Your browser doesn't support javascript.

BVS Odontologia

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Efeito do alendronato, da dexametasona e da associação de ambos sobre a osteoclastogênese: um estudo in vitro / Effect of alendronate, dexamethasone and the association of both on osteoclastogenesis: an in vitro study

Faria, Lorraine Perciliano de.
São Paulo; s.n; 20240111. 109 p.
Tese em Português | LILACS, BBO - odontologia (Brasil) | ID: biblio-1526311
Os osteoclastos são células multinucleadas com a função de degradar e reabsorver o tecido ósseo. Medicamentos como o alendronato (um tipo de bisfosfonato nitrogenado) e a dexametasona (glicocorticoide), podem interferir na fisiologia das células clásticas. Enquanto o alendronato (ALN) inativa o osteoclasto, agindo primordialmente sobre o citoesqueleto desta célula, a dexametasona (DEX) pode promover aumento na atividade dessa célula. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do ALN, da DEX e da combinação de ambos sobre a osteoclastogênese e ativação desta célula. Primeiramente foi estabelecido protocolo de remoção de smear layer para os discos de osso bovino e na sequência, foi realizada análise em espectrofotômetro para avaliar a concentração de ALN absorvida pelo osso. O substrato ósseo foi capaz de absorver completamente o ALN da solução nas concentrações de 10 e 100 M. O cultivo de osteoclastos foi feito a partir das células da medula óssea de camundongos e estimulados com 1,25 dihidroxivitamina D3 e através de osteoclastos obtidos a partir de células Raw 264.7 estimulados com RANKL. As células foram cultivadas sobre substrato ósseo previamente tratado com ALN e tratadas com DEX a 1 M. Conclui-se que o tratamento com ALN a 10 M não foi capaz de inibir completamente a reabsorção óssea, seja administrado sozinho ou com a DEX. A DEX promoveu aumento na expressão gênica RANKL e redução de OPG, mesmo quando administrada conjuntamente com ALN. Quando utilizado na concentração de 100 M, o ALN reduziu a quantidade de anéis de actina dos osteoclastos e promoveu significativa diminuição na liberação de EVs nestas células.
Biblioteca responsável: BR97.1