Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Natal, RN; s.n; 20110217. 158 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-602582

RESUMO

A doença periodontal é uma condição inflamatória de caráter infeccioso, caracterizada pela destruição dos tecidos de proteção e sustentação dentários, face à resposta produzida pelo hospedeiro frente às agressões sofridas pelos microrganismos. Vários fatores estão envolvidos nesse processo, sendo as citocinas as principais moléculas reguladoras dessa resposta imune, desempenhando um papel protetor e/ou destrutivo na progressão da lesão. Diante disso, este experimento investigou a expressão iimmo-histoquímica de IFN-y, GATA-3, IL-17, IL-23, IL-6 e TGF-p em tecidos gengivais de humanos, na tentativa de se obter um maior entendimento da participação das respostas imunes Thl, Th2 e Thl7 no desenvolvimento destes processos patológicos. Para tanto, oitenta e duas amostras de tecidos gengivais foram subdivididas em três grupos: Grupo 1=15 (amostras de tecido gengival saudável-controle), Grupo 2=36 (amostras com gengivite crónica) e Grupo 3=31 (amostras com periodontite crónica). Todos os casos foram submetidos à análise morfológica a partir de cortes corados em hematoxilina e eosina e, posteriormente, submetidas à técnica de coloração pela imuno-histoquímica através do método da Estreptoavidina-Biotina. Os resultados mostraram positividade de marcação para todas as proteínas, sendo observada uma maior tendência de marcação para as citocinas das respostas Thl e Thl7 no grupo 3. Diferença estatisticamente significativa foi verificada entre a expressão de TGF-p e a condição clínica das amostras (p=0,02). Assim, podemos concluir que as respostas Thl e Thl7 podem atuar sinergicamente no processo destrutivo dos tecidos periodontais, sobrepondo-se à resposta Th2 que também se encontrou presente nestes tecidos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto Jovem , Pessoa de Meia-Idade , Citocinas/análise , Doenças Periodontais/diagnóstico , Gengivite/diagnóstico , Imuno-Histoquímica , Mobilidade Dentária/diagnóstico , Índice Periodontal , Periodontite Crônica/diagnóstico , Periodontite Crônica/prevenção & controle , Fatores de Transcrição , Distribuição de Qui-Quadrado , Estatísticas não Paramétricas
3.
Araraquara; s.n; 2008. 114 p. ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-865549

RESUMO

A progressão da doença periodontal é marcada pela excessiva produção de citocinas que, por sua vez, promove o aumento de outros mediadores inflamatórios, entre os quais, de metaloproteinases de matriz (MMPs). MMP-13 é uma colagenase de regulação complexa que tem sido relacionada à degradação da matriz extracelular (ECM) e à reabsorção óssea em diversas condições inflamatórias, incluindo doença periodontal e artrite reumatóide. A regulação da expressão gênica requer a ativação de várias vias de sinalização através da interação de receptores celulares específicos a estímulos externos, como antígenos bacterianos e citocinas derivadas do hospedeiro. A complexidade da rede de citocinas estabelecida durante a progressão da doença periodontal depende das vias de sinalização ativadas, as quais são influenciadas pela natureza do estímulo extracelular. Considerando o papel fundamental das vias de sinalização no controle da expressão gênica de citocinas e a relevante atividade de MMP-13 na doença periodontal, este estudo avaliou a expressão de MMP-13 e as vias de sinalização ativadas durante o curso de dois modelos de doença periodontal induzida experimentalmente. A expressão de MMP-13 nos níveis de RNA mensageiro (mRNA) e proteína foram avaliados por RT-PCR e Western Blot, respectivamente. A cinética de ativação das vias de sinalização intracelular relacionadas à expressão de mediadores inflamatórios também foi verificada por Western Blot. Estes achados foram relacionados à severidade da reação inflamatória determinada por estereometria. Dois modelos experimentais foram usados: injeção de LPS e colocação de ligadura. Injeções de LPS de Eschericia coli foram realizadas na região palatina de molares superiores 2 vezes por semana (30 μg por aplicação). Ligaduras foram colocadas na região cervical dos primeiros molares inferiores.


The hallmark of destructive periodontal disease progression is the overproduction of cytokines which promotes the increased expression of other inflammatory mediators such as, MMPs. MMP-13 is a collagenase of complex gene regulation that has been implicated on ECM degradation and bone resorption in several inflammatory conditions, including periodontal disease and rheumatoid arthritis. Regulation of gene expression requires the activation of several signaling pathways through receptor-ligand binding of external stimuli represented by bacterial antigens and/or host-derived cytokines. The complexity of the cytokine network established during periodontal disease progression results from the signaling pathways activated, which are determined by the nature of external stimuli. Thus, considering the fundamental role of signaling pathways on regulation of cytokine gene expression and the relevant role of MMP-13 in periodontal disease, this study evaluated the expression of MMP-13 and the signaling pathways activated during the course of two experimentallyinduced periodontal disease models. Expression of MMP-13 at mRNA and protein levels was evaluated by reverse transcription polymerase chain reaction (RT-PCR) and Western Blot, respectively. The activation kinetics of some signaling pathways that are related to the expression of inflammatory mediators was also verified by Western Blot. The two experimental models used were: LPS injections and placement of ligatures. Bi-weekly injections of Eschericia coli LPS were done into the palatal aspect of upper molars (30 μg per injection). Ligatures were placed at the cervical portion of both lower first molars. The control animals received injections of PBS vehicle on the palatal gingiva of upper molars, whereas no ligatures were placed on the lower molars.


Assuntos
Sistema de Sinalização das MAP Quinases , Doenças Periodontais , Ratos , Fatores de Transcrição
4.
Rio de Janeiro; s.n; 2005. 111 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-453528

RESUMO

O principal fator etiológico da agenesia dentária é a hereditariedade. Os genes MSX1 e PAX9 estão comprovadamente associados com o ligodontia. O objetivo deste trabalho foi averiguar a existência de associação desses genes com hipodontia em uma população brasileira. Esta pesquisa foi desenvolvida na Faculdade de Odontologia de uma instituição pública de ensino superior, em duas etapas. Na primeira parte, foram avaliadas 1034 radiografias panorâmicas, de crianças de 6 a 12 anos de ambos os gêneros, com a finalidade de se identificar a ocorrência de anodontias. Das radiografias analisadas, 519 eram de crianças do gênero masculino e 515 crianças do gênero feminino, sendo encontrados 39 casos de agenesia dentária, perfazendo uma prevalência de 3,77%. A esses 39 casos de agenesia dentária, para a segunda parte deste estudo, foram acrescentados mais 116 probandos provenientes de clínicas odontológicas privadas das cidades do Rio de Janeiro totalizando 155 pacientes com ausência congênita de, pelo menos, 1 dente permanente, a exceção dos terceiros molarares. A coleta do material biológico foi realizada de acordo com protocolo padrão e amplificado por reações em cadeia de polimerase (PCR). Através de seqüenciamento direto das regiões codificantes, não foram encontradas mutações potencialmente patogênicas nos genes MSX1 e PAX9. Esses resultados sugerem que outros genes candidatos devem desempenhar um papel na hipodontia em seres humanos.


Assuntos
Humanos , Criança , Anodontia/epidemiologia , Anodontia/etiologia , Anodontia/genética , Reação em Cadeia da Polimerase , Prevalência , Fatores de Transcrição , Radiografia Panorâmica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA