Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros


Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Hansenol Int ; 5(1): 3-27, 1980 Jun.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-7042563

RESUMO

Cell mediated immunity (CMI), bacterial index (BI), morphological index (MI), skin and lymph nodes biopsies were evaluated in 15 patients with virchowian hanseniasis before and after treatment with transfer factor (TF) obtained from human spleens. The patients were divided in 3 groups: group I (control) received only sulfone, group II received sulfone plus TF and group III received only TF. There was no difference in the numbers of peripherical T and B lymphocytes of patients and normal controls. Before the treatment with TF, there was an impaired response of the patient's peripheral lymphocytes to PHA stimulus, in the presence of autologous or homologous plasma. This depressed response was corrected after treatment with TF in the patients of group III. In none of the patients a positive Mitsuda reaction was observed before and after treatment with TF. The improvement of the MI observed in group III, treated only with TF was remarkably similar to the patients treated only with sulfone. This work points out that TF has a role in the treatment of patients with virchowian hanseniasis, based on the improvement of CMI, MI, on histopathology of skin biopsies and clinical conditions.


Assuntos
Hanseníase/terapia , Sulfonas/uso terapêutico , Fator de Transferência/uso terapêutico , Adolescente , Adulto , Ensaios Clínicos como Assunto , Método Duplo-Cego , Humanos , Imunidade Celular , Contagem de Leucócitos , Ativação Linfocitária , Masculino , Pele/patologia , Testes Cutâneos , Linfócitos T/imunologia
2.
Hansen. int ; 2(1): 60-72, 1977.
Artigo em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1226275

RESUMO

A hanseníase tem sido conceituada como moléstia incapacitante. Para alguns aqui estariam as raízes do temos despertados pela doença. Os autores discordam de tais conceitos e propugnam pela separação de deformidade passível de ser causada pela moléstia, da incapacidade para o trabalho. Em 727 pacientes internados e asilados em Hospital de Dermatologia Sanitária (Santo Angelo, São Paulo, Brasil) foram pesquisadas 62 alterações físicas, denominadas no texto de deformidades, e primária ou secundariamente ligadas à hanseníase. Os resultados encontrados permitem afirmar que a limitação ou incapacitação ao trabalho estão fundamentalmente ligadas às deformidades secundárias. Estas, no consenso geral, são perfeitamente evitáveis. Os achados foram relacionados com o descobrimento tardio da doença e a existência de um programa de atenções básicas, elementares, de prevenção de deformidades, associado ao diagnóstico e tratamento.


Assuntos
Hanseníase/prevenção & controle , Hanseníase/reabilitação , Anormalidades Congênitas , Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde , Doenças Musculoesqueléticas/epidemiologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA