Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 50
Filtrar
1.
In. Soares, Cleverson Teixeira. Histopathological diagnosis of leprosy. Sharjah, Bentham Science Publishers;Bentham Books, 2021. p.112-150, ilus, tab.
Monografia em Inglês | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLPROD, SES-SP, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1292170

RESUMO

A type 1 reaction (T1R) is also known as a reversal reaction. This phenomenon involves exarcebation of the immune system or delayed-type hypersensitivity in response to the antigens of Mycobacterium leprae present in parasitized tissues. It occurs in mnost patients of the tuberculoid and borderline forms of the Ridley & Jopling classification for leprosy. It is an important phenomenon that can occur before, during, or after leprosy treatment and can be destructive, causing tissue damage mainly in the nerves, as well as irreversible sequelae. The recognition of T1R in histological sections may be notified prior to clinical presentation. Histopathological recognition is vital in defining or confirming the presence of T1R, guiding the treatment of the reaction process, avoiding or reducing the possibiliy of serious sequelae, correcting possible mistakes in the classification of patients within the spectrum of leprosy, and ruling out other diseases that can clinically simulate a T1R. In this chapter, the histopathological characteristics that allow the recognition of T1R, various histopathological aspects of the common forms of leprosy, and histopathological differential diagnoses are discussed.


Assuntos
Hanseníase/complicações , Sinais e Sintomas
2.
In. Soares, Cleverson Teixeira. Histopathological diagnosis of leprosy. Sharjah, Bentham Science Publishers;Bentham Books, 2021. p.151-179, graf, tab, ilus.
Monografia em Inglês | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLPROD, SES-SP, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1292182

RESUMO

Type 2 reaction (t2R), also called erythema nodosum leprosum (ENL), is a reactional phenomenon that occurs in response to Mycobacterium leprae antigens in patients with borderline lepromatous our lepromatous forms of leprosy. T2R usually occurs after starting treatment and can affect any parasitic tissue in the body, causing neuritis, arthritis, painful lymphadenitis, buccopharyngeal lesions, laryngitis, hepatomegaly, splenomegaly, bone injuries, iridocyclitis, uveitis, orchitis, glomerulitis with proteinuria, and hematuria. Recognition of the histopathological characteristics of T2R is important for guiding early treatmen tof the reaction process, decreasing the likelihood of developing serious sequelae, especially when T2R affects the nerves, and to exclude different diseases that can simulate T2R over leprosy lesions during the T2R diagnosis are described, and some of its differential clinicopathological diagnoses and their possible pathophysiological mechanisms are discussed.


Assuntos
Hanseníase Virchowiana , Eritema Nodoso , Hanseníase/complicações , Sinais e Sintomas
3.
Biosci. j. (Online) ; 34(6): 1765-1774, nov.-dec. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-968976

RESUMO

This study aimed at highlighting socioeconomic and demographic conditions, clinical characteristics, disease trajectory and disability level among people with Hansen's disease. Observational, transversal and quantitative study. Developed in the city of Uberaba (MG) during september and octuber of 2014. The population of this study was composed by all patients diagnosed with Hansen's disease who have been being treated for the illness for at least 30 days (n=32). Most respondents were male (59.4%). Their age averaging at 49.28 years. 46.9% were brown skinned, 40.6% were single, and 40.6% had completed basic education. Skin patches were the most perceived symptom (43.8%). 81.3% of patients are multibacillary and 18.8% are paucibacillary. The degree of the physical disability was 0 for 18.8% people, and 1 for 37.5% of people, while 18.8% had the second degree. Correlations were found regarding age, familial income, and current status regarding both profession and education, all of those to the second degree of physical disability. The evaluation of patients should be routinely conducted, as would help in the achievement of early diagnoses, which would help to avoid the physical disabilities which significantly compromise the quality of life of this population


Esse estudo possuiu como objetivo destacar as condições socioeconômicas e demográficas, as características clínicas, a trajetória da doença e o grau de incapacidade física de pessoas com hanseníase. Métodos: Foi um estudo observacional, transversal e quantitativo. Desenvolvido na cidade de Uberaba/MG durante setembro e agosto de 2014. A população do estudo foi composta por todos os pacientes diagnóstico com Hanseníase, que estavam em tratamento por pelo menos 30 dias (n=32). Resultados: A maioria dos indivíduos era do sexo masculino (59,4%). Média de 49,28 anos. 46,9% eram pardos, 40,6% eram solteiros e 40,6% tinham ensino fundamental completo. Manchas na pele foi o sintoma mais percebido (43,8%). 81,3% dos pacientes apresentava a forma multibacilar e 18,8% a paucibacilar. O grau de incapacidade física foi de 18.8% para grau 0, 37,5% para grau 1 e 18,8% para grau 2. Correlações foram encontradas entre idade, renda familiar e o estado atual de ocupação e escolaridade, com o grau 2 de incapacidade física. Conclusões: A avaliação dos pacientes deveria ser conduzido de forma rotineira, pois poderia auxiliar no diagnóstico precoce, que por sua vez poderia minimizar as sequelas e incapacidades físicas que influenciam significativamente a qualidade de vida dessa população.


Assuntos
Pacientes , Hanseníase , Sinais e Sintomas , Fatores Socioeconômicos , Perfil de Saúde
4.
Epidemiol. serv. saúde ; 24(4): 731-738, Out.-Dez. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-772117

RESUMO

OBJETIVO: descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de recidivas de hanseníase diagnosticados nos serviços de referência do município de Teresina, Piauí. MÉTODOS: estudo de série de casos realizado na Clínica de Dermatologia do Hospital Getúlio Vargas e no Centro Maria Imaculada, no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2008, com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) conferidos nos prontuários. RESULTADOS: foram confirmados 76 casos de recidivas nos serviços de referência, com média de idade de 44,2 anos; o tempo médio da alta em relação ao aparecimento da recidiva foi de 7,9 anos; os sinais e sintomas que caracterizaram as recidivas nas duas unidades estudadas foram manchas, infiltração, nódulos e placas; a conduta introduzida foi a multidrogaterapia. CONCLUSÃO: os casos de recidivas diagnosticados nos serviços de referência de Teresina possuem características clínicas semelhantes e apresentam perfil epidemiológico condizente com o do Brasil.


OBJECTIVE: To describe clinical and epidemiological characteristics of leprosy recurrence diagnosed at referemce centers in the city of Teresina, Piaui, Brazil. METHODS: Case series study conducted at the Getulio Vargas Hospital Dermatology Clinic and at the Maria Imaculada Center, from January 2001 to December 2008, using Notifiable Diseases Information System data checked against patients' records. RESULTS: 76 cases of leprosy recurrence cases were confirmed with average patient age of 44.2 years. The average time between discharge and recurrence was 7.9 years. The signs and symptoms of recurrence in both clinics were skin patches, infiltration, nodules and plaques. Multidrug therapy was used. CONCLUSIONS: Recurring cases diagnosed at the clinics in Teresina have clinical characteristics and an epidemiological profile similar to those of Brazil as a whole.


OBJETIVO: describir las características clínicas y epidemiológicas de los casos de recurrencia de hanseniasis diagnosticados en los centros de referencia del municipio de Teresina, Piauí, Brasil. MÉTODOS: Estudio de serie de casos realizado en la Clínica de Dermatología del Hospital Getulio Vargas y en el Centro María Inmaculada, en el período de enero de 2001 hasta diciembre de 2008, con datos del Sistema de Informacion de Enfermidades de Declaración Obligatoria (Sinan) adjudicados en los prontuarios. RESULTADOS: fueron confirmados 76 casos de recidivas en los centros, con media de edad de 44,2 años; el tiempo medio de alta, en relación al aparecimiento de la recidiva fue de 7,9 años; las señales y síntomas que caracterizaron las recidivas en las dos unidades estudiadas fueron: manchas, infiltraciones, nódulos y placas; la conducta introducida fue multidrogo terapia. CONCLUSIÓN: los casos de recurrencia diagnosticados en los servicios de referencia de Teresina tienen características clínicas similares y el perfil epidemiológico es consistente con el de Brasil.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Hanseníase/diagnóstico , Hanseníase/epidemiologia , Brasil , Epidemiologia Descritiva , Sistemas de Informação em Saúde , Recidiva , Sinais e Sintomas , Sistema Único de Saúde
5.
Medisan ; 19(7)Jul. 2015. tab
Artigo em Espanhol | CUMED | ID: cum-62208

RESUMO

Se realizó un estudio observacional y descriptivo de 50 pacientes con estados reaccionales de lepra, ingresados en el servicio de dermatología del Hospital General Docente Dr Juan Bruno Zayas Alfonso de Santiago de Cuba durante el quinquenio 2009-2013, a fin de caracterizarles según algunas variables clinicoepidemiológicas, para lo cual además se empleó el cálculo porcentual y el test de correlación de Pearson. En la serie predominaron el sexo masculino (56,0 por ciento), el grupo etario de 30-49 años (48,0 por ciento) y la variedad clínica dimorfa lepromatosa (40,0 por ciento); asimismo se observó que los estados reaccionales aparecieron principalmente después del tratamiento (64,0 %), por lo general con un único episodio (58,0 por ciento), y que la reacción de reversión resultara más común (32,0 por ciento), con una mayor frecuencia de la forma grave (69,0 por ciento)(AU)


An observational and descriptive study of 50 patients with reactional states of leprosy, admitted in the Dermatology Service of Dr Juan Bruno Zayas Alfonso Teaching General Hospital in Santiago de Cuba was carried out during the five year period 2009-2013, in order to characterize them according to some clinical and epidemiological variables, for which the calculation percentage and the Pearson correlation test were also used. The male sex (56.0 percent), the age group 30-49 (48.0 percent) and the clinical variety dimorpha lepromatous (40.0 percent) prevailed in the series; it was also observed that the reactional states appeared mainly after the treatment (64.0%), in general with just one episode (58.0 percent), and that the reversion reaction was more common (32.0%), with a higher frequency in the severe type (69.0 percent)(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Hanseníase , Eritema Nodoso , Sinais e Sintomas , Sinais e Sintomas , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais
6.
Recurso educacional aberto em Português | Campusvirtualsp_brasil | ID: cfc-198049

RESUMO

Álbum seriado sobre Hanseníase, elaborado pela Fundação Paulista contra a Hanseníase.
Cita como sinais e sintomas da Hanseníase: manchas e placas com alteração de sensibilidade, rarefação de pêlos e anidrose; infiltração localizada ou difusa; tubérculos e nódulos; dor e espessamento dos troncos nervosos periféricos e diminuição da sensibilidade e da força muscular correspondente a estes nervos. Apresenta reações do tipo 1 (novas lesões dermatológicas e alterações de cor e edema nas lesões antigas, assim como dor e espessamento dos nervos) e do tipo 2 (nódulos vermelhos e dolorosos, febre, dores articulares, dor e espessamento dos nervos e mal estar generalizado). Classifica como paucibacilares (seis meses de tratamento) os casos com menos de cinco lesões na pele e/ou apenas um tronco nervoso acometido e multibacilares (de doze a vinte e quatro meses de tratamento) nos casos com cinco ou mais lesões na pele e/ou mais de um tronco nervoso acometido. Indica o tratamento para as duas classificações citadas e prevenção e tratamento das incapacidades físicas. Afirma que a doença é transmitida pela respiração através do contato freqüente com pessoas portadoras da doença que não estejam em tratamento. Discorre sobre os cuidados para guarda e conservação das cartelas de medicamentos e advertem que os comprimidos deixam a urina vermelha e a pele mais escura, sendo que após o tratamento ambos voltam à sua cor normal. Afirma que há casos onde o paciente não apresenta lesões na pele, mas possui áreas de dormência, sensação de choque, ardor e ferroadas nas mãos e pés. Explica que a maioria das pessoas é resistente à doença e que após o início do tratamento não ocorre mais a transmissão da doença, a primeira dose do medicamento é suficiente para eliminar 99,9% dos bacilos. Alerta para a importância da regularidade do tratamento. Aconselha que as essoas que convivem ou conviveram com pessoas portadoras de Hanseníase realizem exames e sejam vacinados com a BCG, na dose recomendada pelo Ministério da Saúde. Explica que o paciente deve levar uma vida normal e informa que o tratamento deve estar disponível gratuitamente no serviço de saúde.
 


Assuntos
Hanseníase , Hanseníase , Sinais e Sintomas
7.
Belo Horizonte; s.n; 1997. xii,217 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS, SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1238584

RESUMO

Uma variedade de manifestações dermatoneurológicas e psicossociais tem sido observadas em pacientes hansenianos, mesmo após o tratamento específico. É por esse motivo que, no presente trabalho, foram estudados pacientes hansenianos que já haviam recebido alta terapêutica no período de janeiro de 1987 a fevereiro de 1995. O estudo foi realizado no Ambulatório de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil. Avaliou-se o estado dos pacientes sob os aspectos clínicos e neurológicos, considerando as diferentes formas de tratamento e a classificação da hanseníase. Para tanto os pacientes foram avaliados em quatro períodos diferentes, antes do tratamento, momento da alta terapêutica, após o tratamento e exame proposto (realizado pela autora). Uma avaliação do aspecto psicossocial dos pacientes considerados neste estudo foi realizada no exame proposto. Foram analisados 243 prontuários e, embora tenham sido enviadas cartas de convocação para todos os pacientes, apenas 122 compareceram ao exame, sendo que, destes, 41 o fizeram de forma espontânea. Dos 122 pacientes examinados, 34,5 por cento eram paucibacilares e 65,5 por cento multibacilares, verificou-se também que 52,9 por cento haviam recebido esquema poliquimioterápico; outros 25,6 por cento esquema DNDS que, posteriormente, foi substituído por poliquimioterapia; e os restantes 21,5 por cento haviam recebido apenas esquema DDS. Foi observado somente um caso de recidiva. Observou-se, também, uma ocorrência maior de reação tipo I/II, de troncos nervosos espessados e de grau de incapacidade diferente de zero entre os pacientes multibacilares. Através da avaliação psicossocial, verificou-se que a maioria dos pacientes havia contado para a família sobre sua condição de portador de hanseníase. Pôde-se também constatar que um grande número de indivíduos que não se sentiam curados foi encontrado no grupo de pacientes que havia sofrido modificação terapêutica e naqueles que apresentaram reações. Quanto à auto-avaliação sobre cura da hanseníase, não se observaram diferanças significativas entre os pacientes com grau de incapacidade 0 ou 1 em relação aqueles com grau de incapacidade 2 ou 3. Observou-se ainda neste estudo que um grande número de pacientes se auto-discrimina.


Assuntos
Carência Psicossocial , Exame Neurológico , Hanseníase/classificação , Hanseníase/diagnóstico , Hanseníase/epidemiologia , Hanseníase/etiologia , Hanseníase/fisiopatologia , Hanseníase/imunologia , Hanseníase/psicologia , Hanseníase/terapia , Hanseníase/tratamento farmacológico , Recidiva , Sinais e Sintomas
9.
In. Thangaraj, R. M. A manual of leprosy. New Delhi, Leprosy Mission, 3 ed; 1983. p.57-66, ilus.
Monografia em Inglês | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243068
10.
New York; Churchill Livingstone; 2 ed; 1979. vii,155 p. ilus, graf, tab, ^e21cm.
Monografia em Inglês | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1230423
12.
In. Leiker, D. L; Satar, Mohamed Jovi; Marchesini, Aldo. A hanseníase. Bologna, Associazione Amici dei Lebrosi, 1977. p.13, ilus, ^e18cm.
Monografia em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243561
13.
Fontilles, Rev. leprol ; 10(3): 269-280, Sep.-Dic. 1975.
Artigo em Espanhol | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1225287

RESUMO

Se consideran los avances en cuanto a la etiopatogenia del eritema nudoso leproso, es decir la formación de complejos inmunológicos y al posible mecanismo de acción de la talidomida en el control del mismo, que sería predominantemente inmunológico, estabilizando en parte las membranas lisosomales. Se efectua una síntesis del tratamiento de la lepra lepromatosa en reacción, considerando en ella el eritema nudoso lepromatoso, eritema polimorfo, lepromatización agudo y fenómeno de Lucio; poniendo énfasis en los tipos de actividad biológica atribuidos a la talidomida, los anovulatorios aconsejados en casos necesarios y sus contraindicaciones. En cuanto a la clofazimina se mencionan sus acciones terapéuticas, desventajas, efectos en el embarazo, recién naciso y lactancia; su toxicidad y contraindicaciones. Respecto de los corticosteroides se hace especial referencia a su utilización de iridociclitis, neuritis y orquiepidimitis. Por último se aborda el tratamiento de la lepra tuberculoide y dimorfa en reacción.


Assuntos
Hanseníase , Hanseníase/tratamento farmacológico , Sinais e Sintomas
14.
In. Terencio de las Aguas, José. Lecciones de leprologia. Fontilles, Ordem Militar de Malta, 1973. p.19-34, ilus.
Monografia em Espanhol | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243085
15.
In. Terencio de las Aguas, José. Lecciones de leprologia. Fontilles, Ordem Militar de Malta, 1973. p.35-48.
Monografia em Espanhol | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243086
16.
In. Terencio de las Aguas, José. Lecciones de leprologia. Fontilles, Ordem Militar de Malta, 1973. p.151-154, ilus.
Monografia em Espanhol | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243093
17.
In. Terencio de las Aguas, José. Lecciones de leprologia. Fontilles, Ordem Militar de Malta, 1973. p.155-174, ilus.
Monografia em Espanhol | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243094
18.
In. Terencio de las Aguas, José. Lecciones de leprologia. Fontilles, Ordem Militar de Malta, 1973. p.203-14, ilus.
Monografia em Espanhol | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243096
19.
In. Brasil. Ministério da Saúde. Manual de leprologia. Rio de Janeiro, Brasil. Ministério da Saúde, 1 ed; 1960. p.58-76, ilus.
Monografia em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243660
20.
In. Brasil. Ministério da Saúde. Manual de leprologia. Rio de Janeiro, Brasil. Ministério da Saúde, 1 ed; 1960. p.119-144.
Monografia em Português | SES-SP, HANSEN, SESSP-ILSLACERVO, SES-SP | ID: biblio-1243665
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA