Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Ciênc. Plur ; 6(2): 156-169, 2020. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100324

RESUMO

Introdução:Vivencia-se na atualidade uma pandemia causada pelo novo Coronavírus,o qual é transmitido por meio de gotículas de saliva, espirro e tosse, fazendo-se necessário mudanças na assistência ao paciente. Objetivo:Descrever a experiência com a construção de um Procedimento Operacional Padrão para assistência nutricional em pacientes acometidos pelo Coronavírus. Metodologia:Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência,vivenciado pela equipe de residentes multiprofissionais em nutrição do Hospital Universitário Onofre Lopes,da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Resultados:Baseado nas recomendações da Organização Mundial de Saúde e do Conselho Federal de Nutrição e, com a participação dos profissionais do serviço, foi construído o referido procedimento que descreve as boas práticas na triagem, avaliação e conduta nutricional. Conclusão:A implantação e implementação do POP oportunizou a interação de conhecimentos e novas condutas assistenciais, mesmo diante das limitações estruturais, de equipamentos de proteção individual e de medidas de contingenciamento implementadas no serviço (AU).


Introduction:We are currently experiencing a pandemic caused by the new Coronavirus, which is transmitted through droplets of saliva, sneezing and coughing, making changes in patient care necessary. Objective:To describe the experience with the construction of a Standard Operating Procedure for nutritional assistance in patients affected by the Coronavirus. Methodology:This is a descriptive study, an experience report, experienced by the team of multiprofessional residents in nutrition at the Hospital Universitário Onofre Lopes, at the Federal University of Rio Grande do Norte. Results:Based on the recommendations of the World Health Organization and the Federal Nutrition Council and, with the participation of service professionals, the referred procedure was developed, which describes good practices in screening, assessment and nutritional conduct. Conclusion: The implementation and implementation of SOP provided an opportunity for the interaction of knowledge and new care behaviors, even in the face of structural limitations, personal protective equipment and contingency measures implemented in the service (AU).


Introducción:Actualmenteestamos experimentando una pandemia causada por el nuevo Coronavirus, que se transmite a través de gotas de saliva, estornudos y tos, lo que hace que sea necesario realizar cambios en la atención del paciente. Objetivo:Describir la experiencia con la construcción de un Procedimiento Operativo Estándar para asistencia nutricional en pacientes afectados por el Coronavirus. Metodología:Este es un estudio descriptivo, un informe de experiencia, experimentado por el equipo de residentes multiprofesionales en nutrición del Hospital Universitário Onofre Lopes, de la Universidad Federal de Río Grande del Norte. Resultados:Basado en las recomendaciones de la Organización Mundial de la Salud y el Consejo Federal de Nutrición y, con la participación de profesionales de servicio, se desarrolló el procedimiento referido, que describe buenas prácticas en la detección, evaluación y conducta nutricional. Conclusión:La implementación e implementación de SOP brindó una oportunidad para la interacción del conocimiento y los nuevos comportamientos de atención, incluso frente a limitaciones estructurales, equipos de protección individual y medidas de contingencia implementadas en el servicio (AU).


Assuntos
Protocolos Clínicos/normas , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Assistência Integral à Saúde , Nutricionistas , Brasil , Aprendizagem Baseada em Problemas/métodos , Promoção da Saúde
3.
Braz. dent. sci ; 23(2,supl): 1-12, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100181

RESUMO

This review highlights the main findings on the biology of SARS CoV-2 and the strategies to combat COVID 19 pandemic. Since the initial outbreak in China on December 2019, the international scientific community joined efforts in an unprecedent public health battle. In late May 2020, 5 204 508 cases and 337 687 deaths have been reported by World Health Organization, with higher number of cases in Europe and Americas. SARS-CoV-2 was described as a novel variant from the coronavirus family and its genome was sequenced within a few months while COVID 19 quickly spread worldwide. The main cell receptor (angiotensin converting enzyme 2) was identified as involved in the invasion of host cells. As a result of the findings from cell biology, immunology and clinical studies, the pathogenesis of the virus started to be understood but it has been not fully elucidated so far. While a massive effort for the development of a vaccine is on course, preventive protocols for infection control have been proposed. Many studies on the discovering of effective therapeutic protocols have been developed, particularly on the redirection of already approved substances, but no gold standard treatment was established until now. An overview on the envisioned socioeconomic and politic impacts suggest that our society will be transformed after COVID 19 pandemia. As a result, deep changes in science, politics, socioeconomic and healthcare priorities shall appear in post-pandemia agenda.(AU)


Esta revisão destaca os principais relatos sobre a biologia do SARS CoV-2 e as estratégias para combater a epidemia de COVID 19. Desde o surto inicial na China, em dezembro de 2019, a comunidade científica internacional uniu esforços em uma batalha de saúde pública sem precedentes. No final de maio de 2020, 5.204.508 casos e 337.687 mortes foram reportadas pela Organização Mundial da Saúde, com maior número de casos na Europa e nas Américas. O SARS-CoV-2 foi descrito como uma nova variante da família coronavírus e seu genoma foi sequenciado em poucos meses, enquanto a COVID 19 se espalhou rapidamente pelo mundo. O receptor celular principal (angiotensin converting enzyme 2) foi identificado como envolvido no processo de invasão às células do hospedeiro. Como resultado das descobertas da biologia celular, imunologia e estudos clínicos, a patogênese do vírus começou a ser entendida mas não está completamente elucidada até o momento. Enquanto um grande esforço para o desenvolvimento da vacina está em curso, protocolos preventivos para o controle de infeção foram propostos. Muitos estudos para o estabelecimento de protocolos terapêuticos efetivos têm sido desenvolvidos, particularmente no reposicionamento de substâncias já aprovadas, porém nenhum tratamento padrão foi estabelecido até o momento. Uma visão geral dos impactos políticos e socioeconômicos previstos sugerem que nossa sociedade será transformada após a pandemia de COVID 19. Como resultado, mudanças profundas nas prioridades da ciência, política, área socioeconômica e saúde deverão surgir na agenda póspandemia.(AU)


Assuntos
Infecções por Coronavirus , Coronavirus , Pandemias , Betacoronavirus
4.
Braz. dent. sci ; 23(2,supl): 1-7, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100187

RESUMO

Older adults may face many barriers when accessing oral health care. The most vulnerable groups are people living in long term care institutions and the homebound. These barriers are related but not limited to socio-economic issues, medical and oral health problems. Some socio-economic problems are lack of finances, absence of dental insurance, lack of social support networks, and being institutionalized. Some general health problems are multiple co-morbidities, polypharmacy, dementia, and reduced autonomy. Some oral health problems are having heavily restored dentitions, dry mouth, root caries, and inability to maintain adequate oral hygiene independently. In addition to these existing barriers, many new barriers have arisen which are expected to further reduce access to oral health care for older adults due to the emergence of the COVID-19 pandemic. Older adults are at greater risk of fatal outcomes from COVID-19 infection and many dental procedures have an increased risk of creating aerosols, thereby spreading COVID-19 infection. Consequently, older adults due to fear are less likely to seek or receive oral health care until a treatment or vaccine is developed for COVID-19 infections. In this article, the authors discuss the implications of the COVID-19 pandemic to the practice of geriatric dentistry, and what is expected to be the "new normal" in this field of dentistry (AU)


Os idosos geralmente enfrentam muitas barreiras para acessar os serviços de saúde bucal. Os grupos mais vulneráveis são formados por pessoas que vivem em instituições de longa permanência ou estão restritos às suas casas. Essas barreiras estão relacionadas, entre outras, a questões socioeconômicas e problemas de saúde geral e oral. Alguns problemas socioeconômicos são: problemas financeiros, falta de convênio odontológico, falta de redes de apoio social e institucionalização. Alguns problemas gerais de saúde são: múltiplas comorbidades, polifarmácia, demência e autonomia reduzida. Alguns problemas de saúde bucal são: dentição muito restaurada, boca seca, cárie radicular e incapacidade de manter uma higiene bucal adequada de forma independente. Além das barreiras já existentes, devido ao surgimento da pandemia de COVID-19 surgiram novas barreiras que deverão reduzir ainda mais o acesso aos cuidados de saúde bucal para idosos. Idosos correm maior risco de complicações fatais da COVID-19 e muitos procedimentos odontológicos têm um risco aumentado de gerar aerossóis, espalhando assim a COVID-19. Consequentemente, os idosos têm menor probabilidade de procurar ou receber cuidados de saúde bucal devido ao medo, até que um tratamento ou vacina seja desenvolvido para a COVID-19. Neste artigo, os autores discutem as implicações da pandemia de COVID-19 na prática da odontologia geriátrica e o que se espera ser o "novo normal" nesse campo da Odontologia.(AU)


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Idoso , Envelhecimento , Saúde Bucal , Infecções por Coronavirus , Betacoronavirus , Odontologia Geriátrica
5.
Braz. dent. sci ; 23(2,supl): 1-10, 2020. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100194

RESUMO

The current outbreak of coronavirus 2019 (COVID-19) challenges how professional standards have been defined so far. In Dentistry, biosafety measures already taken by professionals have been intensified, aiming to offer the patient urgent and emergency treatment with safety for both. In this context, Restorative Dentistry is responsible for the care of patients with caries injuries, with or without symptoms and, fractures of teeth and existing restorations. This article guides professionals, during the pandemic period, on the risks involved in adult and pediatric dental care for patients with restorative needs. It also discusses strategies to optimize clinical practice, reducing risks of contamination and virus transmission. (AU)


O atual surto de coronavírus 2019 (COVID-19), fez com que muitos profissionais repensassem sua postura de trabalho. Na Odontologia, medidas de biossegurança já realizadas pelos profissionais, foram intensificadas, com o objetivo de oferecer ao paciente um tratamento de urgência e emergência com segurança para ambos. Neste contexto, a Odontologia Restauradora é responsável pelo atendimento de pacientes com lesões de cárie, com ou sem sintomatologia, e fraturas de dentes e restaurações já existentes. Este trabalho orienta os profissionais quanto aos riscos envolvidos no atendimento odontológico, adulto e pediátrico, de paciente com necessidades restauradoras durante o período de pandemia. O artigo também discute estratégias para otimizar o atendimento, diminuindo riscos de contaminação e transmissão do vírus. (AU)


Assuntos
Infecções por Coronavirus , Contenção de Riscos Biológicos , Odontologia , Pandemias
6.
Braz. dent. sci ; 23(2,supl): 1-8, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100310

RESUMO

Background: Temporomandibular disorder (TMD) belongs to a heterogeneous group of musculoskeletal and neuromuscular conditions involving the temporomandibular joint complex, musculature and adjacent components. These conditions can generate signs and symptoms and be influenced by an altered biopsychosocial condition. Objective: This study aims to seek information to assist the patient in the presence of TMD signs and symptoms and Orofacial Pain, associated with the period of social isolation during the COVID-19 pandemic. Material and methods: For the preparation of this manual, a bibliographic search was performed in the databases PubMed, Latin American and Caribbean Health Sciences Literature (LILACS), BBO (BVS), Scopus, Web of Science and The Cochrane Library, using the keywords: orofacial pain, temporomandibular disorders, bruxism, stress, anxiety, biopsychosocial, diagnosis, self-care with important information on how to reduce and control the signs and symptoms of TMD and Orofacial Pain in this moment of pandemic that we are experiencing a social detachment. Results: The results show that the pandemic of COVID-19 and the need for social isolation, generates psychological impact that raises the pattern of anxiety and can directly affect patients with bruxism and TMD. Conclusion: Psychological factors associated with the pandemic can lead to an increased risk of developing, worsening and perpetuating bruxism, especially waking bruxism and TMD, so dentists should be aware of the occurrence of signs and symptoms to manage the multifactorial aspects of this condition. At that time, individual self-management strategies are advised for the patient, which consist of self-massage techniques, body education, exercise practices, sleep hygiene, meditation also the use of mobile apps and online tools that facilitate this activity. (AU)


Introdução: A Desordem Temporomandibular (DTM) pertence a um grupo heterogêneo de condições musculoesqueléticas e neuromusculares envolvendo o complexo articular temporomandibular, a musculatura e os componentes adjacentes. Essas condições podem gerar sinais e sintomas e serem influenciadas por uma condição biopsicossocial alterada. Objetivo: Esse estudo teve como objetivo buscar informações que possam auxiliar ao paciente na presença de sinais e sintomas de DTM e Dor Orofacial associado ao período de isolamento social durante a pandemia do COVID -19. Material e Métodos: Para a elaboração deste manual, foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados PubMed, Latin American and Caribbean Health Sciences Literature (LILACS), BBO (BVS), Scopus, Web of Science e The Cochrane Library, utilizando as palavras-chaves: dor orofacial, desordem temporomandibular, bruxismo, estresse, ansiedade, biopsicossocial, diagnóstico e autocuidados, com informações importantes sobre como reduzir e controlar os sinais e sintomas de DTM e Dor Orofacial nesse momento de pandemia que estamos vivenciando um distanciamento social. Resultados: Os resultados mostram que a pandemia de COVID-19 e a necessidade de isolamento social, gera impacto psicológico que eleva o padrão de ansiedade e pode afetar diretamente pacientes com bruxismo e DTM. Conclusão: Fatores psicológicos associados à pandemia podem levar a um maior risco de desenvolver, piorar e perpetuar o bruxismo, principalmente bruxismo de vigília e DTM, por isso os cirurgiões-dentistas devem estar atentos a ocorrência de sinais e sintomas para gerenciar os aspectos multifatoriais dessa condição. Aconselha-se, nesse momento, estratégias individualizadas de autogerenciamento para o paciente que consistem em técnicas de automassagem, educação corporal, práticas de exercícios, higiene do sono e meditação. Além do uso de aplicativos digitais e ferramentas online facilitadores dessa atividade (AU)


Assuntos
Ansiedade , Autocuidado , Dor Facial , Bruxismo , Transtornos da Articulação Temporomandibular , Infecções por Coronavirus , Análise do Estresse Dentário , Diagnóstico
7.
Braz. dent. sci ; 23(2,supl): 1-7, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100311

RESUMO

A new coronavirus disease has affected the whole world, starting from Wuhan, China at the end of 2019. The disease, caused by the pathogen of SARS-CoV-2, commonly called COVID-19, has soon passed into the history of epidemics as the most effective pandemic recently. Dentistry has also been significantly affected by the pandemic process, which had a restrictive effect on almost all aspects of social life. Dental treatments are healthcare services that have been applied very carefully in terms of the risk control of cross-infection prior to this pandemic where disinfection and sterilization rules continue to be controlled at the highest level. However, hand instruments used in most dental treatments and generating aerosol has raised concerns, particularly in diseases such as COVID-19, which increase the risk of droplet contamination. This working order is an important risk factor not only for healthcare professionals but also for the contamination of patients and the environment. In addition, the continuing pandemic process and the dynamics of the process require revision of the protocols. For this reason, each country has prepared protocols in order to maintain the dental treatments in the pandemic process in accordance with their own health care conditions and policies. This process caused the dental professionals to reconsider their routine working practices and prospectively, new protocols are recommended for dental applications. This article aims to provide a perspective evaluating the current situation and discuss additional measures to be considered during the pandemic and thereafter.(AU)


Uma nova doença por coronavírus afetou o mundo inteiro, a partir de Wuhan, China, no final de 2019. A doença, causada pelo patógeno da SARS-CoV-2, comumente chamada COVID-19, logo passou para a história das epidemias como a pandemia mais eficaz. A odontologia também foi significativamente afetada pelo processo de pandemia, que teve um efeito restritivo em quase todos os aspectos da vida social. Os tratamentos dentários são serviços de saúde que foram sempre aplicados com muito cuidado em termos de controle de risco de infecção cruzada mesmo antes desta pandemia, onde as regras de desinfecção e esterilização continuam a ser controladas ao mais alto nível. No entanto, as turbinas usadas na maioria dos tratamentos odontológicos que geram aerossóis têm suscitado preocupações, principalmente em doenças como a COVID-19, pelo aumento do risco de contaminação por gotículas. Essa mecânica de trabalho é um importante fator de risco não apenas para os profissionais de saúde, mas também para a contaminação dos pacientes e do ambiente. Além disso, o processo continuado da pandemia e sua dinâmica exigem revisão dos protocolos. Por esse motivo, cada país elaborou protocolos para manter os tratamentos dentários no processo de pandemia, de acordo com suas próprias condições e políticas de saúde. Esse processo levou os profissionais de odontologia a reconsiderar suas práticas de trabalho de rotina e, prospectivamente, novos protocolos são recomendados para aplicações odontológicas. Este artigo tem como objetivo fornecer uma perspectiva para avaliar a situação atual e discutir medidas adicionais a serem consideradas durante e após a pandemia.(AU)


Assuntos
Controle de Infecções , Infecções por Coronavirus , Coronavirus , Transmissão de Doença Infecciosa , Betacoronavirus
8.
Braz. dent. sci ; 23(2,supl): 1-9, 2020. graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100337

RESUMO

Background: The global issue that urges the public health emergency is the outbreak of the Novel Corona Virus strain (COVID-19). Dentists being are highly prone to airborne transmission during dental treatment due to aerosols generated by various dental procedures on patients with COVID-19. Taking this fact into consideration, the present survey research was mainly aimed at evaluating the knowledge, attitude, and practice of dentists in preventing the disease transmission of Novel Coronavirus (COVID-19). Material and methods: The present study is prospective research, where the online survey questionnaire was distributed among 300 dentists in Andhra Pradesh and Telangana states in India, who were randomly recruited for the study. The participants were recruited based on the clinical experience ranging from less than five years to more than ten years, who were working in both the private and government sectors. 15 close-ended questions were formulated and validated. The questionnaire consisted of the necessary demographic details of the participants and equally distributed into three sections that contained questions that assessed the knowledge, attitude, and practice of dentists in preventing the disease transmission of Novel Coronavirus (COVID-19). Results: The results revealed that dentists have an adequate knowledge and awareness on COVID-19 transmission and most of the dentists felt that dentists have a major role in preventing the disease transmission. Majority of the participants raised the importance of awareness programs have to be conducted on various measures in preventing COVID-19 transmission among dental fraternity and in public. Conclusions: From the survey research it can be concluded that dentists have an adequate knowledge and awareness on COVID-19 disease. Majority of them are trying their level best in the present situation to prevent COVID-19 transmission. (AU)


Histórico: A questão global que instiga a emergência de saúde pública é o surto do Novel Corona Virus (COVID-19). Os dentistas são altamente propensos à transmissão aérea durante o tratamento dentário devido aos aerossóis gerados por vários procedimentos odontológicos em pacientes com COVID-19. Levando esse fato em consideração, a presente pesquisa teve como objetivo principal avaliar o conhecimento, a atitude e a prática dos dentistas na prevenção da transmissão da doença pelo novo coronavírus (COVID-19). Material e métodos: O presente estudo é uma pesquisa prospectiva, na qual o questionário online de pesquisa foi distribuído entre 300 dentistas, que foram recrutados aleatoriamente para o estudo, nos estados de Andhra Pradesh e Telangana, na Índia. Os participantes foram recrutados com base na experiência clínica que variava de menos de cinco anos até mais de dez anos, que trabalhavam nos setores privado e público. Quinze perguntas fechadas foram formuladas e validadas. O questionário consistiu nos detalhes demográficos dos participantes e três seções com distribuição igualitária, as quais continham perguntas que avaliavam o conhecimento, a atitude e a prática dos dentistas na prevenção da transmissão da doença pelo novo coronavírus (COVID-19). Resultados: Os resultados revelaram que os dentistas têm um conhecimento e conscientização adequados sobre a transmissão do COVID-19 e a maioria considerou que os dentistas têm um papel importante na prevenção da transmissão da doença. A maioria dos participantes levantou a importância de que programas de conscientização devem ser conduzidos sobre várias medidas para impedir a transmissão do COVID-19 entre a comunidade odontológica e com o público. Conclusões: A partir da pesquisa realizada pode-se concluir que os dentistas possuem conhecimento e conscientização adequados sobre a doença de COVID-19. A maioria deles está contribuindo da melhor maneira possível na situação atual para impedir a transmissão do COVID-19. (AU)


Assuntos
Controle de Infecções , Infecções por Coronavirus , Odontólogos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA