Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. ciênc. méd. biol ; 6(2): 166-174, maio-ago. 2007. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-529667

RESUMO

Este trabalho tem por objetivo avaliar os efeitos do etanol e da desnutrição sobre o peso corporal e encefálico, bem como as alterações histológicas do córtex visual. Ratos machos Wistar foram gerados e amamentados por matrizes submetidas a duas dietas: (1) padrão do biotério (“Labina®”- 23 por cento de proteína, grupo N); e (2) hipoprotéica (“Dieta Básica Regional” – DBR - 8 por cento de proteína, grupo D). Cada grupo foi subdividido em dois, conforme o tratamento (gavagem) com água ou etanol (E), originando quatro grupos (N, D, E e ED). Evolução ponderal - períodos avaliados: 30 (P3), 250 (P25) e 400 (P40) dias pós-natais. Os cortes histológicos encefálicos foram corados com HE, Tricrômico de Masson, Ácido Periódico de Schiff e Van Gienson. Em P3, os grupos E, D e ED tinham pesos menores que N. Em P25 e P40, ED apresentou peso menor que N, D e E. O grupo D apresentou peso médio menor que o de N nos 3 períodos. Para o peso encefálico (P40) houve diferença entre ED e D e entre D e N. Para a densidade de vasos, não houve diferença significativa entre todos os grupos. Não havia depósitos de fibras colágenas e (ou) elásticas na neurópila. N apresentou maior número de células PAS+ que os outros grupos e com distribuição regular. Conclui-se que as condições experimentais promovem redução de peso corporal e encefálico no período pós-natal precoce e no córtex visual, mas não há diferença na densidade vascular.


Assuntos
Ratos , Desenvolvimento Fetal , Etanol/toxicidade , Desnutrição , Córtex Visual
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA