Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Passagens para a teoria sociológica: Florestan Fernandes e Gino Germani / TOWARDS A SOCIOLOGICAL THEORY: FLORESTAN FERNANDES AND GINO GERMANI

Brasil Júnior, Antonio da Silveira.
Rio de Janeiro; s.n; nov. 2011. 297 p.
Tese em Português | BVS Pensamento Social, FIOCRUZ | ID: bps-1819
Esta tese tem como objetivo investigar, em perspectiva comparada, o processo de tradução ou “aclimatação” da “sociologia da modernização” norte-americana nos textos de Florestan Fernandes e Gino Germani, os dois principais protagonistas da renovaçãoda sociologia nos contextos brasileiro e argentino respectivamente. Procuramosdemonstrar, através de diferentes aspectos de suas práticas sociológicas, desde as pesquisas empíricas até suas formulações teóricas, como Fernandes e Germani paulatinamente colocaram em tensão as principais pressuposições da “sociologia da modernização”, como a visão linear dos processos históricos e a concepção de que as sociedades modernas convergiriam para um único padrão societário. Como recursometodológico, também analisamos os textos de Talcott Parsons, que serviram como caso de controle para as comparações entre Fernandes e Germani. Nossa hipótese é que,nestes processos de “aclimatação”, várias diferenças foram se cristalizando nos textos de Fernandes e Germani, o que atribuímos à interação contingente entre os esquemas teóricos importados e as dinâmicas sociais específicas das sociedades brasileira e argentina.(AU)
Biblioteca responsável: BR1273.1