Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Cient. CRO-RJ (Online) ; 3(3): 75-78, Sept.-Dec. 2018.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1022124

RESUMO

Introduction: Garrè's osteomyelitis is a rare, chronic infection associated with proliferative periostitis that induces reactional bone neoformation. Objective: To report the clinical case of successful treatment of Garre's osteomyelitis in a young patient. Case report: An 11-year-old girl visited a dental clinic with complaints of volume increase in the mandibular border accompanied by pain and facial asymmetry. Computed tomography revealed extensive tooth destruction, a periapical lesion, and several radiopaque bone laminations parallel to the mandible cortex, all findings suggestive of Garrè's osteomyelitis. The patient was treated by tooth removal and antibiotic therapy, and the condition was completely resolved, with decreased facial asymmetry at the 6-month follow up. Conclusion: Once the diagnosis of Garrè's osteomyelitis is established and proper treatment is provided, the prognosis tends to be extremely favorable and bone remodeling should be considered until the affected surface returns to its normal anatomy.


Introdução: A osteomielite de Garrè é um tipo raro e crônico de infecção óssea associado a periostite proliferativa que induz neoformação óssea reacional. Objetivo: relatar o caso clínico de osteomielite de Garrè em uma paciente jovem tratada com sucesso. Relato de caso : Paciente do gênero feminino, 11 anos compareceu ao serviço odontológico com queixa de aumento de volume em borda de mandíbula acompanhada de dor e assimetria facial. A tomografia computadorizada revelou extensa destruição dentária associada a lesão periapical e a presença de várias laminações ósseas radiopacas paralelas ao cortical da mandibula, sugerindo o diagnóstico de osteomielite de Garrè. O caso foi tratado com a remoção do elemento dentário associado a antibioticoterapia, o que resolveu completamente a infecção e diminuiu a assimetria facial conforme constatado após 6 meses de proservação. Conclusão: Uma vez estabelecido o diagnóstico de osteomielite de Garrè, e a infecção adequadamente tratada, o prognóstico tende a ser extremamente favorável e a remodelação óssea deve ocorrer continuamente até que a superfície retorne à sua anatomia normal.


Assuntos
Feminino , Osteomielite , Extração Dentária , Doenças Ósseas Infecciosas , Tomografia Computadorizada por Raios X , Antibioticoprofilaxia
2.
Dent. press implantol ; 6(3): 18-25, jul.-set. 2012.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-681715

RESUMO

As reações ósseas frente às demandas funcionais e agressões são diferentes de acordo com a morfologia do local, intensidade e duração da irritação e do estado sistêmico do paciente. Nesse trabalho, inicialmente procurou-se correlacionar esses três importantes fatores para compreender o resultado final na estrutura óssea, especialmente do ponto de vista imaginológico. Em seguida, são apresentados os conceitos dos nomes universalmente aceitos para identificar as doenças ósseas inflamatórias, de forma a facilitar a comunicação científica e clínica entre os profissionais.


The bone reactions before functional demands and aggressions are different according to the local morphology,intensity and duration of the irritation and systemic state of the patient. In this work, initially it was sought to correlate these three important factors to comprehend the final result on the bone structure, especially from the imaging point of view. Then, it was presented the concepts of universally accepted names to identify inflammatory bone diseases, in order to facilitate the scientific and clinical communication between professionals.


Assuntos
Humanos , Doenças Ósseas Infecciosas/classificação , Doenças Ósseas Metabólicas/classificação , Doenças Ósseas/classificação , Osso e Ossos/anatomia & histologia
3.
Dent. press endod ; 2(2): 12-19, 2012. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-837337

RESUMO

As doenças ósseas reacionais inflamatórias são frequentes nos maxilares e associadas às lesões periapicais. Um abscesso dentoalveolar crônico representa uma osteíte crônica purulenta, assim como o granuloma periapical uma osteíte crônica granulomatosa. Imaginologicamente, as lesões periapicais inflamatórias crônicas são osteítes que se manifestam ora como rarefações ósseas, ora como áreas esclerosadas. Os termos "lesão rarefaciente difusa" ou "esclerosante no periápice" são aplicados em laudos para identificar lesões periapicais crônicas inflamatórias que representam verdadeiras lesões ósseas inflamatórias reacionais com nomes específicos pela relação direta com os dentes como o abscesso dentoalveolar e granulomas periapicais. Quando os dentes são extraídos, podem deixar alterações estruturais imaginologicamente detectadas, como escleroses e rarefações ósseas, sem a possibilidade de estabelecer uma relação de causa e efeito, dificultando um diagnóstico seguro. Nos planejamentos, o diagnóstico prévio do estado ósseo implica em reconhecer as lesões e situações patológicas. A uniformização da nomenclatura e conceitos pode facilitar a comunicação e o estabelecimento de protocolos e condutas uniformes.


Assuntos
Humanos , Osso e Ossos/anatomia & histologia , Doenças Ósseas Infecciosas/classificação , Doenças Ósseas/classificação , Doenças Periodontais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA