Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 11 de 11
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
4.
Odontol. clín.-cient ; 9(3): 235-237, jul.-set. 2010. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874174

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi o de avaliar o fluxo salivar e a concentração do EGF na saliva de pacientes diabéticos, comparados a um grupo controle de pacientes clinicamente sadios. A amostra foi composta de 15 indivíduos divididos em dois gruops, G0 - controle (n=9) e G1 - diabéticos (n=6). A saliva foi coletada por estimulação mecânica com o auxílio de um hiperboloide. A concentração do EGF foi verificada por meio de imunoensaio do tipo sanduíche, com a utilização de Kit ELISA (R&D Systems®) e auxílio de um leitor de microplaca. Pôde-se observar uma média do fluxo salivar de 1,27 ml/min. no G0 e 1.26 ml/min. no G1, não havendo diferença estatisticamente significativa entre os dois grupos, quando empregado o teste t-Student (p=0,972). Quando ao EGF, foram observadas as médias de 1624,08 pg/ml e 2367,66 pg/ml para o G0 e G1, respectivamente, também não sendo esta diferença significante (p=0,559). Os dados deste trabalho demonstram que não houve diferenças significativas do fluxo salivar e da concentração de EGF na saliva dos pacientes diabéticos em relação ao grupo controle.


The aim of this study was to evaluate the salivary flow and the concentration of EGF in saliva of diabetic patients not insulin-dependents compared with a non diabetic patients (control group). Stimulated saliva was collected in two groups of patients: G0 - control (n=9) and G1 - diabetics (n=6), using a hiperbolóide. Saliva was expelled in the first minute and it was despised. In the following five minutes it was collected with a funnel connected to a graduated tube. EGF concentration measurement was performed using a sandwich-type immunoassay, using an ELISA Kit (R&D Systems®) and a microplate reader. It was observed an average of salivary flow of 1.27ml/min. in G0 and 1,26ml/min. in G1 and it was not found significant differences between the two groups (p=0,972). It was also observed an average of 1624.08 pg/ml of EGF in the G0 and 2367.66 pg/ml in the G1 and as the salivary flow the difference was not statistically significant (p=0.559). The data present in this work demonstrate no differences between salivary flow and EGF concentration of diabetic patients as compared as non-diabetic patients.


Assuntos
Diabetes Mellitus , Fator de Crescimento Epidérmico , Saliva
6.
Rev. dental press periodontia implantol ; 4(1): 37-54, jan.-mar.2010. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857751

RESUMO

A saucerização ocorre em praticamente todos os implantes osseointegrados, independentemente do seu design, tipo de superfície, de sua plataforma e de sua conexão, da sua marca comercial e das condições do paciente. A sua velocidade pode ser maior ou menor, mas sua ocorrência parece fazer parte da integração dos implantes com o epitélio e tecido conjuntivo gengival. O conhecimento do seu mecanismo biológico é importante para compreendê-la e, se possível, reduzir ou controlar essa perda óssea cervical peri-implantar. A saucerização também pode ser referida como “remodelamento ósseo peri-implantar cervical”. Neste trabalho, será apresentada uma explicação para o mecanismo da saucerização, que tem como agente central o Fator de Crescimento Epitelial, também conhecido como Fator de Crescimento Epidérmico, ou simplesmente EGF, produzido pelo epitélio e também encontrado largamente na saliva.


Assuntos
Humanos , Fator de Crescimento Epidérmico/fisiologia , Implantação Dentária Endo-Óssea , Perda do Osso Alveolar , Receptores ErbB/fisiologia
7.
São José dos Campos; s.n; 2009. 88 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-556660

RESUMO

Pacientes portadores de câncer na região de cabeça e pescoço quando submetidos à radioterapia podem apresentar vários tipos de manifestações clínicas, dentre elas a diminuição dos níveis salivares do fator de crescimento epidérmico (EGF). O EGF é uma pequena proteína (53 aminoácidos) que estimula a proliferação de células dos mamíferos, sendo encontrada em vários órgãos em desenvolvimento. Pode também exercer um papel fisiológico na erupção dentária ao interagir com outras moléculas como o fator de crescimento transformante _ (TGF-_), a interleucina 1 (IL-1) e do fator de estimulação de colônia 1 (CSF-1), aumentando a reabsorção óssea e estimulando a quimiotaxia de células mononucleares. O objetivo deste trabalho foi verificar, por meio de reações de imuno-histoquímica, se a expressão do fator de crescimento epidérmico (EGF) pode ser alterada na odontogênese do primeiro molar superior de camundongos Mus musculus, após exposição de fêmeas prenhes a radioterapia, na dose de 3 Gray (Gy) ao décimo dia de gestação. Foram avaliados os germes dentários dos embriões aos 14, 16 e 18 dias de desenvolvimento pré-natal. As análises morfológica microscópica óptica e histomorfométrica demonstraram que o número de células epiteliais periféricas do órgão do esmalte imunopositivas para o EGF foi significativamente menor no grupo 3 Gy em relação ao grupo controle nos períodos de 14º (P<0,0001), 16º (P<0,0001<0,05) e 18º (P<0,0008) dias pré-natais.


Assuntos
Animais , Camundongos , Fator de Crescimento Epidérmico , Imuno-Histoquímica , Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular , Odontogênese , Radiação Ionizante , Radiobiologia , Radioterapia
8.
São Paulo; s.n; 2007. 94 p. ilus, graf, ^eCD. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-497715

RESUMO

O carcinoma epidermóide de cabeça e pescoço é responsável por 90% das neoplasias malignas, nesta região. Molecularmente, inúmeras vias de sinalização, ainda não muito bem compreendidas, são responsáveis pelo seu crescimento e invasão para tecidos vizinhos, além de metástases para órgãos distantes. Este trabalho destinou-se a avaliar o crosstalk entre as vias de sinalização do PTEN, Akt, Mdm2 e p53 em quatro linhagens de células de carcinoma epidermóide (HN6, HN19, HN30 e HN31) e queratinócitos imortalizados (HaCat), estimulados com EGF (fator de crescimento epitelial) e 17-AAG. Para observar a localização e os níveis de PTEN, Akt, Mdm2 e p53 nos diferentes compartimentos celulares estas proteínas foram localizadas e quantificadas no interior celular através das técnicas de imunofluorescência e western blot, respectivamente. Os resultados mostraram que a ativação da via do PI3K/Akt, pelo EGF, promoveu a proliferação celular, sendo HN31 a linhagem celular de melhor resposta proliferativa. Quando as células foram tratadas com 17-AAG a linhagem HN31 foi a que melhor traçou um perfil apoptótico com diminuição dos níveis de Akt, ausência de Mdm2 e aumento dos níveis de PTEN e p53. As linhagens celulares HN6 e HN19 continuaram apresentando níveis significativos de Akt e Mdm2, o que sugere um potencialmais agressivo devido a manutenção do comportamento proliferativo e anti-apoptótico destas linhagens.


Head and neck squamous cell carcinoma (HNSCC) represents 90% of all head and neck malignancies. Cancer growth, invasion and metastasis are due to several signaling pathways that, unfortunately, are not completely understood. The aim of this study was the crosstalk evaluation among PTEN, Akt, Mdm2 and p53 signaling pathways in four different HNSCC cell lines (HN6, HN19, HN30 and HN31) and HaCat cell line (immortalized keratinocytes), all of than treated with 10ng/ml EGF (epidermal growth factor) and 2ìM 17-AAG. Western blot and imunofluorescence were performed in order to analyze PI3K/Akt signaling key target proteins: PTEN, Akt, Mdm2 and p53. Treatment of HNSCC cell lines with EGF resulted in activation of the PI3K/Akt pathway and enhanced cell proliferation. The results showed higher proliferative activity in HN31 cell line. The treatment of HNSCC cell lines with 17-AAG inhibited the proliferation in various levels. HN31 cell lines expressed PTEN and p53 in high levels and low expression for Akt and Mdm2 proteins. These findings suggest that 17-AAG can induce p53-dependent apoptosis in HN31 cell lines. On the contrary, HN6 and HN19 cell lines displayed high levels of Akt and Mdm2 proteins, resulting in decreased apoptosis and increased aggressive potential.


Assuntos
Carcinoma de Células Escamosas , Fator de Crescimento Epidérmico , Neoplasias de Cabeça e Pescoço , Patologia Bucal , PTEN Fosfo-Hidrolase
9.
Arq. odontol ; 42(3): 164-179, jul.-set. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-462905

RESUMO

Germes dentais de molares de fetos de camundongos de 14 ou de 17 dias foram cultivados na presença de EGF ou de TGF-β com a finalidade de estudar os efeitos desses fatores de crescimento sobre o desenvolvimento do germe e sobre os componentes da matriz extra celular do tecido conjuntivo. Após o período de observação os germes foram incluídos em parafina, cortados e corados com hematoxilina e o eosina ou congelados em nitrogênio líquido, cortados e submetidos a reação imunocitoquímica para laminina, fibronectina ou colágeno tipo I. Os resultados mostraram uma série de efeitos que permitiram chegar às seguintes conclusões. 1. houve estimulação da proliferação celular, atraso no desenvolvimento do germe dental e inibição da diferenciação celular sob ação do EGF e mais acentuadamente sob o TGF-β. 2. O EGF e o TGF-β não interferiram na presença e distribuição dos componentes da matriz do conjuntivo estudados. 3. A laminina foi identificada nas interfaces epitélio-ectomesênquima do órgão do esmalte com a papila e com o folículo dentais e da gengiva e em formações vasculares na papila no folículo dentais. 4. A fibronectina foi identificada na papila e no folículo dentais principalmente nos germes dentais de fetos mais idosos e entre o epitélio interno do órgão do esmalte e a papila dental. 5. O colágeno tipo I foi identificado entre o epitélio do órgão do esmalte e o ectomesênquima da papila e o do folículo dentais e em regiões específicas dessas estruturas.


Assuntos
Animais , Camundongos , Germe de Dente/crescimento & desenvolvimento , Técnicas In Vitro , Matriz Extracelular/genética , Fator de Crescimento Epidérmico , Fator de Crescimento Transformador beta
11.
Ciênc. odontol. bras ; 6(4): 25-31, out.-dez. 2003. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-385925

RESUMO

O objetivo deste estudo foi verificar, por intermédio da técnica de imunohistoquímica, a expressão do fator de crescimento epidérmico (EGF) na odontogênese do primeiro molar superior em camundongos. Mas Musculus, correlacionando-o com a análise morfológica microscópica óptica. A amostragem constou de 23 animais com idade variando do 13º dia de vida intra-uterina até o 20º dia de vida pós-natal. Os resultados mostraram o EGF sendo expresso por vários tecidos e células participantes da odontogênese. Entretanto, o folículo dentário foi o único local ode a expressão do EGF permaaneceu constante por todo o processo, caracterizando-o como um dos tecidos regladores da odontogênese.


Assuntos
Erupção Dentária , Fator de Crescimento Epidérmico , Odontogênese , Saco Dentário
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA