Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 62
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Cient. CRO-RJ (Online) ; 4(2): 56-59, May-Aug. 2019.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1024935

RESUMO

Introduction: Frenectomy is the most indicated treatment for ankyloglossia in children and adolescents, with recurrence being extremely rare. Objective: Here, we report the unusual case of an 8-year-old boy with cerebral palsy presenting recurrence of ankyloglossia 2 years after undergoing lingual frenectomy. Case report: On physicalexamination, in a follow-up, 2 years after a lingual frenectomy, we observed a slightly elastic, short and adhered lingual frenulum and the presence of a heart-shaped tongue, with severe restriction of lateral and superior movements, and difficulties in speech and swallowing. A new frenectomy was performed under local anesthesia, restoring lingual mobility. The patient has been followed-up periodically and has undergone speech therapy; 2 years after the second surgery, firm insertion of the frenulum and the continuity of the bifid aspect of the tongue have been again verified, but the tongue movements and oral functions remain satisfactory. The patient will continue to be followed periodically and a new intervention will be performed if there are changes in oral functions. Conclusion: Beyond the need forperiodic clinical follow-up, the diagnosis and multidisciplinary treatment of ankyloglossia are fundamental for identifying possible cases of recurrence, which, although rare, can occur.


Introdução: A frenectomia é o tratamento mais indicado para os casos de anquiloglossia em crianças e jovens, sendo a recorrência extremamente rara. Objetivo: O objetivo é relatar o caso incomum de um menino de 8 anos, com paralisia cerebral, apresentando recidiva de anquiloglossia dois anos após a realização de frenectomia lingual. Relato de caso: Ao exame físico, em consulta de revisão, 2 anos após uma frenectomia lingual observou-se freio lingual levemente elástico, curto e aderido, presença de formato de coração na língua, restrição severa dos movimentos laterais e superiores, além de dificuldades na fala e deglutição. Uma nova frenectomia foi realizada após dois anos da primeira frenectomia , sob anestesia local, restaurando a mobilidade lingual. O paciente foi acompanhado periodicamente junto com a fonoaudiologia e após 2 anos da segunda cirurgia, a inserção firme do freio e a continuidade do aspecto bífido da língua foram novamente verificadas, porém, os movimentos da língua e as funções orais mantiveram-se satisfatórios. O paciente continuará a ser acompanhado periodicamente e, se houver alterações nas funções orais, uma nova intervenção será realizada. Conclusão: É fundamental o diagnóstico e tratamento multidisciplinar da anquiloglossia, além da necessidade de acompanhamento clínico periódico para identificar possíveis casos de recidiva, que, embora raros, podem ocorrer.


Assuntos
Anquiloglossia , Paralisia Cerebral , Criança , Diagnóstico
2.
Belo Horizonte; s.n; 2018. 76 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-906159

RESUMO

O traumatismo dentário é um problema bastante prevalente relacionado à saúde bucal, sendo muito comum em crianças e adolescentes. As fraturas, deslocamentos e perdas do dente anterior são consequências das lesões traumáticas e podem causar prejuízos funcionais, estéticos, psicológicos, sociais e de fala nas crianças e adultos. Em razão da alta prevalência, do impacto econômico e da influência negativa na qualidade de vida, é considerado atualmente um importante problema de saúde pública. Nos indivíduos com deficiências de desenvolvimento, esta condição é mais preocupante e digna de atenção, pois o déficit de cognição que estes indivíduos geralmente possuem dificulta ou impede a atenção odontológica necessária. O assunto é discutido tanto em pacientes sem deficiências quanto naqueles com deficiências de desenvolvimento. No entanto, quanto aos últimos, há uma carência de estudos que façam inferências de causa e efeito e identifiquem fatores de risco. Sendo assim, este estudo objetivou investigar os fatores de risco de traumatismo dentário em indivíduos atendidos em um serviço odontológico de referência para pacientes com necessidades especiais em Belo Horizonte, região sudeste do Brasil. Foi realizado um estudo de coorte retrospectivo no período de janeiro de 1998 a março de 2017 a partir da análise de prontuários odontológicos. Foram analisados prontuários de indivíduos com ou sem lesões traumáticas na primeira consulta odontológica. Do universo de 628 prontuários, foram incluídos aqueles que registraram mais de uma consulta odontológica, totalizando 493 prontuários. A variável dependente foi o tempo de ocorrência de um novo traumatismo dentário (mensurado em meses). As variáveis independentes foram: gênero, idade, código internacional de doenças, escolaridade materna, respiração bucal, hipercinese, uso de chupeta, sucção digital, uso de drogas psicotrópicas, traumatismo dentário na primeira consulta, movimentos involuntários, mordida aberta, ter um ou mais irmãos e relato de crises convulsivas. Um modelo de regressão de COX foi utilizado para estimar o risco bruto, ajustado e intervalo de confiança (IC 95%). Este estudo foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais, sob o protocolo ETIC 219/03. Os resultados mostraram que a maioria dos indivíduos (40,07%) apresentavam a paralisia cerebral espástica quadriplégica. A prevalência e a incidência de traumatismo dentário encontrados foram, respectivamente, 12,41% e 11,88%. A média de tempo que os indivíduos permaneceram livres de novas lesões traumáticas foi de 170,78 meses (157,89 - 183,66; IC 95%) e a mediana foi de 216 meses. A única covariável estatisticamente associada ao traumatismo foi a presença de traumatismo prévio na primeira consulta odontológica, que aumentou 3,59 vezes o risco de um novo traumatismo dentário (1,94 - 6,65; IC 95%). Com base neste estudo, a história de trauma dentário prévio foi um fator de risco para a ocorrência de um novo trauma nos indivíduos com deficiências de desenvolvimento. Paralelamente a este estudo, esta dissertação apresenta um capítulo para e-book versando sobre protocolo de atendimento ao traumatismo dentário tanto em dentes permanentes quanto em dentes decíduos.(AU)


Understanding dental traumatisms in patients with developmental disabilities: a public health approach Dental trauma is a very prevalent problem related to oral health, being very common in children and adolescents. Fractures, displacements and losses of the anterior tooth are consequences of traumatic injuries and can cause functional, aesthetic, psychological, social and speech losses in children and adults. Due to the high prevalence, economic impact and negative influence on quality of life, it is currently considered an important public health problem. In individuals with developmental disabilities, this condition is more worrying and worthy of attention, since the cognitive deficit that these individuals usually have hinders or hinders the necessary dental care. The issue is discussed in both patients without disabilities and those with developmental disabilities. However, for the latter, there is a lack of studies that make inferences of cause and effect and identify risk factors. Therefore, this study aimed to investigate the risk factors for dental trauma in individuals attending a dental service of reference for patients with special needs in Belo Horizonte, Southeastern Brazil. A retrospective cohort study was carried out from January 1998 to March 2017, based on the analysis of dental records. There were analyzed charts of individuals with or without traumatic lesions at the first dental visit. Of the universe of 628 dental records, those who registered more than one dental appointment, totaling 493 dental records, were included. The dependent variable was the time of occurrence of a new dental traumatism (measured in months). The independent variables were: gender, age, international code of diseases, maternal education, mouth breathing, hyperkinesis, pacifier use, thumb sucking, psychotropic drug use, tooth injuries at the first dental examination, involuntary movements, open bite, having one or more siblings and reports of seizures. A COX regression model was used to estimate gross, adjusted risk and confidence interval (95% CI). This study was approved by the research ethics committee of the Federal University of Minas Gerais, under protocol ETIC 219/03. The results showed that the majority of individuals (40.07%) had quadriplegic spastic cerebral palsy. The prevalence and incidence of dental trauma were, respectively, 12.41% and 11.88%. The mean time individuals remained free of new traumatic injuries was 170.78 months (157.89 - 183.66, 95% CI) and the median was 216 months. The only covariant statistically associated with trauma was the presence of previous trauma at the first dental visit, which increased 3.59 times the risk of new dental trauma (1.94 - 6.65, 95% CI). Based on this study, the history of prior dental trauma was a risk factor for the occurrence of a new trauma in individuals with developmental disabilities. Parallel to this study, this dissertation presents a chapter for e-book dealing with dental trauma care protocol in both permanent and deciduous teeth.(AU)


Assuntos
Dente Decíduo , Paralisia Cerebral , Deficiências do Desenvolvimento , Saúde Bucal , Assistência Odontológica , Traumatismos Dentários , Dentição Permanente , Estudos Retrospectivos , Estudos de Coortes
3.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 17(1): e3403, 13/01/2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-914290

RESUMO

Objective: To investigate the factors that influence oral health of girls, with developmental disabilities, attended by a dental service. Material and Methods: A Cross-sectional epidemiological study was carried out using information collected from 171 dental charts of children aged one to 13 years, with developmental disabilities who were treated between 1998 and 2013. Studied variables were: dental caries, gingivitis, bruxism, xerostomia, ingestion of cariogenic food and oral hygiene. Statistical analysis was performed using proportion calculations of each variable and by cluster analysis. Results: Three types of clusters were formed from girls based on three variables (presence of dental caries, gingivitis and bruxism). The choice of two clusters was due to a better understanding of the phenomenon (oral conditions). There was an average of 0.77 of deciduous and 0.21 permanent decayed teeth. Cluster 1 is composed of younger children with lower caries and gingivitis experiences; lower proportion of xerostomia and ingestion of cariogenic food, higher proportion of good oral hygiene and more bruxism experience. Conclusions: Dental caries and gingivitis among girls with developmental disabilities are influenced by factors whose relation of cause and effect has been discussed in the literature. Bruxism is a protective factor against these diseases.Results reinforce the need for early preventive interventions in this population.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Mulheres , Análise por Conglomerados , Paralisia Cerebral/diagnóstico , Registros Médicos , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências , Brasil , Estudos Epidemiológicos , Saúde Bucal
4.
Arq. odontol ; 53: 1-9, jan.-dez. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-906064

RESUMO

Objetivo: Descrever o perfil dos pacientes atendidos em uma instituição filantrópica onde funciona o projeto de extensão "Atendimento Odontológico a Pacientes com Necessidades Especiais". Métodos: A amostra foi composta por 581 prontuários de pacientes com necessidades especiais de 0 a 33 anos de idade. Foram coletadas informações sobre as prevalências de cárie nas dentições decídua e permanente, gengivite, xerostomia, bruxismo, refluxo gastroesofágico, sexo, uso de medicação de ação central, uso de chupeta, sucção digital, alimentação e higiene bucal. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva e teste do qui-quadrado para verificação de associação entre diagnóstico e sexo. Resultados: 51,93% dos pacientes eram meninos, 71,42% possuíam paralisia cerebral, 12,36% tinham refluxo gastroesofágico, 49,30% usavam medicação anticonvulsivante. O diagnóstico de paralisia cerebral quadriespástica esteve associado ao sexo masculino. Dentre as alterações bucais, 4,86% dos casos apresentaram xerostomia. O uso da chupeta foi encontrado em 26,93% dos indivíduos e 18,05% chupavam o dedo. Alterações gengivais foram detectadas em 15,61% das fichas. Em relação à alimentação, 56,97% dos indivíduos consumiam açúcar acima do aceitável, e com relação à higiene bucal, 14,48% foram classificados como ruim e 17,57% moderada. Em 20,57% dos prontuários havia registro de dentes decíduos cariados e em 4,29% de dentes obturados. Do total de pacientes que possuíam dentes permanentes, 13,17% tinha dentes cariados e 7,75% possuía dentes obturados. A prevalência de cárie dentária é moderada com pequena proporção de dentes restaurados. A alimentação é rica em sacarose para quase 60% destes pacientes. Conclusão: os hábitos parafuncionais apresentam um percentual preocupante de prevalência. Por isso, estes pacientes possuem um perfil de doenças bucais com gravidade moderada e que devem ter um acompanhamento odontológico sistemático para que a prevalência de doenças bucais não aumente com o passar dos anos.(AU)


Aim: The present study aimed to describe the profile of the patients who received dental care at a philanthropic institution, within the project "Dental Care for Patients with Special Needs". Methods: This study was carried out by evaluating 581 records of patients with special needs from 0 to 33 years of age. Data were collected on the prevalence of caries in deciduous and permanent dentitions, gingivitis, xerostomia, bruxism, gastroesophageal reflux, sex, use of central action medication, pacifier use, digital suction, feeding, and oral hygiene. Data were analyzed using descriptive statistics and the chi-square test to verify an association between diagnosis and sex. Results: The results showed that 51.93% were boys, 71.42% had cerebral palsy, 12.36% had gastroesophageal reflux, and 49.30% used anticonvulsant medication. The diagnosis of quadrispastic cerebral palsy was associated with males. Xerostomia was observed in 4.86% of the cases. The use of pacifiers was present in 26.93% of the individuals, while 18.05% of the patients used to suck their finger. Gingival changes were detected in 15.61% of the records. In relation to food, 56.97% of the individuals consumed sugar above the acceptable amount, and when oral hygiene was considered, 14.48% were classified as poor and 17.57% as moderate. This study also identified 20.57% of decayed and 4.29% of filled deciduos teeth. Among the patients who had permanent teeth, 13.17% had decayed teeth, while 7.75% had filled teeth. It could therefore be concluded that the prevalence of dental caries is moderate with a small proportion of treated teeth. Diet is rich in sucrose for almost 60% of these patients. Conclusion: The parafunctional habits present a worrisome percentage of prevalence. Therefore, these patients have a profile of oral diseases with moderate severity and should undergo systematic dental follow-up so that the prevalence of oral diseases does not increase over the years.(AU)


Assuntos
Paralisia Cerebral , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências , Serviços de Saúde Bucal , Deficiências do Desenvolvimento , Perfil de Saúde , Estudos Transversais , Cárie Dentária , Gengivite , Estudo Observacional
5.
Arq. odontol ; 53: 1-7, jan.-dez. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-906067

RESUMO

Objetivo: o objetivo deste estudo foi verificar a correlação entre a avaliação da ansiedade realizada por meio de medidas fisiológicas e pela observação do comportamento de pacientes com paralisia cerebral realizado pelo dentista durante a primeira consulta odontológica. Métodos: quarenta pacientes com idade variando de 7 a 26 anos, com paralisia cerebral foram submetidos a exames odontológicos. A pressão arterial e a frequência cardíaca foram aferidas no início e no final da primeira consulta odontológica. O dentista avaliou o comportamento antes e após o exame clínico dentário através da observação do comportamento do paciente (inquietação / agitação / tiques nervosos, palidez, transpiração excessiva, resistência e mudança aparente na frequência respiratória). Foi utilizado o teste de correlação de Spearman para determinar a correlação entre as medidas fisiológicas e a classificação comportamental da ansiedade feita pelo cirurgião dentista a um nível de significância de 95%. Resultados: os sinais comportamentais mais frequentes foram inquietação / agitação / tiques nervosos (50,0%) e resistência (27,5%). Foi encontrada uma correlação positiva significativa entre os dois métodos de avaliação de ansiedade utilizados (p <0,05). Os pacientes considerados ansiosos pelo dentista apresentaram medidas fisiológicas mais elevadas do que aqueles considerados calmos (p <0,05). Conclusão: a observação contínua do comportamento de pacientes com paralisia cerebral durante o exame odontológico é uma ferramenta valiosa para o reconhecimento e avaliação da ansiedade por parte da equipe odontológica. Estudos adicionais são necessários para validar um código de expressões faciais e corporais ou reações de ansiedade em pacientes com paralisia cerebral.(AU)


Aim: The present study aimed to verify the correlation between the evaluation of anxiety performed through physiological measures and the observation of the behavior of patients with cerebral palsy performed by the dentist during the first dental visit. Methods: Forty patients with cerebral palsy, varying from seven to 26 years of age, were submitted to dental examinations. The blood pressure and heart rate were measured at the beginning and end of the first dental appointment. The dentist evaluated the behavior before and after the dental exam by observing the patient's behavior (restlessness / agitation / nervous tics, pallor, excessive perspiration, resistance, and apparent change in breathing rate). The Spearman correlation test was used to determine the correlation between the physiological measures and the behavioral classification of anxiety made by the dentist at a significance level of 95%. Results: The most frequent behavioral signs were restlessness / agitation / nervous tics (50.0%), and resistance (27.5%). Through the Kruskal-Wallis test and Spearman's correlation, a significant positive correlation was found between the two anxiety assessment methods used in this study (p<0.05). The patients considered anxious by the dentist presented higher physiological measurements than did those considered calm (p<0.05). Conclusion: It can therefore be concluded that the continuous observation of the behavior of patients with cerebral palsy during the dental examination is a valuable tool for the recognition and evaluation of anxiety on the part of the dental team. Further studies are warranted to validate a code of facial and body expressions or anxiety reactions in patients with cerebral palsy.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Técnicas de Observação do Comportamento , Paralisia Cerebral , Ansiedade ao Tratamento Odontológico , Pessoas com Deficiência , Monitorização Fisiológica , Pressão Arterial , Diagnóstico Bucal , Frequência Cardíaca , Sinais e Sintomas
6.
Arq. odontol ; 52(2): 88-93, abr.-jun. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-827358

RESUMO

Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar as condições de saúde bucal através de parâmetros salivares e microbiológicos associados á cárie dental em pacientes com PC submetidas ou não à gastrostomia na cidade de Uberaba. Métodos: Trata-se de um estudo observacional transversal, realizado com uma amostra selecionada por conveniência com 48 pacientes com idades entre 2 anos e 16 anos, pertencentes aos Ambulatórios de Cirurgia Pediátrica e da Neurologia do Hospital de Clínicas da UFTM e do Hospital da Criança da cidade de Uberaba, divididos em 3 grupos sendo, 16 pacientes sem deficiência (Grupo SD), 15 pacientes com Paralisia Cerebral (Grupo PC) e 17 pacientes com PC submetidas à gastrostomia e fundoplicatura de Nissen (Grupo PCG). Avaliou-se o índice de cárie (IC), o índice de placa (IP), contagem salivar do número de colônias de Streptococcus mutans (CB) e a capacidade de tamponamento salivar (CTS). Os dados obtidos de IP, CB e CTS foram submetidos à análise estatística One Way Anova (p<0,05), e os dados de IP ao Teste de Tukey (p<0,05). A avaliação do IC se deu através de análise estatística descritiva da porcentagem simples das faces cariadas em relação ao número total de faces. Resultados: Observou-se diferença estatística apenas entre os grupos para o IP, sendo que o grupo PCG apresentou os maiores valores de índices de placa quando comparados aos demais. Conclusão: Concluiu-se que a PC, associada ou não à gastrostomia, não é facilitador ou atenuante da doença cárie, nem atua como fator determinante da saúde bucal.(AU)


Aim: This study sought to evaluate oral health conditions through oral clinical examinations and salivary and microbiological analyses associated with dental caries in patients with Cerebral Palsy (CP) submitted or not to gastrostomy in the city of Uberaba, MG, Brazil. Methods: This is an observational cross sectional study, conducted in a conventional sample of 48 patients, 2 to 16 years of age, at the UFTM Clinical Hospital and the Children's Hospital of Uberaba, divided into 3 groups, as follows: 16 patients without disabilities (Group WD), 15 patients with CP (Group CP), and 17 patients with CP submitted to gastrostomy and Nissen fundoplication (Group WCP). This study evaluated the caries index (CI), plaque index (PI), salivary counts of the Streptococcus mutans bacterium (CB), and salivary buffering capacity (SBC). Data from PI, CB, and SBC were statistically analyzed by the One-Way ANOVA analysis (p<0.05), and PI data were submitted to the Tukey test (p<0.05). Results: A statistically significant difference was only observed among the groups as regards the PI analysis, given that the WCP group presented the highest values. Conclusion: It was concluded that the CP, with or without gastrostomy is not a facilitator or attenuating circumstance of caries, nor is it a determining factor of good or poor oral health.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Paralisia Cerebral , Diagnóstico Bucal , Saúde Bucal , Estudos Transversais , Fundoplicatura , Gastrostomia , Estudo Observacional
7.
Arq. odontol ; 52(2): 100-110, abr.-jun. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-827364

RESUMO

Objetivo: Este estudo transversal objetivou avaliar a ocorrência de cárie dentária em 167 crianças de 6 a 12 anos de idade com paralisia cerebral e sua relação com a sobrecarga dos cuidadores. Métodos: Os dados foram coletados através de questionários e exames clínicos. A sobrecarga dos cuidadores foi avaliada utilizando-se a Escala de Avaliação da Sobrecarga do Cuidador - Burden Interview. Para a análise estatística foram utilizados os testes Qui-quadrado de Pearson, Exato de Fisher, F(ANOVA) e Student t-test. Resultados: A maioria das crianças apresentou paralisia cerebral do tipo espástica (70,7%). As prevalências de cárie foram 61,1% e 26,3% para as dentições decídua e permanente, respectivamente. A maioria dos cuidadores apresentou algum nível de sobrecarga (80,5%), sendo que o maior percentual apresentou sobrecarga leve à moderada (55,0%) e 25,5% apresentaram sobrecarga moderada a severa. Verificou-se que as médias do índice CPO-D e de dentes permanentes cariados foi maior entre os que tinham hemiparesia e menor entre os que tinham quadriparesia, com diferença significativa entre essas duas categorias (p=0,004). A ocorrência de cárie dentária não foi associada à sobrecarga dos cuidadores (p=0,881 para a dentição decídua e p=0,144 para a dentição permanente). A sobrecarga do cuidador foi associada à escolaridade (p=0,044) e à região de procedência (p=0,001). Conclusão: Nesta população, a cárie está mais relacionada aos problemas inerentes aos comprometimentos da paralisia cerebral, do que às dificuldades da rotina do cuidador. Sugere-se que estratégias mais humanizadas de acolhimento aos cuidadores sejam traçadas, visando à abordagem integral dos pacientes com paralisia cerebral e suas famílias.(AU)


Aim: This study aimed to assess the relationship between the prevalence of dental caries in 167 children, 6 to 12 years of age, with cerebral palsy and caregiver burden. Methods: The data were collected using questionnaires and clinical examinations. Caregiver burden was assessed using the Burden Interview scale. Statistical analyses included Pearson's Chi-square test, Fisher's exact test, analysis of variance (ANOVA),and Student's t-test. Results: The majority of the children exhibited spastic cerebral palsy (70.7%). The prevalence of caries in the deciduous and permanent teeth was 61.1% and 26.3%, respectively. The majority of caregivers reported some degree of burden (80.5%), with mild to moderate being the most common answer (55.0%), followed by moderate to severe (25.5%). The mean DMFT and decayed teeth values were higher in children with hemiparesis and lower in those with quadriparesis, with a statistically significant difference between these two categories (p=0.004). The occurrence of caries was not associated with the caregiver burden. (p=0.881 deciduous teeth; p=0.144 permanent teeth). However, this variable was associated with education level (p=0.044) and the location of origin (p=0.001). Conclusions: In this population, caries were associated with the problems inherent to cerebral palsy rather than the difficulties of the caregiver's routine. Additional strategies should be drafted for caregivers to ensure a humanizing approach for cerebral palsy patients and their families.(AU)


Assuntos
Humanos , Criança , Cuidadores , Paralisia Cerebral , Cárie Dentária , Estudos Transversais , Diagnóstico Bucal , Prevalência , Inquéritos e Questionários
8.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 16(1): 441-448, jan.-dez. 2016. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-912899

RESUMO

Objective: To investigate factors associated with gingivitis in children aged one to 13 years with developmental disabilities. Material and Methods: A total of 408 dental records were used to recover the data. Gingivitis was measured based on the Modified Gingival Index. Other variables were also analysed: gender, age, International Classification of Diseases (ICD) code, mouth breathing, history of gastroesophageal reflux, use of psychotropic drugs, reports of dry mouth, history of asthma, use of medications to treat asthma, oral hygiene, dental caries, and filled or missing teeth in deciduous or permanent dentition. For the purposes of this analysis, the individuals were categorized as with and without gingivitis. Variables with a p-value < 0.25 in the bivariate analysis were incorporated into the logistic regression models (ICD, reflux, oral hygiene, primary tooth decay or filling, mouth breathing, dry mouth and use of psychotropic drugs). Results: We found a 14.67% prevalence of gingivitis. Individuals with mouth breathing had a 2.574-fold (95% CI: (1.113-5.950) greater chance of exhibiting gingivitis. Individuals with moderate oral hygiene had a 2.763-fold (95% CI: 1.066 to 7.160) greater chance of exhibiting gingivitis, and individuals with poor oral hygiene had a 15.029-fold (95% CI: 3.705-60.965) greater chance of exhibiting gingivitis than those with good oral hygiene. Conclusion: Moderate or poor oral hygiene and mouth breathing are factors associated with gingivitis in a group of patients with developmental disabilities at a dental service in Belo Horizonte.


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Criança , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências , Deficiências do Desenvolvimento , Gengivite/diagnóstico , Brasil , Paralisia Cerebral , Modelos Logísticos , Registros Médicos , Estudos Observacionais como Assunto , Índice Periodontal
9.
Full dent. sci ; 8(29): 96-99, 2016. tab
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-909646

RESUMO

Pessoas com deficiências apresentam alto índice de más oclusões, o que pode estar relacionado ao crescimento e desenvolvimento anormais, além da alta incidência de hábitos bucais deletérios (HBD). Os dados sobre a distribuição dos HBD nos diferentes tipos de síndrome ou deficiência são escassos, portanto, o objetivo desse trabalho foi avaliar a prevalência dos HBD em pacientes com deficiências. A amostra foi composta por 100 pacientes, sendo 56 do sexo masculino (56%) e 44 do sexo feminino (44%), com idade média de 33,5 anos. Em relação ao tipo de deficiência, 47 pacientes apresentavam Retardo Mental (RM), 35 Paralisia Cerebral (PC) e 18 Síndrome de Down (SD). Constatou-se que 24 pacientes (24%) não apresentavam nenhum HBD, sendo 19 com RM, 3 com SD e 2 com PC. Quanto ao número de HBD, 35 pacientes (35%) foram diagnosticados com 1 HBD, 23 (23%) com 2 HBD e 18 (18%) com 3 ou mais HBD. Na PC, a respiração bucal foi o HBD mais prevalente (54,3%), seguido da interposição lingual (42,9%). A respiração bucal também foi o HBD mais frequente nos pacientes com RM (34%), já nos pacientes com SD, chama atenção o grande número de indivíduos que apresentaram interposição lingual (61,1%) e respiração bucal (50%). O alto índice de HBD comprova a necessidade de maior atenção dos profissionais para o desenvolvimento de procedimentos interceptores e corretivos específicos para os pacientes com deficiência. Além disso, os responsáveis devem ser orientados sobre as consequências dos hábitos mais prevalentes (AU).


People with disabilities have a high rate of malocclusion, which may be related to abnormal growth and development, and the high incidence of oral habits (OH). Data on the distribution of OH in the different types of syndrome or disability are limited, so the aim of this study was to evaluate the prevalence of OH in patients with disabilities. The sample consisted in 100 patients, 56 male (56%) and 44 female (44%), mean age of 33.5 years old. Regarding the type of disability, 47 patients had Mental Retardation (MR), 35 Cerebral Palsy (CP) and 18 Down Syndrome (DS). It was found 24 patients (24%) did not have any HBD, 19 with RM, 3 with SD, and 2 PC. As the number of OH, 35 patients (35%) were diagnosed with 1 OH, 23 (23%) 2 OH, and 18 (18%) had 3 OH or more. In PC, mouth breathing was the most prevalent OH (54.3%), followed by tongue thrusting (42.9%). Mouth breathing was also the most frequent in patients with MR (34%), while in patients with SD, the large number of individuals had tongue thrusting (61.1%) and mouth breathing (50%). The high level of OH proves the need for greater attention of professionals for the development of specific interceptors and corrective procedures for patients with disabilities. In addition, those responsible must be informed about the consequences of the most prevalent habits (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Paralisia Cerebral , Pessoas com Deficiência , Síndrome de Down , Má Oclusão/diagnóstico , Brasil , Estudos Transversais/métodos , Odontólogos
10.
Belo Horizonte; s.n; 2016. 72 p.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-911500

RESUMO

O objetivo do presente estudo foi investigar fatores de risco para cárie dentária em crianças com deficiências de desenvolvimento que foram tratados em um serviço de referência para cientes com necessidades especiais, Belo Horizonte, MG, Brasil. Esta é uma coorte retrospectiva que avaliou 401 prontuários de indivíduos sem experiência de cárie dentária na primeira consulta odontológica. A variável dependente foi a ocorrência de uma nova lesão de cárie dentária ou restauração. O tempo para a ocorrência de uma nova lesão de cárie ou restauração foi medido em meses. Sexo, idade, Código Internacional de Doenças (CID), escolaridade da mãe, o consumo de açúcar, o uso de creme dental com flúor, higiene oral, respiração bucal, relato de xerostomia, condição gengival, uso de drogas psicotrópicas, utilização de medicamentos para a asma, história pregressa de asma foram as covariáveis estudadas. O modelo de regressão de Cox de riscos proporcionais foi utilizado para estimar as taxas de risco bruto e ajustado com seus respectivos intervalos de confiança de 95%. O tempo médio que os indivíduos permaneceram livres de cárie dental restauração foi igual a 107,46 meses (IC 95% 95,41-119,51), com mediana de 94 meses. Para cada aumento de um ponto na escala de consumo de sacarose, houve um aumento do risco de cáries em 1,07 (IC de 95% 1,01- 1,15). O consumo de sacarose foi o único fator de risco significativo para cárie neste grupo de indivíduos com deficiências do desenvolvimento


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Paralisia Cerebral/complicações , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências/estatística & dados numéricos , Cárie Dentária/congênito , Deficiências do Desenvolvimento/complicações , Fatores de Risco , Análise de Sobrevida
11.
Full dent. sci ; 6(21): 96-102, dez. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-750188

RESUMO

O objetivo deste estudo foi identificar os fatores associados … experiˆncia de c rie e doen‡a periodontal em crian‡as e adolescentes com paralisia cerebral (PC). Foram inclu¡dos neste estudo 70 crian‡as e adolescentes com PC, de ambos os sexos, na faixa et ria de 6 a 19 anos de idade. As vari veis estudadas foram idade, sexo, escolaridade, classifica‡ães da PC, GMFCS, uso de medicamentos, motricidade oral e consistˆncia da dieta. A experiˆncia de c rie foi avaliada pelo ¡ndice CPO-D, as condi‡ães periodontais pelo ¡ndice de higiene oral simplificado (IHO-S) e sangramento gengival … sondagem. Os exames epidemiol¢gicos foram realizados por uma £nica examinadora calibrada (Kappa = 0,97). Foram realizadas an lises univariada e multivariada, com n¡vel de significƒncia de 5%. A maioria dos participantes deste estudo era do sexo masculino (n=40, 57,1%), com PC do tipo esp stica (n=56, 80%), tetrapl‚gicos (n=50, 71,4%), GMFCS n¡vel V (n=41, 58,5%), com motricidade oral funcional (n=28, 40%). Faziam uso de anticonvulsivantes (n=31, 44,2%) e consumiam dieta s¢lida (n=38, 54,2%). O ¡ndice m‚dio de CPO-D = 3,8, sendo que a maioria dos participantes apresentava CPO-D=0 (n=45, 64,3%) e a presen‡a de sangramento gengival observada em 48 dos avaliados foi de 68,6%. O aumento da idade e a ingestÆo de dieta semi-s¢lida aumentam as chances desses indiv¡duos apresentarem maiores valores de experiˆncia de c rie. A presen‡a de maior comprometimento motor expresso pelo GMFCS foi n¡vel V, motricidade oral semifuncional e uso de anticonvulsivantes aumentam a frequˆncia de sangramento gengival em crian‡as e adolescentes com PC.


The aim of this study was to identify factors associated with dental caries and periodontal disease in children and adolescents with CP. The study included 70 children and adolescents with CP, of both sexes aged from 6 to 19 years old. The studied variables were age, sex, education, and ratings of PC, GMFCS, medications, oral motor, and consistency of the diet. Caries were assessed by the decayed, missing and filled teeth (DMFT); and periodontal conditions by the simplified oral hygiene index (OHI-S) and bleeding on probing. The epidemiological exam was performed by a single calibrated researcher (kappa = .97). We performed univariate and multivariate analyzes, with a significance level of 5%. Most participants of the study were male (n = 40, 57.1%), with CP spastic type (n = 56, 80%), tetraplegia (n = 50, 71.4%), GMFCS level V (n = 41, 58.5%) with oral motor function (n = 28, 40%). Patients of anticonvulsants (n = 31, 44.2%) and were on a solid diet (n = 38, 54.2%). The average DMFT = 3.8, the majority of the patients t had DMFT = 0 (n = 45, 64.3%) gingival bleeding was observed in 48 patients (68.6%). Increasing age and intake of semisolid increase the chances of these individuals presenting higher values of caries experience. Greater motor impairment expressed by GMFCS was level V, oral motor semi-functional, and anticonvulsants increase the frequency of gingival bleeding in children and adolescents with CP.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Paralisia Cerebral , Criança , Cárie Dentária/prevenção & controle , Saúde Bucal , Doenças Periodontais , Distribuição de Qui-Quadrado , Distribuição de Poisson
12.
Full dent. sci ; 5(17): 150-155, jan. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-706308

RESUMO

Alterações no fluxo e na composição da saliva têm sido descritas em indivíduos com paralisia cerebral (PC), e estas podem ser consideradas de risco para o desenvolvimento de doenças bucais. O objetivo deste estudo foi investigar a influência das alterações de osmolaridade e fluxo salivar na experiência da cárie dentária em indivíduos com PC. A amostra era composta por 63 crianças com PC (GE) e 50 crianças normorreativas (GC), de ambos os sexos, na faixa etária de 5 a 16 anos de idade. Para o GE foram coletados dos prontuários médicos … desordem do movimento, o tipo clínico da PC, uso de medicações e nível do Gross Motor Funnction Classification System (GMFCS). Ambos os grupos foram avaliados quanto … experiência de cárie, sendo registrado o número total de dentes cariados, perdidos e obturados para a dentição dec¡dua e permanente (ceo-d e CPO-D). A saliva de repouso foi coletada para a determinação do fluxo e da osmolaridade salivar com o emprego do Salivette© (Sarstedt, Nmbrecht, Alemanha). Os grupos GE e GC diferiram significantemente para as variáveis CPOD (p<0,001), osmolaridade (p<0,001) e fluxo salivar (p<0,001), apresentando o GE maiores valores de CPOD e osmolaridade e menores de fluxo salivar quando comparado a GC. A severidade do dano neurológico representado pelo padrão clínico tetraparesia, a falta de controle cervical e o uso de anticonvulsivante são fatores que influenciam negativamente nos parâmetros salivares e experiência de cárie e indivíduos com PC


Changes in the flow and composition of saliva have been described in patients with cerebral palsy (CP), what can be considered as a risk factor that may result on the development of oral diseases. The aim of this study was to investigate the influence of changes in osmolarity and salivary flow in dental caries experience in individuals with CP. The sample consisted of 63 children with CP (GE) and 50 normoreactive children (GC) of both sexes, aged 5-16 years old. For GE group information regarding movement disorder, the clinical type of PC, use of medications, and level of Function Gross Motor Classification System (GMFCS) were obtained through medical records. Both groups were assessed for caries experience, and were recorded the total number of decayed and lost teeth for deciduous and permanent dentition (dmft and DMFT). To determine the salivary flow and osmolality the resting saliva was collected using Salivette© (Sarstedt, Nmbrecht, Germany). The EG and CG have differed significantly for variables DMFT (p <0.001), osmolality (p <0.001), and salivary flow rate (p <0.001). GE has presented higher values of DMFT and osmolarity and inferior salivary flow when compared to GC. The severity of neurological injury represented by standard clinical tetraplegia, lack of neck control, and anticonvulsants are factors that influence negatively salivary parameters and caries in individuals with CP


Assuntos
Pré-Escolar , Criança , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências/psicologia , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências , Cárie Dentária/epidemiologia , Paralisia Cerebral/complicações , Paralisia Cerebral/diagnóstico , Saliva/microbiologia , Análise de Variância
13.
Rev. Clín. Ortod. Dent. Press ; 12(5): 78-85, out.-nov. 2013. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-855951

RESUMO

Geralmente, os pacientes portadores de necessidades especiais apresentam músculos orofaciais com função anormal, alteração no crescimento facial e na oclusão, prevalência de cárie e doença periodontal, além da má oclusão como um problema recorrente. A intervenção ortodôntica, quando indicada, tem um importante papel nesses tratamentos e deve ser realizado com a colaboração do paciente e, principalmente, de seus cuidadores. / Métodos / Esse trabalho apresenta dois casos clínicos, um caso de paralisia cerebral com mordida cruzada anterior e outro de Síndrome de Down com erupção ectópica e mordida cruzada anterior, ambos tratados por meio da Ortodontia Interceptativa no Módulo de Odontologia da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. / Resultados / Os dois casos tiveram uma boa evolução e conclusão, a colaboração dos pais e dos pacientes permitiu que a má oclusão fosse revertida em menos de seis meses. / Conclusões / O tratamento ortodôntico, desde que bem conduzido, apresenta resultados semelhantes aos de pacientes convencionais, mas esse só é possível com a colaboração dos pais/cuidadores.


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências/métodos , Pessoas com Deficiência , Ortodontia Interceptora , Cuidadores , Paralisia Cerebral , Síndrome de Down , Má Oclusão/terapia
14.
São Paulo; s.n; 2013. 93 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867003

RESUMO

Este estudo objetivou aprofundar o conhecimento sobre a morfologia óssea craniofacial de jovens com Paralisia Cerebral, e associá-la ao comprometimento funcional geral e a função motora orofacial. Utilizamos uma amostra pareada por gênero e idade, constituída de 21 adolescentes com Paralisia Cerebral (GE) com idade média de 14,7(2,6) anos para o gênero feminino e 13,9(2,8) anos para o gênero masculino, e 22 adolescentes normorreativos (GC) com idade média de 14,6(2,6) anos para o gênero feminino e 14,8 (3,8) anos para o gênero masculino. Foram realizadas análises das imagens obtidas por Tomografia Computadorizada Feixe Cônico e software OsiriX, através da mensuração de medidas lineares e angulares. A avaliação da função motora geral foi dada pela aplicação do instrumento Gross Motor Functional Classification System (GMFCS). O instrumento para avaliação da motricidade oral aplicado neste estudo foi o OMAS (Oral Motor Assessment Scale). Quando comparado os grupos estudo e controle, as medidas que exibiram valores estatisticamente significantes foram Co-Pg (p=0,060), ENA-N (p=0,2), N-Me (p=0,088), N.A.Pg (p=0,04) e S.N.B (p=0,11). O GE apresentou uma tendência de perfil mais convexo, indicado pelo ângulo N.A.Pg, menor do que no GC (GE:168,48 (8,05)/GC:172,77(5,21)).


A medida Co-Pg menor (GE:106,36(6,08)/GC:107,94(9,45)), analisada juntamente com o ângulo S.N.B menor (GE:79,69(4,24)/GC:81,21(6,33)), indicam a mandíbula ligeiramente menor e mais retruída nos adolescentes com PC em relação ao GC. A medida N-B (p=0,035) foi estatisticamente significante e inversamente proporcional ao OMAS. Não houve relação estatisticamente significante entre o comprometimento motor geral e qualquer uma das medidas angulares e lineares no GE. Podemos concluir que a morfologia craniofacial em adolescentes com PC é diversa à de adolescentes normorreativos em algumas medidas, que não houve associação entre comprometimento motor geral e crescimento craniofacial de adolescentes com a PC e que a função motora orofacial de menor score está associada a um rosto mais longo.


This study aimed to deepen understanding of the craniofacial bone morphology of young people with cerebral palsy, and associate it to the general functional impairment and the orofacial motor function. We use a matched sample by gender and age , consisting of 21 adolescents with cerebral palsy (SG) , with a mean age of 14.7 years (2.6) for females and 13.9 years (2.8) for males , and a control group (CG), composed of 23 normoreactive adolescents with a mean age of 14.6 years (2.6) for females and 14.8 years (3.8) for males . Analysis of images obtained by CT Cone Beam and OsiriX software were performed, through the measurement of some linear and angular measurements. The evaluation of overall motor function was given by application of the instrument Gross Motor Functional Classification System (GMFCS). The instrument to evaluate oral motor applied in this study was the OMAS (Oral Motor Assessment Scale). When comparing the study and control groups, the measures showed statistically significant values were Co - Pg (p=0.060), ENA - N (p=0.2), N -Me (p=0.088), NAPg (p=0 04) and SNB (p= 0.11). The SG showed a tendency to a more convex profile, indicated by lower NAPg angle (GE: 168.48 (8.05) / GC: 172.77 (5.21)). The smaller linear measure Co - Pg (GE: 106.36 (6.08) / GC : 107.94 (9.45)) , analyzed along with smaller SNB angle (GE : 79.69 (4.24) / GC : 81.21 (6.33)), indicates a slightly smaller and more retruded mandible in adolescents with CP compared to the CG . NB (p=0,035) was statistically significantly and inversely proportional to the OMAS


There was no statistically significant relationship between generalized motor impairment and any of the angular and linear measurements in SG. We can conclude that the craniofacial morphology in adolescents with CP is different to the normoreactive teens in some measurements , that there was no overall association between motor impairment and craniofacial growth of adolescents with CP and orofacial motor function is associated with a longer face.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Cefalometria/métodos , Paralisia Cerebral/diagnóstico , Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico , Odontopediatria/métodos
15.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-663227

RESUMO

Objetivo: avaliar um programa de cuidado em Saúde Bucal (SB) domiciliar para Crianças e Adolescentes com Paralisia Cerebral (CAPC) e seus cuidadores. Metodologia: estudo de Intervenção com ensaio clínico não controlado. A amostra compreendeu 12 CAPC entre 2-16 anos e 12 cuidadores. O programa preventivo domiciliar constou de ações individuais semanais. As ações foram planejadas a partir dos dados coletados nos exames clínicos nas CAPC, antes da implantação do programa. O cuidador recebeu noções de educação em saúde e treinamento para Escovação Supervisionada (ES) adaptada com abridores de boca. As CAPC receberam ações de ES, aplicação tópica de flúor, raspagem periodontal supragengival e Tratamento Restaurador Atraumático. O exame clínico registrou, por examinador calibrado (Kappa 0,88), o Índice de Higiene Oral Simplificado (IHOS), Índice de Sangramento Gengival (ISG), Dentes Perdidos, Cariados e Obturados (CPOD) e dentes decíduos cariados, extraídos e obturados (ceo-d) analisados pelo teste Wilcoxon (alfa=0,05). O programa foi avaliado pela comparação entre os dados coletados antes (t0) e após três meses (t1) de implantação do programa. Resultados: Foram realizadas 94 consultas domiciliares, no período de agosto a outubro de 2011. Os resultados do IHOS médio (t0 = 2,26±0,43; t1= 0,62±0,32) e do ISG médio (t0= 19,3±7,68; t1= 4,0±3,39) apresentaram diferença significativa (p0,005). O componente cariado do ceo-d (t0= 1,08±2,27; t1= 0,0±0,0) foi revertido em obturado (t0= 0,34±1,15; t1= 1,42±2,67). Os componentes Cariado (0,0±0,0), Perdido (0,0±0,0) e Obturado (0,5±1,73) do CPO-D e extraído (0,58±2,02) do ceo-d não foram alterados entre t0 e t1. Conclusão: O programa domiciliar avaliado qualificou o cuidado em SB das CAPC e produziu alterações positivas dos índices bucais.


Objective: To evaluate an oral health (OH) home program for children and teenagers with cerebral palsy (CTCP) and for their respective caregivers. Methods: This was an interventional study with non-controlled clinical trial. The sample consisted of 12 CTCP aged 2 to 16 years and 12 caregivers. The preventive home program consisted of weekly individual interventions. Actions were planned according to data collected in the clinical examinations of the CTCP before implementing the program. Caregivers were instructed as regards health education and training for supervised tooth brushing (STB) adapted with mouth openers. The CTCP underwent STB, fluoride topical application, supragingival scaling and Atraumatic Restorative Treatment. On clinical examination, a calibrated examiner (Kappa 0.88) registered the simplified Oral Hygiene Index (S-OHI); Gingival Bleeding Index (GBI); decayed, missing and filled teeth (DMFT) and decayed, extracted and filled primary teeth (def), which were analyzed by the Wilcoxon test (alpha=0.05). The program was assessed by comparing data collected at baseline (t0) and after three months (t1) upon its implementation. Results: 94 home consultations were performed from August to October 2011. S-OHI mean (t0 = 2.26±0.43; t1= 0.62±0.32) and GBI mean (t0= 19.3±7.68; t1= 4.0±3.39) were found to present significant difference (p0.005). The 'decayed' component of def (t0= 1.08±2.27; t1= 0.0±0.0) turned into 'filled' (t0= 0.34±1.15; t1= 1.42±2.67). The 'decayed' (0.0±0.0), 'missing' (0.0±0.0) and 'filled' (0.5±1.73) components of DMFT and the 'extracted' component of def did not differ significantly between t0 and t1. Conclusion: The assessed home program provided OH care for CTCP and resulted in positive changes of the oral indexes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Adolescente , Paralisia Cerebral/diagnóstico , Criança , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências/estatística & dados numéricos , Serviços de Saúde Bucal/estatística & dados numéricos , Assistência Domiciliar/estatística & dados numéricos , Saúde Bucal/educação , Brasil , Cuidadores/educação , Pessoas com Deficiência , Educação em Saúde Bucal/estatística & dados numéricos , Estatísticas não Paramétricas
16.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 12(1): 127-133, maio 2012. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874610

RESUMO

Objetivo: avaliar um programa de cuidado em Saúde Bucal (SB) domiciliar para Crianças e Adolescentes com Paralisia Cerebral (CAPC) e seus cuidadores. Metodologia: estudo de Intervenção com ensaio clínico não controlado. A amostra compreendeu 12 CAPC entre 2-16 anos e 12 cuidadores. O programa preventivo domiciliar constou de ações individuais semanais. As ações foram planejadas a partir dos dados coletados nos exames clínicos nas CAPC, antes da implantação do programa. O cuidador recebeu noções de educação em saúde e treinamento para Escovação Supervisionada (ES) adaptada com abridores de boca. As CAPC receberam ações de ES, aplicação tópica de flúor, raspagem periodontal supragengival e Tratamento Restaurador Atraumático. O exame clínico registrou, por examinador calibrado (Kappa 0,88), o Índice de Higiene Oral Simplificado (IHOS), Índice de Sangramento Gengival (ISG), Dentes Perdidos, Cariados e Obturados (CPOD) e dentes decíduos cariados, extraídos e obturados (ceo-d) analisados pelo teste Wilcoxon (alfa=0,05). O programa foi avaliado pela comparação entre os dados coletados antes (t0) e após três meses (t1) de implantação do programa. Resultados: Foram realizadas 94 consultas domiciliares, no período de agosto a outubro de 2011. Os resultados do IHOS médio (t0 = 2,26±0,43; t1= 0,62±0,32) e do ISG médio (t0= 19,3±7,68; t1= 4,0±3,39) apresentaram diferença significativa (p0,005). O componente cariado do ceo-d (t0= 1,08±2,27; t1= 0,0±0,0) foi revertido em obturado (t0= 0,34±1,15; t1= 1,42±2,67). Os componentes Cariado (0,0±0,0), Perdido (0,0±0,0) e Obturado (0,5±1,73) do CPO-D e extraído (0,58±2,02) do ceo-d não foram alterados entre t0 e t1. Conclusão: O programa domiciliar avaliado qualificou o cuidado em SB das CAPC e produziu alterações positivas dos índices bucais.


Objective: To evaluate an oral health (OH) home program for children and teenagers with cerebral palsy (CTCP) and for their respective caregivers. Methods: This was an interventional study with non-controlled clinical trial. The sample consisted of 12 CTCP aged 2 to 16 years and 12 caregivers. The preventive home program consisted of weekly individual interventions. Actions were planned according to data collected in the clinical examinations of the CTCP before implementing the program. Caregivers were instructed as regards health education and training for supervised tooth brushing (STB) adapted with mouth openers. The CTCP underwent STB, fluoride topical application, supragingival scaling and Atraumatic Restorative Treatment. On clinical examination, a calibrated examiner (Kappa 0.88) registered the simplified Oral Hygiene Index (S-OHI); Gingival Bleeding Index (GBI); decayed, missing and filled teeth (DMFT) and decayed, extracted and filled primary teeth (def), which were analyzed by the Wilcoxon test (alpha=0.05). The program was assessed by comparing data collected at baseline (t0) and after three months (t1) upon its implementation. Results: 94 home consultations were performed from August to October 2011. S-OHI mean (t0 = 2.26±0.43; t1= 0.62±0.32) and GBI mean (t0= 19.3±7.68; t1= 4.0±3.39) were found to present significant difference (p0.005). The 'decayed' component of def (t0= 1.08±2.27; t1= 0.0±0.0) turned into 'filled' (t0= 0.34±1.15; t1= 1.42±2.67). The 'decayed' (0.0±0.0), 'missing' (0.0±0.0) and 'filled' (0.5±1.73) components of DMFT and the 'extracted' component of def did not differ significantly between t0 and t1. Conclusion: The assessed home program provided OH care for CTCP and resulted in positive changes of the oral indexes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto Jovem , Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências , Saúde Bucal , Paralisia Cerebral/diagnóstico , Paralisia Cerebral/etiologia , Interpretação Estatística de Dados
17.
São Paulo; s.n; 2012. 60 p. tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-866512

RESUMO

A Paralisia Cerebral (PC) é considerada a principal causa de deficiência física grave na infância, sendo comum o comprometimento motor associado. Esse, por sua vez, é apontado como a maior causa da alta prevalência de problemas na alimentação dessas crianças. Faz parte da função motora orofacial a respiração, a mastigação, a deglutição, a fala, a expressão facial e a aparência, e dessa forma, a disfunção pode comprometer o bem-estar da criança e de seu cuidador, uma vez que, quando presente, interfere na dinâmica interna e na rotina da família. O presente trabalho objetivou correlacionar 2 métodos de avaliação motora orofacial, avaliar a influência do comprometimento funcional orofacial no estado nutricional de crianças e adolescentes com PC e sua associação com condições socioecônomicas. Foram selecionadas 70 crianças e adolescentes com diagnóstico de PC, com idade de 6 a 16 anos (grupo estudo), e 129 crianças normorreativas, pareadas por gênero e idade aos PCs (grupo controle). Para a avaliação motora orofacial foram aplicados os instrumentos Oral Motor Assessment Scale (OMAS) e Nordic Orofacial Test-Screening (NOT-S). A avaliação antropométrica foi baseada nas curvas da Organização Mundial da Saúde (OMS), segundo os critérios do Ministério da Saúde do Brasil. Houve correlação estatisticamente significante entre os métodos de avaliação oromotora (r= -0,439, p<0,0001). Quanto à avaliação nutricional, observamos maior prevalência de estar acima do peso para as variáveis tipo de PC- distônico e misto (p=0,034), mães sem companheiro (p=0,045) e para menor comprometimento oromotor (p=0,028). Concluimos que, o ganho de peso em crianças e adolescentes é favorecido por um melhor desempenho funcional oromotor e fatores sociais.


Cerebral palsy (CP) is the main cause of severe physical impairment during childhood, which has commonly shown motor association. This has been pointed out as the main cause of high prevalence of problems in childrens nutrition. It is part of orofacial motor function: respiration, chewing, swallowing, speaking, facial expression and appearance, and therefore, the impairment can affect childrens well-being. The aim of this study was to correlate 2 methods of oral facial motor evaluation, evaluate the influence of oral facial functional impairment on the nutritional status of children and adolescents with CP, and the association between socioeconomic factors. 70 children and adolescents were selected with definitive CP diagnosis, age range 6-16 yrs and exclusion criteria previously determined, 129 normoreactive children, sex and age-matched to CPs (control group). For the oral facial motor evaluation two evaluation instruments were applied Oral Motor Assessment Scale (OMAS) and Nordic Orofacial Test-Screening (NOT-S). The anthropometric evaluation was based on the World Health Organization (WHO), according to the criteria recommended by the Brazilian Ministry of Health. There was statistically significant correlation between the oral motor methods of evaluation (r=-0.439, p<0.0001). With regards to the nutritional status evaluation, the studied population showed greater prevalence for overweight referring to the variables CP forms, dystonic and mixed (p=0.034), mother with no partnership (p=0.045) and a smaller oral motor impairment (p=0.028). It was concluded that, the weight´s gain by children and adolescents is favoured by a better functional oral motor performance and social factors.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Avaliação Nutricional , Organização Mundial da Saúde/organização & administração , Paralisia Cerebral/diagnóstico
18.
São José dos Campos; s.n; 2012. 104 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-866981

RESUMO

Pacientes com paralisia cerebral se deparam com limitações funcionais motoras na mastigação, deglutição e fonação. É imprescindível compreender o comportamento da musculatura mastigatória para direcionar o diagnóstico e reabilitação oral desses pacientes. A eletromiografia de superfície é uma técnica diagnóstica empregada para a avaliação clínica da atividade muscular. O objetivo deste estudo foi avaliara função motora oral de pacientes adultos com paralisia cerebral,mediante analises clínica e eletromiográfica. Foram selecionados 30 adultos com paralisia cerebral, de ambos os sexos, entre 20 e 59 anos,com capacidade de compreender e responder a comandos verbais. Após anamnese e exame clínico, a função motora da mandíbula, língua, lábios,palato mole e laringe, bem como expressões da mímica facial foram avaliados. De acordo com o escore alcançado por cada paciente ao realizar os movimentos orais, o comprometimento motor oral foi classificado nas intensidades leve, moderado e severo. O exame eletromiográfico da musculatura mastigatória foi realizado, bilateralmente, nos músculos masseter, temporal e supra-hióideos nas posições de repouso, isometria e abertura. Um transdutor de força e um goniômetro foram utilizados para a medição de força e abertura bucal máxima, respectivamente. A correlação entre os resultados clínicos e eletromiográficos foi avaliada pelo Teste de Friedman, Mann-Whitney e Wilcoxon. O grau de comprometimento motor oral foi moderado em 60%dos pacientes, severo em 36,66% e leve em 3,33%. As atividades elétromiográficas dos músculos estudados nas posições de repouso,isometria e abertura apresentaram respostas individuais, não se estabelecendo relação com os diferentes graus de comprometimento motor oral. A alta prevalência e o caráter individual dos problemas motores orais em pacientes adultos com paralisia cerebral sugerem que aatuação transdisciplinar deve ser contínua e individualizada durante a vidado paciente


Patients with cerebral palsy are faced with motor limitations in chewing,swallowing and speech. It is essential to understand their oral motorf unction to guide the diagnosis and treatment. Surface electromyographyis a diagnostic tool for clinical evaluation of muscle activity. This studyaimed to evaluate the clinical and electromyographic behavior of oral motor function in adult patients with cerebral palsy. 30 patients withcerebral palsy, both gender, aged between 19 and 59 years were enrolledin this study. After anamnesis and clinical examination, oral motor function was assessed through a scale that evaluated: jaw, tongue, lips, soft palate and larynx mobility, as well as facial expressions. The score achieved byeach patient according to her/his performance in accomplishing oral movements classified her/his impairment of oral motor function in mild,moderate and severe. Surface electromyography was recorded bilaterally from masseter, anterior temporalis and suprahyoid muscles at rest,isometry and openness position. A force transducer and a goniometer were used to measure, respectively, maximum bite force and opening.Finally, the compatibility between the clinical and electromyographice valuation was statistically assessed by means of Friedman, Mann-Whitney and Wilcoxon test. The degree of oral motor impairment was mildin 60% of the patients, severe in 36.66% and mild in 3.33%. The electromyographic activity in rest, isometry and openness position,showed individual responses and were not related to the degree of oral motor impairment. The high prevalence of oral motor problems and itsindividual character in adult patients with cerebral palsy suggest that transdisciplinary therapy should be continuous and individualized for these patients


Assuntos
Humanos , Paralisia Cerebral , Eletromiografia , Músculos da Mastigação
19.
RGO (Porto Alegre) ; 59(3): 395-387, jul.-set. 2011. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874639

RESUMO

Objetivo: Analisar os fatores associados à experiência de cárie em indivíduos com paralisia cerebral. Métodos: Participaram 543 indivíduos entre 2 e 34 anos de idade. Realizou-se análise descritiva das variáveis e calculou-se a experiência de cárie na dentição decídua (ceo-d ? 0), e na dentição permanente (CPO-D ? 0). As diferenças entre os dois grupos foram analisadas pelo teste de Mann-Whitney e para as amostras com três ou mais grupos utilizou-se o teste de Kruskal-Wallis. As variáveis categóricas foram comparadas através do teste Qui-quadrado de Pearson. Para análise multivariada utilizou-se a regressão logística binária para descrever a relação entre as covariáveis e variável resposta. O ajuste dos modelos foi realizado por meio da estatística de Hosmer & Lemeshow e pelo coeficiente de determinação R2. Para avaliar a classificação econômica foi utilizado o formulário da Associação Nacional de Empresas de Pesquisa. Resultados: Os resultados mostraram que em ambas as dentições, os indivíduos com paralisia cerebral têm menos chance de ter cárie que os indivíduos dos grupos de comparação; os pacientes da classe econômica D e E têm mais chance de apresentar cárie do que os da classe A, B ou C, em ambos os grupos e ainda uma relação positiva entre idade e a chance de experiência de cárie.Conclusão: Pode-se concluir que as diferenças entre os resultados apresentados na literatura e nessa pesquisa se justificam, principalmente, porque as respostas foram estabelecidas, com base em análise de regressão múltipla, que indicou resultados diferentes dos obtidos em análise univariada.


Objective: To analyze the factors associated with the experience of caries in individuals with cerebral palsy. Methods: A total of 543 individuals in the 2-34 age range was included in the study. To evaluate their economic class, the National Association for Business Research form was used. A descriptive analysis of the variables was made and the experience of caries was calculated both in deciduous teeth (ceo-d ? 0), and in permanent teeth (DMF-T ? 0). Differences between the two groups were analyzed by the Mann-Whitney test. For samples with three or more groups, the Kruskal-Wallis test was used. The category variables were compared using the Pearson?s chi-square test. For multivariate analysis, logistic binary regression was used to describe the ratio between covariates and the variable response. The models were adjusted by means of Hosmer & Lemeshow statistics and the R2 determination coefficient. Results: The results showed that in both dentitions, individuals with cerebral palsy have less chance of having caries than the subjects in the comparison groups. Patients of the D and E economic class are more likely to have caries than those in Class A, B or C in both groups. There is a positive ratio between age and the chance of having cavities.Conclusion: We can conclude that the differences between the results found in the literature and in this research are justified, mainly because the answers were established based on multiple regression analysis, which indicated different results from those obtained with univariate analysis.


Assuntos
Paralisia Cerebral , Cárie Dentária , Fatores de Risco , Condições Sociais
20.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-655288

RESUMO

Objetivo: Analisar a função motora oral e facial de crianças e adolescentes portadores de paralisia cerebral (PC) espástica.Método: Estudo transversal, sendo a amostra composta por 40 crianças e adolescentes, com idades entre 3 e 21 anos, atendidos no Ambulatório de Espasticidade do Núcleo de Atendimento Médico Integrado (NAMI) da Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Foram excluídos do estudo pacientes que não conseguiam ficar sentados. Para a avaliação da função motora oral e facial (OFMFAS), o paciente ficou sentado na melhor posição, com coluna e pelve bem alinhada sem hiperextensão. Durante a avaliação, o examinador repetia a mímica dos movimentos por três vezes consecutivas. Os operadores, um cirurgião dentista e um fonoaudiólogo posicionaram-se de frente para o paciente. Os dados foram processados utilizando o software SPSS versão 16.0. Para estimar a associação entre idade e função motora oral foi utilizado o teste de Whitney Test, com nível de significância de 5% e o intervalo de confiança de 95%. Resultados: Dentre os participantes 26(65%) foram do gênero masculino, 14 (35%) do gênero feminino, faixa etária entre 3 e 21 anos. Na avaliação OFMFAS, observou-se que 27,5% (n=11) mostraram-se severamente comprometido; 20%(n=8), moderadamente comprometido; 17,5% (n=7), levemente comprometido e 35%(n=14), muito levemente comprometido. Para essa amostra não houve associação entre a idade e a função motora oral (p=0,487). Conclusão: A maioria dos pacientes avaliados são classificados como muito levemente comprometido sendo importante o Cirurgião-Dentista se apropriar deste conhecimento para que possa planejar um tratamento odontológico efetivo a estes paciente


Objective: to analyze the oral motor function in patients with spastic brain paralyses. Seventy eight patients were helped in the Center for the Integrated Medical Care - NAMI in the University of Fortaleza (UNIFOR). Methods: Forty were part of the study. Anamnesis was the first procedure performed and for the clinical exam the patient was sitting on regular plastic chairs, wheel chairs, or on the mother's lap facing the dentist-surgeon and the fonoaudiologist.Results: Among the participants, 26 (65%) were male, 14 (35%) were female between the ages of 3 and 21 years old. During the clinical exam the evaluation of both oral and facial motor function (OFMFAS) shows that 27.5% (n=11) are severely compromised; 20% (n=8) are moderately compromised; 17.5% (n=7) are slightly compromised and 35% (n=14) are very slightly compromised. Conclusion: the dentist-surgeon's knowledge of the oral motor limitations provide a more effective and comfortable treatment to the patients


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Paralisia Cerebral , Odontólogos , Espasticidade Muscular , Estudos Transversais , Estatísticas não Paramétricas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA