Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Full dent. sci ; 9(33): 139-142, 2017. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-987553

RESUMO

A hipnose hoje é mais que uma técnica, é uma ferramenta para mudar nosso modo de vida. Sabendo como usar a hipnose e como estruturar as sugestões para que elas sejam eficazes, pode-se então, sem problema algum, controlar, minimizar ou mesmo excluir completamente a dor (AU).


Hypnosis today is more than a technique, it is a tool to change our way of life. Knowing how to use hypnosis and how to structure the suggestions so that they are effective, it is possible without any problem to control, minimize or even completely exclude pain (AU).


Assuntos
Sedação Consciente , Ansiedade ao Tratamento Odontológico/prevenção & controle , Dor Crônica , Hipnose , Hipnose Anestésica , Psicologia
2.
Braz. dent. sci ; 15(4): 21-28, 2012. graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-694455

RESUMO

Objective: To present a systematic literature review on the use of Complementary and Integrative Practices (CIP) in the field of dentistry. Methods: Randomized, controlled clinical trials (RCT) were selected from the PubMed-MEDLINE database (2000 - 2010). The articles were classified according to type of therapy, level of significance of results, impact factor, and area of knowledge of the periodicals. Results: Ninety-one RCTs were included: 43 (47%) on Laser therapy, 31 (34%) on Phytotherapy, 14 (16%) on Acupuncture, 2 (2%) on Homeopathy, and 1(1%) on Hypnosis. The results showed negative evidences, particularly for Laser therapy (n = 27;30%), whereas Phytotherapy (n=20;22%), Acupuncture (n = 12;13%) and Homeopathy (n = 2;2%) presented higher frequency of positive results. The RCTs researched were published in journals related to dentistry (n = 59;64%), medicine (n = 21;23.5%), other areas (n = 7;8%) and CIP (n = 4;4.5%). Conclusions: It was concluded that there are positive evidences for the use of some types of CIP in oral health. However, they are limited as regards their quality and consistency, with little difference between the positive and negative results, characterizing little strength of evidence, and consequently low potential for clinical application in accordance with the principles of evidence-based dentistry.


Objetivo: Apresentar uma revisão sistemática da literatura sobre a utilização de Práticas Integrativas e Complementares (PIC) na área da Odontologia. Métodos: Estudos Clínicos Controlados Randomizados (ECCR) foram selecionados na base de dados PUBMED (2000-2010). Os artigos foram classificados de acordo com o tipo de terapia, nível de significância dos resultados, fator de impacto e área de conhecimento dos periódicos. Resultados: Noventa e um ECCRs foram incluídos: 43 (47%) sobre laserterapia; 31 (34%) sobre fitoterapia; 14 (16%) sobre acupuntura; 2 (2%) sobre homeopatia e 1 (1%) sobre hipnose. Os resultados mostraram evidências negativas especialmente para a laserterapia (n = 27; 30%); enquanto que maiores frequências de resultados positivos foram detectadas para a fitoterapia (n = 20; 22%), acupuntura (n=12; 13%) e homeopatia (n = 2; 2%). Os ECCRs foram publicados em periódicos de Odontologia (n = 59; 64%), Medicina (n = 21; 23,5%), outras áreas (n=7; 8%) e PIC (n = 4; 4,5%). Conclusões: Conclui-se que há evidências positivas sobre a utilização de PIC em saúde bucal. Entretanto, as mesmas são limitadas em relação à qualidade e consistência, com pequena diferença entre resultados positivos e negativos. Este fato caracteriza pouca força de evidência e consequentemente baixo potencial para indicação clínica de acordo com os princípios da Odontologia baseada em evidências.


Assuntos
Acupuntura , Essências Florais , Homeopatia , Hipnose , Terapia a Laser , Fitoterapia
3.
ImplantNews ; 4(1): 25-28, jan.-fev. 2007. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-461745

RESUMO

Os procedimentos cirúrgicos, especialmente na área de Implantodontia são cercados por muito temor e ansiedade por parte dos pacientes. Muito se tem feito na área desaúde para controle da dor, e vários medicamentos foram introduzidos para a melhoria deste quadro. A hipnose surgiu e era exercida mesmo antes do advento da anestesia,sendo relegada após esta; mas ainda, tem sido motivo de estudo, com ampla utilização nas mais variadas frentes com resultados animadores. Este estudo tem comoobjetivo avaliar a hipnose como recurso terapêutico em procedimento cirúrgico na Implantodontia. De acordo com a metodologia empregada, os resultados foram statisticamentesignificativos e a hipnose mostrou-se eficaz.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Treinamento Autógeno , Implantes Dentários , Hipnose , Hipnose em Odontologia , Terapia de Relaxamento , Interpretação Estatística de Dados , Cirurgia Bucal
4.
In. Douglas, Carlos Roberto. Patofisiologia oral: fisiologia normal e patológica aplicada a odontologia e fonoaudiologia. Säo Paulo, Pancast, 1998. p.575-91, ilus. (BR).
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-246777
5.
Rev. odontopediatr ; 3(2): 91-8, abr.-jun. 1994.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-143385

RESUMO

O bruxismo, caracterizado pelo hábito parafuncional de ranger os dentes, embora tenha sido mais estudado em adultos, é freqüente em crianças. O presente trabalho faz uma revista da literatura, procurando verificar a opiniäo dos diversos autores sobre a prevalência, etiologia, diagnóstico e tratamento em crianças


Assuntos
Humanos , Criança , Bruxismo/diagnóstico , Articulação Temporomandibular/fisiopatologia , Oclusão Dentária , Hipnose
6.
In. Monteiro, José. Práticas da hipnose na anestesia. Säo Paulo, Círculo do Livro, 2 ed revista e atualizada; 1985. p.223-32. (BR).
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-271479

RESUMO

Atualmente a hipnose é reconhecida como um valioso cobrador terapêutico na premedicaçäo da anestesia química, na cirurgia em geral. Ela diminue o temor e a tensäo facilitando a induçäo anestésica, e é de inestimável valor nos períodos pré-operatório, durante a operaçäo e o pós-operatório. Através das sugestöes pós-hipnóticas, o paciente desperta sem dores, sem tosse, com absoluta tranqüilidade. Atualmente, médicos e Odontólogos têm verdadeiras fontes de informaçöes e estudos da Hipnologia. Há pouca possibilidade para controvérsia entre profissionais que receberam ensinamentos científicos, investigando e verificando por si mesmo o que a hipnologia pode proporcionar em beneficio da humanidade que tanto sofre


Assuntos
Cirurgia Geral , Hipnose
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA