Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. dent. sci ; 21(4): 367-376, 2018.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-965232

RESUMO

Objective: Gingivitis is caused by a mixture of Gram-positive and Gram-negative species and is characterized by inflammatory exudate in the marginal region. Probiotics have been introduced in the prevention and treatment of periodontal diseases and represent an innovative approach to maintaining oral health using beneficial bacteria when administered in adequate amounts. The mechanism of action of probiotics in the oral cavity is not fully understood but is commonly explained by a combination of local and systemic immunomodulation. The results of the studies suggest that probiotics may be useful in the prevention and treatment of gingivitis, but their effectiveness is still very questionable. Thus, more in vivo research is needed through randomized controlled studies evaluating the main periodontal clinical parameters, levels of inflammatory mediators and microbiological analyzes, especially to elucidate some still unknown mechanisms of action and to ensure the use of probiotics as an effective therapy in the prevention and treatment of gingivitis. (AU)


Objetivo: A gengivite é causada por uma mistura de espécies Gram-positivas e Gram-negativas e é caracterizada pelo exsudado inflamatório na região marginal. Os probióticos tem sido introduzido na prevenção e tratamento das doenças periodontais e representam uma abordagem inovadora para manter a saúde bucal através da utilização de bactérias benéficas quando administradas em quantidades adequadas. O mecanismo de ação dos probióticos na cavidade bucal não é totalmente compreendido, mas é comumente explicado por uma combinação de imunomodulação local e sistêmica. Os resultados dos estudos sugerem que os probióticos podem ser úteis na prevenção e tratamento da gengivite, porém sua eficácia é muito questionável ainda. Desta forma, são necessárias mais pesquisas in vivo através de estudos randomizados controlados avaliando os principais parâmetros clínicos periodontais, níveis de mediadores inflamatórios e analises microbiológicas, especialmente para elucidar alguns mecanismos de ação ainda desconhecido e para assegurar a utilização dos probióticos como terapia eficaz na prevenção e tratamento da gengivite.(AU)


Assuntos
Doenças Periodontais , Probióticos , Gengivite , Bactérias Aeróbias Gram-Negativas , Bactérias Gram-Positivas
2.
Belo Horizonte; s.n; 2011. 73 p.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-715086

RESUMO

A diabetes mellitus e a doença periodontal são doenças inflamatórias crônicas que têm um grande impacto na saúde e no bem estar sistêmico. A doença periodontal é uma doença inflamatória crônica induzida por bactérias Gram-negativas e anaeróbicas...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Diabetes Mellitus/etiologia , Doenças Periodontais/complicações , Doenças Periodontais/etiologia , Bactérias Aeróbias Gram-Negativas/fisiologia
4.
PCL ; 1(4): 317-324, 1999. ilus, tab, graf, CD-ROM
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-853213

RESUMO

Os meios de desinfecção empregados em prótese dentária visam prevenir contaminação cruzada durante todas as etapas clínicas e laboratoriais do tratamento protético. O presente estudo avaliou a efetividade da mistura da pedra-pomes utilizada para polimento com um desinfetante químico, associada à desinfecção prévia da prótese. Por meio da realização de testes microbiológicos das próteses e da pedra-pomes utilizada verificou-se que o meio de polimento sem tratamento desinfectante é uma fonte potencial de contaminação cruzada, mesmo quando a prótese a ser polida é previamente desinfectada, evidenciada pela alta prevalência de pactérias não-orais, principanmente Acinetobacter e Bacillus Gram-negativos. Por outro lado, comprovou-se que a desinfecção prévia da prótese, seguida de polimento em meio desinfectado elimina os riscos de contaminação cruzada durante o polimento. Dessa forma, concluiu-se que a associação da pedra-pomes com o hipoclorito de sódio é um meio efetivo de prevenção de contaminação cruzada no laboratório de prótese e entree o laboratório e o consultório odontológico


Assuntos
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle , Desinfecção , Prótese Dentária/microbiologia , Meios de Cultura , Polimento Dentário , Bactérias Aeróbias Gram-Negativas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA