Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 15 de 15
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Bauru; s.n; 2016. 112 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881294

RESUMO

O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença autoimune caracterizada por hiperatividade imunológica crônica pela ação de autoanticorpos que afetam diversos órgãos. Embora o uso crônico de imunossupressores predisponha o paciente a infecções, poucas pesquisas avaliaram uma possível associação entre doença periodontal e LES. Os objetivos deste trabalho foram investigar, por meio de estudo caso-controle, a prevalência e a gravidade da doença periodontal em pacientes com LES, e identificar e quantificar as principais bactérias periodontais presentes no biofilme subgengival. Foram incluídas 60 mulheres em atendimento no Setor de Reumatologia do Hospital Universitário de Brasília, de 20 a 65 anos de idade, sendo subdivididas em LES-A (ativo; n= 31) e LES-I (inativo; n=29). O grupo controle foi composto por 31 mulheres com os mesmos critérios de inclusão, porém sem doenças sistêmicas. As pacientes foram avaliadas quanto às medidas de profundidade de sondagem (P.S), perda de inserção clínica (PIC), índice de sangramento do sulco (ISS) e índice de placa (IPl) no exame inicial. Foram coletados biofilmes subgengivais dos quatro sítios mais profundos para identificação e quantificação de periodontopatógenos por meio de hibridação DNA-DNA checkerboard. Não houve diferenças estatisticamente entre os grupos relativamente aos parâmetros clínicos periodontais, exceto para o ISS, que foi menor no LESA (11,19% ± 14,62%) comparativamente ao grupo controle (17,30% ± 14,88%), porém sem diferenças quando comparado com o grupo LES-I (11,34% ± 11,59%). Houve baixa prevalência de bolsas periodontais, de PIC ≥ 4 mm e de espécies de Actinomyces em todos os grupos. Verificou-se aumento na contagem de bactérias do complexo vermelho no grupo LES-I (4,07 x 105; 95% CI: 0,16-0,79) em relação ao grupo controle (2,50 x 105; 95% CI: 1,23-3,77), com diferenças estatisticamente significante apenas referente ao grupo LES-A (p< 0,05; Kruskal Wallis pós-teste Dunn; 0,45 x 105; 95% CI: 0,16-0,79). Os resultados desse estudo demonstraram que os parâmetros periodontais são semelhantes entre pacientes com LES e grupo controle. O grupo de LES-I apresentou maior tempo dessa doença; aumento da contagem de microorganismos (especialmente dos complexos vermelho e verde em amostras de biofilme subgengival) e pior condição periodontal.(AU)


Systemic lupus erythematous (SLE) is an autoimmune disorder characterized by chronic immunological hyperactivity resultant from the action of autoantibodies, affecting many organs. Although the use of immune suppressors may predispose infections, few studies have investigated the prevalence and severity of periodontal disease in SLE patients. The aim of this study is to investigate the prevalence and severity of periodontal disease in SLE patients and the sub gingival levels of different pathogens. A total of 60 women attending of Brasília University Hospital, aged 18-65 years, were invited to participate in the study. SLE patients were allocated in two subgroups according with disease activity: SLE-A (active disease; n= 31) and SLE-I (inactive disease; n= 29). A number of 31 systemically healthy women at the same age range composed control group. Patients were clinically examined according to probing depth (PD), clinical attachment level (CAL), sulcular bleeding index (SBI) and plaque index (PLI) at baseline examination. Sub gingival biofilm samples were collected from the deepest four sites before periodontal treatment in order to identify and quantify the level of periodontopathogens by checkerboard DNA-DNA hybridization. No significant differences were found between groups in PD, CAL and PLI. Significant differences were observed in GBI between SLE-A (11,19% ± 14,62%) compared to controls (17,30% ± 14.88%), although with no differences when compared to SLE-I (11,34% ± 11,59%). There was a low prevalence of PD and attachment loss ≥ 4 mm at all groups. A low prevalence of Actinomyces was observed at all groups, with an increase in red complex species at LES-I (4,07 x 105; 95% CI: 0,16-0,79) compared to control (2,50 x 105; 95% CI: 1,23-3,77), although with significant differences (p< 0,05; Kruskal Wallis post hoc Dunn) only when compared to SLE-A (0,45 x 105; 95% CI: 0,16-0,79). These findings show no differences in the periodontal conditions of SLE compared to systemically healthy patients, except for a decrease in gingival bleeding index, especially at SLE-A. Reductions in microorganisms' count were observed at SLE-A, while an increase in bacterial count, especially at red and green complex, were observed at subgingival biofilm of SLE-I patients.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Lúpus Eritematoso Sistêmico/complicações , Periodontite/etiologia , Periodontite/microbiologia , Periodontite/patologia , Bactérias/isolamento & purificação , Estudos de Casos e Controles , Contagem de Colônia Microbiana , Imunossupressores/efeitos adversos , Lúpus Eritematoso Sistêmico/tratamento farmacológico , Índice Periodontal , Fatores de Risco , Índice de Gravidade de Doença , Estatísticas não Paramétricas
3.
Rev. odonto ciênc ; 24(1): 86-91, jan.-mar. 2009.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-506384

RESUMO

O objetivo desta revisão de literatura é discutir a influência dos imunossupressores no metabolismo ósseo e movimento dentário em Ortodontia. O movimento dentário ocorre em função do processo de remodelação do tecido ósseo e do ligamento periodontal. Existem medicamentos capazes de afetar o metabolismo ósseo e a taxa de movimento dentário, tais como os imunossupressores. Os imunossupressores agem reprimindo a ação dos linfócitos T, podem causar perda óssea e levar a um quadro de osteoporose, a qual é uma complicação comum após os transplantes de rim, coração, fígado e pulmão. Os esquemas imunossupressores para evitar a rejeição do órgão enxertado após o transplante frequentemente incluem glicocorticóides, ciclosporina A, tacrolimus e sirolimus, os quais podem causar efeitos danosos sobre a homeostase mineral óssea. O movimento dentário é dependente da força ortodôntica, dose e duração da terapia imunossupressora, além da resposta individual de cada indivíduo. Assim, todos os pacientes transplantados e usuários de imunossupressores deveriam ser submetidos a monitoramento e prevenção de perda óssea antes e durante o tratamento ortodôntico.


The objective of this literature review is to discuss the influence of immunosuppressants on bone metabolism and tooth movement in Orthodontics. Tooth movement occurs as a result of bone and periodontal ligament remodeling. Some medications such as immunosupressants can affect bone metabolism and the rate of tooth movement. Immunosupressants act by repressing the action of T lymphocytes, may cause bone loss, and lead to osteoporosis, which is a common complication following kidney, heart, liver, or lung transplantation. The use of immunosuppressants to prevent rejection after organ transplantation includes glucocorticoids, cyclosporine A, tacrolimus, and sirolimus, which may cause damaging effects on the bone mineral homeostasis. Tooth movement depends on orthodontic force, dosage, and duration of immunosuppressive therapy, and individual response of each patient. Therefore, all patients who have received transplants should be closely monitored to prevent bone loss before and during orthodontic treatment.


Assuntos
Imunossupressores/farmacologia , Técnicas de Movimentação Dentária , Osso e Ossos , Osso e Ossos/metabolismo
4.
Braz. j. oral sci ; 8(1): 19-24, Jan.-Mar. 2009. ilus, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-542852

RESUMO

Aim: Several medications affect bone metabolism and the rate of tooth movement. The objective of the present study was to test the hypothesis that treatment with immunosuppressant tacrolimus (FK506) can interfere with bone turnover, decreasing the rate of tooth movement. Methods: Sixty male Wistar rats were divided into four groups of 15 animals each: Group 1: rats subjected to orthodontic movement plus treatment with saline solution vehicle; Group 2: rats subjected to orthodontic movement plus treatment with FK506; Group 3: rats treated with FK506 only; and Group 4: rats treated with saline solution vehicle only. The FK506 dose was 2 mg/kg/day. The treatment was initiated 14 days before the appliance installation and then kept for up to 14 days. In addition to the administration of the immunosuppressive drug, 10 mg/kg of oxytetracycline were injected at intervals of three days in order to show osteoblastic activity and bone growth at a histological level. Results: Histomorphometrical measurements showed greater tooth movement in Group 1 than in Group 2 at all periods (days 3, 7 and 14), though significant difference (p < 0.05) was observed only on days 7 and 14. Conclusions: FK506 significantly influenced the rate of tooth movement in rats subjected to the application of this medication.


Assuntos
Animais , Masculino , Ratos , Imunossupressores/administração & dosagem , Técnicas de Movimentação Dentária , Osso e Ossos/metabolismo , Tacrolimo/administração & dosagem , Perda do Osso Alveolar , Remodelação Óssea , Técnicas Histológicas
5.
São José dos Campos; s.n; 2009. 78 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-556652

RESUMO

Considerando-se que pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico são submetidos a tratamento com corticosteróides e imunossupressores, podemos concluir que esta condição pode interferir na presença de microrganismos potencialmente oportunistas na cavidade bucal. Deste modo, o objetivo deste estudo foi avaliar a presença de leveduras do gênero Candida, estafilococos, enterobactérias e Pseudomonas spp. na cavidade bucal de pacientes com LES comparando os resultados com indivíduos controle. Desta forma, foram selecionados 40 pacientes com idades entre 19 e 53 anos com LES e que estavam em tratamento por no mínimo 60 dias. Para o grupo controle foram selecionados 40 indivíduos sistemicamente saudáveis com perfil semelhante (quanto à idade, gênero e condições bucais) aos pacientes do grupo em estudo. Não foram incluídos pacientes diabéticos, portadores de próteses bucais totais e outras doenças sistêmicas e que estavam sob terapia com medicamentos que pudessem interferir com as condições bucais. Foram realizados anamnese, exame clínico e coleta de enxágüe bucal de cada paciente. A amostra de enxágüe bucal foi semeada em meios de cultura específicos para cada microrganismo e após período de incubação foram realizadas contagens de unidades formadoras de colônia (UFC), obtendo-se o número de UFC/mL. A partir dos isolados obtidos, foram realizadas provas de identificação a fim de caracterizar as espécies dos gêneros em estudo. As contagens de microrganismos foram comparadas entre os grupos LES e controle por ANOVA, Mann Whitney (5%). Contagens de microrganismos em indivíduos sob tratamento com fármacos imunossupressores ou não e atividade positiva ou negativa da doença (SLEDAI) também foram comparadas. Não foram observadas diferenças significativas nas contagens de microrganismos entre os grupos em estudo (leveduras, p=0,55; estafilococos, p=0,24; enterobactérias/Pseudomonas spp., p=0,26)...


Considering that patients with systemic erithematous lupus are treated with corticoids and immunossuppresive drugs, this condition may interfere in the presence of potentially opportunistic microorganisms in the oral cavity. The aim of this study was to evaluate the presence of Candida spp. staphylococci, enterobacteria and Pseudomonas spp. in the oral cavity of patients with systemic erithematous lupus (LES) comparing the results with control individuals. Forty patients aged 19-53 years with LES and under therapy for at least 60 days were selected. For the control group, 40 healthy individuals paired to the test group in relation to age, gender and oral conditions were selected. Diabetic and other systemic diseases patients, denture users and individuals under therapy with drugs that affect the oral conditions were not included. Clinical examination, anamnesis and oral rinses sampling were performed. Oral rinse samples were plated on specific culture media and after the period of incubation the number of colony forming units were counted, and the value of cfu/ml was obtained. The isolates were identified in order to obtain the species. The counts of microorganisms were compared between LES and control groups by ANOVA, Mann Whitney (5%). Also, counts of microorganisms in patients under treatment with immunossupressive drugs of not and positive or negative activity of the disease (SLEDAI) were compared. No significant differences in the counts of microorganisms between the studied groups were observed (yeasts, p= 0.55; staphylococci, p=0.24; enterobacteria/Pseudomonas spp., p=0.26). No differences in the counts of microorganisms were observed related to the clinical parameters tested. Higher prevalence of Candida albicans and Staphylococcus epidermidis was observed in LES and control group. Klebsiella oxytoca was the most frequently observed in the LES group and Enterobacter cloacae in thecontrol group.


Assuntos
Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Imunossupressores , Lúpus Eritematoso Sistêmico , Boca
7.
Periodontia ; 16(02): 20-25, junho 2006.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-853432

RESUMO

O crescimento gengival é um efeito colateral indesejável associado ao uso de agentes imunossupressores como a ciclosporina-A (CsA). Até o presente momento, ainda é desconhecida a influência individual de cada um dos fatores como a presença de placa bacteriana, dosagem e duração da terapia imunossupressora, entre outros, no desenvolvimento do aumento gengival. Além disso, os estudos visando a prevenção e o tratamento dessa alteração gengival têm apresentado resultados controversos. Alguns autores obtiveram grande redução do crescimento gengival após a remoção dos fatores irritantes locais, enquanto outros não tiveram o mesmo resultado. O surgimento de uma nova droga imunossupressora como alternativa à CsA parece ser uma opção interessante na redução dos efeitos colaterais nos tecidos periodontais. Essa nova droga é o tacrolimus ou FK 506, um imunossupressor mais potente que a CsA e que, segundo os estudos recentes, parece não estar associado ao crescimento gengival podendo assim ser utilizado como substituto da CsA em casos de crescimento gengival.


Assuntos
Ciclosporina/efeitos adversos , Hiperplasia Gengival , Imunossupressores/efeitos adversos , Tacrolimo/efeitos adversos , Doenças Periodontais
8.
Periodontia ; 16(2): 20-25, jun. 2006.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-510809

RESUMO

O crescimento gengival é um efeito colateral indesejável associado ao uso de agentes imunossupressores como a ciclosporina-A (CsA). Até o presente momento, ainda é desconhecida a influência individual de cada um dos fatores como a presença de placa bacteriana, dosagem e duração da terapia imunossupressora, entre outros, no desenvolvimento do aumento gengival. Além disso, os estudos visando a prevenção e o tratamento dessa alteração gengival têm apresentado resultados controversos. Alguns autores obtiveram grande redução do crescimento gengival após a remoção dos fatores irritantes locais, enquanto outros não tiveram o mesmo resultado. O surgimento de uma nova droga imunossupressora como alternativa à CsA parece ser uma opção interessante na redução dos efeitos colaterais nos tecidos periodontais. Essa nova droga é o tacrolimus ou FK 506, um imunossupressor mais potente que a CsA e que, segundo os estudos recentes, parece não estar associado ao crescimento gengival podendo assim ser utilizado como substituto da CsA em casos de crescimento gengival.


Assuntos
Ciclosporina/efeitos adversos , Hiperplasia Gengival , Imunossupressores/efeitos adversos , Tacrolimo/efeitos adversos , Doenças Periodontais
9.
Rev. bras. patol. oral ; 4(3): 168-171, jul.-set. 2005.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-872700

RESUMO

O crescimento gengival medicamentoso consiste em uma anormalidade induzida pelo uso de determinados tipos de drogas: imunossupressoras(Ciclosporina), bloqueadores dos canais de cálcio (Nifedipina) e anticonvulsivantes (Fenitoína), estando sempre associado à presença de fatores irritantes locais (biofilme dentário). Tal alteração caracteriza-se microscopicamente por uma acantose epitelial, além de uma intensa proliferação fibroblástica e excessiva deposição de colágeno na lâmina própria. Clinicamente, manifesta-se como um aumento de volume do tecido gengival que se inicia na porção vestibular das papilas interdentais anteriores, podendo chegar a cobrir parcialmente a coroa dos dentes envolvidos. O propósito deste trabalho consiste em abordar de forma atualizada os principais aspectos referentes às características clínicas e histopatológicas do crescimento gengival induzido por drogas


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Adulto , Gengiva , Gengiva/lesões , Ciclosporina/efeitos adversos , Imunossupressores , Efeitos Fisiológicos de Drogas
10.
Rev. bras. patol. oral ; 4(3): 168-171, jul.-set. 2005.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-436309

RESUMO

O crescimento gengival medicamentoso consiste em uma anormalidade induzida pelo uso de determinados tipos de drogas: imunossupressoras(Ciclosporina), bloqueadores dos canais de cálcio (Nifedipina) e anticonvulsivantes (Fenitoína), estando sempre associado à presença de fatores irritantes locais (biofilme dentário). Tal alteração caracteriza-se microscopicamente por uma acantose epitelial, além de uma intensa proliferação fibroblástica e excessiva deposição de colágeno na lâmina própria. Clinicamente, manifesta-se como um aumento de volume do tecido gengival que se inicia na porção vestibular das papilas interdentais anteriores, podendo chegar a cobrir parcialmente a coroa dos dentes envolvidos. O propósito deste trabalho consiste em abordar de forma atualizada os principais aspectos referentes às características clínicas e histopatológicas do crescimento gengival induzido por drogas


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Adulto , Gengiva , Gengiva/lesões , Ciclosporina/efeitos adversos , Imunossupressores , Efeitos Fisiológicos de Drogas
11.
Odontol. clín.-cient ; 2(3): 165-173, set.-dez. 2003. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-415691

RESUMO

Os autores, após dimensionarem o problema da rejeição pós-transplante renal, fazem uma revisão, sob a ótica do cirurgião-dentista, a respeito da terapia imunossupressora e sua influência nas manifestações estomatológicas. No texto são ressaltados a importância do conhecimento da prevalência dessas lesões orais associadas ao transplante renal e o uso de medicações, para um correto estabelecimento a respeito da origem de tais lesões


Assuntos
Humanos , Imunossupressão , Imunossupressores/efeitos adversos , Transplante de Rim , Mucosa Bucal
13.
RGO (Porto Alegre) ; 44(6): 317-20, nov.-dez. 1996. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-262608

RESUMO

As polpas coronárias dos primeiros molares inferiores de 20 ratos tratados com ciclosporina A (CyA) foram expostas e deixadas abertas ao meio bucal por período de 7, 14, 21 e 28 dias. Em todos os períodos estudados, as alteraçöes pulpares e periapicais das raízes mesiais foram semelhantes nos dois grupos, sugerindo que a imunossupressäo provocada pela CyA näo modificou a evoluçäo das lesöes


Assuntos
Ratos , Ciclosporina/administração & dosagem , Imunossupressores , Pulpite/terapia
14.
Rev. odontol. UNESP ; 25(2): 309-18, jul.-dez. 1996. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-197519

RESUMO

O processo de reparo de feridas, em tecido mole, pode ser modificado por fatores sistêmicos ou locais, que aceleram ou retardam o seu desenvolvimento. Deste ponto de vista, vários fármacos imunossupressores têm sido considerados como da mais alta importância, destacando-se entre eles a azatioprina e os esteróides, os quais inibem a cicatrizaçäo de feridas. A ciclosporina é um dos imunossupressores mais recentes e mais usados na clínica médica, particularmente em transplantes de órgäos. Nesse experimento estudou-se o efeito dessa droga sobre o processo de reparo, por meio do estudo morfológico e estereométrico. Ratos machos pesando em média 220 gramas, receberam por via subcutânea, 10 mg/kg de ciclosporina de peso corporal/dia, durante 30 dias, e o Grupo Controle recebeu soluçäo salina em igual volume e período. Os resultados mostraram que a ciclosporina influenciou de maneira positiva o processo de reparo, acelerando a cicatrizaçäo


Assuntos
Animais , Ratos , Cicatrização , Ciclosporina , Tecido de Granulação , Imunossupressores/administração & dosagem
15.
Säo Paulo; s.n; 1995. 106 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-168110

RESUMO

Foram estudados trinta e sete pacientes transplantados renais e submetidos à terapêutica medicamentosa com ciclosporina, com idade entre 5 e 17 anos, de ambos os sexos, com o fim de pesquisar suas condiçöes dentárias e gengivais. Foi encontrada uma prevalência de hiperplasia gengival correspondente à 78,37 por cento. Os valores de CPO-D e CPO-S foram 3,76 e 5,35, respectivamente. Destes pacientes, dezessete crianças receberam limpeza profissional dos dentes no lado esquerdo da boca. O lado direito foi tido como controle. Os resultados mostraram que a limpeza profissional dos dentes diminuiu a hiperplasia gengival, havendo interaçäo significativa (p<1 por cento) dos fatores consulta e tratamento. Houve evidências de que o controle profissional da placa diminuiu o índice de placa embora näo tenha havido correlaçäo positiva entre o índice de placa e a severidade de hiperplasia gengival


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Cárie Dentária/diagnóstico , Cárie Dentária/terapia , Ciclosporinas/uso terapêutico , Doenças da Gengiva/diagnóstico , Doenças da Gengiva/terapia , Transplante de Rim/efeitos adversos , Imunossupressores/uso terapêutico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA