Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 91
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 19(1): 4773, 01 Fevereiro 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-998267

RESUMO

Objective: To elicit the structure of isolated compounds from roots of sidaguri (Sida rhombifolia Linn). Material and Methods: Several organic standard protocols were involved, including extraction, fractionation, and phytochemical testing. Further spectroscopy methods, FTIR and 1HNMR, were used to determine the predicted structure of molecules, while their ability to inhibit cyclooxygenase (COX 1 and 2) were tested using in vitro method. Results: Overall assessments showed that the structure of the sidaguri is a long chain aliphatic carboxylic acid and identified as Z-3, 6, 6 trimethylhept-2-en-1-ol (T12) and nonanoic (T13). Both isolates significantly inhibit COX-1 and COX-2 non-selectively (the COX-1/COX-2 ratio for T12 was 0.91 and 0.82; while COX-1/COX-2 ratio for T13 was 0.89 and 0.87 at concentrations of 0.05 and 0.025 µg/mL respectively). Conclusion: The active compounds of Sidaguri have antiinflammatory effect by inhibiting COX non-selectively.


Assuntos
Análise Espectral/métodos , Ciclo-Oxigenase 1 , Ciclo-Oxigenase 2 , Anti-Inflamatórios , Técnicas In Vitro/métodos , Indonésia
2.
Periodontia ; 28(2): 32-42, 2018. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-908861

RESUMO

A romã (Punica granatum) possui uma vasta história médica conhecida por sua ação antibacteriana, antioxidante e anti-inflamatória. A presente revisão teve como objetivo verificar os potenciais efeitos terapêuticos do uso de produtos derivados da P. granatum como coadjuvante no tratamento das doenças periodontais. Descritores em inglês e português dos termos: "romã", "doença periodontal", "gengivite", "periodontite" e "punica granatum", foram utilizados para consulta nas bases de dados Pubmed, Lilacs e Scielo. Para avaliação dos efeitos anti-inflamatórios, antimicrobianos e clínicos da romã foram incluídos trabalhos clínicos e pré-clínicos, sem restrições de data. Os diferentes estudos selecionados avaliaram P. granatum em diferentes formulações, incluindo bochechos, géis, infusão, dentifrícios, e chips biodegradáveis. Os resultados demostraram que os componentes fitoquímicos de P. granatum, como polifenóis flavonoides, punicalaginas, ácido punícico e antocinas apresentam propriedades relevantes pró-saúde periodontal, que incluem efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes, hemostáticos e imunoregulatórios. Estudos in vivo utilizando diferentes formulações da romã em participantes acometidos por gengivite ou periodontite apresentaram reduções nos índices de placa, sangramento gengival e profundidade de sondagem em graus variados. Conclui-se que P. granatum pode ser uma promissora alternativa à terapia antimicrobiana padrão, para auxílio do controle mecânico de placa, com melhora dos sinais clínicos das doenças periodontais. Contudo, mais estudos clínicos ainda são necessários. (AU)


The pomegranade (Punica granatum) has a vast medical history know by its antibacterial, antioxidant and antiinflammatory action. The presente review aimed at verifying the potential therapeutic effects of products derived from P. granatum as adjuvant in the treatment of periodontal diseases. English and Portugueses descriptors of the terms "pomegranate", "periodontal disease", "gingivitis", "periodontitis" and "Punica granatum" were used for search in Pubmed, Lilacs and Scielo databases. To assess the anti-inflammatory, antimicrobial and clinical effects of pomegranate, clinical and preclinical were included, with no date restrictions. The different studies evaluated P. granatum in different formulations, including mouthwash, gels, infusion, dentifrices, and biodegradable chips. Results showed that the phytochemical components of P. granatum, such as polyphenois flavonoids, punicalagins, punicic acid and antocines, demonstrated relevant periodontal prohealth properties, including anti-inflammatory, antioxidant, hemostatic and immunoregulatory effects. In vivo studies, using different pomegranade formulations in individuals affected by gingivitis or periodontitis, showed reductions in plaque index, gingival bleeding and probing depth in different levels. It was concluded that P. granatum could be a promising alternative to the standard antimicrobial therapy in order to aid the mechanical control of plaque, with improvement of clinical signs of periodontal diseases. However, more clinical studies are still necessary. (AU)


Assuntos
Anti-Infecciosos/uso terapêutico , Anti-Inflamatórios/uso terapêutico , Gengivite , Doenças Periodontais/classificação , Doenças Periodontais/complicações , Periodontite , Lythraceae
3.
São José dos Campos; s.n; 2018. 60 p. il., tab., graf..
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-915304

RESUMO

Stryphnodendron barbatiman (Vell.) Mart (barbatimão) tem sido utilizado popularmente como anti-inflamatório e antimicrobiano. Este estudo se propôs a realizar a análise fitoquímica do extrato de S. barbatiman (Vell.) Mart. (barbatimão) e verificar in vitro algumas de suas atividades biológicas, como: antimicrobiana, sobre culturas planctônicas e biofilmes de Fusobacterium nucleatum, Porphyromonas endodontalis, Porphyromonas gingivalis, e Parvimonas micra; citotoxicidade e genotoxicidade em macrófagos murinos (RAW 264.7), fibroblastos murinos (L929) e queratinócitos humanos (HACAT); e ação anti-inflamatória sobre RAW 264.7 estimuladas por lipopolissacarídeo (LPS) de Escherichia coli. A atividade antimicrobiana sobre culturas planctônicas foi avaliada pelo método de microdiluição em caldo. Após, as concentrações efetivas foram avaliadas sobre biofilmes monomicrobianos. A análise de citotoxicidade foi verificada pelo teste de redução do brometo de 3(4,5-dimetiltiazol-2-yl)2,5-difeniltetrazólio (MTT) e a de genotoxicidade pelo teste de micronúcleos. A atividade anti-inflamatória foi analisada quantificando os níveis de citocinas pró-inflamatórias (TNF-α, IL-1ß, IL-6 e IL-17) e anti-inflamatória (IL-10), por enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). Os dados foram analisados por ANOVA e Teste de Tukey, ou Kruskal-Wallis e teste de Dunns, com nível de significância de 5% (P≤0,05). O extrato foi eficaz sobre os biofilmes, redução entre 54 e 100%. O extrato não foi citotóxico para RAW 264.7 e L929 no tempo de 24 h nem para HACAT por 5 min e em 24 h 50 e 100 mg/mL aumentaram a viabilidade celular. O extrato de S. barbatiman (Vell.) Mart. não foi genotóxico para RAW 264.7. O extrato associado ao LPS aumentou a produção de todas as citocinas estudadas, exceto do TNF-α. Concluiu-se que o extrato de barbatimão foi eficaz sobre biofilme mono espécie de bactérias anaeróbias em concentrações não citotóxicas para RAW 264.7, L929 e HACAT (AU)


Anti-inflammatory and antimicrobial are popular uses of Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville (barbatimão). This study proposed to perform the phytochemical analysis of S. barbatiman (Vell.) Mart. (barbatimão) extract and to verify in vitro some of its biological activities as antimicrobial on planktonic cultures and biofilms of Fusobacterium nucleatum, Porphyromonas endodontalis, Porphyromonas gingivalis, and Parvimonas micra; cytotoxicity and genotoxicity on human keratinocytes (HACAT), murine macrophages (RAW 264.7) and fibroblasts (L929), and anti-inflammatory action on RAW 264.7. The antimicrobial activity on planktonic cultures was evaluated by broth microdilution. Afterwards, the effective concentrations were evaluated on mono microbial biofilms. The cytotoxicity analysis was verified by the MTT test and the genotoxicity by the micronucleus test. Antiinflammatory activity was evaluated in RAW 264.7 stimulated by lipopolysaccharide (LPS) of Escherichia coli and treated with the extract, quantifying the levels of proinflammatory cytokines (TNF-α, IL-1ß, IL-6 and IL-17) and anti-inflammatory (IL-10), by enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). The data that presented normal distribution were analyzed by ANOVA and Tukey's test, and those that were not, were analyzed by Kruskal-Wallis and Dunns test, with a significance level of 5% (p≤0.05). Barbatimão extract was effective on biofilms, reduction between 54 and 100%. The extract was not cytotoxic to RAW 264.7 and L929 in the 24 hr time nor to HACAT for 5 min and in 24 h 50 and 100 mg / ml increased cell viability. The extract of S. barbatiman (Vell.) Mart. was not genotoxic for RAW 264.7. The LPS-associated extract increased the production of all cytokines studied except for TNF-α. In conclusion, barbatimão extract was effective on mono-species biofilm of anaerobic bacteria at non-cytotoxic concentrations for RAW 264.7, L929 and HACAT (AU)


Assuntos
Humanos , Bactérias Anaeróbias , Anti-Inflamatórios , Anti-Inflamatórios/análise , Citotoxicidade Imunológica
4.
Arq. odontol ; 53: 1-9, jan.-dez. 2017. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-906443

RESUMO

Objetivo: Este estudo objetiva realizar uma revisão de literatura que relata o uso de analgésicos opioides e sua eficácia após extração de terceiros molares, comparando-os com outros tipos de fármacos. Métodos: Foi realizada a busca de artigos na base PubMed, de 2006 a 2016, resultando em um total de 131 artigos. Desses, foram excluídos 122 artigos que não relatavam o uso de opioides, que não eram da área da Odontologia, ou que não relataram o uso de opioides após extração de terceiros molares. Artigos de revisão de literatura ou que não eram comparativos também foram excluídos. Com isso, 9 artigos foram considerados e incorporados à revisão. Resultados: Esta revisão identificou alguns ensaios clínicos que compararam a utilização de analgésicos opioides com outras opções medicamentosas. Dos ensaios que compararam analgésicos opioides com outro AINES (N=3), sem associações medicamentosas, observou-se que os AINES apresentam maior eficácia, ou, no caso de analgesia preemptiva, tiveram o mesmo efeito. Os estudos que compararam associação de analgésicos opioides com AINES (N=4) revelaram que a associação é mais benéfica do que o uso isolado dos opioides. Um único estudo que testou a associação entre opioide e corticosteroide relevou que essa associação é mais eficaz do que a associação entre opioide e AINE. Um único estudo testou a associação entre opioide e paracetamol com AINES concluiu que a eficácia foi semelhante entre os grupos. Conclusão: Analgésicos opioides são, geralmente, menos eficazes que AINES no controle da dor após a extração de terceiros molares. Sua associação com AINES está indicada em algumas situações clínicas. O uso de opioides como primeira escolha parece estar restrito a pacientes com contraindicação ao uso dos AINES. (AU)


Aim: This study aims to perform a literature review that reports on the use of opioid analgesics and their efficacy after extracting third molars, comparing them with other types of drugs. Methods: The search of articles in the PubMed database was carried out from 2006 to 2016, resulting in a total of 131 articles. Of these, 122 articles that did not report the use of opioids that were not from the Dentistry area, or that did not report the use of opioids after the extraction of third molars, were excluded. Literature reviews or non-comparative articles were also excluded. Thus, 9 articles were considered and incorporated into the review. Results: This review identified some clinical trials comparing the use of opioid analgesics with other drug options. From the trials comparing opioid analgesics with other NSAIDs (N = 3), with no drug combinations, NSAIDs proved to be more effective or, in the case of preemptive analgesia, had the same effect. Studies comparing the association of opioid analgesics with NSAIDs (N = 4) have shown that the association is more beneficial than the use of opioids alone. A single study that tested the association between opioids and corticosteroids has shown that this association is more effective than the association between opioids and NSAIDs. One study, which tested the association between opioids and paracetamol with NSAIDs concluded that the efficacy was similar between groups. Conclusion: Opioid analgesics are generally less effective than NSAIDs in controlling pain after the extraction of third molars. Its association with NSAIDs is recommended in some clinical situations. The use of opioids as the first choice seems to be restricted to patients with a contraindication to the use of NSAIDs.(AU)


Assuntos
Analgésicos Opioides/uso terapêutico , Anti-Inflamatórios , Dente Serotino , Cirurgia Bucal , Extração Dentária , Resultado do Tratamento , Revisão
5.
Belo Horizonte; s.n; 2015. 86 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-790325

RESUMO

A administração de fármacos pode influenciar vários aspectos metabólicos do organismo e com a osseointegração não poderia ser diferente. Dos fármacos aqui estudados, os anti-inflamatórios não esteroides ainda são motivos de grande discussão na literatura. É indiscutível que as prostaglandinas exercem influência na homeostase óssea, porém não se sabe se os efeitos da inibição da síntese destas, pelos anti-inflamatórios não esteroides, são suficientes para algum motivo de preocupação durante a instalação de implantes. O uso prolongado de anti-inflamatórios esteroides e bifosfonatos pode ser preocupante. O primeiro por causar inúmeras alterações fisiológicas, sendo de relevância o surgimento de osteoporose e a inibição do eixo hipotálamo-hipofisário. O segundo pelo surgimento de Oosseonecrose dos maxilares...


Assuntos
Anti-Inflamatórios não Esteroides/uso terapêutico , Implantação Dentária , Osseointegração , Preparações Farmacêuticas , Anti-Inflamatórios , Difosfonatos/uso terapêutico
6.
Belo Horizonte; s.n; 2015. 120 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-790333

RESUMO

Os efeitos colaterais mais conhecidos em cavidade bucal, durante a radioterapia para o tratamento de câncer em região da cabeça e pescoço, são a mucosite e a candidose. Essas alterações são potencializadas pela hipossalivação em decorrência de alterações nas glândulas salivares. Existem diversos protocolos para o controle da mucosite, hipossalivação e candidose bucais nesses pacientes, entretanto, nenhum deles é totalmente eficaz. A Própolis possui atividade analgésica, anti-inflamatória, antifúngica e cicatrizante. Essas características farmacológicas conferem à Própolis um grande potencial para prevenir as alterações na cavidade bucal dos pacientes que serão submetidos à radioterapia. O objetivo deste trabalho foi avaliar a efetividade do Gel contendo Própolis na prevenção da mucosite e candidose em comparação com o cloridrato de benzidamina. Vinte e seis pacientes foram incluídos no estudo. Os pacientes foram aleatorizados em dois grupos, sendo que o grupo 1 usou o cloridrato de benzidamina e o grupo 2 o gel de Própolis. Tanto os pacientes do grupo 1 , como os pacientes do grupo 2 usaram os produtos 3 (três) vezes ao dia, durante todo o período da radioterapia e duas semanas após o término do tratamento e todos foram avaliados semanalmente. Os resultados obtidos mostraram que 84,6% dos pacientes eram do sexomasculino e que 19,2% dos pacientes mantinham o hábito de fumar e consumir bebidas alcoólicas. A dose média de radioterapia foi 6466,1 Gys. Após a análise final dos dados, observou-se que o Gel de Própolis apresentou melhor efetividade na prevenção da mucosite, a partir da 17a sessão de radioterapia, quando comparado ao grupo cloridrato de benzidamina. Setenta e oito por cento (78,6%) dos pacientes avaliaram o produto como bom, enquanto 85,7% o indicariam para pacientes com a mesma condição. O estudo mostrou que o controle da inflamação na mucosa bucal pelo Gel contendo Própolis foi melhor...


The best known side effects in the oral cavity during radiotherapy for the treatment of cancer in the head and neck, are mucositis and candidiasis. These changes are enhanced by hyposalivation due to changes in the salivary glands. There are many protocols for the control of mucositis, hyposalivation, and oral candidiasis in these patients however, none iscompletely effective. Propolis has analgesic, anti-inflammatory, antifungal and healing activity. These pharmacological characteristics give propolis great potential to prevent changes in the oral cavity of patients undergoing radiotherapy. The aim of this study was to evaluate the effectiveness of the gel containing propolis in preventing mucositis and candidiasis compared with benzydamine hydrochloride. Twenty-six patients were included in this study. Patients were divided into two groups with group 1 used the benzydamine hydrochloride and group 2 gel propolis. Both group used the products three times a day during the whole period of radiotherapy and two weeks after the end of treatment and all patients were evaluated weekly...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Anti-Infecciosos/uso terapêutico , Anti-Inflamatórios/uso terapêutico , Benzidamina/uso terapêutico , Estomatite/prevenção & controle , Mucosite/terapia , Própole/uso terapêutico , Neoplasias de Cabeça e Pescoço/tratamento farmacológico , Neoplasias de Cabeça e Pescoço/radioterapia
7.
Belo Horizonte; s.n; 2014. 56 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-790310

RESUMO

Objetivo: analisar a expressão de integrina alfa2, mediadores moleculares, citocinas e quiocinas, a partir de células presentes no líquido interstical periapical adjacente e dentes portadores de infecção dos canais radiculares. Metodologia: os 13 pacientes incluídos no estudo foram encaminhados à Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte, MG, Brasil). As amostras foram retiradas de dentes com necrose pulpar e nenhum paciente apresentou sintomas periapicais agudos no momento das coletas (...) Resultados: Observaram-se níveis significativamente mais baixos de TNF-α, CCL5, CCL2 / MCP-1 e IL8 em dentes com cargas bacterianas redusidas...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Anti-Inflamatórios/uso terapêutico , Cavidade Pulpar/patologia , Periodontite Periapical/terapia , Quimiocinas , Citocinas , Líquido Extracelular
8.
Bauru; s.n; 2014. graf, tab, ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867061

RESUMO

A presença de Candida albicans nos biofilmes microbianos aderidos na superfície interna das próteses removíveis, principalmente totais superiores, está relacionada com uma doença inflamatória no palato, conhecida como estomatite protética (EP). Assim, torna-se fundamental a realização de novos estudos sobre alternativas terapêuticas, direcionados à prótese e não somente à mucosa, que sejam simultaneamente antimicrobianas, anti-inflamatórias, não tóxicas para os tecidos bucais e que produzam menos danos à prótese que os métodos convencionais. Os fitoterápicos podem representar uma destas alternativas. Objetivos: O objetivo deste trabalho foi estudar a ação fitoterápica do Equisetum giganteum, nas concentrações de 50, 25, 16, 8 e 4 mg/mL, sobre C. albicans e descartar sua ação citotóxica sobre o palato humano bem como sobre monócitos humanos. Material e Métodos: Após coleta, obtenção e identificação de compostos por espectrometria de massas do extrato hidroalcoólico de E. giganteum, sua atividade antimicrobiana foi determinada pela concentração inibitória mínima em meio líquido, contra as cepas clínicas Candida albicans SC 5314 e Escherichia coli O:124, e a cepa padrão Staphylococcus aureus ATCC 6538. Propriedades antiaderentes do extrato, sobre biofilmes de C. albicans induzidos sobre corpos de prova de resina acrílica, foram determinadas por imunofluorescência (LIVE/DEAD) e pela análise em microscópio de varredura confocal a laser. A atividade anti-inflamatória do fitoterápico foi averiguada através da análise da produção de espécies reativas de oxigênio (ROS) por monócitos humanos estimulados por C. albicans e LPS, por meio da marcação fluorescente utilizando o reagente Cell Rox Deep Red®. Avaliação de citotoxicidade foi realizada in vitro com células epiteliais de palato humano e monócitos humanos, por meio do ensaio colorimétrico MTT. Os resultados foram expressos como média ± desvio padrão...


The presence of Candida albicans in the microbial biofilms adhered to the internal surface of the removable denture, mainly the full upper ones, is related to an inflammatory palate disease known as denture stomatitis (DS). Thus, it is essential that new studies are done about therapeutic alternatives directed to the dentures, not only to the buccal mucosa, and which are, at the same time, antimicrobial, antiinflammatory, non-poisoning to the buccal tissues and that they produce less harm to the denture than the current methods. The phytotherapeutic (herbal) remedies may represent a good alternative. Objectives: The aim of this paper is to study the phytotherapeutic action of Equisetum giganteum in the concentrations of 50, 25, 16, 8 and 4 mg/mL on C.albicans and discard the cytotoxic action on the human palate, as well as on human monocytes. Material and Methods: After collecting, obtaining and identifying the compounds by means of mass spectrometry of the hydroalcoholic extract of E. giganteum, its antimicrobial activity was determined by the inhibitory minimum concentration in liquid media, against clinic strains of Candida albicans SC 5314 and Escherichia coli O:124, and standard Staphylococcus aureus ATCC 6538 strains. The antiadherent, properties of the extract on biofilms of C. albicans over acrylic resin proof specimens were determined by immunofluorescence test (LIVE/DEAD) and by the analysis in a Confocal Laser Microscope Scanning. The anti-inflammatory activity of the phytotherapeutic (herbal) remedy was assessed through the analysis of the production of reactive oxygen species (ROS) to human monocytes stimulated by C. albicans and LPS, through fluorescent lighting using the reagent Cell Rox Deep Red®. The evaluation of cytotoxicity was done in vitro with epithelial cells of human palate and human monocytes, through colorimetric MTT assay. The results were expressed in means ± standard deviation and submitted to statistics Kruskal-Wallis Test...


Assuntos
Humanos , Candida albicans , Células Epiteliais , Equisetum/toxicidade , Estomatite sob Prótese/tratamento farmacológico , Extratos Vegetais/uso terapêutico , Fitoterapia , Resinas Acrílicas , Anti-Inflamatórios/farmacologia , Colorimetria , Microscopia Confocal , Monócitos , Medicamentos Fitoterápicos , Produtos com Ação Antimicrobiana , Palato/citologia , Palato , Reprodutibilidade dos Testes
9.
Odonto (Säo Bernardo do Campo) ; 20(39): 141-143, jan.-jun. 2012.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-790170

RESUMO

Introdução: uma das queixas apresentadas por pacientes portadores de prótese ocular é o desconforto, causado pela presença de secreção contaminada na cavidade anoftálmica. Objetivo: o intuito de minimizar este quadro e, baseados em estudos sobre os efeitos e propriedades antiinflamatórias, antibióticas e analgésicas do Aloe vera, os autores propõem, através de um estudo prospectivo, a análise da ação deste fitoterápico. Metodologia: foram selecionados 30 pacientes portadores de prótese ocular apresentando inflamação, exsudato, dor e/ou desconforto, não usuários de qualquer tipode medicamento tópico. Receberam um frasco conta gotas contendo Aloe vera, diluído em soro fisiológico na proporção de 1:1, devendo aplicar 2 gotas, 3 vezes ao dia durante 4 semanas; comparecendo ao Ambulatório de Prótese Buco Maxilo Facial da FOUSP para avaliação semanal. Foi aplicado um questionário auto-afirmativo em que os participantes da pesquisa avaliaram sua melhora atribuindo nota de 0 a 10.Resultado: observou-se que 93,3% dos pacientes obtiveram melhora com eliminação da secreção e inflamação e destes, 46,6% relataram melhora já na segunda semana;6,6% não conseguiram concluir a pesquisa por motivos diversos. Conclusão: foi observado que a aplicação do Aloe vera, quando seguida a recomendação, demonstrou ser eficaz no controle das afecções da cavidade anoftálmica.


Introduction: one of the complaints made by patients with ocular prosthesis is the discomfort caused by the presence of infected secretions in the patients. Aim: in order to minimize this framework and based on studies of the effects and anti-inflammatory properties, antibiotic and analgesic properties of Aloe vera, the authors propose, through a prospective study, the analysis of action of this herbal medicine.Methodology: it was selected 30 patients with ocular prosthesis showing inflammation, exudate, pain or discomfort, not users of any type of medicine topic. Received a dropper bottle containing Aloe vera, diluted in saline at a ratio of 1:1, and apply 2 drops, 3 times daily for 4 weeks, attending the Clinic of Maxillofacial Prosthesis FOUSP for the weekly evaluation. It was applied a self-administered so that the research participants rated their improvement by assigning a score from0 to 10. Results: it was observed that 93.3% of patients improved with the elimination of inflammation and secretion of these, 46.6% reported improvement in the second week, 6.6% could not complete the study for various reasons. Conclusion: the application of Aloe vera, when followed the recommendation has proved effective in controlling diseases of the patients.


Assuntos
Humanos , Aloe , Doenças Orbitárias/tratamento farmacológico , Endoftalmite/tratamento farmacológico , Olho Artificial/efeitos adversos , Anti-Inflamatórios/uso terapêutico , Infecções Oculares/tratamento farmacológico , Medicamentos Fitoterápicos , Estudos Prospectivos , Resultado do Tratamento
11.
12.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-618567

RESUMO

O controle da dor e da inflamação pós-operatória são constantes preocupações dos cirurgiões, bem como o bem-estar do paciente após o ato cirúrgico, esses fatores estão intimamente ligados ao sucesso dos procedimentos e técnicas aplicadas. O cetorolaco é um anti-inflamatório não esteroidal (AINE) não seletivo, que age indistintamente sobre as cicloxigenases 1 e 2 e está indicado no tratamento da dor pós-operatória ou processos dolorosos de intensidade moderada a grave. Esta revisão de literatura se propôs a elucidar os efeitos analgésicos e anti-inflamatórios do cetorolaco de trometamol aplicado tanto de forma preventiva quanto pre-emptiva no tratamento da dor, bem como suas reações adversas, apresentando vantagens e desvantagens deste fármaco. Diante da revisão de literatura abordada, os autores concluíram que: a analgesia pre-emptiva deve ser feita sempre que possível; o cetorolaco de trometamol apresenta maior eficácia analgésica que os opióides, porém, deve ser usado em curto prazo, pelo risco de desenvolver doenças gastrointestinais, além do cuidado da sua indicação que segue as recomendações comuns a todos os AINES empregados em odontologia.


The pain control and postoperatory inflammation are constant concerns of surgeons, as well as the welfare of the patient after surgery, these factors are closely linked to the success of the procedures and techniques. Ketorolac is a non steroid anti-inflammatory drug (NSAID) non-selective, which acts indiscriminately on cyclooxygenase 1 and 2 and is indicated for the treatment of postoperative pain or painful processes of moderate to severe intensity. This literature review aimed to elucidate the analgesic and anti- inflammatory ketorolac trometamol applied as a preventive and preemptive treatment of pain and its adverse reactions, presenting advantages and disadvantages of this drug. Given the literature review addressed, the authors concluded that: preemptive analgesia should be performed whenever possible; ketorolac trometamol shows greater efficacy than opioids, however, should be used in short term, at risk of developing gastrointestinal diseases, beyond the care of his statement following the recommendations common to all NSAIDs used in dentistry.


Assuntos
Anti-Inflamatórios , Cetorolaco de Trometamina/administração & dosagem , Cetorolaco de Trometamina/efeitos adversos , Cetorolaco de Trometamina/uso terapêutico , Cetorolaco/administração & dosagem , Cetorolaco/efeitos adversos , Cetorolaco/uso terapêutico
13.
São Jose dos Campos; s.n; 2011. 70 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-866967

RESUMO

Lesões gástricas inflamatórias e ulcerativas tem aumentado em frequência mundialmente. Em decorrência do estilo de vida, tais lesões tendem a apresentar recidivas. Por isso, a busca por novas alternativas de tratamento, com poucos efeitos adversos, accessíveis e de baixo custo é interessante. A espécie vegetal Punica granatum (romã) é utilizada como suplemento alimentar e como meio alternativo popular no auxílio ao tratamento de várias doenças. Propriedades antiinflamatórias e cicatrizantes estimulam a pesquisa da ação farmacológica desta planta em lesões gástricas. Neste trabalho, foi analisada a ação curativa e preventiva de extratos hidro alcoólicos de P. granatum (POM e PG) nas concentrações de 250mg/kg e 500mg/kg e do suco concentrado industrializado de romã, concentrado e diluído (Sc e Sd), em comparação ao Cloridrato de Ranitidina, através de um modelo experimental de gastrite aguda induzida por etanol em ratos. Foram avaliados a alteração do pH intragástrico, a área da mucosa gástrica ulcerada (AU) e o índice de inibição de ulceração (IU%) de cada substância terapêutica empregada. No tratamento curativo, demonstrou-se que PG250 e PG500 elevaram o pH e não diminuíram os efeitos lesivos do etanol e POM250 ePOM500 apresentaram pH e redução de danos similares aos promovidos pelo cloridrato de ranitidina. Quando analisadas as AU e o IU%, os tratamentos com POM250, POM500, Sc e Sd foram eficazes na inibição de úlceras gástricas, em diferentes graus de intensidade. O Sc apresentou diminuição do pH e baixo grau de lesões, sendo eficaz tanto na cura quanto na prevenção de lesões gástricas. No tratamento preventivo, os animais tratados com PG500 apresentaram os melhores resultados quanto à inibição de ulceração. Desta forma, concluiu-se que no combate à lesões gástricas induzidas por etanol, o tratamento curativo com POM250, POM500 e Sc foi eficaz e, no tratamento preventivo, todas as substâncias empregadas foram capazes de prevenir a ulceração da...


Inflammatory and ulcerative gastric lesions has been increasing infrequency world wide. As a result of life style, such lesions tend to relapse. Therefore, the search for new treatment alternatives, with few adverse effects, accessible and low cost is interesting. The plant species Punica granatum (pomegranate) is used as a food supplement and as a popular alternative means to aid in the treatment of various diseases. Antiinflammatory and healing properties stimulate research of the pharmacological action of this plant in gastric lesions. In this paper, we analyzed the preventive and curative action of hydroalcoholic extracts ofP. granatum (PG and POM) in the concentrations of 250mg/kg and 500mg/kg and industrialized pomegranate juice, concentrated and diluted (Sc and Sd), compared with Ranitidine Hydrochloride, through an experimental model of acute gastritis induced by ethanol in rats. We evaluated alterations of intragastric pH, the area of ulcerated gastric mucosa (AU) and the inhibition of ulcer index (UI%) of each therapeutic substance used. In curative treatment, it was shown that PG250 and PG500 increased the pH, but didn’t decrease the harmful effects of ethanol and POM250 and POM500 showed pH and reduction of gastric lesions similar to those promoted by Ranitidine Hydrochloride. In analyzingthe AU and IU%, treatment with POM250, POM500, Sc and Sd were effective in the inhibition of gastric ulcers in different degrees of intensity. Sc reduced pH and developed milder lesions, and was effective both in curing and prevention of gastric lesions. In the preventive treatment, the animals treated with PG500 had the best results on the inhibition of ulceration. Thus, it was concluded that against ethanol induced gastric lesions, curative treatment with POM250, POM500 and Sc was effective, and in the preventive treatment, all substances used were able to prevent gastric mucosal ulceration, and the PG500 and Sc were...(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Anti-Inflamatórios , Gastrite , Romã (Fruta) , Gastrite/induzido quimicamente , Gastrite/terapia , Romã (Fruta)/administração & dosagem , Romã (Fruta)/uso terapêutico , Fitoterapia , Ranitidina
14.
Rev. bras. odontol ; 67(1): 111-116, jul.-dez. 2010. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-563848

RESUMO

Foi realizada revisão bibliográfica quanto à influência dos anti-inflamatórios e da dieta na fisiologia óssea e taxa de movimentação dentária. Os trabalhos analisados mostraram que quando diferentes classes de medicamentos são utilizadas por longo tempo ocorre influência na remodelação óssea, mas as modificações na taxa de movimentação dentária dependem também de parâmetros cinéticos do fármaco e do metabolismo basal do animal experimental ou do ser humano estudado. Esta relação não se mostrou linear, sendo importante para o ortodontista ter exatidão no planejamento e no controle clínico radiográfico, individualizando o tratamento ortodôntico dos pacientes que utilizam medicações sistêmicas de uso contínuo.


Assuntos
Anti-Inflamatórios , Técnicas de Movimentação Dentária , Remodelação Óssea
15.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-561074

RESUMO

O conceito atual de patogênese da doença periodontal sustenta o caráter imunoinflamatório desta patologia, onde diversos trabalhos comprovam que a sua etiologia não depende exclusivamente da presença de periopatógenos, mas também da resposta do hospedeiro frente a estes agentes agressores. Tendo em vista a destruição tecidual e óssea associadas à periodontite, o uso de anti-inflamatórios não-esteroidais tem sido proposto com o objetivo de modular importantes mediadores inflamatórios, com principal destaque para a prostaglandina E2, devido a sua participação na reabsorção óssea alveolar. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão bibliográfica sobre o uso dos anti-inflamatórios não-esteroidais como adjuntos no tratamento da doença periodontal.


The present concept of pathogenesis of periodontal disease claims the character of this pathology imunoinflamatory where many studies show that their cause does not depend solely on the presence of periopathogens, but also the host response against these aggressors agents. In view of the bone and tissue destruction associated with periodontitis, the use of non-esteroidal anti-inflamatory has been proposed in order to modulate important mediators inflammatory, with main focus on the prostaglandin E2, due to their participation in the reabsorption alveolar bone. This work was conducting a literature review on the use of non-esteroidal anti-inflamatory as adjuncts in the treatment of periodontal disease.


Assuntos
Anti-Inflamatórios , Anti-Inflamatórios não Esteroides , Doenças Periodontais
16.
Odontol. clín.-cient ; 8(1): 7-12, jan.-mar. 2009. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-518016

RESUMO

Nearly six million new people suffer from back pain and another 45 million Americans suffer from chronic headaches. It is obvious that the most prescribed compounds on the Earth are the analgesic and anti-inflammatory drugs. However, much is sold, but there is still much to learn about them, In this brief review, basic pharmacology and physiology of the inflammatory process will be discussed, proving elementary basis to a rational prescription of anti-inflammatory drugs. In a addition, a historical approach about how this multibillion dollar market has grown and the most studied alternatives in the treatment of pain will be addressed. Finally, future perspectives about the prescription of anti-inflammatory drugs pointed to the necessity of constant update by the health professional and the adjustment of the type and the dose of the drug.


Quase seis milhões povos novos sofrem da dor traseira e uns outros 45 milhões americanos sofrem das dores de cabeça crônicas. É óbvio que os compostos os mais prescritos na terra são as drogas analgésicas e anti-inflmatórias. Entretanto, muito é vendido, mas há ainda muito a aprender sobre elas. Nesta breve revisão, a farmacologia e a fisiologia básicas do processo inflamatório serão discutidas, provando a base elementar a uma prescrição racional de drogas anti-inflammatórias. Além, uma aproximação histórica sobre como este mercado de vários bilhões de dollares creceu e as alternativas as mais estudadas no tratamento da dor serão endereçadas. Finalmente, perspectivas futuras sobre a prescrição das drogas anti-inflammatórias aguçado à necessidade da actualização constante pelo profissional de saúde e do ajuste do tipo e à dose da droga.


Assuntos
Anti-Inflamatórios , Analgésicos/administração & dosagem , Odontologia , Farmacologia
17.
JBE, J. Bras. Endod ; 5(20): 376-380, mar.-jun.2005. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-851840

RESUMO

O objetivo do presente estudo foi analisar o potencial antimicrobiano das medicações NDP, Pred-Fort associado a rifamicina e Otosporin quando em contato com bactéria comumente encontrada no interior do canal radicular,Staphylococcus aureus (ATCC 25923), em meio de cultura sólido Mueller Huinton. A infusão bacteriana foi preparada utilizando meio TSB, correspondente à escala 0,5 de McFarland. Foram utilizadas Placas de Petri, já esterilizadas, para acomodação de duas camadas de meio de cultura. Na base foram colocados 10 mL de Mueller Huinton e esperou-se solidificar. A segunda camada, também de 10 mL, foi preparada utilizando infusão bacteriana, diluída em 1 x 10 a 6ª em meio de cultura TSB e 5 mL de meio sólido, resultando na concentração de 15 X 10 a 5ª UFC/mL, que foi colocada sobre a base. Feito isto, foram acomodados discos de papel previamente embebidos nas modificações testadas nesta pesquisa sobre o meio. As placas foram acondicionadas em estufa durante 24h, a uma temperatura de 36°C, para análise dos resultados. Essa análise foi definida a partir da mensuração do halo de inibição, em milímitros, causados pela medicações, cujos valores foram submetidos à análise estatística. Segundo os resultados, houve formação de maiores halos de inibição quando da utilização, em ordem decrescente, do Pred-Fort + Rifamicina, do Otosporim e , finalmente, do NDP.


Assuntos
Anti-Inflamatórios , Cavidade Pulpar , Dexametasona/química , Neomicina/química , Polimixina B/química , Preparo de Canal Radicular/instrumentação , Staphylococcus aureus/imunologia , Análise Estatística
20.
Braz. j. oral sci ; 7(27): 1666-1672, Oct.-Dec. 2008. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-521337

RESUMO

Aim: The present study aimed to evaluate the antiinflammatory activity of the polymer derived from Ricinus communis and its mechanism of action. Methods: The antiinflammatory activity was investigated in chronic and acute animal models and the mechanism of action involved in the antiinflammatory activity was determined by the in vitro phospholipase A2 (PLA2) enzyme assay. Results: In mouse ear edema (10.0 mg/ear) and granulomatous tissue formation (500 mg/kg) models, the polymer inhibited the inflammatory response in 75.08 ± 1.80% and 61.70 ± 1.80% of the cases, respectively (p<0.001). Oral administration of the Ricinus communis polymer (500 mg/kg) inhibited 72.00 ± 1.20% of formalin-induced inflammation. Topical administration of the polymer on oral lesions of mice showed that the oral mucosa was recovered in 60.00 ± 1.40% (p<0.05) of the cases. In in vitro assay, the phospholipase A2 enzyme was inhibited by the Ricinus communis polymer (5.0 mg/mL) in a dose-dependent manner (84.60 ± 1.41%). Conclusion: the polymer derived from Ricinus communis showed a significant antiinflammatory activity, confirming that the pharmacological mechanism involved in this antiinflammatory action was related to the inhibition of the PLA2 enzyme.


Assuntos
Animais , Masculino , Ratos , Anti-Inflamatórios , Polímeros , Ricinus
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA