Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 783
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. dent. sci ; 23(1): 1-13, 2020. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1049168

RESUMO

Background: vaccination is the best known application of immunology to human health. Effective vaccines have successfully eradicated the prevalence of several infectious diseases that were common less than a generation ago. The success of Periodontal vaccines is still elusive due to the complexity of periodontal pathogens that have multiple serotypes. No periodontal vaccine trials have satisfied all the requirements such as preventing colonization of pathogens, protection against tissue destruction and alveolar bone loss, elicit immunoglobulins for phagocytosis, stimulation of T-helper cells. This review aims to discuss the various immunization strategies attempted so far. Objective: this review aims to discuss the various in-vitro and in vivo studies that present supporting evidence for the feasibility of formulating a prophylactic periodontal vaccine that could emerge as an adjunct to mechanical therapy in the future. Material and Methods: an extensive literature Search was performed in electronic databases, such as PUBMED, Cochrane central register of controlled trials, Google scholar and science direct using various search terms such as " periodontal vaccines", " porphyromonas gingivalis", "chronic periodontitis", " genomic vaccine ", " recombinant vaccine", "immune response", " vaccination against periodontal bacteria". No limits and language restriction were applied during the electronic search to include all the possible animal studies, clinical trials in the potential relevant article search phase of the systematic review. Conclusion: Studies evaluating Porphyromonas gingivalis are the most common and the structures showing the most potential as a vaccine candidate are Outer membrane proteins, fimbriae and gingipains, the structure having the least potential is Lipopolysaccharide. (AU)


Fundamentação: a vacinação é a aplicação mais conhecida da imunologia à saúde humana. As vacinas eficazes erradicaram com sucesso a prevalência de várias doenças infecciosas que eram comuns há menos de uma geração atrás. O sucesso das vacinas periodontais ainda é ilusório devido à complexidade de patógenos periodontais que possuem múltiplos sorotipos. Nenhum estudo de vacina periodontal atendeu a todos os requisitos, como prevenção da colonização de patógenos, proteção contra destruição de tecidos e perda óssea alveolar, estimulação de imunoglobulinas para fagocitose, estimulação de células T auxiliares. Esta revisão tem como objetivo discutir as várias estratégias de imunização tentadas até o momento. Objetivo: esta revisão tem como objetivo discutir os vários estudos in vitro e in vivo que apresentam evidências de apoio à viabilidade de formular uma vacina periodontal profilática que possa emergir como um complemento da terapia mecânica no futuro. Material e Métodos: Foi realizada uma extensa pesquisa bibliográfica em bancos de dados eletrônicos, como PUBMED, registro central de ensaios controlados Cochrane, Google Acadêmico e science direct, usando vários termos de pesquisa como "vacinas periodontais", "porphyromonas gingivalis", "periodontite crônica" , "Vacina genômica", "vacina recombinante", "resposta imune", "vacinação contra bactérias periodontais". Nenhum limite e restrição de idioma foi aplicado durante a busca eletrônica para incluir todos os possíveis estudos em animais e ensaios clínicos na fase de busca de artigos potencialmente relevantes da revisão sistemática. Conclusão: Estudos avaliando Porphyromonas gingivalis são os mais comuns e as estruturas que mostram maior potencial como candidato a vacina são proteínas de membrana externa, fímbrias e gengivinas, a estrutura com o menor potencial é lipopolissacarídeo.(AU)


Assuntos
Animais , Periodontite , Virulência , Vacinas , Porphyromonas gingivalis
2.
Braz. dent. sci ; 23(1): 1-8, 2020. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1049727

RESUMO

Objective: Periodontal diseases are very common dental disease. Many risk factors may play significant role in the periodontal disease initiation and progression. This study was performed to evaluate the effects of khat chewing, smoking, age and gender on periodontal status among Yemeni adults. Material and Methods: This cross-sectional study was performed on 1231 patients attending the outpatient dental polyclinics of University of Science and Technology during the academic years 2017/2018. All completed sheets were collected throughout the year by the supervisors. Data cleaning, descriptive statistics, and inferential statistics were then performed. Results: Khat chewers were more frequent than non-chewers counterparts (60.7% vs. 39.3%). The prevalence of smoking was 25.5% (297 patients). Study results indicated that periodontitis is more associated with female gender and participants aged more than 35 years old. Results also showed that female and age older participants aged more than 35 years were significantly associated with gingival recession. Mean number of the teeth with gingival recession in male patients were higher than in females. Male gender and patients aged more than 35 years old were significantly associated with furcation involvement. Conclusion: The present study has shown females gender and age older than 35 seem to be risk factors of periodontal diseases. Males has more teeth affected by gingival recession and more furcation involvement (AU)


Objetivo: As doenças periodontais são patologias dentárias com alta prevalência. Diversos fatores de risco podem desempenhar papel significativo no início e progressão das doenças periodontais. Este estudo foi realizado para avaliar os efeitos da mastigação de khat, tabagismo, idade e gênero na condição periodontal de adultos iemenitas. Material e Métodos: Este estudo transversal foi realizado em 1231 pacientes atendidos nas policlínicas odontológicas ambulatoriais da Universidade de Ciência e Tecnologia durante os anos acadêmicos de 2017/2018 através de um questionário para coleta de dados préestabelecido. Todas os questionários preenchidos foram coletados ao longo do ano pelos supervisores. A apuração dos dados, estatística descritiva e estatística inferencial foram realizadas. Resultados: os mastigadores de Khat foram mais frequentes do que as não-mastigadores (60,7% vs. 39,3%). A prevalência de tabagismo foi de 25,5% (297 pacientes). Os resultados do estudo indicaram que a periodontite está mais associada ao gênero feminino e aos participantes com mais de 35 anos de idade. Os resultados também mostraram que participantes do gênero feminino e acima de 35 anos foram significativamente associadas à recessão gengival. O número médio de dentes com recessão gengival em pacientes do gênero masculino foi maior que no feminino. O gênero masculino e os pacientes com mais de 35 anos de idade foram significativamente associados ao envolvimento da furca. Conclusão: O presente estudo mostrou que o gênero feminino e a idade acima de 35 anos parecem ser fatores de risco para doenças periodontais. Pacientes do gênero masculino têm mais dentes afetados pela recessão gengival e mais envolvimento de furca.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adulto Jovem , Doenças Periodontais/epidemiologia , Tabagismo/epidemiologia , Catha , Mastigação , Doenças Periodontais/etiologia , Periodontite/etiologia , Periodontite/epidemiologia , Tabagismo/complicações , Iêmen/epidemiologia , Estudos Transversais , Fatores de Risco , Distribuição por Sexo , Defeitos da Furca/etiologia , Defeitos da Furca/epidemiologia , Distribuição por Idade , Catha/efeitos adversos , Retração Gengival/etiologia , Retração Gengival/epidemiologia
3.
Rev. Cient. CRO-RJ (Online) ; 4(1): 21-27, Jan.-Apr. 2019.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1024153

RESUMO

Objective:Oral rehabilitation with dental implants has become a daily routine in dental clinics. However, peri-implant diseases can affect the tissues around dental implants over time. The aim of this study was to evaluate peri-implant health status in partially edentulous individuals rehabilitated with dental implants in comparison with either periodontally healthy individuals or those with periodontitis. Methods: Study participants were subjected to anamnestic questionnaires and full periodontal/ peri-implant examination. Twenty-five dental implant carriers (45% women; mean age, 57.2 years), 35 periodontally healthy individuals (28.6% women; mean age, 24.1 years), and 25 subjects with periodontitis (20% women; mean age, 47.5 years) were included. Those in the healthy and periodontitis groups had no dental implants. Significant differences were analyzed by Wilcoxon, Chi-square, and Kruskal-Wallis tests. Results: The dental implant carriers had an average of 3.9 implants with an average time of 5.1 years since insertion. Peri-implant disease was detected in 75% of individuals in the Dental Implant Carriers group (70% had peri-implant mucositis). Dental implants presented probing depths and clinical attachment levels significantly higher when compared with those of unaffected teeth from the same individuals (pd"0.004), or with teeth from periodontally healthy individuals (p<0.0001). Although implants presented less dental biofilm, they presented higher percentages of bleeding on probing compared with unaffected teeth in the same individuals (p=0.002) and with teeth in periodontally healthy individuals (p<0.0001). The population studied had a relatively high prevalence of peri-implant disease. Conclusion: It is possible to verify that the clinical characteristics of the peri-implant tissues resembled those of individuals with periodontitis.


Objetivo: A reabilitação oral com o emprego de implantes dentários é uma rotina na clínica odontológica. Entretanto, as doenças peri-implantares podem se estabelecer ao redor dos implantes dentários com o passar do tempo. O objetivo deste estudo foi avaliar a saúde peri-implantar de indivíduos submetidos a tratamento com implantes dentários comparados a indivíduos com saúde periodontal e periodontite. Métodos : Os participantes do estudo foram submetidos a questionários anamnésicos e exame periodontal/ peri-implantar completo. Foram incluídos 20 indivíduos Portadores de Implantes Dentários (45% mulheres; idade média de 57,2 anos), 35 indivíduos com Saúde Periodontal (28,6% mulheres; idade média de 24,1 anos) e 25 indivíduos com Periodontite (20% mulheres; idade média de 47,5 anos). Estes últimos não possuíam implantes dentários. Diferenças significativas foram analisadas através dos testes Wilcoxon, Qui-quadrado e Kruskal- allis. Resultados : O grupo Portadores de Implantes Dentários possuía uma média de 3,9 implantes com tempo médio de instalação de 5,1 anos. Doença peri-implantar foi detectada em 75% dos indivíduos com implantes dentários, sendo 70% mucosite peri-implantar. Implantes dentários apresentaram profundidade de sondagem e nível clínico de inserção significativamente maior quando comparado a dentes dos mesmos indivíduos (p d" 0,004), ou de indivíduos com saúde periodontal (p < 0,0001). Apesar de implantes apresentarem menor acúmulo de biofilme dental, apresentaram maiores porcentuais de sangramento à sondagem comparado a dentes (nos mesmos indivíduos; p = 0,002) e a indivíduos com saúde periodontal (p < 0,0001). Conclusão : A população estudada apresenta uma relativamente alta prevalência de doença peri-implantar. Além disto, foi possível constatar que as características clínicas do tecido peri-implantar se assemelharam àquelas de indivíduos com periodontite.


Assuntos
Reabilitação Bucal , Doenças Periodontais , Periodontite , Implantação Dentária
4.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 19(1): 4991, 01 Fevereiro 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-998272

RESUMO

Objective: To analyze osteopontin mRNA expression levels in subjects with periodontitis prior to (baseline) and 7, 14, and 28 days following scaling and root planing (SRP). Material and Methods: Gingival crevicular fluid was collected as clinical samples from four subjects with periodontitis (pocket depth, 4-5 mm) aged 35-54 years old as well as from three healthy subjects (controls). The osteopontin mRNA expression levels were measured by quantitative real-time polymerase chain reaction. Spearman's rank correlation between osteopontin levels in gingival crevicular fluid and the modified gingival index (MGI) was also performed. Results: The Wilcoxon signed-rank test showed no significant difference in osteopontin mRNA expression levels between baseline and 28 days following SRP (p=0.068). The Friedman test showed no significant difference in osteopontin mRNA expression levels between baseline and following SRP (7, 14, or 28 days) (p>0.05). Spearman's rank correlation showed no significant correlation between osteopontin mRNA expression levels and MGI (r=0.087; p=0.749). Conclusion: Following SRP of periodontal tissue, there was a decreasing trend in osteopontin mRNA expression; however, this finding was not statistically significant. Nevertheless, osteopontin can be used as a biomarker to monitor the healing process; however, further studies are required to clarify our results.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Periodontite , RNA Mensageiro , Aplainamento Radicular/métodos , Osteopontina , Estudos de Casos e Controles , Estatísticas não Paramétricas , Indonésia
5.
Periodontia ; 29(1): 7-15, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-994581

RESUMO

A doença periodontal é um grupo de doenças de natureza inflamatória/infecciosa, considerada um problema de saúde pública, devido à alta prevalência. O objetivo do presente estudo foi determinar a ocorrência das doenças gengivais e periodontais entre os pacientes atendidos em um Centro Universitário do Nordeste Brasileiro, identificando quais doenças periodontais são as mais prevalentes e observando os possíveis fatores de risco relatados nas anamneses. A pesquisa foi realizada no Centro Universitário Cesmac de Maceió-AL, na qual foram incluídos prontuários de pacientes atendidos nessa mesma clínica escola, de ambos os sexos, na faixa etária de 11 a 85 anos, no período de 2010 a 2016. Os dados coletados foram tabulados em um banco de dados feito no Microsoft Excel (Microsoft Corporation, USA), onde registrou-se o número do paciente, gênero (biológico); idade; etnia; data do exame periodontal; diagnóstico periodontal; prognóstico periodontal; presença ou ausência de doença sistêmica relatada pelo paciente através da anamnese presente em seu prontuário. A análise dos dados obtidos foi realizada através dos testes de Qui-quadrado, de Mann-Whitney, de Kruskal-wallis e Dunn. E os softwares utilizados foram o BioEstat 5.0 e o GraphPad Prism 7.0. De acordo com os resultados obtidos nesta pesquisa observa-se a alta ocorrência de doenças gengivais e periodontais. Devido a metodologia utilizada não houve dados suficientes que comprovassem a relação da doença com a condição sistêmica (AU)


The periodontal diseaseis a groupo inflammatory / infectio us diseases considered a public health problem dueto its high prevalence. The aim of the present study was to determine the occurrence of gingival and periodontal diseases among the patients attending in a University Center at Brazil's Northeast, identifying which periodontal diseases are the most prevalente and observing the possible risk factors reported in the anamneses. The study was carried out at the Centro Universitário Cesmac de Maceió-AL, in which the medical records of patients attending the same school clinic of both sexes, aged between 11 and 85 years, were included in the period from 2010 to 2016. The data collected were tabulated in a data base made in Microsoft Excel (Microsoft Corporation, USA), where the patient's number, gender (biological) was recorded; age; ethnicity; date of periodontal examination; periodontal diagnosis; periodontal prognosis; presence orabsence of systemic disease reported by the patient through the anamnes is present in his medical record. Data analysis was performed using the Chi-square, Mann-Whitney, Kruskal-wallis and Dunn tests. And the software used was BioEstat 5.0 and GraphPad Prism 7.0. According to the results obtained in this research the high occurrence of gingival and periodontal diseases is observed. Dueto the methodology used, there were insufficient data to prove the relation ship between the disease and the system condition. (AU)


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Doenças Periodontais , Periodontia , Periodontite , Doenças da Gengiva , Gengivite
6.
Periodontia ; 29(2): 22-30, 2019. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1007894

RESUMO

A doença periodontal é uma doença infecciosa que atinge os tecidos de sustentação e proteção do dente e tem como principal determinante o biofilme dental. Recentemente foram feitas pesquisas que indicam a doença periodontal como um provável fator de risco para doenças cardiovasculares, incluindo aterosclerose, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, diabetes, partos prematuros e distúrbios respiratórios. O presente trabalho tem como objetivo revisar na literatura a partir das influências da doença periodontal no desenvolvimento e potencialização de patologias pulmonares, compreendendo o processo infeccioso no trato respiratório ocasionado por bactérias bucais. Para tanto, foi realizada uma busca eletrônica de artigos científicos indexados em bases de dados, como: Pubmed, Scielo e Lilacs. Os critérios de inclusão adotados, foram: a) Idioma: Línguas Portuguesa e Inglesa; b) Período: De 2007 a 2018; c) Método de pesquisa: Estudos observacionais e ensaios clínicos. Os estudos que buscam investigar o vínculo existente entre as doenças periodontais e patologias pulmonares, bem como os fatores facilitadores e predisponentes são fundamentais à elaboração de estratégias no que concerne aos setores da saúde, em virtude de estarem relacionados a altos índices de morbidade e mortalidade. Os achados da literatura acima apresentadas neste trabalho, demonstram que a higienização bucal é o mecanismo mais eficaz à prevenção de origem e exacerbação de patologias respiratórias, provenientes do contato com agentes patógenos oriundos do biofilme oral.(AU)


The periodontal disease isaninfectious disease that reaches the tissues of support and protection of the tooth, its main determinant is the dental biofilm. Research has recently be end one that indicate periodontal disease as a likely risk factor for cardiovascular disease, including at herosclerosis, myocardial linfarction, stroke, diabetes, preterm delivery, and respiratory disorders. The present work aim store view in the literature from the influences of periodontal disease on the development and potentiation of pulmonary pathologies, including the infectious process in the respiratory tractcaused by oral bacteria. To do so an electronic search of scientific articles indexed in data bases was performed, such as Pubmed, Scielo and Lilacs. The inclusion criteria adopted were: a) Language: Portuguese and English; b) Period: From 2007 to 2018; c) Research method: Observational studies and clinical trials. Studies that seek to investigate the link between periodontal diseases and pulmonary pathologies, as well as the facilitating and predisposing factors are fundamental to the development of strategies in the health sectors, because they are related to high morbidit yandmortality rates. The literature findings presented in this study, demonstrated that oral hygiene is the most effective mechanism for the prevention of origin and exacerbation of respiratory pathologies, arising from contact with pathogenic agents originating from oral biofilm (AU)


Assuntos
Doenças Periodontais , Periodontite , Bactérias , Pneumopatias
7.
Periodontia ; 29(2): 31-42, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1008061

RESUMO

Associações significativas entre doença periodontal, cárie e perda dentária têm sido relatadas. Este trabalho teve por objetivo analisar a relação entre doença periodontal e perda dentária, associada ou não a alterações sistêmicas através de uma revisão sistematizada da literatura. Para a seleção dos artigos utilizados nesta revisão, foi feita uma busca na base bibliográfica PubMed (www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed), utilizando as palavras-chave: "periodontal disease" ou "periodontitis" em combinação com "tooth loss". Realizou-se um refinamento na pesquisa bibliográfica utilizando como critérios de inclusão: publicações na língua inglesa, estudos clínicos em humanos, longitudinais ou transversais, publicados nos últimos 35 anos. Foram encontrados 1072 resumos. Após a leitura de títulos e resumos,18 artigos que avaliaram a relação da perda dentária com a doença periodontal, associada ou não a condições sistêmicas, foram considerados válidos para a realização desta revisão. Sete estudos abordaram a associação da condição periodontal com a perda dentária em pacientes normossistêmicos e 11 apresentaram relações da perda dentária com a periodontite associada a alterações sistêmicas. A periodontite foi encontrada e classificada como a primeira ou segunda maior causa de perda dentária pelos estudos levantados nesta revisão, tendo ainda sido relatada uma correlação positiva significativa entre perda dentária e níveis de inserção clínica. A diabetes foi associada diretamente a maiores danos nas condições periodontais e, consequentemente, perda dentária. Porém, pacientes diabéticos insulino-controlados apresentaram resultados semelhantes a indivíduos não diabéticos.(AU)


Significant associations between periodontal disease, caries and tooth loss have been reported. The aim of this study was to analyze the relationship between periodontal disease and tooth loss, associated or not to systemic alterations through a systematic review of the literature. We searched the PubMed databases (www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed) for the selection of the articles used in this review, using the keywords "periodontal disease" or "periodontitis" in combination with "tooth loss". A refinement in the bibliographic research was made using as inclusion criteria: publications in the English language, clinical studies in humans, longitudinal or transverse, published in the last 35 years. 1072 abstracts were found. After reading titles and abstracts, 18 articles that assessed the relationship between tooth loss and periodontal disease, associated or not with systemic conditions, were considered valid for this review. Seven studies addressed the association of periodontal condition with tooth loss in normosystemic patients and 11 presented relationships of tooth loss with periodontitis associated with systemic alterations. Periodontitis was found to be the first or second largest cause of tooth loss in studies reviewed in this review, and a significant positive correlation between tooth loss and clinical attachment loss has been reported. Diabetes was directly associated with greater damage in periodontal conditions and, consequently, tooth loss. However, insulin-controlled diabetic patients presented similar results to non-diabetic individuals (AU).


Assuntos
Doenças Periodontais , Periodontite , Epidemiologia , Perda de Dente
8.
Periodontia ; 29(2): 43-50, 2019.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1008117

RESUMO

O objetivo desse estudo foi discutir as evidências atuais sobre a associação entre a doença periodontal (DP) e a hipertensão arterial (HA). Por meio de uma revisão de literatura, analisou-se a relação entre ambas as doenças a partir de dados epidemiológicos, bem como o impacto destas em marcadores clínicos e inflamatórios. A HA é uma condição crônica caraterizada pelo aumento da pressão sanguínea nas artérias e acomete grande parte da população mundial. Uma interação entre fatores genéticos e ambientais tem sido reconhecida como responsável por esta elevação da pressão arterial (PA). Mecanismos inflamatórios e a liberação de substâncias vasoativas resultam em alterações no endotélio vascular, refletindo em uma diminuição da elasticidade dos vasos, e também contribuindo para a formação inicial da aterosclerose, o que resulta na elevação da PA. Paralelamente, a DP, sendo uma doença infecto-inflamatória, tem sido apontada como capaz de contribuir com a carga sistêmica de mediadores inflamatórios e, neste sentido, poderia estar relacionada à HA, inclusive com uma associação bidirecional. Estudos sugerem que a HA pode afetar vasos do periodonto, alterando a vascularização local e interferindo no processo de agressão-defesa dos tecidos de suporte, determinando o agravamento da DP. De fato, maior prevalência de DP em pacientes hipertensos é reportada, além da elevação sérica de indicadores inflamatórios (p. ex. proteína c reativa e fibrinogênio), que atuam na progressão da HA, em pacientes periodontais. Dessa forma, uma ligação entre a DP e a HA parece plausível, no entanto, uma associação causal ainda não está estabelecida. (AU)


The objective of this study was to discuss current evidence about the association between periodontal disease (PD) and arterial hypertension (AH). Through a literature review, the relationship between both diseases was analyzed from epidemiological data, as well as their impact on clinical and inflammatory markers. AH is a chronic condition characterized by increased blood pressure in the arteries and affects a large part of the world population. An interaction between genetic and environmental factors has been recognized as responsible for this elevation of blood pressure (BP). Inflammatory mechanisms and the release of vasoactive substances results invascular endothelium alterations, reflecting in a decrease of the elasticity of the vessels, and also contributing to the initial formation of atherosclerosis, which results in the elevation of BP. At the same time, PD, which is an infectious-inflammatory disease, has been identified as able to contribute to the systemic burden of inflammatory mediators and, in this sense, could be related to AH, including with a bidirectional association. Studies suggested that AH can affect periodontal vessels, changing the local vascularization and interfering in the aggressive-defense process of the supporting tissues, which determines the aggravation of PD. In fact, a higher prevalence of PD is reported in hypertensive patients, in addition to serum elevation of inflammatory indicators (e.g. c-reactive protein and fibrinogen), which act in the progression of AH, in periodontal patients. Thus, a link between PD and AH seems plausible; however, a causal association is not yet established. (AU)


Assuntos
Periodontite , Estudos Transversais , Pressão Arterial , Hipertensão
9.
Rev. Cient. CRO-RJ (Online) ; 4(3): 37-42, 2019.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1052246

RESUMO

Objective: To determine if oral health indicators (dental caries experience andperiodontitis) associate with mental and cardiovascular health issues in AsianAmericans. Methods: Medical history data, dental caries experience (DMFT andDMFS; Decayed, Missing due to caries, Filled Teeth/Surface), and periodontitisstatus of Asian Americans were obtained from the Dental Registry and DNARepository at University of Pittsburgh School of Dental Medicine. A total of 6,117individuals were evaluated and among which dental status of 309 Asian Americansubjects (292 adults and 17 children under the age of twelve) were analyzed. Thefrequency of mental health issues and hypertension depending on dental cariesexperience (Decayed, Missing due to caries, Filled Teeth or Surfaces, DMFT/DMFS)and periodontitis were evaluated and chi-square or Fisher's exact test were usedwith an alpha of 0.05 to determine statistical differences. Results: For the 292Asian American adult subjects, the mean DMFT was 10.1 and mean DMFS was 27.5,which is similar to the expected values in adult DMFT (9.0-11.3) for the UnitedStates. For the 17 Asian American children subjects under age of twelve, the meanDMFT was 1.8 and mean DMFS was 3.8, which also fell into the expected values forchildren DMFT for the United States (1.2-2.6). More severe dental caries experiencewas associated with having an underlying mental health issue (p=0.02) andhypertension (p=0.02). No associations between having periodontitis and mentalor cardiovascular issues were found in the cohort. Conclusion: More severe dentalcaries experience of Asian Americans associate with mental and cardiovascularissues.


Objetivo: Determinar se medidas de saúde oral (cárie dentária e periodontite)estão associadas com doenças cardiovasculares e mentais em asiáticosamericanos. Métodos: Dados de saúde, experiência de cárie (CPOD e CPOS) eperiodontitie de asiáticos americanos foram obtidos do Registro Odontológico eRepositório de DNA da Universidade de Pittsburgh. O total de 6.117 pessoas estavadisponível no registro e 309 asiáticos americanos foram estudados (292 adultos e17 crianças abaixo de 12 anos). As frequências de doença mental e hipertensão,dependendo da experiência de cárie e periodontite, foram avaliadas e os testesqui-quadrado e exato de Fisher foram usados com alfa de 0,05 para determinardiferenças estatísticas. Resultados: A média de CPOD dos 292 adultos foi de 10,1e a média de CPOS foi 27,5, o que é parecido com os valores esperados de CPODde adultos nos Estados Unidos (9,0-11,3). A média de CPOD das 17 crianças menoresde 12 anos foi 1,8 e a do CPOS foi 3,8, o que também é similar aos valores de CPODem crianças dos Estaods Unidos (1,2-2,6). Experiência de cárie mais severaassociou-se com ter problema de saúde mental (p=0,02) e hipertensão (p=0,02).Não se encontrou associação entre periodontite e problemas mentais oucardiovasculares na amostra. Conclusão: Experiência de cárie mais severa emasiáticos americanos associa-se com doença mental e cardiovascular.


Assuntos
Saúde Bucal , Periodontite , Doenças Cardiovasculares , Americanos Asiáticos , Registros Odontológicos , Índice CPO , Cárie Dentária , Transtornos Mentais
10.
Braz. j. oral sci ; 18: e191417, jan.-dez. 2019. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1095042

RESUMO

Aim: The aim of this study was to compare the microbial profile of subgingival sites in Periodontitis (Pd) patients and healthy ones. Methods: Eighteen patients with Pd and 18 gender-matched healthy controls were selected. Subgingival samples were collected from three types of sites: 1) healthy site of healthy subjects (probing pocket depth (PPD) ≤ 3mm, CG), 2) healthy site of Pd patients (PPD ≤ 3mm, PG-C) and 3) diseased site (PPD > 3mm) of the same Pd patients (PG-T). All sites were subjected to microbial analysis for the detection of 40 bacterial species by the "Checkerboard DNA-DNA hybridization" technique. Results: It was observed a great diversity of bacteria in all patients evaluated. The sites from the Pd groups (PG-T and PG-C) showed a higher overall count of the studied bacteria than those of the CG group, especially from Green, Orange, and Red complexes. Also, PG-T showed a higher prevalence of Red complex bacteria than CG. Individual pathogens, such as Porphyromonas gingivalis, Treponema denticola and Treponema socranskii were detected in higher levels and/or prevalence in Pd than in control patients. However, it was not observed any difference between PG-T and PG-C. Conclusion: Pd patients showed higher prevalence and counts of some putative periodontal bacteria, especially from the red complex, than control ones, regardless of the severity of their sites


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Periodontite , Bactérias , Biologia Molecular
11.
Araçatuba; s.n; 2019. 80 p. ilus, tab.
Tese em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1051385

RESUMO

O presente estudo avaliou pela primeira vez "in vivo" os efeitos de três concentrações do butyl azul de toluidina (BuTB) como agente fotossensibilizador na terapia fotodinâmica antimicrobiana (aPDT), como terapia coadjuvante a raspagem e alisamento radicular (RAR), para o tratamento de periodontite experimental (PE) em ratos. A PE foi induzida por meio da instalação de um fio de algodão ao redor do primeiro molar inferior esquerdo. Posteriormente os animais foram aleatoriamente distribuídos em 7 grupos com 15 animais cada, através de uma tabela gerada por computador, de acordo com os seguintes tratamentos: RAR (n=15) - RAR seguido de irrigação local de solução salina fisiológica; BuTB-0,1 (n=15) - RAR seguido de aplicação local de BuTB na concentração de 0,1 mg/mL; aPDT-0,1 (n=15) - RAR seguido da aplicação local de BuTB na concentração de 0,1 mg/mL e irradiação com laser de diodo (LD) de InGaAlP (660 nm, 40 mW, 60 s, 2,4 J); BuTB-0,5 (n=15) ­ RAR seguido de aplicação local de BuTB na concentração de 0,5 mg/mL; aPDT-0,5 (n=15) ­ RAR seguido da aplicação local de BuTB na concentração de 0,5 mg/mL e irradiação com LD; BuTB-2,0 (n=15) - RAR seguido de aplicação local de BuTB na concentração de 2 mg/mL; aPDT-2,0 (n=15) - RAR seguido da aplicação local de BuTB na concentração de 2 mg/mL e irradiação com LD. Decorridos 7, 15 e 30 dias pós-tratamento, 5 animais de cada grupo foram submetidos à eutanásia. A área de furca dos molares foi submetida às análises histológica, histométrica e dos padrões de imunomarcação para TGF-ß1, OCN e TRAP. Os dados foram submetidos à análise estatística (α = 5%). De acordo com a análise histométrica na região de furca, todos os grupos experimentais apresentaram menor perda óssea comparado ao grupo controle. Histologicamente, os espécimes do aPDT-0,5 apresentaram uma resposta inflamatória local mais branda e menos extensa, com melhor reestruturação tecidual em todos os períodos. Aos 30 dias observou-se resolução total da resposta inflamatória local, com presença de tecido conjuntivo denso. Alguns espécimes apresentavam trabéculas ósseas com contorno regular revestido com osteoblastos ativos, incluindo áreas de neoformação óssea. O tratamento com aPDT na concentração de 0,5 mg/mL resultou em padrões mais altos de imunomarcação de TGF-ß1 em todos os períodos e de OCN aos 30 dias. Diante dos resultados obtidos, todas as concentrações do novo fotossensibilizador BuTB trouxeram resultados adicionais ao tratamento da PE em relação a RAR. No entanto, a aPDT realizada com a concentração de 0,5 mg/mL resultou em benefícios adicionais na resposta inflamatória local e melhor reestruturação tecidual(AU)


The present study evaluated for the first time the effects of three concentrations of butyl toluidine blue (BuTB) as a photosensitizing agent on antimicrobial photodynamic therapy (aPDT), as adjuvant therapy to scaling and root planing (SRP), for the treatment of experimental periodontitis (EP) in rats. EP was induced by placing a cotton thread around the lower left first molar. Subsequently, the animals were randomly distributed into seven groups with 15 animals each, through a computer generated table, according to the following treatments: SRP (n = 15), SRP followed by local irrigation of physiological saline solution; BuTB-0.1 (n = 15), SRP followed by local application of 0.1 mg/mL BuTB; aPDT-0.1 (n = 15), SRP followed by local application of BuTB at 0.1 mg/mL concentration and irradiation with InGaAlP diode laser (DL) (660 nm, 40 mW, 60 s, 4 J); BuTB-0.5 (n = 15), SRP followed by local application of BuTB at 0.5 mg/mL concentration; aPDT-0.5 (n = 15), SRP followed by local application of BuTB at 0.5 mg/mL concentration and DL irradiation; BuTB-2.0 (n = 15), SRP followed by local application of BuTB at 2 mg/mL concentration; aPDT-2.0 (n = 15), SRP followed by local application of BuTB at 2 mg/mL concentration and DL irradiation. The animals (n=5) from each group were submitted to euthanasia at 7, 15 and 30 days post-treatment. The furcation area of the first lower molar was submitted to histological, histometric and immunohistochemical analyses to identify TGF-ß1, OCN and TRAP. The data were submitted to statistical analysis (α = 5%). According to the histometric analysis in the furcation region, all experimental groups presented lower bone loss compared to the control group. Histologically, the aPDT -0.5 specimens presented a milder and less extensive local inflammatory response, with better tissue remodeling in all periods. Total resolution of the local inflammatory response was observed at 30 days with presence of mature connective tissue. Some specimens presented bone trabeculae with a regular contour and active osteoblasts, including areas of bone neoformation. Treatment with aPDT-0.5 also resulted in higher immunolabelling patterns of TGFß1 at all periods and of OCN at 30 days. All concentrations of the new photosensitizer BuTB resulted in significant improvement for EP treatment in relation to SRP. However, aPDT combined with BuTB at 0.5 mg / mL showed the best benefits for inflammatory response and periodontal repair process(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Periodontite , Fotoquimioterapia , Raspagem Dentária , Periodontite/tratamento farmacológico , Ratos Wistar , Fármacos Fotossensibilizantes
12.
Periodontia ; 29(3): 16-23, 2019. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1023175

RESUMO

Este estudo se propôs a analisar a efetividade do uso do LASER como terapias auxiliares em conjunto com a terapia periodontal básica, e compará-las com o resultado clínico periodontal e microbiológica em relatos de dois casos de periodontite crônica. Após os exames iniciais foi realizado a terapia periodontal básica, raspagem e alisamento radicular em todos quadrantes e posteriormente foram divididos aleatoriamente para aplicação das técnicas terapêuticas auxiliares, as quais eram aplicação do LASER de baixa intensidade, aplicação do LASER de baixa intensidade com o fotoiniciador azul de metileno e gel de clorexidina a 2%. Na coleta microbiológica quando comparado o início e o período da reavaliação periodontal houve redução dos Gram negativos e análises clínicas no índice de sangramento gengival, índice de placa, profundidade de sondagem. Com uma diminuição dos quadros inflamatórios referente ao índice de sangramento, a mobilidade dental apresentou relativa melhora ao tratamento, entretanto em relação a profundidade de sondagem não houve diferença entre as técnicas realizadas. Na análise microbiológica houve redução nos percentuais de crescimento bacteriano, quando realizado a contagem no número de micro-organismos Gram negativos por sítios em maior número quando associado o LASER com o fotoiniciador e o gel de clorexidina.Sugere-se que o LASER pode melhorar os parâmetros de inflamação periodontal, podendo ser aplicado como auxiliar a terapia periodontal básica, devendo ensaios clínicos serem realizados para um protocolo do uso do LASER em periodontite. (AU)


This study aimed to analyze the effectiveness of the use of LASER as ancillary therapies in conjunction with basic periodontal therapy, and to compare them with the clinical and periodontal and microbiological results in two cases of chronic periodontitis. After the initial exams, basic periodontal therapy, scaling and root planing were performed in all quadrants and were later randomly assigned to the application of the auxiliary therapeutic techniques, which were low intensity LASER application, low intensity LASER application with the blue photoinitiator methylene chloride and 2% chlorhexidine gel. In the microbiological collection, when comparing the beginning and the period of the periodontal reassessment, there was a reduction of the Gram negative and clinical analyzes in the index of gingival bleeding, plaque index, depth of probing. With a decrease of the inflammatory pictures referring to the bleeding index, the dental mobility showed a relative improvement in the treatment, however in relation to the depth of probing there was no difference between the techniques performed. In the microbiological analysis, the percentage of bacterial growth was reduced when counting the number of Gram negative microorganisms by sites in greater amount when associated with the LASER with the photoinitiator and the chlorhexidine gel. It is suggested that the LASER can improve parameters of periodontal inflammation and can be applied as an aid to basic periodontal therapy, and clinical trials should be performed for a protocol of LASER use in periodontitis. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Periodontite , Fototerapia , Terapia com Luz de Baixa Intensidade
13.
Periodontia ; 29(3): 42-47, 2019.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1023282

RESUMO

As doenças periodontais são condições prevalentes, caracterizadas por sinais e sintomas de inflamação gengival e/ou destruição tecidual. O diagnóstico na rotina é baseado em observações clínicas e radiografias. Entretanto, procedimentos tradicionais são insuficientes para elaborar o diagnóstico, planejar o tratamento e monitorar a resposta do paciente. Dessa forma, as imagens tridimensionais (3D) surgiram na tentativa de ajudar na melhor visualização e no melhor plano de tratamento, sendo a Tomografia de Coerência Óptica (TCO) uma opção complementar. Portanto, o objetivo dessa revisão de literatura foi realizar um levantamento nos sites de busca de artigos acerca do tema diagnóstico periodontal e TCO. Foi realizada uma pesquisa de literatura utilizando a palavra-chave: "periodontal diagnosis and optical coherence tomography" nos bancos de dados Pubmed, Lilacs e Scielo, tendo como critério inicial texto completo e últimos 10 anos. Foram encontrados no total de 9 artigos, sendo 1 repetido e 1 excluído por diferenciar da temática. Ao final, permaneceram 7 artigos, sendo 4 de revisão de literatura e 3 pesquisas, com 1 ex vivo, 1 in vitro e 1 in vivo. Os resultados demonstram que a TCO é uma técnica de imagem não invasiva e em evolução que fornece imagens 3D e tem se apresentado como ferramenta de diagnóstico periodontal. (AU)


Periodontal diseases are prevalent conditions, characterized by signs and symptoms of gingival inflammation and / or tissue destruction. The routine diagnosis is based on clinical observations and radiographs. However, traditional procedures are insufficient to make the diagnosis, plan the treatment and monitor the patient's response. In this way, three-dimensional images (3D) appeared in an attempt to help in the best visualization and the best treatment plan, with Optical Coherence Tomography (TCO) being a complementary option. Therefore, the purpose of this review was to conduct a survey on the sites of search for articles on the topic of periodontal diagnosis and TCO. A literature search was conducted using the key word "periodontal diagnosis and optical coherence tomography" in the Pubmed, Lilacs and Scielo databases, with full text and the last 10 years as the initial criterion. They were found in the total of 9 articles, being 1 repeated and 1 excluded because they differed from the theme. At the end, 7 articles remained, being 4 of literature review and 3 researches, with 1 ex vivo, 1 in vitro and 1 in vivo. The results demonstrate that TCO is a noninvasive and evolving imaging technique that provides 3D images and has been presented with a periodontal diagnostic tool. (AU)


Assuntos
Periodontite , Tomografia de Coerência Óptica , Diagnóstico
14.
São José dos Campos; s.n; 2019. 70 p. il., graf., tab..
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1005913

RESUMO

A suplementação diária com ácidos graxos poli-insaturados de ômega-3 (ω-3) e a aspirina em baixa dosagem foram propostas como terapia de modulação do hospedeiro para o tratamento de doenças inflamatórias crônicas. O objetivo deste estudo foi investigar as ações clínicas e imunológicas do ω-3 e da aspirina (AAS) como terapia adjunta ao debridamento periodontal de boca toda para o tratamento da periodontite em pacientes com diabetes tipo 2. Setenta e cinco pacientes (n=25/grupo) que atendiam aos critérios de inclusão foram randomicamente designados para receber placebo e debridamento periodontal (GC), ω-3 (3g de óleo de peixe/dia por 60 dias) e AAS (100mg/dia por 60 dias) após o debridamento periodontal (GT1), e (3g de óleo de peixe/dia por 60 dias) e AAS (100mg/dia por 60 dias) antes do debridamento periodontal (GT2). Parâmetros clínicos periodontais e fluido gengival crevicular (FGC) foram coletados no baseline (t0), 90 dias (GT1 e GC) (t1), após a suplementação/medicação com ω-3 e AAS (t1), e 180 dias após o debridamento periodontal (todos os grupos) (t2). Dez pacientes (40%) no GT1 e nove pacientes (36%) no GT2 alcançaram o endpoint clínico para o tratamento (≤4 bolsas periodontais com profundidade de sondagem (PS)≥ 5mm), em contraste com quatro (16%) no GC. Houve ganho de inserção em bolsas moderadas e em bolsas profundas entre t0 e t2 para o GT1. Os níveis de concentração de IFN-γ, IL-1ß e IL-8 apresentaram redução em t2 para os dois grupos teste, com mudanças significantes prévias (t1) para o GT1. Os níveis de IL-6 apresentaram redução em t1 e em t2 para o GT1, e a MIP-1α reduziu em t2 no GT2. No GC a IL-1ß foi a única citocina a apresentar diferença estatisticamente significante na comparação entre tempos. Os resultados deste estudo clínico sugerem que a terapia adjuvante de ω-3 a AAS após o debridamento periodontal promove maiores benefícios clínicos e imunológicos ao tratamento da periodontite em pacientes com diabetes tipo 2 quando comparado aos demais protocolos avaliados(AU)


Daily dietary supplementation with omega-3 (ω-3) polyunsaturated fatty acids (PUFAs) and low-dose aspirin (ASA) have been proposed as a host modulation therapy for the treatment of chronic inflammatory diseases. The aim of this study was to investigate the clinical and immunological actions of ω-3 PUFAs and ASA as an adjunct therapy to full-mouth periodontal debridement for the treatment of periodontitis in patients with type 2 diabetes. Seventy-five patients (n=25/group) meeting the inclusion criteria were randomly assigned to receive placebo and periodontal debridement (CG), ω-3 (3g of fish oil/day for 60 days) and ASA (100mg/day for 60 days) after periodontal debridement (TG1), and ω-3 (3g of fish oil/day for 60 days) and ASA (100mg/day for 60 days) before periodontal debridement (TG2). Periodontal clinical parameters and gingival crevicular fluid (GCF) were collected at baseline (t0), 90 days (TG1 and CG) (t1), after ω-3 and ASA only (TG2) (t1), and 180 days after periodontal debridement (all groups) (t2). Ten patients (40%) in TG1 and nine patients (36%) in TG2 achieved the clinical endpoint for treatment (≤4 periodontal pockets with probing depth (PD)≥ 5mm), as opposed to four (16%) in CG. There was clinical attachment gain in moderate and deep pockets between t0 and t2 for TG1. Concentration levels of IFN-γ, IL-1ß, and IL-8 decreased over time for both test groups, with early (t1) significant changes for TG1. IL-6 levels were lower at t1 and t2 for TG1, and MIP-1α decreased at t2 for TG2. In the CG, IL1ß was the only marker presenting statistically significant changes over time. The results of this clinical study suggest that the adjunctive use of ω-3 and ASA after periodontal debridement provides clinical and immunological benefits to the treatment of periodontitis in patients with type 2 diabetes when compared to the other treatment protocols evaluated(AU)


Assuntos
Humanos , Periodontite , Aspirina/administração & dosagem , Mediadores da Inflamação/classificação , Diabetes Mellitus/classificação , Ácidos Graxos/efeitos adversos
15.
Braz. dent. sci ; 22(2): 155-162, 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-996296

RESUMO

Objective: To systematically review the data and results of case reports of autosomal recessive syndromes associated with periodontitis. Material and Methods: An internet search using Google and PubMed search engine and keywords- autosomal recessive, periodontitis, syndromes, periodontium and gingiva was carried out. Full-text articles in the English language of all the case reports and reviews that were published in journals from the year 1966 to 2016 were obtained and evaluated and presented in tabular form. Abstracts and articles published in other languages were not included in the review. Results: The data available from the clinical trials were analyzed and presented under broad headings of, systemic features, dental features, periodontal features and laboratory findings presented in tabular form. Conclusion: Many autosomal recessive syndromes with dental component also present with changes or alteration in the periodontium thus stressing the fact that thorough periodontal examination is important during the medical evaluation of patients with syndromes (AU)


Objetivo: Analisar sistematicamente os dados e resultados de relatos de caso de síndromes autossômicas recessivas associadas à periodontite. Material e Métodos: realizou-se uma pesquisa na internet usando os sites Google e PubMed com as palavras-chave: autossômica recessiva, periodontite, síndromes, periodonto e gengiva. Os critérios de inclusão foram restritos aos artigos em texto completo em língua inglesa, relatos de casos e revisões publicados em periódicos de 1966 a 2016. Resumos e artigos publicados em outras línguas não foram incluídos na revisão. Resultados: Os dados extraídos de cada estudo foram agrupados da seguinte forma: as síndromes associadas a características sistêmicas, aos achados dentários e aos achados periodontais, apresentados no formato de tabelas. Conclusões: Diversas síndromes autossômicas recessivas que apresentam alterações dentárias também podem apresentar alterações no periodonto, ressaltando assim, o fato de que o exame periodontal completo é importante durante a avaliação médica de pacientes com síndromes (AU)


Assuntos
Periodontite , Síndrome , Periodonto , Gengiva , Síndrome de Job
16.
Rev. odontol. UNESP (Online) ; 48: e20190095, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1099187

RESUMO

Resumo Introdução A perda de inserção clínica periodontal (PIP) tem sido indicada como parâmetro determinante para o estudo de indicadores de risco de periodontite crônica. Objetivo Descrever a prevalência, severidade e extensão de PIP em um grupo populacional que se abstém de álcool e tabaco, além de avaliar associações com características sociodemográficas e comportamentais dos participantes. Método Uma amostra de 420 indivíduos adultos, participantes do Estudo Advento (São Paulo), foi submetida ao exame periodontal de seis sítios por dente e respondeu um questionário estruturado. As associações foram verificadas por meio de análise de regressão logística múltipla. Resultado A prevalência de periodontite foi de 20,7% e de gengivite, 38,8%; a PIP média foi de 1,38 mm (± 0,5) e a perda dental, 5,4 (± 9,0). A prevalência de PIP ≥ 3 mm, ≥ 4 mm e ≥ 6 mm foi de 69,7%, 31,7% e 9,6% dos indivíduos, e 11,4%, 4,4% e 1,2% dos dentes por indivíduo, respectivamente. Houve associação significativa de PIP ≥ 4 mm com sexo masculino, idade superior a 55 anos, baixa escolaridade, placa visível, autocuidado irregular, falta de orientação em higiene bucal e doença sistêmica referida. Para PIP ≥ 6 mm, foi observada maior razão de chances para as variáveis idade e doença sistêmica. Conclusão O grupo populacional estudado apresentou baixa extensão e severidade de PIP, possivelmente pelas características da amostra. As associações de risco encontradas confirmam a necessidade de atenção integral ao paciente, incluindo o incentivo à prevenção e ao controle de doenças crônicas, ao lado de orientações específicas para higiene bucal.


Abstract Introduction Clinical attachment loss (CAL) has been indicated as a determining parameter for the study of risk indicators of chronic periodontitis. Objective To describe the prevalence, severity and extent of CAL in a population group that abstains from alcohol and tobacco use and to evaluate associations with sociodemographic and behavioral characteristics of participants. Method A sample of 420 adult individuals, participants of the Advento Study (São Paulo) were submitted to a periodontal examination of six sites per tooth and answered a structured questionnaire. Associations were verified by multiple logistic regression analysis. Result Prevalence of periodontitis was 20.7% and gingivitis 38.8%; mean CAL was 1.38mm (±0.5) and dental loss 5.4 (±9.0). Prevalence of CAL ≥3 mm, ≥4 mm and ≥6 mm was 69.7%, 31.7% and 9.6% of the individuals, affecting 11.4%, 4.4% and 1.2% of the teeth per individual, respectively. After adjustments, there was a significant association of CAL ≥4 mm with males, over 55 years of age, low education, visible plaque, irregular self-care, lack of oral hygiene guidance and reported systemic disease. For CAL ≥6 mm, there was a higher odds ratio for the variables age group and systemic disease. Conclusion The population group studied presented low extension and severity of CAL, possibly due to the sample characteristics. The risk associations found confirm the need for comprehensive patient care, including encouraging prevention and control of chronic diseases, along with specific oral hygiene guidelines.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Periodontite/epidemiologia , Fatores de Risco , Perda da Inserção Periodontal , Comportamentos Relacionados com a Saúde
17.
São José dos Campos; s.n; 2019. 45 p. il., tab., graf..
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1017217

RESUMO

A doença periodontal (DP) é caracterizada pela destruição dos tecidos de proteção e suporte dentário, osso alveolar, ligamento periodontal, cemento e gengiva, e é a principal causa de perda dentária na população adulta, um grande problema socioeconômico e de saúde pública. Com o aumento da resistência antibiótica, existe interesse no uso de outras substâncias para o combate de doenças infecciosas, como os probióticos. O uso de probióticos na prevenção e tratamento de doença periodontal em animais tem apresentado bons resultados. O estudo dos efeitos do Lactobacillus reuteri viável e inativado (paraprobiótico) pode esclarecer mecanismos de ação e possibilitar o uso comercial de outras preparações, dado que os paraprobióticos teriam produção facilitada. O objetivo deste trabalho foi analisar os efeitos de L. reuteri, viável e inativado, em doença periodontal induzida em ratos. Foram utilizados 32 ratos machos, divididos em 4 grupos: (1) Grupo Controle: com saúde periodontal (n=8); (2) Grupo LIP: periodontite induzida (n=8); (3) Grupo LIP/PRO: periodontite induzida e probiótico (n=8); e (4) Grupo LIP/PARAPRO: periodontite induzida e paraprobiótico (n=8). A indução da doença periodontal foi realizada com a inserção de fio de algodão ao redor dos primeiros molares inferiores e foi realizado o tratamento com L. reuteri viável ou inativado pelo calor, via oral, diariamente, 30 dias antes da ligadura e 14 dias após, quando ocorreu a eutanásia. As hemimandíbulas direitas foram removidas e submetidas à análise radiográfica para quantificação do suporte ósseo. Foi realizada microtomografia computadorizada para avaliação da microarquitetura alveolar na região do primeiro molar. O uso de paraprobiótico levou à maior porcentagem de ganho de peso, quando comparado aos outros tratamentos. Nas análises radiográfica e microtomográfica, comprovou-se a eficácia da indução de DP, havendo diferença significante de suporte ósseo, perda óssea, porcentagem de volume ósseo, espessura trabecular, número de trabéculas, separação trabecular e porosidade óssea total entre os grupos com DP e grupo controle. Os tratamentos com probiótico e paraprobiótico preservaram de maneira semelhante o volume ósseo (BV/TB), a porosidade óssea total (Po.Tot) e a perda óssea alveolar na furca, embora apenas paraprobióticos tenham levado a uma diferença significativa em comparação ao grupo LIP. Ambos os tratamentos diminuíram a perda óssea mesial alveolar e aumentaram o suporte ósseo alveolar. Além disso, o paraprobiótico diminuiu a separação trabecular (Tb.Sp) e aumentou o número trabecular (Tb.N) Tanto as bactérias viáveis como inativados pelo calor reduziram a perda óssea alveolar e melhoraram os parâmetros da microarquitetura óssea. Estes resultados contribuem para o desenvolvimento futuro de formulações com L. reuteri não viável, que terão maior prazo de validade(AU)


Periodontal disease (PD) is characterized by the destruction of dental protection and support tissues, alveolar bone, periodontal ligament, cementum and gingiva, and is the major cause of tooth loss in the adult population, a major socioeconomic and public health problem. With the increase of antibiotic resistance, there is interest in the use of other substances to combat infectious diseases, such as probiotics. The use of probiotics in the prevention and treatment of periodontal disease in animals has shown good results. The study of the effects of viable and inactivated Lactobacillus reuteri (paraprobiotic) can clarify mechanisms of action and enable the commercial use of other preparations, since paraprobiotics would have facilitated production. The aim of this study was to evaluate the effects of viable and inactivated L. reuteri on induced periodontal disease in rats. Thirty-two male rats were divided into four groups: (1) Control group: with periodontal health (n = 8); (2) LIP group: induced periodontitis (n = 8); (3) LIP/PRO group: induced periodontitis and probiotic (n = 8); and (4) LIP/PARAPRO group: periodontitis induced and paraprobiotic (n = 8). Induction of periodontal disease was performed with the insertion of cotton thread around the lower first molars and treatment was performed with viable or heatinactivated L. reuteri daily, 30 days prior to ligation and 14 days later, when euthanasia occurred. The right hemimandible were removed and submitted to radiographic analysis for quantification of the bone support. A computerized microtomography was performed to evaluate the alveolar microarchitecture in the first molar region. The use of paraprobiotic led to a higher percentage of weight gain when compared to other treatments. In the radiographic and microtomographic analyzes, the efficacy of the DP induction was verified, with a significant difference in bone support, bone loss, percentage of bone volume, trabecular thickness, trabecular number, trabecular separation and total bone porosity between the PD and group control. Probiotic and paraprobiotic treatments similarly preserved bone volume (BV/TB), total bone porosity (Po.Tot) and alveolar bone loss in the furcation, although only paraprobiotic led to significant difference in comparison to LIP group. Both treatments decreased the mesial alveolar bone loss and increased alveolar bone support. Moreover, the paraprobiotic decreased trabecular separation (Tb.Sp) and increased trabecular number (Tb.N). Both viable and heat-killed bacteria reduced alveolar bone loss and ameliorate the bone microarchitecture parameters. These results contribute to the future development of formulations with non-viable L. reuteri that will have a longer shelf-life(AU)


Assuntos
Humanos , Periodontite/diagnóstico , Probióticos/administração & dosagem , Lactobacillus reuteri/crescimento & desenvolvimento
18.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. 73 p.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1021370

RESUMO

Introdução: As doenças periodontais são infecções crônicas multifatoriais que acarretam a perda de inserção periodontal e dos tecidos de suporte. O tabagismo é considerado um dos principais fatores de risco associados à periodontite. O tratamento periodontal não cirúrgico possui seus efeitos clínicos bem estabelecidos e ao longo dos anos, pesquisadores buscaram avaliar as mudanças microbiológicas associadas a esta terapia, principalmente quando utilizada em pacientes fumantes. Objetivo: O objetivo da presente revisão sistemática de literatura foi avaliar se existem alterações microbiológicas em pacientes tabagistas portadores de periodontite, após o tratamento não cirúrgico, quando comparados a não tabagistas. Materiais e métodos: O trabalho está protocolado na plataforma PROSPERO sob o número de registro: CRD420191197. Foi realizado até janeiro de 2019 a busca eletrônica nas principais bases computadorizadas: Literatura Latino Americana em Ciências da Saúde (LILACS), Bibliografia Brasileira de Odontologia (BBO) e as bases de dados da área de Ciências da Saúde: Medline/PubMed e Dentistry & Oral Sciences Source (EBSCO), nas bases multidisciplinares SCOPUS (Elsevier) e Web of Science (Thompson Reuters), além da busca manual. A estratégia PICO foi utilizada para avaliar se pacientes tabagistas com periodontite (P) após o tratamento periodontal não cirúrgico (I) quando comparados a não tabagistas com a mesma doença periodontal (C), apresentam alguma alteração no seu perfil microbiológico subgengival (O). A seleção e avaliação dos estudos foi realizada por dois avaliadores em separado e incluídos apenas estudos com tempo de acompanhamento de pelo menos 2 meses onde os pacientes avaliados não possuíssem 1) doenças sistêmicas associadas à doença periodontal, 2) se mulher, que não estivessem grávidas ou lactantes e 3) não tivessem feito uso de antibiótico nos últimos 3 meses. A avaliação de qualidade dos estudos foi realizada através do teste metodológico proposto por Fowkes&Fulton. Resultados: Foram encontrados um total de 402 referências, e destes apenas sete estudos foram incluídos para avaliação. De acordo com o critério de elegibilidade, limitações foram identificadas, porém não comprometeram os resultados das pesquisas. Todas relataram que os grupos, tabagistas e não tabagistas, apresentaram redução na microbiota patogênica após a raspagem e alisamento radicular, porém dois estudos concluíram que a redução dessa microbiota nos fumantes não foi suficientemente efetiva quanto no grupo de não fumantes. Conclusão: Conclui-se, portanto, que a terapia periodontal não cirúrgica tende a ser um tratamento de escolha para fumantes e que é capaz de provocar alterações na microbiota subgengival destes pacientes com periodontite quando comparados a não fumantes. Ainda assim, estudos devem continuar sendo direcionados para elucidar a influência do tabagismo na composição microbiológica do hospedeiro. É importante que esses resultados sejam considerados com cautela uma vez que os trabalhos incluídos foram realizados com critérios limitados. (AU)


Background: Periodontitis is a chronic multifactorial inflammatory disease that results in loss of periodontal attachment and bone support, with smoking as a major risk factor for it. Nonsurgical periodontal treatment has been shown to improve probing pocket depths and clinical attachment level and over the years researchers have been investigating the microbiological changes that result from applying that therapy to smokers. Objective: This study conducts a systematic review to evaluate if there are subgingival microbial changes in periodontal pockets in smokers with periodontitis, after non-surgical treatment, when compared to non-smokers. Material and methods: The work is registered at PROSPERO under the entry: CRD420191197. A systematic search in the literature was carried out covering the period up to January 2019. It was conducted in the following electronic databases: Latin American and Caribbean Health Sciences Literature (LILACS), Brazilian Bibliography of Dentistry (BBO), PubMed , SCOPUS, Dentistry & Oral Sciences Source (EBSCO), and Web of Science (Thompson Reuters). Personal searches outside these databases were conducted as well. The PICO strategy was used to evaluate whether smokers with periodontitis (P) after nonsurgical periodontal treatment (I) when compared to non-smokers with the same periodontal disease (C), presented some change in their subgingival microbial profile (O). Selection and evaluation of studies were performed independently by two researchers, in order to determine whether or not they complied with the inclusion criteria. Quality assessment of included studies conformed with Fowkes & Fulton's critical appraisal of published research guidelines. Results: A total of 402 references were found, of which only seven studies were selected for evaluation. According to the eligibility criteria, limitations were identified, but did not compromise the results of the investigations. Most of them reported that smokers and nonsmokers had a reduction in the pathogenic microbiota after scaling and root planning, but two studies reported a lesser reduction in periodontal pathogens in smokers, as compared to nonsmokers. Conclusion: In summary, most studies indicate that non-surgical periodontal therapy reduces pathogenic periodontal microbiota in smokers. Nevertheless, researchers should keep investigating the influence of smoking on the composition of microflora, since the corresponding literature available for that still presents some limitations . (AU)


Assuntos
Periodontite/microbiologia , Tabagismo/complicações , Raspagem Dentária , Microbiota , Periodontite/complicações , Periodontite/terapia , Literatura de Revisão como Assunto , Estudos de Casos e Controles
19.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 55 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1016463

RESUMO

Nos últimos anos, a associação entre distúrbios metabólicos e periodontite foi amplamente estudada e reconhecida. No entanto, a relação entre síndrome metabólica (SMet) e periodontite permanece conflitante, particularmente a associação da gravidade da SMet e da periodontite. O presente estudo caso-controle (1:3) teve como objetivo avaliar a associação entre SMet e periodontite, bem como a influência dos diferentes fatores de risco nesta associação. O trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais. A amostra foi composta por 488 indivíduos (122 casos e 366 controles), de ambos os sexos e idade entre 35-55 anos, examinados entre junho/2009 e abril/2017. Foram coletados dados sociodemográficos e médicos de interesse. Diagnóstico de SMet (casos) foi definido como a combinação de elevados níveis plasmáticos de glicose, hipertensão, dislipidemia e/ou circunferência abdominal aumentada. Exame periodontal completo foi realizado por três examinadores experientes (kappa = 0,89 e índice de correlação intraclasse = 0,87). O estudo incluiu indivíduos com periodontite moderada, grave ou avançada, ou seja, estágio II, III e IV, respectivamente, sendo a) estágio II - nível de inserção clínico (NIC) interdental 3 a 4mm, Profundidade de sondagem (PS) máxima ≤ 5mm, perda óssea radiográfica no terço coronal entre 15% a 33% e ausência de perda dentária devido à periodontite; b) estágio III - NIC interdental ≥ 5mm, perda óssea radiográfica que se estende até o terço médio da raiz; e perda dentária devido a periodontite; c) estágio IV ­ NIC interdental ≥ 5mm e presença de lesões periodontais profundas que se estendem à porção apical da raiz e/ou história de perda dentária múltipla. Quanto à extensão da periodontite, as formas localizadas foram classificadas como <30% e as formas generalizadas como ≥ 30% dos dentes afetados. A associação entre SMet e variáveis de interesse foi avaliada por análise univariada e regresssão logística e linear. A ocorrência de periodontite total (estágio II, III, IV) foi 54,6% e 35,2% nos grupos caso e controle, respectivamente. No grupo caso, a ocorrência de periodontite estágio II foi de 83,2% e estágio III e IV de 16,8%. No grupo controle, a ocorrência de periodontite estágio II foi de 88,5% e estágio III e IV de 12,5%. Indivíduos com a SMet mostraram pior condição periodontal clínica, expressa por médias mais altas de índice de placa, sangramento à sondagem, PS e NIC, bem como % de sítios com PS 4-6 mm, NIC 3-5 mm e >5 mm. No modelo logístico final, foram associados a periodontite após ajuste para as variáveis de confusão gênero, uso de álcool, idade e tabagismo: SMet (OR = 1,98 95%IC 1.31-32.86), presença de até 14 dentes (OR = 1,61 95%IC 1.02-2.04), índice de massa corporal >25kg/m² (OR = 1,81 95%IC 1.26-2.21) e tabagismo (OR = 2.13 95%IC 1.16-3.62). Presença de dentes até 14 (p = 0,027) e tabagismo (p = 0,001) foram associados com ao NIC, considerando circunferência abdominal elevada, hipertensão e dislipidemia como componentes da SMet. Quando o diabetes foi tomado como um componente SMet, a idade (p = 0,015) também foi associada ao NIC. Os resultados demonstraram que há uma importante associação entre SMet e periodontite. No entanto, são necessários estudos futuros com desenhos prospectivos e de intervenção, em diferentes populações, para confirmar esses achados.


In recent years, the association between metabolic disorders and periodontitis has been widely studied and recognized. However, the relationship between metabolic syndrome (MetS) and periodontitis remains controversial. The present case-control study (1:3) aimed to evaluate the association between MetS and periodontitis, as well as the influence of potentialt risk factors in this association. Study sample comprised 488 individuals, of which 122 were cases and 366 were controls, both genders and aged between 35-55 years, that were examined from June/2009 and April/2017. Sociodemographic and medical data of interest were collected. Diagnosis of MetS (cases) was defined as the combination of the following parameters: high plasma glucose levels, hypertension, dyslipidemia and/or increased abdominal circumference. Complete periodontal examination was performed by three experienced examiners (kappa = 0.89 and intraclass correlation index = 0.87). The study included individuals with moderate, severe or advanced periodontitis, that is, stage II, III and IV, respectively, being a) stage II ­ clinical attachment level (CAL) 3 to 4mm, maximum probing depth (PD) ≤ 5mm, radiographic bone loss at the coronal third between 15% to 33%, and no tooth loss due to periodontitis); b) stage III ­ at least interdental CAL ≥ 5mm, radiographic bone loss extending to mild-third of the root; and tooth loss due to periodontitis; c) stage IV ­ interdental CAL ≥ 5mm and presence of deep periodontal lesions that extend to the apical portion of the root, and/or history of multiple tooth loss. In relation to the extension of periodontitis, localized forms were classified as < 30% and generalized forms as ≥ 30% of affected teeth The association between MetS and variables of interest was evaluated by univariate analysis and logistic and linear regression. The occurrence of total periodontitis (stage II, III, IV) was 54.6% and 35.2% in the case and control groups, respectively. In the case group, the occurrence of periodontitis was of 83.2% for the stage II and 16.8% for the stage III and IV. In the control group, the occurrence of periodontitis was of 88.5% for the stage II and of 12.5% for the stage III and IV. Individuals with MetS showed worse clinical periodontal condition, expressed by higher means of plaque index, bleeding on probing, PD and CAL, as well as% of sites with PD 4-6 mm, CAL 3-5 mm and >5 mm. In the final logistic model, after adjusting for gender, alcohol use, age and smoking, the following variables were associated with periodontitis: MetS (OR = 1.98 95% CI 1.31-32.86), presence of up to 14 teeth (OR = 1 , 61 95% CI 1.02-2.04), body mass index >25kg / m² (OR = 1.81 95% CI 1.26-2.21) and smoking (OR = 2.13 95% CI 1.16-3.62). Presence of teeth up to 14 (p = 0.027) and smoking (p = 0.001) were associated with CAL, when considering elevated abdominal circumference, hypertension and dyslipidemia as components of MetS diagnosis. When diabetes was also taken as MetS component, age (p = 0.015) was also associated with CAL. These findings demonstrated that there is an important association between MetS and periodontitis. However, future studies with prospective and interventional designs in different populations are needed to confirm these results.


Assuntos
Doenças Periodontais , Periodontite , Fatores de Risco , Síndrome Metabólica , Dislipidemias , Obesidade Abdominal , Hiperglicemia , Hipertensão , Estudos de Casos e Controles
20.
Rev. Rede cuid. saúde ; 12(2): 41-62, 15/12/2018.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-998969

RESUMO

Em novembro de 2017, ocorreu nos Estados Unidos um evento conjunto da Academia Americana de Periodontia e da Federação Europeia de Periodontia. Este evento teve como objetivo discutir pontos não resolvidos da classificação periodontal de 1999, o que culminou com uma nova classificação das doenças periodontais. Modificações importantes foram estabelecidas, principalmente no que tange às periodontites. Assim, este texto em língua portuguesa visa atualizar os dentistas e estudantes de Odontologia sobre a nova classificação das periodontites, com base na publicação no relatório de consenso do 2017 World Workshop on the Classification of Periodontal and Peri-Implant Diseases and Conditions em junho de 2018. A nova classificação abrange todas as doenças e condições periodontais e peri-implantares, incluindo a definição de saúde periodontal, a reorganização das doenças e condições gengivais não induzidas por placa, a inclusão de doenças e condições sistêmicas que afetam o tecido periodontal de suporte, as bases para o tratamento de retração gengival, a substituição de termos periodontais e a introdução de uma nova classificação para doenças e condições peri-implantares. Como pode ser observado, não seria possível detalhar todos estes aspectos da nova classificação, assim, este artigo apresenta somente a nova classificação referente às periodontites.


In November 2017, a joined meeting between the American Academy of Periodontology and the European Federation of Periodontology was held in United States. This meeting had the aim to discuss non-solved issues regarding 1999 periodontal classification, which culminated with a new periodontal classification. Important changes were established, mainly in reference to different forms of periodontitis. Thus, the current paper aims to update dentists and dental students on the new classification of periodontitis, based on the consensus report of the 2017 World Workshop on the Classification of Periodontal and Peri-Implant Diseases and Conditions published in June 2018. The new classification covers all periodontal and peri-implant diseases and conditions, including the periodontal health definition, the re-organization of gingival diseases and conditions non-induced by plaque, the inclusion of systemic diseases and conditions that affect the support periodontal tissue, the basis for gingival retraction treatment, the replacement of periodontal terms, and the introduction of a new classification for peri-implant diseases and conditions. As can be observed, it would be impossible to detail all aspects of the new classification, thus, this paper presents only the periodontitis new classification.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Doenças Periodontais , Periodontite , Diagnóstico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA