Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 9 de 9
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Perionews ; 5(4): 424-430, jul.-ago. 2011.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874504

RESUMO

O presente artigo apresenta, através de revisão da literatura, os três níveis de prevenção individuais da doença cárie e descreve sua aplicabilidade clínica com enfoque nos dois primeiros níveis de prevenção pouco discutidos na literatura: prevenção primária-primária/primária verdadeira e prevenção primária. Conceitos de educação para a saúde como a etiologia multifatorial da doença cárie e a transmissibilidade cariogênica no binômio materno-infantil são descritos como base para o diagnóstico precoce e procedimentos clínicos de prevenção da doença cárie


Assuntos
Humanos , Cárie Dentária/prevenção & controle , Doença , Odontologia Preventiva/métodos
2.
Rev. Odontol. Araçatuba (Online) ; 31(1): 9-15, jan.-jun. 2010. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-856870

RESUMO

As funções fisiológicas sofrem um retardo gradual que se inicia por volta de 25-30 anos e se estende até a morte. Além disso, esta alteração afeta mais gravemente as atividades mais complexas e as respostas mais intrincadas às tensões ou estresse. O propósito deste trabalho foi estudar histologicamente em ratos idosos o efeito do estresse crônico sobre a reação do tecido conjuntivo subcutâneo. Para tanto, 60 ratos, divididos em quatro grupos (GI (controle), GII (estressado), GIII (idoso) e GIV (Idoso/Estressado) receberam implante subcutâneo, bilateral e dorsal, de tubos de polietileno contendo soro fisiológico. Em grupos de cinco, os animais foram sacrificados aos 7,14 e 28 dias pós-operatórios. Os resultados obtidos permitiram observar reação inflamatória mais intensa e organização do tecido conjuntivo mais tardia nos animais idosos submetidos ao estresse


Physiological functions undergo a gradual retardation that begins around 25-30 years and extends to the death. Moreover, this change affects most severely the activities more complex and more intricate responses to tensions or stress. The purpose of this study was to evaluate histologically in aged rats the effect of chronic stress on the reaction of subcutaneous connective tissue. The purpose of this study was to evaluate histologically in aged rats the effect of chronic stress on the reaction of subcutaneous connective tissue. For this purpose, 60 rats were divided into four groups (GI (control), GII (stressed), GIII (elderly) and GIV (aged / stressed) received dorsal subcutaneous implants of polyethylene tubes containing saline solution. In groups of four animals were sacrificed at 7,14 and 28 days postoperatively. The results allowed to observe more intense inflammatory reaction and tissue organization later in the aged animals subjected to stress


Assuntos
Animais , Ratos , Envelhecimento , Assistência Odontológica para Idosos , Doença , Sistema Hipotálamo-Hipofisário , Sistema Hipófise-Suprarrenal , Cicatrização
3.
ImplantNews ; 3(4): 346-352, jul.-ago. 2006. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-457402

RESUMO

Neste trabalho foi realizado levantamento da ocorrência de enfermidades ou condições sist~emicas após avaliação pré-operatória da saúde de 2.475 pacientes, considerando-se a idade e o gênero. Os pacientes foram divididos em dez faixas etárias: menos de 20; 20 a 29; 30 a 39; 40 a 44; 45 a 49; 50 a 54; 55 a 59; 60 a 64; 65 a 69 e 70 e mais anos. Do total de prontuários analisados foram detectadas 966 respostas positivas de uma ou mais enfermidades, ou seja, 39,03% dos pacientes requeriam cuidados especiais para atendimentos odontológicos e, principalmente, para procedimentos cirúrgicos. A prevalência do total de prontuários avaliados foi das desordens cardiovasculares com 222 casos representando 8,96%. Considerando a resposta positiva de doenças, a faixa etária " menos de 20 anos" representou 7,33%, 20 a 29 anos 15,75%. 30 a 29 anos 39,03%; 40 a 44 anos 44,28%; 45 a 49 anos 58,33%; 50 a 54 anos 69,14%; 55 a 59 anos 71,60%; 60 a 64 anos 71,09%; 65 a 69 naos 78,82%; 70 ou mais anos 90,10%. houve a prevalência de anemia e da osteoporose no gênero feminino. Com base nestes resultados e considerando que os consultórios odontológicos estão sendo visitados com maior Freqüência por pessoas de mais idade, notadamente os consultórios cujos profissionais exercem a Implantodontia, é fundamental a realização cuidadosa da avaliação pré-operatória da saúde de pacientes que irão se submeter a algum tratamento odontológico (cirúrgico ou não), assim como o correto preenchimento e análise do questionário de saúde respondido pelo paciente.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Assistência Odontológica para Doentes Crônicos , Registros Odontológicos , Pessoas com Deficiência , Doença , Nível de Saúde , Implantação Dentária , Cuidados Pré-Operatórios , Cirurgia Bucal , Distribuição por Idade e Sexo
4.
In. Ferreira, Maria Ângela Fernandes; Roncalli, Ângelo Giuseppe; Lima, Kenio Costa. Saúde Bucal Coletiva. Natal, Edufrn, 2004. p.17-32, graf. (BR).
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-871956
5.
Bauru; s.n; 2004. 39 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-407619

RESUMO

A maneira como a cárie dentária é conceituada e o modo como seus fatores etiológicos considerados têm gerado divergências entre epidemiologistas e profissionais da saúde. É necessário um posicionamento mais conclusivo de instituições científicas e universidades, objetivando o estabelecimento definitivo desses conceitos, para que possam refletir-se em resultados práticos. O conceito de cárie como doença infecciosa, transmissível e dieta dependente deve ser reconsiderado, e os fatores detreminantes melhor interpretados e entendidos para evitar estratégias de prevenção e tratamento equivocados. A sugestão delineada por Fejerskov, de que a cárie dentária deixaria de ser uma doença de etiologia multifatorial para responsabilizar a placa bacteriana dentária com única causa, também merece alguma contestação pois a sua presença na superfície do dente não é determinante para a formação da lesão. As considerações e o conhecimento sobre a formação, progressão e definição da lesão de cáire devem ser aprofundados, para se estabelecer um diagnóstico baseado em critérios que favoreçam a prevenção e o tratamento, proporcionando qualidade de vida ao paciente. Com os conhecimentos adquiridos até hoje, através da pesquisa cinetífica e também pelos resultados alcançados com aplicação de estratégias preventivas em todo planeta, pode-se concluir que, conceitualmente, a cárie dentária passará a ser, dentro de pouco tempo, um problema irrelevante ao ser humano. Espera-se que, com a apresentação deste trabalho, tenha-se a oportunidade de propor e discutir um raciocínio sobre todos os problemas que envolvem a cárie dentária, com a finalidade de contribuir para o melhor entendimento dessa lesão que há muitos sécfulos aflinge a humanidade


Assuntos
Cárie Dentária/etiologia , Doença , Doença/etiologia , Placa Dentária/etiologia
6.
Rev. bras. patol. oral ; 2(4): 37-42, out.-dez. 2003. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-404232

RESUMO

A displasia fibrosa é uma alteração óssea benigna do grupo das lesões displásicas na qual ocorre a substituição de tecido ósseo normal por tecido fibroso imaturo. O tipo monostótica consiste no surgimento da lesão em apenas um dos ossos da face, sendo esta forma a mais freqüente e menos severa desta condição. Dos ossos faciais a maxila é a mais afetada. Procedimento cirúrgico conservador e acompanhamento clínico são indicados para o tratamento. O cirurgião deve considerar o período de crescimento ósseo do paciente com o objetivo de evitar as recidivas, que são freqüentes em pacientes tratados precocemente. O presente trabalho relata um caso de paciente do gênero feminino, apresentando a doença na maxila direita, a qual foi submetida a duas cirurgias; a primeira aos 12 anos por desconforto estético, e a segunda, aos 20 anos, por motivo funcional. Os autores propõem estas duas situações como justificativa para o tratamento cirúrgico precoce visto que a recidiva é freqüente, principalmente em pacientes submetidos à cirurgia durante seu estágio de maturação óssea. O tratamento conservador para esses pacientes, sem envolvimento estético grave ou funcional, ainda é o preconizado. Quimioterapia e radioterapia não se apresentam eficazes no controle da lesão


Assuntos
Humanos , Masculino , Doença , Displasia Fibrosa Monostótica/etiologia , Displasia Fibrosa Monostótica/patologia , Displasia Fibrosa Monostótica/terapia , Displasia Fibrosa Óssea/etiologia , Displasia Fibrosa Óssea/patologia , Displasia Fibrosa Óssea/terapia , Maxila
8.
In. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Departamento de Odontologia. Odontologia preventiva e social: textos selecionados. Natal, EDUFRN, 1997. p.87-92. (BR).
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-298205

Assuntos
Doença , Saúde
9.
Odontol. mod ; 17(7): 10-2, jul. 1990. tab
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-852514

RESUMO

Os autores, utilizando dados de uma amostra de 100 cirurgiões-dentistas de Ribeirão Preto, analisam as formas de prevenção contra doenças contagiosas adotadas por esses profissionais. Concluíram que apenas 14 por cento dos cirurgiões-dentistas utilizam luvas, 36 por cento usam máscara e 51 por cento óculos


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Poluição Ambiental , Doença/transmissão , Odontólogos/normas , Precauções Universais/métodos , Doenças Transmissíveis , Fatores de Risco
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA