Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
São Jose dos Campos; s.n; 2011. 70 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-866967

RESUMO

Lesões gástricas inflamatórias e ulcerativas tem aumentado em frequência mundialmente. Em decorrência do estilo de vida, tais lesões tendem a apresentar recidivas. Por isso, a busca por novas alternativas de tratamento, com poucos efeitos adversos, accessíveis e de baixo custo é interessante. A espécie vegetal Punica granatum (romã) é utilizada como suplemento alimentar e como meio alternativo popular no auxílio ao tratamento de várias doenças. Propriedades antiinflamatórias e cicatrizantes estimulam a pesquisa da ação farmacológica desta planta em lesões gástricas. Neste trabalho, foi analisada a ação curativa e preventiva de extratos hidro alcoólicos de P. granatum (POM e PG) nas concentrações de 250mg/kg e 500mg/kg e do suco concentrado industrializado de romã, concentrado e diluído (Sc e Sd), em comparação ao Cloridrato de Ranitidina, através de um modelo experimental de gastrite aguda induzida por etanol em ratos. Foram avaliados a alteração do pH intragástrico, a área da mucosa gástrica ulcerada (AU) e o índice de inibição de ulceração (IU%) de cada substância terapêutica empregada. No tratamento curativo, demonstrou-se que PG250 e PG500 elevaram o pH e não diminuíram os efeitos lesivos do etanol e POM250 ePOM500 apresentaram pH e redução de danos similares aos promovidos pelo cloridrato de ranitidina. Quando analisadas as AU e o IU%, os tratamentos com POM250, POM500, Sc e Sd foram eficazes na inibição de úlceras gástricas, em diferentes graus de intensidade. O Sc apresentou diminuição do pH e baixo grau de lesões, sendo eficaz tanto na cura quanto na prevenção de lesões gástricas. No tratamento preventivo, os animais tratados com PG500 apresentaram os melhores resultados quanto à inibição de ulceração. Desta forma, concluiu-se que no combate à lesões gástricas induzidas por etanol, o tratamento curativo com POM250, POM500 e Sc foi eficaz e, no tratamento preventivo, todas as substâncias empregadas foram capazes de prevenir a ulceração da...


Inflammatory and ulcerative gastric lesions has been increasing infrequency world wide. As a result of life style, such lesions tend to relapse. Therefore, the search for new treatment alternatives, with few adverse effects, accessible and low cost is interesting. The plant species Punica granatum (pomegranate) is used as a food supplement and as a popular alternative means to aid in the treatment of various diseases. Antiinflammatory and healing properties stimulate research of the pharmacological action of this plant in gastric lesions. In this paper, we analyzed the preventive and curative action of hydroalcoholic extracts ofP. granatum (PG and POM) in the concentrations of 250mg/kg and 500mg/kg and industrialized pomegranate juice, concentrated and diluted (Sc and Sd), compared with Ranitidine Hydrochloride, through an experimental model of acute gastritis induced by ethanol in rats. We evaluated alterations of intragastric pH, the area of ulcerated gastric mucosa (AU) and the inhibition of ulcer index (UI%) of each therapeutic substance used. In curative treatment, it was shown that PG250 and PG500 increased the pH, but didn’t decrease the harmful effects of ethanol and POM250 and POM500 showed pH and reduction of gastric lesions similar to those promoted by Ranitidine Hydrochloride. In analyzingthe AU and IU%, treatment with POM250, POM500, Sc and Sd were effective in the inhibition of gastric ulcers in different degrees of intensity. Sc reduced pH and developed milder lesions, and was effective both in curing and prevention of gastric lesions. In the preventive treatment, the animals treated with PG500 had the best results on the inhibition of ulceration. Thus, it was concluded that against ethanol induced gastric lesions, curative treatment with POM250, POM500 and Sc was effective, and in the preventive treatment, all substances used were able to prevent gastric mucosal ulceration, and the PG500 and Sc were...(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Anti-Inflamatórios , Gastrite , Romã (Fruta) , Gastrite/induzido quimicamente , Gastrite/terapia , Romã (Fruta)/administração & dosagem , Romã (Fruta)/uso terapêutico , Fitoterapia , Ranitidina
2.
Perionews ; 1(3): 265-268, jul.-set. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-836980

RESUMO

Helicobacter pylori (H. pylori) é um microorganismo Gram-negativo capaz de colonizar a mucosa gástrica e está associado a ulceras e câncer gástrico. Alguns estudos têm detectado esta bactéria na cavidade oral, sugerindo que esta funciona como um reservatório em potencial. O objetivo deste estudo foi analisar a prevalência do H. pylori na cavidade oral de indivíduos dispépticos sintomáticos (com queixa digestiva alta). Oitenta e nove pacientes com idade acima de 30 anos, com ou sem doença periodontal e com ou sem dispepsia gástrica, tiveram a saliva coletada e foram divididos em quatro grupos: Grupo A - Indivíduos com gastrite e doença periodontal; Grupo B - Indivíduos com gastrite e sem doença periodontal; Grupo C - Indivíduos sem gastrite e com doença periodontal; Grupo D - Indivíduos sem gastrite e sem doença periodontal.. As amostras foram analisadas através da PCR utilizando primers baseados no gene 16S rRNA, HPU1:5'- GCC-ATT-GGT-AAA-TTA-GTT-3' e HPU2:5'- CTC- CTT- AAT- TGT- TTT-TAC- 3' e visualizados por gel de agarose a 1% e luz ultravioleta. Os resultados demonstraram a presença do H. pylori em 22.2% (8/36) da saliva dos indivíduos do Grupo A; 18.7% (3/16) de indivíduos do Grupo B; e não foi detectado nos Grupos C e D. A diferença entre os Grupos A e B não foi estatisticamente significante (Fisher´s exact test, p< 0,05). No entanto quando analisados em conjunto, houve uma diferença significante na freqüência de H. pylori na saliva dos indivíduos com gastrite (A e B) quando comparados com os indivíduos sem gastrite (C e D). Os resultados deste estudo comprovam que o H. pylori está presente na cavidade oral de alguns indivíduos com gastrite e pode ser detectado na saliva.


Helicobacter pylori is a Gram-negative microorganism which is able to colonize the gastric mucosa and is associated with gastric ulcer and cancer. Several studies have detected this bacterium in the oral cavity, suggesting it as a potential reservoir. The aim of this study was to investigate the presence of Helicobacter pylori in the oral cavity of individuals with periodontal and gastric diseases. Eighty and nine individuals, with mean age 42.3 yrs, from a suburb of Rio de Janeiro participated in the study. They were divided in four groups: Group A - With gastric diseases and periodontal disease; Group B - With gastric diseases and no periodontal disease; Group C - Without gastric diseases and periodontal disease; Group D - Without gastric diseases and without periodontal disease. Saliva samples were collected from all volunteers and prepared for polymerase chain reaction (PCR) analysis using specific primers. Fisher´s exact test was used for detecting statistical differences between groups. Helicobacter pylori was detected in saliva of 22.2% (8/36) of Group A, 18.7% (3/16) of Group B, 0 ( 0%) of Groups C and D. There was'nt a statistically difference of Helicobacter pylori in Groups A and B. Helicobacter pylori can be detected in saliva of individuals with gastric diseases The organism seems to be able to colonize oral cavity at least temporarily. Key words:


Assuntos
Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Diagnóstico Bucal , Gastrite/epidemiologia , Infecções por Helicobacter/diagnóstico , Helicobacter pylori/isolamento & purificação , Doenças Periodontais , Saliva/microbiologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA