Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 19 de 19
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
2.
Belo Horizonte; s.n; 2013. 21 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-790346

RESUMO

Depois do surgimento dos implantes a quantidade de tratamentos odontológicos através de próteses implantossuportadas cada dia torna-se mais elevada e para maior longevidade dessas reabilitações deu-se uma busca nos fatores que podem levar a perda de implantes dentários. Um desses fatores ainda um pouco controverso, seria ter ou não mucosa queratinizada ao redor de implantes...


Assuntos
Gengiva , Implantes Dentários , Membrana Mucosa/transplante , Mucosa Bucal/transplante , Próteses e Implantes
3.
Arch. oral res. (Impr.) ; 7(3): 287-292, Sept.-Dec. 2011. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-687442

RESUMO

Objectives: The aim of this study was to radiographically evaluate the filling of standardized bone defectsin rat calvaria treated with bioactive glass and with porcine submucosa membrane, alone or in combination,when compared to defects filled with clot. Materials and methods: Eighty male Wistar rats, weighing 250to 300 g, were divided into four groups, with trial period of two and eight weeks. Standardized bone woundswere surgically created in the calvaria measuring 6 mm in diameter and treated with bioactive glass, porcinesubmucosa membrane, combination of both or only clot. After two or eight weeks, the animals wereeuthanized and bone specimens were collected for evaluation with standard radiographs and digitized foranalysis with ImageJ image analyzer to compare the percentage of filling of the defects by measuring thevariations of levels of gray. Data were scored and analyzed statistically (ANOVA and Tukey HSD, p < 0.05).Results: The association of bioactive glass and submucosa membrane showed the best result of filling ofbone cavities, followed by the single use of bioactive glass. Membrane alone showed similar results withthe clot group. Conclusion: It was possible to conclude that the association of bioactive glass and porcinesubmucosa membrane could be good option for bone filling of bone defects.


Objetivos: O objetivo deste estudo foi avaliar radiograficamente o preenchimento de defeitos ósseos padronizados em calvária de ratos, tratados com vidro bioativo e com membrana de submucosa suína, isolados ou em associação, quando comparados com defeitos preenchidos com coágulo. Materiais e métodos: Oitenta ratos Wistar machos, pesando de 250 a 300 g, foram separados em quatro grupos, com períodos de avaliação de duas ou oito semanas. Defeitos ósseos padronizados foram cirurgicamente criados na calvária medindo 6 mm de diâmetro e tratados com vidro bioativo, membrana submucosa suína, combinação de ambos ou apenas com coágulo. Após duas ou oito semanas, os animais foram mortos e os espécimes ósseos foram coletados para avaliação com radiografias padronizadas e digitalizadas para análise com programa ImageJ, visando a comparar a porcentagem de preenchimento dos defeitos por meio da variação dos níveis de cinza. Os dados foram obtidos e avaliados estatisticamente (ANOVA e Tukey HSD, p < 0,05). Resultados: A associação do vidro bioativo com a membrana submucosa suína demonstrou os melhores resultados de preenchimento das cavidades ósseas,seguido pelo uso isolado do vidro bioativo. A membrana isolada demonstrou resultados semelhantes ao grupo coágulo. Conclusão: Foi possível concluir que a associação do vidro bioativo e da membrana submucosa suína pode ser uma boa opção para o preenchimento de defeitos ósseos.


Assuntos
Animais , Bovinos , Ratos , Crânio , Crânio/transplante , Materiais Biocompatíveis/uso terapêutico , Membrana Mucosa/transplante , Substitutos Ósseos/uso terapêutico , Cerâmica/uso terapêutico , Vidro , Ratos Wistar , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento
4.
Full dent. sci ; 2(7): 246-250, 20110816.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-850840

RESUMO

Com os avanços das técnicas de levantamento da membrana do assoalho do seio maxilar, associadas a enxertos dos mais diversos tipos, tornou-se realidade, a colocação de implantes dentários, em áreas desdentadas da maxila posterior atrófica. Na maioria dos casos, essa cirurgia ocorre, sem intercorrências, e o resultado final, apresenta excelentes perspectivas de reabilitação protética. Existem, porém algumas complicações nesse procedimento, e uma das mais comuns, é a perfuração da membrana sinusal no trans-operatório. Nesse procedimento, mesmo com a ruptura da membrana do assoalho do seio maxilar, os resultados podem ser satisfatórios, pois com uma manobra para fechamento dessa perfuração, há uma regeneração tanto da membrana como óssea obtida através de enxerto ósseo e assim podemos instalar os implantes e reabilitar funcional e esteticamente o paciente. Esse trabalho consistiu em relatar os resultados obtidos, em pacientes que sofreram esse tipo de intercorrência, no transoperatório, e tiveram a cirurgia prosseguida, com o protocolo de correção da fenestração. Foram analisados exames radiográficos panorâmicos iniciais e finais, e relatórios cirúrgicos das seguintes instituições: Universidade Paulista (UNIP) - Faculdade de Odontologia - Curso de Especialização em Implantodontia; Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Odontologia (FUNDECTO-USP); Universidade de Uberaba (UNIUBE) e essa análise mostrou que mesmo com a perfuração os resultados na neoformação óssea são satisfatórios


With advances in techniques for lifting the membrane floor maxillary sinus, associated with grafts of all kinds, became reality, the placement of dental implants in edentulous areas of the posterior atrophic maxilla. In most cases, this surgery is without complications, and outcome, presents excellent prospects for prosthetic rehabilitation. There are however some complications in this procedure, and one of the most common is the sinus membrane perforation in surgery. In this procedure, even with the rupture of the membrane of the maxillary sinus floor, the results can be satisfactory, since with a move to close this perforation, there is a regeneration of both the membrane as obtained from bone graft and so we can install the implants and functionally and aesthetically rehabilitate the patient. This work, was to report the results obtained from patients who have suffered this type of occurrence in the trans-operative and had surgery continued, with the correction protocol of fenestration. Panoramic radiographs were analyzed initial and final, and surgical reports of the following institutions: Universidade Paulista (UNIP), Faculty of Dentistry, Specialization Course in Implant; Foundation for Scientific and Technological Development of Dentistry (FUNDECTO-USP), University of Uberaba (UNIUBE) and this analysis showed that even with the drilling, results in new bone formation are satisfactory


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Implantação Dentária , Maxila , Membrana Mucosa , Osteogênese , Radiografia Panorâmica/métodos , Seio Maxilar , Transplante Ósseo
5.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 8(2): 51-56, abr.-jun. 2008. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-873569

RESUMO

Eritema multiforme é um termo utilizado para designar uma reação de hipersensibilidade mucocutânea aguda caracterizada por erupção na pele com ou sem envolvimento bucal. Ocasionalmente, o eritema multiforme pode envolver a boca isoladamente, clinicamente caracterizada por bolhas e ulcerações, podendo ocorrer esfacelamento difuso e ulceração de toda a superfície da pele e mucosa com diferentes graus de comprometimento, apresentando, como achado comum, lesões em forma de alvo. Acredita-se que o vírus Herpes simples esteja associado à doença, haja vista ser freqüente uma infecção precedente, além de técnicas de biologia molecular terem identificado a presença do DNA do vírus em pacientes com eritema multiforme recorrente. O objetivo do presente trabalho foi relatar um caso de eritema multiforme, enfatizando suas manifestações bucais


Assuntos
Eritema Multiforme , Herpes Simples , Membrana Mucosa/patologia
6.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 8(2): 49-54, abr.-jun. 2008. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-490667

RESUMO

Eritema multiforme é um termo utilizado para designar uma reação de hipersensibilidade mucocutânea aguda caracterizada por erupção na pele com ou sem envolvimento bucal. Ocasionalmente, o eritema multiforme pode envolver a boca isoladamente, clinicamente caracterizada por bolhas e ulcerações, podendo ocorrer esfacelamento difuso e ulceração de toda a superfície da pele e mucosa com diferentes graus de comprometimento, apresentando, como achado comum, lesões em forma de alvo. Acredita-se que o vírus Herpes simples esteja associado à doença, haja vista ser freqüente uma infecção precedente, além de técnicas de biologia molecular terem identificado a presença do DNA do vírus em pacientes com eritema multiforme recorrente. O objetivo do presente trabalho foi relatar um caso de eritema multiforme, enfatizando suas manifestações bucais


Assuntos
Eritema Multiforme , Herpes Simples , Membrana Mucosa/patologia
7.
Rev. fac. odontol. Univ. Fed. Bahia ; 26: 20-23, jan.-jun. 2003. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857979

RESUMO

Os seios maxilares são os maiores das cavidades paranasais e eventualmente podem ser sede de patologias. Muitas das lesões nesta localização são assintomáticas e os exames imaginológicos tornam-se fundamentais para seu diagnóstico. Dentre essas lesões o cisto mucoso do seio maxilar é a entidade mais frequente. O presente trabalho faz uma revisão de literatura abordando as características clínicas e radiográficas do cisto mucoso, destacando seu diagnóstico diferencial


Assuntos
Diagnóstico por Imagem , Membrana Mucosa/patologia , Seio Maxilar/patologia , Tumores Odontogênicos
8.
BCI ; 8(31): 188-192, jul.-set. 2001.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-303940

RESUMO

A intençäo deste artigo é abordar os fundamentos anatômicos e fisiológicos dos seios maxilares, descrevendo-os detalhadamente, a fim de ajudar e orientar os cirurgiöes a executarem procedimentos, como afastamento da mucosa do seu revestimento para posterior preenchimento com materiais autógenos ou alógenos, de forma segura. Também, propöe-se a salientar dois novos termos para a técnica cirúrgica que adentra o seio maxilar, baseado täo somente nesse revisäo anatômica-estrutural


Assuntos
Seio Maxilar , Membrana Mucosa
11.
Braz. dent. j ; 6(2): 91-4, jul.-dez. 1995. tab, CD-ROM
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-850415

RESUMO

Five pregnant rats were treated during organogenesis with sc injections of acyclovir (50 mg/kg body weight) on days 9, 10 and 11 of pregnancy. The fetuses (N = 62) were evaluated on day 20 of gestation and presented decreased body weight as well as delayed differentiation of fetal rat palate epithelium, with increased nuclear volume, decreased cytoplasmic and cellular volumes, decreased epithelial and keratin thickness, and increased numerical density


Assuntos
Animais , Feminino , Gravidez , Ratos , Aciclovir/farmacologia , Desenvolvimento Fetal/efeitos dos fármacos , Palato/efeitos dos fármacos , Epitélio/efeitos dos fármacos , Membrana Mucosa/efeitos dos fármacos
12.
Rev. reg. Aracatuba assoc. paul. cir. Dent ; (10/11): 13-6, 1989-1990. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-858811

RESUMO

Os autores descrevem uma técnica auxiliar para cirurgias de gengiva flácida, com o objetivo de recuperar e preservar a mucosa queratinizada que é, algumas vezes, totalmente removida quando se realizam técnicas cirúrgicas convencionais com finalidade protética. Comentam suas indicações e consideram o enxerto de mucosa queratinizada como técnica complementar e não substitutiva das técnicas convencionais


Assuntos
Gengiva , Membrana Mucosa/cirurgia , Transplantes
13.
Rev. reg. Aracatuba assoc. paul. cir. Dent ; 6(1): 19-24, 1985. ilus, tab
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-858902

RESUMO

Os autores fizeram um estudo sobre as alterações volumétricas de mucosa que recobre a área de suporte das dentaduras superiores, em três períodos do dia. Para a reprodução dos modelos idealizaram um dispositivo próprio. Baseados nos resultados obtidos, sugerem um período do dia para a realização das moldagens funcionais


Assuntos
Técnica de Moldagem Odontológica , Membrana Mucosa , Retenção de Dentadura
14.
Rev. Esc. Farm. Odontol. Alfenas ; (6): 1-6, jan.-dez. 1983. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-856339

RESUMO

Os autores estudaram morfológica e histoquimicamente, a natureza do material elaborado pelas glândulas salivares palatinas do Coendu Villosus. Com base nos resultados obtidos foi possível concluir que: o produto de secreção das glândulas salivares palatinas contém uma sulfosialomucina, fato que permite classificar estas glândulas como sendo do tipo mucoso


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Glândulas Salivares/fisiologia , Membrana Mucosa
15.
Rev. Esc. Farm. Odontol. Alfenas ; (6): 45-53, jan.-dez. 1983. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-856340

RESUMO

Os autores estudaram com métodos histoquímicos, a natureza do material elaborado pelas glândulas linguais posteriores de Coendu Villosus. Com base nos resultados obtidos, foi possível concluir que: 1) o produto de secreção das glândulas de Weber contém uma sulfosialomucina, fato que permite classificar essas glândulas como sendo do tipo mucoso; 2) o produto de secreção das glândulas de Von Ebner contém uma glico-proteína, tipo sero-mucoso


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Adulto , Glândula Sublingual/anatomia & histologia , Glândula Sublingual/química , Glândulas Salivares/anatomia & histologia , Glândulas Salivares/química , Membrana Mucosa
16.
Rev. Esc. Farm. Odontol. Alfenas ; 6: 1-6, jan.-dez. 1983. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-159929

RESUMO

Os autores estudaram morfológica e histoquimicamente, a natureza do material elaborado pelas glândulas salivares palatinas do Coendu Villosus. Com base nos resultados obtidos foi possível concluir que: o produto de secreçäo das glândulas salivares palatinas contém uma sulfosialomucina, fato que permite classificar estas glândulas como sendo do tipo mucoso


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Glândulas Salivares/fisiologia , Membrana Mucosa
17.
Rev. Esc. Farm. Odontol. Alfenas ; 6: 45-53, jan.-dez. 1983. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-159930

RESUMO

Os autores estudaram com métodos histoquímicos, a natureza do material elaborado pelas glândulas linguais posteriores de Coendu Villosus. Com base nos resultados obtidos, foi possível concluir que: 1) o produto de secreçäo das glândulas de Weber contém uma sulfosialomucina, fato que permite classificar essas glândulas como sendo do tipo mucoso; 2) o produto de secreçäo das glândulas de Von Ebner contém uma glico-proteína, tipo sero-mucoso


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Adulto , Glândula Sublingual/anatomia & histologia , Glândula Sublingual/química , Glândulas Salivares/anatomia & histologia , Glândulas Salivares/química , Membrana Mucosa
18.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-858883

RESUMO

É comentada a necessidade de se proteger áreas cruentas em cirurgias pré-protéticas. O enxerto autógeno de mucosa se mostra um recurso prático e viável. São relatados casos clínicos, exemplificando-se a enxertia de mucosa obtida do palato, de bochecha e de áreas flácidas não inflamadas do rebordo alveolar


Assuntos
Cirurgia Geral , Membrana Mucosa , Transplantes
19.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-858861

RESUMO

Foram realizados um estudo ultraestrutural da mucosa palatina de camundongos. Foi notado que a mucosa palatina é relativamente espessa. As células de diferentes camadas apresentam uma morfologia peculiar e possui mitocondrias, ribosomos, retículo endoplasmático rugoso e grânulos de queratohialina na camada granulosa. O citoplasma da célula basal é conectado à membrana basal através de numerosos hemidesmosomos. Os feixes de fibras colágenas subepiteliais são espessos e sua periodicidade pode ser notada. Os grupamentos de tonofilamentos dispostos em feixes são extremamente desenvolvidos e os desmosomos são também numerosos


Assuntos
Animais , Camundongos , Epitélio , Microscopia Eletrônica , Membrana Mucosa , Palato
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA