Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 19 de 19
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 55 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1102438

RESUMO

O tratamento endodôntico tem como objetivo eliminar a contaminação microbiana dos sistemas de canais radiculares (SCR) por meio da instrumentação mecânica e irrigação química (PMQ). Quando não for possível a resolução em uma única sessão, o SCR deverá ser preenchido com uma medicação intracanal para evitar a recolonização microbiana tardia. O presente estudo teve como objetivo avaliar a ação do hidróxido de cálcio, mundialmente utilizado como medicação intracanal, associado ao selênio (H.C + Se), em dentes portadores de necrose pulpar. A amostra foi composta por 60 pacientes que possuiam dentes com indicação de tratamento endodôntico, divididos em grupos (n=15): sem medicação intracanal (Empty); que foram medicados com hidróxido de cálcio (H.C), Selênio (Se) e hidróxido de cálcio + selênio (H.C + Se). Após a abertura coronária, 3 cones de papel absorvente foram inseridos no terço inicial do conduto e mantidos por 2 min para avaliação microbiana. Após o PMQ, novos cones foram introduzidos nos SCR, ultrapassando-se 2mm do ápice radicular, e mantidos no tecido perirradicular por 2min para a coleta do fluido intersticial periapical. A coleta foi novamente realizada 15 dias após o PMQ. A expressão gênica do mRNA do fragmento 16S de procariontes, das citocinas INF-γ, TNF-α, IL-1α, IL-17A, IL-10, IL-6 e MCP-1 foram quantificadas por PCR em tempo real. O mRNA 16S foi avaliado antes do PMQ e 15 dias após, nos grupos sem medicação e com medicação intracanal. A redução significativa da carga microbiana foi observada apenas no grupo com medicação intracanal (p<0,05). Observou-se um aumento da expressão gênica das citocinas (T15) TNF-α e IL-10 no grupo H.C+Se em comparação aos demais grupos (p<0,05). A expressão de mRNA de IFN-γ reduziu nos grupos tratados com as medicações (H.C, Se, H.C + Se). Conclui-se que o uso de medicação intracanal é imprescindível para se evitar a recolonização do SCR. A inclusão do selênio na pasta de hidróxido de cálcio resultou na potencialização da expressão de citocinas que permitirão o reparo dos tecidos perirradiculares.


Endodontic treatment aims to eliminate the microbial contamination of the root canal system (RCS) and is achieved with the use of mechanical instrumentation and chemical irrigation. When resolution in a single session is not possible, the RCS should be filled with intracanal medication to avoid subsequent recolonization. The present study aimed to evaluate the effect of calcium hydroxide, wich is used globally as an intracanal medication, in combination with selenium (CH + Se) as an intracanal medication in teeth with pulp necrosis. The sample consisted of 60 patients requiring endodontic treatment who were divided into groups: without intracanal medication (empty) and with medication; calcium hydroxide (CH), selenium (Se) and calcium hydroxide + selenium (CH + Se) (n = 15). After the coronary opening, three absorbent paper cones were inserted in the initial third of the RCS and maintained for 2min for microbial evaluation. After the cleaning and shaping procedures, new cones were introduced into the RCS, extending 2 mm from the root apex and were kept in the periradicular tissue for 2 min' to collect the periapical fluid. The collection was also performed 15 days later. Real time PCR was used to quantify the expression of the prokaryotic 16S ribosomal RNA gene. Additionally, the cytokines IFN-γ, TNF-α, IL-1α, IL-17A, IL-10, IL-6 and MCP-1 were also quantified by real-time PCR. The 16S mRNA was evaluated before the cleaning and shaping procedures and 15 days later in the groups treated with or without medication. A significant reduction in the microbial load was observed only in the intracanal group (p <0.05). There was an increase in the gene expression level of the cytokines (T15) TNF-α and IL-10 in the CH+ group compared to the other groups (p <0.05). The expression of IFN-γ mRNA was reduced in the groups treated with the medications (CH, Se, and CH + Se). The findings of the present study indicate that in the case of treatment over multiple sessions, the use of intracanal medication is essential to avoid the recolonization of the RCS. The inclusion of selenium with calcium hydroxide resulted in the potentiation of the anti-inflammatory phase of the periradicular tissues.


Assuntos
Tratamento do Canal Radicular , Selênio , Hidróxido de Cálcio , RNA Ribossômico 16S , Expressão Gênica , Citocinas , Quimiocinas , Irrigantes do Canal Radicular
2.
Belo Horizonte; s.n; 2018. 134 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1102261

RESUMO

Os povos indígenas compõem 305 etnias, distribuídas por todas as unidades federativas do Brasil. Esta diversidade cultural consiste em uma das maiores riquezas do país, mas, ao mesmo tempo, é também um grande desafio para a elaboração e implementação de políticas públicas específicas e diferenciadas. O objetivo deste estudo foi analisar o perfil epidemiológico de saúde bucal e a necessidade de tratamento endodôntico de indígenas das etnias SATERÉ MAWÉ, que vivem em Barreirinha-AM, e TIKUNA, residentes na zona urbana de MANAUS-AM. Após determinar a necessidade de tratamento endodôntico, este estudo comparou as respostas perirradiculares de infecções endodônticas entre membros de uma civilização ocidental, residentes em Belo Horizonte MG, e indígenas não miscigenados da etnia TIKUNA. Para a análise epidemiológica participaram do estudo 138 indivíduos, sendo 98 pertencentes à etnia TIKUNA e 40 SATERÉ-MAWE; distribuídos nos grupos etários de 7 a 50 anos ou mais. Para a analise imunológica das alterações perirradiculares das populações selecionas, coletaram-se as amostras clínicas em dentes portadores de necrose pulpar. Os indígenas da etnia Tikuna foram atendidos na Clínica de Endodontia da UNIP (Universidade Paulista), campus Manaus. Os membros da população ocidental foram atendidos nas clínicas da Faculdade de Odontologia da UFMG. As amostras foram coletadas imediatamente após a instrumentação do SCR, introduzindo-se cones absorventes nos SCR, 1 mm além do ápice radicular. Subsequentemente, as amostras foram transferidas para um tubo estéril, e mantidas na temperatura de - 70 º C até a sua análise. Utilizando-se o PCR em tempo real, avaliou-se a expressão das citocinas e quimiocinas TNF-, IL-1-, IL-9, INF-, IL-17, IL-10, CXCR-4, CCL-2/MCP-1 e CCR-6. Os resultados demonstram que, em relação à etnia SATERÉ-MAWÉ, na faixa etária de 7 a 12 anos, o CPO-d apresentou valor médio de 3.17. Comparando-se o índice CPO-d e a necessidade de tratamento endodôntico em cada uma das etnias, verificou-se que estas variáveis estão correlacionadas, uma vez que, à medida que o CPO-d aumentou, verificou-se um aumento na necessidade de tratamento endodôntico. Os molares prevaleceram dentre os os dentes mais acometidos por cárie e com necessidade de tratamento endodôntico. Quanto à análise imunológica, observou-se um aumento significativo na expressão gênica de TNF, CCL-2/MCP-1, CXCR4, e CCR6, após os procedimentos de limpeza e formatação dos SCR apenas na população ocidental. Os níveis de INF- aumentaram na 2a coleta na população indigena, enquanto, em ambas as populações, houve um aumento significativo na expressão de IL-10 e IL-17 após os procedimentos de limpeza e formataçao. Não observaram-se diferenças significativas entre as expressões de IL-1 , IL-9, e CCL4, entre a 1ª e 2ª coleta, em ambas as populações. Conclui-se que as populações indígenas encontram-se desasistidas, visto que o CPO-d de ambas as etnias se encontram acima dos padrões recomendados pela OMS, principalmente na faixa etária de 07 a 12anos. Ademais, o nível de escolaridade ainda é muito baixo nas populações indígenas analisadas, mesmo na comunidade Tikuna, situada na zona urbana de Manaus/AM. Finalmente, observaram-se padrões imunes distintos quando se comparou as respostas das comunidades ocidentais e Tikuna, sugerindo que os determinantes genéticos e ambientais devem ser mais bem avaliados no futuro.


The indigenous peoples comprise 305 ethnic groups, distributed by all the federative units of Brazil. This cultural diversity is one of the most significant assets of the country, but at the same time, it is also a great challenge for the elaboration and implementation of specific and differentiated public policies. The objective of this study was to analyse the epidemiological profile of oral health and the need for endodontic treatment of SATERÉ MAWÉ indigenous people living in Barreirinha-AM, and TIKUNA, living in the urban area of MANAUS-AM. After determining the need for endodontic treatment, this study compared the perirradicular responses of endodontic infections among members of western civilisation, living in Belo Horizonte - MG, and no - mixed indigenous TIKUNA. For the epidemiological analysis, the study consisted of 138 individuals, of whom 98 were TIKUNA ethnicity, and 40 were SATERÉ-MAWE ethnics; aged between 7 and 50 years or more. For the immunological analysis of the perirradicular alterations of the selected populations, the clinical samples were collected in teeth with pulp necrosis. The Tikuna Indians were treated at the Endodontics Clinic of UNIP (Universidade Paulista), Manaus campus. The members of the western population were attended in the clinics of the Faculty of Dentistry of UFMG. Samples were collected immediately after SCR instrumentation, introducing absorbent cones in the SCR, 1 mm beyond the root apex. Subsequently, the samples were transferred to a sterile tube and maintained at -70 ° C until analysed. Using the real-time PCR, the expression of cytokines and chemokines TNF-, IL-1-, IL-9, INF-, IL-17, IL-10, CXCR- 2 / MCP-1 and CCR-6. The results show that, concerning the ethnicity SATERÉ-MAWÉ, in the age group of 7 to 12 years, the CPO-d presented a mean value of 3.17. Comparing the CPO-d index and the need for endodontic treatment in each of the ethnicities, these variables were correlated, since, as CPO-d increased, there was an increase in the demand for endodontic treatment. The molars prevailed among the teeth most affected by caries and in need of endodontic treatment. As for the immunological analysis, a significant increase in the gene expression of TNF, CCL-2 / MCP-1, CXCR4, and CCR6 was observed after the SCR cleaning and formatting procedures only in the western population. INF- levels increased in the second collection in the Indian community, while in both people, there was a significant increase in the expression of IL-10 and IL-17 after the cleaning and shaping procedures. There were no significant differences between IL-1, IL-9, and CCL4, between the 1st and 2nd collection, in both populations. It is concluded that the indigenous people are disassociated, since the CPO-d of both ethnic groups is above the standards recommended by the WHO, especially in the age group from 07 to 12 years. Besides, the educational level is still shallow in the indigenous populations analysed, even in the Tikuna community, located in the urban area of Manaus / AM. Finally, distinct immune patterns were observed when comparing Western societies and Tikuna responses, suggesting that genetic and environmental determinants should be better evaluated in the future. Keywords: endodontic treatment, epidemiology, indigenous, cytokines, chemokines, periapical lesion.


Assuntos
Doenças Periapicais/epidemiologia , Expressão Gênica , Saúde Bucal , Citocinas , Quimiocinas , Cárie Dentária/epidemiologia , Povos Indígenas , Endodontia
3.
Belo Horizonte; s.n; 2017. 131 p. ilus, tab, graf.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-908672

RESUMO

A doença periapical inflamatória é uma sequela da infecção e necrose pulpar. Ela representa a resposta de defesa do hospedeiro à agressão proveniente do canal radicular. Assim, lesões periapicais crônicas se desenvolvem como resposta à manutenção da inflamação e à reabsorção óssea. As células T reguladoras (Treg) e células T helper (Th) 17 (Th17) têm papel fundamental na regulação da resposta imunológica. Forkhead box P3 (FoxP3) é o fator de transcrição para as células Treg, mas a diferenciação e maturação das células T naive em Treg ou Th17 depende também de citocinas específicas como o fator transformador de crescimento ß (TGF-ß), interleucina 10 (IL-10), interleucina 17 (IL-17), interleucina 6 (IL-6) e interleucina 21 (IL-21). Outras citocinas participam na modulação da atividade de Treg e Th17 como as quimiocinas CCL4 e CCL20 com função de recrutamento destas células para atuação no processo inflamatório. O papel de Treg e Th17 tem sido muito estudado em doenças autoimunes, mas ainda pouco avaliado na patogenia das lesões inflamatórias periapicais crônicas. Para este estudo foram utilizadas oitenta e sete amostras de tecido periapical humano para realização de análises morfológicas e dosagem de citocinas por meio de ensaio imunoenzimático (ELISA) (TGF-ß, IL10, IL-17, CCL4, CCL20). As amostras de tecido periapical foram coletadas de três grupos: grupo controle (dentes hígidos), grupo de dentes com necrose pulpar e lesão periapical e grupo de dentes com necrose pulpar sem lesão periapical. Observamos alta expressão de CCL4 e TGF-ß no grupo com lesão periapical quando comparado com os grupos sem lesão e uma correlação positiva entre CCL20 e IL-17, além de um aumento na expressão de CCL20 no grupo com lesão periapical quando comparado ao controle. Nossas observações implicam que essas duas características, tanto pró-inflamatórias quanto imunossupressoras, estão presentes na lesão periapical crônica, ocorrendo de maneira simultânea e com características de co-estimulação, como resultado do intenso trabalho da resposta imunológica do hospedeiro contra o processo inflamatório proveniente das bactérias intracanais e seus subprodutos.(AU)


Inflammatory periapical disease is a sequel of the infection and pulp necrosis. It represents the host defense response to aggression from the root canal. Chronic periapical lesions are developed in response to the maintenance of inflammation and bone resorption. Regulatory T cells (Tregs) and Th17 cells play a key role in regulating the immune response with opposite functions. Forkhead box P3 (FoxP3) is the master transcription factor for Treg cells, but differentiation and maturation of naive T cells in Treg or Th17 also depend on specific cytokines such as transforming growth factor ß (TGFß), interleukin 10 (IL -10), interleukin17 (IL-17), interleukin-6 (IL-6) and interleukin-21 (IL-21). Other cytokines participate in the modulation of the Treg and Th17 activity, as the chemokines CCL4 and CCL20 with function of recruitment of these cells to act in the inflammatory process. The role of Treg and Th17 has been better studied in autoimmune diseases, but sparsely evaluated in the pathogenesis of chronic periapical inflammatory lesions. Eighty-six human samples were used to perform histologic analysis and the cytokine dosage by enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) (TGF-ß, IL-10, IL-17, CCL4, CCL20) in the periapical tissue of three groups: control group, group of teeth with pulp necrosis and periapical lesion and group of teeth with necrosis without periapical lesion. We observed high expression of CCL4 and TGF-ß in the group with periapical lesion in comparison with the groups without lesion and demonstrated increased expression of CCL20 in the group with periapical lesion when compared to control. Our findings imply that these two characteristics, pro-inflammatory and immunosuppressive, are present in the chronic periapical lesion, occurring simultaneously and with co-stimulation characteristics, as a result of the intense actionof the host's immune response against the inflammatory process coming from intracanal bacteria and their by-products.(AU)


Assuntos
Quimiocinas , Citocinas , Doenças Periapicais , Periodontite Periapical , Tecido Periapical , Células Th17 , Necrose da Polpa Dentária
4.
Belo Horizonte; s.n; 2017. 47 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-883247

RESUMO

Este estudo tem como objeitvo Identificar a expressão gênica de um novo grupo de linfócitos T, as células Th9, caracteristicamente responsável por produzirem a IL-9 nos tecidos perirradiculares de indivíduos portadores de infecções endodônticas submetidos à terapia endodôntica de rotina, na presença e ausência de infecção assim como as citocinas TNF-α, IL-1. IL-9, INF-É£ e IL-10 e das quimiocinas CCL-2/MCP-1 e CCR-6 no fluido intersticial periapical de infecções de canais radiculares humanas. As amostras foram coletadas imediatamente após os procedimentos de limpeza e formatação e 7 dias mais tarde (após redução da carga microbiana intracanal) para caracterizar a expressão destes genes. A reação em cadeia da polimerase em tempo real demonstrou níveis significativamente maiores de marcadores de IL-1, IL-9, INF-É£, TNFα e IL-10 no dia 7 quando comparado com ao dia 0. Por sua vez, as quimiocinas CCL2/MCP-1 e CCR-6 e a citocina IL-17A não apresentaram diferenças significativas na expressão de mRNA entre os 2 períodos analisados. Ao analisar a variação clínica pós terapia endodôntica sobre a condição imune periapical, este estudo demonstrou que a resposta pró-inflamatória mediada por citocinas e quimiocinas parece ser modulada de forma IL-10/IL-9 dependente.


This study aims to identify the gene expression of a new group of T lymphocytes, Th9 cells, characteristically responsible for producing IL-9 in the periradicular tissues of individuals with endodontic infections submitted to routine endodontic therapy, in the presence and absence of infection as well as the cytokines TNF-α, IL-1. IL-9, INF-γ and IL-10 and CCL-2 / MCP-1 and CCR-6 chemokines in the periapical interstitial fluid of human root canal infections. Samples were collected immediately after cleaning and formatting procedures and 7 days later (after reduction of intracanal microbial load) to characterize the expression of these genes. Real-time polymerase chain reaction demonstrated significantly higher levels of IL-1, IL-9, INF-É£, TNF-α and IL-10 markers at day 7 compared to day 0. In turn, the CCL-2 / MCP-1 and CCR-6 chemokines and IL17A cytokine showed no significant differences in mRNA expression between the 2 periods analyzed. In analyzing the clinical variation after endodontic therapy on periapical immune status, this study demonstrated that the cytokine and chemokinemediated proinflammatory response appears to be modulated in a IL-10 / IL-9 dependent manner.


Assuntos
Periodontite Periapical , Linfócitos T , Expressão Gênica , Citocinas , Interleucina-9 , Quimiocinas , Necrose da Polpa Dentária
5.
Bauru; s.n; 2016. 127 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-882111

RESUMO

O Sistema renina-angiotensina (SRA) tem sido relatado como um importante modulador de processos inflamatórios e imunológicos, incluindo a doença periodontal (DP). Estudos sugerem neste sistema um eixo alternativo (ECA-2 /ANG(1-7) /MAS) que atuaria como um contra-regulador de efeitos mediados pelo clássico eixo (ECA /ANGII /AT1). Sabe-se que bactérias periodontopatogênicas, como a Porphyromonas gingivalis (Pg), possuem componentes bioativos de membrana (ex. lipopolissacarídeos-LPS) capazes de induzir uma forte resposta imune no hospedeiro devido à liberação de citocinas nas células, entre elas Interleucina (IL)- 1ß. Neste contexto, fibroblastos são as células mais abundantes nos tecidos periodontais e possuem em sua superfície celular receptores necessários para o reconhecimento da invasão bacteriana, ativando cascatas intracelulares, que levam à produção de citocinas. O objetivo deste estudo foi verificar se os eixos ECA/ ANGII/ AT1 e ECA-2/ ANG(1-7)/ MAS contribuem para a produção e/ ou regulação de citocinas inflamatórias (CI) por fibroblastos de gengiva humana (HGF) e ligamento periodontal humano (HPLF) estimulados por IL-1ß. Após o pré-tratamento com Losartan e Ang (1-7) ou silenciamento mediado por RNA de interferência (RNAi) de AT1, HGF e HPLF foram estimulados por IL-1ß por 3 horas (RNAm) ou 24 horas (proteína). Expressão de RNAm para AT1, MAS, ECA, ECA-2, IL-1ß, TNF-α, IL-6, IL-8, IL-10, TGF-ß, CXCL12, RANK-L e OPG foram avaliados por RT-qPCR e das proteínas IL-6, IL-8, ECA e ECA-2 por ELISA. Foi realizado também Western Blot para detecção de AT1 e ECA nos extratos celulares e dosagem de nitrito no sobrenadante das culturas. Ambos os subtipos de fibroblastos mostraram aumento da expressão de RNAm para AT1, IL-1ß, IL-6, IL-8, TNF-α e OPG, quando estimulados por IL-1ß. No entanto, apenas em HPLF foi observado aumento para MAS, ECA e TGF-ß. Losartan e Ang (1-7) não modularam o transcrito, a secreção de CI e nem a produção de nitrito no sobrenadante das culturas, tanto em HGF como em HPLF. O silenciamento do receptor AT1 reduziu a secreção de IL-6 e IL-8 induzida por IL-1ß em cultura de HGF e HPLF e aumentou a expressão gênica de OPG somente em HGF. Estes resultados sugerem que o silenciamento de AT1, mas não o bloqueio farmacológico deste receptor pelo antagonista Losartan, em HGF e HPLF, pode controlar a produção de IL-6 e IL-8, que por sua vez contribuem para a patogênese periodontal.(AU)


The renin-angiotensin system (RAS) has been reported as an important modulator of inflammatory and immune responses, including periodontal disease (PD). Studies suggest an alternative axis as part of this system (ACE-2 / ANG (1-7) / MAS) that would act as counter-regulatory to the classical axis (ECA / ANGII / AT1). It is known that periodontal bacteria such as Porphyromonas gingivalis (Pg) have bioactive components in their membrane (such as lipopolysaccharide-LPS) capable of inducing a strong immune response in the host due to the release of cytokines in cells, including interleukin (IL) - 1ß. In this regard, fibroblasts are the most abundant cells in periodontal tissues and receptors needed for the recognition of bacterial invasion by activating intracellular cascades that lead to cytokine production. The aim of this study was to determine whether the axes ACE / ANGII / AT1 and ACE-2 / ANG (1-7) / MAS contribute to the production and / or regulation of inflammatory cytokines (IC) by fibroblasts of human gingiva (HGF) and human periodontal ligament (HPLF) stimulated IL-1ß. After pre-treatment with Losartan, Ang (1-7) or silencing mediated by RNA interference (RNAi) of AT1, HGF and HPLF were stimulated by IL-1ß for 3 hours (RNAm) or 24 hours (protein). Expression mRNA for AT1, MAS, ACE, ACE-2, IL-1ß, TNF-α, IL-6, IL-8, IL-10, TGF-ß, CXCL12, RANK-L and OPG was assessed by RT- qPCR and proteins IL-6, IL-8, ACE and ACE-2 by ELISA. Western Blot for the detection of AT1 and ECA and dosage of nitrite was also performed. Experiments stimulated by IL-1ß showed a positive control for gene expression AT1, IL-1ß, IL-6, IL-8, TNF-α and OPG in HGF and HPLF and MAS, ACE and TGF-ß only HPLF. Losartan and Ang (1-7) did not modulate the transcription and secretion of IC and no nitrite production in the culture supernatant of HGF and HPLF. The silencing AT1 reduced IL-6 secretion and IL-8 induced by IL- ß in cultured HGF and HPLF and increased OPG gene expression only HGF. These results suggest that silencing AT1, but not pharmacological blockade of this receptor by Losartan in HPLF and HGF, can control the production of IL-6 and IL-8, which in turn contribute to the pathogenesis of periodontal disease.(AU)


Assuntos
Humanos , Quimiocinas/metabolismo , Citocinas/metabolismo , Fibroblastos/fisiologia , Interleucina-1beta/fisiologia , Sistema Renina-Angiotensina/fisiologia , Análise de Variância , Bloqueadores do Receptor Tipo 1 de Angiotensina II/farmacologia , Angiotensina II/análise , Angiotensina II/fisiologia , Angiotensina I/análise , Angiotensina I/fisiologia , Western Blotting , Células Cultivadas , Quimiocinas/análise , Citocinas/análise , Gengiva/citologia , Losartan/farmacologia , Fragmentos de Peptídeos/análise , Fragmentos de Peptídeos/fisiologia , Peptidil Dipeptidase A/análise , Peptidil Dipeptidase A/fisiologia , Ligamento Periodontal/citologia , Reação em Cadeia da Polimerase , Proteínas Proto-Oncogênicas/análise , Proteínas Proto-Oncogênicas/fisiologia , Receptor Tipo 1 de Angiotensina/análise , Receptor Tipo 1 de Angiotensina/fisiologia
6.
São Paulo; s.n; 2015. 71 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867899

RESUMO

A ulceração aftosa recorrente (UAR) é considerada a doença ulcerativa mais frequente da cavidade bucal. Sua etiopatogenia ainda não está plenamente esclarecida, embora inúmeros fatores locais e sistêmicos já tenham sido a ela associados. Recentemente, a resposta imune anormal do tipo celular tem sido considerada a responsável pela lesão bucal na UAR, favorecendo uma resposta imunológica pró-inflamatória do tipo Th1, em conjunto com alterações em linfócitos T regulatórios. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi realizar análise da expressão gênica da FOXP3, MIP-3? e Interleucinas 2, 10 e 35 em pacientes com ulceração aftosa recorrente, por meio de estudo caso-controle. Os pacientes do grupo caso apresentavam quadros frequentes de UAR com pelo menos um ano de manifestação de surtos ulcerativos e história negativa de condições sistêmicas ou locais interferentes com a expressão das UAR. Estes foram submetidos a biópsia de lesão ulcerativa recente para a análise molecular. Os pacientes do grupo controle apresentavam história negativa de UAR, mucosa clinicamente saudável, e doaram voluntariamente fragmento de mucosa saudável para análise molecular, quando submetidos a procedimentos cirúrgicos como exodontia de terceiros molares ou biópsias ósseas. Todos os pacientes foram incluídos no grupo de pesquisa apenas após anuência


com termo de consentimento livre e esclarecido. Submeteram-se a exame clínico, realizaram exames complementares para controle da saúde geral e suporte diagnóstico. Onze pacientes UAR e três controles voluntários compuseram a casuística estudada, sendo submetidos a biópsia de lesões de UAR ou de mucosa de revestimento sadia. As amostras de tecido bucal foram submetidas aos procedimentos laboratoriais de extração do RNA e análise da expressão gênica da FOXP3, MIP-3? e Interleucinas 2, 10 e 35 por meio da técnica de RT-PCR em tempo real. Não houve diferença significativa na expressão dos genes estudados entre as amostras de portadores de UAR e controles sadios. Concluímos que os genes aqui avaliados não parecem desempenhar papel distintivo na fase ulcerativa inicial das UAR, entretanto estudos adicionais são recomendados a fim de se verificar a real participação desses agentes da inflamação na expressão da doença.


Recurrent aphthous ulcers (RAU) is the most common ulcerative disease of the oral cavity. Its pathogenesis is poorly understood yet, although numerous local and systemic factors have been associated with it. Recently, abnormal immune response of cellular type has been considered responsible for the RAU oral lesions, promoting a pro-inflammatory immune response Th1-type, in conjunction with changes in regulatory T cells. Thus, the aim of this study was to analyze the gene expression of FOXP3, MIP-3? and interleukins 2, 10 and 35 in patients with recurrent aphthous ulceration through a case-control study. The case group of patients presented frequent RAU bouts with at least one year of manifestation of ulcerative outbreaks and negative history of local or systemic conditions interfering with the RAU expression. These patients were submitted to a biopsy procedure of a recent ulcerative lesion for molecular analysis. Patients in the control group presented no history of RAU, and agreed with a donation of a healthy mucosa fragment for molecular analysis when undergoing surgical procedures such as extraction of third molars or bone biopsies.


All patients were included in the research group only after agreement with an informed consent. All subjects underwent clinical examination and were submitted to additional lab tests to check overall health and support diagnosis. Eleven RAU patients and three control volunteers composed the sample size and undergone biopsy of RAU lesions or healthy mucosal lining. The oral tissue samples were submitted to the laboratory procedures of RNA extraction and analysis of gene expression of FOXP3, MIP-3? and interleukins 2, 10, 35 by real time RT-PCR. There was no significant difference in gene expression between the studied samples of patients with RAU and healthy controls. It was concluded that the genes evaluated do not seem to play distinctive role in the initial ulcerative phase of RAU, however further studies are recommended in order to verify the actual participation of these inflammation agents in RAU expression.


Assuntos
Citocinas/uso terapêutico , Estomatite Aftosa/complicações , Estomatite Aftosa/diagnóstico , Interleucinas/administração & dosagem , Reação em Cadeia da Polimerase , Quimiocinas/uso terapêutico
7.
Belo Horizonte; s.n; 2014. 159 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-715980

RESUMO

A periodontite crônica (PC) é a principal forma de doença periodontal destrutiva e resulta da interação entre bactérias e resposta inflamatória do hospedeiro, podendo ser afetada por fatores ambientais como o fumo. o objetivo do estudo foi avaliar a expressão de citocinas e quimiocinas, assim como a densidade de células dendríticas (CDs) imaturas e maduras, e densidade do infiltrado inflamatório no tecido gengival de indivíduos não-fumantes (NF) e fumantes (F), diagnosticados com periodontite crônica. O estudo foi aprovado pelo COEP-UFMG (423/11) e foram recrutados 24 indivíduos NF e 21 F...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Citocinas/análise , Fumar/efeitos adversos , Periodontite Crônica/complicações , Quimiocinas/análise , Células Dendríticas/classificação
9.
Belo Horizonte; s.n; 2014. 56 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-790310

RESUMO

Objetivo: analisar a expressão de integrina alfa2, mediadores moleculares, citocinas e quiocinas, a partir de células presentes no líquido interstical periapical adjacente e dentes portadores de infecção dos canais radiculares. Metodologia: os 13 pacientes incluídos no estudo foram encaminhados à Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte, MG, Brasil). As amostras foram retiradas de dentes com necrose pulpar e nenhum paciente apresentou sintomas periapicais agudos no momento das coletas (...) Resultados: Observaram-se níveis significativamente mais baixos de TNF-α, CCL5, CCL2 / MCP-1 e IL8 em dentes com cargas bacterianas redusidas...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Anti-Inflamatórios/uso terapêutico , Cavidade Pulpar/patologia , Periodontite Periapical/terapia , Quimiocinas , Citocinas , Líquido Extracelular
10.
Belo Horizonte; s.n; 2012. 71 p. ilus.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-710794

RESUMO

Introdução: A eliminação de microorganismos do sistema de canais radiculares infectados é uma etapa crucial que envolve o complexo debridamento mecânico-químico e a utilização de uma medicação intracanal. O hidróxido de cálcio vem sendo indicado nestes casos por ser estável por longos períodos, por possuir boa biocompatibilidade, ser bactericida em uma área limitada, além de induzir a formação de tecido mineralizado e ser efetivo contra a formação de exsudados inflamatórios. A Clorexidina (CHX) é uma molécula hidrofóbica e lipofílica positivamente carregada, que vem sendo utilizada como solução irrigadora e medicação intracanal...


Assuntos
Clorexidina/uso terapêutico , Hidróxido de Cálcio/uso terapêutico , Irrigantes do Canal Radicular/administração & dosagem , Irrigantes do Canal Radicular/análise , Citocinas/uso terapêutico , Quimiocinas/uso terapêutico
11.
Bauru; s.n; 2011. 98 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-865848

RESUMO

Fibroblastos são as células mais numerosas encontradas nos tecidos orais como gengiva, ligamento periodontal e polpa dental. Além de exercerem função estrutural, estas células também desempenham papel importante na resposta imune destes tecidos através do reconhecimento de antígenos e produção de mediadores inflamatórios e citocinas. Evidências apontam ainda para o fato de que fibroblastos não constituem um grupo único de células. Sendo assim, os objetivos deste estudo foram: (I) avaliar a produção diferencial de fibroblastos de gengiva, ligamento periodontal e polpa dental de dentes permanentes e decíduos quanto à produção das quimiocinas CCL3 e CXCL12; (II) avaliar a produção de pró-colágeno I pelas células de polpa e (III) avaliar a expressão diferencial dos fibroblastos quanto a microRNAs. Dentes recentemente extraídos (terceiros molares hígidos) e fragmentos de gengivas saudáveis de três pacientes adultos foram obtidos no Laboratório de Farmacologia e Fisiologia Clínica da Faculdade de Odontologia de Bauru. Caninos decíduos de dois pacientes com indicação para extração por motivos ortodônticos foram obtidos na Clínica de Odontopediatria da mesma unidade. Culturas primárias de fibroblastos de gengiva (n=3), ligamento periodontal (n=3) e polpa de dente permanente (n=3) e polpa dental de dente decíduo (n=2) foram estabelecidas a partir de tecidos humanos por meio de técnica de explant. Após a quarta passagem, a produção de CCL3 e de CXCL12 foi avaliada após estímulo com concentrações crescentes (0 10 µg/mL) de ácido lipoteicóico de Enterococcus faecalis (EfLTA), lipopolissacarídeo de Porphyromonas gingivalis (PgLPS) ou LPS de Escherichia coli (EcLPS) por ELISA após 1, 6 e 24 h. O RNAm para as quimiocinas no grupo estimulado com EcLPS por 24 h foi avaliado por transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase quantitativa. A produção de pró-colágeno I por células de polpa estimuladas com EfLTA e PgLPS foi avaliada por imunofluorescência. O perfil...


Fibroblasts are the dominant cells within oral tissues such as gingiva, periodontal ligament and dental pulp. Besides the architectural maintenance of the connective tissues, fibroblasts are also involved in connective tissue immune response through antigen recognition and production of inflammatory mediators and cytokines. Recent studies also demonstrated that fibroblasts do not constitute a unique group of cells. Taken this togeter, the objectives of the present study were: (I) to evaluate the production of the chemokines CCL3 and CXCL12 by human gingival, periodontal ligament as well as permanent and deciduous dental pulp fibroblasts; (II) to evaluate the production of procollagen I by dental pulp fibroblasts and (III) to evaluate the differential pattern of expression of microRNAs by the oral fibroblasts. Recently extracted teeth (non-carious third molars) and fragments of healthy gingiva from three adults were obtained at the Laboratory for Clinical Pharmacology and Physiology at Dental School of Bauru. Deciduous canines from two patients with orthodontic indication for extraction were obtained at Pediatrics Clinics of Dental School of Bauru. Primary cultures of fibroblasts from gingiva (n=3), periodontal ligament (n=3) as well as permanent pulp (n=3) and deciduous pulp (n=2) were established through an explant technique. After the fourth passage, fibroblasts were challenged with increasing concentrations (0 10 µg/mL) of Enterococcus faecalis lipoteichoic acid (EfLTA), Porphyromonas gingivalis lipopolysaccharide (PgLPS) or Escherichia coli LPS (EcLPS) for 1, 6 and 24 h. The chemokines were assessed through ELISA while the mRNA for CCL3 and CXCL12 (EcLPS at 24 h) were assessed through reverse transcription followed by quantitative polymerase chain reaction. The expression of microRNAs was screened through a microarray assay. The production of CCL3 on cell supernatants was detected in all cellular groups, with higher amounts at gingival fibroblasts...


Assuntos
Humanos , Fibroblastos/metabolismo , Gengiva/citologia , Ligamento Periodontal/citologia , Polpa Dentária/citologia , Pró-Colágeno/biossíntese , Quimiocinas/biossíntese , Análise de Variância , Antígenos de Bactérias/metabolismo , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Imunofluorescência , Técnicas In Vitro , Reação em Cadeia da Polimerase
12.
Bauru; s.n; 2011. 110 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-865851

RESUMO

A doença enxerto contra hospedeiro (GVHD) é uma complicação comum nos pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoiéticas (TCTH), sendo considerada a maior causa de morbidade e mortalidade nesses pacientes. O principal objetivo do presente estudo foi relacionar a concentração de células de Langerhans em mucosa bucal de pacientes com GVHDc bucal com a expressão da quimiocina CCL20 e de seu receptor CCR6 no epitélio bucal, a fim de elucidar os mecanismos biológicos envolvidos no recrutamento das células de Langerhans na GVHDc. Foram selecionados fragmentos obtidos por biópsia de mucosa bucal de 60 pacientes onco-hematológicos e hematológicos submetidos previamente ao transplante de células tronco hematopoiéticas no Hospital Amaral Carvalho, Jaú SP, onde 30 pacientes desenvolveram GVHDc em mucosa bucal (Grupo 1) e 30 não desenvolveram GVHDc (Grupo 2). Amostras obtidas a partir de 30 biópsias de lesões não inflamatórias em mucosa bucal constituíram o Grupo Controle (Grupo 3). Cortes microscópicos foram avaliados em coloração de rotina Hematoxilina e Eosina, e submetidos à técnica imuno-histoquímica, utilizando-se anticorpos monoclonais anti-CD1a e anti-CCR6, e anticorpos policlonais anti-CCL20. As células de Langerhans CD1a+ foram quantificadas no epitélio da mucosa bucal, e os resultados demonstraram um maior número destas células nos pacientes com GVHDc quando comparados àqueles sem GVHDc e ao Grupo Controle (p<0,001). A análise da imunomarcação das moléculas CCR6 e CCL20 foi subjetiva com aplicação de escores. Quanto à molécula CCR6, houve maior expressão no Grupo 1 (p<0,001) em comparação aos outros Grupos; porém, quanto à expressão de CCL20, não houve diferença estatística entre os três Grupos (p=0,108). Estes resultados sugerem que o aumento das células de Langerhans, na doença enxerto contra hospedeiro crônica, em mucosa bucal, pode estar associado a maior expressão do receptor CCR6. Possivelmente, o maior recrutamento de células de...


The graft versus host disease (GVHD) is a common complication in patients undergoing hematopoietic stem cell transplantation (HSCT), and considered a major cause of morbidity and mortality in these patients. The main objective of this study was to compare the concentration of Langerhans cells in oral mucosa of patients with oral chronic GVHD (GVHDc) with the expression of the chemokine CCL20 and its receptor CCR6 in oral epithelium, in order to clarify the biological mechanisms involved in the recruitment of Langerhans cells in GVHDc. We selected 60 biopsies of oral mucosa from onco-hematological and hematological patients submitted to prior hematopoietic stem cell transplantation at Hospital Amaral Carvalho, Jaú - SP from which 30 patients developed GVHDc in the oral mucosa (Group 1) and 30 did not develop GVHDc (Group 2). The Control Group (Group 3) was obtained from 30 biopsies of non-inflammatory lesions of oral mucosa. Microscopic sections were evaluated in routine Hematoxylin and Eosin staining, and submitted to immunohistochemistry using anti-CD1a and anti-CCR6 monoclonal antibodies, and anti-CCL20 polyclonal antibody. The Langerhans cells (CD1a+) were quantified in the epithelium of the oral mucosa, and the results showed a greater number of these cells in patients with GVHDc compared to those without GVHDc and the Control Group (p<0.001). Analysis of immunostaining of molecules CCL20 and CCR6 were subjective with application of scores. The expression of CCR6 molecule was more significant in Group 1 (p<0.001) compared to other groups, but in relation to CCL20 expression, there was no statistical difference between the three groups (p=0.108). These results suggest that the increase of Langerhans cells in GVHDc affecting oral mucosa may be associated with increased expression of the receptor CCR6. We suggest that the increased recruitment of Langerhans cells to the oral mucosa in patients with transplanted bone marrow contributes...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Células de Langerhans/patologia , Doença Enxerto-Hospedeiro/patologia , Mucosa Bucal/patologia , Quimiocinas/biossíntese , /biossíntese , Biópsia , Doença Enxerto-Hospedeiro/metabolismo , Biomarcadores/metabolismo , Mucosa Bucal/metabolismo , Distribuição por Sexo , Estatísticas não Paramétricas , Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas/efeitos adversos
14.
Bauru; s.n; 2009. 103 p. graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-864716

RESUMO

O desenvolvimento da doença periodontal (DP) é influenciado pela resposta imunológica do hospedeiro frente ao desafio bacteriano. Apesar da função protetora de tal resposta frente à infecção, a mesma leva à destruição dos tecidos periodontais. Neste estudo, analisamos o papel de MIP-1a na imunomodulação da DP experimental em camundongos. Camundongos C57Bl/6 (WT) infectados com A. actinomycetemcomitans desenvolveram uma intensa reação inflamatória e severa reabsorção óssea alveolar, associada a uma alta expressão de MIP-1a e uma intensa migração de células CCR5+ e CCR1+ para os tecidos periodontais. Além disso, verificamos que uma intensa expressão de citocinas inflamatórias (TNF-'alfa') e do tipo Th1 (IFN-'gama'), RANKL e MMPs estava associada à progressão da doença. Entretanto, camundongos geneticamente modificados para não expressar MIP-1'alfa'(MIP-1'alfa'KO), quando infectados com A. actinomycetemcomitans, apresentaram um padrão de resposta muito semelhante aos animais WT. De fato, a ausência de MIP-1'alfa' não interferiu na migração de células inflamatórias para os tecidos periodontais e na reabsorção óssea alveolar nos camundongos infectados. Semelhantemente, a expressão de citocinas (TNF-'alfa', IFN-'gama' e IL-10), dos fatores osteoclastogênicos (RANKL e OPG) e das MMPs e seus inibidores (MMP-1, MMP-2, MMP-3, TIMP-1 e TIMP-3) foram similares entre os camundogos das linhagens WT e MIP-1'alfa'KO.


Além disso, a ausência de MIP-1a não interferiu no controle da infecção por A. actinomycetemcomitans como demonstrado pela similaridade na quantidade de carga bacteriana presente nos tecidos e nos níveis de MPO e iNOS. Os resultados obtidos podem ser explicados pela relativa redundância no sistema quimiocinas/receptores de quimiocinas, onde mais de uma quimiocina pode ligar-se ao mesmo receptor. De fato quimiocinas como MIP-1ß e RANTES, que utilizam os mesmos receptores de MIP-1'alfa' (CCR5 e CCR1), presentaram-se intensamente expressas nos tecidos periodontais dos camundongos infectados com A. actinomycetemcomitans, independentemente da ausência de MIP-1'alfa'. De fato, camundongos tratados com Met-RANTES, um antagonista específico dos CCR5 e CCR1, resultou em uma redução significativa no influxo de células inflamatórias e perda óssea alveolar quando comparados com os camundongos não tratados. Nossos resultados demonstraram que a ausência de MIP-1'alfa' não afeta o desenvolvimento da doença periodontal experimental em camundongos, provavelmente pela presença de quimiocinas homólogas que suprem sua ausência.


Periodontal disease (PD) development is highly influenced by the host immune response to the bacterial challenge. Despite the protective role of this response against infectious agents it leads to periodontal tissues destruction. In this study, we analyzed the role of chemokine MIP-1'alfa' on the immunomodulation of experimental PD in mice. C57Bl/6 (WT) mice infected with A. actinomycetemcomitans developed an intense inflammatory reaction and severe alveolar bone resorption, associated with a high expression of MIP-1'alfa' and the migration of CCR5+ and CCR1+ cells to the periodontal tissues. In addition, an intense expression of Th1 (IFN-'gama') and inflammatory (TNF-'alfa') cytokines, RANKL and MMPs are associated with the disease progression. However, mice genetically deficient of MIP-1'alfa' (MIP-1'alfa'KO), when infected with A. actinomycetemcomitans, developed a very similar response pattern to that observed for WT strain. Indeed, the absence of MIP-1'alfa' does not interfere in inflammatory cells migration to periodontal tissues and alveolar bone resorption in response to A. actinomycetemcomitans infection. Similarly, the expression of cytokines (TNF- 'alfa', IFN-'gama' and IL-10), osteoclastogenic factors (RANKL and OPG) and MMPs and its inhibitors (MMP-1, MMP-2, MMP-3, TIMP-1 and TIMP-3) was similar between WT and MIP-1'alfa'KO strains.


Furthermore, the lack of MIP-1'alfa' does not interfere in the control of A. actinomycetemcomitans infection as demonstrated by the similar bacterial load, and similar levels of the antimicrobial MPO and iNOS. Such results can be explained by the relative redundancy of chemokine system, where more than one chemokine can bind to the same receptor. Indeed, chemokines, such as MIP-1ß and RANTES, which use the same receptors used by MIP-1a (CCR1 and CCR5), are intensely expressed in periodontal tissues of mice infected with A. actinomycetemcomitans, regardless of the absence of MIP-1'alfa'. In accordance, the treatment of mice with Met-RANTES, a specific antagonist of the receptors CCR5 and CCR1, resulted in a significant reduction in the influx of inflammatory cells and alveolar bone loss when compared with untreated mice. Our results demonstrate that the absence of MIP-1a does not affect the development of experimental periodontitis in mice, probably due to the presence of homologous chemokines that overcome the absence of this chemokine.


Assuntos
Animais , Masculino , Camundongos , Aggregatibacter actinomycetemcomitans , Doenças Periodontais , Periodontite , Quimiocinas/imunologia , Receptor Ativador de Fator Nuclear kappa-B
15.
Bauru; s.n; 2009. 115 p.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-864903

RESUMO

As doenças periodontais (DP) afetam os tecidos de suporte dos dentes e são desencadeadas por micro-organismos gram-negativos anaeróbios presentes no biofilme periodontal. A evolução da doença é influenciada pela resposta inflamatória e imunológica do hospedeiro e envolve a participação de diversos tipos celulares, que atuam no micro ambiente local modulando a resposta do hospedeiro em busca do controle da infecção. Acredita-se que citocinas inflamatórias, quimiocinas e seus receptores estão envolvidos na migração celular para os tecidos periodontais, contudo, pouco se sabe sobre os mecanismos de determinação de resistência ou susceptibilidade às DP; ou no desencadeamento do dano tecidual decorrente da resposta. Neste projeto, avaliou-se o papel das células CCR5+ na DP experimental induzida pela inoculação oral de Aggregatibacter actinomycetemcomitans em camundongos C57BL/6 wild type e camundongos CCR5-knockout. Os resultados mostram que a maioria das células CCR5+ possuem fenótipo compatível com células T do subtipo Th1, devido a co-expressão de CD3 e CXCR3; além de co-expressarem RANKL. Na ausência das células CCR5+, houve uma significativa diminuição da migração de células inflamatórias totais e RANKL+ para os tecidos periodontais, diminuição da reabsorção óssea alveolar, diminuição dos níveis de expressão de citocinas pró-inflamatórias TNFα-, IL-1β e IFN-γ, assim como diminuição na expressão de MMP-1, MMP-2 e MMP-13. Sua ausência não interferiu no controle da infecção periodontal apesar da diminuição dos níveis de iNOS.


Estes resultados conduzem à conclusão de que a maioria das células CCR5+ são células T do subtipo Th1, que atuam como importantes moduladoras das citocinas TNFα-, IL-1β e IFN-γ, das metaloproteinases de matriz MMP-1, MMP-2 e MMP-13, e que também expressam e modulam a expressão de RANKL, tendo participação importante na imunopatogenese da DP experimental, sem interferir no controle da infecção periodontal. Estes fatos tornam as células CCR5+ potenciais alvos para intervenção terapêutica visando ao controle das doenças periodontais.


The periodontal diseases (PD) affect the supportive tissues of the teeth and are triggered by periodontopathogens present in the dental biofilm. The clinical outcome is highly influenced by the host inflammatory and immune response with participation of many cellular types, that act in the local microenvironment modulating the host response to control the infection. Inflammatory cytokines, chemokines and its receptors are thought to be involved in the cellular migration to the periodontal tissues, but there is little knowledge about the mechanisms of determination of resistance or susceptibility to the PD and in the triggering of tissue damage by immune response components. This study evaluated the role of CCR5+ cells in the experimental PD induced by oral inoculation of Aggregatibacter actinomycetemcomitans in C57BL/6 wild type mice and CCR5-knockout mice. The phenotypic analysis of inflammatory infiltrate demonstrated that the most of CCR5+ cells coexpress CD3 and CXCR3, suggesting a phenotype compatible with Th1-type cells, and also co-express RANKL. In the absence of CCR5+ cells there was a significant overall reduction of inflammatory cells and RANKL+ cells influx to the periodontal tissues, reduction in the alveolar bone resorption, reduction in the levels of pro-inflammatory cytokines TNFα-, IL-1β and IFN-γ expression, as a reduction in the expression of MMP-1, MMP-2 and MMP-13.


The absence of CCR5+ cells did not impair the control of periodontal infection, despite the reduction of iNOS levels. In conclusion, these data demonstrate that the most of CCR5+ cells are Th1 cells, which act as important modulators of TNFα-, IL-1β and IFN-γ, MMP-1, MMP- 2 and MMP-13 levels, and which also express and modulate the expression of RANKL, playing an important role in the immunopathogenesis of experimental PD, without impairing the control of periodontal infection. These facts point to CCR5+ cells as potentials targets to therapeutic interventions aimed to control periodontal diseases.


Assuntos
Animais , Masculino , Camundongos , Aggregatibacter actinomycetemcomitans/imunologia , Doenças Periodontais/imunologia , Doenças Periodontais/microbiologia , Reabsorção Óssea , Citocinas/imunologia , Quimiocinas/imunologia , Células Th1
17.
Araçatuba; s.n; 2009. 98 p. graf, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-865230

RESUMO

O objetivo do presente estudo foi investigar o papel dos Mastócitos (MAST) na resposta tecidual de camundongos com Diabetes Mellitus (DM) submetidos a Doença Periodontal (DP). Os camundongos foram pré-tratados com uma dose única de estreptozotocina (STZ) para indução do DM. Para avaliar o papel dos MAST no controle da DP, os camundongos foram depletados de MAST pelo tratamento com composto 48/80. Subsequentemente foi realizada a indução da DP nos camundongos com DM e controles pela ligadura dos primeiros molares homólogos. Após um período de 7 e 14 dias os animais foram sacrificados para coleta das amostras para ensaios subseqüentes. Os níveis de reabsorção óssea dos camundongos diabéticos e normais foram avaliados radiograficamente para confirmação da presença da DP. O recrutamento de Neutrófilos (NE) foi avaliado pela produção da enzima Mieloperoxidase (MPO) no tecido gengival. Os níveis de IFN-g, IL-4, RANTES/CCL5, KC/CXCL1 e Linfotactina/ XCL1 nos tecidos gengivais e IFN-g e IL-4 no plasma foram avaliados pelo método imunoenzimático (ELISA). Os resultados mostram que animais diabéticos com DP apresentaram após 14 dias da indução da DP uma perda óssea significativa quando comparado ao grupo controle, diferentemente do grupo de 7 dias. Esta perda foi potenciada nos animais diabéticos com DP depletados de MAST. Verificou-se elevados níveis de MPO nos animais normais e com DM após 14 dias da indução da DP. Nos animais com DM e com DP tratados com 48/80 foi observada uma redução parcial dos níveis de MPO. A produção de IFN-g, IL-4, RANTES/CCL5, KC/CXCL1 e Lin-fotactina/XCL1 foi observada nos animais diabéticos independente da indução da DP após o período 7 e 14 dias. Conclui-se então que o DM favoreceu o aumento da perda óssea e o recrutamento de neutrófilos na DP. Como também induziu a produção de altos níveis dos mediadores inflamatórios tais como IFN-γ, IL-4, RANTES/CCL5, KC/CXCL1 e Linfotactina/XCL1, independente da presença de DP. A ausência dos MAST...


The aim of this study was to investigate the role of Mast cells (MAST) on the tissue response in mice with Diabetes Mellitus (DM) submitted to Periodontal Disease (PD). The mice were pretreated with a single dose of streptozotocin (STZ) for the induction of DM. To evaluate the role of MAST in the PD, the mice were depleted of MAST by a pretreatment with compound 48/80. Subsequently, PD was induced in diabetic and normoglycemics mice by using a ligature around the first molars homologous. Seven and fourteen days after the surgery, the animals were sacrificed and the samples were collected for the subsequent experiments. The levels of bone resorption in diabetic and normoglycemic mice with PD were radiographically evaluated to confirm the presence of the PD. Neutrophil migration (NE) was quantified by the presence of the MPO enzyme in the gingival tissue. The levels of IFN-g, IL-4, RANTES/CCL5, KC/CXCL1 and Lymphotactin/XCL1 from gingival tissues and plasma were evaluated by Enzyme- Linked Immunosorbent Assay (ELISA). The results showed that diabetic mice had a significant bone resorption 14 days after the induction of PD when compared to normoglycemics mice. This bone resorption was higher in the diabetic MAST-cell depleted mice with PD. The level of MPO was higher in diabetic and normoglycemic mice 14 days after the induction of PD. Furthermore, it was observed a partial reduction of MPO levels in diabetic mice with PD treated with compound 48/80. The level of IFN-g, IL-4, RANTES/CCL5, KC/CXCL1 and Lymphofotactin/XCL was observed in diabetic mice independently of the induction of PD after 7 or 14 days. In conclusion, DM increased bone resorption and neutrophil recruitment in the PD mice, as well as it induced the production of high levels of IFN-g, IL -4, RANTES/CCL5, KC/CXCL1 and Lymphofotactin/XCL1. The MAST depletion increased bone resorption and reduced NE recruitment. Taken together, these data suggest that MAST may have a dual role on the PD under...


Assuntos
Animais , Camundongos , Quimiocinas , Diabetes Mellitus , Mastócitos , Periodontite
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA