Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rio de Janeiro; s.n; 2014. 99 p. ^etabilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-883686

RESUMO

Candida spp. são responsáveis por infecções graves em indivíduos imunossuprimidos. Diversos fatores de virulência contribuem para sua transição de comensais a patógenos, como a formação de biofilme, produção de fosfolipase, produção de protease e a resistência a antifúngicos. O objetivo deste estudo in vitro foi avaliar a formação de biofilme, produção de fosfolipase e protease e a susceptibilidade ao Fluconazol de isolados Candida spp., provenientes da saliva de crianças infectadas pelo HIV (Grupo HIV) e crianças saudáveis (Grupo controle). Também estes fatores foram correlacionados com o uso do HAART, estado imunológico, presença de AIDS e carga viral do grupo HIV. Foi analisado um total de 79 isolados, sendo 48 isolados de C. albicans (33/15) e 20 isolados do complexo C. parapsilosis lato sensu (12/8) dos grupos HIV e controle, respectivamente, e isolados de C. krusei (8), C. tropicalis (1), C. dubliniensis (1) e C. guilliermondii (1) do grupo HIV. Dados médicos e laboratoriais (CD4%, carga viral) foram coletados dos respectivos prontuários médicos. A formação de biofilme foi avaliada pela redução do XTT. Isolados de cada espécie com a habilidade de formar maior quantidade de biofilme maduro (grupo HIV) foram submetidos à microscopia confocal de fluorescência para a visualização da morfologia e estrutura do biofilme. As análises da produção de fosfolipase e protease se deram por meio da metodologia de placas de àgar de gema de ovo e Albumina de Soro Bovino, respectivamente. A susceptibilidade ao Fluconazol foi determinada por meio da técnica de microdiluição. Todos os isolados formaram biofilme (n= 79) e quantitativamente, esta formação foi semelhante em ambos os grupos (p>0.05). A formação de biofilme dos isolados de C. albicans foi maior do que a dos isolados de Candida não-albicans (p<0.05).A atividade de fosfolipase foi detectada em 40,5% (32/79) de todos os isolados e foi significativamente maior no grupo HIV (p=0.006) e nos isolados de C. albicans deste grupo (p=0,007). A atividade de protease foi detectada em 66 isolados (84,8%) e em ambos os grupos a maioria era produtor relativamente forte ou muito forte. Trinta e três (33/41, 7%) isolados eram resistentes ao Fluconazol, sendo 42,9% do grupo HIV e 39,1% do grupo controle. Não foi observada correlação entre a expressão dos fatores de virulência e os dados médicos relativos ao grupo HIV. No entanto, a expressão dos fatores de virulência dos isolados orais de Candida spp. de crianças infectadas pelo HIV se mostrou acentuada. Este achado pode destacar o papel da imunossupressão na regulação da expressão dos fatores de virulência de Candida spp (AU)


Candida species are responsible for life threatening infections in severely immunocompromised individuals. Several virulence attributes support their transition from commensal to parasite, as the biofilm formation, secretion of phospholipase, protease and the resistance to antifungals. The aims of this study were to assess the in vitro biofilm formation, phospholipase production, protease production and the susceptibility to Fluconazole of Candida spp. recovered from the saliva of HIV infected children and controls. Also, to correlate these features with the use of HAART, immunological status, presence of AIDS and viral load of HIV group. A total of 79 isolates were analyzed: 48 C. albicans isolates (33/15) and 20 C. parapsilosis sensu lato complex isolates (12/8) from HIV and control patients, respectively, while C. krusei (8), C. tropicalis (1), C. dubliniensis (1) and C. guilliermondii (1) from HIV patients only. Medical data was collected, considering antiretroviral therapy, CD4 count and viral load. The biofilm forming ability was analyzed through the XTT reduction assay technique. Representative isolates of each specie with the ability to form more quantity of mature biofilm (HIV group) underwent confocal laser scanning microscopy for the visualization of biofilm morphology and structure. Phospholipase and protease assays were performed through the egg yolk and Bovine Serum Albumin agar plate methods, respectively. Fluconazole susceptibility was determined through the microdilution assay. All isolates were able to form biofilm (n= 79). Quantitatively, Candida isolates from HIV-positive and negative children presented similar ability to form biofilm (p>0.05). In C. albicans isolates from both, HIV and control groups, the biofilm formation was higher than in non-albicans Candida isolates (p<0.05).Phospholipase activity was detected in 40.5% (32/79) of all isolates. Its activity was significantly higher in HIV group (p=0.006) and C. albicans isolates from HIV group (p=0.007). Protease activity was detected in 66 isolates (84.8%) and most of them from both groups were relatively/very strong producers. Thirty three (33/41.7%) of all isolates were resistant to Fluconazole. Most non-albicans Candida isolates from HIV (87.0%) and control (87.5%) groups were susceptible to this drug. No significant difference was detected between groups in biofilm, protease and Fluconazole susceptibility assays. Correlation with medical data in HIV group was not found. Candida spp. isolates of HIV-positive children present increased virulence expression due to significant higher in vitro phospholipase production. This finding may enlighten the relevant role played by immunosuppression in the modulation of Candida virulence attributes (AU)


Assuntos
Humanos , Criança , Candida albicans/patogenicidade , Placa Dentária/etiologia , Fluconazol/uso terapêutico , HIV , Estudos de Casos e Controles , Farmacorresistência Fúngica , Fosfolipases/isolamento & purificação , Fatores de Virulência
2.
Ciênc. odontol. bras ; 5(3): 75-83, set.-dez. 2002. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-407983

RESUMO

Leveduras do gênero Candida são habituais na cavidade bucal humana e podem causar doença na presença de fatores predisponentes. As leveduras podem ser isoladas de bolsa periodontal e originar um quadro de superinfecção, principalmente quando do uso de antibióticos. O objetivo do presente trabalho foi verificar a presença de leveduras do gênero Candida na cavidade bucal e bolsas periodontais de indivíduos portadores de periodontite crônica e correlacionar as etapas isoladas da cavidade bucal com as da bolsa periodontal. As amostras coletadas de 88 indivíduos foram semeadas em ágar Sabouraud dextrose com cloranfenicol e, após crescimento, as cepas foram isoladas e identificadas através das provas bioquímicas. Leveduras do gênero Candida foram isoladas da cavidade bucal em 31,82 por cento e da bolsa periodontal em 7,96 por cento dos indivíduos examinados, sendo que 6,82 por cento apresentaram leveduras tanto na cavidade bucal quanto na bolsa periodontal. Candida albicans foi a espécie mais freqüentemente encontrada


Assuntos
Candida , Endopeptidases , Doenças da Boca , Periodontite , Fosfolipases
3.
Säo Paulo; s.n; 1997. 77 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-211090

RESUMO

Candida albicans, habitante do tubo digestivo do ser humano, é bastante comum, também, na cavidade bucal. Apresenta atividade de produçäo de exoenzimas, dentre as quais proteinase e fosfolipase, em níveis variáveis, estudadas como fatores de virulência. A freqüênte observaçäo clínica de quadros da denominada estomatite protética, em cuja etiologia, Candida albicans tem sido discutida como importante componente, levaram o autor à indagaçäo da possível açäo das proteinases e fosfolipases. Para tanto, o propósito do presente trabalho foi estudo comparativo da atividade de produçäo de proteinase e fosfolipase, in vitro, de amostras de Candida albicans isoladas da cavidade bucal de indivíduos saudáveis, dentados, fumantes e näo fumantes (Grupo I) e de indivíduos desdentados, portadores de prótese total, acometidos de estomatite protética, fumantes e näo fumantes (Grupo II), estabelecendo e analisando os possíveis biotipos baseados nesses fatores, da levedura e dos portadores...


Assuntos
Candida albicans/isolamento & purificação , Candida albicans/patogenicidade , Estomatite sob Prótese/diagnóstico , Estomatite sob Prótese/etiologia , Técnicas In Vitro , Virulência , Endopeptidases , Técnicas Microbiológicas , Fosfolipases , Fumar/efeitos adversos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA