Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 80
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Cient. CRO-RJ (Online) ; 4(1): 34-40, Jan.-Apr. 2019.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1024166

RESUMO

Introduction: The objective of the present study was to evaluate the severity of periodontal disease in a population of adults with gingival or periodontal disease who assist at the periodontics service of the Faculty of Dentistry of the National University of Rosario. Methods: The study evaluated the periodontal conditions in smokers and non smokers. The sample consisted of 400 individuals: 268 non-smokers (NS) and 132 active smokers (S). The classification of gingival and periodontal diseases was based on the criteria of the American Association of Periodontology (2017), recruiting patients with diagnoses of gingivitis, stage II, III and IV of periodontitis. Each one of these pathologies was related to the different age groups to assess the risks of clinical attachment loss. The periodontal variables studied were: probing depth (PD), attachment level (AL), number of teeth present (TP), oral hygiene index (OHI), tooth mobility (M) and bleeding on probing (BOP). A multivariate analysis was also carried out to determine the degree of responsibility of the different risk factors, such as age, gender, being a smoker and the years of that habit duration, in relation to the extent and severity of the periodontal disease . Results: Twenty-nine per cent of women and fourty percent of men were smokers. The periodontal variables in the groups of S and NS behaved in the following way: PD for NS 4.19 (± 0.67), and for S 5.37 (±0.64) ; AL for NS 3.43 (±1.28), and for S 4.30 (±1.43); BOP for NS 41 (±23.76), and for S 43.28 (±23.56); OHI for NS 1.75 (±0.61), and for S 1.82 (±0.53); TP for NS 21.38 (±6.13), and for S 21.20 (±6.60) ; and M for NS 1.65 (±0.74), and for S 2.10 (±0.65). Conclusion: Stage II and III of periodontitis behaved similarly in both groups, but when we analysed stage IV of periodontitis, it was more prevalent in smokers, regardless of their age. When the population was stratified according to the age of the individuals, stage IV of periodontitis was more prevalent in older people who did not smoke and in young individuals under 40 who had the habit. PD, CAL and M periodontal variables were found with more severe values in the S group.


Introdução : O objetivo do presente estudo foi avaliar a gravidade da doença periodontal em uma população de adultos com doença gengival ou periodontal que atende no serviço de periodontia da Faculdade de Odontologia da Universidade Nacional de Rosario. Métodos : O estudo avaliou as condições periodontais em fumantes e não fumantes. A amostra foi composta por 400 indivíduos: 268 não fumantes (SN) e 132 fumantes ativos (E). A classificação das doenças gengivais e periodontais foi baseada nos critérios da American Association of Periodontology (2017), recrutando pacientes com diagnóstico de gengivite, estágio II, III e IV de periodontite. Cada uma dessas patologias foi relacionada às diferentes faixas etárias para avaliar os riscos de perda de inserção clínica. As variáveis periodontais estudadas foram: profundidade de sondagem (DP), nível de inserção (AL), número de dentes presentes (TP), índice de higiene bucal (IOH), mobilidade dentária (M) e sangramento à sondagem (BOP). Uma análise multivariada também foi realizada para determinar o grau de responsabilidade dos diferentes fatores de risco, como idade, gênero, ser fumante e os anos de duração desse hábito, em relação à extensão e gravidade da doença periodontal. Resultados : Vinte e nove por cento das mulheres e quarenta por cento dos homens eram fumantes. As variáveis periodontais nos grupos de S e NS comportaram-se da seguinte forma: PD para NS 4,19 (± 0,67) e para S 5,37 (± 0,64); AL para NS 3,43 (± 1,28) e para S 4,30 (± 1,43); BOP para NS 41 (± 23,76) e para S 43,28 (± 23,56); OHI para NS 1,75 (± 0,61) e para S 1,82 (± 0,53); TP para NS 21,38 (± 6,13) e para S 21,20 (± 6,60); e M para NS 1,65 (± 0,74) e para S 2,10 (± 0,65). Conclusão : Os estágios II e III da periodontite se comportaram de maneira semelhante nos dois grupos, mas quando analisamos o estágio IV da periodontite, esta foi mais prevalente em fumantes, independentemente de sua idade. Quando a população foi estratificada de acordo com a idade dos indivíduos, o estágio IV da periodontite foi mais prevalente em pessoas idosas que não fumavam e em indivíduos jovens com menos de 40 anos que tinham o hábito. As variáveis periodontais PD, CAL e M foram encontradas com valores mais severos no grupo S.


Assuntos
Periodontia , Doenças Periodontais , Tabaco , Fumar , Adulto , Produtos do Tabaco , Fumantes , Doenças da Gengiva
2.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 77 p. ilus, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1049721

RESUMO

O câncer de boca corresponde a cerca de 4% das doenças neoplásicas, e o carcinoma de células escamosas representa o tipo mais frequente, englobando cerca de 90 a 95% dos casos. O cigarro é o principal fator etiológico para o câncer de boca, causando danos ao DNA e mutações que se não reparadas levam ao surgimento de lesões. O dano ao DNA associado ao cigarro tem sido estudado em diferentes tipos de câncer, mas ainda pouco explorado em relação ao câncer de boca. Checkpoint kinase 2 (CHK2) e P53 são proteínas que estão envolvidas no processo de checagem do ciclo celular, sendo responsáveis pelo reparo ao dano ao DNA. A proteína H2AX é uma histona nuclear que sofre fosforilação em resposta aos danos ao DNA, principalmente às quebras da dupla cadeia. O objetivo deste estudo foi avaliar a resposta a danos no DNA através da expressão de CHK2, γH2AX e TP53 entre fumantes e não fumantes com carcinoma de células escamosas de boca (CCEB). Além disso, foram analisadas associações entre imuno-expressão das proteínas estudadas, dados clínico-patológicos e classificação histopatológica. Foram incluídos 35 indivíduos (18 não fumantes e 17 fumantes) com CCEB de língua e soalho bucal. Reação imuno-histoquímica foi realizada para γH2AX para identificação de quebras de fita dupla, CHK2 e TP53 para avaliação da indução de parada do ciclo celular. Análises descritivas e estatísticas foram realizadas. A pesquisa foi composta por 22 homens (62,8%) e 13 mulheres (37,2%), com idade média de 63,9 anos. Entre os não fumantes, 50% apresentaram tumores bem diferenciados, enquanto que fumantes mostraram maior número em moderadamente diferenciados e pouco diferenciados (35,3% cada). No geral, 31 (88,6%) casos foram positivos para CHK2, 27 (77,2%) foram positivos para γH2AX e 23 (65,7%) foram positivos para TP53. Não foi observada associação entre essas proteínas com hábitos de fumar e não fumar (p> 0,05). Semelhanças entre os padrões imuno-histoquímicos de CHK2, γH2AX e TP53 em fumantes e não fumantes com CCEB foram observadas neste estudo, assim como entre os parâmetros clínico-patológicos. De forma geral, os resultados indicaram expressão positiva para essas proteínas no CCEB. Este estudo fornece informaçãoes sobre o dano ao DNA na carcinogênese oral.


Oral cancer accounts for about 4% of neoplastic diseases, and squamous cell carcinoma is the most common type, accounting for about 90 to 95% of cases. Cigarette smoking is the main etiological factor for oral cancer, causing DNA damage and mutations that, if not repaired, lead to lesions. Cigarette-associated DNA damage has been studied in different cancers, but is still poorly explored in relation to oral cancer. Checkpoint kinase 2 (CHK2) and P53 are proteins that are involved in the cell cycle checking process and are responsible for repairing DNA damage. The H2AX protein is a nuclear histone that undergoes phosphorylation in response to DNA damage, especially double strand breaks. The aim of this study was to assess the DNA damage response through the expression of checkpoint kinase 2 (CHK2), γH2A histone family member X (γH2AX) and TP53 among smokers and non-smokers with oral squamous cell carcinoma (OSCC). In addition, associations amongst immunoexpression of studied proteins, clinicopathologic data and histopathological grading were analyzed. Thirty-five individuals (18 nonsmokers and 17 smokers) with OSCC of the tongue and/or floor of the mouth were included. Immunohistochemistry was carried out for γH2AX for identification of double-strand breaks, CHK2 and P53 for evaluation of the induction of cell cycle arrest. Descriptive and statistical analyses were performed. The survey consisted of 22 males (62.8%) and 13 females (37.2%), with a mean age of 63.9 years. Fifty percent of non-smokers OSCC were well-differentiated tumors, whereas for smokers, OSCC were moderately differentiated and poorly differentiate tumors, equally (35.3% each). Overall, 31 (88.6%) cases were CHK2-positive, 27 (77.2%) were γH2AX-positive and 23 (65.7%) were TP53-positive. No association among these proteins with smoking and non-smoking habits was observed (p>0.05). Similarities in the CHK2, γH2AX and P53 immunohistochemical staining pattern were observed between smokers and non-smokers with OSCC in this survey, and the immunoexpression was not associated with clinicopathologic parameters. Overall, the results indicated consistent expression of these proteins in OSCC. This study provides information about the DNA damage in oral carcinogenesis.


Assuntos
Tabaco , Dano ao DNA , Neoplasias Bucais , Carcinoma de Células Escamosas , Proteína Supressora de Tumor p53 , Quinase do Ponto de Checagem 2 , Fumantes , não Fumantes , Estudos Transversais
3.
Braz. j. oral sci ; 16: e17015, jan.-dez. 2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-884111

RESUMO

Objective: Comparison of the prevalence of usage of tobacco products and its effect on the periodontal health parameters of the mining laborers and the general population of Udaipur city, India. Materials and methods: the cross sectional study was performed on the sample of 980 adults including 500 mining employees and 480 subjects from the general population. The presence or absence of the tobacco products usage was noted. The ADA type III examination using the community periodontal probe was done. The data obtained was subjected to chi-square and Cramer' v statistical analysis. Results: 79.40% of the mining-employees and 61.67% of the general population used different tobacco products, the difference noted was statistically significant (p=0.000). The most common periodontal condition amongst the mining employees and the general population was the presence of calculus (39% and 35.63% respectively) followed by the 4-5mm periodontal probing depth (29.20% and 26.04% respectively). The difference spotted was significant (p=0.018). There was statistically significant difference between the tobacco users and non- users for the different periodontal conditions (p=0.000). Conclusion: the tobacco product usage was high in mining employees group. There was a positive correlation between the usage of tobacco products and the periodontal health parameters (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Mineração , Saúde Bucal , Índice Periodontal , Periodonto , Tabaco
4.
Periodontia ; 26(2): 34-39, 2016.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874883

RESUMO

Introdução: As doenças periodontais (DP) consistem em um grupo de doenças que afetam a gengiva e as estruturas de suporte dos dentes (cemento radicular, ligamento periodontal e osso alveolar). Caracterizam-se como doença multifatorial resultante da interação de bactérias periodontopatogênicas com o sistema imune do hospedeiro. Estudos têm investigado como a genética e o tabagismo influenciam certos indivíduos, aumentando o risco de desenvolvimento da DP. Objetivo: O objetivo desta revisão de literatura foi analisar a relação entre genética, tabagismo e manifestações clínicas da doença periodontal, descrevendo o papel dos genes e da resposta imunológica na evolução da doença. Revisão de literatura: Estudos têm demonstrado que: (1) A predisposição genética para periodontite deve-se a vários polimorfismos de genes; (2) O tabaco é um fator de risco conhecido para DP, por isso, fumantes têm mais chances de apresentar periodontite e têm doença periodontal mais grave quando comparados a não fumantes; (3) Existe uma relação entre genética e tabagismo e sua influência na DP, porém esta ainda não está completamente esclarecida. Conclusão: Fatores genéticos e tabagismo exercem papel importante no início e progressão da DP. Entretanto, a relação tabagismo-genética e como esta influencia na evolução da DP ainda requer esclarecimento.


Introduction: Periodontal diseases (PD) consist of a group of diseases that affect the gingiva and the tooth’s supporting structures (cementum, periodontal ligament and alveolar bone). They are characterized as multifactorial disease resulting from the interaction of periodontal bacteria and the host immune system. Studies have investigated how genetic and smoking affect certain individuals, increasing the chances of developing PD. Objective: The objective of this study was to analyze the relationship between genetics, smoking and clinical manifestations of periodontal disease, describing the role of genes and the immune response in the disease progression. Literature review: Studies have shown that: (1) genetic predisposition to periodontal disease is often due to several polymorphisms of genes; (2) Tobacco is a known risk factor for PD, so smokers are more likely to have periodontitis and they have more severe periodontal disease compared to non-smokers; (3) There is a relationship between genetics and smoking and its influence on DP, but this is still unclear. Conclusion: Genetic factors and smoking have an important role in the beginning and progression of PD. However, smoking-genetic relationship and how this influences the progression of PD is still not fully elucidated.


Assuntos
Humanos , Doenças Periodontais , Predisposição Genética para Doença , Tabaco
5.
Rev. Ciênc. Plur ; 2(2): 84-98, 2016. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-849050

RESUMO

Introdução: A recessão gengival é uma condição de alta prevalência que leva a exposição radicular causando queixas estéticas e sintomáticas e cujo tratamento pode ser de difícil execução caso fatores complicadores estejam associados. Objetivo: Realizar uma revisão da literatura para discutir a influência de determinados fatores sobre os resultados dos procedimentos para recobrimento radicular. Métodos: Artigos foram selecionados nas bases de dados Pubmed, Scopus, Web of Science, Scielo e LILACS. Os critérios de escolha dos artigos foram: escritos em Inglês, Espanhol, Francês ou Português e que fossem classificados como ensaios clínicos. Resultados: A busca resultou em 20 artigos selecionados que avaliaram e discutiram sobre os possíveis fatores influenciadores como fumo (11), lesão cervical não cariosa (5), biótipo periodontal (4) e anatomia local (1). Discussão: O fumo foi o fator mais discutido na literatura cujos resultados mostram que pode interferir negativamente no tratamento cirúrgico da recessão gengival, embora pacientes fumantes possam apresentar bons resultados desde que façam um bom controle do biofilme dentário. Os artigos sobre lesão cervical não cariosa mostram que os resultados do recobrimento radicular são iguais, em curto e em longo prazo, independente da lesão cervical não cariosa estar restaurada ou não ou com qual material restaurador. Indivíduos que apresentam biótipo periodontal espesso apresentaram melhor prognóstico quanto ao recobrimento radicular. Conclusão: O tratamento da recessão gengival é complexo devido estar ligado a vários fatores relacionados ao indivíduo, desde fatores anatômicos a hábitos que o mesmo apresente. A literatura demonstra que o fumo é um dos fatores que limitam a previsibilidade do tratamento das recessões gengivais (AU).


Introduction: Gingival recession is a high prevalence condition that leads to root exposure causing aesthetic and symptomatic complaints and whose treatment can be difficult to perform when factors are associated with. Objective: To perform a literature review to discuss the influence of some factors on the results of root coverage procedures. Methods: Articles were selected in data basis Pubmed, Scopus, Web of Science, Scielo, and LILACS. The inclusion criteria were the language in English, Spanish, French, and Portuguese as well as classified as clinical trials. Results: The search resulted in twenty articles selected which was evaluated and discussed about possible influencing factors such as smoking (11), non-carious cervical lesion (5), periodontal biotype (4), and local anatomy (1). Discussion: Smoking was the most discussed factor whose results demonstrate that it can adversely affect the result of surgical treatment for gingival recession, although smokers can present good results as long as they present a good control of the biofilm. Non-carious cervical lesion articles showed that the results of root coverage are the same, in short and long follow-up, regardless of whether the noncarious cervical lesion was restored or not as well as which restorative material was used. Individuals with thick periodontal biotype have a better prognosis regarding root coverage. Conclusions: The treatment of gingival recession is complex because it is linked to several factors related to the individual, anatomical factors and patients' habits. The literature demonstrates that smoking is one of the factors that limit the predictability of treatment of gingival recessions (AU).


Assuntos
Retração Gengival/cirurgia , Tabaco/efeitos adversos , Abrasão Dentária/complicações , Erosão Dentária/complicações , Resultado do Tratamento , Brasil , Resinas Compostas/uso terapêutico , Cimentos de Ionômeros de Vidro/uso terapêutico , Transplante Autólogo/estatística & dados numéricos
6.
São José dos Campos; s.n; 2016. 56 p.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867643

RESUMO

Este estudo avaliou as reações do tecido periodontal em ratos submetidos à inalação da fumaça de cigarro associado à doença periodontal e movimentação dentária induzida experimentalmente. Sessenta animais com 90 dias de idade e pesando em média 300g foram separados aleatoriamente nas condições fumantes (n=30) e não fumantes (n=30). Independente da condição sistêmica atribuída, 15 animais receberam na hemimandíbula direita a indução da doença periodontal juntamente com a movimentação ortodôntica (DP+O) e a hemimandíbula esquerda do mesmo animal foi induzida somente a doença periodontal (DP) por meio de ligadura. Outros 15 animais receberam na hemimandíbula direita somente a movimentação ortodôntica (O) e a hemimandíbula esquerda serviu como controle positivo (C+). A exposição à fumaça de cigarro foi iniciada dois meses antes e manteve-se por todo o período experimental até o sacrifício. Foi obtida medida macroscópica para a movimentação dentária imediatamente após o sacrifício. As lâminas foram confeccionadas e coradas em HE. Foi avaliada a área da perda óssea na região de furca do primeiro molar inferior e a densidade óssea, região considerada 1000 μm abaixo da crista óssea interradicular. Foi aplicado o teste de normalidade Shapiro-Wilk de igualdade de variâncias e utilizado o teste ANOVA de dois fatores com nível de significância de 5 %. Não houve diferença estatisticamente significante entre fumante e não fumante. A perda óssea entre DP e DP+O não apresentou significância entre si, diferenciando-se ambas de O e C+. Na densidade óssea DP+O foi diferente apenas para o controle. Na movimentação dentária, DP+O foi maior e significante que nas demais situações, porém não houve diferença entre DP+O e O na condição fumante. Portanto, concluímos que a inalação da fumaça de cigarro não teve influência nos grupos avaliados. Porém, a doença periodontal induzida, associada ou não a movimentação ortodôntica causou maior perda óssea em ambos os grupos


This study evaluated the reactions of periodontal tissue in rats exposed to inhalation of cigarette smoke associated with periodontal disease and tooth movement induced experimentally. Sixty animals at 90 days of age and weight approximately 300g were randomly separated in smokers (n= 30) and non-smokers (n = 30) conditions. Regardless of systemic condition, 15 animals received in the right hemimandible induction of periodontal disease with orthodontic movement (PD+O) and left hemimandible of the same animal was only induced periodontal disease (PD) by ligature. Another 15 animals received the right hemimandible only orthodontic movement (O) and left hemimandible served as positive control (C+). Exposure to cigarette smoke was started two months before and was kept throughout the trial period until the sacrifice. Immediately after sacrifice, a macroscopic measure was done, which was called tooth movement, realized by a caliper rule. The slices were prepared and stained with HE. Bone loss area was evaluated in the furcation region of the first molar and bone density, and it was considered 1000 μm below the of the interradicular bone crest. The Shapiro-Wilk normality test of equal variances was applied. So we used the ANOVA two factors with 5 % significance level. There was no statistically significant difference between smokers and nonsmokers. Bone loss between PD and PD+O showed no difference between themselves, but were different from O and C+, in both. The bone density was different DP+O only the control. On tooth movement measure, DP+O were higher and significant than in the others situations, but there was no difference between DP+O and O in smoker condition. Therefore, we conclude that inhalation of cigarette smoke did not influence the evaluation groups. But, the induced periodontal disease, with or without orthodontic tooth movement, caused increased bone loss in both groups


Assuntos
Técnicas de Movimentação Dentária , Doenças Periodontais , Tabaco
7.
São José dos Campos; s.n; 2016. 61 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867648

RESUMO

O consumo do cigarro pode afetar negativamente o reparo ósseo. A deficiência estrogênica leva à remodelação óssea desproporcional,aumentando a reabsorção mais do que a formação óssea. O objetivo do estudo foi avaliar a influência da fumaça de cigarro, da ovarectomia e das duas situações associadas no reparo de enxertos ósseos autógenos onlay nas mandíbulas de ratas. Foram utilizadas 120 ratas adultas (Rattus norvegicus, variação albinus, Wistar) divididas alheatoriamente em dois grupos contendo 60 animais cada, compreendidos em Sham e Ovarectomizadas (Ovx). Os grupos Sham e Ovx foram divididos em 2 subgrupos contendo 30 animais cada, constituídos pela ausência ou presença da inalação de fumaça de cigarro, descritos como: Controle positivo (C+) - ratas que não receberam inalação da fumaça de cigarro e não foram ovarectomizadas; (Fum) - ratas que receberam inalação da fumaça de cigarro e não foram ovarectomizadas; (Ovx) - ratas que não receberam inalação da fumaça de cigarro e foram ovarectomizadas;(Fum+Ovx) - ratas que receberam inalação da fumaça de cigarro e foram ovarectomizadas. Em cada subgrupo, os animais foram sacrificados por perfusão cardíaca em três períodos distintos (n=10), entre 21, 45 e 60 dias após a realização da cirurgia de enxerto na hemi mandíbula direita. A análise histomorfométrica foi realizada e os dados obtidos foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e teste de Shapiro-Wilk,ambos com nível de significância convencional de 5%. Os resultados mostraram que houve um aumento na integração do enxerto ao leito receptor nos períodos 21 e 45 dias em todos os subgrupos. Concluiu-se,dentro dos limites do presente estudo que a exposição à fumaça de cigarro não interferiu na reparação dos enxertos ósseos autógenos onlay em ratas ovarectomizadas


Cigarette consumption can adversely affect bone repair. The estrogen deficiency leads to bone remodeling disproportionately increasing there sorption rather than bone formation. The aim of the study was toevaluate the influence of cigarette smoke, the ovarectomy and the two situations associated with the repair of bone autogenous onlay grafts inrats jaws. 120 adult rats were used (Rattus norvegicus, Albinus variation,Wistar) alheatoriamente divided in two groups of 60 animals each,understood in Sham and ovariectomized (OVX). The Sham and Ovxgroups were divided into two subgroups containing 30 animals each,constituted by the absence or presence of inhalation of cigarette smoke,described as positive control (C +) - rats not receiving inhalation of cigarette smoke and were not ovariectomized; (Fum) - rats given inhalation of cigarette smoke and were not ovariectomized; (Ovx) - rats notreceiving inhalation of cigarette smoke and were ovariectomized; (Fum +Ovx) - rats given inhalation of cigarette smoke and were ovariectomized.In each subgroup, the animals were sacrificed by cardiac infusion at thre edifferent periods (n = 10) among 21, 45 and 60 days after the graft surgeryon right hemi jaw. Histomorphometric analysis was performed and the data were submitted to analysis of variance (ANOVA) and Shapiro-Wilktest, both with conventional significance level of 5%. The results showedan increase in the integration of the graft recipient bed during the periods 21 and 45 days in all subgroups. It was concluded within the limits of this study that exposure to cigarette smoke did not affect the repair of bone autogenous onlay grafts in ovariectomized rats


Assuntos
Regeneração Óssea , Transplante Ósseo , Osteoporose , Tabaco
8.
São Paulo; s.n; 2013. 53 p. ilus, tab, graf. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-866688

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um programa antitabágico e do tratamento periodontal não-cirúrgico na perda dentária em fumantes portadores de periodontite crônica. Fumantes que desejavam parar de fumar se inscreveram no serviço oferecido pelo Programa de Cessação de Tabagismo do Hospital Universitário em São Paulo. Eles se submeteram a tratamento periodontal não cirúrgico concomitantemente à terapia de cessação de tabagismo. Manutenção periodontal foi realizada a cada três meses até 24 meses de acompanhamento. Um examinador calibrado e cego para o hábito de fumar realizou exame periodontal completo na inclusão dos pacientes e após 3, 6, 12 e 24 meses após o término do tratamento periodontal. Este examinador verificou a perda dentária durante o período de acompanhamento. Durante os 24 meses no estudo, a decisão da extração dentária era tomada por um consenso de três periodontistas do grupo de pesquisa. Dos 1.214 pacientes inscritos, 306 foram examinados, 112 foram incluídos e 59 continuaram no estudo por dois anos. Destes, 18 (31%) pararam de fumar e 41 (69%) continuaram fumando ou oscilaram. A média geral do número de dentes perdidos foi 0,63 (±1,4). Após ajustar para as extrações realizadas durante a fase de tratamento periodontal, a média diminuiu para 0,42 (± 1,2), sendo 0,39 ± 0,8 no grupo dos que pararam de fumar e 0,44 ± 1,3 no grupo que continuou fumando (p = 0.88). Apesar de a extensão cumulativa e a média dos dentes ausentes terem sido semelhantes nos dois grupos durante o acompanhamento, houve uma tendência de maior perda dentária no grupo fumante no primeiro ano de acompanhamento. Com estes resultados, verificou-se que a cessação to tabagismo não promoveu um benefício adicional na perda dentária em fumantes 24 meses após parar de fumar.


The aim of this study was to evaluate the effect of a smoking cessation program and non surgical periodontal treatment on tooth loss in smokers with chronic periodontitis. Smokers willing to quit smoking enrolled in the service offered by the Smoking Cessation Program at the University Hospital in São Paulo. They have undergone non surgical periodontal treatment concomitantly to smoking cessation therapy. Periodontal maintenance was performed every 3 months until 24 months of followup. A calibrated examiner, blinded to smoking status, performed complete periodontal examination on baseline and after 3, 6, 12 and 24 months after periodontal treatment. The examiner assessed tooth loss during follow-up. During the 24 months of follow-up, the decision to extract a tooth was taken by a consensus of 3 periodontists of the study group. Of the 1,214 enrolled patients, 306 were examined, 112 were included and 59 remained in the study for two years. Of these, 18 (31%) quit smoking and 41 (69%) continued to smoke or oscillated. The mean number of tooth lost was 0.63 (±1.4). After adjusting for the extractions performed during the treatment phase, the mean number decreased to 0.42 (±1.2), being 0.39 ± 0.8 in the quitters group and 0.44 ± 1.3 in the group the continued to smoke (p=0.88). Even though the cumulative extent and mean number of missing teeth were similar in both groups during follow-up, there was a tendency for a higher tooth loss in the smokers group in the first year of follow-up. It was concluded that smoking cessation did not promote an additional benefit on tooth loss in smokers 24 months after smoking cessation.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Periodontite Crônica , Doenças Periodontais/complicações , Perda de Dente , Tabaco/efeitos adversos , Tabagismo/efeitos adversos
9.
Periodontia ; 23(2): 11-15, 2013. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-707599

RESUMO

O tabagismo tem sido considerado pela literatura um dos principais fatores de risco associado à doença periodontal. Substâncias como a nicotina podem afetar a vascularização, o sistema imunológico humoral e celular. Alterações no número de células inflamatórias podem ser observadas também em indivíduos com gengivite crônica. Neste estudo, foram avaliadas 27 amostras de tecidos gengivais que foram agrupadas em 10 amostras de indivíduos com gengivite e não fumantes (GNF), 10 amostras de indivíduos com gengivite e fumantes (GF) e 7 amostras controle (C) formada por indivíduos sem gengivite e não-fumantes. As biópsias foram coradas em hematoxilina-eosina e as células do infiltrado inflamatório foram contadas e expressas suas densidades em células/mm². O infiltrado inflamatório mononuclear foi maior no grupo GNF (137,60 ± 53,18) e GF (91,70 ± 42,59) quando comparado com o grupo C (12,43 ± 4,24), (p=0,0001 e p=0,002 respectivamente). Quando os grupos com gengivite foram comparados, observou-se um menor número de células inflamatórias no grupo GF (p=0,04). Conclui-se que o infiltrado inflamatório aumenta no tecido gengival de indivíduos com gengivite crônica, porém, em indivíduos fumantes, observa-se diminuição dessas células.


The smoking habit has been considered by the literature as one of the major risk factors associated to the periodontal diseases. Substances such as nicotine can affect the vascularization, the humoral and cellular immune system. Changes in the number of inflammatory cells can also be observed in patients with chronic gingivitis. In this study we have evaluated 27 samples of gingival tissues that were divided in three groups: the first one contained 10 samples from nonsmokers patients with gingivitis (GNF), the second contained 10 samples from smokers patients with gingivitis (GF) and the last group contained 07 control samples (C) of nonsmoker patients without gingivitis. The biopsies were stained with hematoxylin-eosin and the inflammatory cells were counted and showed the density in cells/mm². The mononuclear cell infiltration was higher in the GNF (137.60 ± 53.18) and GF (91.70 ± 42.59) when compared with group C (12.43 ± 4.24) (p=0.0001 e p=0.002 respectively). When groups with gingivitis were compared to each other, there was a smaller number of inflammatory cells in the group GF (p=0.04). We conclude that there is an increase of the inflammatory infiltrate in the gingival tissue of patients with chronic gingivitis, however, in smokers patients, there in a decrease of those cells.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Gengivite , Inflamação , Doenças Periodontais , Tabaco
10.
São Paulo; s.n; 2013. 49 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-746923

RESUMO

O objetivo do presente trabalho foi comparar fumantes e não fumantes com periodontite crônica com relação a presença e quantidade de patógenos periodontais, através da reação em cadeia da polimerase em tempo real. Quarenta fumantes e quarenta não fumantes, pareados por idade, sexo e profundidade clínica de sondagem dos sítios de coleta microbiológica, foram incluídos no estudo. Foi realizado exame periodontal completo, e coletado um pool de biofilme subgengival dos sítios mais profundos de cada quadrante, em cada sujeito de pesquisa. Para confirmar os dados sobre tabagismo, os sujeitos foram submetidos à avaliação das concentrações de monóxido de carbono expirado, através de um monoxímetro. A presença e quantificação de Aggregatibacter actinomycetemcomitans, Porphyromonas gingivalis, Tannerella forsythia e Treponema denticola foi determinada pela reação em cadeia da polimerase em tempo real. Fumantes apresentaram maior média de profundidade clínica de sondagem (p = 0,001) e nível clinico de inserção (p = 0,006), e menos sítios com sangramento à sondagem (p = 0,001) do que os não fumantes. Foi observada associação entre fumo e presença de A. actinomycetemcomitans (p < 0,001). Contagens médias de A. actinomycetemcomitans (p < 0,001), P. gingivalis (p = 0,042) e T. forsythia (p < 0,001) foram significantemente maiores nos fumantes. Os resultados permitiram concluir que o fumo altera a composição da microbiota subgengival em indivíduos com periodontite crônica, com diferenças na presença e quantidade dos patógenos periodontais investigados


The aim of the present investigation is to compare smokers and nonsmokers with chronic periodontitis, regarding the presence and quantity of periodontal pathogens, using real-time polymerase chain reaction. Forty current smokers and forty never-smokers, matched for age, sex and sampling sites mean probing depth, were included in this investigation. A full-mouth periodontal examination was performed, and a pooled subgingival plaque sample was collected from the deepest site, in each quadrant, of each subject. To confirm smoking status, subjects had their expired air carbon monoxide concentrations measured with the help of a carbon monoxide monitor. The presence and quantification of Aggregatibacter actinomycetemcomitans, Porphyromonas gingivalis, Tannerella forsythia and Treponema denticola were determined by real-time polymerase chain reaction. Smokers presented greater overall mean probing depth (p = 0,001) and mean clinical attachment level (p = 0,006), and fewer bleeding on probing sites (p = 0,001). An association was observed between smoking status and presence of A. actinomycetemcomitans (p < 0.001). Counts of A. actinomycetemcomitans (p < 0,001), P. gingivalis (p = 0,042) and T. forsythia (p< 0,001) were significantly higher in smokers. We concluded that smoking changes the composition of the subgingival microbiota in chronic periodontitis patients, with differences in the presence and quantification of investigated periodontopathogens


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Microbiologia/estatística & dados numéricos , Saúde Bucal , Periodontite Crônica/diagnóstico , Tabaco
11.
Periodontia ; 22(4): 45-55, 2012. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-707572

RESUMO

Os efeitos do cigarro têm sido extensivamente estudados no âmbito médico e odontológico. Evidências científicas sugerem forte associação entre as diferentes formas de consumo do tabaco, e a intensidade desse consumo, na saúde gengival e na perda de inserção periodontal. Desta maneira, tem-se a recessão gengival como uma condição bastante prevalente em fumantes. Estudos têm reportado também piores respostas cicatriciais dos fumantes aos acessos cirúrgicos para raspagem e alisamento radicular, nas cirurgias regenerativas e nas plásticas periodontais. Dentre os efeitos dos componentes do cigarro, algumas alterações imunoinflamatórias são sugeridas e a literatura médica tem demonstrado que o fumo dificulta o processo de revascularização dos tecidos duros e moles, o que pode influenciar negativamente nos resultados dos procedimentos cirúrgicos periodontais. A solução para o recobrimento de superfícies radiculares expostas perpassa pela realização de procedimento cirúrgico delicado, podendo ter seus resultados alterados por diversos fatores, e sua previsibilidade ainda mais crítica em pacientes fumantes. Diante do exposto, o objetivo deste artigo é avaliar, por meio de uma revisão de literatura, a influência do fumo na cicatrização pós-cirúrgica e nos resultados das diferentes técnicas de recobrimento radicular.


The effects of cigarette consumption have been extensively studied in the medical and dental community. Scientific evidences have proposed a strong association between the different types of tobacco consumption and the intensity of its usage in the gingival condition, periodontal attachment loss and the severity of periodontal disease, which makes the gingival recession a condition frequently observed on smokers. Papers have reported worse results on smokers to debridement flap surgery, guided tissue regeneration and periodontal plastic surgery. Among the effects of the cigarette’s different components, some immunoinflammatory alterations have been suggested and the medical literature has demonstrated that tobacco impairs the revascularization of soft and hard tissue, thus negatively influencing the periodontal surgical treatments. The solution for the coverage of exposed root surfaces permeates the achievement of delicate surgery procedure. Its results may be altered by a number of factors and its predictability becomes even more critical on smokers. Before the above, the objective of this article is to evaluate, through a review of the literature, the tobacco’s effects on the wound healing and on the results of the several root coverage techniques.


Assuntos
Humanos , Retração Gengival , Tabaco
12.
Periodontia ; 21(2): 49-56, 2011. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-642355

RESUMO

O habito de fumar tem sido considerado um dos principais fatores de risco associado com a doença periodontal crônica, por estar associado com um aumento da prevalência e severidade da doença. A exposição ao fumo eleva o risco do desenvolvimento de periodontite podendo exercer um forte impacto sobre o acumulo de calculo subgengival. O objetivo deste estudo foi avaliar a presença do calculo subgengival em fumantes com periodontite crônica. Para tanto foram analisados os prontuarios odontológicos e radiografias de 76 pacientes, 26 fumantes (FUM) e 50 não fumantes(NFUM). Fumantes apresentaram significantemente (p< 0,05) maior percentagem de sítios com profundidade de respectivamente, havendo uma diferença significante entre os grupos. Quando os sítios proximais foram estratificados...


Cigarette smoking has been considered one of the major risk factor associated with chronic periodontal disease, being associated with an increased prevalence and severity of disease. Cigarette smoking exposure increases the risk of developing periodontitis and may have a powerful impact on the accumulation of subgingival calculus. The aim of this study was to evaluate the presence of subgingival calculus in smokers with chronic periodontitis. Therefore, it was examined dental records and radiographs of 76 patients, 26 smokers (SM) and 50 non-smokers (NSM). Smokers had significantly (p< 0.05) higher percentage of sites with probing depth (PD) ¡Ý5 (SM = 32.8%; NSM = 25.7%) as well as lower Gingival lndex (GI) (SM = 21.8%; NSM = 36.2%). ln the analysis of proximal sites with subgingival calculus, SM and NSM showed 37.7% and 30.2% of sites respectively, with a significant difference between groups. When the proximal sites were stratified in relation to PD, this difference was observed only in shallow sites, ¡Ü 4 mm (SM = 31.7%; NSM = 25.4%) but not in the deeper sites, ¡Ý5 mm (SM = 49.9%; NSM= 51.3%). The smokers had a higher amount of subgingival calculus than non-smokers.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Cálculos Dentários , Periodontite , Tabaco
13.
Stomatos ; 16(31): 23-36, jun.-dez. 2010. graf, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-693943

RESUMO

Este trabalho teve como propósito avaliar a condição periodontal e o nível de higiene oral em pacientes fumantes e não fumantes. Trata-se de um estudo prospectivo, no qual foram examinados 30 pacientes, 15 fumantes (Grupo I) e 15 não fumantes (Grupo II), os quais foram submetidos a um questionário e a exames para se determinar o Índice de Higiene Oral Simplificado, a Perda de Inserção Periodontal, a Recessão Vestibular e Lingual ou Palatina e a Mobilidade dentária. No Índice de Higiene oral Simplificado, 53,3% do Grupo I e 63,7% do Grupo II demonstraram higiene oral regular. No que diz respeito ao Índice Gengival, o Grupo I e o Grupo II apresentaram gengivite leve em 86,7% e 66,7% dos casos, respectivamente. No Grupo II, 20% dos indivíduos exibiram gengivite moderada e 33% periodontite, enquanto que no Grupo I apenas 13,3% apresentaram gengivite e 14% periodontite. Quanto ao Índice de Perda de Inserção, o Grupo I revelou uma maior perda de inserção do que o Grupo II, onde apenas 4,4% apresentaram perda variável entre 9-11mm, ocorrendo predominantemente na região de incisivos inferiores (60%). A recessão vestibular no Grupo I foi observada em 61,2% dos indivíduos e no Grupo II em 38,8%. Já a recessão lingual esteve presente em 70,9% dos indivíduos do Grupo I e em 29,1% do Grupo II. A mobilidade dentária ocorreu apenas no Grupo I, sendo verificada em 100% dos casos, com 57% dos pacientes exibindo grau II e 43% grau I. Os resultados demonstraram que os pacientes do Grupo I exibiram mais recessão gengival e mobilidade dentária e maiores índices de Higiene Oral Simplificado e de Perda de Inserção Periodontal do que aqueles do Grupo II, confirmando assim a influência negativa do fumo sobre a condição periodontal.


This study aimed to evaluate the periodontal status and level of oral hygiene in smokers and non smokers enrolled in the Clinic of Dentistry, State University of Paraíba. A prospective study examining 30 patients, including 15 smokers (Group I) and 15 non-smokers (Group II). All components of the sample were subjected to a questionnaire and examination to determine the Oral Hygiene Index Simplified, the Periodontal Attachment Loss in Recession Vestibular and lingual or palate and tooth mobility. Through the Oral Hygiene Index Simplified, Group I showed 53.3% of regular oral hygiene and Group II 63.7%, and the gingival index, Group I and Group II had mild gingivitis 86.7% and 66.7% respectively. Group II had 20.0% in moderate gingivitis, while Group I, 13.3%. In Group I, 33% had periodontitis, twice as many Group II (14%), relative to Index Insertion Loss, Group I showed a greater insertion loss of 4.4% with a loss of 9-11mm, predominantly in region of central incisor and lateral lower (60%), buccal recession in Group I was in (61.2%), while Group II had 38.8%, already in recession lingual Group I showed 70.9% and Group II 29.1%. The tooth mobility occurred only in Group I (100%), with 57% grade II and 43% grade I. The results showed that patients in Group I showed higher values with respect to the indexes studied, confirming the negative influence of smoking on the periodontal condition.


Assuntos
Doenças Periodontais , Fumar , Tabaco/efeitos adversos , Gengivite , Técnicas de Movimentação Dentária , Higiene Bucal , Periodontite
14.
Rev. bras. implantodontia ; 16(3): 12-14, jul.-set. 2010.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857168

RESUMO

O sucesso dos implantes osseointegrados está diretamente relacionado com a correta seleção do paciente para este tipo de tratamento, devendo ser observadas as indicações e contra-indicações de cada caso. Em situações onde o rebordo ósseo maxilar apresenta-se com pouca qualidade e/ou quantidade óssea, cirurgias adicionais como a elevação do seio maxilar podem ser necessárias. O tabagismo é considerado uma contra-indicação para a cirurgia de levantamento do seio maxilar, pois os componentes tóxicos do fumo interferem nos processos de cicatrização e osseointegração. Alterações causadas pelo fumo incluem a diminuição do suprimento sanguíneo através da vasoconstricção e aumento da adesividade plaquetária, inibição da síntese de fibroblastos, alteração da atividade osteoblástica, entre outros. Como a literatura demonstra índices de sucesso dos implantes realizados em área de enxerto maxilar nos pacientes fumantes, inferiores àqueles observados nos pacientes que não tem o hábito de fumar, deve-se considerar a possibilidade de alertar o paciente para a cessação do hábito antes da realização da cirurgia para que o risco de insucesso seja minimizado


The success of dental implants is directly related to proper patient selection for this type of treatment should be observed indications and contraindications of each case. In situations where the jaw bone edge is presented with poor quality and/or quantity of bone, additional surgeries as the elevation of the maxillary sinus may be necessary. Smoking is considered a contraindication for surgery of maxillary sinus, because the toxic components of smoke interfere with wound healing and osseointegration. Alterations caused by smoking include reduced blood supply by vasoconstriction and increased platelet adhesion, inhibition of fibroblasts, alteration of osteoblastic activity, among others. As the literature shows success rates of implants in the jaw area of the graft in smokers, lower than those observed in patients who do not have the habit of smoking, should consider the possibility of alerting the patient to stop smoking prior to surgery so that the risk of failure is minimized


Assuntos
Implantação Dentária Endo-Óssea , Seio Maxilar , Tabagismo , Nicotina , Tabaco
15.
Rev. dental press periodontia implantol ; 4(1): 79-89, jan.-mar.2010. tab, graf
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857755

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento e as atitudes dos cirurgiões-dentistas em relação aos métodos de aconselhamento para que os pacientes deixem de fumar. Para tanto, foi distribuído um questionário a 70 cirurgiões-dentistas na região de Maringá/PR, contemplando, entre outras questões, os métodos aplicados no aconselhamento de pacientes fumantes e a receptividade dos mesmos a tal intervenção. Ao todo, 40 profissionais retornaram o questionário. Os resultados mostraram que a maioria dos profissionais demonstra grande interesse pela relação do tabaco com os problemas bucais (65%), acha possível inserir a abordagem e tratamento dos fumantes na rotina de atendimento (60%), conhece algum método de intervenção para ajudar na cessação do hábito (55%) e promove intervenção (32,5%). Porém, o resultado dessa intervenção é mínimo, pois a maior parte dos pacientes não demonstra interesse nas orientações e tem pouca intenção em parar de fumar (57,5%), fazendo com que a maioria dos profissionais considere baixo o índice de sucesso das intervenções (45%). Sendo assim, dentro dos limites do presente estudo, pode-se concluir que o número de cirurgiões-dentistas que não intervêm ainda é grande e a intervenção, quando feita, fica mais voltada a perguntas e aconselhamentos sobre o hábito, ficando relegados a segundo plano o acompanhamento mais intenso e direcionado do paciente fumante, bem como o aconselhamento de métodos alternativos para se deixar de fumar como, por exemplo, a terapia de reposição de nicotina.


The aim of the present study was to evaluate the knowledge and the attitudes of dentists in relation to the methods of counseling for smoking cessation. Therefore, a questionnaire was distributed to 70 dentists in the city of Maringá, Paraná State/Brazil, dealing with questions such as the methods applied for smokers advice and the receptiveness of these patients for such intervention. Forty professionals answered the questionnaire. The results showed that most professionals demonstrate great interest in the relationship between tobacco and oral problems (65%), they think that it is possible to insert smokers counseling and treatment in the daily office service (60%), know some method of intervention for smoking cessation (55%), and do counseling (32,5%). However, they do minimal intervention, because most of the patients is not interested counseling and has little interest in quit smoking (57,5%). This way, most part of dentists considers the counseling success rate low (45%). Hence, within the limits of the present study, it can be assumed that the number of professionals that does not get involved is still high and the intervention, when it is done, is more concentrated in questions and advises about smoking, being relegated to second plan the more intense and direct counseling of smokers, as well as the advise of alternative methods for quit smoking, such as the therapy of nicotine replacement.


Assuntos
Humanos , Padrões de Prática Odontológica , Relações Dentista-Paciente , Abandono do Uso de Tabaco , Tabaco
16.
Periodontia ; 19(4): 68-74, 2009. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-576717

RESUMO

O fumo representa a maior causa de morte e invalidez passível de prevenção. É também o maior fator de risco na prevalência, extensão e gravidade das doenças periodontais. O abandono deste vício por meio de estratégias empregadas por profissionais da área da saúde é considerado uma ação extremamente efetiva. As três técnicas: aconselhamento, terapia de reposição de nicotina e terapia medicamentosa são as mais utilizadas para a terapia antitabágica pela praticidade, segurança e grau de eficiência. O objetivo desta revisão de literatura é descrever estas três técnicas, bem como suas taxas de sucesso e a importância do cirurgião-dentista em auxiliar os pacientes fumantes no abandono deste hábito.


Smoking is the largest single preventable cause of mortality and morbidity worldwide. It is also the most prominent risk factor for the prevalence, extent and severity of periodontal diseases. The cessation of this habit through anti-smoking strategies employed by health care professionalsis considered an extremely effective action. Three smoking cessation techniques: counseling, nicotine replacement therapy, and drug therapy are the ones most employed by their simplicity, safety and efficiency. The aim of this literature review is to describe these techniques, their success rates, and to highlight the importance of the dental team at assisting patients to quit smokin.


Assuntos
Padrões de Prática Odontológica , Tabaco , Abandono do Uso de Tabaco , Tabagismo
17.
Periodontia ; 19(1): 58-64, 2009. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-544300

RESUMO

Dentes que apresentam lesão de furca tem maior probabilidade de perda ao longo do tempo, pois irregularidades da anatomia radicular favorecem o acúmulo de placa localmente. A resposta ao tratamento da doença periodontal também tende a ser menos previsível devido às dificuldades de se conseguir a remoção adequada do biofilme dental nesta região. O objetivo deste estudo foi verificar a freqüência da lesão de furca em pacientes que procuram atendimento odontológico em Universidade e investigar a associação da lesão de furca ao fumo e idade, dois fatores de risco consagrados para a doença periodontal. Foi conduzido um estudo transversal na clínica de Periodontia da UNESP-S. J. Campos. Foi avaliado um total de 205 pacientes, que se submeteram ao exame clínico periodontal, para detectar o envolvimento de furca. O grau de envolvimento de furca baseou-se no critério de Hamp et al (1975). Dados como sexo, faixa etária e hábito de fumar também foram registrados. As associações de risco foram avaliadas pelo teste do qui-quadrado e regressão logística e foram consideradas significativas se P<0,05. Quatro grupos de dentes foram comparados: primeiros e segundos molares superiores e inferiores. Não houve diferença estatisticamente significativa para o gênero em todos os grupos. Verificou-se que o fumo é um fator de risco para lesão de furca, nos primeiros e segundos molares inferiores e nos primeiros molares superiores. As faixas etárias de 31 a 45 e de 41 a 60, também foram associadas à lesão de furca, nos grupos de dentes estudados. Concluímos que a prevalência de lesões de furca é semelhante entre os grupos de dentes molares e o fumo e a idade foram considerados fatores de risco para a lesão de furca.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Efeito Idade , Defeitos da Furca , Doenças Periodontais , Tabaco/efeitos adversos , Fatores de Risco
18.
Campinas; s.n; 2009. 79 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-865159

RESUMO

Este estudo avaliou clinicamente a efetividade e a previsibilidade da técnica do retalho modificado posicionado coronalmente associado ao enxerto de tecido conjuntivo subepitelial utilizada no recobrimento radicular de recessões gengivais múltiplas adjacentes em fumantes e não-fumantes. Foram selecionadas 34 recessões Classes I e/ou II de Miller em 12 pacientes. Os parâmetros clínicos de profundidade de sondagem (PS), nível clínico de inserção (NCI), nível da margem gengival (NMG) e faixa de tecido queratinizado (FTQ) foram avaliados no exame inicial e 6 meses após o procedimento cirúrgico. Todos os pacientes foram tratados usando retalho modificado posicionado coronalmente associado ao enxerto livre de tecido conjuntivo subepitelial. Os dados foram analisados pelo teste t que indicaram diferença estatística significante (p<0,001) entre o baseline e 6 meses para todos os parâmetros estudados. O NMG apresentou uma redução média de 2,4±0,7mm, indicando um recobrimento radicular médio de 92,3%. O recobrimento radicular total foi encontrado em 82,3% dos sítios tratados. O NCI diminuiu 1,8±0,7mm, enquanto que a PS e FTQ aumentaram em média 0,6±0,6mm e 1,0±0,9mm, respectivamente. A técnica de retalho modificado posicionado coronalmente associado ao enxerto de tecido conjuntivo subepitelial apresentou efetividade e previsibilidade no recobrimento radicular de recessões múltiplas adjacentes. O hábito de fumar pareceu não ter interferido nos resultados clínicos.


This clinical study evaluated the effectiveness and predictability of the modified coronally positioned flap technique associated with the subepithelial connective tissue graft used for root coverage of adjacent multiple gingival recessions in smokers and non-smokers. Thirty-four Miller Classes I and/or II recessions were selected in twelve subjects. The clinical parameters, probing depth (PD), clinical attachment level (CAL), recession depth (RD) and keratinized tissue (KT) were measured at baseline and 6 months after surgical procedure. All patients were treated using a modified coronally advanced flap associated with the subephitelial connective tissue graft. All data were analysed by t test which indicated significant statistical difference (p<0,001) between both at baseline and 6 months for all parameters studied. RD presented an average reduction of 2,4± 0,7mm, indicating the average root coverage of 92,3%. The complete root coverage was found in 82,3% of the treated defects. CAL also decreased 1,8±0,7mm, while PD and KT increased in average 0,6±0,6mm and 1,0±0,9mm, respectively. The modified coronally positioned flap technique associated with the subepithelial connective tissue graft presented effectiveness and predictability in the root coverage of adjacent multiple gingival recessions. The smoking habit seemed not to interfere negatively in the clinical results.


Assuntos
Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Tecido Conjuntivo , Periodontia , Retração Gengival/diagnóstico , Retração Gengival/prevenção & controle , Tabaco/efeitos adversos , Tabaco/toxicidade
19.
Rev. dental press periodontia implantol ; 2(4): 24-27, out.-dez. 2008.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857703

RESUMO

O impacto do consumo de cigarros na saúde geral tem sido amplamente discutido na literatura médica. Sabe-se que o hábito de fumar está intimamente relacionado com um maior risco de doenças cardíacas e vários tipos de câncer. Observa-se, ainda, uma forte correlação com as doenças obstrutivas pulmonares crônicas, doenças vasculares periféricas, enfisema pulmonar, osteoporose e diabetes.


Assuntos
Periodontia , Cirurgia Bucal , Tabagismo/efeitos adversos , Fatores de Risco , Tabaco/efeitos adversos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA