Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 62
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 18(1): 4101, 15/01/2018. tab, ilus, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-966927

RESUMO

Objective: To examine the effect of aloe vera that containing bioactive materials on the levels of calcium (Ca) and phosphorus (P) minerals and their ratios around the immediate implanted in alveolar bone. Material and Methods: Research method by conducting experimental test on experimental animals: 9 male mongrel dogs are divided into 3 groups each 3 tails. In each animal was pulled the second premolar teeth on right side and left side, and immediately inserted titanium implant (3mm x 10mm diameter) after the socket filled with 10% aloevera extract on the right side and control on the left side. Analysis of calcium and phosphorus minerals content formed by examination of Energy Dispersive Spectroscopy (EDS) on Scanning Electron Microscope on implant and around bone tissue was done on days 14, 28 and 56. The result of statistical analysis using repeated ANOVA with independent t test. The level of significance was set at 5%. Results: There was a significant difference on calcium level between control and treatment groups on days 14, 28 and 56 (p<0.05). There was no significant difference on phosphorus level between control and treatment groups (p>0.05). The ratio of Ca / P in both control and treatment groups was also significantly different in every observation day (p<0.05). Conclusion: The addition of aloe vera extract that containing bioactive materials has an effect on increasing levels of mineral elements calcium and calciumphosphorus ratio after immediate implant insertion.


Assuntos
Animais , Cães , Fósforo , Análise Espectral/métodos , Cálcio , Aloe , Carga Imediata em Implante Dentário , Microscopia Eletrônica de Varredura/métodos , Epidemiologia Experimental , Análise de Variância , Osseointegração , Indonésia
2.
Araçatuba; s.n; 2018. 81 p. graf, tab.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-912505

RESUMO

O presente estudo teve por objetivo verificar o efeito do trimetafosfato de sódio (TMP), associado ou não ao fluoreto (F), sobre células cultiváveis, biomassa total, atividade metabólica e composição da matriz extracelular de biofilmes mistos de S. mutans e C. albicans, bem como sobre as concentrações de F, cálcio (Ca) e fósforo (P) (biofilme total e fluido do biofilme) e no pH destes biofilmes formados in vitro. Para ambos os estudos, os biofilmes foram formados em poços de placas de microtitulação, colocando uma suspenção (1x107 células/mL C. albicans + 1x108 células/mL S. mutans) em saliva artificial suplementada com sacarose (0,4%), a qual tinha metade de seu conteúdo renovada a cada 24 horas. Os biofilmes foram tratados três vezes (72, 78 e 96 horas de formação), por um minuto, com soluções contendo TMP (0,25, 0,5 ou 1%) com ou sem 500 ppm F, além de soluções contendo 500 e 1100 ppm F, adotadas como controles positivos. A saliva artificial foi utilizada como tratamento e considerada como controle negativo. Para o estudo mircrobiológico, após o terceiro tratamento foram realizados os testes de quantificação de células cultiváveis (CFU), biomassa total (teste colorimétrico de cristal violeta ­ CV), atividade metabólica (redução de XTT) e quantificação dos componentes da matriz extracelular (proteína, carboidrato e DNA). Todos os ensaios foram realizados em triplicata, em três ocasiões diferentes. Os resultados foram submetidos à análise de variância a um critério, seguida pelo teste Fisher LSD (p<0,05). O TMP apresentou efeito redutor principalmente no metabolismo e nos0020 componentes da matriz extracelular do biofilme. Para o estudo da concentração de F, Ca, e P, após o período de tratamento, estes foram analisados no biofilme total e no fluido do biofilme após a mensuração do pH do biofilme. Em outro conjunto de experimentos, após o terceiro tratamento (96 h de formação de biofilme) o biofilme foi exposto, por 3 minutos, à solução de sacarose a 20%. Esta foi removida e, após 1 minuto, analisou-se o pH do meio e as concentrações de F, Ca, e P tanto na biomassa como no fluido do biofilme. Os dados foram submetidos a análise de variância a dois critérios, seguida pelo teste de Fisher LSD (p<0,05). O tratamento com TMP aumentou a concentração de F e P no fluido do biofilme, além de manter o pH do meio mais próximo do neutro, mesmo após a exposição do biofilme à sacarose. Assim, é possível concluir que o TMP interfere no metabolismo, composição orgânica e inorgânica, bem como no pH do biofilme testado(AU)


The aim of the present study was to verify the effect of sodium trimetaphosphate (TMP), associated or not to fluoride (F), on cultivable cells, total biomass, metabolic activity and composition of the extracellular matrix of mixed biofilms of S. mutans and C. albicans, as well as on the concentrations of F, calcium (Ca) and phosphorus (P) (total biofilm and biofilm fluid) and pH of these biofilms formed in vitro. For both studies, the biofilms were formed in wells of microtiter plates by placing a suspension (1 x 107 cells/mL C. albicans + 1x108 cells/mL S. mutans) in artificial saliva supplemented with sucrose (0,4%), which had half of its content renewed every 24 hours. Biofilms were treated three times (72, 78 and 96 hours of formation), for one minute, with solutions containing TMP (0.25, 0.5 or 1%) with or without 500 ppm F, as well as solutions containing 500 and 1100 ppm F, adopted as positive controls. Artificial saliva was used as treatment and considered as the negative control. For the microbiological study, the following tests were performed: quantification of cultivable cells (CFU), total biomass (colorimetric crystal violet test - CV), metabolic activity (XTT reduction) and quantification of matrix components (protein, carbohydrate and DNA). All assays were performed in triplicate on three different occasions. The results were submitted to one-way analysis of variance, followed by the Fisher LSD?s test (p<0.05). TMP showed a reducing effect mainly on the metabolism and components of the extracellular matrix of the biofilm. For the study of the concentrations of F, Ca, and P, these ions were analyzed in the total biofilm and in the biofilm fluid after treatment with the test solutions and after the pH measurement of the biofilm. In another set of experiments, after the third treatment (96 h of biofilm formation), the biofilms were exposed for 3 minutes to a 20% sucrose solution. This was removed and after 1 minute the biofilms were collected, and the pH of the medium and F, Ca, and P concentrations were determined both in the biomass and in the biofilm fluid. The data were submitted by two-way analysis of variance, followed by Fisher LSD's test (p<0.05). Treatment with TMP increased F and P concentration of the biofilm fluid, and maintained the pH of the medium close to neutral values even after exposure of the biofilm to sucrose. Thus, it is possible to conclude that TMP interferes with the metabolism, organic and inorganic composition and the pH of the biofilm tested(AU)


Assuntos
Biofilmes , Candida albicans , Fluoretos , Fosfatos , Streptococcus mutans , Cálcio , Flúor
3.
São José dos Campos; s.n; 2018. 94 p. il., graf., tab..
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1015648

RESUMO

RESUMO O estudo avaliou se os efeitos deletérios do clareamento no esmalte dental podem ser minimizados pela adição de sais de cálcio e/ou fósforo em variadas concentrações, na formulação do agente clareador, tornando-o progressivamente mais saturado em relação ao conteúdo mineral do esmalte.Inicialmente foi determinada a concentração dos elementos cálcio (Ca) e fósforo (P)no agente clareador,provenientes da dissolução do esmalte dental pelo tratamento até atingir seu ponto de saturação. Para tal amostras de esmalte foram trituradas e expostas ao peróxido de hidrogênio (PH) à 35% em pH7, até que um equilíbrio mineral fosse obtido. A concentração mineral na solução foi determinada através dos métodos de ICP-AES. A seguir o coeficiente de solubilidade de diversos sais de cálcio e fósforo em PH à 35%foi determinado. Aquele mais solúvel para cada elemento foi utilizado para a formulação dos agentes clareadores.Foram preparados 120 espécimes a partir da face vestibular de dentes incisivos bovinos, em formato circular com 4 mm de diâmetro, padronizando-se a espessura de esmalte e dentina em 1mm cada, embutidos em resina branca. Os espécimes foram enumerados e imersos em saliva artificial por 15 dias. Após esse período, foram realizadas leituras iniciais da microdureza Knoop do esmalte empregando um microdurômetro (FM-700, FutureTech, Tóquio, Japão), da rugosidade superficial em um perfilômetro de contato (MarSurf GD 25, Mahr, Goettingen, Alemanha) e da cor das amostras utilizando espectrofotômetro colorimétrico de reflectância (CM 2600d ­ Konica Minolta, Osaka, Japan). Todos os grupos experimentais foram clareados com soluções de PH à 35% (p/p) ajustadas para o pH 7. Os espécimes foram divididos em 6 grupos de acordo com a quantidade de cálcio e fósforo adicionada em cada solução clareadora, baseado na saturação em relação à HA, sendo eles: CN(controle negativo) ­ os espécimes foram tratados com água ultra pura; CP (controle positivo) ­ os espécimes foram clareados com PH sem a adição de qualquer mineral; Ca/P-50 ­ PH suplementado com Ca-P/50%subsaturados em relação à hidroxiapatita; Ca/P100 ­ PH suplementado com Ca-P/100% saturados em relação à hidroxiapatita;; CaCS ­ PH suplementado com o sal de Ca2+ mais solúvel, no seu coeficiente de solubilidade e P-CS ­ PH suplementado com o sal de PO4 3- mais solúvel, no seu coeficiente de solubilidade. Sobre cada espécimes foram aplicados10µl das respectivas soluções clareadoras, removidas após 20 minutos e reaplicadas mais duas vezes. A microdureza e a rugosidade superficial das amostras foram mensuradas imediatamente após o clareamento. Todas as amostras foram imersas em saliva artificial por 7 dias e a cor novamente avaliada. Os dados obtidos foram analisados estatisticamente empregando os testes apropriados, dependendo da normalidade dos dados. Os resultados para o teste de ANOVA a um fator constataram que houveram diferenças significativas para todos os grupos (p=0,005). Os resultados para o teste de Tukey foram para a microdureza:CN 334,48(18,27)a ,CP 226,01(17,49)b , Ca-CS 331,93(23,64)a , P-CS 318,11(19,25)a ,Ca- P/50% 278,86(17,49)c e Ca-P/100% 339,31(28,47)a . Para a rugosidade: CN 0,025 (0,006)a , CP 0,067 (0,030 )b , Ca-CS 0,022 (0,005)a , P-CS 0,025 (0,006)a , Ca-P/50% 0,044 (0,014)c e Ca-P/100% 0,035 (0,012)a . Para a cor ΔE*ab:CN 0,50(0,19)a, CP 4,77(1,79) a , Ca-CS 4,41(1,04) a ; P-CS 4,91(1,43)a , Ca-P/50% 4,75(0,90)a e CaP/100% 4,05(1,06)a . Mediante os resultados desse estudo, podemos concluir que: A adição de cálcio e/ou fósforo em quantidades correspondente ao ponto de saturação ou ao coeficiente de solubilidade dos testados impediram a queda da dureza e o aumento da rugosidade, sem afetar o efeito clareador(AU)


ABSTRACT The study evaluated whether the deleterious effects of bleaching on tooth enamel can be minimized by adding calcium and / or phosphorus salts at varying concentrations in the bleaching agent formulation, making it progressively more saturated relative to the enamel mineral content. Initially, the concentration of calcium (Ca) and phosphorus (P) elements in the bleaching agent were determined, resulting from the dissolution of dental enamel by the treatment until reaching its saturation point. For such enamel samples were crushed and exposed to hydrogen peroxide (PH) at 35% at pH7, until a mineral balance was obtained. The mineral concentration in the solution was determined by ICP-AES methods. Then the solubility coefficient of several calcium and phosphorus salts in PH at 35% was determined. The most soluble for each element was used for the bleaching agent formulation. 120 specimens were prepared from the vestibular face of bovine incisor teeth, in circular format with 4 mm diameter, and the thickness of enamel and dentin was standardized in 1 mm each, embedded in white resin. The specimens were enumerated and immersed in artificial saliva for 15 days. After that, initial Knoop enamel microhardness measurements were performed using a microdurometer (FM700, Future-Tech, Tokyo, Japan), of surface roughness in a contact profilometer (MarSurf GD 25, Mahr, Goettingen, Germany) and of the samples using a colorimetric reflectance spectrophotometer (CM 2600d - Konica Minolta, Osaka, Japan). All experimental groups were cleared with pH solutions at 35% (w / w) adjusted for pH 7. The specimens were divided into 6 groups according to the amount of calcium and phosphorus added in each bleaching solution, based on saturation at relation to HA, they are: CN (negative control) - the specimens were treated with ultra pure water; CP (positive control) - the specimens were cleared with PH without the addition of any mineral; Ca / P-50 - PH supplemented with Ca-P / 50% subsaturated relative to hydroxyapatite; Ca / P-100 - PH supplemented with CaP / 100% saturated relative to hydroxyapatite; Ca-CS-PH supplemented with the most soluble Ca 2+ salt in its solubility coefficient and P-CS-PH supplemented with the most soluble PO43- salt in its solubility coefficient. On each specimen were applied 10 µl of the respective whitening solutions, removed after 20 minutes and reapplied two more times. The microhardness and surface roughness of the samples were measured immediately after bleaching. All samples were immersed in artificial saliva for 7 days and the color evaluated again. The obtained data were statistically analyzed using the appropriate tests, depending on the normality of the data. The results for the one-way ANOVA test revealed that there were significant differences for all groups (p = 0.005). The results for the Tukey test were for the microhardness: CN 334,48 (18,27)a , CP 226,01 (17,49)b , Ca-CS 331,93 (23,64)a , P-CS 318.11 (19.25)a , Ca-P / 50% 278.86 (17.49)a and Ca-P / 100% 339.31 (28.47)a . For roughness: CN 0.025 (0.006)a , CP 0.067 (0.030)b , Ca-CS 0.022 (0.005)a , P-CS 0.025 (0.006)a , Ca-P / 50% 0.044 (0.014)a and Ca-P / 100% 0.035 (0.012)a . For the ΔE *ab color: CN 0.50 (0.19)a , CP 4.77 (1.79)a , Ca-CS 4.41 (1.04)a ; P-CS 4.91 (1.43)a , Ca-P / 50% 4.75 (0.90)a and Ca-P / 100% 4.05 (1.06)a . By the results of this study, we can conclude that: The addition of calcium and / or phosphorus in amounts corresponding to the saturation point or the solubility coefficient of the tested ones prevented the hardness from falling and increasing the roughness, without affecting the bleaching effect(AU)


Assuntos
Humanos , Clareamento Dental , Fósforo/metabolismo , Cálcio/deficiência , Esmalte Dentário/diagnóstico por imagem
4.
Araçatuba; s.n; 2018. 51 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1021573

RESUMO

Objetivo: Analisar in vitro a energia livre de superfície (Æ´s) no esmalte dentário após o tratamento com diferentes concentrações de Trimetafosfato de sódio (TMP) ou Glicerofosfato de cálcio (CaGP), exposto ou não a solução contendo cálcio (Ca) e fosfato (PO4), assim como determinar a adsorção de TMP, CaGP, Ca e PO4 ao esmalte dentário. Método: Blocos de esmalte bovino (n=192; 24 blocos/grupo) planificados e polidos foram tratados (2 mL/bloco/2 minutos) com TMP (0, 1, 3 e 9%) ou CaGP (0, 0,25, 0,5 e 1%), expostos ou não a solução contendo Ca/PO4. TMP, CaGP, Ca e PO4 foram analisados nas soluções antes e após o tratamento para calcular a adsorção ao esmalte. A Æ´s, os componentes apolar (Æ´s LW) e polar (Æ´s AB), e ácido/base (Æ´s +/Æ´s -) foram calculados pelo ângulo de contato de três líquidos sondas (água, diiodometano e etilenoglicol). Os dados foram submetidos à ANOVA seguido pelo teste Student-Newman-Keuls s (p<0,05). Resultados: A adsorção de TMP foi dose-dependente (p<0,001) e reduziu a Æ´s e Æ´s AB, e aumentou a Æ´s -, quando comparado ao grupo sem TMP (p<0,001). A solução contendo Ca/PO4 aumentou a Æ´s (p<0,050) e a Æ´s AB (p<0,001) e reduziu a Æ´s - (p<0,001). Houve correlação entre a adsorção de TMP e Ca (r = 0,916; p<0,001) e P (r = 0,899; p<0,001) ao esmalte. A adsorção de CaGP ao esmalte foi dose-dependente (p<0,001) diminuindo a Æ´s, Æ´s LW e Æ´s - quando comparado ao grupo sem CaGP (p<0,001). Quando exposto à solução de Ca/PO4, houve aumento da Æ´s LW e Æ´s -, e diminuição da Æ´s AB (p<0,001), sem adsorção de Ca ao esmalte. Conclusão: O TMP e CaGP foram adsorvidos ao esmalte reduzindo a Æ´s, devido a Æ´s AB ou Æ´s LW, respectivamente. O TMP produz sítios doadores de elétrons (Æ´s -) induzindo a adsorção de Ca enquanto o CaGP libera Ca para o meio(AU)


Objective: In vitro analysis of free surface enamel (Ƴs) in dental enamel after treatment with different concentrations of sodium trimetaphosphate (TMP) or calcium glycerophosphate (CaGP), exposed or not to the solution containing calcium (Ca) and phosphate (PO4), as well as to determine the adsorption of TMP, CaGP, Ca and PO4 to the dental enamel. Design: Bovine enamel blocks (n = 192; 24 blocks/group) planned were treated (2 mL/block; 2 minutes) with TMP (0, 1, 3 e 9%), CaGP (0, 0.25, 0.5 e 1%) exposed or not to the solution containing CaPO4 were analyzed in the solutions before and after the treatment will be determined for the calculation of the adsorption of these to the enamel. The Ƴs and their components Ƴs LW Lifshitz-van der Waals surface tension component , Ƴs AB and Lewis acid-base interaction (Ƴs +/Ƴs -) was calculated by measuring the contact angles of three liquids probes (deionized water, diiodomethane and ethylene glycol). The data were submited to ANOVA followed by Student-Newman Keuls test (p<0.05). Results: The adsorption of TMP was dose-dependent (p<0.001) reduced the Ƴs and Ƴs AB when compared to the group without TMP (p<0.001). The solution containing Ca/PO4 increased the Ƴs, Ƴs AB and reduced the Ƴs - (p<0.001). There was a correlation between adsorption of TMP and Ca (r = 0.916; p<0.001) and P (r = 0.899; p<0.001) to the enamel. The adsorption of CaGP to the enamel was dose-dependent (p<0.001) reducing the Ƴs, Ƴs LW and Ƴs - when compared to the group without CaGP (p<0.001). When exposed the de Ca/PO4 solution there was an increase of Ƴs LW and Ƴs - , reduction of Ƴs AB (p<0.001), without adsorption of calcium to the enamel. Conclusion: The TMP was adsorbed to the enamel reducing the Ƴs due the Ƴs LW or Ƴs LW, respectively. The TMP generates electrondonor inducing adsorption of Ca while CaGP releases Ca to the medium(AU)


Assuntos
Fosfatos , Cálcio , Esmalte Dentário , Glicerofosfatos
5.
Araçatuba; s.n; 2018. 57 p. ilus, graf, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-905827

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar in vitro a energia livre de superfície (Æ´S) da dentina após tratamento com trimetafosfato de sódio (TMP) associado ou não ao fluoreto (F), exposto ou não ao cálcio (Ca), bem como, a adsorção de TMP, F e Ca na dentina. Blocos de dentina bovino (4 mm x 4 mm, n=12 blocos/grupo) foram tratados por meio da imersão em soluções contendo TMP nas concentrações: 0%; 1%; 3% e 9% seguido da aplicação ou não de Ca. Estas concentrações de TMP foram associadas ou não ao F na concentração de 1100 ppm F. Foram determinadas as concentrações de F, Ca e TMP nas soluções antes e após o tratamento para calcular a adsorção destes a dentina. Para analisar a energia livre de superfície (Æ´S) da dentina, os componentes apolar (Æ´S LW) e polar (Æ´S AB) eram determinados após os tratamentos por meio da medida do ângulo de contato. Os dados foram submetidos à análise de variância a dois critérios seguidos pelo teste Student-Newman-Keuls (p<0,05). O TMP reduziu a Æ´S da dentina e aumentou os sítios doadores de elétrons (Æ´S- ). Houve correlação positiva entre a adsorção de TMP e os valores de Æ´S- (Pearson's r=0,801; p<0,001). Maiores valores de Æ´S- levou a maior adsorção de Ca (p< 0,001). A associação F/TMP não alterou a Æ´S e Æ´S LW e reduziu os valores de Æ´S-, entretanto houve maior adsorção de Ca. Houve correlação positiva entre a adsorção de TMP e F (Pearson's r=0,871; p< 0,001). Concluiu-se que o TMP aumentou a Æ´S- e adsorção de Ca, e reduziu a Æ´S. A associação com o F aumentou a adsorção de TMP sem aumentar a Æ´S-, porém houve maior adsorção de Ca(AU)


The objective of this study was to evaluate in vitro the free surface energy (Æ´S) of dentin after treatment with sodium trimetaphosphate (TMP) associated or not to fluoride (F), exposed or not to calcium (Ca), as well as the adsorption of TMP, F and Ca in dentin. Bovine dentin blocks (4 mm x 4 mm, n=12 blocks/group) were treated by immersion in solutions containing TMP at concentrations: 0%; 1%; 3% and 9% followed or not by the application of Ca. These concentrations of TMP were or not associated with F at the concentration of 1100 ppm F. Concentrations of F, Ca and TMP were determined in the solutions before and after the treatment to calculate the adsorption to the dentin. To analyze the free surface energy (Æ´S) of the dentin, the apolar (Æ´S LW) and polar (Æ´S AB) components were determined after the treatments by means of the contact angle measurement. Data were submitted to analysis of variance at two criteria followed by the Student-Newman-Keuls test (p< 0.05). The results showed that TMP reduces Æ´S of dentin and increases electron donor sites (Æ´S- ). There was a positive correlation between the adsorption of TMP and the values of Æ´S- (Pearson's r=0.801; p< 0.001). Higher values of Æ´S- led to higher adsorption of Ca (p< 0.001). The F/TMP association did not change Æ´S and Æ´S LW and reduced the values of Æ´S- , but the adsorption of calcium was higher. There was a positive correlation between the adsorption of TMP and F (Pearson's r=0.871, p< 0.001). TMP increased Æ´S- and Ca adsorption, and reduced Æ´S. The association with F increased the adsorption of TMP without increasing Æ´S- , however there was higher adsorption of Ca(AU)


Assuntos
Dentina , Fluoretos , Fosfatos , Cálcio
6.
Bauru; s.n; 2016. 47 p. tab, ilus.
Tese em Inglês | BBO - Odontologia | ID: biblio-881577

RESUMO

A medicação intracanal nas necropulpectomias tem como função principal corroborar com a ação antisséptica sobre micro-organismos que sobreviveram ao preparo biomecânico do sistema de canais radiculares. A associação de fármacos e outras substâncias à pasta de hidróxido de cálcio vem sendo sugerida, com intuito de aumentar a efetividade antisséptica da pasta. Pastas antibióticas também vêm sendo utilizadas pelo seu amplo espectro de ação. O objetivo deste estudo foi avaliar pH, liberação de íons cálcio, solubilidade e ação antimicrobiana sobre dentina infectada por biofilmes orais, das pastas: Hidróxido de Cálcio + Solução Salina (G1), Calen (G2), Calen PMCC (G3), Hidróxido de Cálcio + Clorexidina (G4), Hidróxido de Cálcio + Diantibiótica (G5) e Triantibiótica (G6). Materiais e Métodos: Todos os experimentos foram divididos em 6 grupos de acordo com as medicações em questão. Medição de pH e liberação de cálcio: dentes de acrílico tiveram seus canais preenchidos com as medicações intracanal (N=10) e suas coroas seladas. Estes dentes foram imersos em água deionizada e, após os períodos de 3, 24, 72 e 168 horas, foram trocados de frasco. Na água em que estavam imersos foi aferido o pH por meio de um peagâmetro e o cálcio liberado através de espectrofotômetro de absorção atômica. Teste de solubilidade: A solubilidade foi avaliada pela medição volumétrica das pastas inseridas em cavidades padronizadas em 60 dentes de acrílico (N=10), antes e depois de submersas em água deionizada, usando imagens do Micro-CT. Ação antimicrobiana: Sobre blocos de dentes bovinos foi induzida a formação de biofilme in vitro de Enterococcus faecalis e Enterococcus faecalis + Pseudomonas Aeruginosa. Após a indução, as amostras foram tratadas com as pastas por 7 dias. A porcentagem de células vivas foi mensurada através do corante Live/Dead pelo microscópio confocal (N=20) Resultados: G1, G2, G3 e G4 se comportaram de maneira semelhante nos testes de pH, cálcio e solubilidade. G5 e G6 obtiveram os maiores valores de solubilidade. Na ação antimicrobiana, G4 e G6 obtiveram os melhores resultados em ambos biofilmes. Conclusões: O veículo parece não interferir no pH, liberação de cálcio e solubilidade das pastas de hidróxido de cálcio analisadas. Nenhuma das pastas matou 100% das bactérias no biofilme. Mesmo em pH alto, 7 dias foi insuficiente para efetiva ação antimicrobiana das pastas G2 e G3 em biofilme. A associação do hidróxido de cálcio à pasta diantibiótica não é favorável em relação à sua ação antimicrobiana. A pasta Triantibiótica foi a mais efetiva contra biofilmes, porém obteve a maior solubilidade.(AU)


Introduction: The main function of intracanal dressing, in the treatment of teeth with pulpal necrosis, is the antimicrobial action against microorganisms which survived to the biomechanical preparation of root canal system. The combination of Calcium Hydroxide paste with other drugs has been suggested in order to increase the antiseptic capacity of the medication. The aim of this study was to evaluate the pH, calcium release, solubility and antimicrobial action on biofilms of the pastes: Calcium Hydroxide + Saline Solution (G1), Calen (G2), Calen CMCP (G3), Calcium Hydroxide + Chlorhexidine (G4), Double Antibiotic Paste (G5) and Triple Antibiotic Paste (G6). Material and methods: Measurement of pH and calcium release: acrylic teeth had their canal filled with the pastes in study (N=10) and the crown access sealed. Next, they were immersed in deionized water and after 3, 7, 15 and 30 days, removed from the flasks and put in a new flask. The pH and calcium ion of the water were measured by a pH meter and by an atomic absorption spectrophotometry, respectively. Solubility test: To evaluate the solubility, 60 acrylic teeth with standardized foramens (N=10) were filled with pastes and scanned at initial, 7, 15 and 30 days periods, before and after immersion in ultrapure water. The solubility of each specimen was the difference between the initial and final volume scanning. Antimicrobial activity: Biofilm in vitro of mono-specie (Enterecoccus faecalis) and dual-specie (Enterococcus faecalis + Pseudomonas Aeruginosa), were induced on blocks of bovine teeth. (N=20). Next, the samples were treated by the pastes for 7 days. The percentage of living cells were measured by using Live/Dead dye and confocal microscope. The data were statistically compared. Results: G1, G2, G3 and G4 did not present statistical difference to pH, calcium release and solubility values. G5 e G6 had the higher values of solubility. G4 e G6 presented the better action against biofilms. Conclusion:.The vehicle of paste seems not to interfere with pH, calcium release and solubility of calcium hydroxide pastes. None of the pastes killed 100% of the bacteria into the biofilm. Even with a high pH, 7 days may be an insufficient time for CH/P and CH/CMCP pastes to kill bacterial cells into the biofilm. Calcium hydroxide in addition to DAP, not favored its antimicrobial action. The TAP paste presented the bigger solubility and antimicrobial action.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Antibacterianos/farmacologia , Hidróxido de Cálcio/farmacologia , Clorexidina/farmacologia , Enterococcus faecalis/efeitos dos fármacos , Pseudomonas aeruginosa/efeitos dos fármacos , Materiais Restauradores do Canal Radicular/farmacologia , Irrigantes do Canal Radicular/farmacologia , Cálcio/química , Dentina/microbiologia , Teste de Materiais , Testes de Sensibilidade Microbiana , Microscopia Confocal , Reprodutibilidade dos Testes , Solubilidade , Espectrofotometria Atômica , Fatores de Tempo , Microtomografia por Raio-X
7.
Araçatuba; s.n; 2016. 64 p. ilus, tab, graf.
Tese em Inglês, Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867925

RESUMO

Esse estudo avaliou a capacidade de adsorção do hexametafosfato de sódio (HMP) em diferentes concentrações no esmalte dentário. Desenho: Blocos de esmalte bovino (4 mm x 4 mm, n=144, 12/grupo) foram selecionados e divididos em 12 grupos: 0%; 0,25%; 0,5%; e 1% HMP, e essas concentrações de HMP seguida da aplicação em solução contendo Ca ou Ca-PO4 Os tratamentos foram realizados por 1 min (1 mL/bloco), e a seguir expostos ao ar para que houvesse a formação de película. A energia livre de superfície (mN/m) foi calculada pela medida dos ângulos de contato de três líquidos sondas: água deionizada, diiodometano e etileno glicol; determinando os componentes polar e apolar da superfície do esmalte. Analisaram-se as concentrações de cálcio (Ca), fosfato (PO4) e HMP nas soluções, antes e após os tratamentos. Os dados apresentaram distribuição normal (Kolmogorov-Smirnov) e homogênea (Cochran) e a seguir foram submetidos a ANOVA seguido pelo teste Student-Newman Keuls (p<0,05). Resultado: Quanto maior a % de HMP nas soluções maior a adsorção de HMP e a eletronegatividade na superfície do esmalte (p<0,05). A adsorção de Ca foi maior com o aumento da % de HMP na solução (p<0,05) reduzindo a eletronegatividade na superfície do esmalte. Maior adsorção de Ca e PO4 ocorreu com 0,5% HMP e 1% HMP após o tratamento com solução Ca-PO4, deixando a superfície menos eletronegativa quando comparado aos demais tratamentos (p<0,05). Conclusão: Conclui-se que o HMP promove uma superfície de esmalte mais eletronegativa favorecendo uma maior adsorção dos íons Ca e PO4


This study evaluated the sodium hexametaphosphate (HMP) capacity adsorption at different concentrations in the dental enamel. Design: Bovine enamel blocks (4 mm x 4 mm, n = 144, 12 group) were selected and divided into 12 groups: 0%; 0.25%; 0.5%; and 1% HMP, and these HMP concentrations followed by the application solution containing Ca or Ca-PO4. The treatments were performed for 1 min (1 ml/block), and then exposed to air so that there was the formation of a pelicle. The surface free energy (mN/m) was calculated by measuring the contact angles of liquids three probes: deionized water, diiodomethane and ethylene glycol; determining the polar and nonpolar components of the enamel surface. It was analyzed the calcium (Ca), phosphate (PO4) and HMP in the solutions, before and after treatment. The data were normally distributed (Kolmogorov - Smirnov) and homogeneous (Cochran) and then were subjected to ANOVA followed by Student-Newman Keuls test (p<0.05). Results: The greater HMP % in solutions, the greater adsorption of HMP and electronegative surface enamel (p<0.05). The Ca adsorption was higher with HMP % increasin in the solution (p<0.05) reducing enamel surface electronegativity. Increased adsorption of Ca and PO4 occurred in 0.5% and 1% HMP and HMP after treatment with Ca-PO4 solution, leaving the less electronegative surface when compared to the other treatments (P<0.05). Results: The higher HMP% solutions was greater HMP adsorption and electronegative surface enamel (p <0.05). The Ca adsorption was higher with increasing HMP % in the solution (p<0.05) in reducing electronegativity enamel surface. Increased adsorption of Ca and PO4 occurred in 0.5% and 1% HMP HMP after treatment with Ca-PO4 solution, leaving the less electronegative surface when compared to the other treatments (P<0.05). Conclusion: The HMP promotes more electronegative in enamel surface, achieving greater adsorption of Ca and PO4 ions


Assuntos
Cálcio , Esmalte Dentário , Fosfatos
8.
Belo Horizonte; s.n; 2016. 51 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-906225

RESUMO

Introdução: A osteoporose é uma doença silenciosa e de crescente prevalência, que é capaz de causar fraturas e influenciar na qualidade de vida dos pacientes. Objetivo: Avaliar comparativamente a saliva de pacientes com e sem perda de massa á óssea quanto a dosagem de cálcio, viscosidade e pH. Material e Métodos: Foi realizado um estudo transversal controlado, com dois grupos com 32 indivíduos do sexo feminino no período de pós-menopausa, portadoras de exame de densitometria óssea e encaminhadas pelo SUS, para tratamento odontológico na UFMG. Grupo 1: pacientes com diminuição de massa óssea. Grupo 2: pacientes sem alterações de massa óssea. Foram avaliados: concentração de cálcio, fluxo, viscosidade e dosagem de pH salivar. Também foi realizado um exame bucal, buscando variáveis como CPO-D e saburra lingual. Os dados obtidos foram analisados por estatística descritiva e inferencial, adotando-se um valor de p < 0,05. Resultados: A média de idade das pacientes foi de 60 anos (± 7.35), nos dois grupos e os valores de fluxo salivar, pH e viscosidade foram semelhantes entre os grupos analisados. A média de proteínas totais foi de 14,8 mg/mL e 19,0 mg/mL nos grupos com alteração de massa óssea e sem alteração, respectivamente. A presença de saburra lingual e os valores de cálcio salivar foram significativamente maiores no grupo de pacientes com alteração de massa óssea (< 0.001). Conclusão: O cálcio salivar se mostrou uma importante ferramenta de rastreio e pode, futuramente, ser utilizado para se realizar o diagnóstico de alterações de massa óssea.(AU)


Introduction: Osteoporosis is a silent and increasingly prevalent disease that can cause fractures and influence patients' quality of life. Objective: To evaluate comparatively the saliva of patients with and without loss of bone mass in the dosage of calcium, viscosity and pH .Methods: a controlled cross-sectional study was conducted with two groups of 32 women in the postmenopausal period, applying a bone densitometry exam, who were later referred for dental management at the Federal University of Minas Gerais (UFMG). Patients were separated into two groups: group 1 - patients with low BMD and group 2 - patients without bone mass changes. The parameters evaluated in saliva were: salivary calcium concentration, flow, viscosity, pH, and average total protein. An oral examination was also performed, searching for DMFT variables and tongue coating. Data were analyzed using descriptive and inferential statistics, adopting a p-value < 0.05. Results: The patients' mean age was 60 years (± 7:35). The salivary flow, pH, and viscosity were similar among the groups. The average total protein was 14.8 mg/mL and 19.0 mg/ml in groups with low BMD and no observed changes, respectively. The presence of tongue coating and salivary calcium values were significantly higher in patients with low BMD (p < 0.001). Conclusion: Salivary calcium provided important screening tools and may eventually be used to make the diagnosis of bone mass changes, as it presented statistically significant results in the group with low bone mass.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Densidade Óssea , Cálcio/análise , Osteoporose , Pós-Menopausa , Saliva , Doenças Ósseas Metabólicas , Estudos Transversais , Menopausa , Saúde Bucal
9.
Bauru; s.n; 2015. 145 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867344

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar o pH e a liberação de íons cálcio dos cimentos AH Plus, MTA Fillapex e Sealapex, em diferentes períodos, quando empregados em obturações de canais radiculares, bem como, a qualidade das obturações, após 1 ano de realizadas. O pH e a liberação de íons cálcio foram avaliados por meio de um peagômetro e espectrofotômetro de absorção atômica, respectivamente. A qualidade das obturações foi avaliada por meio de um estereomicroscópio. Cento e vinte e quatro pré-molares inferiores humanos extraídos, unirradiculados, foram divididos em 01 grupo controle e 02 grupos experimentais, de acordo com a padronização do diâmetro do forame apical. Em seguida, os 02 grupos experimentais foram divididos em 4 subgrupos, considerando as técnicas de instrumentação e obturação empregadas. Após o preparo dos canais radiculares cada subgrupo teve o número de dentes divididos por dois, formando novos subgrupos, de acordo com os cimentos obturadores utilizados. Imediatamente após a obturação, a raiz de cada dente foi imersa em 15 mL de água ultrapura para avaliação do pH e liberação de íons cálcio nos seguintes períodos: 1 h, 1, 3, 7, 30, 180 e 365 dias, após a obturação. Após o período de 1 ano, os dentes foram seccionados transversalmente a 2, 4, 6 mm do forame apical para análise da qualidade das obturações, analisando-se a porcentagem de cimento, guta-percha e espaços vazios na massa obturadora. Os cimentos apresentaram pH neutro, porém, aos 180 dias, os valores mostraram um ligeiro aumento quando utilizados em canais com forames de diâmetro 0,25 mm. Quando utilizados em canais com forames de diâmetro 0,45 mm, o pH mostrou-se com valores maiores para todos os períodos sem distinção do cimento. Todos os cimentos liberaram íons cálcio, com menores valores para o AH Plus. Na estereomicroscopia, observaram-se variações nas porcentagens de cimento e guta-percha, considerando-se os diâmetros foraminais e técnicas obturadoras, e porcentagem...


The objective of this study was to evaluate the pH and calcium ion release of AH Plus, MTA Fillapex and Sealapex cements at different time periods when used in root canal obturations, as well as the quality of the obturations one year after being performed. The pH and calcium ion release were evaluated by means of a pH meter and an atomic absorption spectrophotometer, respectively. The quality of the obturations was evaluated using a stereomicroscope. One hundred and twenty-four extracted human uniradicular mandibular premolars were divided into 1 control and 2 experimental groups, according to the standardization of the apical foramen diameter. Next, the 2 experimental groups were divided into 4 subgroups, considering the instrumentation techniques and obturations employed. After the preparation of the root canals, each subgroup had the number of teeth divided by two, forming new subgroups, according to the sealers used. Immediately after the obturation, the root of each tooth was immersed in 15 mL of ultrapure water for the evaluation of the pH and calcium ion release in the following time periods: 1 hr, 1, 3, 7, 30, 180 and 365 days after the obturation. After the period of one year, the teeth were transversely sectioned at 2, 4 and 6 mm from the root apex to examine the quality of the obturations, analyzing the percentage of cement, gutta-percha and voids in the obturator mass. The cements presented a neutral pH, which showed slightly increase as of 180 days when used in canals with foramens of 0.25 mm diameters. When used in canals with foramens with diameters of 0.45 mm, the pH presented higher values in all periods for all cements. All cements released calcium ions, with lower values for the AH Plus. In the stereomicroscopy, there were variations in the percentages of cement and gutta-percha, considering the foraminal diameters and obturation techniques and an insignificant percentage of voids.


Assuntos
Cálcio/química , Cimentos Dentários/química , Guta-Percha/química , Materiais Restauradores do Canal Radicular/química , Obturação do Canal Radicular/métodos , Compostos de Alumínio/química , Compostos de Cálcio/química , Concentração de Íons de Hidrogênio , Teste de Materiais , Óxidos/química , Reprodutibilidade dos Testes , Resinas Epóxi/química , Silicatos/química , Fatores de Tempo
10.
Bauru; s.n; 2015. 87 p. ilus, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867416

RESUMO

A obesidade e a cárie dentária são problemas de saúde pública, que atingem a população infantil. O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência de cárie dentária e relacioná-la com a concentração da enzima anidrase carbônica VI, do íon cálcio, fluxo salivar e quantidade de biofilme dentário em crianças com sobrepeso/obesidade. Foram avaliadas 112 crianças de 4 a 6 anos de idade, de ambos os gêneros. A análise antropométrica foi realizada (percentil do IMC) e através dessa análise as crianças foram divididas em dois grupos: G1 sobrepesos/obesos (n=41) e G2 normais (n=71). Os exames bucais realizados para a cárie dentária foram os índices ceo-s e ICDAS II, quantidade de biofilme dentário pelo Índice de Placa de Turesky e volume de fluxo salivar estimulado. A concentração do íon Cálcio na saliva foi analisada pelo kit colorimétrico e da enzima Anidrase Carbônica VI pelo kit ELISA. Na sequência, as crianças de cada grupo foram divididas em 3 subgrupos: LC (livres de cárie), LI (com lesões iniciais) e C (com cárie). Os testes Wilcoxon, Mann-Whitney, teste t e correlação de Spearman foram aplicados (p<0,05). Não houve diferença significativa no ceo-s entre os grupos. Houve maior concentração média de cálcio salivar no G1 (G1=2847,96mM; G2=1230,90mM;p=0,001) e maior concentração da Anidrase Carbônica VI no G2 (G1=3455,18 pg/mL; G2=442428,9pg/mL;p=0,000). No G1 houve correlação negativa entre o ceo-s e íon Cálcio (r=-0,444;p=0,010). Já no G2, houve correlação negativa entre placa e a Anidrase Carbônica VI (r=-0,551;p=0,014). Pode-se concluir que o íon cálcio é fator protetor para cárie dentária em crianças. Já a anidrase carbônica VI parece não ser biomarcador para a cárie dentária.


Obesity and dental caries are public health problems that affect the child population. The aim of this study was to identify the prevalence of dental caries and relate it to the concentration of the enzyme carbonic anhydrase VI, calcium ion, salivary flow, and dental plaque in overweight/obesity children. The study was conducted on 112 children aged 4-6, of both genders. Anthropometric analysis was performed (BMI percentile) and by this analysis the children were divided into two groups: G1 - overweight/obese (n=41) and G2 - normal (n=71). The oral examinations performed for dental caries were the dmfs and ICDAS II indexes, measurement of the amount of dental plaque by the Turesky Board Index and volume of stimulated salivary flow. The concentration of calcium ion in saliva was measured by a colorimetric kit and the enzyme carbonic anhydrase VI by an ELISA kit. Then, children from each group were divided into three subgroups: CF (caries-free), IL (initial lesions) and D (decayed teeth). The Wilcoxon test, Mann-Whitney, t test and Spearman correlation (p<0.05) were applied. There was no significant difference in the dmfs between groups. There was higher concentration of salivary calcium in G1 (G1=2847.96mM; G2=1230.90mM; p=0.001), and higher concentration of carbonic anhydrase VI in G2 (G1 = 3455.18 pg/ml; G2 = 442428.9pg/ml; p = 0.000). In G1, there was negative correlation between dmfs and salivary calcium (r = -0.444; p = 0.010). In G2, there was negative correlation between dental plaque and carbonic anhydrase VI (r=-0.551; p=0.014). It can be concluded that the calcium ion is a protective factor for dental caries in children. The carbonic anhydrase VI does not seem to be a biomaker of dental caries.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Anidrases Carbônicas/análise , Cárie Dentária/epidemiologia , Obesidade Pediátrica/epidemiologia , Índice de Massa Corporal , Brasil/epidemiologia , Cálcio/química , Cárie Dentária , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Métodos Epidemiológicos , Obesidade Pediátrica/fisiopatologia , Saliva/química , Salivação/fisiologia
11.
Araraquara; s.n; 2014. 53 p. tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867840

RESUMO

O presente estudo avaliou a atividade antimicrobiana, escoamento, pH e a liberação de cálcio do MTA Fillapex (MTAF) (G1) ou MTA Fillapex com 10% (em massa) de hidróxido de cálcio (HC) (MTAF10) (G2), comparados com o AH Plus (AP) (G3) e o Sealapex (SE) (G4). A atividade antimicrobiana foi realizada através de teste de difusão radial sobre Enterococos faecalis (29212). O escoamento foi realizado de acordo com a norma ISO 6876:2001. Os cimentos foram inseridos em tubos de polietileno e imersos em recipiente com água deionizada. Após 24 horas, 7, 14 e 28 dias os valores do pH e cálcio liberado foram mensurados. Os valores obtidos na liberação de cálcio foram analisados através dos testes de Kruskal Wallis e Dunn e a atividade antimicrobiana, pH e escoamento foram analisados através dos testes de ANOVA e Tukey (p=0,05). A atividade antimicrobiana foi similar entre os cimentos (p>0,05). G1 e G2 apresentaram respectivamente o maior e menor escoamento que os demais grupos (p<0,05). G2 e G4 apresentaram pH e liberação de cálcio maior que G3 (p<0,05), em todos os períodos. G1 apresentou maior pH que G3 (p<0,05), exceto no período de 7 dias (p>0,05). G4 apresentou maior pH do que G1 e G2, mas o cálcio liberado foi similar (p>0,05). G3 apresentou menor liberação de cálcio entre todos os grupos (p<0,05). A adição de 10% de HC no MTAF não alterou o pH e liberação de cálcio do cimento e reduziu o escoamento, porém fora das padronizações técnicas...


Assuntos
Cálcio , Endodontia , Enterococcus faecalis
12.
Perionews ; 6(4): 366-371, jul.-ago. 2012.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-677180

RESUMO

O tratamento das recessões periodontais tem sido motivo de estudos nasúltimas décadas. As técnicas cirúrgicas clássicas apresentam significativorecobrimento radicular e a regeneração tecidual guiada, associada aos biomateriais,tem sido sugerida como promotora de regeneração do periodontode inserção perdido. O objetivo do presente estudo foi, por meio derevisão da literatura, avaliar às técnicas de avanço coronal do retalho e daregeneração tecidual guiada associada à membrana bioabsorvível de colágenoe o fosfato de cálcio bifásico no tratamento das recessões periodontais.Os resultados obtidos nessa revisão sugerem que os procedimentosde avanço coronal do retalho e o protocolo de regeneração periodontalpromovem o recobrimento radicular, sendo que o avanço coronal do retalhoapresentou melhores resultados quanto aos parâmetros clínicos de alturade gengiva ceratinizada e percentual de recobrimento radicular, sem,entretanto, sugerir formação de novo cemento, ligamento periodontal eosso alveolar. Mais estudos longitudinais são necessários para avaliar o impactodas membranas e dos substitutos ósseos no recobrimento radiculare no ganho do periodonto de inserção.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Materiais Biocompatíveis , Cálcio , Colágeno , Retração Gengival , Regeneração Tecidual Guiada
14.
Araçatuba; s.n; 2009. 112 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-865245

RESUMO

O uso de dentifrícios fluoretados por crianças menores de seis anos de idade tem sido apontado como fator de risco para a fluorose dentária. A redução da concentração de fluoreto (F) nos dentifrícios é considerada uma alternativa para evitar este problema, contudo a ação anticariogênica apresentada pelos dentifrícios disponíveis no mercado (1100 mg F/g) deve ser mantida. Os dentifrícios suplementados, que utilizam compostos de fosfato (P) e cálcio (Ca), mostram-se mais efetivos em prevenir a desmineralização e melhoram a capacidade de remineralização, portanto, a suplementação de dentifrícios pode ser uma alternativa para diminuir a concentração de F, mantendo a eficácia do produto. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito de diferentes concentrações de um composto contendo Ca e P (Glicerofosfato de Cálcio - CaGP) em dentifrícios com baixa concentração de F sobre a desmineralização (in vitro) e remineralização (in situ) do esmalte, de forma a manter a mesma ação anticariogênica de um dentifrício de 1100 μg F/g. Inicialmente, blocos de esmalte previamente selecionados através de dureza de superfície inicial (SH), foram submetidos a ciclagens de pH de desmineralização e tratamento diário com dentifrícios contendo 500 μg F/g e concentrações entre 0 e 2% de CaGP, diluídos em água destilada/deionizada. Foram utilizados também dentifrícios contendo as mesmas concentrações de CaGP sem F, um dentifrício sem adição de F, Ca e P (Placebo) e um comercial (controle positivo, 1100 μg F/g). Após análise de dureza pós-ciclagem e determinação de F, Ca e P presentes no esmalte, observou-se menor perda mineral (Kruskal-Wallis; p<0,05) para o grupo com 500 μg F/g associado a 0,25% de CaGP. Não houve diferença entre os grupos 500 μg F/g associado a 0,25% de CaGP e 500 μg F/g nas concentrações de F (Kruskal-Wallis; p>0,05), entre 500 μg F/g associado a 0,25% de CaGP e controle positivo nas concentrações de Ca (Kruskal-Wallis; p>0,05). Em seguida, o efeito...


The use of fluoride dentifrices by children under 6 years of age has been pointed as a risk factor for dental fluorosis. The reduction of fluoride (F) concentration in dentifrices has been considered as an alternative to avoid this problem; however, the anti-caries effect presented by commercially available dentifrices (1,100-μg F/g) must be sustained. The dentifrices enhanced with phosphate (P) and calcium (Ca) compounds are more effective to prevent demineralization and to enhance remineralization, therefore, those dentifrices may be an alternative to reduce F concentration, preserving the product efficacy. The aim of the present study was to evaluate the effect of different concentrations of calcium (Ca) glycerophosphate (CaGP) in low fluoride concentration dentifrices on enamel demineralization (in vitro) and remineralization (in situ), sustaining an anticariogenic action similar to a 1100 μg F/g dentifrice. Enamel blocks, previously selected by surface hardness analysis (SH), were submitted to a demineralization pH cycling and daily treatments with dentifrices with 500 μg F/g and concentrations of CaGP between 0 and 2%, diluted in deionized water. There was also used toothpastes containing the same concentrations of CaGP without F, a dentifrice with no F, Ca or P (placebo) and a commercial one (positive control, 1100 μg F/g) were also used. Hardness was again measured and the amount of F, Ca and P in enamel was determined. Group 500 μg F/g 0.25% CaGP showed the lowest mineral loss (Kruskal-Wallis; p<0.05). There was no difference in F concentrations between groups 500 μg F/g 0.25% CaGP and 500 μg F/g (Kruskal- Wallis; p>0,05) and in Ca concentrations between 500 μg F/g 0.25% CaGP and positive control (Kruskal-Wallis; p>0.05). Following that, the remineralizing effect of the low F dentifrice enhanced with CaGP that showed the best result (0.25% CaGP) in the in vitro study was evaluated in a double-blind crossover in situ study. Volunteers wore palatal...


Assuntos
Animais , Bovinos , Desmineralização , Esmalte Dentário , Dentifrícios , Fluorose Dentária , Remineralização Dentária , Cálcio , Durapatita , Fluoretos , Fosfatos
15.
Araçatuba; s.n; 2009. 93 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-866434

RESUMO

Avaliou-se a incorporação de flúor (F) no biofilme dentário e fluido do biofilme após o uso de dentifrícios convencional(DC) e com concentração reduzida de F(DCR). A hipótese do estudo foi de que o uso do DCR levaria a uma incorporação proporcionalmente mais alta no biofilme, principalmente nas camadas mais profundas do mesmo, e que estes aumentos seriam refletidos no fluido do biofilme. Na primeira etapa, foram comparadas as concentrações de F e cálcio (Ca) presentes no biofilme após o uso de dentifrícios contendo 0 (dentifrício placebo–DP), 513(DCR) e 1.072(DC) ppm F, em crianças residentes em comunidades contendo 0,04(A), 0,72(B) e 3,36(C) ppm F na água de abastecimento. Seguindo um protocolo duplo-cego e cruzado, as crianças escovaram seus dentes 2 vezes ao dia, durante 7 dias. Amostras de biofilme foram coletadas 1 e 12 horas após a última escovação. Na segunda e terceira etapas, conduzidas somente na comunidade B, avaliou-se a incorporação de F em secções seriais de biofilme formado utilizando “dispositivos in situ de Leeds”, bem como a concentração de F no fluido do biofilme, respectivamente, empregando o protocolo descrito anteriormente. As análises de F foram realizadas após extração ácida (biofilme total), por cromatografia iônica (secções de biofilme) e após tamponamento com TISAB III (fluido do biofilme). As análises de Ca foram realizadas por espectrometria de absorção atômica (primeira e segunda etapas) e por método colorimétrico (terceira etapa). Os dados foram analisados por ANOVA, testes de Tukey e Bonferroni e Análise de Regressão Linear (p<0,05). Na primeira etapa, as concentrações de F estavam diretamente relacionadas às concentrações de F na água de abastecimento, independentemente do dentifrício utilizado. O uso dos dentifrícios fluoretados levou a aumentos significativos nas concentrações de F no biofilme 1h após o uso dos mesmos nas comunidades A e B apenas. Aumentos virtualmente idênticos foram observados 1h após a escovação com o DCR...


This study evaluated fluoride (F) uptake by dental biofilm and biofilm fluid after the use of conventional (CD) and low-fluoride (LFD) dentifrices. The hypothesis of the study was that the use of LDF would lead to a proportionally higher F uptake by the biofilm, mainly in the deepest layers of it, and that such increases would be reflected in the biofilm fluid. In the first phase, F and calcium (Ca) concentrations in the biofilm were compared after the use of dentifrices containing 0 (placebo dentifrice–PD), 513 and 1,072 ppm F, in children living in communities containing 0.04(A), 0.72(B) and 3.36(C) ppm F in the drinking water. Following a double-blind, crossover protocol, children brushed their teeth twice daily, during seven days. Samples of biofilm were collected on the seventh day, 1 and 12 h after the last use of the dentifrices. In the second and third phases, which were conducted only in the community B, we evaluated F uptake in serial sections of biofilms formed using the “Leeds in situ devices”, as well as in the biofilm fluid, respectively, following the same protocol described for the first phase. F analyses were carried out after acid extraction (whole biofilm), by ion chromatography (sections of biofilm) and after buffering with TISAB III (biofilm fluid). Analyses of Ca were done by atomic absorption spectrometry (first and second phases) and colorimetrically (third phase). Results were analyzed by ANOVA, Tukey’s and Bonferroni’s tests, by linear regression analysis and by Pearson’s correlation (p<0.05). For the first phase, mean biofilm F concentrations were directly related to F concentrations in water, regardless of the dentifrice used. The use of the fluoridated dentifrices led to significant increases in F concentrations in the biofilm 1 h after their use, in the communities A and B only. Virtually identical increases were observed 1 h after brushing with CD (ca.1.9 mmolF/kg) and LFD (ca.2.4 mmolF/kg) in the communities A and B when...


Assuntos
Humanos , Criança , Cálcio , Placa Dentária , Dentifrícios , Flúor
16.
Araçatuba; s.n; 2009. 93 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-689125

RESUMO

Avaliou-se a incorporação de flúor (F) no biofilme dentário e fluido do biofilme após o uso de dentifrícios convencional(DC) e com concentração reduzida de F(DCR). A hipótese do estudo foi de que o uso do DCR levaria a uma incorporação proporcionalmente mais alta no biofilme, principalmente nas camadas mais profundas do mesmo, e que estes aumentos seriam refletidos no fluido do biofilme. Na primeira etapa, foram comparadas as concentrações de F e cálcio (Ca) presentes no biofilme após o uso de dentifrícios contendo 0 (dentifrício placebo–DP), 513(DCR) e 1.072(DC) ppm F, em crianças residentes em comunidades contendo 0,04(A), 0,72(B) e 3,36(C) ppm F na água de abastecimento. Seguindo um protocolo duplo-cego e cruzado, as crianças escovaram seus dentes 2 vezes ao dia, durante 7 dias. Amostras de biofilme foram coletadas 1 e 12 horas após a última escovação. Na segunda e terceira etapas, conduzidas somente na comunidade B, avaliou-se a incorporação de F em secções seriais de biofilme formado utilizando “dispositivos in situ de Leeds”, bem como a concentração de F no fluido do biofilme, respectivamente, empregando o protocolo descrito anteriormente. As análises de F foram realizadas após extração ácida (biofilme total), por cromatografia iônica (secções de biofilme) e após tamponamento com TISAB III (fluido do biofilme). As análises de Ca foram realizadas por espectrometria de absorção atômica (primeira e segunda etapas) e por método colorimétrico (terceira etapa). Os dados foram analisados por ANOVA, testes de Tukey e Bonferroni e Análise de Regressão Linear (p<0,05). Na primeira etapa, as concentrações de F estavam diretamente relacionadas às concentrações de F na água de abastecimento, independentemente do dentifrício utilizado. O uso dos dentifrícios fluoretados levou a aumentos significativos nas concentrações de F no biofilme 1h após o uso dos mesmos nas comunidades A e B apenas. Aumentos virtualmente idênticos foram observados 1h após a escovação com o DCR...


This study evaluated fluoride (F) uptake by dental biofilm and biofilm fluid after the use of conventional (CD) and low-fluoride (LFD) dentifrices. The hypothesis of the study was that the use of LDF would lead to a proportionally higher F uptake by the biofilm, mainly in the deepest layers of it, and that such increases would be reflected in the biofilm fluid. In the first phase, F and calcium (Ca) concentrations in the biofilm were compared after the use of dentifrices containing 0 (placebo dentifrice–PD), 513 and 1,072 ppm F, in children living in communities containing 0.04(A), 0.72(B) and 3.36(C) ppm F in the drinking water. Following a double-blind, crossover protocol, children brushed their teeth twice daily, during seven days. Samples of biofilm were collected on the seventh day, 1 and 12 h after the last use of the dentifrices. In the second and third phases, which were conducted only in the community B, we evaluated F uptake in serial sections of biofilms formed using the “Leeds in situ devices”, as well as in the biofilm fluid, respectively, following the same protocol described for the first phase. F analyses were carried out after acid extraction (whole biofilm), by ion chromatography (sections of biofilm) and after buffering with TISAB III (biofilm fluid). Analyses of Ca were done by atomic absorption spectrometry (first and second phases) and colorimetrically (third phase). Results were analyzed by ANOVA, Tukey’s and Bonferroni’s tests, by linear regression analysis and by Pearson’s correlation (p<0.05). For the first phase, mean biofilm F concentrations were directly related to F concentrations in water, regardless of the dentifrice used. The use of the fluoridated dentifrices led to significant increases in F concentrations in the biofilm 1 h after their use, in the communities A and B only. Virtually identical increases were observed 1 h after brushing with CD (ca.1.9 mmolF/kg) and LFD (ca.2.4 mmolF/kg) in the communities A and B when...


Assuntos
Humanos , Criança , Cálcio , Placa Dentária , Dentifrícios , Flúor
17.
Araçatuba; s.n; 2009. 112 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-563708

RESUMO

O uso de dentifrícios fluoretados por crianças menores de seis anos de idade tem sido apontado como fator de risco para a fluorose dentária. A redução da concentração de fluoreto (F) nos dentifrícios é considerada uma alternativa para evitar este problema, contudo a ação anticariogênica apresentada pelos dentifrícios disponíveis no mercado (1100 mg F/g) deve ser mantida. Os dentifrícios suplementados, que utilizam compostos de fosfato (P) e cálcio (Ca), mostram-se mais efetivos em prevenir a desmineralização e melhoram a capacidade de remineralização, portanto, a suplementação de dentifrícios pode ser uma alternativa para diminuir a concentração de F, mantendo a eficácia do produto. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito de diferentes concentrações de um composto contendo Ca e P (Glicerofosfato de Cálcio - CaGP) em dentifrícios com baixa concentração de F sobre a desmineralização (in vitro) e remineralização (in situ) do esmalte, de forma a manter a mesma ação anticariogênica de um dentifrício de 1100 μg F/g. Inicialmente, blocos de esmalte previamente selecionados através de dureza de superfície inicial (SH), foram submetidos a ciclagens de pH de desmineralização e tratamento diário com dentifrícios contendo 500 μg F/g e concentrações entre 0 e 2% de CaGP, diluídos em água destilada/deionizada. Foram utilizados também dentifrícios contendo as mesmas concentrações de CaGP sem F, um dentifrício sem adição de F, Ca e P (Placebo) e um comercial (controle positivo, 1100 μg F/g). Após análise de dureza pós-ciclagem e determinação de F, Ca e P presentes no esmalte, observou-se menor perda mineral (Kruskal-Wallis; p<0,05) para o grupo com 500 μg F/g associado a 0,25% de CaGP. Não houve diferença entre os grupos 500 μg F/g associado a 0,25% de CaGP e 500 μg F/g nas concentrações de F (Kruskal-Wallis; p>0,05), entre 500 μg F/g associado a 0,25% de CaGP e controle positivo nas concentrações de Ca (Kruskal-Wallis; p>0,05). Em seguida, o efeito...


The use of fluoride dentifrices by children under 6 years of age has been pointed as a risk factor for dental fluorosis. The reduction of fluoride (F) concentration in dentifrices has been considered as an alternative to avoid this problem; however, the anti-caries effect presented by commercially available dentifrices (1,100-μg F/g) must be sustained. The dentifrices enhanced with phosphate (P) and calcium (Ca) compounds are more effective to prevent demineralization and to enhance remineralization, therefore, those dentifrices may be an alternative to reduce F concentration, preserving the product efficacy. The aim of the present study was to evaluate the effect of different concentrations of calcium (Ca) glycerophosphate (CaGP) in low fluoride concentration dentifrices on enamel demineralization (in vitro) and remineralization (in situ), sustaining an anticariogenic action similar to a 1100 μg F/g dentifrice. Enamel blocks, previously selected by surface hardness analysis (SH), were submitted to a demineralization pH cycling and daily treatments with dentifrices with 500 μg F/g and concentrations of CaGP between 0 and 2%, diluted in deionized water. There was also used toothpastes containing the same concentrations of CaGP without F, a dentifrice with no F, Ca or P (placebo) and a commercial one (positive control, 1100 μg F/g) were also used. Hardness was again measured and the amount of F, Ca and P in enamel was determined. Group 500 μg F/g 0.25% CaGP showed the lowest mineral loss (Kruskal-Wallis; p<0.05). There was no difference in F concentrations between groups 500 μg F/g 0.25% CaGP and 500 μg F/g (Kruskal- Wallis; p>0,05) and in Ca concentrations between 500 μg F/g 0.25% CaGP and positive control (Kruskal-Wallis; p>0.05). Following that, the remineralizing effect of the low F dentifrice enhanced with CaGP that showed the best result (0.25% CaGP) in the in vitro study was evaluated in a double-blind crossover in situ study. Volunteers wore palatal...


Assuntos
Animais , Bovinos , Desmineralização , Esmalte Dentário , Dentifrícios , Fluorose Dentária , Remineralização Dentária , Cálcio , Durapatita , Fluoretos , Fosfatos
18.
Rev. clín. pesq. odontol. (Impr.) ; 4(3): 169-173, set.-dez. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-617355

RESUMO

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar o pH e difusão de íons cálcio da pasta de hidróxidode cálcio e propilenoglicol, a partir de três marcas comerciais. Foram utilizados quatro grupos, cada umcom dez dentes humanos (G1=Inodon®, G2=Biodinâmica®, G3=Farmadoctor, G4=controle).MATERIAL E MÉTODO: Os dentes foram preparados e os grupos 1, 2 e 3 preenchidos com asrespectivas pastas; o grupo controle sem pasta. A análise do pH foi feita por medidor de pH e amedição da difusão dos íons cálcio pelo método colorimétrico, com tempos de 0 e 48 horas, 7, 14, 21e 28 dias. A análise estatística foi realizada utilizando os testes ANOVA a dois critérios com medidasrepetidas, modelo fatorial completo, comparações múltiplas de Tukey HSD, teste de normalidade deKolmogorov-Smirnov, coeficiente de correlação de Pearson. O nível de significância foi de 5% com ouso do software SPSS 15.0. RESULTADOS: Os resultados mostraram que, independentemente dostempos analisados, para a média dos valores do pH houve diferença estatística entre os grupos (P<0,05),sendo que o grupo controle apresentou a menor média de pH diferindo dos outros três. Na difusão deíons cálcio observou-se diferenças significativas na média do G4 e demais grupos (p<0.05). Em 48horas a maior média ocorreu no grupo G1, em 7, 14 e 21 dias no G2 e em 28 dias no G1.CONCLUSÕES: Não houve diferença no pH dos grupos experimentais; a difusão de íons de cálciofoi maior no G1 e G2, com tendência crescente somente no G1.


OBJECTIVE: The purpose of this study was to evaluate the pH and dissemination of calciumions in the folder of calcium hydroxide and propylene from three trademarks (Inodon, Biodinâmicaand Farmadoctor). Four groups of specimens were used, each containing ten human teeth (GI –Inodon; G2 – Biodinâmica; G3 –Farmadoctor; G4 - control). The teeth were prepared and groups1, 2 and 3 satisfied with their portfolios and the control group without portfolio. pH was measuredby a pH meter and the diffusion of calcium ions was measured by the colorimetric method (0 and48 hours, 7, 14, 21 and 28 days). The statistical analysis was performed using the tests on twocriteria ANOVA with repeated measures, full factorial design, multiple comparisons of Tukey’sHSD, test of normality of Kolmogorov-Smirnov, Pearson’s correlation coefficient. The level ofsignificance was 5% with the use of the software SPSS 15.0. RESULTS: The results showedthat, regardless of time tested, for the average values of pH was no statistical difference betweenthe groups (P <0.05), while the control group had the lowest average Ph. In the disseminationof calcium ions there was significant differences in average for the G4 and other groups (P<0.05). In 48 hours at higher average occurred in the group G1, 7, 14 and 21 days in G2 and28 days in G1. CONCLUSION: There was no difference in the pH of experimental groups, thediffusion of ions of calcium was higher in G1 and G2, with only growing trend in G1.


Assuntos
Humanos , Hidróxido de Cálcio/química , Cálcio/química , Técnicas In Vitro , Análise de Variância , Concentração de Íons de Hidrogênio , Veículos Farmacêuticos/química , Propilenoglicol/química , Irrigantes do Canal Radicular/química , Fatores de Tempo
19.
Braz. j. oral sci ; 7(24): 1502-1506, jan.-mar. 2008. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-510949

RESUMO

Aim: To correlate the oral signs, salivary calcium, phosphorus, alkaline phosphatase levels and dental radiographic findings in postmenopausal osteoporotic, osteopenic and non-osteoporotic women. Materials and Methods: Forty-five subjects were selected based on bone mineral density (BMD) analyses and were assigned to 3 groups (n=15): Group 1 - established osteoporotic women; Group II - established osteopenic women; Group III (control) - non-osteoporotic women. Complete oral and radiographic examination, saliva collection and analysis of calcium, phosphorus and alkaline phosphatase were performed. Results: The results were tabulated and analyzed for statistical significance using the Mann-Whitney U-test. There was statistically significant difference (p<0.05) in salivary calcium, phosphorus and alkaline phosphatase levels when osteoporotic and osteopenic women were compared to the controls. Conclusion: Salivary parameters can be used as indicators to aid in the diagnosis of osteoporosis and osteopenia in postmenopausal women.


Assuntos
Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Fosfatase Alcalina , Cálcio/deficiência , Doenças Ósseas Metabólicas/diagnóstico , Osteoporose/diagnóstico , Saliva , Biomarcadores
20.
São José dos Campos; s.n; 2008. 100 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-524201

RESUMO

Este trabalho teve como objetivo analisar os efeitos iniciais da deficiência estrogênica associada ou não a dieta deficiente em cálcio na reparação óssea alveolar. Foram utilizadas 72 ratas, aos três meses de idade, das quais 48 foram ovariectomizadas e 24 falso-operadas (SHAM). Das 48 ratas ovariectomizadas, 24 receberam ração comercial padrão (OVZ) e 24 receberam ração especial com baixo teor de cálcio (ESP). Foi extraído o primeiro molar inferior, bilateralmente, 15 dias após a ovariectomia e a cirurgia Sham. Os animais foram sacrificados aos sete, 21 e 45 dias após as exodontias. As mandíbulas foram radiografadas e processadas para análise radiográfica e microscópica. Como resultados após a comparação pelo teste ANOVA e de Tukey verificou-se que a densidade óptica, o volume trabecular e o número de mastócitos foram crescentes significativamente com o decorrer do tempo, enquanto a taxa de aposição mineral óssea diária e o volume osteóide foram decrescentes com o tempo. A comparação entre os grupos SHAM e OVZ não revelou diferenças estatísticas, entretanto a comparação entre os grupos OVZ e ESP mostrou diferenças no volume trabecular e número de mastócitos, sendo os demais parâmetros semelhantes. Diante do exposto concluiu-se que a deficiência hormonal não retarda o reparo ósseo alveolar de ratas ovariectomizadas e um possível mecanismo de reabsorção óssea é ativado diante da hipocalcemia e deficiência estrogênica recrutando mastócitos. A taxa de aposição mineral diária não é influenciada pela deficiência hormonal, mas pareceu sofrer alguma influência quando se associou a dieta pobre em cálcio, mostrando uma tendência à diminuição.


Assuntos
Animais , Feminino , Ratos , Doenças Ósseas Metabólicas , Estrogênios/deficiência , Cálcio na Dieta , Cálcio/deficiência , Ovariectomia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA