Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Odontol. Araçatuba (Online) ; 37(1): 46-52, jan.-abr. 2016. tab
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857031

RESUMO

A lactose é um dissacarídeo hidrolisado pela enzima lactase, que libera seus componentes monossacarídeos para absorção na corrente sanguínea. Na falta dessa enzima, a lactose é fermentada no cólon causando desconforto abdominal. O seu tratamento é evitar o consumo de produtos ricos em lactose ou ingerir a enzima lactase com os produtos lácteos ou, ainda, dar preferência a produtos que a lactose tenha sido removida pela fermentação. Porém, essa redução no consumo de leite e seus derivados podem comprometer a absorção de proteínas e cálcio. O presente estudo tem como objetivo realizar uma atualização sobre a intolerância a lactose, com ênfase na epidemiologia e principais tratamentos, em especial o tratamento nutricional que visa prevenir possíveis carências nutricionais. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica a partir de artigos nacionais e internacionais publicados junto ao banco de dados PubMed, SciELO e Google Acadêmico, utilizando-se as seguintes palavras-chave: Deficiência de Lactase, Epidemiologia, Intolerância à Lactose e Lactose. Foram selecionadas publicações datadas do ano de 2002 a 2014, sendo os artigos agrupados por assunto e selecionados conforme a qualidade e relevância com o tema proposto. Ao término dessa pesquisa, concluiu-se que a intolerância à lactose afeta muitas pessoas mundialmente, ocasionando uma baixa ingestão de cálcio. As pessoas que possuem o distúrbio devem buscar outros tipos de alimentos fontes desse mineral, pois a sua deficiência pode acarretar em prejuízos a saúde, em especial do tecido ósseo


Lactose is a disaccharide hydrolyzed by lactase enzyme that releases its monosaccharide components for absorption into the bloodstream. In the absence of this enzyme, lactose is fermented in the colon causing abdominal discomfort. The treatment is avoiding consumption of products rich in lactose or ingesting the enzyme lactase to milk products, or even to prefer products that lactose has been removed by fermentation. However, this reduction in the consumption of milk and dairy products may compromise the absorption of protein and calcium. This study aims to perform an update on lactose intolerance, with emphasis on epidemiology and major treatments, especially nutritional treatment that aims to prevent possible nutritional deficiencies. a literature search was conducted from national and international articles published by the PubMed database, SciELO and Google Scholar, using the following keywords: Deficiency Lactase, Epidemiology, Lactose intolerance and lactose. dated publications were selected from the year 2002 to 2014, and the articles grouped by subject and selected according to the quality and relevance to the theme. At the end of this research, it was concluded that lactose intolerance affects many people worldwide, causing a low calcium intake. People with the disorder should seek other sources of zinc because its deficiency can result in damage to health, especially of bone tissue


Assuntos
Deficiência de Cálcio , Intolerância à Lactose/epidemiologia , Intolerância à Lactose/terapia , Lactose , Intolerância à Lactose
2.
Rev. odonto ciênc ; 23(4): 360-364, out.-dez. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-500152

RESUMO

Objetivo: Este estudo determinou o efeito in situ de sacarose, lactose e glicose+frutose na colonização do esmalte por S. mutans e seu potencial cariogênico in vitro. Metodologia: Doze voluntários participaram da etapa in situ, tipo duplo-cego, cruzada, em quatro etapas de 48 horas. Dispositivos palatinos contendo três blocos de esmalte bovino receberam uma gota de substrato 4 vezes/dia. O biofilme formado foi inoculado em meio de cultura Mitis-Salivarius-Bacitracina (MSB) para determinação do número de colônias (UFC). No experimento in vitro, os açúcares e S. mutans foram adicionados ao meio Brain-Heart-Infusion; o pH foi aferido após 6, 12, 24, 48 horas; o peso úmido do biofilme foi determinado e inoculado em MSB. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significante na colonização pelos microorganismos no modelo in situ. No estudo in vitro, os meios contendo sacarose e lactose apresentaram maior número de colônias e de peso úmido de biofilme que glicose+frutose (P<0,05). O pH reduzido do meio foi mantido por maior período de tempo na presença de sacarose (48h/pH=4,4). Conclusão: Embora não tenha havido diferença de colonização por S. mutans frente à sacarose e lactose neste delineamento in situ, o estudo in vitro mostrou potencial cariogênico distinto das soluções testadas.


Purpose: This study evaluated the in situ effect of sucrose, lactose, and glucose+fructose on dental enamel colonization by S. mutans and its in vitro cariogenic potential. Methods: Twelve volunteers participated in a crossover double-blind in situ study, comprising four 48-hour stages. Acrylic resin appliances with three bovine enamel blocks received a drop of experimental solution 4 times/day. The biofilm formed was inoculated in Mitis-Salivarius-Bacitracin (MSB) culture to determine the number of colonies (CFU). In the in vitro experiment, the solutions and S. mutans were added to the Brain-Heart-Infusion medium; the pH was measured after 6, 12, 24, and 48 hours; the biofilm-wet weight was determined and inoculated in MSB. Results: There was no in situ effect of any solution on S. mutans colonization. The in vitro results showed that sucrose and lactose yielded larger number of colonies and biofilm wet-weight than glucose+fructose solution (P<0.05); sucrose samples sustained reduced pH values for a longer period of time (48 hours/pH=4.4). Conclusion: Although there was no difference of S. mutans colonization under sucrose and lactose challenge in situ, the study vitro showed different cariogenic potential of the tested solutions.


Assuntos
Humanos , Animais , Masculino , Feminino , Bovinos , Cárie Dentária , Frutose/efeitos adversos , Glucose/efeitos adversos , Técnicas In Vitro , Lactose/efeitos adversos , Streptococcus mutans , Sacarose/efeitos adversos , Estudos de Casos e Controles , Estudos Cross-Over , Modelos Animais de Doenças , Método Duplo-Cego
3.
CECADE news ; 2(3): 23-9, set.-dez. 1994.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-850571

RESUMO

São apresentados alguns dos substitutos da sacarose mais utilizados e que apresentam maior segurança. Neste intuito, destacam-se informações sobre as características e limitações de alguns substitutos da sacarose e agentes adoçantes


Assuntos
Edulcorantes/análise , Edulcorantes/química , Aspartame/análise , Ciclamatos/análise , Frutose/análise , Lactose/análise , Manitol/análise , Sacarina/análise , Sorbitol/análise , Xilitol/análise
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA