Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros


Tipo de estudo
Ano de publicação
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. leprol ; 25(4): 267-295, out-dez. 1957. tab, graf
Artigo em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1229539

RESUMO

The author reports his work and other data about the correlation between tuberculosis and leprosy, considered under the immunoallergic, clinic and epidemiologic point of view. 1. Cosidering the immunoallergic correlation between tuberculosis and leprosy with all the data available, he says that in some materials there is an association between positive tuberculin and the positivity of lepromin. There are other elements that reduce the importance of the above mentioned association and of eventual consensibilization. New experiments should be done, especially out of urban areas and in children, in order to comprove that the paralellism of the tuberculin and lepromin curves depends of a relation of cause and effect and not of an association. 2. The researchs of Fernandez, Melson, Hadler and Ziti, and others, favor the hypothesis of transitory tuberculin sensibilization caused by the "M. leprae" and "m. lepraemurium". However, there are many data that reduce its importance. In case it come to be proved in other experiments it wil be difficult to apreciate correctly the correlation between the tuberculin and the lepromin test. When would the first influence to second of vice-versa? and in what degree? Even proved this cross sensibilization from "M. leprae" to "M. tuberculosis", the A. thinks that it would be of slight importance, without interfering largely in the specificity of the tuberculin test. 3. Tuberculosis influencing the clinical course of leprosy and vice versa: the author believes that the data are not enough to prove that tuberculosissnakes more favorable the clinical course of leprosy and vice versa. 4. Tuberculosis influencing the epidemiology of leprosy and vice versa: the author considers the Chaussinand's hypothesis that the erradication of leprosy in Europe was chiefly determined by presence of tuberculosis among the people. The following itens were...


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Hanseníase Dimorfa/fisiopatologia , Hanseníase Dimorfa/imunologia , Hanseníase Tuberculoide/fisiopatologia , Hanseníase Tuberculoide/imunologia , Hanseníase Virchowiana/fisiopatologia , Hanseníase Virchowiana/imunologia , Hanseníase/fisiopatologia , Hanseníase/imunologia , Antígeno de Mitsuda/fisiologia , Antígeno de Mitsuda/imunologia , Tuberculose/complicações , Tuberculose/diagnóstico , Tuberculose/fisiopatologia
2.
Rev. bras. leprol ; 20(2): 67-74, jun. 1952. tab
Artigo em Inglês, Português, Francês | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1229420

RESUMO

Êste estudo concerne 63 crianças de 2 a 12 anos de idade, filhos de doentes de lepra, das quais 61 isolados em ambiente fechado desde o primeiro dia de vida e 2 que tiveram contato os dois primeiros anos. Todas eram negativasà lepromina, sendo que a maioria havia sofrido mais de duas provas com intervalos anuais. Seis casos com 1 prova, vinte e três com 2, dez com 3, dezessete com 4, seis com 5 e uma com 6. A reação de Mantoux até‚ 1/10 era igualmente negativa no grupo inteiro. O BCG foi administrado por via oral, em 4 doses de 0,20 grs. com intervalos semanais, totalizando 0,80 grs de vacina em 21 dias. Três dias depois de terminada a vacinação procedeu-se um teste leprom¡nico, o qual na leitura clássica de 30 dias mostrou que 51 casos já  estavam positivos, ao Mitsuda com a seguinte intensidade: 6 casos com +-, 34 com + e 11 com ++. Um segundo teste leprom¡nico foi realizado 30 dias depois do primeiro, mas as crianças que responderam com +- e nas 12 que apesar da vacinação permaneceram negativas. Os casos de +- sofreram todos uma intensificação da reação de Mitsuda, passando a +. Dos 12 negativos, 9 se positivaram com +. Três continuaram completamente negativos. Dessa forma, computando os resultados anteriores, a inversão de Mitsuda … custa do BCG, somente em poucos casos se acompanha da reação precoce de Fernandez (3 vezes em 66 reações de Mitsuda, positivas). O presente estudo, além de confirmar plenamente mais uma vez a ação positivante do BCG oral sobre a reação de Mitsuda, vem mostrar que essas ação se exerce também em organismos que por vários anos eram reiteradamente negativos à lepromina, incluindo-se entre estes, dois casos que haviam tido contato leprótico nos dois primeiros anos de vida.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Criança , Antígeno de Mitsuda/imunologia , Hanseníase/imunologia , Tuberculose/imunologia , Vacina BCG/imunologia , Vacina BCG/uso terapêutico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA