Your browser doesn't support javascript.

BVS CLAP/SMR-OPAS/OMS

Centro Latino Americano de Perinatologia, Saúde da Mulher e Reprodutiva

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Progress in trial registration in Latin America and the Caribbean, 2007-2013 / Registro de ensayos clínicos en América Latina y el Caribe / Registro de ensaios clínicos na América Latina e no Caribe

Rodríguez-Feria, Pablo; Cuervo, Luis Gabriel.
Rev. panam. salud pública ; 41: e31, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, Redbvs | ID: biblio-961631
RESUMO Estudo descritivo que identifica as tendências no registro de ensaios clínicos na Plataforma Internacional de Registro de Ensaios Clínicos (ICTRP) da Organização Mundial da Saúde (OMS) para América Latina e Caribe de 2007 a 2013, e apresenta estimativas ajustadas dos índices de registro por população e publicação (2007-2011). As tendências e os dados são apresentados por sub-região e idioma em gráficos interativos, incluindo os índices anuais de registro por população (2007-2011) e publicação (LILACS e MEDLINE) listada na SCIENTI Network (Science and Technology Indicators). Dos 11.945 ensaios clínicos realizados nos países da América Latina e Caribe, 8.282 foram conduzidos na América do Sul, na sua maioria (4.070) no Brasil (49%), 2.421 nas Américas Central e do Norte, na maior parte (1.886) no México (78%), e 1.242 no Caribe, em maior número (857) em Porto Rico (69%). Após o ajuste por população e publicação, Chile, Panamá, Argentina e Peru apresentaram os maiores índices de registro por 1 milhão de habitantes. A variação no número anual de estudos é bastante considerável. Verificou-se um crescimento estável, porém inconsistente, no registro de ensaios clínicos. Com a implementação da Política para pesquisa em saúde, aumentou o número de países em que o registro de ensaios clínicos é exigido e que implantaram registros próprios. No entanto, é possível melhorar ainda mais a adesão na América Latina e Caribe visto que este registro é gratuito no Brasil, Cuba, Peru e nos Estados Unidos, entre outros.
Biblioteca responsável: BR1.1