Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 86
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Odontol. Araçatuba (Impr.) ; 40(2): 43-47, maio/ago. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1006564

RESUMO

O objetivo deste estudo é descrever o diagnóstico e conduta clínica no tratamento do Fibroma Traumático (FT). O FT é uma lesão proliferativa de natureza benigna que surge na cavidade bucal devido à traumas de repetição, que desencadeiam reações inflamatórias em tecido conjuntivo, causando uma hiperplasia tecidual, geralmente assintomática, podendo interferir na mastigação e na fala causando desconforto ao paciente. Sua prevalência é alta, geralmente em mucosa jugal, linha oclusal, mucosa labial, língua e gengiva. O tratamento consiste na excisão cirúrgica e a confirmação do diagnóstico é dado através de envio para exame histopatológico. Paciente do gênero masculino, 46 anos de idade, procurou atendimento por apresentar nódulo único, exofítico, unilateral de aproximadamente 3 cm em seu diâmetro, localizado na mucosa jugal do lado direito, com bordas regulares e indolor a palpação, apresentando há cerca de 12 meses. Foi submetido a remoção cirúrgica total da lesão e encaminhamento ao laboratório para análise histopatológica para confirmação diagnóstica, além de proservação do caso em 7, 30 e 60 dias. Desta forma, foi possível concluir que a excisão cirúrgica da lesão promove maior conforto, melhora na fala e mastigação, além de um bom reparo tecidual, devolvendo assim, condições de saúde a mucosa bucal e mínimas chances de recidiva(AU)


The objective of this study is to describe the diagnosis and clinical management in the treatment of Traumatic Fibroma (FT). FT is a proliferative lesion of benign nature that arises in the buccal cavity due to repetitive traumas, which trigger inflammatory reactions in connective tissue, causing a tissue hyperplasia, usually asymptomatic, that can interfere in chewing and speech causing discomfort to the patient. Its prevalence is high, usually in jugal mucosa, occlusal line, labial mucosa, tongue and gingiva. The treatment consists of surgical excision and confirmation of the diagnosis is given by sending for histopathological examination. A 46-year-old male patient sought care for having a single, exophytic, unilateral nodule of approximately 3 cm in diameter, located on the right side of the jugal mucosa, with regular borders and painless palpation, presenting about 12 months. He was submitted to total surgical removal of the lesion and sent to the laboratory for histopathological analysis for diagnostic confirmation, in addition to case proservation at 7, 30 and 60 days. In this way, it was possible to conclude that the surgical excision of the lesion promotes greater comfort, improvement in speech and chewing, besides a good tissue repair, thus returning health conditions to the oral mucosa and minimal chances of relapse(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Fibroma/cirurgia , Cirurgia Bucal , Fibroma , Fibroma/diagnóstico , Fibroma/terapia , Hiperplasia , Mucosa Bucal/patologia
2.
Braz. j. oral sci ; 18: e191350, jan.-dez. 2019. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1087406

RESUMO

Non-neoplastic proliferative lesions (NNPLs) are alterations that affect oral mucosal tissues. The etiology of these lesions is associated with local irritant processes, principally inflammation, infections and mechanical irritants. NNPLs are classified into four groups: inflammatory fibrous hyperplasia, pyogenic granuloma, peripheral ossifying fibroma, and peripheral giant cell lesion. Aim: This cross-sectional, quantitative, retrospective, analytical, informative and educational study aimed to evaluate the profiles of patients who were diagnosed with any non-neoplastic proliferative lesion in the Unimontes Stomatology Clinic, Brazil. Methods: From January 2001 to June 2012, 1505 patients were counted who underwent anatomopathological examination, in addition to evaluations for other conditions. Results: Of these 1505 patients, 223 were diagnosed with some type of non-neoplastic proliferative lesion, and statistical analysis showed that 76% were female and 24% male and that 23.3% were between 41 and 50 years of age. Inflammatory fibrous hyperplasia was the most common NNPL (86.5%). Conclusion: Due to the high frequency of these lesions in the dental clinic, this type of survey has significant relevance for informing health professionals about these proliferative processes. This information is necessary, since the dentist is intimately involved in both the etiology, treatment and prevention of these lesions


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Granuloma Piogênico , Hiperplasia Gengival , Hiperplasia
3.
Belo Horizonte; s.n; 2018. 94 p. ilus, tab, graf.
Tese em Inglês, Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-910271

RESUMO

A hiperplasia fibrosa inflamatória (HFI) é uma lesão comum na cavidade bucal que acomete aproximadamente de 5 a 16,7% dos indivíduos que utilizam prótese dentária. É caracterizada por uma irritação crônica de baixo grau em consequência de próteses mal ajustadas. O tratamento da HFI em sua maioria consta de remoção do fator causal que permite a regressão da lesão, mas, algumas vezes, há necessidade da associação com a excisão cirúrgica. Esse tratamento pode ser feito por meio de bisturi, crioterapia, eletrocautério ou laser cirúrgico. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar e comparar, por meio de um ensaio clínico randomizado triplo-cego, a segurança e a eficácia das técnicas cirúrgicas utilizando eletrocautério e laser de diodo no tratamento da HFI. Foram avaliados os parâmetros clínicos trans-operatórios: quantidade de tubetes anestésicos utilizados, sangramento, energia tecidual depositada, fluxo energético, tempo de incisão, e variação térmica superficial ao tecido lesional. Os parâmetros pós-operatórios avaliados no período de 28 dias foram: dor, uso de analgésico, aumento de volume, dificuldade de mastigação e de fala e área de ferida em cicatrização. A amostra foi constituída de 36 pacientes, divididos em dois grupos de 18 indivíduos, para tratamento cirúrgico com laser de diodo e com eletrocautério. Os resultados deste estudo não apontaram diferenças significativas na avaliação dos parâmetros clínicos trans- e pós-operatórios para a remoção de HFI utilizando o laser ou o eletrocautério, sendo ambas as técnicas cirúrgicas igualmente eficazes e seguras para o tratamento da HFI. O laser de diodo parece ser tão eficaz e seguro quanto o eletrocautério, quando aplicado sob condições similares à remoção de HFI.(AU)


Inflammatory fibrous hyperplasia (IFH) is a common lesion in the oral cavity, which affects approximately 5 to 16.7% of individuals who wearing prosthesis. It is a lesion characterized by low-grade chronic irritation due to ill-fitting prostheses. The main treatment of IFH is the removal of the causal factor that allows regression of the lesion and sometimes is necessary the association with surgical excision. Surgical treatment could be using scalpel, cryotherapy, electrocautery or surgical laser. The aim of the present study was to evaluate and compare, through a randomized tripleblind clinical trial, the safety and the efficacy of surgical techniques using electrocautery and diode laser in the treatment of IFH. It was evaluated the peroperative clinical parameters: the number of anesthetic tubes used, bleeding, deposited tissue energy, energetic energetic flow, time of incision and superficial thermal variation tissue, and the post operative parameters: pain, use of analgesic, development of swelling, chewing difficulty, speaking difficulty, wound healing area, for a period of 28 days post-operatively. The individuals were divided into two groups: surgical treatment with diode laser with wavelength of 808 nm and with electrocautery. A total of 36 patients were included in the study, 18 in each group. No significant differences were found in the evaluation of per and postoperative clinical parameters for the removal of IFH using laser or electrocautery. Thus, it is possible to affirm that both surgical techniques are effective and safe for the treatment of IFH in the same proportion.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Eletrocoagulação/estatística & dados numéricos , Hiperplasia , Lasers Semicondutores/estatística & dados numéricos , Boca/patologia , Cirurgia Bucal , Ensaio Clínico , Resultado do Tratamento
4.
Rev. Clín. Ortod. Dent. Press ; 15(3): 61-78, jun.-jul. 2016. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-856056

RESUMO

Introdução: a hiperplasia do côndilo (HC) mandibular tem sido descrita como o crescimento excessivo de um dos côndilos sobre o contralateral, causando um crescimento desequilibrado, que resulta em assimetria facial. A classificação e o diagnóstico da HC, a atividade de crescimento dos côndilos, e as formas de tratamento foram abordados no presente estudo. Material e Métodos: foram descritas as formas de tratamento de três pacientes apresentando HC. As soluções cirúrgicas são representadas por condilectomia, cirurgia ortognática, e uma combinação de ambos. Resultados: após a realização do procedimento cirúrgico específico indicado para cada caso, houve melhora significativa na simetria facial e na função mastigatória. Conclusões: o diagnóstico da HC se baseia em achados clínicos e radiológicos, e esses avaliam as consequências do crescimento desproporcional. A cintilografia óssea funciona como um indicador da rapidez da progressão dessa condição, sendo essencial no planejamento cirúrgico do tratamento


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto Jovem , Adulto , Assimetria Facial/terapia , Côndilo Mandibular/cirurgia , Hiperplasia/diagnóstico , Hiperplasia/terapia , Hiperplasia/complicações , Cirurgia Ortognática
5.
Rev. Odontol. Araçatuba (Online) ; 37(1): 25-29, jan.-abr. 2016. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857029

RESUMO

O objetivo do presente trabalho é revisar a literatura a respeito do subgalato de bismuto na realização da hemostasia e prevenção de hemorragia pós-operatória, bem como relatar um caso clínico de um paciente submetido à exérese de hiperplasia papilomatosa com a utilização do subgalato de bismuto como agente hemostático local. Descrição do caso: Paciente do gênero feminino, 51 anos, procurou atendimento apresentando lesões em palato duro. Relatou utilizar prótese total superior há 20 anos, que apresentava em mal estado de higiene, com áreas de desgastes e estava mal adaptada no rebordo alveolar da paciente. Na avaliação intrabucal foi observado diversas pápulas medindo de 2 a 5mm de diâmetro, de coloração avermelhada, forma arredondadas, superfície lisa e consistência fibrosa. A hipótese diagnóstica foi de hiperplasia papilomatosa e o plano de tratamento incluiu a remoção da prótese do paciente por 14 dias, para regressão do quadro inflamatório local e biópsia excisional. Após o procedimento cirúrgico foi aplicado o subgalato de bismuto a 100%, em pó, diretamente no palato e a prótese total foi utilizada para proteção do sítio cirúrgico. Foi observado um bom estado de cicatrização tecidual no pós-operatório e a paciente relatou ausência de complicações. Na literatura, não foi encontrado relato de casos semelhantes, no entanto, o subgalato tem sido utilizado em cirurgias de tonsilectomias palatinas com o mesmo intuito e também é visto sua utilidade como hemostático local e tem a vantagem de ser um instrumento acessível nos serviços públicos de saúde


The purpose of this paper is to review the literature of bismuth subgalate for hemostasis and prevention of post-operative bleeding and report a case of a patient undergoing papillomatous hyperplasia excision with the use of bismuth subgalate as local hemostatic agent. Case report: female patient, 51, sought treatment with lesions on the hard palate. Reported use denture higher 20 years ago, which showed in bad conditions of hygiene, with areas of wear and was ill-suited in the alveolar ridge of the patient. In intraoral evaluation was observed several papule 2 to 5mm in diameter, red in color, round in shape, smooth surface and fibrous consistency. The diagnosis was papillomatous hyperplasia and the treatment plan included removal of the patient’s prosthesis for 14 days, regression to the local inflammatory process and excisional biopsy. After the surgical procedure has been applied bismuth subgallate 100%, in powder form, directly in the palate and the denture was used to protect the surgical site. A good state of tissue healing after surgery and the patient reported no complications were observed. In the literature, it has not found any report of similar cases, however, the subgalate has been used in palatine tonsillectomy surgery with the same purpose and is also seen its usefulness as a local hemostatic and has the advantage of being a handy tool in public health services


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Dentaduras , Papiloma , Palato Duro/patologia , Cirurgia Bucal , Biópsia , Hiperplasia
6.
Rev. Odontol. Araçatuba (Online) ; 34(2): 70-72, jul.-dez. 2013. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-856972

RESUMO

Um dos procedimentos mais importantes antes da realização de uma prótese total é a realização de uma avaliação clínica e radiográfica da cavidade bucal. Frequentemente encontram-se lesões de mucosa oral relacionada ao uso de prótese total que contraindicam a confecção das novas próteses, até a remissão completa da lesão. Desta forma, o intuito deste trabalho foi relatar um caso clínico de hiperplasia fibrosa inflamatória (HFI) ocasionada pelo uso de prótese total mal adaptada.Uma paciente leucoderma, com 59 anos de idade, compareceu a clínica odontológica com queixa de que a “prótese estava incomodando”. Clinicamente observou-se vegetação em fundo de fórnix superior e bilateral, de cor rósea, base séssil, superfície lisa e brilhante, consistência fibrosa, aproximadamente 2,0 cm e mucosa adjacente íntegra. O diagnóstico clinicoestabelecido foi de hiperplasia fibrosa inflamatória de fórnix, a conduta foi inicialmente o desgaste da prótese na região acometida, bem como o aconselhamento a dormir sem a mesma. Após 14 dias realizou-se biópsia excisional que confirmou o diagnóstico clínico. O pós-operatório do paciente mostrou ausência de lesão. O paciente foi encaminhado para a clínica de Prótese Total para a realização de uma nova prótese. Por fim, A HFI deve ser removida antes da realização da prótese total. Além disso, um exame intra-oral detalhado deve ser realizado, com a finalidade de identificar lesões bucais que podem interferir na reabilitação


One of the most important procedures before fabrication of a complete dentureis the realization of clinical and radiographic evaluation of the oral cavity. Oral lesions related by use of ill-fitting denture are often found, in which they contraindicate the fabrication of a new denture. Therefore, the aim of this study was to report a case of inflammatory fibrous hyperplasia. A leucoderma patient, 59 year-old, looked for the dental clinic complaining about “prosthesis was bothering”. Clinically, it observed bilaterally hyperplasia around superiorflanges, with pink color, sessile base, smooth and shiny surface, fibrous consistency, with approximately 2.0 cm, and intact adjacent mucosa.The clinical diagnosis was inflammatory fibrous hyperplasia. The initial clinical procedure was the wear of the prosthesis in the affected region and advice about sleeping without it. After 14 days, it was performed excisional biopsy, which it confirmed the clinical diagnosis. The postoperative of the patient showed absence of lesion. The patient was referred to the clinic Complete Denture for the fabrication of a new prosthesis. In conclusion, the HFI must be removed before the fabrication of the complete denture. Furthermore, a detailed intra-oral examination must be performed in order to identify oral lesions which can interfere to rehabilitation


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Planejamento de Dentadura , Prótese Total , Diagnóstico Bucal , Hiperplasia
7.
Periodontia ; 23(3): 65-69, 2013. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-853523

RESUMO

A lesão periférica de células gigantes (LPCG) é uma lesão hiperplásica inflamatória não neoplásica, envolvendo a gengiva ou mucosa alveolar. Mais de 60% dos casos ocorrem em pacientes com menos de 30 anos de idade, é mais frequente em mulheres do que em homens. A relação entre mandíbula e maxila tem sido verificada em uma proporção de 2:1, e a porção anterior da mandíbula, é o local mais comum para o seu desenvolvimento. Paciente do sexo feminino, cor branca, 35 anos de idade, foi indicada para a clínica de especialização em periodontia da Faculdade de Odontologia da Universidade Veiga de Almeida, em setembro de 2011, para tratamento de uma lesão inflamatória hiperplásica gengival localizada na região superior anterior vestibular entre os dentes 12 e 13. A cicatrização após o tratamento cirúrgico aconteceu normalmente alcançando um resultado extremamente saudável e estético. O exame histopatológico confirmou o diagnóstico como LPCG. O presente caso mostra a confecção de um retalho dividido deslocando o complexo mucogengival coronariamente, recobrindo assim o defeito gengival deixado após a remoção da lesão, com excelentes resultados após 3 meses


The peripheral giant cell lesion (PGCL) is an inflammatory non-neoplastic hyperplastic lesion involving the gingiva or alveolar mucosa. More than 60% of cases occur in patients under 30 years of age, is more common in women than in men. The relationship between the mandible and maxilla have been verified by a ratio of 2:1, and the anterior portion of the mandible is the most common site for development. Patient female, white, age 35, was nominated for a clinic specializing in periodontics, Faculty of Dentistry, University Veiga de Almeida, in September 2011, for treatment of an injury inflammatory gingival hyperplasia located in the upper anterior buccal between teeth 12 and 13. Healing after treatment was usually reaching an extremely healthy and aesthetic. Histopathological examination confirmed the diagnosis as PGCL. The present case shows a flap divided displacing the complex mucogingival coronally, thereby covering the defect after removal left gingival lesion, with excellent results after 3 months


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Doenças da Gengiva , Granuloma , Hiperplasia , Periodontia
8.
Rev. Fac. Odontol. Porto Alegre ; 54(1/3): 14-18, 2013. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-786831

RESUMO

Aim: The present study proposed histopathological criteria for thedifferential diagnosis between those pathological entities. Materialsand methods: Histological sections of lesions histopathologicallydiagnosed as Oral Fibroma (n=61) and Inflammatory Hyperplasia(n=75) and were submitted to different techniques (HematoxylinEosin;Masson Trichrome and Phosphomolybdic acid - Picrosirius red)to allow quantitative and qualitative analysis. The qualitative analysisof collagen density was based on sections stained by HematoxylinEosinand focused in the center and periphery of each lesion.Results: Wound and collagen fibers were more frequent and higher inOral Fibroma, while parallel fibers were more frequent in InflammatoryHyperplasia (Fisher’s exact test, p<0.05). The percentage of parallelcollagen fibers beneath the epithelium was 72.22% and 92.3% in OralFibroma and Inflammatory Hyperplasia, respectively (Mann Whitney Utest, p<0.05). The parallel collagen fibers in the center of the lesionwas found in 84.6% of Inflammatory Hyperplasia cases and wasabsent in 88.88% of Oral Fibroma. The central portion of Oral Fibromahad characteristically a dense and wound arrangement of collagenfibers. Conclusion: Oral Fibroma and Inflammatory Hyperplasia havedistinctive features that may be useful in routine histopathologicalanalysis, supporting the differential diagnosis.


Objetivos: O presente estudo propôs critérios histopatológicos para odiagnóstico diferencial entre as entidades patológicas. Materiais emétodos: Cortes histológicos de lesões diagnosticadasmicroscopicamente como Fibroma Oral (n=61) e Hiperplasia FibrosaInflamatória (n=75) foram submetidos a diferentes técnicas decoloração (Hematoxilina-eosina, Tricrômio de Masson e ÁcidoFosfomolibidico- Vermelho de Picrosírius) para permitir análisesquantitativa e qualitativa. A análise qualitativa da densidade docolágeno foi baseada nas lâminas coradas em Hematoxilina- eosinae observada no centro e periferia de cada lesão. Resultados: Fibrascolágenas enoveladas eram mais frequentes e mais densas noFibroma Oral, enquanto as fibras paralelas e ram observadas naHiperplasia Fibrosa Inflamatória (teste exato de Fisher, p<0,05). Nocentro da lesão, fibras colágenas paralelas foram encontradas em84,6% dos casos de Hiperplasias Fibrosas Inflamatórias e ausentesem 88,88% dos Fibromas Orais. A porção central do Fibroma Oral eracaracterizado por um arranjo denso e frouxo das fibras colágenas.Conclusão: o Fibroma Oral e a Hiperplasia Fibrosa Inflamatóriapossuem características bem distintas que pode ser útil na rotina daanálise histopatológica, auxiliando no diagnóstico diferencial.


Assuntos
Fibroma , Hiperplasia , Neoplasias Bucais , Microscopia Confocal , Patologia Bucal
9.
Rev. bras. odontol ; 68(2): 244-247, jul.-dez. 2011. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-857514

RESUMO

Este relato de caso descreve diagnóstico e tratamento de uma patologia oral rara: hiperplasia endotelial papilar intravascular. Uma paciente jovem do sexo feminino possuía lesão nodular avermelhada na borda lateral de língua com diascopia positiva. Características histopatológicas incluíram vasos sanguíneos calibrosos com lesão bem circunscrita composta por abundantes estruturas papilares revestidas por endotélio (vimentina+, colágenoIV+ e CD31+). A cicatrização completa ocorreu 4 meses após a cirurgia final, sem recorrência após 5 anos de acompanhamento. Esta lesão pode mimetizar o angiosarcoma, por isso diagnóstico diferencial e tratamento correto são de grande importância.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto Jovem , Células Endoteliais/patologia , Diagnóstico Diferencial , Hiperplasia/terapia , Lesões do Sistema Vascular/diagnóstico , Lesões do Sistema Vascular/terapia , Língua/patologia
10.
Braz. j. oral sci ; 9(2): 85-88, Apr.-June 2010. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-578070

RESUMO

Aim: To study oral hyperplastic epithelium, dysplastic epithelium and squamous cell carcinoma to determine (1) the prevalence of p53 protein immunoreactivity, (2) number of p53 positive cells, and (3) the area of localization of p53 protein immunoreactivity. Methods: Two contiguous sections from 30 tissue specimens (10 each from oral hyperplastic epithelium, dysplastic epithelium and squamous cell carcinoma) were subjected to hematoxylin and eosin (H/E) staining forhistopathological diagnosis and immunohistochemical (IHC) staining for demonstration of p53. p53 positivity was looked for in each IHC stained slide and the number of positive cells amongst 1,000 epithelial cells were recorded. The localization of these p53 positive cells within the strata (i.e.basal/suprabasal, spinous and superficial layers) of epithelium between 3 groups, and also with ineach group according to histological grades was recorded. Results: Higher p53 positive cell counts were demonstrated in oral squamous cell carcinoma compared to hyperplastic and dysplastic tissues. The expression of p53 in epithelial hyperkeratosis was mainly localized to basal epithelialcells whereas in epithelial dysplasia, it was predominantly localized to spinous epithelial cells. Conclusions: Qualitatively p53 is not a specific marker for malignancy of oral epithelium. However the quantitative analysis of p53 positive cells and their localization in oral epithelium is of importance as a marker for oral squamous cell carcinoma.


Assuntos
Humanos , Carcinoma de Células Escamosas/metabolismo , Hiperplasia Epitelial Focal/patologia , Neoplasias Bucais/metabolismo , /metabolismo , Contagem de Células , Carcinoma de Células Escamosas/patologia , Hiperplasia , Imuno-Histoquímica , Estadiamento de Neoplasias , Neoplasias Bucais/patologia
11.
Rev. odontol. Univ. Cid. São Paulo (Online) ; 22(1): 25-29, jan.-abr. 2010. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-858482

RESUMO

Introdução: Os estudos epidemiológicos perfazem uma grande área da pesquisa desempenhando um importante papel, pois revelam a prevalência de inúmeras doenças, e particularizam a sua distribuição dentro de características próprias do ambiente onde estão sendo executados. Métodos: Este estudo tem como o principal objetivo avaliar os prontuários dos pacientes da disciplina de Semiologia da Universidade Cidade de São Paulo entre os anos de 2003 a 2008, avaliando as informações referentes à ocorrência das lesões; isoladamente e por grupos de classificação; características como: idade, gênero, etnia; tipo de biópsia e diagnóstico histopatológico. Conclusões: Entre as lesões diagnosticadas através de anátomo-patológico, a hiperplasia fibrosa inflamatória ocorreu com mais frequência e o gênero mais acometido foi feminino entre a 5ª e 6ª década.


Introduction: Epidemiological studies make up a large area of research and play an important role, highlighting the prevalence of various diseases, and specify the distribution of characteristics in the environment they are running. Methods: This study evaluates the main patients? charts of Semiology University of São Paulo City between the years 2003 to 2008, evaluating the information related to the occurrence of injuries, isolation and classification groups; characteristics such as age, gender, race, type of biopsy and histopathological diagnosis. Conclusions: Among the lesions studied inflammatory fibrous hyperplasia was the most frequent diagnosis, the most affected gender was female between the 5th and 6th decade.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Idoso de 80 Anos ou mais , Diagnóstico Bucal/métodos , Epidemiologia/estatística & dados numéricos , Hiperplasia/diagnóstico , Medicina Bucal/métodos
12.
Rev. paul. odontol ; 31(3): 34-37, jul.-set. 2009.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-541062

RESUMO

A epilepsia é uma doença provocada pelo descontrole do SNC, podendo ser classificada de acordo com a região cerebral afetada. A incidência é alta nas duas primeiras décadas de vida e depois dos 50 anos, sendo necessário um tratamento para controle dos ataques, muitas vezes com uso de uma combinação de medicações que acabam por provocar diversas alterações na cavidade bucal, como a hiperplasia gengival. Além disso, as ações dos medicamentos anti-convulsionantes podem ser influenciadas por várias medcações de uso corriqueiro em Odontologia...


Epilepsy is a disease caused by the disarray of the CNS an can be classified inagreement with the affected area. The incidence is high in the first two decades of life and after the fith. A treatment is necessary to control the attacks and many times uses a combination of medications that brings several implications to the oral cavity tissues, such as gengival hyperplasia. These medcations can also be influeced by many medications prescribed by the dentistry...


Assuntos
Epilepsia , Hiperplasia Gengival , Hiperplasia , Saúde Bucal
13.
Rev. ciênc. méd. biol ; 8(2): 230-236, maio-ago. 2009. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-556512

RESUMO

A hiperplasia fibrosa inflamatória, também denominada de epúlide fissurada, enquadra-se entre as lesões benignas do tecido mole decorrentes de traumas crônicos, geralmente de uma prótese mal adaptada. Essa lesão acomete preferencialmente o sexo feminino, adultos de meia idade ou mais velhos, e usuários de próteses. É mais frequente na região anterior da maxila, exofítica, e pode variar de flácida a consistente. O presente trabalho relata um caso de hiperplasia fibrosa inflamatória, diagnosticado em uma mulher de cinquenta dois anos de idade, leucoderma, no ambulatório de Estomatologia I da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal da Bahia, e apresenta relatos da literatura a respeito dessa lesão.


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Doenças da Gengiva , Hiperplasia , Prótese Total
14.
Bauru; s.n; 2009. 80 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-864709

RESUMO

A Hiperplasia Papilar (HP) é considerada uma forma de candidose bucal, em especial uma forma de estomatite por dentadura, tipo III segundo a classificação de Newton (1962), a qual obedece a critérios clínicos e microscópicos. Sua etiologia é ainda pouco esclarecida, mas diversos fatores têm sido associados, tais como próteses dentárias mal adaptadas, má higiene oral, material utilizado na confecção das próteses resultando em hipersensibilidade, trauma, imunodeficiência e o fungo Candida albicans. A aderência e a invasão deste fungo no tecido epitelial já foram comprovadas e relatadas na literatura, entretanto ainda não há trabalhos que identifiquem a presença e a localização exata do fungo C. albicans no revestimento epitelial das lesões de HP. Os linfócitos T e os macrófagos são as principais células envolvidas no mecanismo de defesa do hospedeiro contra leveduras do gênero Candida, contudo é necessário estabelecer uma relação entre a presença do fungo e as alterações epiteliais, bem como o tipo e intensidade do infiltrado inflamatório presente nas HPs. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a presença de Candida albicans no revestimento epitelial de lesões de HP, por meio de imunofluorescência, e correlacionar os valores quantitativos obtidos com as características demográficas, do epitélio e do infiltrado inflamatório subepitelial.


Mucosa palatal normal foi utilizada como controle. A análise estatística comparativa múltipla entre o número médio de fungos nos diferentes grupos experimentais (Grupo HP e Grupo controle) foi obtida pelo teste de Mann Whitney, e a correlação do número médio de Candida albicans imunomarcadas com as características do revestimento epitelial e do infiltrado inflamatório subepitelial por meio do teste de Spearman. Em ambos os testes, foram adotados o nível de significância de 5% (p<0,05). Apenas as lesões de HP demonstraram a presença de C. albicans, e o número médio foi de 14 C. albicans/mm2. Não se observou correlação entre o número médio de C. albicans e as diferentes características epiteliais ou do infiltrado inflamatório subjacente ou ainda as características demográficas.


The papillary hyperplasia (PH) is considered a form of oral candidosis, in particular a form of denture stomatitis, type III according to the classification of Newton (1962), which fulfills the clinical and microscopic criteria. Its etiology is still unclear, but several factors have been associated, such as prostheses poorly adapted, poor oral hygiene, material used in the manufacture of prostheses resulting in hypersensitivity, trauma, immune and fungus Candida albicans. The adhesion and invasion of this fungus in the epithelial tissue have been demonstrated and reported in the literature, however there is not a work to identify the presence and exact location of the fungus C. albicans in the epithelial lining of the lesions of PH. Tlymphocytes and macrophages are the main cells involved in host defense mechanism against the yeast of Candida, however it is necessary to establish a relationship between the presence of the fungus and the epithelial changes, and the type and intensity of inflammatory infiltrate present in PHs. This study aimed to evaluate the presence of Candida albicans in the epithelial lining of lesion of PH, by immunofluorescence and to correlate the quantitative values obtained with the demographic characteristics, the epithelium and the subepithelial inflammatory infiltrate. Normal palatal mucosa was used as control.


Comparative statistical analysis between the multiple number of fungi in different experimental groups (PH group and Control group) was obtained by Mann Whitney test, and correlation of the average number of Candida albicans immunomarked with the characteristics of the epithelial lining and subepithelial inflammatory infiltrate by Spearman test. In both tests were used a significance level of 5% (p <0.05). Only the lesions of PH demonstrated the presence of C. albicans, and the average number was 14 C. albicans/mm2. There was no correlation between the average number of C. albicans and the different characteristics of epithelial or underlying inflammatory infiltrate or demographic characteristics.


Assuntos
Candida albicans , Candidíase Bucal/patologia , Hiperplasia , Mucosa Bucal , Estomatite sob Prótese , Candida albicans/patogenicidade
15.
Rev. odonto ciênc ; 23(4): 407-410, out.-dez. 2008. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-500162

RESUMO

Objetivo: Este artigo relata caso de hiperplasia condilar (CH) tratado com sucesso através de cirurgia ortognática e condilectomia alta realizada simultaneamente, além de revisar a literatura recente sobre a forma adequada de tratar esta associação de condições. Descrição do Caso: Uma paciente do sexo feminino, 34 anos, relatou queixa de aparência facial insatisfatória, dor sobre o côndilo esquerdo e função mastigatória comprometida. O exame clínico mostrou alongação unilateral da face, assimetria facial e altura vertical aumentada da mandíbula criando uma moderada mordida aberta com compensações dentais. Uma tomografia computadorizada 3D mostrou severa alongação o côndilo esquerdo, indicando a possibilidade de CH. O tratamento incluiu correções ortodônticas das compensações dentais, cirurgia ortognática, condilectomia alta removendo 10mm da altura do côndilo esquerdo, e reposicionamento do disco articular sem ancoramento. A cirurgia ortognática incluiu osteotomias sagitais do ramo mandibular bilateralmente para corrigir a deformidade dentofacial de Classe III moderada e para corrigir os planos mandibulares. A avaliação de controle após 24 meses mostrou bons resultados estéticos e funcionais. Não foram detectadas alterações na oclusão, indicando um resultado bastante estável com a utilização desta técnica. Conclusão: A hiperplasia condilar normalmente produz assimetria facial e algumas vezes é necessário corrigir a deformidade dentofacial resultante através de condilectomia alta e cirurgia ortognática.


Purpose: This paper reports a case of severe facial asymmetry secondary to condylar hyperplasia (CH), which was successfully treated by simultaneous high condylectomy and orthognathic surgery, and also reviews the literature concerning the current approaches for treating these combined conditions. Case description: A 34 year-old female patient reported complaints of unsatisfactory facial appearance, pain over her left condyle, and poor chewing function. Clinical examination showed unilateral elongation of the face, facial asymmetry, and increased vertical height of the mandible creating a mild open bite with dental compensations. A 3D Computed Tomography exam showed a severe elongation of the left condyle, indicating the possibility of CH. The treatment included orthodontic corrections of the dental compensations, orthognathic surgery, high condylectomy removing 10mm of the left condyle height, and articular disc repositioning without anchor placement. The orthognathic surgery included bilateral mandibular ramus sagittal split osteotomies to correct the mild Class III dentofacial deformity and the mandibular planes. A follow-up evaluation after 24 months showed good aesthetic and functional results. No changes in occlusion were noted, indicating very stable results using this technique. Conclusion: Condylar hyperplasia usually produces facial asymmetry, and in certain cases both high condylectomy and orthognathic surgery are necessary to correct the dentofacial deformity.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Côndilo Mandibular/patologia , Cirurgia Bucal , Assimetria Facial/terapia , Hiperplasia
17.
Odonto (Säo Bernardo do Campo) ; 16(31): 19-26, jan.-jun. 2008. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-542822

RESUMO

A mucosa oral está sujeita ao desenvolvimento de diversas patologias, muitas das quais relacionadas com o uso de próteses removíveis, que, paralelamente à sua função reabilitadora, podem agir como um agente irritante aos tecidos moles da cavidade bucal. Estudos epidemiológicos têm evidenciado que lesões provocadas por próteses ocorrem com uma freqüência considerável, havendo publicações que indicam prevalência de lesões da mucosa oral em até 62% dos pacientes usuários de aparelhos protéticos. Diante disto, pretende-se, com este artigo, revisar a literatura a respeito daquelas lesões nas quais as próteses podem agir como fator etiológico, enfatizando as medidas preventivas que podem ser adotadas para que seja reduzida a incidência das mesmas. São ilustrados casos clínicos das seguintes lesões: estomatite por dentadura, hiperplasia fibrosa inflamatória, úlcera traumática e quelite angular. A prevalência de lesões em tecidos moles relacionados ao uso de próteses removíveis pode ser diminuída através de medidas relativamente simples, como: a orientação adequada dos pacientes quanto aos cuidados que devem ter com suas próteses; a preservação da saúde bucal dos usuários de prótese removível; e cuidados nas diversas etapas de confecção das próteses, resultando em oclusão estável, boa adaptação da base à fibromucosa e selamento periférico adequado, dentro dos limites da área chapeável.


On the oral mucosa, diverse pathologies may develop, many of them related to the use of removable prosthesis, which, parallel to their role in rehabilitation, can act as an irritant agent to the soft tissues of the mouth. Epidemiological studies have evidenced that lesions induced by prosthesis occur with a considerable frequency, and there are publications that indicate a prevalence of oral mucosal lesions in up to 62% of the patients using prosthetic devices. Therefore, this article aims to review the literature related to those lesions of which the prosthesis can act as an etiological factor, emphasizing the preventive measures that can be adopted to reduce their incidence. Clinical cases of the following lesions are illustrated: denture stomatitis, fibrous inflammatory hyperplasia, traumatic ulcer and angular cheilitis. The prevalence of soft tissue lesions related to the use of removable prosthesis can be decreased through relatively simple measures, as: adequate directions to the patients regarding the care they should take of their prosthesis; follow-up of removable prosthesis wearers' oral health; and diligence in the diverse phases of the prosthesis' construction, resulting in stable occlusion, fine adaptation of the base to the underlying mucosa, within the limits of the bearing area.


Assuntos
Prótese Dentária , Estomatite sob Prótese/epidemiologia , Hiperplasia , Mucosa Bucal/lesões , Úlceras Orais/epidemiologia
20.
Rev. Odontol. Araçatuba (Online) ; 28(2): 45-49, maio-ago. 2007. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-856805

RESUMO

O fibroma ossificante periférico (FOP) consiste em uma lesão proliferativa não neoplásica bucal de etiologia traumática. Neste trabalho é relatado um incomum caso clínico de FOP de dimensões exageradas, localizado na cavidade bucal de paciente economicamente carente e com precárias condições de saúde oral. GMKL, do sexo feminino, com 46 anos de idade, procurou atendimento odontológico apresentando um crescimento tecidual na região maxilar superior direita, medindo aproximadamente 5 cm de diâmetro, cujo tratamento foi realizado com sucesso através de excisão cirúrgica convencional da lesão, extração dos dentes remanescentes próximos à hiperplasia e curetagem do leito cirúrgico. A partir da realização do presente estudo, além de apresentar à classe odontológica um caso de FOP de grandes proporções, ressalta-se a importância dos cuidados básicos com a saúde bucal, tanto por parte do paciente, quanto pelos serviços públicos de saúde


Peripheral ossifying fibroma (POF) is a prolific lesion, non bucal neoplastic of traumatic etiology. In this work, an uncommon clinical case of exaggerated dimensions is reported. It is located in the bucal cavity of a patient who is economically deprived and with precarious health oral conditions. GMKL, female, aging 46 years old who was looking for dental service, showing tissue growing in the right superior maxilar, measuring nearly 5cm diameter, which treatment was successfully carried out through conventional surgical excision of the lesion, extraction of the remaining teeth closed to the hyperplasia and curettage of the surgical bed. From the accomplishment of the present study, besides presenting to the surgical dental class a case of POF, of great proportions, it is highlighted the importance of the basic cares with bucal health by the patient as well as by the public health services


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Fibroma Ossificante , Hiperplasia , Neoplasias Bucais , Saúde Pública , Diagnóstico Precoce , Terapêutica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA