Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rio de Janeiro; s.n; 2009. 91 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-673675

RESUMO

Na Odontologia, ao se confeccionar peças restauradoras dentárias, pela técnica indireta, o processo mais rotineiramente empregado utiliza um modelo de gesso, obtido a partir de um molde de elastômero, tomado de um dente preparado. Vários fatores podem influenciar na boa precisão de ajustes destas peças como o escoamento do material de vazamento dentro da moldagem, a compatibilidade do material de vazamento com o da moldagem, o tempo de presa, a estabilidade dimensional, a resistência mecânica do material quando da separação moldagem/modelo, a resistência a abrasão e a fidelidade de reprodução de detalhes. Materiais foram introduzidos na odontologia para utilização na confecção de troquéis no intuito de minimizar as desvantagens do gesso, como baixa resistência a abrasão e ligeira expansão de presa. Dentre eles os troquéis metalizados e as resinas epóxicas, que tem vantagens em relação às propriedades mecânicas, porém o primeiro exige técnica demorada e de alto custo e o segundo apresenta contração. O presente trabalho se propõe a testar uma nova composição de poliéster insaturado com estireno adicionado ao carbonato de cálcio em diferentes proporções (10, 20, 30, 40, 50, 60 e 70%) e compará-la ao gesso tipo IV e a resina epoxídica com óxido de alumínio, através de ensaios mecânicos, de abrasão e de alteração dimensional, para avaliar a possibilidade de sua utilização como material de confecção de troquéis para a construção de restaurações indiretas. Para caracterização dos materiais foram feitas análises de espectrometria no infravermelho, Calorimetria de varredura diferencial, termogravimétrica e Microscopia eletrônica de varredura. O compósito a base de poliéster insaturado com 50% de carbonato de cálcio se mostrou viável para utilização como material para troquel. Quando comparado aos materiais de controle mostrou propriedades mecânicas próximas as da resina epoxídica e bem superiores ao gesso, resistência a abrasão superior ao gesso...


In dentistry, the most commonly used procedure to manufacture indirect dental restorations uses a cast of type IV stone. This cast is made from an elastomeric impression of a prepared tooth. Many factors may influence the accuracy of adaptation of these restorations, such as the flow of the pouring material into the mold, the compatibility between the pouring and the impression materials, the setting time, the dimensional stability, the mechanical strength of the material during the mold / cast separation, the abrasion resistance and fidelity to reproduce details. Materials were introduced for preparing dies in order to minimize the disadvantages of the stone, such as its low resistance to abrasion and slight expansion of setting. These materials include metal-plated dies and epoxy resins, which have advantages concerning mechanical properties. However, the first one has a time-consuming technique and requires high costs while the second material shows shrinkage. This study tested a new composition of unsaturated polyester with styrene added to calcium carbonate in different proportions (10, 20, 30, 40, 50, 60 and 70%) and compared it to the type IV stone and to the epoxy resin with aluminum oxide. This comparison was made by mechanical, abrasion and dimensional changes tests in order to evaluate the possibility of using it as material for dies in the process of construction of indirect restorations. The materials were characterized using the analysis of the infrared spectrometry, differential scanning calorimetry, thermogravimetric and scanning electron microscopy. The composite based on unsaturated polyester with 50% calcium carbonate (P5) was considered viable as material for dies. When it was compared to the control materials the following results were found: a) the mechanical properties of P5 are similar to those ones of the epoxy resin and well above the stone ones; b) the abrasion resistance of this new material is lower in relation to...


Assuntos
Carbonato de Cálcio , Materiais para Moldagem Odontológica , Restauração Dentária Permanente , Poliésteres , Calorimetria , Força Compressiva , Espectrometria de Massas , Teste de Materiais , Microscopia Eletrônica de Varredura , Resistência à Tração , Termogravimetria , Abrasão Dentária
2.
Rio de Janeiro; s.n; 2009. 91 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-866120

RESUMO

Na Odontologia, ao se confeccionar peças restauradoras dentárias, pela técnica indireta, o processo mais rotineiramente empregado utiliza um modelo de gesso, obtido a partir de um molde de elastômero, tomado de um dente preparado. Vários fatores podem influenciar na boa precisão de ajustes destas peças como o escoamento do material de vazamento dentro da moldagem, a compatibilidade do material de vazamento com o da moldagem, o tempo de presa, a estabilidade dimensional, a resistência mecânica do material quando da separação moldagem/modelo, a resistência a abrasão e a fidelidade de reprodução de detalhes. Materiais foram introduzidos na odontologia para utilização na confecção de troquéis no intuito de minimizar as desvantagens do gesso, como baixa resistência a abrasão e ligeira expansão de presa. Dentre eles os troquéis metalizados e as resinas epóxicas, que tem vantagens em relação às propriedades mecânicas, porém o primeiro exige técnica demorada e de alto custo e o segundo apresenta contração. O presente trabalho se propõe a testar uma nova composição de poliéster insaturado com estireno adicionado ao carbonato de cálcio em diferentes proporções (10, 20, 30, 40, 50, 60 e 70%) e compará-la ao gesso tipo IV e a resina epoxídica com óxido de alumínio, através de ensaios mecânicos, de abrasão e de alteração dimensional, para avaliar a possibilidade de sua utilização como material de confecção de troquéis para a construção de restaurações indiretas. Para caracterização dos materiais foram feitas análises de espectrometria no infravermelho, Calorimetria de varredura diferencial, termogravimétrica e Microscopia eletrônica de varredura. O compósito a base de poliéster insaturado com 50% de carbonato de cálcio se mostrou viável para utilização como material para troquel. Quando comparado aos materiais de controle mostrou propriedades mecânicas próximas as da resina epoxídica e bem superiores ao gesso, resistência a abrasão superior ao gesso ...


In dentistry, the most commonly used procedure to manufacture indirect dental restorations uses a cast of type IV stone. This cast is made from an elastomeric impression of a prepared tooth. Many factors may influence the accuracy of adaptation of these restorations, such as the flow of the pouring material into the mold, the compatibility between the pouring and the impression materials, the setting time, the dimensional stability, the mechanical strength of the material during the mold / cast separation, the abrasion resistance and fidelity to reproduce details. Materials were introduced for preparing dies in order to minimize the disadvantages of the stone, such as its low resistance to abrasion and slight expansion of setting. These materials include metal-plated dies and epoxy resins, which have advantages concerning mechanical properties. However, the first one has a time-consuming technique and requires high costs while the second material shows shrinkage. This study tested a new composition of unsaturated polyester with styrene added to calcium carbonate in different proportions (10, 20, 30, 40, 50, 60 and 70%) and compared it to the type IV stone and to the epoxy resin with aluminum oxide. This comparison was made by mechanical, abrasion and dimensional changes tests in order to evaluate the possibility of using it as material for dies in the process of construction of indirect restorations. The materials were characterized using the analysis of the infrared spectrometry, differential scanning calorimetry, thermogravimetric and scanning electron microscopy. The composite based on unsaturated polyester with 50% calcium carbonate (P5) was considered viable as material for dies. When it was compared to the control materials the following results were found: a) the mechanical properties of P5 are similar to those ones of the epoxy resin and well above the stone ones; b) the abrasion resistance of this new material is lower in relation to ...


Assuntos
Carbonato de Cálcio , Materiais para Moldagem Odontológica , Restauração Dentária Permanente , Poliésteres , Calorimetria , Força Compressiva , Espectrometria de Massas , Teste de Materiais , Microscopia Eletrônica de Varredura , Resistência à Tração , Termogravimetria , Abrasão Dentária
3.
BCI ; 7(28): 53-8, out.-dez. 2000. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-296736

RESUMO

Este trabalho objetivou estudar o comportamento da gengiva alveolar de quatro pacientes frente aos fios de sutura de poliéster siliconizado, poligliconato, polibutéster e a interferência das bactérias que aderem ao fio no processo de reparaçäo. Os resultados revelaram que o fio de polibutéster foi o que provocou reaçäo inflamatória de menor intensidade e com processo reparativo mais precoce. O fio de poligliconato foi o que provocou reaçäo inflamatória mais intensa. Já o fio de polibutéster foi o que permitiu menor aderência bacteriana na superfície


Assuntos
Poliésteres/análise , Suturas/microbiologia
4.
Rev. reg. Aracatuba assoc. paul. cir. Dent ; (19/20): 1-5, 1998-1999. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-858836

RESUMO

O fio de poliéster, por ser multifilamentar pode facilitar a sua embebição por fluidos bucais e exsudato inflamatório favorecendo a proliferação bacteriana sobre o fio. Os fios monofilamentares, ao contrário, praticamente impedem esta embebição. No presente trabalho foi realizado um estudo comparativo entre o fio de polibutéster (monofilamentar) e poliéster (multifilamentar) em suturas superficiais e profundas. Para tanto foram empregados 48 ratos divididos em dois grupos. No Grupo I, após a depilação e anti-sepsia do dorso do animal, foi realizado no lado direito, um ponto com fio de polibutéster 4-0 e, no lado esquerdo, um ponto com fio de poliéster 4-0, ambos em suturas superficiais. No Grupo II, o mesmo procedimento foi seguido, porém utilizando suturas profundas. Os animais, em número de seis para cada grupo, foram sacrificados aos 2, 5, 10 e 30 dias após o ato operatório e as peças obtidas submetidas a processamento laboratorial de rotina. Os cortes semi-seriados foram corados em hematoxilina e eosina e tricrômico de Masson. Os resultados obtidos mostraram, tanto nas suturas superficiais quanto nas profundas, uma proliferação capilar e fibroblástica mais acentuada quando o fio monofilamentar foi utilizado


Assuntos
Animais , Ratos , Poliésteres , Suturas
5.
Rev. Fac. Odontol. Lins (Impr.) ; 10(1): 24-8, jan.-jun. 1997. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-856395

RESUMO

Atualmente existe no mercado um fio de sutura à base de polibutester, que como característica ser monofilamentar, além de apresentar excelente propriedades físicas e biológicas. Assim, é objetivo deste trabalho realizar, através de cortes histológicos, um estudo comparativo entre os fios de poliéster (multifilamentar) e polibutester (monofilamentar) em suturas superficias da mucosa bucal. Para tanto, foram empregados 24 ratos e cada um deles recebeu dois pontos de suturas: no lado direito, o fio de poliéster e, no lado esquerdo, o de polibutester. Seis animais de cada vez foram sacrificados aos 2, 5, 10 e 30 dias após o ato operatório. As peças obtidas após o processamento laboratorial de rotina foram incluídas em parafina para permitir a microtomia. Os cortes semi-seriados conseguidos foram corados pela hematoxilina e eosina e pelo tricrômico de Masson para estudo histológico em microscópico ótico. Os resultados obtidos mostram que o fio de polibutester provoca reação inflamatória discreta e permite a formação de tecido conjuntivo fibroso precoce junto ao material


Assuntos
Animais , Ratos , Materiais Biocompatíveis , Cicatrização , Mucosa Bucal/cirurgia , Poliésteres , Suturas
6.
RGO (Porto Alegre) ; 40(1): 15-7, jan.-fev. 1992. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-854811

RESUMO

Os autores fazem uma avaliação do fio de sutura de composição mista algodão-poliéster, através de estudo histológico em ratos, comparando-o, com os fios de algodão e de poliéster


Assuntos
Animais , Masculino , Ratos , Gossypium , Materiais Biocompatíveis , Poliésteres , Suturas
8.
Rev. reg. Aracatuba assoc. paul. cir. Dent ; (10/11): 4-8, 1989-1990. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-858809

RESUMO

Foram utilizados 20 ratos albinos com o objetivo de verificar a reação inflamatória provocada pela sutura com fios de seda e poliéster na mucosa gengival de ratos. Em cada animal foram realizadas suturas superficiais sobre a mucosa gengival da maxila, uma do lado direito com fio de seda, e outra do lado esquerdo com fio de poliéster. As peças foram submetidas aos procedimentos laboratoriais de rotina e coradas pela hematoxilina e eosina. Foi possível concluir que: o fio de seda ocasionou reação inflamatória mais intensa abrangendo áreas mais extensas que o fio de poliéster e que nas suturas com este último, a fase proliferativa foi mais precoce


Assuntos
Animais , Ratos , Poliésteres , Suturas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA