Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Periodontia ; 28(2): 24-31, 2018. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-908854

RESUMO

A periodontite é uma doença inflamatória, que pode ser classificada em Periodontite Crônica (PC) ou Periodontite Agressiva (PA), desencadeada por um desequilíbrio na microbiota subgengival, que pode ser influenciado por diversos fatores, como polimorfismos genéticos. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi analisar, através de uma revisão da literatura, se há ou não associação entre a periodontite e polimorfismos genéticos de nucleotídeo único (SNPs). Os genes IL1B +3954(3), -511, -31 foram os alvos desta pesquisa, por serem os mais estudados e apresentarem boa plausibilidade biológica. Foi realizada uma busca no PubMed e ao final 24 artigos de estudos casos-controle foram selecionados. Na maioria dos estudos não foi encontrada associação positiva entre os SNPs +3954(3), -511, -31 da IL1B e a PA ou PC. Dessa forma, é possível concluir que não há associação positiva entre a periodontite e os SNPs IL1B +3954(3), -511, -31 e PA e PC. Todavia os resultados devem ser analisados com cautela, pois os estudos apresentam limitações. (AU)


Periodontitis is an inflammatory disease which is classified as chronic periodontitis (PC) or aggressive periodontitis (PA) and is initiated by an unbalance in subgengival microbiota which for their part can be influenced by a lot of factors, such as genetic polymorphism. Therefore, the aim of this study was to analyse if there is an association between periodontitis and single nucleotide polymorphisms (SNPs). The genes IL1B +3954(3), -511, -31 were chosen as the targets of this literature review, because they have good biologic plausibility and are the most studied in literature. A search was conducted on PubMed and the results analysed and 24 case-controls articles were chosen.Most of the studies did not find a positive association between the ILB1 SNPs +3954(3), -511, -31 and PA e PC. Therefore, the case-controls studies indicated that there is no positive association between SNPs IL1B +3954(3), -511, -31 and PA or PC. However, the results of this work must be analysed carefully as the studies used have limitations. (AU)


Assuntos
Periodontite Agressiva , Periodontite Crônica , Suscetibilidade a Doenças , Predisposição Genética para Doença , Variação Genética , Genótipo , Interleucina-1 , Interleucina-1alfa , Interleucina-1beta , Periodontite , Polimorfismo de Nucleotídeo Único/genética
2.
Arch. oral res. (Impr.) ; 8(1): 19-30, jan.-abr. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-698597

RESUMO

Objetivo: Determinar a frequência de polimorfismos bialélicos em IL-1A (rs1800587, posição − 889) e IL-1B(rs1143634, posição + 3954) numa amostra de indivíduos da região de Antioquia, Colômbia, com diagnóstico de periodontite periapical crônica ou periápice saudável; avaliando sua possível associação, junto com o hábito de fumar, no desenvolvimento de periodontite perirradicular. Materiais e métodos: A amostra incluída neste estudo consistiu em 54 indivíduos da região de Antioquia, Colômbia com diagnóstico clínico e imaginológico de periodontite periapical crônica (n = 27) ou com periápice saudável (n = 27). O genótipo dos indivíduos foi determinado utilizando-se análises dos polimorfismos do comprimento de fragmentos de restrição (RFLPs), após realizada a extração do DNA da mucosa oral. Resultados: Foi encontrada umaassociação, embora não estatisticamente significativa, entre o efeito combinado de fumar e apresentar pelo menos um alelo mutante em IL-1B (rs1143634, posição + 3954, C/T), com o desenvolvimento de periodontite periapical (OR = 4,8; 0,2 – 99,1). Isto mesmo ocorreu com as variáveis de fumar (OR = 3,7; 0,5 – 29,2), ou apresentar pelo menos um alelo mutante em IL-1A (rs1800587, posição − 889, C/T) (OR = 3,2; 0,5 – 19,0). Conclusão: A presença de polimorfismos genéticos bialélicos em IL-1 parece constituir, junto com o hábito de fumar, fatores de risco para o desenvolvimento de periodontite apical crônica após o desenvolvimento de necrose pulpar.


Objective: The aim of this study was to determine the frequency of biallelic polymorphisms in IL-1A (rs1800587,position − 889) and IL-1B (rs1143634, position + 3954) in a sample of individuals from Antioquia department, diagnosed with chronic periapical periodontitis or healthy periapex, evaluating their possible association, together with tobacco habits, in the development of perirradicular periodontitis. Material and methods: The sample consisted of 54 individuals with a clinical and imagenologic diagnosis of chronic periapical periodontitis (n = 27) or healthy periapex (n = 27). The genotype of individuals was determined by using restriction fragment length polymorphism (RFLPs), after the DNA extraction from buccal mucosa. Results: Association was found, although not statistically significant, between the combined effect of smoking and having at least one mutated allele in IL-1B (+ 3954 position, C/T), with the development of periapical periodontitis (OR = 4.8, 0.2 – 99.1). Also, smoking (OR = 3.7, 0.5 – 29.2), or having at least one mutated allele in IL-1A (rs1800587, position − 889, C / T) (OR = 3.2, 0.5 – 19.0), were associated with periapical periodontitis development, even though with p values greater than 0.05. Conclusion: The presence of biallelic genetic polymorphisms in IL-1 appears to be, along with smoking, risk factors for chronic apical periodontitis after the development of dental pulp necrosis.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Interleucina-1/genética , Periodontite Periapical/genética , Polimorfismo Genético/genética , Alelos , Colômbia , Reação em Cadeia da Polimerase , Periodontite Periapical/etnologia , Fatores de Risco , Fumar/efeitos adversos
3.
Ortodontia ; 43(6): 607-612, nov.-dez. 2010. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-711962

RESUMO

A reabsorção radicular apical externa (RRAE) é uma sequela indesejada dotratamento ortodôntico. Estudos prévios sugerem que a RRAE apresenta um componente genético substancial. Este trabalho teve como objetivo avaliar a relação entre o polimorfismono gene da interleucina-1b (lL-1b)e a reabsorção radicular apical externa em 50 pacientes entre 12 a 30 anos, tratados ortodonticamente durante os anos de 1999 a 2000. Os dadosforam coletados a partir dos prontuários dos indivíduos e avaliação radiográfica. O DNA foi obtido a partir das células epiteliais da mucosa bucal. O polimorfismo foi avaliado pelareação em cadeia da polimerase (PCR), seguido de digestão por enzima de restrição, pela técnica do polimorfismo do comprimento do fragmento de restrição (RFLP). Os produtosforam analisados em gel de agarose a 2% e corados com brometo de etídeo. Foi verificada associação entre a RRAE e o polimorfismo no gene da IL-1b,assim como quando se analisou a RRAE e o polimorfismo segundo a inclinação dos incisivos superiores. Houve diferençasignificativa nas frequências alélicas e genotípicas do gene IL-1b entre os indivíduos com RRAE e sem esta condição. Os dados deste estudo sugerem que o alelo 1 do gene IL-1baumenta significativamente o risco para RRAE.


External apical root resorption (EARR)is an undesirable sequei of orthodontictreatment. Previous studies have suggested that EARR has a substantial genetic component. The aim of this study was to examine the relationship between the EARR and the interleukin-1B gene polymorphism in 50 subjects between 12 and 30 years old who had undergone orthodontic treatment from 1999 and 2000. Data were collected from the subject's dental charts and radiographic exams. DNA was obtained from epithelial cells of buccal mucosa.The polymorphism was evaluated by polymerase chain reaction (PCR)and restriction fragment length polymorphism (RFLP). An association between EARR and the interleukin-1b gene polymorphism was found, as well as EARR and inclinations of upper incisors. There was a significant difference between allelic and genotypic frequency and the interleukin-1b genepolymorphism among subjects with and without EARR. The study suggests that the allele 1 from the IL-1b gene significantly increases the risk for EARR.


Assuntos
Humanos , Adolescente , Adulto , Interleucina-1 , Ortodontia Corretiva , Polimorfismo Genético , Reabsorção da Raiz
4.
Araraquara; s.n; 2009. 117 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-590735

RESUMO

O objetivo deste estudo foi o de avaliar possíveis interações clínicas, microbiológicas, imunológicas e genéticas que possam influenciar o sucesso de implantes osseointegrados. Foram avaliados 47 implantes, em 47 pacientes, sendo 31 em condições de saúde (G I) e 16 com perimplantite (G II) e 47 dentes, dos quais 31 estavam sadios e eram dos pacientes com implantes sadios (G III) e 16 dentes sadios dos pacientes com perimplantite (G IV). Foi realizado exame clínico completo em todos os implantes e dentes selecionados. Amostras de fluido crevicular perimplantar/gengival do sítio com maior profundidade de sondagem foram coletadas. A avaliação das bactérias A. actinomycetemcomitans, P. gingivalis, P. intermedia, P. nigrescens e T. forsythia foi realizada pela técnica de PCR e, a quantificação das citocinas IL-1β e IL-6 foi realizada pelo teste ELISA. Células da mucosa bucal foram coletadas para avaliação dos polimorfismos IL1B+3954, IL1B-511 e IL6-174. A avaliação estatística dos parâmetros clínicos SS, SUP, PS e NI revelaram que os implantes do grupo G II apresentaram piores condições clínicas em comparação ao grupo G I. O grupo G II também apresentou piores condições clínicas que o grupo G IV para PS e NI. A análise microbiológica revelou que a bactéria A. actinomcetemycomitans não estava presente em nenhum sítio avaliado. P. intermedia também não foi encontrada no grupo G II. As bactérias estudadas apresentaram proporções semelhantes em todos os grupos avaliados, não havendo diferença entre os grupos. Na análise da concentração de IL-1β e IL-6, não houve diferenças significativas entre os grupos. A população estudada está em Equilíbrio de Hardy-Weinberg. Os polimorfismos estudados não demonstraram predominância dos alelos e dos genótipos. Nenhum polimorfismo foi associado à condição de doença.


The aim of the present study was to evaluate clinical, microbiological, immunological and genetics parameters in patients with implant loaded at least for one year. It was examined 47 implants and teeth in 47 patients. Thirty one of those implants were healthy implants (G I), sixteen had peri-implantits (G II) and, 31 healthy teeth was from patients with healthy implants (G III) and 16 healthy teeth from patients with peri-implantits (G IV). Clinical parameters were recorded from all implants and teeth. Gingival crevicular fluid from the highest pocket depth was collected to evaluate the presence of A. actinomycetemcomitans, P. gingivalis, P. intermedia, P. nigrescens e T. ForsythiaI and to evaluate the concentration of interleukin-1β and interleukin-6. Cells from buccal mucosa were collected for genomic DNA extraction and analyze the polymorphism IL-1B +3954, IL-1B -511 e IL-6 -174. G II demonstrated worst results for PD, BPD, Sup and NI when compared to G I and, when compared with G IV it was worst for PD and NI. Microbiological did not detect A. actinomycetemcomitans in any of the sites analysed and, P. intermedia was not detected in G II. Bacteria analyzed was present in same proportion in all analyzed sites showing, no differences between groups. There was no difference in the concentration of IL-1β an IL-6 detected between groups. The population studied was in Hardy-Weinberg Equilibrium. There was no differences in the alleles and polymorphism distribution on the studied population.


Assuntos
Líquido do Sulco Gengival , Interleucina-1 , Polimorfismo Genético
5.
Rio de Janeiro; s.n; 2009. 84 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-673671

RESUMO

A periodontite é um processo inflamatório crônico de origem bacteriana mediado por citocinas, em especial, interleucina-1 (IL1) e fator de necrose tumoral (TNFα). Polimorfismos genéticos de IL1 e TNFA têm sido associados com a variação de expressão dessas proteínas, o que poderia justificar as diferenças interindividuais de manifestação da doença. O objetivo do presente estudo foi investigar possíveis associações entre os genes IL1B, IL1RN e TNFA e a suscetibilidade à periodontite agressiva e à periodontite crônica severa. Foram selecionados 145 pacientes do Estado do Rio de Janeiro, 43 com periodontite agressiva (PAgr) (33,1 ± 4,8 anos), 52 com periodontite crônica severa (PCr) (50,6 ± 5,8 anos) e 50 controles (40,1 ± 7,8 anos). Os DNAs genômicos dos integrantes dos grupos PAgr, PCr e controle foram obtidos através da coleta de células epiteliais bucais raspadas da parte interna da bochecha com cotonete. Os SNPs IL1B -511C>T, IL1B +3954C>T e TNFA -1031T>C foram analisados pela técnica de PCR-RFLP, utilizando as enzimas de restrição Ava I Taq I e Bpi I, respectivamente. O polimorfismo de número variável de repetições in tandem (VNTR) no intron 2 do gene IL1RN foi feita pela análise direta dos amplicons. Todos os polimorfismos foram analisados por eletroforese em gel de poliacrilamida 8%. As frequências alélica e genotípica do polimorfismo IL1B +3954C>T no grupo PCr foram significativamente diferentes das observadas no grupo controle (p=0,003 e p=0,041, respectivamente). A freqüência do alelo A2 do polimorfismo IL1RN VNTR intron2 no grupo PAgr foi significativamente maior do que no grupo controle (p=0,035). Não houve associação entre os polimorfismos IL1B -511C>T e TNFA -1031T>C e as periodontites agressiva e crônica. A presença dos alelos 2 nos genótipos combinados de IL1RN VNTR intron2 e IL1B +3954C>T no grupo PCr foi significativamente maior quando comparada ao grupo controle (p=0,045). Entretanto, não se observou associação entre as combinações ...


Periodontitis is a chronic inflammatory disease of bacterial origin mediated by cytokines, especially interleukin 1 (IL1) and tumor necrosis factor (TNFα). Genetic polymorphisms of IL1 and TNFα have been associated with expression variation of these proteins, what could justify interindividual differences in the disease forms. The aim of this study was to investigate possible associations between IL1B, IL1RN and TNFA genes and the susceptibility to aggressive periodontitis and severe chronic periodontitis. We selected 145 patients from Rio de Janeiro state, 43 with aggressive periodontitis (PAgr) (33.1 ± 4.8 years old), 52 with severe chronic periodontitis (PCr) (50.6 ± 5.8 years old), and 50 controls (40.1 ± 7.8 years old). Genomic DNAs of patients of PAgr, PCr and control groups were obtained through the collection of oral epithelial cells scraped from the inside cheek with a swab. The SNPs IL1B -511C>(p<0,05) T, IL1B +3954C>T, and TNFA -1031T>C were analyzed by PCR-RFLP technique using the restriction enzymes Ava I, Taq I and Bpi I, respectively. The polymorphism of variable number of tandem repeats (VNTR) in intron2 of the IL1RN gene was done by direct analysis of amplicons. All polymorphisms were analyzed by 8% polyacrylamide gel electrophoresis. Allelic and genotypic frequencies of the IL1B +3954C>T polymorphism in the PCr group were significantly different as compared to those observed in the control group (p=0.003 and p=0.041, respectively). The frequency of A2 allele of IL1RN intron 2 VNTR polymorphism in the PAgr group was significantly higher than in the control group (p=0.035). There was no association between the polymorphisms IL1B -511C>T and TNFA -1031T>C and aggressive and chronic periodontitis. The presence of alleles 2 in combined genotypes of IL1RN intron 2VNTR and IL1B +3954 C>T in the PCr group was significantly higher as compared to the control group (p=0.045). However no associations between the genotypic combinations ...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Pessoa de Meia-Idade , Periodontite Agressiva , Periodontite Crônica , Interleucina-1 , Polimorfismo Genético , Fator de Necrose Tumoral alfa , Citocinas , Gengivite , Doenças Periodontais
6.
Rio de Janeiro; s.n; 2009. 84 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-866116

RESUMO

A periodontite é um processo inflamatório crônico de origem bacteriana mediado por citocinas, em especial, interleucina-1 (IL1) e fator de necrose tumoral (TNFα). Polimorfismos genéticos de IL1 e TNFA têm sido associados com a variação de expressão dessas proteínas, o que poderia justificar as diferenças interindividuais de manifestação da doença. O objetivo do presente estudo foi investigar possíveis associações entre os genes IL1B, IL1RN e TNFA e a suscetibilidade à periodontite agressiva e à periodontite crônica severa. Foram selecionados 145 pacientes do Estado do Rio de Janeiro, 43 com periodontite agressiva (PAgr) (33,1 ± 4,8 anos), 52 com periodontite crônica severa (PCr) (50,6 ± 5,8 anos) e 50 controles (40,1 ± 7,8 anos). Os DNAs genômicos dos integrantes dos grupos PAgr, PCr e controle foram obtidos através da coleta de células epiteliais bucais raspadas da parte interna da bochecha com cotonete. Os SNPs IL1B -511C>T, IL1B +3954C>T e TNFA -1031T>C foram analisados pela técnica de PCR-RFLP, utilizando as enzimas de restrição Ava I Taq I e Bpi I, respectivamente. O polimorfismo de número variável de repetições in tandem (VNTR) no intron 2 do gene IL1RN foi feita pela análise direta dos amplicons. Todos os polimorfismos foram analisados por eletroforese em gel de poliacrilamida 8%. As frequências alélica e genotípica do polimorfismo IL1B +3954C>T no grupo PCr foram significativamente diferentes das observadas no grupo controle (p=0,003 e p=0,041, respectivamente). A freqüência do alelo A2 do polimorfismo IL1RN VNTR intron2 no grupo PAgr foi significativamente maior do que no grupo controle (p=0,035). Não houve associação entre os polimorfismos IL1B -511C>T e TNFA -1031T>C e as periodontites agressiva e crônica. A presença dos alelos 2 nos genótipos combinados de IL1RN VNTR intron2 e IL1B +3954C>T no grupo PCr foi significativamente maior quando comparada ao grupo controle (p=0,045). Entretanto, não se observou associação entre as combinações ...


Periodontitis is a chronic inflammatory disease of bacterial origin mediated by cytokines, especially interleukin 1 (IL1) and tumor necrosis factor (TNFα). Genetic polymorphisms of IL1 and TNFα have been associated with expression variation of these proteins, what could justify interindividual differences in the disease forms. The aim of this study was to investigate possible associations between IL1B, IL1RN and TNFA genes and the susceptibility to aggressive periodontitis and severe chronic periodontitis. We selected 145 patients from Rio de Janeiro state, 43 with aggressive periodontitis (PAgr) (33.1 ± 4.8 years old), 52 with severe chronic periodontitis (PCr) (50.6 ± 5.8 years old), and 50 controls (40.1 ± 7.8 years old). Genomic DNAs of patients of PAgr, PCr and control groups were obtained through the collection of oral epithelial cells scraped from the inside cheek with a swab. The SNPs IL1B -511C>(p<0,05) T, IL1B +3954C>T, and TNFA -1031T>C were analyzed by PCR-RFLP technique using the restriction enzymes Ava I, Taq I and Bpi I, respectively. The polymorphism of variable number of tandem repeats (VNTR) in intron2 of the IL1RN gene was done by direct analysis of amplicons. All polymorphisms were analyzed by 8% polyacrylamide gel electrophoresis. Allelic and genotypic frequencies of the IL1B +3954C>T polymorphism in the PCr group were significantly different as compared to those observed in the control group (p=0.003 and p=0.041, respectively). The frequency of A2 allele of IL1RN intron 2 VNTR polymorphism in the PAgr group was significantly higher than in the control group (p=0.035). There was no association between the polymorphisms IL1B -511C>T and TNFA -1031T>C and aggressive and chronic periodontitis. The presence of alleles 2 in combined genotypes of IL1RN intron 2VNTR and IL1B +3954 C>T in the PCr group was significantly higher as compared to the control group (p=0.045). However no associations between the genotypic combinations ...(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Periodontite Agressiva , Periodontite Crônica , Interleucina-1 , Polimorfismo Genético , Fator de Necrose Tumoral alfa , Citocinas , Gengivite , Doenças Periodontais
7.
Araraquara; s.n; mar. 2008. 136 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-509982

RESUMO

Introdução: O objetivo do presente estudo foi de comparar o efeito do laser de Er:YAG (100mJ/pulso, 10Hz, 12,9J/cm2), associado ou não, à raspagem e alisamento radicular (RAR), com a RAR sozinha no tratamento de pacientes com doença periodontal crônica, por meio de parâmetros clínicos, imunológico e microbiológico. Metodologia: Vinte e um pacientes apresentando 4 bolsas entre 5 e 9 mm, em sítios não vizinhos foram selecionados. Em um estudo de boca dividida, cada sítio foi randomizado e divididos nos grupos: 1)RARL - RAR e Laser; 2)L - Laser somente; 3)RAR - RAR somente e 4)C - sem tratamento algum. Os índices de placa (IP) e gengival (IG), sangramento à sondagem (SS), níveis de interleucina 1 Beta (IL-1β – pelo teste ELISA) e a presença de bactérias (Aa, Pg, Pi, Pn e Tf pela técnica PCR) foram avaliados no inicial 12, 30, 90 e 180 dias pós-tratamentos, enquanto profundidade de sondagem (PS), recessão gengival (RG) e nível de inserção (NI) foram avaliados antes, 30, 90 e 180 dias após os tratamentos. Análise estatística dos dados foi realizada (p<0,05) intra e inter grupos. Resultados: Doze dias após os tratamentos, IP reduziu para RARL e RAR (p<0,05); IG aumentou em L, RAR e C (p<0,05) e SS reduziu para RARL, L e RAR (p<0,05). Aos 30 dias, o IP reduziu RARL e RAR (p<0,05), o IG reduziu para RARL (p<0,05) e aumentou para C (p<0,05). Os grupos RARL, L e RAR apresentaram redução no SS e ainda, reduziram significantemente o SS quando comparados ao C (p<0,05). A PS reduziu para os grupos RARL, L e RAR (p<0,05), o NI aumentou para RAR (p<0,05) e RG aumentou para RARL e L (p<0,05). Após 90 dias, o IP reduziu para todos os grupos do estudo (p<0,05); o IG reduziu para o grupo RARL e RAR (p<0,05); o SS reduziu para todos os grupos do estudo (p<0,05). A PS reduziu para os grupos RARL, L e RAR (p<0,05), o NI aumentou para RARL, L e RAR (p<0,05) e RG aumentou para RARL e L (p<0,05).Aos 180 dias, IP reduziu para RARL, L e RAR (p<0,05); IG reduziu para RARL...


Assuntos
Estudo Comparativo , Raspagem Dentária , Interleucina-1 , Lasers , Doenças Periodontais , Reação em Cadeia da Polimerase , Aplainamento Radicular
8.
Araraquara; s.n; 2008. 137 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-590760

RESUMO

Introdução: O objetivo do presente estudo foi de comparar o efeito do laser de Er:YAG (100mJ/pulso, 10Hz, 12,9J/cm2), associado ou não, à raspagem e alisamento radicular (RAR), com a RAR sozinha no tratamento de pacientes com doença periodontal crônica, por meio de parâmetros clínicos, imunológico e microbiológico. Metodologia: Vinte e um pacientes apresentando 4 bolsas entre 5 e 9 mm, em sítios não vizinhos foram selecionados. Em um estudo de boca dividida, cada sítio foi randomizado e divididos nos grupos: 1)RARL - RAR e Laser; 2)L - Laser somente; 3)RAR - RAR somente e 4)C - sem tratamento algum. Os índices de placa (IP) e gengival (IG), sangramento à sondagem (SS), níveis de interleucina 1 Beta (IL-1β – pelo teste ELISA) e a presença de bactérias (Aa, Pg, Pi, Pn e Tf pela técnica PCR) foram avaliados no inicial 12, 30, 90 e 180 dias pós-tratamentos, enquanto profundidade de sondagem (PS), recessão gengival (RG) e nível de inserção (NI) foram avaliados antes, 30, 90 e 180 dias após os tratamentos. Análise estatística dos dados foi realizada (p<0,05) intra e inter grupos. Resultados: Doze dias após os tratamentos, IP reduziu para RARL e RAR (p<0,05); IG aumentou em L, RAR e C (p<0,05) e SS reduziu para RARL, L e RAR (p<0,05). Aos 30 dias, o IP reduziu RARL e RAR (p<0,05), o IG reduziu para RARL (p<0,05) e aumentou para C (p<0,05). Os grupos RARL, L e RAR apresentaram redução no SS e ainda, reduziram significantemente o SS quando comparados ao C (p<0,05). A PS reduziu para os grupos RARL, L e RAR (p<0,05), o NI aumentou para RAR (p<0,05) e RG aumentou para RARL e L (p<0,05). Após 90 dias, o IP reduziu para todos os grupos do estudo (p<0,05); o IG reduziu para o grupo RARL e RAR (p<0,05); o SS reduziu para todos os grupos do estudo (p<0,05). A PS reduziu para os grupos RARL, L e RAR (p<0,05), o NI aumentou para RARL, L e RAR (p<0,05) e RG aumentou para RARL e L (p<0,05).


Background: The Er:YAG laser has recently been used for periodontal therapy. This study compared Er:YAG laser irradiation (100 mJ/pulse, 10 Hz, 12.9 J/cm2) with or without conventional scaling and root planing (SRP), versus SRP only for treatment of periodontal pockets affected with chronic periodontitis. Methods: Twenty-one patients, with pockets from 5 to 9 mm in non-adjacent sites, were studied. In a split-mouth design, each site was randomly allocated to a treatment group: 1) SRPL - SRP and laser; 2) L - laser only; 3) SRP - only SRP; 4) C - no treatment. Plaque index (PI), gingival index (GI), bleeding on probing (BOP), and interleukin-1 levels in crevicular fluid (IL-1β) were evaluated at baseline, 12, 30, 90 and 180 postoperatively, while probing depth (PD), gingival recession (GR), and clinical attachment level (CAL) were evaluated at baseline, 30, 90 e 180 days after treatment. Statistical analysis was conducted (p<0.05) inter and intra groups. Results: Twelve days postoperatively, PI decreased for SRPL and SRP (p<0,05); GI increased for L, SRP and C (p<0,05) and BOP reduces for SRPL, L and SRP (p<0,05). Thirty days after treatments, PI decreased for SRPL and SRP (p<0,05), GI decreased for SRPL (p<0,05) and increased for C (p<0,05). BOP decreased for SRPL, L and SRP groups and data showed BOP reduction when compared the C (p<0,05). Values of PD decreased in SRPL, L and SRP groups (p<0,05), CAL gain showed an improvement for SRP (p<0,05) and GR increased for SRPL and L (p<0,05). Ninety days postoperatively, PI decreased for all treated groups (p<0,05); GI reduced for SRPL and SRP (p<0,05); BOP decreased for all treated groups (p<0,05). Data of PD showed a reduction for SRPL, L and SRP groups (p<0,05); CAL gain was significant for SRPL, L and SRP groups (p<0,05); GR values increased for SRPL and L groups (p<0,05).


Assuntos
Raspagem Dentária , Interleucina-1 , Lasers , Doenças Periodontais , Reação em Cadeia da Polimerase , Aplainamento Radicular
11.
São Paulo; s.n; 2007. 100 p. ilus, tab, graf, ^eCD. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-494642

RESUMO

A periodontite agressiva (PAg) compreende um grupo de doenças periodontais caracterizadas por rápida destruição dos tecidos periodontais, em indivíduos jovens e que geralmente não apresentam doenças sistêmicas. Estudos em populações e em famílias indicaram que fatores genéticos possuem influência na susceptibilidade à PAg. Os polimorfismos genéticos da interleucina-1 (IL-1) e do fator de necrose tumoral-α (TNF-α) foram associados com o aumento da severidade da periodontite. O objetivo deste estudo foi avaliar a associação entre o polimorfismo dos genes IL-1A (-889), IL-1B (-511), IL-1B (+3954), IL-1RN (íntron 2-VNTR) e TNFA (-308) e a PAg. O DNA genômico foi extraído de 150 indivíduos não fumantes, sendo 50 portadores de PAg e 100 indivíduos com periodonto saudável. O polimorfismo dos genes IL-1A (-889), IL-1B (-511), IL-1B (+3954) e TNFA (-308) foi analisado utilizando-se a técnica da reação em cadeia da polimerase e análise do polimorfismo de comprimento dos fragmentos de restrição (PCR-RFLP). O polimorfismo de número variável de repetições em tandem (VNTR) no íntron 2 do gene IL-1RN foi detectado pela técnica da PCR e análise do tamanho dos fragmentos. A análise estatística revelou que não houve diferença significante na freqüência dos genótipos e alelos, entre o grupo com PAg e os indivíduos com periodonto saudável, para IL-1A (-889), IL-1B (-511), IL-1B (+3954) e TNFA (-308) (p-valor>0.05%). Entretanto,houve diferença estatisticamente significante, entre os dois grupos, na distribuição dos genótipos para IL-1RN (íntron 2-VNTR) (teste Exato de Fisher; p-valor=0,021) e alelos (teste Exato de Fisher; p-valor=0,04). Os achados sugerem que o polimorfismo do gene IL-1RN (íntron 2-VNTR) está associado com a PAg na população estudada.


Aggressive periodontitis (AgP) is a type of periodontal disease characterized by a rapid destruction of the periodontal supporting tissues in young adults who are usually systemically well. Population and family studies indicate that genetic factors seem to have a strong influence on susceptibility to AgP. Genetic polymorphism at the interleukin-1 (IL-1) and tumor necrosis factor alpha (TNFA) were associated with the increase on the severity of periodontitis. This study aimed at finding a possible association between IL-1A (-889), IL-1B (-511), IL-1B (+3954), IL-1RN (intron 2-VNTR) and TNFA (-308) polymorphism in patients with aggressive periodontitis. Genomic DNA was extracted from the saliva of 150 nonsmoking subjects, 50 patients with AgP and 100 periodontal healthy subjects. All individuals were systemically healthy. The polymorphisms of IL-1A (-889), IL-1B (-511), IL-1B (+3954) and TNFA (-308) were analyzed by means of polymerase chain reaction-restriction fragment length polymorphism (PCR-RFLP). The polymorphism of a variable number tandem repeat (VNTR) in intron 2 of the IL-1RN gene was detected by PCR amplification and fragment size analysis. Statistical analysis revealed no significant difference in the IL-1A (-889), IL-1B (-511), IL-1B (+3954) and TNFA (-308) genotypes and allele frequencies between AgP patients and periodontal healthy subjects (p-value>0.05%). However, there were significant differences among the groups in the distribution of IL-1RN (íntron 2-VNTR) genotypes (Fisher’s exact test; p-value=0.021) and allelefrequencies (Fisher’s exact test; p-value=0.04). These findings suggest that IL-1RN (intron 2-VNTR) polymorphism is associated with AgP in the population presented here.


Assuntos
Interleucina-1 , Periodontia , Periodontite , Polimorfismo Genético , Fatores de Necrose Tumoral
12.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 59(1): 29-34, jan.-fev. 2005. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-445014

RESUMO

Foi avaliada a relação entre os níveis de interleucina 1β (IL-1β) encontrados no fluido gengival crevicular de mulheres estrógeno insuficientes (E–) durante a menopausa com doença periodontal (grupo teste - GT) e os de mulheres com doença periodontal (grupo controle - GC). A média de profundidade à sondagem foi de 2,65 ± 0,62 mm para o GT e 3,42 ± 0,75 mm para o GC; a perda de inserção clínica, 3,28 ± 0,98 mm pa-ra o GT e 4,20 ± 1,04 mm pa-ra o GC; e a ausência dental, 12,24 ± 5,48 para o GT e 7,77 ± 4,48 para o GC. Com relação à concentração de IL-1β, foi encontrada uma média de 15,47 ± 15,77 pg/ml para o GT e de 21,23 ± 26,81 pg/ml para o GC. Entre os dois grupos não foi encontrada diferença estatisticamente significativa em relação aos níveis de IL-1β, entretanto houve diferença em outros parâmetros clínicos es-tu-da-dos. Os dados sugerem que, nessa população E–, a menopausa não foi considerada um fator de risco para os parâmetros estudados


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Interleucina-1 , Menopausa , Periodontite
13.
Rev. Ciênc. Méd. Biol. (Impr.) ; 2(2): 257-262, jul.-dez. 2003.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-855808

RESUMO

As citocinas, em especial a interleucina-1β, têm sido relacionadas com a imunopatogênese da doença periodontal. Vários estudos relatam o papel de mediadores que estas exercem na defesa do hospedeiro, bem como nas atividades biológicas que culminam com a destruição dos tecidos periodontais. O presente trabalho tem por objetivo fazer uma revisão da literatura a respeito do envolvimento das interleucinas no curso da doença periodontal


Assuntos
Citocinas , DOEN&#ADAPTATION, PSYCHOLOGICAL , Interleucina-1
14.
Araraquara; s.n; 2003. 116 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-466937

RESUMO

O objetivo do presente estudo foi o de avaliar os efeitos do controle de placa supragengival, em pacientes com doença periodontal crônica generalizada, por meio dos parâmetros clínicos microbiológicos e imunológicos. Foram selecionados 30 pacientes, com idade entre 32 e 59 anos, apresentando 4 bolsas entre 3 e 5mm e 4 bolsas entre 6 e 10mm e sem envolvimento sistêmico. Após o exame inicial, os pacientes foram submetidos a raspagem supragengival e receberam instruções de higiene oral, sendo acompanhados semanalmente por um período de 30 dias. Os parâmetros clínicos avaliados foram profundidade de sondagem, recessão gengival, índice de placa, índice gengival e sangramento à sondagem. Amostras de fluido crevicular das bolsas foram coletadas para análise da concentração dos mediadores de inflamação interleucina-1B e prostaglandina E2 e identificação pela reação de polimerase em cadeia dos microrganismos Porphyromonas gingivalis, Actinobacillus actinomycetemcomitans...


Assuntos
Interleucina-1 , Doenças Periodontais
15.
Rio de Janeiro; s.n; 2003. 75, 18 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-400177

RESUMO

Periodontite e artrite reumatóide (AR) apresentam processos de destruição tecidual semelhantes. Estudos recentes têm demonstrado uma pior condição periodontal em adultos com AR em comparação a controles. Pouca evidência é disponível sobre as possíveis relações entre as doenças periodontais e as formas de artrite que afetam crianças e adolescentes, conhecida como artrite idiopática juvenil (AIJ). Esta tese é baseada na hipótese de que adolescentes com AIJ podem apresentar condições periodontais diferenciadas devido a mecanismos inflamatórios e destrutivos alterados em comum. Dessa forma, os objetivos foram: (1) avaliar as condições clínicas periodontais de um grupo de adolescentes com AIJ e de um grupo de controles saudáveis sistemicamente; (2) verificar a atividade neutrofílica (elastase) e os níveis de IL-1beta e IL-18; (3) avaliar a microbiota subgengival destes indivíduos...


Assuntos
Adolescente , Periodontite Agressiva , Artrite Juvenil , Gengivite , Elastase de Leucócito , Placa Dentária , Interleucina-1 , Interleucina-18
16.
RPG rev. pos-grad ; 6(2): 180-7, abr.-jun. 1999.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-283537

RESUMO

Os cistos radiculares constituem lesöes ósteo-destrutivas que comumente acometem os ossos maxilares, visto que sua patogenia se relaciona a eventos imuno-inflamatórios posteriores à necrose pulpar. O propósito deste trabalho consiste em apresentar uma revisäo dos aspectos etiopatogenéticos do cisto radicular, com especial mençäo aos mecanismos imunopatológicos envolvidos no processo de crescimento e expansäo cística


Assuntos
Reabsorção Óssea , Citocinas , Endotoxinas , Doenças Maxilomandibulares , Cisto Radicular/etiologia , Cisto Radicular/fisiopatologia , Moléculas de Adesão Celular , Fatores Imunológicos , Interleucina-1 , Interleucina-6 , Fator de Necrose Tumoral alfa
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA