Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 186
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 19(1): 3364, 01 Fevereiro 2019. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-998008

RESUMO

Objective: To perform a clinical and histological evaluation, characterizing and proving the feasibility of the use of beta tricalcium phosphate (HA/ßTCP) bioceramics as a bone defect repair material, comparing it with autogenous bone and blood clot in terms of osteoinductive, conductive, and genic capacities. Material and Methods: The experiment was based on 3 critical defects in the mandible of 11 New Zealand rabbits. The defects were filled with HA/ßTCP bioceramics and autogenous bone, respectively, collected and ground during the development of defects and blood clots. The animals were euthanized after the 90-day experiment and samples were collected for histomorphological examination. To evaluate differences between the groups, a one-way analysis of variance (ANOVA) was performed with Tukey's post hoc test. An α value lower than 0.05 was considered statistically significant. Results: Microscopy revealed the presence of osteoblasts, osteoclasts, and osteocytes associated or not associated with the presence of mature or immature bone. All the studied materials presented bone neoformation in all cases, with the presence of mature and immature bone. Regarding the presence of HA/ßTCP bioceramic residual material, the same was found in 7 of 11 slides. Conclusion: HA/ßTCP bioceramics were shown to be a biocompatible bone substitute, with osteoinductive and osteoconductive characteristics, accelerating the process of new bone formation when compared with autogenous and blood clotted bone, thereby showing promise for bone defect repair with safety and efficacy.


Assuntos
Animais , Coelhos , Osso e Ossos , Implantes Dentários , Cerâmica/análise , Hidroxiapatitas , Nova Zelândia , Coelhos , Análise de Variância , Estatísticas não Paramétricas , Microscopia/instrumentação
2.
Araçatuba; s.n; 2019. 71 p. ilus, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1051483

RESUMO

A proposta deste estudo foi avaliar o processo de regeneração óssea com o uso do biomaterial Biogran®, um vidro bioativo, como uma opção de substituto ósseo para técnicas de enxerto em levantamento do assoalho do seio maxilar através de análises histológica e histomorfométrica. Para tal, 24 coelhos da raça Nova Zelândia foram submetidos ao procedimento de levantamento do seio maxilar bilateralmente, sendo divididos em dois grupos: grupo coágulo implante (GCI), no qual foi realizado o levantamento do seio maxilar, seguindo implante imediato, sem enxerto; e o grupo biovidro implante (GBI), no qual foi realizado o levantamento do seio maxilar, preenchimento com Biogran® e instalação de implante imediata. Os animais foram submetidos à eutanásia aos 7, 15 e 40 dias. A análise histológica mostrou no grupo GCI uma formação de tecido ósseo gradual, sendo maior aos 40 dias, com característica lamelar. Porém, não apresentava diferença estatística entre os períodos de 15 e 40 dias de eutanásia (p=0,210). O grupo GBI revelou uma formação de tecido ósseo mais tardia, com maior quantidade aos 40 dias, com reabsorção lenta e progressiva dos grânulos do biomaterial e sinais indicativos de atividade osteoblástica. Este grupo mostrou diferença estatística entre os períodos de 7 e 15 dias quando comparados aos 40 dias (p<0,05). Na análise intergrupos, não houve diferença estatisticamente significante aos 7 e aos 40 dias, mas sim, aos 15 dias. Dessa forma, pode-se concluir que o Biogran® é um biomaterial com propriedades osteocondutoras, de reabsorção lenta, capaz de produzir tecido ósseo satisfatório. Porém, com quantidade semelhante ao coágulo aos 40 dias, o que gera maiores discussões e a necessidade de mais estudos para comprovar a eficácia desse biomaterial a longo prazo(AU)


The purpose of this study was to evaluate the bone regeneration process with the use of the Biogran® biomaterial, a bioactive glass, as a bone substitute option for grafting techniques in the maxillary sinus floor through histological and histomorphometric analysis. To that end, 24 New Zealand rabbits underwent a bilateral maxillary sinus removal procedure, and were divided into two groups: an implant clot group (ICG), in which the maxillary sinus was removed, followed by immediate implantation without graft ; and the implant bioglass group (GBI), in which the maxillary sinus was removed, filled with Biogran® and implanted in the immediate implant. The animals were submitted to euthanasia at 7, 15 and 40 days. The histological analysis showed a formation of gradual bone tissue in the GCI group, being larger at 40 days, with a lamellar characteristic. However, there was no statistical difference between the periods of 15 and 40 days of euthanasia (p = 0.210). The GBI group revealed a later bone formation with a greater amount at 40 days, with slow and progressive resorption of the biomaterial granules and signs indicative of osteoblastic activity. This group showed statistical difference between the periods of 7 and 15 days when compared to the 40 days (p <0.05). In the intergroup analysis, there was no statistically significant difference at 7 and 40 days, but at 15 days. Thus, it can be concluded that Biogran® is a biomaterial with osteoconductive properties, of slow resorption, able to produce satisfactory bone tissue. However, with a similar amount to the clot at 40 days, which generates more discussions and the need for further studies to prove the efficacy of this biomaterial in the long term(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Regeneração Óssea , Substitutos Ósseos , Seio Maxilar , Materiais Biocompatíveis
3.
Araçatuba; s.n; 2019. 71 p. ilus, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1052036

RESUMO

Objetivo: Avaliar o comportamento biológico do tecido ósseo ao redor de implantes manufaturados em liga Ti-6Al-4V diante das superfícies modificadas por jateamento de óxido de alumínio seguido condicionamento ácido (SBAS) e a superfície usinada (MS). Material e Métodos: Dez coelhos receberam aleatoriamente 20 implantes de hexágono externo com dimensões de 4,0 mm de diâmetro e 10 mm de comprimento em suas tíbias direita e esquerda, sendo um implante de cada superfície em cada tíbia. Os implantes de ambos os grupos foram analisados através de microscopia eletrônica de varredura (MEV-EDX) e microscopia de força atômica (AFM). Discos com as mesmas superfícies foram submetidos à análise de rugosidade média (Ra) e secção transversal. Nos períodos de 3 e 6 semanas foi mensurado o coeficiente de estabilidade primária por meio da análise de frequência por ressonância (ISQ), seguido da eutanásia dos animais. As peças obtidas foram submetidas ao processamento de inclusão em resina fotopolimerizável e levadas ao micrótomo para corte calcificado. Foi mensurada em porcentagem a extensão linear de contato entre tecido ósseo mineralizado e implante (ELCOMI) e área óssea neoformada (AON). Os dados foram submetidos à análise de variância e ao teste t de Tukey. Resultados: MEV e AFM mostraram diferenças na topografia das superfícies. Os valores médios obtidos pelas análises de frequência por ressonância, Ra e secção transversal para SBAS foram estatisticamente superiores (p<0,05) quando comparados a MS. Os valores médios em porcentagem de ELCOMI para SBAS foram de 69,65 e 71,56 respectivamente para 3 e 6 semanas, enquanto para MS os valores médios foram de 54,06 e 55,99 respectivamente para os mesmos períodos. Os valores médios de AO no grupo SBAS foram de 69,85 e 79,60 para os períodos de 3 e 6 semanas, enquanto para MS os valores médios foram de 59,59 e 74,32 respectivamente nos mesmos grupos. Houve diferenças estatisticamente superiores (p<0,05) nos implantes SBAS para a ELCOMI nos períodos de 3 e 6 semanas e AON no período de 3 semanas. Conclusão: A modificação na superfície nos implantes SBAS proporcionou alterações na topografia dos implantes, promovendo um maior contato entre tecido ósseo e a liga de titânio, permitindo melhores níveis de osseointegração. Relevância clínica: Implantes manufaturados em liga de Ti-6Al-4V modificados por jateamento de óxido de alumínio seguido condicionamento ácido (SBAS) apresentam bons níveis de osseointegração e podem ser usados com segurança para reabilitação protética de pacientes(AU)


Objective: Evaluate the biological behavior of bone tissue around implants manufactured in Ti-6Al-4V alloy before surfaces modified by aluminum oxide blasting followed by acid etching (SBAS) and machined surface (MS). Material and Methods: Ten rabbits randomly received 20 external hexagon implants with dimensions of 4.0 mm in diameter and 10 mm in length on their right and left tibiae, one implant of each surface on each tibia. The implants of both groups were analyzed by scanning electron microscopy (SEM-EDX) and atomic force microscopy (AFM). Disks with the same surfaces were submitted to analysis of average roughness (Ra) and cross section. In the periods of 3 and 6 weeks, the primary stability coefficient was measured by means of resonance frequency analysis (ISQ), followed by euthanasia of the animals. The obtained pieces were submitted to the inclusion processing in photopolymerizable resin and taken to the microtome for cutting without decalcification. The bone interface contact (BIC) and neoformed bone area (NBA) was measured in percentage. Data were submitted to analysis of variance and Tukey t test. Results: SEM and AFM showed differences in surface topography. The mean values obtained by the resonance, Ra and cross section analyzes for SBAS were statistically higher (p <0.05) when compared to MS. The mean values in percentage of BIC for SBAS were 69.65 and 71.56 respectively for 3 and 6 weeks, while for MS the mean values were 54.06 and 55.99 respectively for the same periods. The mean values of NBA in the SBAS group were 69.86 and 79.59 for the 3 and 6 week periods, while for MS the mean values were 59.59 and 74.32, respectively, in the same groups. There were statistically superior differences (p <0.05) in SBAS implants for BIC in the 3 and 6 week periods and AON in the 3 week period. Conclusion: The surface modification of the SBAS implants provided changes in the topography of the implants, promoting a better contact between bone tissue and titanium alloy, allowing better levels of osseointegration. Clinical Relevance: Implants manufactured in Ti-6Al-4V alloy modified by aluminum oxide etching followed by acid etching (SBAS) present good levels of osseointegration and can be safely used for prosthetic rehabilitation of patients(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Regeneração Óssea , Implantes Dentários , Ligas Dentárias , Propriedades de Superfície , Titânio , Condicionamento Ácido do Dente , Osseointegração , Óxido de Alumínio
4.
ImplantNewsPerio ; 3(2): 274-282, mar.-abr. 2018. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-883513

RESUMO

Objetivos: avaliar in vivo (histomorfometricamente) o potencial de osseointegração de três marcas comerciais de implantes consideradas como de primeira linha no mercado mundial. Material e métodos: seis coelhos New Zealand, de mesmo peso e idade, receberam 24 implantes de diâmetros similares e comprimentos iguais, de três marcas com tratamentos de superfície variados: G1 (Nobel Biocare, Nobel Replace), G2 (MIS, V3) e G3 (Straumann, Bone Level). Os implantes foram colocados nas metáfises proximais e distais seguindo os protocolos de osteotomia. Após anestesia e sacrífi co dos animais, os implantes foram retirados 45 dias depois para análise histomorfométrica. Ainda, um implante de cada marca foi submetido à análise por MEV (Philips XL30) com diferentes aumentos, sendo as imagens obtidas no modo BSEs. A porcentagem de contato osso-implante entre os grupos foi analisada pelo teste Anova (α=0,05). Resultados: os três modelos de tratamento superficial produziram alta osteocondutividade e boa formação óssea, não havendo diferença entre os valores BIC (p=0,94). Conclusão: as três superfícies testadas apresentaram um grau de osseointegração muito similar.


Objectives: to evaluate by histomorphometrical methods (in vivo) the osseointegration potential of three different implant brands in the world market. Material and methods: six New Zealand rabbits of similar weight and age received 24 dental implants of similar diameters and same length, with three different implant surfaces G1 (Nobel Biocare, Nobel Replace), G2 (MIS, V3), e G3 (Straumann, Bone Level). The implants were installed at the proximal mesial and distal surfaces according the recommend osteotomies. After anesthesia and sacrifice, the implants were retrieved 45 days later for histomorphometrical analysis. Also, one implant from each company was evaluated under SEM BSE mode. The BIC percentage among groups was compared by statistical analysis (One-way ANOVA, 5% level of significance). Results: all three different implant surfaces provided high osteoconductivity and good bone formation, with no significant differences (p=0.94). Conclusion: similar osseointegration patterns were verified among the three tested implant brands.


Assuntos
Coelhos , Análise de Variância , Implantes Dentários , Microscopia Eletrônica de Varredura , Osseointegração , Propriedades de Superfície
5.
Araçatuba; s.n; 2018. 82 p. graf, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-912458

RESUMO

Tratamentos de superfície de materiais implantáveis no corpo humano são analisados incansavelmente dentro das áreas da saúde. É comum ser observado em artigos científicos o emprego de um recente e desconhecido biomaterial sendo analisado para este fim. O objetivo deste estudo foi avaliar o emprego do alendronato sobre a caracterização topográfica de implantes e discos de titânio in vitro, e sobre a superfície de implantes de titânio inseridos em coelhos após levantamento de seio maxilar, correlacionando as respostas biológicas e físicas do tratamento comparadas a protocolos bem estabelecidos da implantodontia. Utilizou-se seis discos e vinte e seis implantes dentários ambos de titânio comercialmente puro. Para as análises topográficas, discos e implantes se dividiram em 2 grupos de 3 amostras: Grupo CTL, submetidos a subtração ácida e grupo ALD, submetidos a tratamento biomimético com alendronato. Para os testes em animais, 5 implantes foram distribuídos por grupo, CTL e ALD, com intervalos de eutanásia de 7 e 40 dias. Após microscopia eletrônica de varredura, análise de espectroscopia por energia dispersiva, análise do ângulo de contato com a água, de energia livre de superfície e da presença de sítios doares de elétrons (base de Lewis), os grupos ALD apresentaram resposta satisfatória frente aos processos aceitos em saúde, sendo superiores em todas as análises. A resposta histométrica também foi mensurada resultando em maior tecido ósseo nas análises ELCOI e AON nos grupos ALD 40 dias. A discreta presença do TRAP aos 40 dias se refere a baixa reabsorção óssea no momento testado, fator relacionado ao uso de um bisfosfonato à nível local. A osteocalcina em 7 dias sugere uma atividade celular propícia à neoformação. Os tratamentos de biomiméticos são válidos uma vez que, frente aos testes realizados, melhoram a interação dos implantes a nível celular. O alendronato pode ser empregado para os fins propostos resultando em melhora do processo de reparo ósseo(AU)


Surface treatments of implantable materials in the human body are analyzed tirelessly within the health areas. It is common to observe in scientific articles the use of a recent and unknown biomaterial being analyzed for this purpose. The objective of this study was to evaluate the use of alendronate on the topographic characterization of implants and titanium discs in vitro, and over the surface of titanium implants inserted into rabbits after maxillary sinus lift, correlating the biological and physical responses of the treatment compared to well established implantology protocols. It was used six disks and twenty-six commercially pure titanium dental implants. For the topographic analyzes, disks and implants were divided into 2 groups of 3 samples: CTL group, submitted to acid subtraction and ALD group, submitted to biomimetic treatment with alendronate. For the animal tests, 5 implants were distributed per group, CTL and ALD, with euthanasia intervals of 7 and 40 days. After scanning electron microscopy, analysis of energy dispersive spectroscopy, analysis of the water contact angle, free surface energy and the presence of electron´s donor sites (Lewis base), the ALD groups showed a satisfactory response to the accepted processes in health, being superior in all the analyzes. The histometric response was also measured resulting in increased bone tissue in the ELCOI and AON analyzes in the ALD 40 days' group. The discrete presence of TRAP at 40 days refers to low bone resorption at the time tested, a factor related to the use of a bisphosphonate. Osteocalcin in 7 days suggests a cellular activity conducive to neoformation. Biomimetic treatments are valid since, given the tests performed, they improve the interaction at the cellular level. Alendronate can be used for the proposed applications resulting in a better bone repair process(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Alendronato , Substitutos Ósseos , Implantes Dentários , Materiais Biocompatíveis , Titânio
6.
Araçatuba; s.n; 2018. 110 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1009793

RESUMO

Modificações físicas e/ou químicas das superfícies dos implantes de titânio podem ser realizadas com intuito de facilitar e estimular o processo de osseointegração, consequentemente favorecendo um tempo de reparo mais curto. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar as superfícies de implantes de titânio, modificadas com deposição de ß-tricálcio fosfato pelo método biomimético, inseridos na maxila após levantamento de seio maxilar de coelhos, por meio da análise topográfica, biomecânica, microtomográfica, histológica e imunoistoquímica. Dezoitos (18) coelhos da raça Nova Zelândia (Albinus) receberam trinta e seis (36) implantes após elevação da membrana do seio maxilar bilateral. Foram divididos em dois grupos: No Grupo SBF - Implantes com superfícies modificadas pelo tratamento biomimético e preenchimento do seio maxilar esquerdo com coágulo; Grupo TCP - Implantes com superfícies modificadas com deposição de ß-tricálcio fosfato pelo método biomimético e preenchimento do seio maxilar direito com coágulo. Os períodos de estudos foram de 7, 15 e 40 dias, onde foram realizadas as avaliações biomecânica, microtomográfica, histométrica e imunoistoquímica. Nas análises físico-químicas de microscopia eletrônica de varredura- MEV, espectroscopia de energia dispersiva- EDS e mapeamento da mineralização observou-se a formação de uma camada de apatita com maiores quantidades de Ca e P nos implantes com deposição biomimética com ß-tricálcio fosfato. O teste de molhabilidade monstrou superfícies de alta hidrofilidade neste grupo de implantes. Na interação entre as superfícies dos implantes de Ticp e seu ambiente biológico, a análise biomecânica demonstrou aumentro da estabilidade dos implantes a partir da 2 semana. Foi observada diferença estatisticamente significante na estabilidade (ISQ) no grupo TCP período de 15 e 40 dias (p= 0,08). A análise microtomográfica demonstrou que no período de 15 dias, o grupo TCP apresentou maior volume ósseo ­ BV (0,16 mm3 ), fração do volume ósseo em porcentagem - BV/TV (24,70 mm3 ), número - Tb.n (2,98 mm3 ) e espessura do trabeculado ósseo - Tb.th (0,082 mm3 ), quando comparado com o grupo SBF. Foi visualizado na análise histológica a formação de tecido ósseo em ambos os grupos no período de 15 e 40 dias, maior neoformação óssea foi observada no grupo com a superfície dos implantes modificada com ß-tricálcio fosfato, embora a análise histométrica da ELCOI e AON não apresentaram diferenças estatísticas (p<0,05). A imunoistoquímica aos 40 dias apresentou marcação moderada no grupo TCP (50%) e leve (25%) no grupo SBF, para a osteocalcina. A incorporação do ß-tricálcio fosfato na superfície dos implantes de Ticp, através da modificação do método biomimético, mostrou-se eficiente diante dos testes de avaliação da topografia dos implantes. Observou-se a influência desse tipo de superfície bioativa ao estimular a osseointegração. Sendo assim, uma opção ao tratamento das superfícies dos implantes(AU)


Physical and/or chemical modifications of the surfaces of the titanium implants can be performed in order to facilitate and stimulate the osseointegration process, consequently favouring a shorter repair time. Thus, the objective of this study was to evaluate the surfaces of titanium implants, modified with deposition of ßtricalcium phosphate by the biomimetic method, inserted in the maxilla after lifting the maxillary sinus of rabbits, employing topographic, biomechanical, histological and immunohistochemical analysis. Eighteen (18) New Zealand rabbits (Albinus) received thirty-six (36) implants after bilateral maxillary sinus membrane elevation. They were divided into two groups: In the SBF Group - Implants with surfaces modified by the biomimetic treatment and filling of the left maxillary sinus with clot; Group TCP - Implants with modified surfaces with deposition of ß-tricalcium phosphate by the biomimetic method and filling of the right maxillary sinus with clot. The study periods were 7, 15 and 40 days, where the biomechanical, microtomographic, histometric and immunohistochemical evaluations were performed. In the physico-chemical analyzes of scanning electron microscopy (SEM), dispersive energy spectroscopy (EDS) and mapping of mineralization, the formation of an apatite layer with higher amounts of Ca and P was observed in implants with biomimetic deposition with ß-tricalcium phosphate. The wettability test showed high hydrophilicity surfaces in this group of implants. In the interaction between the surfaces of the Ticp implants and their biological environment, the biomechanical analysis showed an increase of the stability of the implants from 2 weeks. Statistically significant difference in stability (ISQ) was observed in the TCP group at 15 and 40 days (p = 0.08). The microtomographic analysis showed that in the period of 15 days, the TCP group presented higher bone volume - BV (0.16 mm3), fraction of the bone volume in percentage - BV / TV (24.70 mm3), number - Tb.n ( 2.98 mm3) and bone trabecular thickness - Tb.th (0.082 mm3) when compared to the SBF group. Bone tissue formation in both groups was visualized in histological analysis in the 15- and 40-day periods, with a greater tendency for bone neoformation to be observed in the group with implants surface modified with ß-tricalcium phosphate, although histological analysis of ELCOI and AON did not present statistical differences (p<0.05). The incorporation of ß- tricalcium phosphate on the surface of the Ticp implants, through the modification of the biomimetic method, proved to be efficient in the evaluation of the topography of the implants. The influence of this type of bioactive surface on osseointegration was observed. Thus, an option to the treatment of implant surfaces(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Titânio , Implantes Dentários , Levantamento do Assoalho do Seio Maxilar , Fosfatos , Coelhos , Osseointegração , Seio Maxilar
7.
Araçatuba; s.n; 2018. 92 p. ilus, graf, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-905409

RESUMO

As reabsorções ósseas nas regiões posteriores de maxila são um dos fatores que limitam o tratamento reabilitador desta região. Existem atualmente uma ampla gama de biomateriais disponíveis para a regeneração óssea desta área através de elevação do assoalho do seio maxilar, dentre eles, demostrando resultados com boa biocompatibilidade e ótima osteocondução o beta-tricálcio-fosfato em associação com a hidroxiapatita (BTCP + HA). Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar o processo de reparo ósseo de seios maxilares de coelhos reconstruídos com hidroxiapatita e beta-tricálcio-fosfato veiculados em grânulos (GRN) e em pasta (PST), por meio de análises tomográfica, microtomográfica, histológica, histomorfométrica e imunoistoquímica. Para isso, 24 seios maxilares foram enxertados com BTCP + HA. Sendo 12 seios com esta associação veículada em grânulos e 12 em pasta. Tendo como tempo experimental 7 e 40 dias. Durante a análise tomográfica notou-se a presença e estabilidade do biomaterial no seio maxilar de todos os animais. Referente a análise microtomográfica notou-se diferença estatística em BV (p=0,0035), BV/TV (p=0,0012), Tb.Sp (p=0,0064) e Tb.N (p=0,0034), não havendo diferença significante apenas para Tb.Th (p=0,1422). Na histomorfometria foi observado através da análise quantitativa por grade de Merz a quantidade de 66,25% de osso para o grupo GRN e 31,75% para o grupo PST e durante a análise de imunomarcações das proteínas osteocalcina (OC) e fosfatase ácida resistente ao tartarato (TRAP) foi verificado que o grupo PST se apresentava em estágio de processo de remodelação enquanto o grupo GRN encontrava-se em período de estabilização. Assim, ambos os biomateriais estudados demonstraram excelente osteocondutividade, boa organização tecidual e ausência de processo inflamatório crônico no período tardio(AU)


Bone resorption in the posterior maxillary regions is one of the factors limiting the rehabilitation treatment of this region. There are currently a wide range of biomaterials available for bone regeneration of this area through elevation of the maxillary sinus floor, among them, showing results with good biocompatibility and optimal osteoconduction betatricalcium phosphate in association with hydroxyapatite (BTCP + HA) . Therefore, the objective of this study was to evaluate the bone repair process of reconstructed rabbits with hydroxyapatite and beta-tricalcium phosphate bearing granules (GRN) and paste (PST) by tomographic, microtomographic, histological, histomorphometric and immunohistochemistry. For this, 24 maxillary sinuses were grafted with BTCP + HA. Being 12 breasts with this association vehiculated in granules and 12 in paste. Taking as experimental time 7 and 40 days. During the tomographic analysis, the presence and stability of the biomaterial in the maxillary sinus of all the animals was observed. Regarding microtomographic analysis, we observed a statistical difference in BV (p = 0.0035), BV / TV (p = 0.0012), Tb.Sp (p = 0.0064) and Tb.N (p = 0.0034), with no significant difference only for Tb.Th (p = 0.1422). In the histomorphometry, the quantity of 66.25% of bone in the GRN group and 31.75% in the PST group and in the analysis of the osteocalcin (OC) and resistant acid phosphatase to the tartrate (TRAP), it was verified that the PST group was in a remodeling process stage while the GRN group was in a stabilization period. Thus, both biomaterials studied demonstrated excellent osteoconductivity, good tissue organization and absence of chronic inflammatory process in the late period(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Materiais Biocompatíveis , Regeneração Óssea , Durapatita , Levantamento do Assoalho do Seio Maxilar , Reabsorção Óssea , Substitutos Ósseos , Maxila
8.
Belo Horizonte; s.n; 2018. 69 p. ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-913605

RESUMO

O tratamento de diversos cistos e tumores odontogênicos muitas vezes é associado a terapias adjuvantes que visam minimizar as taxas de recidivas e otimizando o prognóstico. Muitos são os métodos estão disponíveis na literatura, porém a laserterapia de alta intensidade ainda não foi amplamente estudada sob esse âmbito. A palavra "LASER" é um acrônimo de Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation. A utilização de lasers na odontologia tem sido reconhecida na literatura e tornou-se uma ferramenta importante dentre as opções terapêuticas dos cirurgiões-dentistas. O uso dos lasers evoluiu consideravelmente nos últimos anos e, atualmente, existe uma grande variedade de equipamentos utilizados com sucesso para várias situações clínicas. O laser diodo é um deles e possui várias aplicações dentro da Odontologia. A literatura sobre esse tipo de laser é vasta, mas não há consenso quanto à penetração do laser diodo em diferentes tecidos e as alterações teciduais causadas por essa radiação. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos teciduais e a penetração do laser diodo em tecidos mole e ósseo de coelhos Nova Zelândia e investigar se os resultados obtidos podem contribuir para a utilização desta terapia no tratamento de lesões da cavidade bucal. Foi realizado um ensaio clínico experimental com 18 animais ex vivo. Após a eutanásia, foram obtidas amostras de tecido mole da mucosa jugal e tecido ósseo mandibular de cada animal, sempre em bilateralidade. Após a obtenção dos tecidos, foram realizadas demarcações das áreas que seriam submetidas à aplicação do laser diodo, ajustado em 4,5W, em tempos diferentes (G1 e G2). Foram obtidas 08 amostras de tecido mole e 08 amostras de tecido ósseo, de cada grupo (G1 e G2). Essas amostras foram analisadas histologicamente. A análise descritiva dos tecidos moles revelou que os tecidos moles submetidos à ação do laser em tempo maior (G2) apresentaram maior dano tecidual. A profundidade média de penetração do laser nos tecidos ósseos foi de 13,52 µm (G1) e de 10,32 µm (G2). A análise estatística dos tecidos duros não revelou diferença significativa (p = 0,123) em relação à profundidade de penetração da radiação laser entre as diferentes intensidades de aplicação do laser.(AU)


The treatment of several odontogenic cysts and tumors is commonly associated with an adjuvant therapy, aiming for lower recurrence rates and a better prognosis. There are some related methods however, to our knowledge, the high intensity lasertherapy was not studied fully on this matter. "LASER" is an acronym for Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation. The use of laser in Dentistry is being recognized in the literature and become a useful therapeutic tool among professionals. This technology has evolved considerably over the past few years and nowadays a wide variety of laser types of equipment is being used for several purposes. The diode laser is one of this emerging tool e has great applicability in Dentistry. The literature about this type of laser is wide but there is no consensus about its penetration in different tissues, as well as the effects caused by laser-tissue interaction, are not fully understood. The aim of this study was to evaluate the laser effects on tissues and its penetration in both soft and hard tissues of New Zealand rabbits, in order to investigate if the results could contribute for using this therapy on mouth lesions treatment. It was realized an experiment with 18 animals ex vivo. After the euthanasia, the samples of oral mucosa and mandibular bone, bilaterally, were acquired. The tissues were marked in areas for receiving the laser therapy in two different periods (G1 and G2). The equipment was set in 4.5W. It was obtained 08 samples of each irradiated tissue for histological evaluation. Descriptive analysis revealed that soft tissues of G2 (higher energy of laser) presented bigger tissue damage. The depth of laser penetration on the bone tissue was analyzed and resulted in measurements of 13,52 µm (G1) and 10,32 µm (G2). Statistical analysis of bone samples did not reveal a significant difference (p = 0,123) between G1 and G2 regarding laser penetration on evaluated tissues.(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Osso e Ossos , Tecido Conjuntivo , Epitélio , Lasers Semicondutores , Boca , Cistos Odontogênicos , Epidemiologia Experimental
9.
Araçatuba; s.n; 2017. 69 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-914536

RESUMO

A perda dentária promove uma severa e irreversível reabsorção do osso alveolar, especialmente na região posterior da maxila, dificultando a reabilitação com implantes ósseointegrados e para conseguir um aumento em altura e espessura do osso maxilar, pode ser necessário o uso de biomateriais como subtitutos ósseos. A proposta deste estudo foi avaliar o processo de ossificação com o uso do biomaterial Biogran® (Orthovita, Malvern, PA, EUA), à base de vidro bioativo, como uma opção de substituto ósseo em técnica de levantamento do assoalho do seio maxilar através de análises histológica e histométrica. Para tal, foram utilizados quinze coelhos Albinus machos brancos da raça Nova Zelandia pesando 3 a 4 Kg aproximadamente que foram divididos aleatoriamente em dois grupos segundo o material de enxerto do seio maxilar: Grupo osso autógeno e grupo vidro bioativo/Biogran®. Foi realizado o descolamento bilateral da membrana sinusal e realizado o enxerto com o Biogran® e osso autógeno respeitivamente e os períodos estudados foram de 7, 15 e 40 dias para a análise histológica e histométrica. A porcentagem de neoformação óssea foi maior no grupo osso autógeno aos 7 e 15 dias, entretanto, não houve diferença estatistica entre os grupos aos 40 dias (p>0,05). Foi possível concluir que o vidro bioativo/ Biogran® é capaz de conduzir o processo de formação óssea de forma satisfatória, apresentando resultados semelhantes ao enxerto de osso autógeno e tornando-o uma alternativa viável para aumentar a altura óssea na região posterior maxilar(AU)


The dental loss promotes a severe and irreversible reabsorption of the alveolar bone, especially in the posterior region of the maxilla, making it difficult to rehabilitate with osseointegrated implants and to achieve an increase in height and thickness of the maxillary bone, it may be necessary to use biomaterials as bone substitutes. The purpose of this study was to evaluate the ossification process using Biogran® (Orthovita, Malvern, PA, USA) bioactive glass based biomaterial as a bone substitute option in the technique of lifting the floor of the maxillary sinus through histological and histometric analyzes. For this purpose, fifteen white New Zealand Albinus male rabbits weighing approximately 3 to 4 kg were randomly divided into two groups according to the maxillary sinus graft material: Autogenous bone group and Bioactive glass/ Biogran® glass group. Bilateral detachment of the sinus membrane was performed and the graft was performed with Biogran® and autogenous bone respectively and the periods studied were 7, 15 and 40 days for histological and histometric analysis. The percentage of new bone formation was higher in the autogenous bone group at 7 and 15 days, however, there was no statistical difference between groups at 40 days (p> 0.05). It was possible to conclude that BioGran®/bioactive glass is capable of conducting the bone formation process satisfactorily, presenting results similar to the autogenous bone graft and making it a viable alternative to increase bone height in the maxillary posterior region(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Materiais Biocompatíveis , Substitutos Ósseos , Levantamento do Assoalho do Seio Maxilar , Seio Maxilar/cirurgia , Osteogênese
10.
Bauru; s.n; 2017. 145 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-879731

RESUMO

Neste trabalho desenhou-se bases de desenvolvimento, caracterização e avaliação dos aspectos biológicos relacionados ao Sistema BoneLithium, idealizado a partir da associação de partículas de carbonato de lítio dispersas em matriz gel de carbopol®, com capacidade de atuar como um sistema liberador de fármacos. Metodologicamente este estudo se dividiu em quatro partes: Na primeira delas, o objetivo central foi o desenvolvimento e a caracterização do biomaterial através da manipulação farmacológica. Na segunda etapa, avaliou-se a reação tecidual em subcutâneo de ratos, na terceira a influência das partículas de lítio liberadas pelo Sistema BoneLithium no reparo ósseo através de modelos experimentais utilizando coelhos, e por ultimo, a capacidade de cicatrização de defeitos ósseos criados cirurgicamente em calvária de ratos, tratados com o biomaterial e diferentes opções de enxertos ósseos com o objetivo de comparar a eficiência do Sistema BoneLithium aos protocolos pré-existentes. Experimentalmente, avaliou-se a reação tecidual onde se utilizou 15 ratos machos divididos aleatatoriamente em 5 grupos onde implantouse no subcutâneo tubos de butterfly contendo o biomaterial por períodos de preservação recomendados pela norma ADA 10993 para teste de reação tecidual. Os resultados demonstram que o Sistema BoneLithium apresenta reação tecidual normal. Para a avaliação do comportamento biológico do Sistema BoneLithium foram utilizados coelhos brancos adultos da raça New Zealand nos quais defeitos ósseos bilaterais de 1 cm de diâmetro foram confeccionados cirurgicamente na calvária e foram Tratados com o Sistema Bone Lithium do (lado Direito) e somente o Gel de Carbopol (lado esquerdo)/Coágulo sanguíneo (controle). A Histomorfometria demonstrou comportamento favorável ao reparo ósseo e adicionalmente através de Microtomografia Computadorizada (CT SKYSCAN), foi possível constatar diferenças significativas considerando p> 0.05 (ANOVA, Tukey) para o processo de reparo ósseo. A avaliação da performance do Sistema BoneLithium utilizando ratos Wistar nos quais foram criados defeitos críticos no centro da calvária e tratados com diferentes modalidades de enxertos ósseos (controle, autógeno, osso de banco (Unioss®, Marília Brasil), Bio-Oss® e associações com o Sistema BoneLithium. A histomorfometria mostrou diferenças significativas considerando p> 0.05 (ANOVA, Tukey) para avaliação de tecido conjuntivo pré-osteogênico e tecido ósseo neoformado, e quando avaliado qualitativamente por tomografia computadorizada de feixe cônico (I cat Cone Beam FOV 0.05 Xoran Tecnology, LLC, EUA e E-vol, CDT, Brasil), observaram-se áreas de neoformação óssea compatíveis com hiperdensidade óssea em toda a extensão do defeito quando apuradas em analises de paridade em escala Hounsfield. Dessa forma, conclui-se que no contexto deste estudo é possível concluir que Sistema BoneLithium representa uma alternativa com potencial viabilidade clínica e necessita seguimento de aplicação em novas metodologias.(AU)


In this work, bases for the development, characterization and evaluation of the biological aspects related to the BoneLithium System were designed, based on the association of lithium carbonate particles dispersed in carbopol® gel matrix, capable of acting as a drug-releasing system. Methodologically this study was divided in four parts: In the first one, the central objective was the development and characterization of the biomaterial through the pharmacological manipulation. In the second step, the tissue reaction was evaluated in subcutaneous of rats, in the third the influence of the lithium particles released by BoneLithium System in the bone repair through experimental models using rabbits, and finally, the capacity of healing of bone defects created surgically in Calvaria of rats, treated with the biomaterial and different options of bone grafts with the objective to compare the efficiency of the BoneLithium System to the preexisting protocols. Experimentally, the tissue reaction was evaluated in which 15 male rats were randomly divided into 5 groups, where butterfly tubes containing the biomaterial were implanted in the subcutaneous tubes for preservation periods recommended by the ADA 10993 standard for biocompatibility test. The results demonstrate that the BoneLithium System is tissue reaction positive. To evaluate the biological behavior of the BoneLithium System, adult New Zealand white rabbits were used in which bilateral bone defects of 1 cm in diameter were surgically made on calvaria and treated with the Bone Lithium System (right side) and only Gel Of Carbopol (left side) / blood clot (control). Histomorphometry showed a favorable behavior to bone repair and, in addition, through Computerized Microtomography (CT SKYSCAN), it was possible to verify significant differences considering p> 0.05 (ANOVA, Tukey) for the bone repair process. The evaluation of the performance of the BoneLithium System using Wistar rats in which critical defects were created at the calvarial center and treated with different bone graft modalities (control, autogenous, bone bank (Unioss®, Marília Brazil), Bio-Oss® and associations (ANOVA, Tukey) for evaluation of pre osteogenic connective tissue and neoformed bone tissue, and when assessed qualitatively by cone beam computed tomography (I cat - Cone Beam - FOV 0.05 - Xoran Tecnology, LLC, USA and E-vol, CDT, Brazil), areas of bone neoformation compatible with bone hyperdensity throughout the extent of the defect were ascertained in Hounsfield scale parity analyzes, It is concluded that in the context of this study it is possible to conclude that the BoneLithium System represents an alternative with potential clinical feasibility And requires follow-up of application in new methodologies.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Coelhos , Ratos , Regeneração Óssea/efeitos dos fármacos , Regeneração Óssea/fisiologia , Substitutos Ósseos/química , Substitutos Ósseos/uso terapêutico , Carbonato de Lítio/química , Carbonato de Lítio/uso terapêutico , Materiais Biocompatíveis/química , Materiais Biocompatíveis/uso terapêutico , Transplante Ósseo/métodos , Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico , Ratos Wistar , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo
11.
Rio de Janeiro; s.n; 2017. 48 p. ilus, graf.
Tese em Português, Francês | BBO - Odontologia | ID: biblio-967034

RESUMO

Objetivo: Tem sido mostrado que o aminobisfosfonato oral alendronato de sodio (AL) reduz o risco de fraturas em mulheres osteoporóticas, mas o efeito desta terapia nos ossos maxilares ainda é controverso. O objetivo foi testar a hipótese de que a terapia anti-osteoporótica com AL afeta a qualidade do osso alveolar neoformado após extração dentária, em especial o padrão de reticulação do colágeno tipo I. Métodos: Osteoporose foi induzida por ovariectomia (OV) em coelhas com 6 meses de idade (Oryctolagos cuniculus). Seis semanas após a cirurgia, oito animais foram tratados por gavagem com AL (OV+AL) e dez receberam placebo (OV+PL). Seis coelhas que foram submetidas a operação de simulação (SH) também receberam placebo (SH+PL). Um mês após o início do tratamento, os dentes #34 e #24 foram removidos. Seis semanas mais tarde, os dentes #14 e #44 foram extraídos. Um mês após a segunda extração, biópsias foram coletadas com uma trefina dos sítios em reparo do dente #34 (cicatrização inicial) e do #14 (cicatrização tardia) e submetidas a cromatografia líquida de alta eficiência para quantificação do "crosslink" pentosidina. Parte das biópsias foram submetidas a quantificação do colágeno tipo I por espectrofotometria. Nesse mesmo tempo, segmentos ósseos mandibulares bilaterais, englobando os sítios de extração dos dentes #34 e #44 foram submetidos a microtomografia computadorizada para comparação de volume ósseo entre os grupos. Valores médios foram comparados com ANOVA para medidas repetidas, seguida de teste post-hoc de Tukey. Resultados: Animais tratados com AL alcançaram o maior volume médio de osso neoformado no período de cicatrização tardia (2 vezes OV+PL, p<0,05). Colágeno se acumulou mais no grupo OV+AL em comparação com os grupos controle, tanto na fase inicial quanto na tardia de cicatrização (2-4 vezes, p<0,05). Entretanto, os animais dos grupos OV+PL e OV+AL apresentaram quantidades maiores de pentosidina do que os do grupo SH+PL (p<0,05). Conclusão: A terapia anti-osteoporótica com alendronato de sódio proporciona aumento no volume ósseo e no acúmulo de colágeno tipo I, mas não resgata totalmente a qualidade do tecido alveolar não-osteoporótico, evidenciado pela quantidade aumentada de reticulação colágena não enzimática. (AU)


Objective: It has been shown that the oral aminobisphosphonate sodium alendronate (AL) reduces the risk of main fractures in osteoporotic women, but the effects of this therapy on the jaw bones is still controversial. Our goal was to test the hypothesis that the anti-osteoporotic therapy with AL affects the quality of the post-extraction neoformed alveolar bone, particularly type I collagen crosslinking. Methods: Osteoporosis was induced by ovariectomy (OV) in 6-month old white rabbits (Oryctolagos cuniculus). Six weeks following surgery, eight animals were treated by oral gavage with AL (OV+AL) and ten received placebo (OV+PL). Six rabbits which were sham operated (SH) also received placebo (SH+PL). One month following the beginning of treatment, teeth #34 and #24 were removed. Six weeks later, teeth #14 and #44 were also extracted. One month after the second extraction procedure biopsies were collected with a trephine from the extraction sites of teeth #34 (initial healing) and #14 (late healing), and subjected to High Performance Liquid Chromatography for the quantification of crosslink pentosidine and to spectrophotometer for quantification of type I collagen. Also at this time, bilateral bone segments of the mandible, encompassing the extraction sites of teeth #34 and #44, were subjected to microComputed Tomography for the comparison of bone volume among groups. Mean values were compared with one-way repeated measures ANOVA followed by post-hoc Tukey's test. Results: Animals treated with AL achieved the greatest mean volume of new formed bone at the late healing period (2-times OV+PL, p<0.05). Collagen accumulated significantly more in the OX+AL group compared with the control groups, at both initial and late healing phase (2-4-times, p<0.05). However, OV+PL and OV+AL animals presented higher amounts of the crosslink pentosidine than the SH+PL group (p<0.05). Conclusion: Anti-osteoporotic therapy with sodium alendronate increases bone volume and type I collagen accumulation, but does not fully rescue the nonosteoporotic alveolar tissue quality as is evident from the increased quantity of non-enzymatic collagen crosslink. (AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Coelhos , Osteoporose/prevenção & controle , Extração Dentária , Cicatrização/efeitos dos fármacos , Alendronato/farmacologia , Ovariectomia , Cromatografia Líquida de Alta Pressão
12.
Araçatuba; s.n; 2016. 78 p. ilus, graf, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867939

RESUMO

Objetivos: Avaliar o potencial osteocondutor de quatro biomateriais utilizados no preenchimento de defeitos ósseos críticos em calvárias de coelhos. Material e métodos: 24 coelhos machos albinus foram submetidos à confecção de defeito ósseo de 8 mm de diâmetro na calvária bilateralmente. Os grupos foram divididos aleatoriamente pelos materiais utilizados: hidroxiapatita bovina - Biooss® (BIO), Lumina Bone Porus® (LBP) e Bonefill® (BFL) e, um material aloplástico - Clonos® (CLN), submetidos à eutanásia aos 14 e 40 dias após a cirurgia. A descalcificação das peças foi realizada e assim, as lâminas obtidas foram submetidas às análises histológica; análise histométrica, por meio da mensuração da área de osso neoformado (AON) no centro dos defeitos; análise imunoistoquímica, por meio da marcação do fator 2 de transcrição relacionado a Runt (Runx2), fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) e osteocalcina (OC). Os dados quantitativos foram submetidos à análise estatística (α=0,05). Resultados: O grupo CLN mostrou maior AON nos dois períodos analisados em relação aos demais grupos (p< 0,001, Teste Tukey). Aos 14 dias, o BIO foi superior quanto a AON aos grupos LBP e BFL, entretanto aos 40 dias, o grupo LBP superou os resultados do BIO (p< 0,001, Teste Tukey). A imunomarcação para Runx2 mostrou diminuição na intensidade para BIO aos 40 dias, enquanto que aumentou para LBP (p< 0,05, Teste Tukey). O CLN mostrou aumento para OC em comparação aos demais grupos em ambos os períodos analisados (p< 0,05, Teste Tukey). Conclusões: O CLN apresentou o melhor comportamento osteocondutor em defeitos críticos na calvária de coelhos


Objectives: To evaluate the osteoconductive potential of four biomaterials used in bone defects filling in rabbit’s calvaria. Methods: 24 male Albinus rabbits underwent to bone defect creation of 8 mm in diameter bilaterally in calvaria region. The groups were divided acordind to the bone substitute used to fill the calvaria defect: bovine hydroxyapatite - Bio-Oss® (BIO), Lumina Bone Porus® (LBP) and Bonefill® (BFL), and an alloplastic material - Clonos® (CLN), and were submitted to euthanasia at 14 and 40 days after the surgery. The removed pieces were processed, histological slides were obtained and subjected to histological analysis; histometric analysis, through the measurement of newly formed bone area (NB) in the center of the defects; immunohistochemical analysis, by labelling the Runt-related transcription factor 2 (Runx2), vascular endothelial growth factor (VEGF) and osteocalcin (OC). Quantitative data were statistically analyzed (α = 0.05). Results: The CLN group showed greater AON in both periods analyzed in relation to the other groups (p< 0.001, Tukey test). At 14 days, the AON showed greater values in BIO in relation with LBP and BFL groups, however , after 40 days, the LBP group surpassed the results of BIO (p< 0.001, Tukey test). The immunostaining showed a decrease in Runx2 intensity in BIO after 40 days, while it increased for LBP (p< 0.05, Tukey test). The CLN showed increased OC compared to the other groups in both periods analyzed (p< 0.05, Tukey test). Conclusions: The CLN showed the best osteoconductive behavior in critical defects in rabbit’s calvaria


Assuntos
Animais , Coelhos , Materiais Biocompatíveis , Osso e Ossos , Substitutos Ósseos
13.
Araçatuba; s.n; 2016. 78 p. ilus, graf, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-870137

RESUMO

Objetivos: Avaliar o potencial osteocondutor de quatro biomateriais utilizados no preenchimento de defeitos ósseos críticos em calvárias de coelhos. Material e métodos: 24 coelhos machos albinus foram submetidos à confecção de defeito ósseo de 8 mm de diâmetro na calvária bilateralmente. Os grupos foram divididos aleatoriamente pelos materiais utilizados: hidroxiapatita bovina - Biooss® (BIO), Lumina Bone Porus® (LBP) e Bonefill® (BFL) e, um material aloplástico - Clonos® (CLN), submetidos à eutanásia aos 14 e 40 dias após a cirurgia. A descalcificação das peças foi realizada e assim, as lâminas obtidas foram submetidas às análises histológica; análise histométrica, por meio da mensuração da área de osso neoformado (AON) no centro dos defeitos; análise imunoistoquímica, por meio da marcação do fator 2 de transcrição relacionado a Runt (Runx2), fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) e osteocalcina (OC). Os dados quantitativos foram submetidos à análise estatística (α=0,05). Resultados: O grupo CLN mostrou maior AON nos dois períodos analisados em relação aos demais grupos (p< 0,001, Teste Tukey). Aos 14 dias, o BIO foi superior quanto a AON aos grupos LBP e BFL, entretanto aos 40 dias, o grupo LBP superou os resultados do BIO (p< 0,001, Teste Tukey). A imunomarcação para Runx2 mostrou diminuição na intensidade para BIO aos 40 dias, enquanto que aumentou para LBP (p< 0,05, Teste Tukey). O CLN mostrou aumento para OC em comparação aos demais grupos em ambos os períodos analisados (p< 0,05, Teste Tukey). Conclusões: O CLN apresentou o melhor comportamento osteocondutor em defeitos críticos na calvária de coelhos.


Objectives: To evaluate the osteoconductive potential of four biomaterials used in bone defects filling in rabbit’s calvaria. Methods: 24 male Albinus rabbits underwent to bone defect creation of 8 mm in diameter bilaterally in calvaria region. The groups were divided acordind to the bone substitute used to fill the calvaria defect: bovine hydroxyapatite - Bio-Oss® (BIO), Lumina Bone Porus® (LBP) and Bonefill® (BFL), and an alloplastic material - Clonos® (CLN), and were submitted to euthanasia at 14 and 40 days after the surgery. The removed pieces were processed, histological slides were obtained and subjected to histological analysis; histometric analysis, through the measurement of newly formed bone area (NB) in the center of the defects; immunohistochemical analysis, by labelling the Runt-related transcription factor 2 (Runx2), vascular endothelial growth factor (VEGF) and osteocalcin (OC). Quantitative data were statistically analyzed (α = 0.05). Results: The CLN group showed greater AON in both periods analyzed in relation to the other groups (p< 0.001, Tukey test). At 14 days, the AON showed greater values in BIO in relation with LBP and BFL groups, however , after 40 days, the LBP group surpassed the results of BIO (p< 0.001, Tukey test). The immunostaining showed a decrease in Runx2 intensity in BIO after 40 days, while it increased for LBP (p< 0.05, Tukey test). The CLN showed increased OC compared to the other groups in both periods analyzed (p< 0.05, Tukey test). Conclusions: The CLN showed the best osteoconductive behavior in critical defects in rabbit’s calvaria.


Assuntos
Animais , Coelhos , Materiais Biocompatíveis , Osso e Ossos , Substitutos Ósseos
14.
Bauru; s.n; 2016. 173 p. tab, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881977

RESUMO

O presente estudo teve como objetivo avaliar a resposta biológica ao redor de implantes de titânio grau IV (titânio comercialmente puro) e grau V (Ti6Al4V), com diferentes tipos de tratamentos de superfície através da análise do contato ossoimplante (bone implant contact - BIC) e da área de neoformação óssea com e sem fluorocromo (bone area BA e BAfluo) das 3 primeiras roscas em contato ósseo de cada implante. Para isso, utilizou-se um total de 90 implantes Cone Morse de titânio grau IV (Drive 45 implantes) e titânio grau V (Facility 45 implantes), com dimensões de 3.5x8mm e 2.9x7mm, respectivamente. Estes dois tipos de implantes foram avaliados em três tratamentos de superfícies diferentes: a) superfície com jateamento com partículas abrasivas seguido de tratamento ácido - NeoPoros (NP) - em embalagem seca (Grupo Controle); b) superfície jateada seguido de tratamento ácido e energia de superfície, armazenado em líquido (ESm); c) superfície jateada seguido de tratamento ácido com energia de superfície e embalado a seco (ESs); totalizando 6 grupos, distribuídos em 15 coelhos New Zealand, em cada um foram instalados 6 implantes, sendo 3 em cada tíbia. Após 15 dias de osseointegração, os coelhos passaram por eutanásia e as tíbias seccionadas, fixadas e incluídas para a avaliação histológica e histomorfométrica. Mensurações no analisador de imagens ImageJ foram realizadas e a análise dos dados estatísticos, de todos os grupos foram avaliados através da análise de variância a dois critérios e do teste de Tukey para comparações múltiplas grupo a grupo, adotando o nível de significância de 5% (p<0,05). Os resultados mostraram que não houve diferença estatisticamente significante entre os dois tipos de titânio, porém houve diferença estatisticamente significante entre os tipos de superfície em relação ao BIC, BA e BAfluo; também, não houve interação entre titânio e superfície. Na análise do contato osso-implante (BIC) a superfície ESm teve melhor desempenho em relação ao NP, que por sua vez foi semelhante ao ESs. Quanto à área óssea (BA), a superfície NP teve menor desempenho em relação à ESs, este obteve semelhante desempenho a ESm. Quanto a área ósseo neoformada com presença de fluorocromo (BAfluo), NP teve menor desempenho em relação ao ESs, o qual obteve semelhante comportamento a ESm. Com isso, concluiu-se que implantes de titânio de gau IV e grau V obtiveram respostas biológicas equivalentes, enquanto que a energia de superfície com a molhabilidade podem ser consideradas como vantagem, uma vez que otimizam o processo de osseointegração.(AU)


This study aimed to evaluate the biological response around grade IV (commercially pure titanium) and grade V (Ti6Al4V) titanium implants with different types of surface treatments by analyzing bone-implant contact (BIC) and the bone formation area with and without fluorochrome (BA and BAfluo) of the 3 first threads on bone contact of each implant. To this end, this study used 90 Morse Taper grade IV (Drive - 45 implants) and grade V (Facility - 45 implants) titanium implants, measuring 3.5x8mm and 2.9x7mm, respectively. Both types of implants were evaluated in three different surface treatments: a) blasted/acid-etched implant surface - NeoPoros (NP) - dry pack (control group); b) blasted/acid-etched implant surface and surface energy, stored in liquid (ESm); c) blasted/acid-etched implant surface with surface energy and dry packed (ESs); totalizing 6 groups, distributed in 15 New Zealand rabbits. Six implants were placed in each rabbit, 3 in each tibia. After 15 days of osseointegration, the rabbits were euthanized and the tibias sectioned, fixed and embedded for histologic and histomorphometric evaluation. Measurements were carried out using the image analysis program ImageJ and the assessment of statistical data concerning all groups was done through the two-way analysis of variance and the Tukey test for multiple comparisons group to group, adopting the significance level of 5% ( p <0.05). The results showed no statistically significant difference between the types of titanium used. However, there were statistically significant differences between the types of surface in relation to the BIC, BA and BAfluo. In addition, there was no interaction between titanium and the surface. Concerning the analysis of bone-implant contact (BIC), the ESm surface had better performance compared to the NP, which, in turn, was similar to the ESs. As for bone area (BA), the NP surface had lower performance in relation to the ESs surface, as the latter had a similar performance to the ESm surface. Concerning the newly formed bone area with presence of fluorochrome (BAfluo), the NP had lower performance if compared to the ESs, which behaved similarly to that of the ESm surface. Thus, this study concluded that grade IV and grade V titanium implants showed equivalent biological responses, while the surface energy, together with its wettability, can be considered an advantage, enhancing the osseointegration process.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Coelhos , Regeneração Óssea/fisiologia , Interface Osso-Implante/fisiologia , Titânio/química , Titânio/uso terapêutico , Implantação Dentária Endo-Óssea/métodos , Reprodutibilidade dos Testes , Propriedades de Superfície , Tíbia/fisiologia , Tíbia/cirurgia , Resultado do Tratamento
15.
Bauru; s.n; 2016. 151 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881986

RESUMO

Um dos grandes desafios para o tratamento de defeitos ósseos extensos na região bucomaxilofacial têm sido o desenvolvimento de um biomaterial substituto ósseo ao enxerto autógeno. No presente trabalho avaliou-se a formação óssea e a biodegrabilidade do osso desproteinizado bovino Bio-Oss® e do seu similar GenOx Inorg® e da cerâmica bifásica GenPhos® XP no processo de reparo de defeitos ósseos cranianos em coelhos, comparativamente ao osso autógeno (controle positivo) e coágulo sanguíneo (controle negativo). Foram realizados cirurgicamente defeitos bilaterais de 8-mm de diâmetro nos ossos parietais de 39 coelhos. A seguir os defeitos foram preenchidos aleatoriamente com 0,1cm3 de material ou coágulo conforme cada grupo de tratamento. Após os períodos de 4, 8 e 24 semanas os crânios foram coletados, analisados no microtomógrafo e processados histologicamente. O percentual de volume do defeito ocupado pelo material e osso neoformado foi avaliado pela microtomografia e histomorfometria, enquanto que, para a medula óssea, tegumento e tecido conjuntivo, apenas pela análise histomorfométrica. Os resultados quantitativos obtidos foram comparados estatisticamente pela ANOVA a dois critérios (período e tratamento) e teste de Tukey com p<0,05. A intensidade da associação linear dos dados microtomográficos e histomorfométricos avaliada pelo coeficiente de correlação de Pearson, mostraram correlação moderada a forte. Nos períodos iniciais de reparo (30 e 60 dias), os defeitos tratados com Bio-Oss®, GenOx® Inorg e GenPhos® XP apresentaram manutenção do volume do material enxertado (Vvi médio de 34% ) e formação óssea menor e mais imatura em relação grupo autógeno (Vvi = 22% vs. 32% no grupo autógeno). No período mais tardio (180 dias) a quantidade de formação óssea foi estatisticamente similar nos grupos Bio-Oss® (Vvi = 27%), GenOx® Inorg (Vvi = 26%) e GenPhos® XP (Vvi = 20%) porém, o GenOx® Inorg promoveu a formação de um tecido ósseo mais organizado e com maior acúmulo de biomaterial+osso+medula óssea (Vvi = 67,9%) comparado ao GenPhos® XP (Vvi =58,9%) e Bio Oss (Vvi = 55,6%) mas, inferior ao do enxerto autógeno (Vvi = 78%). Os resultados aqui obtidos permitem concluir que o osso autógeno promove rápida formação e maturação óssea, porém não consegue promover o reestabelecimento completo da díploe removida cirurgicamente. Os materiais BioOss, GenOx® Inorg e GenPhos® XP são excelentes materiais osteocondutores levando a formação óssea em toda extensão do defeito, sendo o GenOx® Inorg o que apresenta menor grau de reabsorção e maior e melhor preenchimento do defeito.(AU)


One major challenge for treatment of critical size defects in maxillofacial region has been the development of a substitute biomaterial to the autogenous bone grafts. In present study we evaluated the bone formation and biodegradability of deproteinized bovine bone Bio-Oss® and GenOx® Inorg, and biphasic calcium phosphate GenPhos XP® during bone repair process in rabbits cranial defects compared to autogenous bone (positive control) and blood clot (negative control). In parietal bone of 39 rabbits were made bilateral 8-mm diameter defects, which were filled randomly with 0,1cm3 material or clot as each treatment group. After periods of 4, 8 and 24 weeks skulls of animals were collected, analyzed the MicroCT scanner and histologically processed. The percentage of defect volume occupied by biomaterial and new-formed bone were assessed by histomorphometry and microtomography, while the bone marrow, connective tissue and tegument only by first analysis. The quantitative data were compared by two-way ANOVA analysis (time and treatment) and Tukey's test at p <0.05. The intensity of the linear association of MicroCT and morphometric data evaluated by the Pearson correlation coefficient, showed moderate to strong correlation. In the early repair periods (30 and 60 days), the defects treated with Bio- Oss, GenOx® Inorg and GenPhos® XP showed maintenance of the graft material volume (average Vvi of 34%) and lower and more immature bone compared autograft group (Vvi = 22% vs. 32% in the autograft group). In the later period (180 days) the amount of bone formation was statistically similar to the groups Bio-Oss® (Vvi = 27 %), GenOx® Inorg (Vvi = 26%) and GenPhos® XP (Vvi = 20%) however, the bone formation in GenOx® Inorg was more organized and with greater accumulation of particles + bone tissue + bone marrow (Vvi = 67.9%), when compared to GenPhos® XP (Vvi = 58.9%) and Bio-Oss® (Vvi = 55.6%) but lower than the autograft (Vvi = 78%). It was concluded that the autogenous bone promotes rapid bone formation and maturation, but cannot promote the complete reestablishment of diploe surgically removed. The Bio-Oss®, GenOx® Inorg and GenPhos® XP are excellent osteoconductive materials leading to bone formation in the full extent of the defects, and the GenOx® Inorg showing less absorption promotes more and better defect filling.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Coelhos , Regeneração Óssea/fisiologia , Substitutos Ósseos/farmacologia , Transplante Ósseo/métodos , Crânio/fisiologia , Materiais Biocompatíveis/farmacologia , Reabsorção Óssea/fisiopatologia , Minerais/farmacologia , Reprodutibilidade dos Testes , Crânio/patologia , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento , Microtomografia por Raio-X
16.
Bauru; s.n; 2016. 159 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-881482

RESUMO

A técnica de levantamento de seio maxilar (LSM) visa aumentar a altura óssea junto à superfície sinusal de maxila posterior atrófica utilizando diferentes materiais de preenchimento, para possibilitar a instalação de implantes dentários. Esses materiais de preenchimento podem variar quanto à origem e às propriedades físicoquímicas, resultando em diferentes respostas biológicas. O objetivo do atual trabalho foi avaliar a eficiência do Gen-Ox®inorg e GenPhos XP® na técnica de elevação do seio maxilar em comparação ao Bio-Oss®. Em 24 coelhos foi realizado o levantamento bilateral dos seios maxilares (SMs) utilizando 200 mm3 de material de preenchimento por seio, conforme os grupos experimentais Bio-Oss (6SMs/período), Gen-Ox (5SMs/período) e GenPhos (5SMs/período), e a janela óssea de acesso foi recoberta com uma membrana reabsorvível. Os animais de cada grupo foram eutanasiados aos 15, 30 e 60 dias e a região dos SMs foi coletada e fixada em formalina a 10% tamponada. As peças foram submetidas à análise microtomográfica para determinação do volume total do SM elevado e em seguida ao processamento histológico, sendo cortes coronais dos SMs obtidos e avaliados morfometricamente pelo método de volumetria de pontos. Todos os três materiais apresentaram excelente biocompatibilidade e promoveram a manutenção do volume do seio preenchido ao longo do tempo, sendo em média de 214,1 mm3. Em todos os grupos a formação óssea ocorreu em íntimo contato com as partículas de material. Ao término de 60 dias, o tecido ósseo formado mostrava-se maduro e preenchia parcialmente os espaços entre as partículas. A forma e tamanho das partículas de Gen-Ox gerou maior espaço entre as partículas que pode ter levado a formação de maior volume de tecido ósseo e de tecido conjuntivo (53,0 ± 10,1 mm3 e 74,1 ± 21,5 mm3) comparado ao Bio-Oss (43,7 ± 11,6 mm3 e 61,2 ± 23,3 mm3) e GenPhos (47,5 ± 10,4 mm3 e 58,5 ± 25,7 mm3). Baseado na estabilidade do volume sinusal elevado, na capacidade osteocondutora e na formação e maturidade óssea ao longo do tempo promovidos pelo Gen-Ox®inorg e GenPhos®, comparável ao do Bio-Oss®, conclui-se que esses dois biomateriais significam uma alternativa segura na técnica de LSM.(AU)


Maxillary sinus augmentation (MSA) for implant placement using bone graft or bone substitutes is a common procedure to increase the bone volume in the atrophic posterior part of the maxilla. Various bone substitutes have been used in sinus floor elevation procedures. Nonetheless, the biological performance of bone substitutes may vary according to origin, physical and chemical properties. The goal of this study was to evaluate the efficiency of both Gen-Ox®inorg and GenPhos XP® in maxillary sinus augmentation technique compared to Bio-Oss®. In 24 rabbits, it was conducted a bilateral lifting of the maxillary sinuses (MSs) using 200 mm3 of filling material for sinus in accordance with the experimental groups Bio-Oss (6SMs/period), Gen-Ox (5MSs/period) and GenPhos (5MSs/period). The sinus access window was covered with a resorbable membrane. The animals of each group were euthanized at 15, 30 and 60 days and the MSs were collected and fixed in 10% buffered formalin. The samples were submitted to microtomographic analysis to calculate the MS augmentation volume. Histological coronal sections of MS augmentation were used for morphological analysis and determination of volume density of each structure by point counting volumetry method. All three materials had excellent biocompatibility and promoted maintenance of the MS augmentation volume over time, averaging 214.1 mm3. In all groups the bone formation occurred in close contact with the material particles. At the end of 60 days, the bone tissue formed was mature and it partially filled the spaces between the particles. The shape and size of Gen-Ox particles generated greater space between the particles that may have led to a higher formation of bone volume and connective tissue (53.0 ± 10.1 mm3 and 74.1 ± 21.5 mm3) than Bio-Oss (43.7 ± 11.6 mm3 and 61.2 ± 23.3 mm3) and GenPhos (47.5 ± 10.4 mm3 and 58.5 ± 25.7 mm3). Based on the stability of the MS volume, the osteoconductive capacity and the bone formation and maturation over time promoted by Gen-Ox®inorg and GenPhos®, and comparable to Bio-Oss®, it is concluded that these two biomaterials may be a safe alternative in MSA technique.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Coelhos , Regeneração Óssea/efeitos dos fármacos , Substitutos Ósseos/uso terapêutico , Fosfatos de Cálcio/uso terapêutico , Cerâmica/uso terapêutico , Levantamento do Assoalho do Seio Maxilar/métodos , Regeneração Óssea/fisiologia , Seio Maxilar/efeitos dos fármacos , Seio Maxilar/patologia , Reprodutibilidade dos Testes , Resultado do Tratamento , Microtomografia por Raio-X/métodos
17.
Bauru; s.n; 2015. 158 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867434

RESUMO

O objetivo da presente pesquisa foi investigar o ganho e a qualidade óssea promovidos com a utilização da cerâmica bifásica HA/TCPp porosa comparativamente ao enxerto ósseo autógeno e ao Bio-Oss® associados ou não ao plasma rico em plaquetas (PRP), em cirurgias de levantamento de seio maxilar em coelhos. Em 54 coelhos foram realizados levantamento bilateral dos seios, sendo um dos seios preenchido com enxerto/biomaterial e sangue (SG) e o contralateral com o enxerto/biomaterial e PRP, e os grupos de tratamento designados de HA/TCPp/SG, HA/TCPp/PRP, AUT/SG, AUT/PRP, Bio-Oss/SG e Bio-Oss/PRP. Após os períodos de 30, 60 e 180 dias (n=18/período), as peças histológicas foram coletadas e fixadas em formol a 10% tamponado. Em seguida, imagens microtomográficas foram obtidas e as peças processadas histologicamente. O volume e altura do seio maxilar elevado foram determinados nas imagens microtomográficas e o percentual e volume do biomaterial e tecido ósseo avaliados nos cortes histológicos pela técnica morfométrica de volumetria de pontos. Os dados foram comparados pela ANOVA a três critérios e as médias contrastadas pelo teste de Tukey, com nível de significância de 5%. O volume e altura do seio maxilar elevado se mantiveram estáveis nos grupos Bio-Oss e HA/TCP, com valores médios de, respectivamente, 154,9mm3 e 5,6mm entre 30 e 180 dias, enquanto que, no grupo AUT essas mesmas dimensões reduziram, respectivamente, 33,3% e 21,7%. O enxerto autógeno sofreu rápida reabsorção e promoveu concomitantemente intensa neoformação/remodelação óssea até os 60 dias. Entre 60 e 180 dias o volume ósseo ganho não se manteve, reduzindo 52,5%. A associação do enxerto AUT com PRP acelerou o processo de neoformação/remodelação óssea e a reabsorção osteoclástica das partículas enxertadas. Já o volume do Bio-Oss® e HA/TCP, praticamente não se modificou em todo período e a formação óssea ocorreu nos espaços entre as partículas, ocupando um volume em média de 42,85mm3 aos 60...


This study investigated the bone gain and quality achieved by utilization of biphasic porous ceramic HA/TCPp compared to autogenous bone graft and Bio-Oss® associated or not with platelet-rich plasma (PRP), in maxillary sinus lift surgeries in rabbits. Bilateral sinus lift was performed in 54 rabbits, being one side filled with graft/biomaterial and blood (SG) and the contralateral side was filled with graft/biomaterial and PRP, and the treatment groups were designed as HA/TCPp/SG, HA/TCPp/PRP, AUT/SG, AUT/PRP, Bio-Oss/SG and Bio-Oss/PRP. After periods of 30, 60 and 180 days (n=18/period), the histological specimens were collected and fixed in buffered 10% formalin. Following, microtomographic images were obtained and the specimens were histologically processed. The volume and height of the lifted maxillary sinus were determined on the microtomographic images, and the percentage and volume of graft/biomaterial and bone tissue were morphometrically evaluated on the histological sections by point counting volumetry. Data were compared by threeway ANOVA and the means were compared by the Tukey test, at significance level of 5%. The volume and height of the lifted maxillary sinus were stable in the groups Bio- Oss and HA/TCP, with mean values of 154.9mm3 and 5.6mm between 30 and 180 days respectively, while in the group AUT the same dimensions were reduced in 33.3% and 21.7%, respectively. The autogenous graft exhibited fast resorption with concomitant intense new bone formation and remodeling up to 60 days. Between 60 and 180 days, the increase in bone volume was not maintained, reducing in 52.5%. The association of AUT graft with PRP accelerated the new bone formation/remodeling process and the osteoclastic resorption of grafted particles. Conversely, the volume of Bio-Oss® and HA/TCP was nearly unchanged throughout the period and bone formation occurred in the spaces between particles, filling a mean volume of 42.85mm3 at 60 days, which...


Assuntos
Animais , Masculino , Bovinos , Coelhos , Plasma Rico em Plaquetas , Regeneração Óssea/fisiologia , Seio Maxilar/cirurgia , Substitutos Ósseos/uso terapêutico , Transplante Ósseo/métodos , Teste de Materiais , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento , Microtomografia por Raio-X
18.
Araçatuba; s.n; 2015. 50 p. tab, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867447

RESUMO

Os adesivos a base de cianoacrilato são utilizados em cirurgia oral e maxilofacial para fechamento de feridas cirúrgicas, comunicação buco-sinusal, reparo de fissura labial e osteosíntese do esqueleto craniofacial. O objetivo deste trabalho foi comparar três métodos de fixação (etil-cianoacrilato, n-butil-cianoacrilato ou parafuso de titânio) do enxerto ósseo autógeno (EOA) em bloco. Foram realizadas ostectomias bilaterais na região parietal em trinta coelhos com uma trefina de 6mm para obtenção do EOA. Os EOA em bloco obtidos foram fixados com etil-cianoacrilato (Grupo I), n-butil-cianoacrilato (Grupo II) ou parafuso de titânio (Grupo III). Os animais foram sacrificados nos períodos de cinco, quinze, trinta, sessenta e cento e vinte dias, sendo obtidas amostras da região do EOA. As peças foram processadas em laboratório de acordo com o método histotécnico de rotina e coradas com hematoxilina e eosina. Os eventos histológicos avaliados foram: infiltrado inflamatório, reabsorção do adesivo e neoformação e reabsorção óssea. Os resultados dos eventos celulares foram submetidos ao teste de Kruskal-Wallis, seguido pelo teste de Dunn para determinar as diferenças entre os grupos (p < 0.05). A análise qualitativa ordinal mostrou a presença de infiltrado inflamatório e reabsorção óssea mais significativos nos grupos I e II, principalmente nos períodos iniciais. O infiltrado inflamatório observado no grupo controle foi discreto (p<0.05). O processo de reabsorção do adesivo foi semelhante, não havendo diferença estatística (p>0.05). No período de 120 dias, foi possível observar adesivo na interface EOA-leito receptor. A neoformação óssea foi mais intensa no grupo controle e no período de 120 dias, o EOA em bloco estava totalmente incorporado ao leito receptor. Nos grupos I e II, observou-se neoformação óssea menos intensa em relação ao grupo III (p<0.05). O parafuso de titânio foi o melhor método de fixação do EOA em bloco. Entretanto, os adesivos etil e...


Cyanoacrylates are used in oral and maxillofacial surgery for closure of surgical wounds, oroantral communication, cleft lip repair, and osteosynthesis of the craniofacial skeleton. The aim of this study was compare three fixation methods (ethyl-cyanoacrylate, n-butyl cyanoacrylate or titanium screw) of autogenous onlay bone graft (AOBG). Bilateral ostectomies were made in the parietal region in thirty rabbits using a 6-mm-diameter trephine. The AOBG was fixed with ethyl-cyanoacrylate (Group I), n-butyl cyanoacrylate (Group II) or titanium screw (Group III - control). The animals were sacrificed at five, fifteen, thirty, sixty, and one hundred and twenty days, and the samples were obtained from AOBG region. The processing was done in accordance with the method histotechnical and stained with hematoxylin and eosin. The evaluated histological events were: inflammatory infiltrate, adhesive resorption and bone formation and bone resorption. The results of cellular events were subjected to the Kruskal-Wallis test followed by Dunn’s test to determine differences between groups (p <0.05). The qualitative numerical analysis showed the presence of inflammatory infiltrate and significant bone resorption in groups I and II, especially in the early periods. The inflammatory infiltrate seen in the control group was discrete (p <0.05). The adhesive reabsorption process was similar, with no statistical difference (p> 0.05). After 120 days, we observed residual adhesive between AOBG and host bed. Newly formed bone was more intense in the control group and, at period 120 days the AOBG was completely incorporated into the host bed. In groups I and II, bone formation was less intense in group III (p<0.05 ). The titanium screw was the best method of fixation of the AOBG. However, adhesives ethyl and n-butyl cyanoacrylate are viable alternative to fixation from AOBG


Assuntos
Animais , Coelhos , Remodelação Óssea , Transplante Ósseo , Adesivos Teciduais , Titânio , Coelhos
19.
Araçatuba; s.n; 2015. 67 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867483

RESUMO

A utilização de biomateriais em implantodontia, principalmente em casos em que o leito receptor do implante apresenta quantidade e qualidade ósseas inadequadas, se torna importante. Diversos estudos mostram a possibilidade do usar copolímeros de PLA/PGA, no entanto, estes mesmos estudos mostram que a proporção de PLA e PGA irá influenciar a taxa de degradação do copolímero. Portanto, objetivo desse estudo foi avaliar o comportamento biológico do copolímero de PLA/PGA como substitutos ósseos para técnica de levantamento da membrana do seio maxilar por meio de análises histomorfométrica e imunoistoquímica. Vinte coelhos machos, branco, da raça Nova Zelândia, cada um pesando cerca de 3,0 kg, foram utilizados e foram divididos em dois grupos de acordo com o material de preenchimento do seio: grupo coágulo (GC) e grupo copolímero (GP). Foi realizado descolamento bilateral da membrana sinusal com períodos de eutanásia aso 3, 10, 20 e 40 dias para as análises histomorfométricas e imunoistoquímica para a expressão de osteocalcina (OC). De uma forma geral, para todas as variáveis avaliadas, a diferença estatisticamente significante mostrou-se entre 3 e 10 dias pós-operatórios (p<0,05), como pode ser demostrado também na expressão de OC. Foi possível concluir que o copolímero PLA/PGA mostrou-se capaz de conduzir o processo de formação óssea, mantendo o volume inicial, impedindo o colabamento da membrana com a parede do seio, como pode ser observado em GC


The use of biomaterials in dental implantology, especially in cases where the receptor region of implant has inadequate bone quantity and quality, becomes important. Several studies have shown the possibility to use copolymers of PLA / PGA, however these same studies show that the proportion of PLA and PGA copolymer will influence the degradation rate. So the aim of this study was to evaluate the biological behavior of PLA / PGA copolymer as bone substitutes for lifting technique of the maxillary sinus membrane through histomorphometric and immunohistochemical analyzes. Twenty male rabbits, white, New Zealand race, each weighing about 3.0 kg, were used and were divided into two groups in accordance with within the filling material: Clot group (CG) and a copolymer group (PG) . Were realized the bilateral sinus lift of rabbits and inserted the respective materials with euthanasia periods as 3, 10, 20 and 40 days for histomorphometric and immunohistochemical analysis for the expression of osteocalcin (OC). In general, for all variables, a statistically significant difference was shown between 3 and 10 days postoperatively (p <0.05), as can be demonstrated also in OC expression. It was concluded that the PLA / PGA copolymer was shown to be able to conduct the process of bone formation, maintaining the initial volume, preventing the collapse of the membrane with the sinus wall, as can be observed in GC


Assuntos
Animais , Coelhos , Materiais Biocompatíveis , Regeneração Óssea , Substitutos Ósseos , Polímeros , Levantamento do Assoalho do Seio Maxilar , Coelhos
20.
São Paulo; s.n; 2015. 94 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867713

RESUMO

A deficiência óssea requer procedimentos restauradores como uso de enxertos e substitutos ósseos para a reabilitação estética e funcional. Com o desenvolvimento dos biomateriais, a biocerâmica à base de fosfato de cálcio tornou-se alternativa promissora para a recomposição de estruturas ósseas, entretanto não apresenta potencial de osteoindução. O material hidróxido de cálcio (Ca(OH)2) demonstra propriedades antibacterianas e capacidade de induzir a formação de tecido ósseo. O objetivo deste trabalho foi avaliar o processo de reparo ósseo proporcionado pelo BTCP e Ca(OH)2 , isolados e associados. Realizou-se experimento em tíbias posteriores de dezoito coelhos. Dois animais receberam marcadores ósseos para fluorescência (alizarina, calceína e tetraciclina), e para cada tíbia foi utilizado um tipo de material de preenchimento (BTCP, Ca(OH)2, BTCP com Ca(OH)2 e sangue como controle); sendo eutanasiados após 56 dias para a análise de fluorescência e histomorfometria. Os 16 coelhos restantes foram aleatoriamente selecionados para receber os quatro materiais de preenchimento. Estes foram eutanasiados nos tempos de 14, 28, 42 e 56 dias para a análise morfológica microscópica com coloração em hematoxilina e eosina. Observou-se formação óssea em todos os grupos, e os que utilizaram BTCP apresentaram atraso para o início da reparação.


O sítio preenchido com sangue ocorreu apenas o reparo da estrutura lesada, consistindo na reconstituição da cortical óssea e tecido medular em 28 dias. Aos 56 dias, o grupo de BTCP com Ca(OH)2 apresentou maior formação de trabéculas no interior da tíbia. Na avaliação histomofométrica, o marcador calceína apresentou maiores valores de deposição óssea em relação à alizarina e tetraciclina. Conclui-se que os biomateriais BTCP e Ca(OH)2 estão diretamente envolvidos na formação de tecido ósseo no interior do defeito; a combinação do Ca(OH)2 com BTCP mostrou aumento do potencial de formação óssea; e houve maior deposição óssea no período entre quinta e sexta semana de reparação indicado pelo marcador calceína.


Insufficient bone volume requires restorative procedures such as use of grafts and bone substitutes for cosmetic and functional rehabilitation. The development of biomaterials made available bioceramic based on calcium phosphate that is showing to be promising alternatives for the restoration of bony structures, however it do not has osteoinductive potential. Calcium hydroxide (Ca(OH)2) shows antibacterial properties and induce bone tissue formation as well. The objective of this research was to evaluate the bone healing process promoted by BTCP and Ca(OH)2 isolated or conjugated. The experiment was conducted in posterior rabbit tibiae of 18 animais. Two animais received bone markers (alizarin, calcein, tetracycline) and each of their tibias received a type offiller material (BTCP, Ca(OH)2, BTCP plus Ca(OH)2 and blood as control group), being euthanized after 56 days for the histomorphometry and fluorescence analysis. The remaining 16 rabbits were randomly selected to receive one of the 4 filling materiais. These rabbits were euthanized on 14,28,42 and 56 days for the micromorphological analysis in hematoxylin and eosin slides. The bone formation was observed in ali groups, and who used BTCP had delay to the start of repair. The site filled with blood occurred only repair of the damaged structure, consisting of the reconstitution of the bone cortical and medullary tissue in 28 days. After 56 days, the BTCP group with Ca(OH)2 showed higher trabecular formation inside the tibia. In histomorfometric evaluation, the marker calcein had higher bone deposition values in relation to alizarin and tetracycline. It was concluded that the biomaterials BTCP and Ca(OH)2 are directly involved in the formation of bone tissue; the conjugation of Ca(OH)2 with BTCP increased bone formation potential; and there was greater bone deposition in the period between the fifth and sixth week of repairs indicated by calcein marker.


Assuntos
Animais , Coelhos , Cerâmica , Hidróxido de Cálcio/administração & dosagem , Hidróxido de Cálcio/efeitos adversos , Materiais Biocompatíveis/classificação , Materiais Biocompatíveis/uso terapêutico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA