Your browser doesn't support javascript.

BVS CLAP/SMR-OPAS/OMS

Centro Latino Americano de Perinatologia, Saúde da Mulher e Reprodutiva

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Cross-sectional study on the utilization of the Pan American Health Organization/World Health Organization Policy on Research for Health / Estudio transversal sobre la utilización de la Política de investigación para la salud de la Organización Panamericana de la Salud/Organización Mundial de la Salud / Estudo transversal da aplicação da política de pesquisa para a saúde da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde

Kristensen-Cabrera, Alexandria I; Cuervo, Luis G.
Rev. panam. salud pública ; 42: e77, 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-961723
RESUMO Este informe visa contribuir com o monitoramento e avaliação da política de pesquisa para a saúde da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) (CD49/10), em particular, como ela vem sendo aplicada pelos Estados Membros e como tem influenciado políticas, estratégias, pesquisa e interessados diretos relevantes. Trata-se de um estudo transversal que examinou a frequência e forma de aplicação da política, região de interesse ou "alcance" e justificação para citar a política em documentos da OPAS/OMS, bancos de dados, sites do governo e documentos internos. O nível de aplicação foi medido em uma escala ordinal e o país ou a região de interesse foram obtidos com a coleta sistemática. Dos 993 documentos identificados com a estratégia de busca, 95 satisfizeram os criterios de inclusão. Observou-se uma relação significativa entre o tipo de documento e o alcance (χ2 = 69,5; P < 0,001) e maior ocorrência de menção da política em sites e artigos científicos relacionados às Americas. A política foi mais comumente aplicada ao nível nacional em documentos do governo e ao nível regional em sites e artigos de periódicos. Apesar de vários países terem aplicado a política de pesquisa para a saúde, muitos ainda precisam integrá-la às próprias iniciativas nacionais de pesquisa em saúde. Outros estudos devem ser realizados para investigar por que a aplicação da política é distinta entre os países. Para melhorar a coesão entre os diversos setores e níveis de governança, os pesquisadores e os responsáveis por políticas devem aproveitar as oportunidades para integrar esta política ao processo de pesquisa, governança em pesquisa e formulação de políticas. O protocolo preparado para este estudo pode ser empregado em análises semelhantes de outras políticas da OPAS/OMS para um entendimento mais aprofundado da influência que elas têm.
Biblioteca responsável: BR1.1