Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
RGO (Porto Alegre) ; 39(4): 273-5, jul.-ago. 1991. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-854767

RESUMO

Com a finalidade de se quantificar a eficiência dos materiais de construção como barreiras à radiação X, construíram-se 12 barreiras, nas quais foram empregados materiais freqüentemente utilizados em construção civil. Para a realização dos experimentos foi fixado um anteparo de concreto de 1 x 1 metro e 10cm de espessura, com um orifício central de 20cm, para onde era orientado o feixe de raios X, atingindo as barreiras a serem testadas, situadas justapostas ao orifício. Foi utilizado um aparelho de raios X odontológico (Dabi-Atlante Spectro II com 50 Kv e 7 mA), distante 50cm das barreiras e para leitura das transmissões uma câmera de ionização (Nardeux-Loches, modelo Babyline 31, tipo E433) à distância de 1 metro do lado oposto. De acordo com os resultados obtidos, constatou-se que embora o chumbo ou concreto (10cm) sejam comumente citados como materiais ideais para proteção radiológica, outros materiais utilizados em construção civil como tijolo maciço ou furado, acrescidos ou não de reboco e/ou azulejo, bem como concreto (5cm) oferecem eficiente absorção à radiação X, sendo considerados também bons protetores quando utilizado um aparelho de raios X odontológico


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Materiais de Construção , Raios X , Chumbo , Madeira
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA