conclusão de que este ‚é o tratamento mais eficaz de quantos tem ensaiado para combater as reações oculares agudas da lepra e aconselham seu emprego em tais casos para que uma maior experiência permita recolher uma opinião definitiva acerca de sua eficácia.


Assuntos
Hanseníase , Hanseníase/classificação , Hanseníase/complicações , Hanseníase/diagnóstico , Hanseníase/tratamento farmacológico , Infecções Oculares/diagnóstico , Infecções Oculares/prevenção & controle , Infecções Oculares/tratamento farmacológico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA