Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 20
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Araçatuba; s.n; 2017. 144 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-915527

RESUMO

Pacientes com reabilitações implantossuportadas parciais podem apresentar condições clínicas que necessitem de fluorterapia. Sabe-se que o fluoreto possui uma ação corrosiva em alguns metais, portanto o objetivo deste estudo foi investigar o comportamento eletroquímico e as alterações de superfície, dos titânios Grau 2 (comercialmente puro Grau 2 ­ Ti2), Grau 4 ­ Ti4, Grau 4 hard - Ti4h, e Grau 5 ­ Ti5, comumente utilizados para confecção de implantes e componentes protéticos, frente a exposição de aplicações tópicas de flúor em bochecho e gel. Espécimes cilíndricos (3mm de altura e 8mm de diâmetro) (n=20) foram confeccionados a partir de cada titânio e submetidos a metalografia. A amostra foi dividida em quatro grupos: Baseline (n=20), Controle - C (n=20), Bochecho - B (n=20) e Gel - G (n=20). No Baseline os espécimes foram caracterizados através de microdureza de Vickers, rugosidade superficial ­ Ra, Microscopia Eletrônica de Varredura ­ MEV e Espectroscopia de Energia Dispersiva ­ EED. No Bochecho, os espécimes ficaram imersos em saliva artificial pura (SA) acrescida de NaF (225ppm F- ) e mantidos em constante agitação durante 30horas e 41minutos, simulando bochechos diários; no Gel, os espécimes foram imersos em SA acrescida de NaF (12.300ppm F- ), mantidos por 1 minuto, na sequência, transferidos para solução de SA pura, na qual permaneceram por 30 minutos (processo repetido 6 vezes), simulando aplicações de flúor fosfato acidulado 1,23% e no Controle, os espécimes não entraram em contato com soluções fluoretadas. Os grupos C, B e G foram submetidos aos ensaios eletroquímicos e posteriormente tiveram suas superfícies analisadas pela Ra e microdureza. A análise da corrosão, realizado através do potencial de circuito aberto (OCP), espectroscopia de impedância eletroquímica (EIE) e teste potenciodinâmico, os quais foram conduzidos em saliva artificial Fusayama Meyer (pH= 6,5), obtendo parâmetros de OCP, densidade de corrente de corrosão (Icorr), densidade de corrente de passivação (Ipass), potencial de corrosão (Ecorr), capacitância (CPE) e resistência de polarização (Rp). Os dados quantitativos foram analisados estatisticamente (ANOVA, posthoc Bonferroni - p≤0,05). Na MEV, a liga Ti5 apresentou superfície com fases α e ß bem definidas, confirmadas pela detecção de Al, V na EED. Não houve alteração de rugosidade entre os grupos (p>0,05, ANOVA), porém os graus de Ti apresentaram valores de Ra em ordem decrescente Ti2>Ti4≈Ti4h>Ti5. A microdureza dos titânios em ordem decrescente Ti5>Ti4≈ Ti4h>Ti2. Quanto à corrosão, a exposição das ligas à soluções contendo flúor influenciou negativamente (p<0,05) os parâmetros de OCP nas ligas Ti2 e Ti4h; Rp nas nos Ti2, Ti4 e Ti4h; CPE, no Ti2 e Ti5, nos quais a capacidade de troca de íons foi maior, respectivamente, no Gel e no Bochecho. Ecorr não sofreu alterações decorrentes da presença dos fluoretos (p>0,05), Icorr e Ipass evidenciaram influência negativa do flúor no comportamento eletroquímico das ligas Ti2 e Ti4 (p<0,05). Dessa forma, concluímos que a adição de fluoretos influenciou negativamente no comportamento eletroquímico das ligas Ti2 e Ti4, propiciando a formação de pites de corrosão e fragilização da estrutura de implantes e componentes protéticos(AU)


Patients with partial implant-supported rehabilitations may present clinical conditions that require fluorotherapy. It is known that fluoride has a corrosive action on some metals, so the objective of this study was to investigate the electrochemical behavior and surface changes of grade 2 titanium (commercially pure Grade 2 ­ Ti2), Grade 4 - Ti4, Grade 4 Hard - Ti4h, and Grade 5 - Ti5, commonly used for the preparation of implants and prosthetic components, against the exposure of topical applications of fluoride in mouthwash and gel. Cylindrical specimens (3mm high and 8mm diameter) (n = 20) were made from each titanium and subjected to metallography. The sample was divided into four groups: Baseline (n = 20), Control - C (n = 20), Bochecho - B (n = 20) and Gel - G (n = 20). In the Baseline the specimens were characterized by Vickers microhardness, surface roughness - Ra, Scanning Electron Microscopy - SEM and Dispersive Energy Spectroscopy - EED. In Bochecho, the specimens were immersed in pure artificial saliva (SA) plus NaF (225ppm F-) and kept in constant agitation for 30hours and 41minutes, simulating daily mouthwashes; In the Gel, the specimens were immersed in SA plus NaF (12,300ppm F-), maintained for 1 minute, then transferred to pure SA solution, in which they remained for 30 minutes (6 times repeated procedure), simulating Fluorinated phosphate 1.23% and in Control, the specimens did not come into contact with fluoride solutions. The groups C, B and G were submitted to the electrochemical tests and later had their surfaces analyzed by Ra and microhardness. The corrosion analysis was carried out using the open circuit potential (OCP), electrochemical impedance spectroscopy (EIS) and potentiodynamic test, which were conducted in Fusayama Meyer artificial saliva (pH = 6.5), obtaining OCP parameters, density (Icorr), passivation current density (Ipass), corrosion potential (Ecorr), capacitance (CPE) and polarization resistance (Rp). The quantitative data were analyzed statistically (ANOVA, posthoc Bonferroni - p≤0.05). In the SEM, the Ti5 alloy presented a well-defined α and ß phases, confirmed by the detection of Al, V in EED. There was no change in roughness between the groups (p> 0.05, ANOVA), but Ti levels presented values of Ra in decreasing order Ti2> Ti4≈Ti4h> Ti5. The microhardness of the titanium in decreasing order Ti5> Ti4≈ Ti4h> Ti2. As for corrosion, the exposure of the alloys to the solutions containing fluorine negatively influenced (P <0.05) the OCP parameters in the Ti2 and Ti4h alloys; Rp at Ti2, Ti4 and Ti4h; CPE, in Ti2 and Ti5, in which the ion exchange capacity was higher, respectively, in Gel and Bochecho. Icorr and Ipass showed a negative influence of fluoride on the electrochemical behavior of Ti2 and Ti4 alloys (p <0.05). In this way, we conclude that the addition of fluorides influenced negatively the electrochemical behavior of the Ti2 and Ti4 alloys, leading to the formation of corrosion pits and embrittlement of the implant structure and prosthetic components(AU)


Assuntos
Implantes Dentários , Fluoretos , Flúor , Ligas , Corrosão , Titânio
2.
Braz. j. oral sci ; 15(4): 293-297, Oct.-Dec. 2016. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-875857

RESUMO

Aim: To assess the influence of aesthetic surface coating on load-deflection ratios in nickel-titanium (NiTi) orthodontic wires compared with uncoated wires.Methods: NiTi wires (0.016") from four different manufacturers (Morelli, Sorocaba, SP, Brazil; TP, La Porte, IN, USA; Eurodonto, Curitiba, PR, Brazil; Ortho Organizers, San Marcos, CA, USA) were divided into eight groups, according to presence or absence of coating: group 1, Morelli coated wire; group 2, Morelli uncoated; group 3, TP coated; group 4, TP uncoated; group 5, Eurodonto coated; group 6, Eurodonto uncoated; group 7, Ortho Organizers coated; group 8, Ortho Organizers uncoated. To determine the load-deflection ratio, a three-point bending test was performed in a AGS-X 250 KN (Shimadzu) universal testing machine.Results: The results showed that aesthetic coatings did not influence load-deflection ratio in NiTi orthodontic wires at 1-mm and 2-mm activation. However, comparison across the four tested brands revealed that Eurodonto coated wires exhibited the greatest force levels at 1-mm, 2-mm, and 3-mm deflection. At 3-mm deflection, Ortho Organizers coated wires exhibited lower force levels than all other tested brands, except for TP wires.Conclusions: We conclude that the load-deflection ratio of NiTi wires was not influenced significantly by aesthetic coatings, especially at lower activations (AU)


Assuntos
Ligas , Estética Dentária , Fios Ortodônticos , Ortodontia
3.
Bauru; s.n; 2016. 94 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881415

RESUMO

A atresia maxilar é um quadro de desarranjo de desenvolvimento do arco dentário presente em diversos tipos de má oclusão, desde as alterações transversais mais simples e puras até as formas mais graves, contemplando as divergências verticais e sagitais. O diagnóstico desta atresia, muitas vezes, é simplificado na presença ou não de mordida cruzada posterior, sendo ela unilateral ou bilateral. No entanto, faz-se necessário uma avaliação mais criteriosa que compreenda não só a própria alteração de forma do arco dentário, mas também as modificações oclusais subsequentes, como relação sagital de classe II ou III de Angle ou as discrepâncias verticais. Uma das possíveis formas de tratamento ortodôntico está ligada as expansões rápidas da maxila, método de incrementos ósseos por meio de forças ortopédicas, quando o indivíduo ainda apresenta potencial de crescimento craniofacial, ou seja, crianças e adolescentes. Já na vida adulta, esta possibilidade de ganhos ortopédicos não mais está presente e a opção não cirúrgica é o tratamento ortodôntico compensatório, por meio de expansão dentoalveolar do arco maxilar. O objetivo deste trabalho foi descrever os resultados de expansão dentoalveolar, obtidos utilizando-se o arco auxiliar de expansão em TMA (tungstênio, molibdênio e alloy), a partir de medidas lineares e angulares obtidas, bem como a integridade da cortical óssea vestibular desta área. Foi realizado um estudo retrospectivo de análise de tomografias computadorizadas, contidas na documentação ortodôntica de 13 pacientes tratados em uma clínica particular, realizadas antes e após a realização desta mecânica de expansão dentoalveolar. Para esta expansão, estes pacientes foram submetidos à instalação de um sobre-arco utilizado por vestibular como um arco auxiliar, sendo justaposto e unido ao fio de nivelamento principal (0,017x0,025 Termoativado) em cinco pontos, sendo 2 pontos nas entradas do tubo dos primeiros molares, 2 pontos entre os pré-molares e 1 ponto entre os incisivos centrais, por meio de fio de amarrilho 0,010 aço. Os resultados apresentaram ganhos estatisticamente significantes para aumento da distância das cúspides ao plano vertical mediano de todos os dentes medidos, bem como aumento da inclinação vestibular destes. A cortical óssea demonstrou adaptação, tendo deslocamento na mesma direção do movimento dentário, porém em menor quantidade. O aumento transversal das distâncias inter-dentárias também apresentou aumentos significativos e condizentes com a literatura. Desta forma, o arco auxiliar de expansão demonstrou-se eficiente para expansão dentoalveolar no paciente adulto, por meio de aumento da inclinação vestibular, com deslocamento dentário maior que o movimento de crista óssea, apresentado ganhos transversais significantes.(AU)


The Maxillary constriction is a developmental disorder present in various types of malocclusion, from the most simple and pure transverse changes to the most severe forms, causing vertical and sagittal problems. This malocclusion diagnosis is often simplified in the presence or not of posterior crossbite, which can be uni or bilateral. However, a complete evaluation must include not only the dental arch form changes, but also the subsequent occlusal modifications, such as sagittal relationships of Class II or III malocclusions and vertical discrepancies. Maxillary constriction treatment can be performed by rapid maxillary expansion, using orthopedic forces when there is still craniofacial growth. In adults, the possibility of orthopedic changes is no longer present and the non-surgical option is compensatory orthodontic treatment with dentoalveolar expansion, when the disorder magnitude allows. The objective of this study was to evaluate the effects of dentoalveolar expansion, obtained with a TMA (tungsten and molybdenum alloy) auxiliary expansion archwire, by means of linear and angular measurements, and the integrity of the buccal cortical bone in the posterior area. A retrospective analysis of CT scans, of orthodontic records of 13 patients treated at a private clinic, performed immediately before and after the auxiliary expansion archwire, was used. For the expansion, the patients underwent installation of a secondary arch combined with the primary archwire (0.017x0.025-inch heatactivated Ni-Ti), ligated in five points. Two points in the first molar tube entries, 2 points between the premolars and 1 point between the central incisors, with a 0.010- inch steel ligature wire. The results showed statistically significant transverse increase and buccal inclination for all teeth. The cortical bone showed adaptability and displacement in the same direction of tooth movement, but in smaller amounts. Thus, the auxiliary expansion arch wire proved to be effective to correct dentoalveolar constriction in adult patients, by increasing the buccal dental inclination with larger displacements than the bone crest adaptation and with significant transverse gains.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Processo Alveolar/anatomia & histologia , Má Oclusão/terapia , Aparelhos Ortodônticos , Técnica de Expansão Palatina/instrumentação , Ligas/uso terapêutico , Molibdênio/uso terapêutico , Odontometria , Desenho de Aparelho Ortodôntico , Valores de Referência , Estudos Retrospectivos , Estatísticas não Paramétricas , Tomografia Computadorizada por Raios X , Resultado do Tratamento , Tungstênio/uso terapêutico
4.
São Paulo; s.n; 2016. 72 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867914

RESUMO

O presente estudo teve como objetivo avaliar a resistência à fadiga cíclica flexural dos instrumentos de níquel- titânio, Hyflex CM (Coltène, EUA) e TF Adaptive (SybronEndo, EUA) em diferentes situações experimentais. Todas as limas que foram selecionadas possuíam conicidade 0,04 e diâmetro de ponta 35. Utilizou-se um dispositivo desenvolvido especificamente para realizar o ensaio flexural dinâmico. Os instrumentos TF Adaptive foram divididos em 3 grupos de acordo com o ângulo de curvatura do ensaio: 45º, 60º e 90º e cada grupo subdividido em 2 subgrupos de acordo com o tipo de movimento: rotação contínua e Adaptive. Cada subgrupo era composto por 15 instrumentos TF Adaptive, totalizando 90 instrumentos. Quinze instrumentos Hyflex CM formavam o grupo 4, no ensaio com ângulo de curvatura 90 graus e rotação contínua. A simulação foi realizada em canais artificiais de aço com ângulo de 45, 60, 90 graus e raio 5m m. O número de ciclos e o tempo em segundos até a fratura foram tabulados e analisados. Entretanto, a fadiga cíclica flexural foi significante maior nos três grupos em movimento Adaptive. E as limas TF Adaptive em seu próprio movimento tiveram maior número de ciclos e tempo até a fratura quando comparadas as Hyflex CM no ensaio de 90 graus. Portanto, conclui-se que o sistema Adaptive (limas TF Adaptive + movimento Adaptive) foi mais seguro à resistência á fadiga flexural, e no ensaio de 90 graus o sistema Adaptive foi mais resistente quando comparado com as limas Hyflex CM no movimento de rotação contínua.


The aim of this work to evaluate the cyclic fatigue resistance flexural the instruments of nickel-titanium, HyFlex CM (Coltène, USA) and TF Adaptive (SybronEndo, USA) in different experimental situations. All files that were selected had 0.04 taper and tip diameter 35. We used a device developed specifically to perform the dynamic flexural test. The TF Adaptive instruments were divided into 3 groups according to the angle of curvature of the test: 45, 60 and 90 and further divided in two subgroups according to the type of movement: continuous rotation and Adaptive. Each group consisted of 15 instruments TF Adaptive totaling 90 instruments. Fifteen HyFlex CM instruments formed the group 4 in the trial of bend angle 90 degrees and continuous rotation. The simulation was performed in artificial steel angled channels 45, 60, 90 degrees and radius 5m m. The number of cycles and the time in seconds until fracture were tabulated and analyzed. However, the cyclical flexural fatigue was significantly greater in the three groups Adaptive motion. And the TF Adaptive files on your own movement had a higher number of cycles and time to fracture when the HyFlex CM compared in 90-degree test. Therefore, it is concluded that the adaptive system (TF Adaptive Motion + Adaptive files) was safer resistance to flexural fatigue, and 90 degrees test Adaptive system is more resistant when compared with the HyFlex files into continuous.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Fraturas Ósseas/complicações , Fraturas Ósseas/diagnóstico , Fraturas Ósseas/prevenção & controle , Instrumentos Odontológicos/efeitos adversos , Instrumentos Odontológicos/estatística & dados numéricos , Instrumentos Odontológicos , Ligas/efeitos adversos
5.
Braz. dent. sci ; 16(2): 37-43, 2013. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-698288

RESUMO

Objective: The aim of this study was to evaluate the tensile and hardness mechanical properties, as well as the composition and microstructure of three different alloys used for implant prosthestic components casting. Methods: The alloys were divided into three groups: Tilite (Tilite), Vera (Verabond) and Malloy (DanCeramalloy). For the tensile test, the specimens (n = 10) of each group were evaluated in “alter” form and the maximum load fracture, the deformation at maximum load and Young´s modulus were determined. The data was subjected to one-way ANOVA and Turkey’s test. For the hardness test, five discs from each group were evaluated for Vickers hardness. The data was analyzed using multiple regression ANOVA followed by the Turkey’s test. The significance level was set at 5% (α = 0.05). The composition and microstructure was determined through analysis of two specimens from each group by metallographic analysis (MEV/EED). Results: With regards to maximum load tensile, the deformation and the Young´s Modulus the three alloys evaluated were statistically similar. Regarding hardness, Tilite showed significant higher values than the others alloys. Conclusion: All the examined alloys can be used in implant prosthetic components and the presence of the element Ti did not influence the mechanical behavior of the alloy


Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar as propriedades mecânicas de tensão e dureza, assim com a composição e microestrutura de três diferentes ligas utilizadas em componentes protéticos de implantes. Métodos: As ligas foram divididas em três grupos: Tilite (Tilite), Vera (Verabond) e Malloy (DanCeramalloy). Para o teste de tensão, os espécimes (n = 10) de cada grupo foram avaliados em forma modificada e a força máxima de fratura, a deformação em carga máxima e o módulo de Young foram determinados. Os dados foram submetidos ao teste ANOVA a um fator e teste de Tukey. Cinco discos de cada grupo foram avaliados para o teste de dureza Vickers. Os dados foram analisados utilizando o teste ANOVA de regressão múltipla, seguido do teste de Tukey. O nível de significância adotado foi de 5% (α = 0,05). A composição e microestrutura foram determinados em dois espécimes de cada grupo por meio de análise metalográfica (MEV/EED). Resultados: Não houve diferenças estatísticas entre as três ligas estudadas em relação à força de tensão máxima, à deformação e ao modulo Young. Em relação à dureza, Tilite mostrou valores estatisticamente superiores em comparação às outras ligas. Conclusão: Todas as ligas examinadas podem ser utilizados em componentes protéticos de implantes e a presença do elemento Titânio não influenciou o comportamento das ligas.


Assuntos
Ligas , Testes de Dureza , Próteses e Implantes , Resistência à Tração
6.
Rev. clín. pesq. odontol. (Impr.) ; 6(2): 141-146, maio-ago. 2010. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-617377

RESUMO

OBJECTIVE: Based in the premise that Ti-6Al-4V orthodontic mini-implants can release metal ions into the body fluids, this research is aimed assess the cytotoxic effect of orthodontic mini-implant on L929 fibroblast cells. MATERIAL AND METHODS: Eighteen orthodontic mini-implants made of Ti-6Al-4V alloy were divided into 6 groups: 1 (golden colour, SIN), 2 (silver colour, SIN), 3 (Neodent™), 4 (INP™), 5 (Mondeal™), and 6 (Titanium Fix™). The mini-implants were immersed into Eagle’s minimum essential medium for 24 hours, where supernatant removal and contact with L929 fibroblasts were performed. Cytotoxicity was evaluated in four different periods of time: 24, 48, 72, and 168 hours. After being in contact with the mini-implants immersed, the cells were incubated for further 24 hours and then 100 ml of 0.01% neutral-red staining solution were added. After this period of time, they were fixed and a spectrophotometer was used for counting the viable cells. RESULTS: After the 24 hours period, statistical differences were found by comparing groups 1 and 2 to groups 3,4,5, and C+ (p < 0.05). After the 48 hours period, groups 1 and 2 were shown to be statistically different in relation to groups 3, 4, and C+. After the 72 hours period, statistical differences were found only in group 1 compared to groups 4, 5, 6, CC, and C+ (p < 0.05). After 7 days, no statistical differences were found between the mini-implants. CONCLUSION: Although mini-implants are made of the same alloy, there are differences in their cytotoxicity because of the different concentrations of chemical elements used for manufacturing them.


OBJETIVO: Baseando-se na premissa de que mini-implantes ortodônticos podem liberar íons metálicos nos fluidos corporais, pesquisou-se o efeito citotóxico de mini-implantes ortodônticos em fibroblastos L929. MATERIAL E MÉTODO: Dezoito mini-implantes ortodônticos confeccionados em liga Ti-6Al-4V foram divididos em seis grupos: 1 (dourados, SIN), 2 (prateados SIN), 3 (Neodent), 4 (INP), 5 (Mondeal) e 6 (Titanium Fix). Os mini-implantes foram imersos em meio mínimo essencial Eagle por 24 horas, onde efetuou-se remoção do supernadante e contato com fibroblastos L929. A citotoxicidade foi avaliada em 4 diferentes tempos: 24, 48, 72 e 168 horas. Após contato com os mini-implantes imersos, as células foram incubadas por mais 24 horas; então, 100 ml de solução corante neutra-vermelha foram adicionados. Após, foram fixadas e um espectrofotômetro foi usado para contar as células viáveis. RESULTADOS: Após o período de 23 horas, compararam-se os grupos 1 e 2 aos grupos 3, 4, 5 e C+. Após 72 horas, diferenças estatísticas foram encontradas somente no grupo 1, comparado aos grupos 4, 5, 6, CC e C+ (p < 0,05). Após 7 dias, não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre os diversos mini-implantes.


Assuntos
Humanos , Animais , Ratos , Ligas/toxicidade , Materiais Dentários/toxicidade , Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica/métodos , Titânio/química , Titânio/toxicidade , Análise de Variância , Sobrevivência Celular , Fatores de Tempo
7.
Araçatuba; s.n; 2010. 89 p. ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-866446

RESUMO

Proposição: Caracterizar, química e morfologicamente, superfícies de implantes constituídos de ligas de titânio/molibidênio (Ti-15Mo), modificadas por feixe de laser, comparando-as com implantes da mesma liga com superfície usinada, empregando-se análises biomecânica, histológica e histométrica. Material e método: Dezesseis coelhos receberam 1 implante por tíbia das seguintes superfícies: superfície usinada (SU) e superfície modificada por laser (SML). Após 8 semanas foi realizado o teste biomecânico em 6 animais. As amostras teciduais dos outros 10 animais foram submetidas à análise histológica e histométrica da interface osso-implante. As superfícies dos implantes foram analisadas por MEV e EDS, antes da realização do procedimento cirúrgico. Resultado: A caracterização da superfície mostrou uma topografia rugosa, regular e homogênea, promovida pela irradiação por laser. A análise por EDS mostrou ausência de contaminação da superfície pelo método de modificação. O resultado na remoção por torque, no período, foi 51,5 N.cm para SU e > 90 N.cm para SML. A análise histológica mostrou formação e um íntimo contato do tecido ósseo em 42% da superfície do implante SML, o que não foi constatado no implante SU (24%). Dados histométricos (BIC%) mostraram diferenças estatisticamente significativas entre o grupo SU e o SML, para o implante inteiro (p = 0.0012), as 3 melhores espiras consecutivas da região cortical (p = 0.0012) e o espaço medular (p = 0.0082). Conclusão: O tratamento a laser é um procedimento limpo, reprodutível e promove características físico-químicas e topográficas, importantes para a osseointegração. Os implantes de Ti-15Mo com SML apresentaram resultados biomecânicos, histológicos e histométricos superiores aos usinados


Purpose: Characterize, chemically and morphologically, implants surfaces of titanium/molybdenum alloy (Ti-15Mo), modified by laser beam, and comparing them with the same alloy implants with machined surface, using biomechanical, histological and histometric analysis. Material and method: Sixteen rabbits received 1 implant by tibia of the following surfaces: machined surface (MS) and laser-modified surface (LMS). After 8 weeks a biomechanical test was performed in 6 animals. The tissue samples of the other 10 animals were submitted to histological and histometric analysis of bone-implant contact. The surfaces of the implants were analyzed by SEM and EDX prior to the surgical procedures. Result: The characterization of the surface showed a rough, regular and homogeneous topography, caused by laser irradiation. The EDX analysis showed no contamination of the surface by the method of modification. Average removal torque in the period was 51.5 N.cm for MS and > 90 N.cm for LMS. Histological analysis showed bone formation and close contact of bone tissue on 42% of the LMS implant surface, which was not observed in the MS implants (24%). Histometric data (BIC%) showed statistically significant differences between the control and test group for the entire implant (p = 0.0012), the 3 best consecutive spires of the cortical (p = 0.0012) and medullary area (p = 0.0082). Conclusion: The laser treatment is a clean, reproducible procedure, and promotes important physico-chemical and topographic characteristics for osseointegration. The Ti-15Mo implants with LMS showed better biomechanical, histological and histometric results than the machined ones


Assuntos
Animais , Coelhos , Ligas , Implantação Dentária , Lasers , Titânio , Coelhos
8.
Rev. clín. ortodon. Dental Press ; 8(2): 68-72, abr.-maio 2009. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-541938

RESUMO

A localização intraóssea de um incisivo central superior, e o consequente atraso de sua irrupção, é um problema que afeta a autoestima das crianças. além disso, a falta de função mastigatória localizada, associada à migração dos dentes vizinhos, revela a importância do tratamento interceptivo nesses casos. A escolha da liga de beta-tirânio para o tratamento do incisivo foi fundamental na fórmula de Bustone (1981): rigidez do aparelho = rigidez do fio X desenho do aparelho. A combinação do módulo de elasticidade dessa liga ortodôntica com a configuração das alças de nivelamento permitiu a aplicação de forças leves e controle do movimento extrusivo.


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Dente Impactado/etiologia , Dente Impactado/terapia , Incisivo , Ligas/uso terapêutico , Ortodontia Interceptora , Titânio , Tração , Dentição Mista , Odontoma/cirurgia
9.
Rev. odontol. UNESP ; 33(3): 143-148, jul.-set. 2004. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-510843

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da desinfecção ou esterilização sobre a resistência à corrosão de cinco tipos de ligas metálicas (Ag-Sn, Cu-Al, Cu-Zn, Ni-Cr e Co-Cr). Corpos-de-prova circulares (6 mm de diâmetro e 3 mm de altura, n = 150) foram fundidos,polidos e submetidos a um dos seguintes tratamentos: hipoclorito de sódio a 1% - 30 minutos; álcool 70 - 30 minutos; glutaraldeído a 2% - 30 minutos; glutaraldeído a 2% - 10 horas; estufa seca a 170 °C - 1 hora; autoclave - 120 °C - 20 minutos. Foram realizados seis ciclos de tratamento, simulando três etapas clínico/laboratoriais. Ao final, os espécimes foram armazenados em sulfeto de sódio a 0,25%, por 24 horas. A superfície foi analisada visualmente por dois examinadores e classificada segundo o seguinte critério: 0. ausência de alterações, 1. perda de brilho, 2. ligeira alteração de cor, 3. intensa alteração de cor, 4. corrosão generalizada. A análise revelou que asligas de cobre são mais susceptíveis à corrosão e as de Ni-Cr e Co-Cr as mais resistentes, ficando as de Ag-Sn em posição intermediária. O método menos agressivo foi o da estufa seca, seguida de glutaraldeído (30 minutos ou 10 horas) e álcool 70, enquanto o hipoclorito de sódio e a autoclavepromoveram maiores alterações.


Assuntos
Ligas , Corrosão , Desinfecção , Metais
10.
PCL ; 5(27): 432-438, set./out. 2003. ilus, CD-ROM
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-853327

RESUMO

Eletroideposição é a deposição galvânica de liga áurica com 99% de pureza (24K) para utilização dental, tendo como príncipio a eletrólise. O coping resultante da eletrodeposição pode ser fabricado com uma espessura mínima de 0,2mm, possibilitando a aplicação de uma maior espessura de cerâmica e um menor desgasteental quando comparado com a fundição de copings convencionais, além de apresentar um desajuste cervical inferior a 20mm. As coroas metalocerâmicas obtidas através da eletrodeposição proporcionam estética satisfatória devido a uma aparência mais natural e à melhor qualidade de cor obtida. Este trabalho tem como objetivo apresentar mais uma opção aos profissionais para a resolução de situações que necessitem de próteses parciais fixas


Assuntos
Humanos , Ligas , Prótese Parcial Fixa , Galvanoplastia/métodos , Estética Dentária , Ligas de Ouro , Ligas Metalo-Cerâmicas
11.
São Paulo; s.n; 2003. 140 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-388543

RESUMO

A pesquisa, utilizando grampos circunferenciais e por ação de ponta - tipo 7 - em pré-molar, objetivou determinar as forças de retenção que estes apresentavam nos estados íntegros e reparados com solda a laser quando fraturados, utilizando-se três ligas metálicas: Co-Cr, Ti-6Al-4V e Ti c.p. As medidas de retenção foram realizadas no início (ciclo zero) e após subseqüentes ciclagens mecânicas (X 1.000: 1, 2 e 5) de colocação e remoção dos grampos numa matriz metálica. Dos resultados concluiu-se que: Os grampos circunferenciais, foram significantemente mais retentivos que os grampos por ação de ponta; As ligas utilizadas conferiram aos grampos médias retentivas semelhantes; Com a ciclagem, os grampos em Co-Cr não perderam força retentiva ao passo que os grampos em Ti c.p. e Ti-6Al-4V, perderam de maneira significante; Com a ciclagem, os grampos por ação de ponta não apresentaram significante perda de retenção. Já os grampos circunferenciais, apresentaram; A presença da solda não alterou significantemente a média retentiva dos grampos em Ti c.p., Ti-6Al-4V e Co-Cr em nenhum momento dos ciclos realizados.


Assuntos
Ligas , Grampos Dentários , Retenção em Prótese Dentária , Soldagem em Odontologia , Prótese Parcial Removível , Lasers
12.
Rev. bras. odontol ; 59(5): 302-306, set.-out. 2002. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-331279

RESUMO

Os materiais com memória de forma säo ligas metálicas que apresentam propriedades de retornar para uma forma previamente definida quando submetidos a um carregamento termomecânico apropriado. A pseudoelasticidade e os efeitos de memória e forma säo alguns comportamentos apresentados por essas ligas. As propriedades singulares dessas ligas têm instigado uma série de pesquisas vislumbrando aplicaçöes nas mais diversas áreas do conhecimento. Este trabalho apresenta uma breve discussäo sobre o comportamento termomecânico das ligas com memória de forma, discutindo suas principais aplicaçöes odontológicas


Assuntos
Ligas , Aparelhos Ortodônticos/tendências , Instrumentos Odontológicos/tendências , Níquel , Termodinâmica , Titânio
13.
Rev. bras. implantodontia ; 8(1): 10-3, jan.-mar. 2002. ilus, tab, CD-ROM
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857305

RESUMO

Neste trabalho foi avaliado o efeito da exposição de conexões protéticas fabricadas numa liga titânio-alumínio-vanádio (Ti-Al-V) a fluoretos de diferentes de diferentes composições e procedências. A análise constou de obsrvações por microscopia eletrônica de varredura (MEV) e da determinação das curvas de polarização anódica, usando-se as soluções contendo fluoretos como meios de ensaio e eletrodo da liga Ti-Al-V. Resultados mostraram que o gel de flúor neutro e o fluoreto de sódio utilizado em bochecho não são agressivos em relação à liga de titânio-alumínio-vanádio. Entretanto a aplicação tópica flúor ácido por tempo prolongado deve ser evitada em pacientes portadores de prótese sobre implantes com conexões Ti-Al-V, devido à significativa corrosão verificada


Assuntos
Ligas , Corrosão , Flúor , Titânio
15.
Rev. paul. odontol ; 23(2): 8-12, mar.-abr. 2001. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-298501

RESUMO

Foram comparados os desempenhos das limas endodônticas Flex.R (aço inoxidável) e Onyx.R (NiTi) fabricadas por usinagem, quando submetidas ao ensaio de torçäo à direita e à esquerda. Os resultados obtidos indicaram que o ângulo de torçäo máxima até a fratura foi maior à direita do que à esquerda. Na rotaçäo à direita, estatisticamente näo houve diferença significativa porém, à esquerda, os instrumentos de NiTi apresentaram melhor comportamento. O torque máximo até a fratura näo apresentou diferença significativa entre os instrumentos avaliados. As superfícies de fratura apresentaram características morfológicas como sendo do tipo dúctil


Assuntos
Aço Inoxidável/análise , Ligas/análise , Endodontia/instrumentação , Níquel , Titânio
16.
J. bras. ortodontia ortop. maxilar ; 1(3): 29-41, maio-jun. 1996. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-203307

RESUMO

Este trabalho tem por objetivo levar aos profissionais da área da ortodontia, uma série de conceitos relacionados à estrutura interna dos materiais metálicos, propriedades mecânicas e fenômenos que levam à falha desses materiais. O trabalho aborda ainda, de maneira sucinta, alguns dos principais assuntos que estäo atualmente em destaque na área de Ortodontia


Assuntos
Ligas/química , Ligas de Cromo/química , Técnicas In Vitro , Estrutura Molecular , Aparelhos Ortodônticos , Aço Inoxidável/química , Instrumentos Odontológicos , Níquel/química , Maleabilidade
17.
Rev. odontol. Univ. Säo Paulo ; 4(4): 334-42, out.-dez. 1990. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-858638

RESUMO

Revisão sobre as ligas ortodônticas corretamente em uso, em duas partes. Nesta primeira parte são abordados os tipos de testes de laboratório com os fios, salientando as propriedades de relevância clínica. As ligas consideradas são as de aço inoxidável, cromo-cobalto, níquel-titânio e beta-titânio


Assuntos
Ligas , Cromo , Cobalto , Níquel , Fios Ortodônticos , Aço Inoxidável , Titânio
18.
Rev. odontol. Univ. Säo Paulo ; 4(4): 343-8, out.-dez. 1990. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-858639

RESUMO

Os princípios de seleção dos fios ortodônticos são revistos à luz das propriedades únicas dos materiais. A seguir é enfatizado o conceito de módulo variável em Ortodontia


Assuntos
Ligas , Cromo , Cobalto , Níquel , Fios Ortodônticos , Aço Inoxidável , Titânio
19.
Rev. odontol. UNESP ; 15/16: 171-6, 1986-1987. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-73244

RESUMO

A finalidade desse trabalho foi avaliar a fluidez de três ligas de cobre-alumínio em funçäo do emprego de três tipos de revestimentos; à base de cristobalita, quartzo e fosfato. Os corpos de prova foram confeccionados empregando-se uma tela de poliéster, com filamentos de 0,26 milímetros de espessura, fixada ao longo de dois de seus lados em fios de cera azul, unidos em sua junçäo a um pino formador do conduto de alimentaçäo. As ligas foram fundidas em uma máquina de fundiçäo elétrica, sendo o valor da fluidez obtido pela percentagem de segmentos da malha completados na peça resultante. Verificou-se que a fluidez foi influenciada pelos tipos de revestimentos, e que o emprego dos revestimentos à base de quartzo e de cristobalita, proporcionou às ligas, valores de fluidez iguais, e superiores aos obtidos com o uso do revestimento à base de fosfato


Assuntos
Ligas , Alumínio , Cobre , Materiais Dentários
20.
Säo Paulo; s.n; 1986. 73 p. tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-98641

RESUMO

A desinfecçäo do canal radicular, obtida no curso de seu preparo, decorre em conseqüência da aplicaçäo de instrumentos endodônticos em associaçäo a uma substância química. No que respeita ao instrumento, seu maior ou menor desempenho está vinculado ao poder de corte, à flexibilidade e à capacidade em remover do interior do canal o material excisado. Tais fatores estäo relacionados à composiçäo da liga metálica empregada na confecçäo dos instrumentos, aos cuidados técnicos adotados no curso da obtençäo do produto final e ao desenho da parte ativa. Em razäo desses fatos, estudou-se, através de métodos de química analítica (espectrofotometria de absorçäo atômica e volumetria de gases), a composiçäo das ligas de aço empregadas na confecçäo de limas tipo K de quatro procedências e das limas K-Flex e Flexofile. Os resultados evidenciaram que, em funçäo da origem, instrumentos de mesmo tipo diferem entre si no que tange à concentraçäo de componentes participantes da liga. Com exceçäo das limas Flexofile, todas as demais estudadas enquadram-se dentro da norma competente à composiçäo química


Assuntos
Ligas , Endodontia/instrumentação , Tratamento do Canal Radicular
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA