Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. ciênc. méd. biol ; 7(1): 49-56, jan.-abr. 2008. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-530634

RESUMO

O presente trabalho estabeleceu a densidade de micronúcleos e a distribuição do colágeno intersticial no tecido tumoral benigno e maligno de mama humana. Foram utilizadas a reação histoquímica de Feulgen e tricrômico de Masson, e a análise digital de imagens. Foram selecionados fragmentos de tecido mamário, diagnosticados como Fibroadenoma (FA), Doença fibrocística (DF) e Carcinoma Ductal Infiltrante (CDI). Para controle, foram utilizadas amostras de plástica mamária com tecido normal. A reação histoquímica foi realizada através da reação de Feulgen, para evidenciação dos micronúcleos, e, para a análise de colágeno intersticial, foi utilizada a coloração tricrômico de Masson. O número médio de micronúcleos exibiu valores semelhantes em amostra de FA (90,8 ± 4,5), DF (80,3 ± 4,0) e tecido normal (83,0 ± 4,1). Entretanto, valores significativamente menores que aqueles foram encontrados no CDI (176,5 ± 88,3). Quanto à distribuição do colágeno intersticial, constatou-se um aumento estatisticamente significante (p< 0,001) nos casos de FA (8101,4 ± 405,07) e DF (7046,78 ± 352,33), quando comparados ao tecido mamário normal (1733,13 ± 86,65) e ao CDI (2165,94 ± 108,29). Pode-se concluir que tanto o método de análise de imagem como a reação de Feulgen mostraram-se eficientes para evidenciar as alterações do núcleo celular e da matriz extracelular de tumores de mama.


Assuntos
Neoplasias da Mama , Carcinoma Ductal de Mama , Colágeno , Fibroadenoma , Doença da Mama Fibrocística , Testes para Micronúcleos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA