Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 65
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Ciênc. Plur ; 5(2): 161-170, ago. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1021784

RESUMO

Introdução:A intrusão resulta no deslocamento do dente no sentido axial para o interior do osso alveolar, podendo causar injúrias à estrutura periodontal e ao tecido pulpar através do esmagamento e ruptura das fibras do ligamento periodontal e do aporte vascular.Objetivo:abordar a ocorrência de um traumatismo dentário do tipo intrusivo, na dentição decídua, descrevendo aspectos relacionados ao diagnóstico, tratamento e proservação da unidade dentária. Relato de caso:Paciente, quatro anos de idade, gênero feminino, apresentou traumatismo dentário condizente com o diagnóstico de luxação intrusiva, foi estabelecido um tratamento conservador, preservando o elemento dentário no arco até que ocorresse a esfoliação do mesmo. No presente caso, obteve-se um bom prognóstico, visto que foi percebida a reerupção do elemento dentário no período de dois meses.Conclusões:O conhecimento das técnicas de manipulação dos traumatismos dento-alveolares e dos tecidos moles é imprescindível para a realização de um tratamento adequado dessas condições. Desta maneira, é importante o cirurgião-dentista ter habilidades no manejo da criança para um correto diagnóstico, estabelecendo um adequado tratamento, para melhor prognostico da unidade dentária (AU).


Introduction:Intrusion results in axial displacement of the tooth into the alveolar bone and may cause damage to the periodontal structure and pulp tissue by crushing and rupturing the periodontal ligament fibers and vascular input.Objective:To address the occurrence of intrusive dental trauma in the deciduous dentition, describing aspects related to the diagnosis, treatment and proservation of the dental unit. Case report:Patient, four years old, female, had dental trauma consistent with the diagnosis of intrusive dislocation, a conservative treatment was established, preserving the dental element in the arch until exfoliation occurred. In the present case, a good prognosis was obtained, since it was noticed the re-erection of the dental element in the period of two months. Conclusions:The knowledge of the techniques of manipulation of dento-alveolar and soft tissue trauma is essential for the adequate treatment of these conditions. In this way, it is important for the dental surgeon to have skills in the management of the child for a correct diagnosis, establishing an appropriate treatment, for a better prognosis of the dental unit (AU).


Assuntos
Humanos , Feminino , Pré-Escolar , Prognóstico , Dente Decíduo , Radiografia Dentária/instrumentação , Traumatismos Dentários/etiologia , Brasil
2.
Periodontia ; 29(1): 44-52, 2019. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-994635

RESUMO

The aim of the study was to analyze through an integrative review of the literature, the fear that patients experience in dental treatment, having the critical investigation aimed at the "Sistema Único de Saúde" (Brazilian Public Health System). One of the challenges reported by dental surgeons is the angst that part of the patients feel during treatment, when going through the procedures. This review's main objectives were to point out how this fear occurs and describe the consequences of this condition and how to prevent it. The research for scientific papers strategy was carried out through the site "portal de periódicos da BVS" (Portal of Journals on Health Sciences). All the publications that had the keyword "Ansiedade ao Tratamento Odontológico" (Dental Treatment Anxiety) were consulted. Thus, the search was refined through free scientific papers, with full text in English, with the main subject being the fear of dental treatment, between the years of 2013 and 2017. There were accounts related to the fear of dentist at both biological and psychological spheres, which as a consequence increases the absenteeism in the appointments leading to the worsening of the oral condition of the patient. Therefore, this article suggests that dentists acquire a multidisciplinary qualification, thus allowing them to deal with the psycho-social aspects inherent and integral of each individual. (AU)


The objective is to present and discuss, through a literature review, studies that point to a diagnosis and prognosis in endo-periodontal sclerosis. It was a research in the literature, in the databases: Crochane, Google Academic, Medline, PubMed and Scielo, with scientific articles from 2007 to 2018, in the English and Portuguese languages, using the search terms: "Diagnostic AND/OR "Endodontics" AND/OR "Endo-periodontal lesion AND/OR "Periodontics". Case studies, case control, clinical research, in vitro and in vivo studies, and systematic and systematic reviews of a diagnostic program were selected and followed. The success of surgery is important to be successful in treatment. For this purpose, the assay may be used and / or the clinical exams so that there is no pathology that is affecting the patient. These procedures are: anamnesis, clinical examination, visual examination of soft and hard tissues, radiographic, dental and periodontal probing, palpation, dental mobility, percussion, microbiological examination, tests for fistula processing and pulp sensitivity, and in cases of doubt, exposure surgery. The prognosis will vary according to the diagnosis of the lesion, an individual's response and a need for reintervention. Therefore, diagnosis and prognosis are essential for the treatment of endo-periodontal lesions. (AU)


O estudo teve como objetivo analisar descritivamente por meio de revisão de literatura integrativa, o medo de pacientes frente ao tratamento odontológico, com a investigação crítica voltada para o Sistema Único de Saúde (SUS) Brasileiro. Um dos obstáculos relatados, por cirurgiões-dentistas, nas consultas odontológicas é o medo que uma parcela dos pacientes apresenta frente aos procedimentos durante as sessões de atendimento. Procurou-se apontar como o medo se manifesta e descrever as consequências e prevenção desta condição. A busca dos artigos foi realizada no portal de periódicos da BVS e todas as publicações que continham o descritor em Ciências da Saúde "Ansiedade ao Tratamento Odontológico" foram consultadas. Não obstante, a busca foi refinada para periódicos com texto completo disponível e no idioma português, com o assunto principal o medo frente ao tratamento odontológico, entre os anos de 2013 a 2017. As manifestações relacionadas ao medo de dentista no campo biológico e psicológico têm como consequência a abstenção às consultas odontológicas e a piora da condição bucal dos usuários. Cabe aos profissionais conhecer de maneira ampla os seus pacientes para que consigam lidar com os aspectos psicossociais inerentes e indissociáveis a esses indivíduos (AU)


Assuntos
Periodontia , Prognóstico , Diagnóstico , Anamnese
3.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 83 p. ilus, graf, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1016735

RESUMO

A avulsão é uma lesão traumática dento alveolar que consiste no completo deslocamento do dente do seu alvéolo, com a ruptura imediata de todas as fibras do ligamento periodontal e do feixe vásculo-nervoso na altura do forame apical. O reimplante dentário é o tratamento de escolha para a avulsão, mas seu prognóstico é imprevisível. A literatura clínica disponível sobre reimplantes dentários apresenta grande variação e subjetividade no que se refere à metodologia utilizada na avaliação do desempenho clínico e no tempo de acompanhamento dos reimplantes dentários, o que compromete a comparação dos resultados. A presente pesquisa teve como objetivo avaliar o prognóstico de dentes permanentes reimplantados após avulsão empregando-se a análise de sobrevivência para avaliação do tempo de permanência destes dentes na cavidade bucal, bem como seus fatores prognósticos. A partir da análise dos prontuários de pacientes atendidos na CTD-FO-UFMG entre 1994 e 2018 foram coletados dados clínicos e radiográficos relativos ao manejo do elemento avulsionado, tratamento emergencial e sequencial; e o tempo de permanência na cavidade bucal e os fatores prognósticos da sobrevivência foram avaliados. A amostra consistiu de 576 dentes permanentes reimplantados após avulsão, acompanhados por um período mediano de 2,7 anos (variação de 6 dias a 19,9 anos). Um total de 141 (24,4%) dentes reimplantados foram perdidos/extraídos ao final do período de acompanhamento. O estimador de Sobrevivência de Kaplan Meier com o teste de Logrank e o modelo multivariado de regressão de Cox foram utilizados para ilustrar a curva de sobrevivência dos dentes reimplantados e para comparar o efeito de fatores demográficos e clínicos no tempo de permanência dos dentes permanentes reimplantados. Foi observada uma taxa de sobrevivência de 50% dos dentes reimplantados após um período de 5,5 anos. O tempo mediano de permanência para dentes com rizogênese completa foi de 5,5 anos e de 4,2 anos para rizogênese incompleta, o que representou um aumento de 51,3% (p=0,002) na taxa de perda. O aumento de um ano da idade do paciente no momento do trauma, até o limite de 16 anos, diminuiu em aproximadamente 15 % a taxa de perda de dentes reimplantados (p<0,001). O armazenamento do dente avulsionado em leite diminuiu em 56,4% (p=0,015) a taxa de perda dos dentes reimplantados. O grau de desenvolvimento radicular, o aumento da idade do paciente e o meio de armazenamento do dente foram fatores prognósticos significativos da taxa de sobrevivência de dentes permanentes reimplantados após avulsão.


Avulsion implies complete displacement of the tooth of its socket, with the immediate rupture of periodontal ligament fibers and of the neurovascular apical bundle. Tooth replantation is the treatment of choice for avulsion, but its prognosis is still unpredictable. The literature on this type of treatment presents great variation and subjectivity regarding the outcomes evaluated compromising the comparison of the results and overall conclusions. The present study aimed to evaluate the survival of permanent replanted teeth after avulsion as well as its determinants. Records from patients treated at CTD-FO-UFMG between 1994 and 2018 were analyzed to collect clinical and radiographic data regarding the management of the avulsed element, emergency and sequential treatment, and time elapsed from replantation until tooth loss/extraction. The sample consisted of 576 permanent teeth followed-up for a median period of 2.7 years (range from 6 days to 19.9 years). By the end of the follow-up period, a total of 141 (24.4%) replanted teeth were lost/extracted The Kaplan Meier Survival estimator with the Logrank test, together with a Cox regression model were used to estimate the survival curve of replanted teeth and to compare the effect of demographic and clinical factors on survival of replanted teeth. A survival rate of 50% was observed after a period of 5.5 years. The median survival period for immature teeth was 4.2 years and for teeth with complete root development was 5.5 years what represented an increase of 51.3% (p = 0.002) in the loss rate. The increase of one-year in the patient's age at the time of trauma, up to the age of 16 years, reduced the rate of loss of replanted teeth by approximately 15% (p <0.001). The storage of the avulsed tooth in milk decreased the rate of loss of replanted teeth by 56.4% (p = 0.015). The stage of root development, the increase of the patient's age at the time of trauma, up to the limit of 16 years and the tooth storage medium were significant prognostic factors of the survival rate of permanent teeth replanted after traumatic avulsion.


Assuntos
Prognóstico , Avulsão Dentária , Reimplante Dentário , Análise de Sobrevida , Perda de Dente , Traumatismos Dentários , Dentição Permanente
4.
Full dent. sci ; 10(38): 32-36, 2019. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-996072

RESUMO

Carcinoma basocelular é a neoplasia maligna mais frequente na população caucasiana, em sua maioria de crescimento lento e comportamento indolente. Localiza-se nos 2/3 da face e acomete indivíduos leucodermas, a partir da 4ª década de vida. O tratamento via de regra é a excisão cirúrgica do tumor com limite de segurança. O presente trabalho tem como objetivo revisar a literatura sobre o carcinoma basocelular, discutir as principais etiologias, diagnóstico e apresentar relato de caso no qual a biópsia excisional foi o tratamento (AU).


Basal cell carcinoma is the most frequent malignant neoplasm in the Caucasian population, mostly of slow growth and indolent behavior. It is located in 2/3 of the face and affects Caucasian individuals, from the 4th decade of life. The treatment as a rule is the surgical excision of the tumor with safety limit. The present study aims to review the literature on basal cell carcinoma, discuss the main etiologies, diagnosis, and present a case report in which excisional biopsy was the treatment (AU).


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Prognóstico , Biópsia/métodos , Carcinoma Basocelular/diagnóstico , Carcinoma Basocelular/etiologia , Neoplasias/diagnóstico , Recidiva , Brasil
5.
Arq. odontol ; 54: 1-7, jan.-dez. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-967633

RESUMO

Objetivo: A capacidade de diagnóstico é fundamental em todas as áreas da odontologia. Na periodontia o diagnóstico deve ser criterioso, exigindo dos estudantes e profissionais conhecimento, habilidade e percepção. A utilização dos recursos disponíveis e interpretação correta dos mesmos resultam em um diagnóstico apropriado e influenciam diretamente do sucesso terapêutico. Diante disso, este estudo teve como objetivo avaliar os conhecimentos e atitudes de acadêmicos da Faculdade de Odontologia da Universidade de Itaúna sobre o diagnóstico em periodontia. Métodos: Participaram do estudo 154 estudantes do 7º ao 10º período que cursavam a disciplina de Clínica Integrada e já tinham passado pela disciplina de periodontia. Resultados: Os resultados revelaram que os estudantes possuem dificuldades para realização do diagnóstico das doenças periodontais. A maior dificuldade aparenta estar na aplicação dos conhecimentos adquiridos durante o curso na prática clínica. Conclusão: A literatura indica que recursos didáticos como o fluxograma, podem beneficiar os estudantes e resultar no aumento de diagnósticos corretos.


Aim: Diagnostic capability is essential in all areas of dentistry. In periodontics, the diagnosis must be judicious, requiring students' and professionals' knowledge, skill, and perception. The use of the available resources and the correct interpretation of these results in an appropriate diagnosis can directly influence the therapeutic success. Therefore, this study aimed to evaluate the knowledge and attitudes of academians from the Dentistry School of the University of Itaúna regarding diagnoses in periodontics. Methods: A total of 154 students from the 7th to the 10th semesters, who had completed both the Integrated Clinic course as well as the discipline of periodontics, participated in this study. Results: The results revealed that the students have difficulties to perform the diagnosis of periodontal diseases. The greatest difficulty appears to be in the application of the knowledge acquired during the course in clinical practice. Conclusion: The literature indicates that teaching resources, such as flowcharts, can benefit students and result in an increase in correct diagnoses.


Assuntos
Periodontia , Estudantes de Odontologia , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Serviços de Diagnóstico , Prognóstico , Diagnóstico
6.
Full dent. sci ; 9(35): 28-33, 2018. tab
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-988319

RESUMO

Este estudo teve por objetivo monitorar a eficácia de implantes dentais inseridos em áreas receptoras de re-enxerto autógeno (enxerto em bloco intraoral) e identificar os fatores de risco relevantes para o prognóstico em pacientes com fissuras labiopalatinas. Foi realizado um levantamento retrospectivo das informações clínicas registradas nos prontuários dos pacientes do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (USP), de 1999 até os casos finalizados em abril de 2009. Foram avaliados os prontuários de 161 pacientes, de ambos os sexos, submetidos à cirurgia de enxerto ósseo em bloco para complementação óssea em volume e/ou altura para posterior instalação de implante, na região da fissura ou fora dela. Os enxertos foram obtidos de ramo mandibular ou mento. Em 161 pacientes foram realizados 211 enxertos ósseos intraorais autógenos, sendo 2% destes realizados com finalidade de auxiliar a movimentação ortodôntica. Foram instalados 160 implantes nessas áreas, em 76% dos blocos, visto que 22% dos enxertos ósseos autógenos falharam antes mesmo da instalação de implantes. Considerando a sobrevivência dos implantes instalados nas áreas enxertadas, 15% dos implantes foram removidos por falta de osteointegração, resultando em uma taxa de sobrevivência equivalente a 85% nos blocos bem-sucedidos. Embora a sobrevivência dos implantes em áreas de re-enxerto seja compatível com outros relatos na literatura, tais implantes apresentaram maiores falhas do que implantes instalados em áreas de fissura que receberam apenas enxerto ósseo alveolar secundário (AU).


This study aimed to monitor dental implants efficacy inserted in regrafted areas with autogenous bone (intra-oral block grafts) and to identify relevant risk factors for cleft lip and palate patients prognosis. A retrospective research collected clinical information registered in the medical records of Craniofacial Anomalies Rehabilitation Hospital - São Paulo University (HRAC-USP) from 1999 up to the April 2009. A hundred and sixty-one patient's records were evaluated, of both sexes, submitted to block bone graft surgery for bone complementation in volume and/or height for further implant installation, in the cleft region or out of it. Grafts were taken either from mandibular branch or chin. Two hundred and eleven intraoral autogenous block bone grafts were done in a hundred and sixty-one patients, 2% of these with the aim of orthodontic movement support. A hundred and sixty implants were installed in these areas, in 76% of the blocks as 22% of the autogenous bone grafts failed before implant installation. Considering implant survival rates in grafted areas, 15% of the implants were removed due to lack of osseointegration, resulting in a successful survival rate of 85% for successful bone blocks. Although implant survival rates in regrafted areas are compatible with other literature records, these implants had greater failure rates if compared to those of cleft areas that received only secondary alveolar bone grafting (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Prognóstico , Análise de Sobrevida , Fenda Labial/diagnóstico , Transplante Ósseo , Implantação Dentária , Brasil , Radiografia Dentária/instrumentação , Registros Médicos , Estudos Retrospectivos , Fatores de Risco , Interpretação Estatística de Dados , Procedimentos Cirúrgicos Bucais
7.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-914202

RESUMO

Root fractures comprise approximately 0.5­7% of all traumatic injuries to the permanent dentition and frequently are diagnosed after trauma to the face and mouth. Horizontal fractures are most frequent in the middle third of the root and rare in the apical third, it occurs more often in the maxillary central incisors of male patients. According to Andreasen, the healing process of horizontal root fractures depends on several variables, such as the age of the patient, the mobility of the coronal fragment, the location of the root fracture and the stage of root formation.


Assuntos
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico/instrumentação , Prognóstico , Traumatismos Dentários/diagnóstico , Brasil
8.
Bauru; s.n; 2017. 112 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-880412

RESUMO

O objetivo deste estudo consistiu em avaliar a expressão imuno-histoquímica da podoplanina e do CD44v6 pelas células malignas, verificando a associação destas proteínas com as variáveis clínicas, microscópicas, com o índice histopatológico de malignidade e com a sobrevivência livre de doença de 91 pacientes portadores de carcinomas espinocelulares (CEC) de lábio inferior, tratados no Centro de Tratamento e Pesquisa do Hospital do Câncer A.C.Camargo, São Paulo. Os tumores foram corados, separadamente, com os anticorpos anti-podoplanina e anti-CD44v6, sendo avaliada a imunoexpressão destas proteínas pelas células neoplásicas, no front de invasão tumoral, por meio de um método semi-quantitativo de escores. A associação da expressão da podoplanina e do CD44v6 com as variáveis demográficas, clínicas e microscópicas foi feita pelo teste do qui-quadrado ou exato de Fisher. As taxas de sobrevivência livre de doença, acumuladas em cinco e dez anos, foram calculadas pelo teste de Kaplan-Meier e a influência das variáveis clínicas e microscópicas no prognóstico avaliadas pelo modelo de regressão de Cox. A correlação entre a podoplanina e o CD44v6 foi analisada pelo teste de Spearman. Em todos os testes estatísticos utilizou-se um nível de significância de 5%. Os resultados mostraram uma predominância da forte expressão membranosa e citoplasmática da podoplanina pelas células malignas. Verificou-se uma associação significativa da podoplanina citoplasmática com a recidiva locorregional (p=0,028) e da podoplanina membranosa com o índice histopatológico de malignidade tumoral (p=0,026). O CD44v6 foi fortemente expresso pelas células neoplásicas de 95,4% dos CECs e significativamente, associado com o estadiamento clínico T (p=0,034). Não houve correlação entre a podoplanina e o CD44v6 nos CECs de lábio inferior. A forte expressão de podoplanina membranosa (p=0,016) e citoplasmática (p=0,030) pelas células malignas foi fator de prognóstico favorável independente na sobrevivência livre de doença. Concluímos que a podoplanina e o CD44v6 são fortemente expressos pelas células neoplásicas e que a forte imunoexpressão membranosa e citoplasmática da podoplanina pode auxiliar na identificação do risco de recidiva locorregional nos pacientes portadores de carcinoma espinocelular de lábio inferior.(AU)


The aim of this study was evalute the podoplanin and CD44v6 immunohistochemical expression by malignant cells and its association with the clinical and microscopic variables, tumor histopathological grading and disease-free survival of 91 patients with lip squamous cell carcinomas (SCC), submitted to surgical treatment at Research and Treatment Center of the Cancer Hospital A.C. Camargo, São Paulo. The tumors were stained separately, with the antibodies anti-podoplanin and anti-CD44v6, and the immunoexpression of these proteins, by the neoplastic cells in the invasion front, was evaluated by a semi-quantitative scores method. Chi-square test or Fishers exact test was used to analyze the association of podoplanin and CD44v6 expression with demographic, clinical, and microscopic variables. Disease-free survival in five and ten years, were calculated by the Kaplan-Meier method and the influence of clinical and microscopic variables on prognosis were evaluated by the Cox regression model. The correlation between podoplanin and CD44v6 expression was analyzed by Spearman's test and a significance level of 5% was used in all statistical tests. The results showed a predominance of strong membranous and cytoplasmic podoplanin expression by malignant cells. An association between cytoplasmic podoplanin and locorregional recurrence (p=0,028) and membranous podoplanin with tumor histopathological grading (p=0,026). CD44v6 was strongly expressed in 95.4% of the SCCs neoplastic cells and significantly associated with the clinical staging T (p=0,034). There was no correlation between podoplanin and CD44v6 expression in the lower lip SCC. The strong expression of membranous (p=0.016) and cytoplasmic (p=0.030) podoplanin by malignant cells was a favorable independent prognostic factor in disease-free survival. Concluding, the podoplanin and CD44v6 are strongly expressed by neoplastic cells and the strong membranous and cytoplasmic immunoexpression of podoplanin can help the identification of locoregional recurrence risk in patients with squamous cell carcinoma of the lower lip.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Carcinoma de Células Escamosas/patologia , Receptores de Hialuronatos/análise , Neoplasias Labiais/patologia , Glicoproteínas de Membrana/análise , Recidiva Local de Neoplasia/patologia , Fatores Etários , Biomarcadores Tumorais/análise , Imuno-Histoquímica , Estimativa de Kaplan-Meier , Prognóstico , Fatores Sexuais , Estatísticas não Paramétricas
9.
Bauru; s.n; 2017. 78 p. ilus, tab, graf.
Tese em Inglês | BBO - Odontologia | ID: biblio-882987

RESUMO

Oral squamous cell carcinoma (OSCC) is one of the most common cancer in the head and neck and results in high morbidity and mortality annually, being the worst prognosis related to the presence of metastasis in cervical lymph nodes. Metastasis has been associated with a subpopulation of tumor cells, called cancer stem cells (CSCs), which consists of a small population with stem-like cells properties, higher rate of migration and metastatic potential compared to other ordinary tumor cells from the tumor bulk. The aim of present study was to evaluate the immunoexpression of the CSC markers ALDH1 and CD44 in primary sites of OSCC and corresponding metastatic lymph nodes, by means of immunohistochemistry. The immunolabeling was further correlated with clinicopathological data. Archived Formalin-fixed, Paraffin-embedded tumor tissue specimens (n=50) and corresponding metastatic lymph nodes (n=25) were obtained from 50 patients with OSCC after surgical treatment. CD44 and ALDH1 immunostaining were semi-quantitatively scored according to the proportion and intensity of positive cells within the invasive front and metastatic cervical lymph nodes as a whole. The percentage of ALDH1 and CD44 positive tumor cells as well as immunostaining intensity was graded and a combined score, ranging from 0 to 9 (ALDH1) or 0 to 12 (CD44), was obtained by multiplying both parameters. Next, combined scores were dichotomized into a final score classified as low (ALDH1≤ 2; CD44≤ 4) or high (ALDH1> 2; CD44> 4) immunoexpression. ALDH1 and CD44 immunoexpression was detected in both primary and metastatic tumor sites, although with different immunolabeling pattern. ALDH1-positive tumor cells consisted of scattered patches and no immunoexpression was observed within keratin pearls. Conversely, CD44 immunopositivity was more homogeneous and widely distributed, with higher labeling in peripheral areas of the tumor islands within the tumor invasion front. Although not statistically significant, the means of ALDH1high (p= 0.0985) and CD44high (p= 0.1632; Mann- Whitney post-test) immunoexpression were higher in metastatic lymph nodes compared to primary tumors. ALDH1high was positively associated (p= 0.0184) with perivascular invasion, while CD44high was positively associated (p= 0.0186; Fisher's Exact Test) with metastasis (N+). Five-year survival rates tended to be lower in patients with ALDH1high immunoexpression compared to ALDH1low, although with no statistical significance (p= 0.1303). In summary, the present study revealed that CD44 is highly labeled in tumor cell from metastatic sites, being associated with lymph node metastasis, while ALDH1 high immunostaining was associated with perivascular invasion. Altogether, it suggests that immunoexpression of CD44 and ALDH1 links the cancer stem cell phenotype with OSCC invasion and metastasis.(AU)


O carcinoma epidermóide de boca (CEB) é uma das neoplasias mais comuns da região de cabeça e pescoço e resulta em alta morbidade e mortalidade anualmente, estando o pior prognóstico relacionado à presença de metástase em linfonodos cervicais. O processo de metástase tem sido associado a uma subpopulação de células tumorais, chamadas células-tronco de câncer (CSC, do inglês Cancer stem cells), que consistem em uma pequena população de células com propriedades de células-tronco, incluindo maior taxa de migração e potencial metastático em comparação com outras células tumorais. O objetivo do presente estudo foi avaliar os marcadores candidatos de CSCs ALDH1 e CD44 em tumores primários de CEB e metástases linfonodais correspondentes, por meio de imuno-histoquímica. A imunomarcação foi posteriormente correlacionada com dados clínico-patológicos. Foram obtidas amostras de tecido tumoral parafinado fixado em formalina (n = 50) e os linfonodos metastáticos correspondentes (n = 25) de 50 pacientes com CEB submetidos somente ao tratamento cirúrgico. Os marcadores CD44 e ALDH1 foram analisados de forma semi-quantitativa de acordo com a proporção e intensidade de células positivas no fronte de invasão e em linfonodos cervicais metastáticos como um todo. A porcentagem de células tumorais ALDH1 e CD44 positivas, bem como a intensidade da imunomarcação, foi classificada em um escore combinado obtido pela multiplicação de ambos os parâmetros, variando de 0 a 9 (ALDH1) ou 0 a 12 (CD44). Em seguida, as pontuações combinadas foram dicotomizadas em um escore final classificado como baixo (do inglês low) (ALDH1 ≤ 2; CD44 ≤ 4) ou alto (do inglês high) (ALDH1> 2; CD44> 4). A imunoexpressão de ALDH1 e CD44 foi detectada tanto em tumores primários quanto em linfonodos cervicais metastáticos, embora com padrão diferente de imunomarcação. Células tumorais ALDH1-positivas foram identificadas como focais e dispersas ao longo do fronte de invasão, sem imunomarcação nas pérolas córneas. Em contraste, a imunopositividade para CD44 foi mais homogênea e amplamente distribuída, com maior imunomarcação em áreas periféricas das ilhotas tumorais presentes no fronte de invasão. Embora não estatisticamente significativa, as médias da imunoexpressão ALDH1high (p = 0.0985) e CD44high (p = 0.1632, pós-teste de Mann-Whitney) foram maiores em linfonodos metastáticos em comparação com tumores primários. ALDH1high foi positivamente associado com invasão perivascular (p = 0.0184), enquanto CD44high foi com metástase (N+) (p = 0.0186; teste exato de Fisher). As taxas de sobrevida global em 5 anos tenderam a ser mais baixas em pacientes com imunoexpressão elevada de ALDH1 em comparação com ALDH1low, embora sem significância estatística (p = 0.1303). Em resumo, o presente estudo revelou que a elevada imunomarcação de CD44 está significativamente associada com metástases linfonodais, enquanto que a elevada imunomarcação de ALDH1 está associada com invasão perivascular. Em conjunto, sugerimos que a imunoexpressão de CD44 e ALDH1 esteja relacionada com o fenótipo de células tronco de câncer que tem capacidade de invasão e metástase em CEB.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Carcinoma de Células Escamosas/patologia , Receptores de Hialuronatos/análise , Isoenzimas/análise , Neoplasias Bucais/patologia , Retinal Desidrogenase/análise , Biomarcadores Tumorais/análise , Imuno-Histoquímica , Invasividade Neoplásica/patologia , Metástase Neoplásica/patologia , Prognóstico , Valores de Referência
10.
Natal; s.n; fev. 2016. 105 p. ilus, tab, graf. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867988

RESUMO

Falhas nos genes responsáveis por reparos no DNA podem influenciar no surgimento de câncer ou afetar a resposta aos tratamentos. Estudos têm demonstrado que a variação na capacidade de reparo do DNA pode ser resultado de polimorfismos funcionais nestes genes, e alguns destes experimentos sugerem que a presença de polimorfismos de nucleotídeos simples (SNPs), em genes de reparo, está relacionada ao desenvolvimento e resposta ao tratamento de vários cânceres, incluindo o Carcinoma Epidermoide Oral (CEO) e o Carcinoma Epidermoide de Orofaringe (CEOR). Nesta pesquisa avaliou-se a frequência de três SNPs em dois genes de reparo do DNA RAD51 172G>T (c.-61 G>T, rs1801321), RAD51 135G>C (c.-98 G>C, rs1801320) e XRCC3 T241M (c. 722 C>T, rs861539) em indivíduos saudáveis (n=130) e indivíduos com CEO e CEOR (n=126) e investigou-se possíveis relações de tais achados com os desfechos clínicos: resposta tumoral ao tratamento com radioterapia e quimioterapia, recidiva, e sobrevida global. Constatou-se frequência alélica e genotípica em equilíbrio. A presença dos SNPs analisados não revelou ser um fator de risco para o desenvolvimento de CEO ou CEOR; contudo, quando associado ao hábito de fumar ou beber, aumentou o risco de desenvolver o câncer de três a cento e cinquenta vezes (p<000,1). A resposta tumoral ao tratamento de radioterapia e quimioterapia foi semelhante nos pacientes com ou sem SNPs. Nenhum polimorfismo demonstrou significância estatística em relação à sobrevida livre de recidiva ou sobrevida global. Os genótipos AA e AC do SNP rs861539 no gene XRCC3, os genótipos CC e CG do SNP rs1801320 e GG e GT do SNP 1801321 no gene RAD51, aumentam o risco do desenvolvimento de carcinoma epidermoide oral e de orofaringe, quando associados ao hábito de beber ou fumar. Os polimorfismos estudados nos genes XRCC3 e RAD51 não estão associados à resposta à radioterapia, sobrevida livre de recidiva ou sobrevida global


Faults in the genes responsible for repairs to the DNA can influence the onset of cancer or affect the response to treatment. This research evaluated the frequency of three single nucleotide polymorphisms (SNPs) in two repair genes DNA RAD51 172g> T (rs1801321), RAD51 135G> C (rs1801320) and XRCC3 T241M (rs861539) in individuals without cancer (n = 130) and patients with oral squamous cell carcinoma (OSC) and carcinoma oropharyngeal squamous (ORSC) (n = 126) and investigated possible relationships of these findings with clinical and pathological data and clinical outcomes: tumor response to radiotherapy and chemotherapy, disease-free survival, and overall survival. It was found that the allele and genotype frequencies were in equilibrium Hard-Weinberg equilibrium. The presence of at least one polymorphic allele in XRCC3 (rs861539) gene is associated with histological grade (WHO) higher (p = 0.007). We observed a higher recurrence rate trend (p = 0.08) and more advanced stage (p = 0.08) in the group that had at least one polymorphic allele of RAD51 gene (rs1801321). The presence of the analyzed SNPs not proved to be a risk factor for the development of CEO or CEOR; however, when combined with smoking or drinking, increased the risk of developing cancer from three to one hundred and fifty times. The tumor response to radiotherapy and chemotherapy was similar in patients with and without SNPs. No polymorphism showed statistical significance in relation to recurrence-free survival or overall survival. We conclude that the presence of at least one polymorphic allele of the SNPs rs861539 in XRCC3 gene, rs1801320 and rs1801321 in the RAD51 gene increase the risk of development of OSC and ORSC, when associated with the habit of drinking or smoking. Polymorphisms studied in XRCC3 and RAD51 genes are not associated with response to radiation therapy, relapse-free survival or overall survival


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Carcinoma de Células Escamosas/cirurgia , Carcinoma de Células Escamosas/radioterapia , Reparo do DNA , Neoplasias Orofaríngeas/patologia , Prognóstico , Polimorfismo de Nucleotídeo Único/imunologia , Brasil , Distribuição de Qui-Quadrado , Modelos Logísticos , Estudos Longitudinais , Análise de Sobrevida
11.
Natal; s.n; fev. 2016. 125 p. ilus, tab, graf. (BR).
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867975

RESUMO

O carcinoma de células escamosas oral apresenta altas taxas de morbidade e mortalidade na população, com isso, enormes esforços estão sendo feitos para categorizar alterações morfológicas e identificar biomarcadores que tenham valor prognóstico, bem como que estratifiquem os pacientes em opções terapêuticas individualizadas. Nessa perspectiva, destaca-se o fator do choque térmico 1 (HSF1), o qual é um fator de transcrição de proteínas do choque térmico (HSPs) que permite ao câncer lidar com estressores associados à malignidade, atuando de diferentes formas na progressão tumoral. Esta pesquisa objetivou realizar a análise clinicopatológica de 70 casos de carcinoma de células escamosas de língua oral (CCELO) e o estudo imunoistoquímico dos níveis de expressão da proteína HSF1 em CCELO em comparação com 30 espécimes de mucosa oral normal (MON), correlacionando-se, ainda, esta imunoexpressão com aspectos clinicopatológicos do CCELO.


Quanto aos casos de CCELO, 57,1% exibiram estadiamento clínico III ou IV, 82,9% foram gradados como de alto grau segundo Bryne (1998) e 47,1% como de alto risco de malignidade segundo Brandwein-Gensler et al., (2005). Foi observada uma taxa de sobrevida livre de doença de 47,84% e taxa de sobrevida global de 68,20% nos casos analisados e que o alto grau de malignidade segundo a Gradação de Bryne (1998) (p= 0,05) e tamanho do tumor T3 ou T4 (p= 0,04), recidiva local (p= 0,02) e invasão perineural (p= 0,02) determinaram impactos negativos nesses tempos de sobrevida. Estes resultados corroboram as informações consolidadas na literatura quanto à influência negativa de alguns indicadores clinicopatológicos na sobrevida dos pacientes com CCELO. Encontrou-se resultado estatisticamente significativo (p<0,01) quando comparou-se a imunoexpressão de HSF1 entre a MON e o CCELO. Esta significativa maior expressão de HSF1 nos casos de CCELO sugere que esta proteína atue, de fato, no processo de patogênese desta lesão. Entretanto, não foram encontradas associações estatisticamente significativas entre esta superexpressão com os parâmetros clínicopatológicos analisados. Esse achado pode refletir a influência de eventos epigenéticos sobre o gene HSF1 ou uma possível estabilidade da expressão desta proteína ao longo da progressão da doença


Squamous cell carcinoma of oral tongue shows high rates of morbidity and mortality in the population, therefore, great efforts are being made to classify morphological changes and identify biomarkers that have prognostic value and that are able to group patients in individualized therapeutic options. From this perspective, there is the heat shock factor 1 (HSF1), which is a heat shock factor transcription protein (HSPs) that allows the cancer to deal with stressors associated with malignancy, acting differently in tumor progression. This research aimed to perform a clinico-pathological analysis of 70 cases of oral tongue squamous cell carcinoma (OTSCC) and immunohistochemical study of the expression of HSF1 protein in OTSCC, comparing it with 30 specimens of normal oral mucosa (NOM), and correlating this immunostaining with clinico-pathological aspects of OTSCC. To analyze the association between immunoexpression of HSF1 and clinicophatoloical aspects, the cases were categorized in minor and major overexpression, based in the median immunostaining score.


Regarding the cases of OTSCC, 57.1% showed clinical stage III or IV, 82.9% were graded as high grade according to Bryne (1998) and 47.1% as high risk of malignancy according to Brandwein-Gensler et al., (2005). A disease free survival rate of 47.84% and overall survival rate of 68.20% was observed in the analyzed cases, and the high degree of malignancy according to Bryne’s system (1998) (p=0.05), tumor size T3 or T4 (p=0.04), local recurrence (p=0.02), and perineural invasion (p=0.02) determined negative impacts in survival time. We observed also a statistically significant result (p<0.01) when comparing the immunoreactivity of HSF1 between NOM and OTSCC. This significantly increased expression of HSF1 in cases of OTSCC suggests that this protein acts, indeed, in the pathogenesis of this disease. However, there were no statistically significant associations between this overexpression and the clinico-pathological parameters analyzed. This finding may reflect the influence of epigenetic events on HSF1 gene or a possible stability of this protein expression throughout disease progression


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Carcinoma de Células Escamosas/patologia , Proteínas de Choque Térmico , Imuno-Histoquímica/métodos , Prognóstico , Brasil , Distribuição de Qui-Quadrado , Estudos Transversais/métodos , Análise de Sobrevida
12.
Natal; s.n; fev. 2016. 87 p. ilus, tab, graf. (BR).
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867982

RESUMO

Os sistemas de reparo do DNA desempenham um papel crítico na proteção do genoma humano contra danos causados por agentes cancerígenos presentes no ambiente. Mutações em genes de reparo de DNA podem ser responsáveis pelo desenvolvimento de tumores e de resistência das células malignas a agentes quimioterapêuticos. A principal via de reparo de danos oxidativos do DNA é a via de reparo por excisão de bases. O objetivo deste estudo foi investigar a imunoexpressão da APE-1 e XRCC-1, que são proteínas envolvidas no reparo do DNA por excisão de bases, e sua associação com parâmetros clínicos e histopatológicos em carcinoma epidermoide de língua oral (CELO), a fim de investigar um possível valor prognóstico para essas proteínas. A expressão de APE-1 e XRCC-1 foi avaliada por meio de imuno-histoquímica em 50 casos de CELO. Os dados clínicos foram coletados no prontuário médico de cada paciente e a gradação histopatológica foi efetuada para cada caso. A análise estatística com os testes de Qui-quadrado e Exato de Fisher foi realizada para determinar a associação entre as expressões das proteínas e características clínico-patológicas; adotou-se um valor de significância de p<0,05. APE-1 foi altamente expressa no núcleo e no citoplasma em 56% dos casos. XRCC-1 mostrou alta expressão apenas no núcleo em 60% dos casos. A alta expressão de XRCC-1 foi significativamente associada aos estádios clínicos I e II (p = 0,02). Ambas as proteínas não foram associadas a outros parâmetros clínicos ou gradação histopatológica. Por fim, nossos resultados demonstraram que as proteínas de reparo do DNA por excisão de bases APE-1 e XRCC-1 estão positivamente expressas em CELO, no entanto, não estão relacionadas com parâmetros clínicos e histológicos, exceto a associação de XRCC-1 com melhor estadiamento clínico. Os resultados deste experimento indicam que a expressão imuno-histoquímica dessas proteínas não possui valor prognóstico para esta neoplasia


DNA repair systems play a critical role in protecting the human genome from damage caused by carcinogens present in the environment. Mutations in DNA repair genes may be responsible for tumor development and resistance of malignant cells to chemotherapeutic agents. The major pathway for oxidative DNA damage repair is the base excision repair pathway. The objective of this study was to investigate the immunoexpression of APE-1 and XRCC-1, which are proteins involved in DNA base excision repair and its association with clinical and histopathological parameters in oral tongue squamous cell carcinoma (OTSCC), in order to investigate a possible prognostic value for those proteins. The expression of APE-1 and XRCC-1 was evaluated semi-quantitatively by immunohistochemistry in 50 OTSCC cases. Clinical data was collected from patients’ medical charts and histopathological grading was performed for each case. Statistical analysis (Chi-square and Fisher’s exact tests; significance of 5%) was performed to determine the association between protein expressions and clinico-pathological characteristics. APE-1 was highly expressed in nucleus and cytoplasm in 56% of cases. XRCC-1 showed overexpression only in nucleus in 60% of cases. High expression of XRCC-1 was significantly associated to clinical stages I and II (P=0.02). Both proteins were not associated to other clinical parameters or histopathological grading. Our findings demonstrate that DNA base excision repair proteins APE-1 and XRCC-1 are upregulated in OTSCC, however, they are not related to clinical and histologic parameters, except for XRCC-1 association to better clinical staging. Our results indicate that the immunohistochemical expression of these proteins has no association with prognostic parameters in this tumor


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Carcinoma de Células Escamosas/patologia , Reparo do DNA , DNA Liase (Sítios Apurínicos ou Apirimidínicos) , Imuno-Histoquímica/métodos , Neoplasias Bucais/patologia , Prognóstico , Brasil , Estudos Transversais
13.
Bauru; s.n; 2016. 117 p. tab, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881984

RESUMO

Um dos objetivos da pesquisa científica, atualmente, é encontrar biomarcadores que possam auxiliar na definição da probabilidade de progressão das lesões orais displásicas, e ainda sejam capazes de identificar os principais agentes moleculares envolvidos na carcinogênese de um determinado tipo de tumor. Assim, o objetivo deste estudo foi investigar a expressão de ß-catenina, ciclina D1 e Ki-67 em 15 espécimes de epitélio oral normal, 45 queilites actínicas displásicas e em 30 carcinomas espinocelulares de lábio. Essa amostra foi constituída por pacientes tratados na Faculdade de Medicina de Botucatu (Brasil) e no Hospital Clínico San Cecílio de Granada (Espanha). O grau de displasia epitelial e de diferenciação tumoral foi classificado com base nos critérios definidos pela Organização Mundial da Saúde. A avaliação dos biomarcadores foi realizada por meio da técnica imunohistoquímica, dividindo a espessura do epitélio em quatro compartimentos (basal, suprabasal, terço médio e terço superior) para o grupo controle e para as queilites actínicas e em três compartimentos (basal, suprabasal e região interna) para o grupo dos carcinomas espinocelulares de lábio. Para a comparação da média de expressão de cada marcador, nas diferentes localizações do epitélio foi utilizado o teste estatístico de Kruskal-Wallis. Para a correlação da expressão dos três marcadores entre os grupos foi utilizada a correlação de Spearman, com nível de significância de 5%. Os resultados demonstraram uma perda discreta da expressão membranosa de ß-catenina na camada basal das queilites actínicas com displasia epitelial intensa (Cis) e nos carcinomas espinocelulares de lábio, assim como uma expressão citoplasmática e nuclear, discreta e diretamente proporcional à desorganização epitelial nas camadas basal e suprabasal das queilites actínicas e carcinomas espinocelulares de lábio. Notou-se também um aumento da expressão de ciclina D1 e Ki-67 na camada basal à medida que aumentava a desorganização epitelial. Houve uma associação estatisticamente significativa da expressão de ciclina D1 e Ki-67 na camada suprabasal do grupo controle (p=0,030) e das queilites actínicas (p=0,001) e ainda na região interna dos carcinomas espinocelulares de lábio (p=0,000). Não houve correlação significativa entre as expressões nucleares de ß-catenina e de ciclina D1. Nossos resultados reforçam que a ß-catenina, a ciclina D1 e o Ki-67, podem ser utilizados como biomarcadores preditivos para o câncer de lábio. Além disso, sugerem que a ß-catenina e a ciclina D1 participam da carcinogênese labial, em eventos independentes da via de sinalização/Wnt.(AU)


One of the goals of scientific research today is to find predictive biomarkers that can help define the probability of progression of dysplastic oral lesions, and are still able to identify key molecular agents involved in the carcinogenesis of a particular type of tumor. The objective of this study was to investigate ß-catenin, cyclin D1 and Ki-67 expression in 15 specimens of normal oral epithelium, 45 dysplastic actinic cheilitis and 30 squamous cell carcinoma of the lip. This sample consisted of patients treated at the Botucatu Medicine School (Brazil) and the Clinical Hospital San Cecilio of Granada (Spain). The degree of epithelial dysplasia and tumor differentiation was classified based on the criteria defined by the World Health Organization. The evaluation of biomarkers was performed by immunohistochemical technique, dividing the thickness of the epithelium into four compartments (basal, suprabasal, middle third and upper third) for the control group and actinic cheilitis and three compartments (basal, suprabasal and inner region) to the group of squamous cell carcinoma of the lip. For comparing the average expression of each marker in different locations of the epithelium we used the statistical test of Kruskal-Wallis. For the correlation of the three markers expression between the groups was used Spearman, with 5% significance level. The results showed a slight loss of membranous expression of ß-catenin in the basal layer of actinic cheilitis with severe epithelial dysplasia (Cis) and squamous cell carcinoma of the lip, and a cytoplasmic and nuclear expression, slight and directly proportional to the epithelial disorganization in layers basal and suprabasal of actinic cheilitis and squamous cell carcinoma of the lip. It was also noted an increase in expression of cyclin D1 and Ki-67 in the basal layer as increased epithelial disorganization. There was a statistically significant association of cyclin expression D1 and Ki-67 in the suprabasal layer of the control group (p=0.030) and actinic cheilitis (p=0.001) and also in the inner region of squamous cell carcinoma of the lip (p=0.000). There was no significant correlation between the nuclear expression of ß-catenin and cyclin D1. Our results emphasize that ß-catenin, cyclin D1 and Ki-67 can be used as predictive biomarkers for lip cancer. Moreover, they suggest that ß-catenin and cyclin D1 acts on the lip carcinogenesis, in independent events signaling pathway/Wnt.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , beta Catenina/análise , Carcinoma de Células Escamosas/patologia , Queilite/patologia , Ciclina D1/análise , Neoplasias Labiais/patologia , Biomarcadores Tumorais/análise , Estudos de Casos e Controles , Imuno-Histoquímica , Mucosa Bucal/patologia , Prognóstico , Valores de Referência , Reprodutibilidade dos Testes , Estatísticas não Paramétricas
14.
ImplantNews ; 12(5): 536-577, 2015. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-767508

RESUMO

Objetivo: identificar quais dos fatores clássicos (material, desenho, superfície do implante, hospedeiro, técnica cirúrgica, protocolo de carga) possuem significado estatístico no prognóstico dos implantes. Material e métodos: uma busca eletrônica foi realizada no sistema PubMed/Medline até junho de 2015 com palavras-chave representativas dos estimadores, combinadas por operadores booleanos. Foram incluídos estudos clínicos contendo amostras com pelo menos 50 pacientes e 100 implantes, mínimo de um ano de acompanhamento, apresentando os estimadores obtidos através de modelo de Cox (Hazard ratio) ou regressão logística (Odds ratio, Risk ratio). O desfecho primário foi a falha do implante. Resultados: das 871 referências iniciais, foram selecionadas 20 após leitura integral, com mais de dez mil pacientes e mais de 30 mil implantes. Nos artigos com modelo de Cox, foram identificados o tabagismo (valores entre 1,04 e 3,9), o diâmetro (valores HR entre 1,72 e 6,35) e o comprimento (valores HR entre 0,8 e 2,7) do implante, as técnicas cirúrgicas específicas para melhorar o leito receptor (HR entre 2 e 5), os protocolos de carga (HR entre 0,1 e 9,7), o operador (HR=4,2; um estudo) e a maxila (HR=10; um estudo). Nos artigos com regressão logística, foram identificados os maiores valores de risco para implantes de largo diâmetro (OR=4,25; um estudo), implantes colocados na região posterior da maxila (OR=6,83; um estudo) e ausência de gengiva queratinizada (OR=4,7; um estudo). Conclusão: os fatores têm frequência variada, dependem da homogeneidade das amostras e nem sempre demonstram significado estatístico. Possíveis explicações podem ser atribuídas para as falhas. Mesmo assim, a documentação clínica detalhada continua fundamental para anteciparmos problemas em áreas estratégicas.


Objective: to identify which of the classic factors (implant material, design, surface; host, surgical technique, loading protocol) can have a statistical significance on dental implant prognosis. Material and methods: an electronic search at the PubMed/Medline was made until June 2015 with representative keywords combined by Boolean operators. Clinical studies with at least 50 patients and 100 implants, 1 year of follow-up, having statistical estimators such as Cox model (Hazard ratio) or logistic regression (Odds ratio, Risk ratio) analyses were included. The primary outcome was implant failure. Results: of the 871 retrieved records, 20 references were finally selected, summing up more than 10 thousand patients and 30 thousand dental implants. For articles using the Cox´s model, tobacco (HR values between 1.04 to 3.9), diameter (HR between 1.72 to 6.35), and implant length (HR between 0.8 to 2.7); specific surgical techniques to improve the recipient bed (HR between 2 and 5), loading protocols (HR from 0.1 to 9.7), the operator (HR=4.2, one study), and the maxillary arch (HR=10, 1 study) were identified. For articles containing logistic regression, the highest chance values were identified for large diameter implants (OR=4.25, one study), implants at the posterior maxillary region (OR=6.83, one study), and the lack of keratinized gingiva (OR=4.7, one study). Conclusion: these factors have a varied frequency, depend on sample´s homogeneity, and not always provide statistical meaning. Possible explanations can be attributed to failures. Even thus, a detailed clinical documentation remains mandatory to anticipate problems in strategic areas.


Assuntos
Humanos , Implantação Dentária , Razão de Chances , Análise de Sobrevida , Prognóstico
15.
Full dent. sci ; 5(17): 185-190, jan. 2014. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-706313

RESUMO

A literatura ‚ muito controversa ao descrever os reimplantes de dentes decíduos.  um procedimento desencorajado pela maioria por poder causar danos ao sucessor permanente. O presente trabalho apresenta e discute relatos de sucesso de reimplantes na dentição decídua, bem como aborda sua técnica, suas indicações, contraindicações e possíveis sequelas. Frentes diversas condutas em relação … avulso de um dente decíduo, observa-se que são necessários mais estudos para que se possa obter êxito em um número maior de casos


Literature is very controversial while describing the replantation of primary teeth. This procedure is commonly discouraged due to the possibility of causing damage to its permanent successor. This article presents and discusses reports of successful replantation in primary dentition, and also discusses the technique, its indications and contraindications as well as possible sequels. Considering the different approaches after a deciduous tooth avulsion, it was observed that further researches are required to ensure successful procedures


Assuntos
Humanos , Masculino , Lactente , Avulsão Dentária , Reimplante Dentário , Dente Decíduo , Traumatismos Dentários/diagnóstico , Traumatismos Dentários , Prognóstico
16.
Belo Horizonte; s.n; 2014. 28 p.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867121
18.
Bauru; s.n; 2014. 107 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-866954

RESUMO

A proteína moesina, uma das proteínas do complexo ERM (ezrina, radixina e moesina), participa do processo de migração de células tumorais controlando a ligação entre o citoesqueleto de actina e os receptores transmembrana. As proteínas ERM vêm sendo investigadas como ligantes de outras glicoproteínas, como a podoplanina, cuja expressão é encontrada em células malignas de diversas neoplasias, incluindo o carcinoma espinocelular (CEC) de boca. O objetivo desse estudo foi avaliar as expressões imuno-histoquímicas da moesina e da podoplanina pelas células malignas no front de invasão de 84 pacientes com CEC de boca e suas associações com a evolução clínica e com o prognóstico dos pacientes. A associação entre a expressão imuno-histoquímica da moesina e da podoplanina pelas células malignas e as variáveis demográficas, clínicas e microscópicas foi avaliada pelo teste qui-quadrado ou teste exato de Fisher. As análises de sobrevida global e livre de doença em 5 e 10 anos foram calculadas pelo estimulador produto-limite de Kaplan-Meier e a comparação das curvas de sobrevida realizada pelo teste de log-rank. Os resultados mostraram que houve expressão da moesina pelas células malignas na região do front de invasão tumoral, entretanto, nenhuma associação estatisticamente significativa foi encontrada entre esta proteína e as características clínicas, demográficas e microscópicas. A expressão da podoplanina, pelas células malignas, foi significativamente associada à radioterapia (p=0,004), à invasão muscular (p=0,006) e ao comprometimento linfonodal (p=0,013). Não houve associação significativa entre a expressão das duas proteínas nos CECs de boca (p=0,460). A forte expressão da moesina pelas células malignas constituiu um fator de prognóstico desfavorável para os pacientes com CEC de boca e estadiamento clínico II e III. O comprometimento linfonodal histopatológico também se mostrou fator de prognóstico significativo para a recidiva da doença (p=0,018)...


The moesin protein, one of the proteins of the ERM complex (ezrin, radixin and moesin) takes part in the migration of tumor cells process by controlling the relation between actin cytoskeleton and transmembrane receptors. The ERM proteins have been investigated as ligants of other glycoproteins, such as podoplanin, which are found in malignant cells of malignant, including oral squamous cell carcinoma (OSCC). The aim of this study was to evaluate the immunohistochemical expressions of moesin and podoplanin by malignant cells in the invasive front of 84 patients with oral squamous carcinoma and its association with clinical outcome and patients' prognosis. Chi- square or Fisher's exact test was used to analyze the association between the moesin and podoplanin expressions by malignant cells and demographic, clinical and microscopic variables in oral squamous cell carcinoma patients. The 5 and 10 years survival rates were calculated by Kaplan-Meier method and the comparison of survival curves were performed using log-rank test. The results showed that there was moesin expression by malignant cells in the invasive front, however, no statistically significant association was found between this protein and demographic, clinical and microscopic features. The expression of podoplanin by malignant cells was significantly associated with radiotherapy (p=0.004), with muscular invasion (p=0.006) and lymph node involvement (p=0.013). There was no significant association between the expression of two proteins in OSCC (p=0.460). The strong expression of moesin by malignant cells was a factor of unfavorable prognosis for patients with OSCC and clinical stage II and III. The histopathological lymph node involvement was also significant prognostic factor for disease recurrence (p=0.018). These results suggest that the expression of moesin by malignant cells and lymph node involvement may help to determine patients with squamous cell carcinoma who have a poor prognosis...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Carcinoma de Células Escamosas/patologia , Glicoproteínas de Membrana/análise , Neoplasias Bucais/patologia , Proteínas dos Microfilamentos/análise , Imuno-Histoquímica , Estimativa de Kaplan-Meier , Gradação de Tumores , Invasividade Neoplásica , Prognóstico , Estatísticas não Paramétricas , Fatores de Tempo
19.
Bauru; s.n; 2014. tab, ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867254

RESUMO

A localização da podoplanina e da ezrina nas células malignas sugere uma ligação dessas proteínas nos processos de migração e invasão tumoral, ativadas mediante a fosforilação de Rho-A. O objetivo desse estudo foi avaliar a distribuição e a correlação da podoplanina, da ezrina e da Rho-A em 91 carcinomas espinocelulares de lábio inferior, e verificar a associação dessas proteínas com as variáveis clínicas e patológicas, com a evolução e com o prognóstico dos pacientes. Os pacientes foram analisados quanto ao gênero, idade, tabagismo, etilismo, classificação pelo sistema TNM, tratamento, ocorrência de recidivas locorregionais, segundo tumor primário, além da presença de embolização vascular, infiltração perineural, muscular, glandular e comprometimento linfonodal histopatológico. Analisou-se também as expressões imuno-histoquímicas de podoplanina, ezrina e Rho-A no front de invasão tumoral e o índice de malignidade tumoral. A associação entre a podoplanina, a ezrina e a Rho-A com as variáveis clínico-patológicas e a correlação entre as proteínas foram analisadas pelos testes do qui-quadrado e de Spearman, respectivamente. A análise da sobrevivência global em 5 e 10 anos foi feita pelo estimador produto-limite Kaplan-Meier e a comparação da curva de sobrevivência pelo teste log-rank. Os resultados demonstraram uma forte expressão de podoplanina, de ezrina e de Rho-A no front de invasão dos carcinomas espinocelulares de lábio inferior. Houve uma associação significativa entre a expressão citoplasmática de podoplanina com o etilismo (p=0,024), com a recidiva locorregional (p=0,028) e com comprometimento linfonodal histopatológico (p=0,010), porém não foi detectada nenhuma associação significativa entre a ezrina e a Rho-A com as variáveis clínicas e microscópicas analisadas. Uma correlação positiva e estatisticamente significativa entre a expressão de podoplanina membranosa (p=0,000 e r =0,384) e citoplasmática (p=0,000 e r=0,344) com a expressão...


Immunolocalization of podoplanin and ezrin suggests a connection between these proteins in migration and tumoral invasion process, activated through Rho-A phosphorylation. The aim of this study was to evaluate the distribution and the correlation of podoplanin, ezrin and Rho-A in 91 squamous cells carcinomas of the lower lip and to verify its association with clinical and pathological features, evolution and prognostic of the patients. Patients were analyzed concerning gender, age, tobacco, alcohol, TNM classification, local and regional recurrences, second primary tumor, perineural, muscle and glandular infiltration, and histopahological lymph node metastasis. The association of podoplanin, ezrin and Rho-A expressions at tumoral invasion front and histological risk assessment of tumors were verified by chi-square test. The association between podoplanin, ezrin and Rho-A expressions with clinical and pathological variables, and the correlation of these variables were analyzed by chi-square and Spearman test, respectively. Overall survival in 5 and 10 years was calculated by Kaplan Meier method and overall curves were compared by log rank test. The results showed strong expression of podoplanin, ezrin and Rho-A at tumoral invasion front of squamous cell carcinomas of the lower lip. A significant association of strong cytoplasmic podoplanin expression and alcoholism (p=0,024), local recurrences (p=0,028) and lymph node metastasis (p=0,010) was found, although ezrin and Rho-A expressions were not associated with clinical and microscopic features analyzed. A statistically significant correlation between membranous (p=0,000 e r =0,384) and cytoplasmic (p=0,000 e r=0,344) podoplanin expressions and ezrin, and membranous podoplanin and Rho-A (p=0,006 e r=0,282) was observed. None of the proteins analyzed can be considered as prognostic factor for lip cancer. We can conclude that strong membranous podoplanin expression in squamous cell carcinoma...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Carcinoma de Células Escamosas/patologia , Glicoproteínas de Membrana/análise , Neoplasias Labiais/patologia , Proteína rhoA de Ligação ao GTP/análise , Proteínas do Citoesqueleto/análise , Carcinoma de Células Escamosas/mortalidade , Imuno-Histoquímica , Estimativa de Kaplan-Meier , Biomarcadores Tumorais , Estadiamento de Neoplasias , Neoplasias Labiais/mortalidade , Prognóstico , Medição de Risco , Fatores de Tempo
20.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-686907

RESUMO

Introdução: O carcinoma escamocelular (CEC) do lábio inferioré um dos tumores malignos mais comuns da cavidade oral. Aespessura tumoral é relativamente um novo fator prognósticopara o câncer de lábio inferior e sua importância em casosavançados é incerto. Objetivo: Avaliar o valor prognóstico daespessura tumoral no CEC avançado do lábio inferior. Método:Análise retrospectiva de 31 pacientes diagnosticados com CECavançado do lábio inferior e tratados cirurgicamente no InstitutoNacional do Câncer (Rio de Janeiro, Brasil), durante o períodoentre 2000 e 2009. Foram analisadas variáveis relacionadasà espessura tumoral, metástase cervical e sobrevida global.Resultados: Metástases cervicais ocorreram em 61,2% dospacientes. A espessura tumoral foi um fator preditor independentede metástases cervicais, e quando utilizado o ponto de corte de 5mm, a taxa de metástases cervicais foi de 5,3% em comparaçãocom 94,7% dos pacientes com tumores maiores que 5 mm deespessura (p = 0,001). A ocorrência de metástases cervicais foium fator preditor independente para a redução da sobrevivênciaglobal (p = 0,003). Conclusão: A espessura tumoral foi um fatorpreditor independente de metástase cervical no CEC avançadode lábio inferior. Na ocorrência de metástases cervicais há umasignificativa redução da sobrevida global.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Neoplasias Labiais , Metástase Linfática , Esvaziamento Cervical , Prognóstico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA