Your browser doesn't support javascript.

Virtual Health Library

Homeopathy

Home > Search > ()
XML
Print Export

Export format:

Export

Email
Add more contacts
| |

Estudo clínico, randomizado, duplo-cego, em crianças com adenóide obstrutiva, submetidas a tratamento homeopático / Prospective, randomized, double-blind clinical trial about efficacy of homeopathic treatment in children with obstructive adenoid

Furuta, Sergio E; Weckx, Luc L. M; Figueiredo, Claudia R.
Rev. bras. otorrinolaringol ; 69(3): 343-347, maio-jun. 2003. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-344916
OBJETIVO: Avaliar a eficácia e segurança do tratamento homeopático em crianças com adenóide obstrutiva, com indicaçäo cirúrgica. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. Material e método: Estudo prospectivo, duplo-cego, randomizado, em que foram incluídas 40 crianças com idade variando de 3 a 7 anos, 20 crianças foram tratadas com medicaçäo homeopática individualizada (Simillimum), baseada no princípio da similitude e 20 crianças receberam placebo. Todas as crianças do grupo medicaçäo homeopática foram medicadas diariamente com Agraphis nutans 6 CH, Thuya 6 CH e Adenóide 21CH; e as do grupo placebo receberam diariamente medicamentos sem o princípio ativo. A duraçäo do estudo de cada paciente foi de 4 meses. A avaliaçäo dos resultados foi clínica, por meio de questionário padräo, de exame otorrinolaringológico e nasofaringoscopia direta com fibroscópio flexível, no primeiro e no último dia de tratamento. Utilizou-se como critério de inclusäo a adenóide que ocupou mais do que 70 por cento da luz coanal. RESULTADOS: Das 20 crianças tratadas com medicamento homeopático, 13 näo apresentaram alteraçäo no tamanho da adenóide nos exames nasofaringoscópicos e 7 tiveram diminuiçäo da adenóide; das 20 crianças que receberam placebo por 4 meses, 11 näo apresentaram alteraçöes no tamanho da adenóide, 4 tiveram diminuiçäo da adenóide e 5 crianças tiveram aumento. Näo houve diferença estatística significante entre os grupos (P= 0,069). Na avaliaçäo clínica da evoluçäo dos pacientes, dos 20 pacientes tratados com medicamento homeopático, 17 se mantiveram inalterados, com respiraçäo oral e ronco, um paciente melhorou, ficando sem ronco e dois foram curados, isto é, a respiraçäo alterou-se de oral para nasal e sem ronco. Dos 20 pacientes tratados com placebo, 17 pacientes se mantiveram inalterados, um paciente melhorou do ronco e dois foram curados, näo tendo havido diferença estatística significante entre os grupos (P>0,999). CONCLUSÖES: O tratamento homeopático näo foi eficaz nas crianças com adenóide obstrutiva, mantendo-se a indicaçäo cirúrgica em 85 por cento dos pacientes. O medicamento homeopático näo provocou eventos adversos nas crianças
Responsible library: BR1.1
Selo DaSilva