Your browser doesn't support javascript.

Plataforma de Conhecimentos

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Projeto Mais Médicos para o Brasil: estudo de caso em comunidades Quilombolas / More Doctors for Brazil Project: a case study In Quilombo Communities

Pereira, Lucélia Luiz; Silva, Hilton Pereira da; Santos, Leonor Maria Pacheco.
Rev. ABPN; 7(16): 28-51, jun. 2015. tab
Artigo em Português | Coleciona SUS (Brasil) | ID: biblio-945618
O Projeto Mais Médicos para o Brasil tem como objetivo o provimento de profissionais brasileiros e estrangeiros para atuar em municípios de difícil acesso e acentuada vulnerabilidade socioeconômica, e estabelece os grupos quilombolas como uma das prioridades. Este artigo analisa de que forma o Projeto tem contribuído para a atenção primária à saúde em comunidades quilombolas do Nordeste e do Norte do país, por meio de uma investigação qualitativa em duas comunidades no Rio Grande do Norte e uma no Pará. Foram realizados grupos focais com usuários de Unidades Básicas de Saúde e entrevistas semiestruturadas com médicos, profissionais de saúde das equipes das Unidades Básicas de Saúde, gestores das Secretarias Municipais de Saúde, conselheiros municipais de saúde e lideranças locais. Conclui-se que o Mais Médicos contribuiu na garantia do acesso à saúde nas comunidades estudadas. A permanência dos médicos nos municípios possibilitou a realização de ações de prevenção e promoção da saúde e o estabelecimento de vínculo com os usuários.
The Projeto Mais Médicos para o Brasil (More Doctors for Brazil Project) (PMM) has the objective of encouragingBrazilian and foreign professionals to work in counties with difficulty of access and high socio-economic vulnerability, targeting Quilombola groups as one of its main priorities. This article analyzes how the PMM has contributed to primary health care among Quilombolas of the Northeast and North regions through qualitative research, investigating two communities in the state of Rio Grande do Norte and one in Pará. The methodology involved three focus groups among beneficiaries of the primary care health units (UBS), and sixteen semi-structured interviews with physicians, healthcare professionals of the UBS team, state secretariat health officials, county health counselors and local leaders. We conclude that the PMM contributes to guaranteeing healthcare access to the communities studied. The maintenance of physicians in these counties allows for the development of preventative healthcare and the promotion of actions for the establishment of long-lasting ties with the communities.
Biblioteca responsável: BR1.1