Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 62
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Arch. Health Invest ; 8(2): 79-84, fev. 2019. tab, graf
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1006750

RESUMO

A fitoterapia e o uso de plantas medicinais fazem parte da prática da medicina popular, que complementa o tratamento usualmente empregado para a população de menor renda. Essa utilização tem merecido crescente interesse, assim, a presente pesquisa investigou a percepção dos moradores de Eleutério, um Distrito Municipal de Itapira-SP, estritamente rural acerca da utilização de plantas medicinais. Participaram desta pesquisa 40 moradores de ambos os sexos, escolhidos de forma aleatória, com idade acima de 18 anos, residentes neste Distrito. Para tanto, a pesquisa foi realizada por meio de uma entrevista estruturada empregando um questionário, sendo os dados anotados em planilha para análise e comparação. Em relação ao uso de plantas medicinais, foram verificados que 80% da amostra fazem uso de alguma planta medicinal e 28% não seguem nenhum protocolo de preparo. Quanto aos possíveis efeitos tóxicos, 50% relatam que por serem natural não apresentam efeitos colaterais indesejáveis. Este estudo demonstra que a população deste distrito realiza a utilização de plantas medicinais com certa frequência, havendo a necessidade de uma maior divulgação quanto a essa prática, uma vez que, as pessoas em geral tem demonstrado interesse na fitoterapia como alternativa para o tratamento de diversas afecções(AU)


Phytotherapy and the use of medicinal plants are part of the practice of folk medicine, which complements the treatment usually employed for the lower income population. This use has been of growing interest, so the present research investigated the perception of the residents of Eleutério, a Municipal District of Itapira-SP, strictly rural about the use of medicinal plants. A total of 40 randomly selected male and female residents of this age group aged 18 years and older participated in this study. For this, the research was performed through a structured interview using a questionnaire, the data being annotated in a spreadsheet for analysis and comparison. Regarding the use of medicinal plants, it was verified that 80% of the sample makes use of some medicinal plant and 28% do not follow any protocol of preparation. Regarding possible toxic effects, 50% report that because they are natural they do not present undesirable side effects. This study demonstrates that the population of this district uses medicinal plants with some frequency, and there is a need for greater dissemination regarding this practice, since the general population has shown an interest in phytotherapy as an alternative for the treatment of several diseases(AU)


La fitoterapia y el uso de plantas medicinales forman parte de la práctica de la medicina popular, que complementa el tratamiento usualmente empleado para la población de menores ingresos. Esta utilización ha merecido creciente interés, así, la presente investigación investigó la percepción de los habitantes de Eleuterio, un Distrito Municipal de Itapira-SP, estrictamente rural acerca de la utilización de plantas medicinales. Participaron en esta investigación 40 residentes de ambos sexos, elegidos de forma aleatoria, con edad superior a 18 años, residentes en este Distrito. Para ello, la investigación fue realizada por medio de una entrevista estructurada empleando un cuestionario, siendo los datos anotados en planilla para análisis y comparación. En cuanto al uso de plantas medicinales, se verificó que el 80% de la muestra hace uso de alguna planta medicinal y el 28% no sigue ningún protocolo de preparación. En cuanto a posibles efectos tóxicos, el 50% informa que por ser natural no presentan efectos colaterales indeseables. Este estudio demuestra que la población de este distrito realiza la utilización de plantas medicinales con cierta frecuencia, habiendo la necesidad de una mayor divulgación en cuanto a esa práctica, una vez que la población en general ha demostrado interés en la fitoterapia como alternativa para el tratamiento de diversas condiciones(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Plantas Medicinais , População Rural , Fitoterapia/estatística & dados numéricos , Fitoterapia
2.
Arch. Health Invest ; 7(11): 486-491, nov. 2018.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-994792

RESUMO

As plantas medicinais têm demonstrado elevado poder de cura em estado natural, além disso, esse conhecimento tradicional sobre o uso das plantas e de suas propriedades terapêuticas no combate a doenças vêm sendo transmitida entre as gerações. A busca por novos produtos com maior atividade terapêutica, tem estimulado a realização de pesquisas com produtos naturais no meio odontológico para o tratamento de doença periodontal. Logo, objetivou-se apresentar uma revisão da literatura de espécies vegetais como Malva Sylvestris, Vitis Vinífera e Punica Granatum, comuns do cotidiano no tratamento da periodontite. A periodontite é uma doença inflamatória crônica decorrente da resposta imunológica do hospedeiro à presença de fatores microbianos, causando dano tecidual, resultando em formação de bolsas periodontais, reabsorção do osso alveolar, e perda de tecidos de sustentação. O estudo trata-se de uma revisão bibliográfica do tipo narrativa e foi realizada uma seleção de artigos científicos recuperados a partir das bases de dados: BVS Brasil (Biblioteca Virtual em Saúde), Scielo (Scientific Eletronic Library Online), Pubmed (National Center for Biotechnology Information) e Portal Periódico Capes no período de 05 a 28 de Fevereiro de 2018. Conclui-se que a Malva, Uva e Romã possuem ação terapêutica e estão entre os fitoterápicos com grande influência na cavidade bucal, que funcionam como auxiliares no tratamento de afecções orais sendo alternativas de fácil acesso, já que a atuação profissional frente à ação farmacológica dos vários medicamentos fitoterápicos e contraindicações tem sido importante nos últimos anos(AU)


Medicinal plants have shown high healing power in the natural state, and this traditional knowledge about the use of plants and their therapeutic properties in the fight against diseases has been transmitted between the generations. The search for new products with greater therapeutic activity has stimulated research with natural products in the dental environment for the treatment of periodontal disease. Therefore, it was aimed to present a review of the literature of plant species such as Malva Sylvestris, Vitis Vinífera and Punica Granatum, common daily in the treatment of periodontitis. Periodontitis is a chronic inflammatory disease resulting from the host's immune response to the presence of microbial factors, causing tissue damage, resulting in formation of periodontal pockets, alveolar bone resorption, and loss of supporting tissues. The study is a bibliographical review of the narrative type and a selection of scientific articles retrieved from the databases: VHL Brasil (Virtual Health Library), Scielo (Scientific Electronic Library Online), Pubmed (National Center for Biotechnology Information) and Portal Periódico Capes from 05 to 28 February 2018. It is concluded that Malva, Grape and Pomegranate have therapeutic action and are among herbal medicines with great influence in the oral cavity, which function as auxiliaries in the treatment of oral diseases being alternatives of easy access, since the professional action against the pharmacological action of the various herbal medicines and contraindications has been important in recent years(AU)


Las plantas medicinales han demostrado un elevado poder de curación en estado natural, además, ese conocimiento tradicional sobre el uso de las plantas y de sus propiedades terapéuticas en el combate a enfermedades vienen siendo transmitidas entre las generaciones. La búsqueda de nuevos productos con mayor actividad terapéutica, ha estimulado la realización de investigaciones con productos naturales en el medio odontológico para el tratamiento de enfermedad periodontal. Por lo tanto, se objetivó presentar una revisión de la literatura de especies vegetales como Malva Sylvestris, Vitis Vinífera y Punica Granatum, comunes de lo cotidiano en el tratamiento de la periodontitis. La periodontitis es una enfermedad inflamatoria crónica derivada de la respuesta inmunológica del huésped a la presencia de factores microbianos, causando daño tisular, resultando en formación de bolsas periodontal, reabsorción del hueso alveolar, y pérdida de tejidos de sustentación. El estudio se trata de una revisión bibliográfica del tipo narrativa y se realizó una selección de artículos científicos recuperados a partir de las bases de datos: BVS Brasil (Biblioteca Virtual en Salud), Scielo (Scientific Eletronic Library Online), Pubmed (National Center for Y se encuentra entre los fitoterápicos con gran influencia en la cavidad bucal, que funcionan como auxiliares en el tratamiento de la enfermedad de Chagas, en el período de 5 a 28 de febrero de 2018. Se concluye que Malva, Uva y Román poseen acción terapéutica y están entre los fitoterápicos con gran influencia en la cavidad bucal, que funcionan como auxiliares en el tratamiento de afecciones orales siendo alternativas de fácil acceso, ya que la actuación profesional frente a la acción farmacológica de los diversos medicamentos fitoterápicos y contraindicaciones ha sido importante en los últimos años(AU)


Assuntos
Periodontite/tratamento farmacológico , Malva , Vitis , Lythraceae , Periodontite , Periodontite/terapia , Plantas Medicinais , Fitoterapia
3.
Arch. Health Invest ; 7(10): 450-454, out. 2018.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-994715

RESUMO

Morus nigra é uma espécie vegetal popularmente conhecida por Amora negra. Esta espécie amplamente cultivada na Ásia e nas regiões sul e sudeste do Brasil, possui importância econômica devido a sua ampla utilização na alimentação e confeitaria, sendo também utilizada na medicina popular como anti-inflamatório, diurético, antitussígeno, anti-hemorrágico, para o tratamento do climatério e de doenças hepáticas e renais. Diversos estudos têm sido conduzidos a respeito das atividades farmacológicas da Morus nigra. Neste trabalho de revisão narrativa da literatura foram explorados estudos nas bases de dados acerca da atividade hipolipemiante e de outras atividades farmacológicas dos compostos fenólicos, estilbenos, flavonoide, isoprenilados, cumarinas, cromonas e xantonas da Morus nigra, para verificar sua capacidade de diminuição dos níveis de colesterol total, triglicerídeos, LDL e ainda, aumento dos níveis de HDL, como também outras propriedades antioxidantes, anticarcinogênica, antimutagênica. Desse modo, conclui-se a necessidade da realização de mais estudos com Morus nigra e principalmente mais ensaios clínicos que avaliem a segurança e eficácia na utilização desta planta(AU)


Morus nigra is a plant species popularly known as blackberry. This species, widely cultivated in Asia and in the south and southeast regions of Brazil, is economically important due to its wide use in food and confectionery. It is also used in folk medicine as anti-inflammatory, diuretic, antitussive, anti-hemorrhagic, for treatment climacteric and liver and kidney diseases. Several studies have been conducted regarding the pharmacological activities of Morus nigra. In this work of narrative review of the literature we explored studies in the databases on the lipid-lowering activity and other pharmacological activities of the phenolic, stilbenos, flavonoids, isoprenylates, coumarins, cromones and xanthones compounds of Morus nigra, to verify their capacity to decrease levels of total cholesterol, triglycerides, LDL and also, increased levels of HDL, as well as other antioxidant properties, anticarcinogenic, antimutagenic. Thus, it is concluded that further studies are needed with Morus nigra and, in particular, more clinical trials evaluating the safety and efficacy of this plant(AU)


Morus nigra es una especie vegetal popularmente conocida por Amora negra. Esta especie ampliamente cultivada en Asia y en las regiones sur y sudeste de Brasil, tiene una importancia económica debido a su amplia utilización en la alimentación y la confitería, siendo utilizada en la medicina popular como anti-inflamatorio, diurético, antitusígeno, anti-hemorrágico, para el tratamiento del climaterio y de las enfermedades hepáticas y renales. Se han realizado varios estudios sobre las actividades farmacológicas de Morus nigra. En este trabajo de revisión narrativa de la literatura se exploraron estudios en las bases de datos acerca de la actividad hipolipemiante y de otras actividades farmacológicas de los compuestos fenólicos, estilbenos, flavonoide, isoprenilados, cumarinas, cromonas y xantonas de Morus nigra, para verificar su capacidad de disminución de los niveles de colesterol total, triglicéridos, LDL y aún, aumento de los niveles de HDL, así como otras propiedades antioxidantes, anticarcinogénicas, antimutagénicas. De este modo, se concluye la necesidad de realizar más estudios con Morus nigra y principalmente más ensayos clínicos que evalúen la seguridad y eficacia en la utilización de esta planta(AU)


Assuntos
Morus , Morus/efeitos dos fármacos , Hiperlipidemias/tratamento farmacológico , Estresse Oxidativo , Fitoterapia , Hipolipemiantes/uso terapêutico
4.
Rev. odontol. Univ. Cid. São Paulo (Online) ; 30(1): 77-82, jan.-mar. 2018.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-965757

RESUMO

A fitoterapia ainda é um assunto pouco explorado na Odontologia. Uma grande vantagem dos fitoterápicos em relação aos produtos sintéticos é a menor toxicidade, fator de ainda maior peso quando se trata de odontopediatria. Com isso, o objetivo deste estudo foi avaliar, através de uma revisão da literatura, a eficácia dos produtos fitoterápicos como terapia alternativa de prevenção e tratamento de afecções orais comuns e controle da ansiedade em odontopediatria. Foi avaliada a eficácia dos fitoterápicos em situações como pulpotomia, controle de biofilme, tratamento de aftas e controle da ansiedade ao tratamento odontológico. Em todas as situações, os resultados foram positivos quanto ao uso da fitoterapia.


Phytotherapy is still a rarely explored subject in dentistry. A major advantage of phytotherapy compared to synthetic products is the lower toxicity, a factor of even greater weight when it comes to pediatric dentistry. Therefore, the objective of this study was to evaluate, through a literature review, the effectiveness of herbal products as an alternative therapy to prevention and treatment of common oral conditions in pediatric dentistry. The efficacy of phytotherapics was evaluated in situations such as pulpotomy, biofilm control, treatment of canker sores and anxiety control to dental treatment. In all situations, the results were positive regarding the use of herbal medicine.


Assuntos
Odontopediatria , Fitoterapia , Terapias Complementares , Saúde Bucal
5.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 18(1): 4153, 15/01/2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-967108

RESUMO

Objective: To know the influence of immersion length of denture base of acrylic resin in Siwak solution (Salvadora persica) on Candida albicans growth. Material and Methods: This type of research is laboratory experimental. The Siwak plant (Salvadora persica) was extracted and 1% solution was formed. The media used were Sabouraud Dextrose Broth (SDB) and Sabouraud Dextrose Agar (SDA). Candida albicans was cultured as 1 dose in 100 ml of SDB medium, and then incubated at shaker rotation for 1x24 hours. The concentration chosen to test the effectiveness of siwak extract solution was 1%, 10%, 15% and 25%. Data were presented as mean ± SD. Results: Zone of 6 hours Siwak extract immersion inhibitor by 43.47 ± 0.35, 8 hours to know the influence of immersion length of denture base of acrylic resin in Siwak solution (Salvadora persica) on candida albicans growth 44.42 ± 0.02, 10 hours of 52.79 ± 0.03. Conclusion: There is a difference of immersion length of denture base of acrylic resin on Candida albicans growth in Siwak extract solution (Salvadora persica).


Assuntos
Resinas Acrílicas , Candida albicans/imunologia , Prótese Dentária , Fitoterapia/métodos , Epidemiologia Experimental
6.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 17(1): e3857, 13/01/2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-914471

RESUMO

Objective: To evaluate the antibacterial activity of tea tree EO on Streptococcus mutans (ATCC 25175), S. salivarius (ATCC 7073) and Lactobacillus rhaminosus (ATCC 9595). Material and Methods: The antibacterial activity of M. alternifolia EO was evaluated by the broth dilution method, by which minimum inhibitory and bactericidal concentrations (MIC and MBC) were determined. Serial dilutions range from 70243.90 µg/mL to 26.14 µg/mL. The MIC evaluation was performed in 96-well microplates, in which 100 µL of Brain Heart Infusion (BHI), 100 µL of the EO dilution and 5 µL of the inoculum (final concentration = 5x105 CFU/mL) were inserted. After 24 h of incubation, MIC was determined as the lowest concentration capable of inhibiting microbial growth, identified by the resazurin reaction (100 µg/mL). CBM was identified by the absence of subculture growths (50 µL) of dilutions equal to or greater than MIC. Tests were performed in triplicate and at three different times (n = 9). Pharmacological controls (0.05% and 0.12% Chlorhexidine), growth and sterility were used to validate the results. Results: The MIC of M. alternifolia compared to S. mutans, S. salivarius and L. rhaminosus was 1940.16 µg/mL, 3977.34 µg/mL and 3977.34 µg/mL, respectively. The MBC values were 70243.90 µg/mL, 3977.34 µg/mL and 34265.31 µg/mL, respectively. Conclusion: The essential oil of M. alternifolia presented antibacterial activity against the microorganisms evaluated when in high concentration.


Assuntos
Anti-Infecciosos/imunologia , Placa Dentária/microbiologia , Fitoterapia , Streptococcus mutans , Óleo de Melaleuca , Brasil
7.
Braz. dent. sci ; 20(1): 25-31, 2017. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-836677

RESUMO

Objetivo: Dados estatísticos nacionais e mundiais demonstram que o número de indivíduos idosos tende a crescer de maneira exponencial nos próximos anos, tornando-se uma população significativamente e proporcionalmente maior que as demais. Entre as doenças mais comuns nessa faixa estaria encontra-se a osteoporose, doença que reduz a massa esquelética e deteriora a microarquitetura do osso causando fragilidade e aumentando o risco de fraturas. Material e Métodos: Este estudo teve como proposta avaliar o efeito da Arnica montana fitoterápica e homeopática no reparo de lesões ósseas, visando uma possível forma de tratamento de fraturas na vigência da osteoporose. Os ensaios experimentais foram realizados em ratas Wistar adultas, divididas em quatro grupos: ovariectomizado tratado com Arnica montana 6CH homeopática (OVZ 6CH); ovariectomizado tratado com extrato fitoterápico de Arnica montana (OVZ TM); ovariectomizada tratado com placebo (OVZ PL) falsa cirurgia de ovariectomia e tratado com placebo (Sham PL). Após 45 dias da cirurgia sham ou de ovariectomia, foi realizada uma lesão óssea monocortical. Os animais foram eutanasiados após 6, 12, 18 e 28 dias e as tíbias retiradas para avaliação das suas dimensões e analise do reparo ósseo através de densidade óssea radiográfica, ensaios biomecânicos e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os dados do teste de flexão foram submetidos à analise estatística pelos testes de ANOVA e Tukey (p< 5%). Resultados: Conclui-se que o tratamento com arnica 6CH foi melhor que o com arnica TM quanto à resistência e à qualidade de regeneração óssea, enquanto a TM mostrou melhor valor de densidade óptica. Conclusão: Esse estudo concluiu que o tratamento com Arnica montana homeopática foi mais eficiente que com Arnica fitoterápica na regeneração óssea de ratas com osteoporose (AU)


Objective: National and international data show that in the next years the elder population tends to have an exponential increase becoming to be significantly higher than other ages. Among the frequent diseases in the elderly, osteoporosis is a disease that decreases bone mass and deteriorates bone structure causing fragility and a high risk of fracture. This study aimed to evaluate the effect of phytotherapic and homeopathic Arnica montana on bone repair quality and its possible use in the treatment of bone fracture in patients with osteoporosis. Material and Methods: This experimental study was performed in Wistar adult female rats divided in 4 groups according to the following treatments: ovariectomized treated with homeopathic A. montana 6CH (OVZ 6CH); ovariectomized treated with phytotherapic A. montana (OVZ TM); ovariectomized with placebo (OVZ PL) and rats with sham surgery and placebo (Sham PL). In a period of 45 days after ovariectomy or sham surgery, all animals got a monocortical lesion. They were euthanized after 6, 12, 18 and 28 days and had the tibiae removed to evaluate dimensions and bone repair by radiographic density, biomechanical test and scanning electronic microscopy (SEM). Data were analyzed by ANOVA and TUKEY tests (p < 0.05). Results: Results showed that treatment with Arnica 6CH was better than Arnica TM considering bone resistance and bone repair quality. Conclusion: This study concluded that treatment with homeopathic A. montana was more efficient than with phytotherapic Arnica in bone regeneration in rats with osteoporosis.(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Alho , Arnica , Osteoporose , Fitoterapia , Radiografia
8.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 14(3): 191-198, jul. 2014. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-853659

RESUMO

Objective:To evaluate the antimicrobial and ant-adherent in vitro activity of tannins isolated from Anacardium occidentale Linn. (Cashew) on dental biofilm bacteria. Material and Methods:Streptococcus mutans ATCC 25175, Streptococcus mitis ATCC 903, Streptococcus sanguis ATCC 15300, Streptococcus oralis ATCC 10557, Streptococcus salivarius ATCC 7073 and Lactobacillus casei ATCC 9595 samples were used in this study. The tests were performed by the solid medium dilution method to determine the Minimum Inhibitory Concentration (MIC). The Minimum Inhibitory Concentration of Adherence (MICA) of bacteria to glass was determined in the presence of 5% sucrose. As a positive control, 0.12% chlorhexidine gluconate was used. The substances were tested at concentrations of 1:1 (pure solution) up to 1:512. Data were analyzed using descriptive statistics and the SPSS software,version 15.0. Results:Tannins isolated from Anacardium occidentale Linn. (cashew) formed inhibition halos ranging from 11 to 17 mm in diameter and were capable of inhibiting the growth of bacteria tested at concentrations of 1:4 (S mutans), 1:16 (S mitis), 1:8 (Ssanguis), 1:4 (S oralis), 1:8 (S salivarius) and 1:2 (L casei). The tannin solution was effective in inhibiting the adherence of microorganisms to glass, and its effect on Streptococcus sanguis (1:512) and Lactobacillus casei (1:512) stood out, showing ant-adherent effect at all concentrations tested. Conclusion:Tannin isolates produced in vitro antimicrobial and ant-adherent activity on dental biofilm-forming bacteria and can be considered as an alternative treatment in infectious processes in clinical dentistry


Assuntos
Anacardium , Antibacterianos , Fitoterapia , Placa Dentária/microbiologia , Salicilatos , Brasil , Análise Estatística , Técnicas In Vitro/métodos
9.
São José dos Campos; s.n; 2016. 82 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867661

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar a efetividade frente a Candida albicans da fração enriquecida em fenólicos (FE) das folhas de Buchenavia tomentosa além das substâncias ácido gálico (AG), corilagina, kaempferol e vitexina, substâncias fenólicas que foram previamente detectadas no extrato aquoso de B. tomentosa livres ou encapsuladas em ciclodextrinas. Para tal, foi realizado teste de micro diluição com cepas padrão e isolados clínicos e análise química da FE por espectrometria de massa (ESI-MS).Detectou-se que o extrato acetônico foi a FE e AG foi a substância fenólica mais eficiente contra C. albicans. O efeito de FE e AG contra os fatores de virulência de C. albicans foram analisados. FE e AG foram encapsulados em 2-hidroxipropil-beta-ciclodextrina e tiveram sua análise química realizada. As CIMs e CFMs dos encapsulados foram determinadas, porém apenas o AG encapsulado teve sua ação antibiofilme e in vivo verificadas. A citotoxicidade de AG e FE livres e encapsulados foi determinada. As CIMs variaram de 5,0 e 0,625 mg/mlpara o ácido gálico e 2,5 e 0,019 mg/ml para FE. AG e as outras moléculas foram encontradas na FE. Não foram encontrados CFMs. Os fenólicos estudados também foram encontrados em FE por ESI/MS. Tanto FE quanto AG tiveram efeito direto nos fatores de virulência de C. albicans, exceto sobre a secreção de exoenzimas. Não houve diferença na CIM entre as substâncias livres e encapsuladas. AG encapsulado teve melhor ação anti-biofilme do sua forma livre. Foi verificada melhora clínica de lesões eritematosas no palato de ratos, porém não foi possível. A citotoxicidade das substâncias livres ou encapsuladas variou de moderava a leve para FE e foi moderada para AG. Após as análises, observou-se o efeito anti-C. albicans de FE e AG. AG encapsulado apresentou promissor efeito anti-biofilme e aparente melhora clínica nas lesões sugestivas de candidose eritematosa na mucosa palatar dos ratos


The aim of this study was to evaluate the effectiveness against Candida albicans of fraction enriched in phenolic (FE) of Buchenavia leavestomentosa beyond substances gallic acid (GA), corilagin, kaempferol andvitexin, phenolic substances previously detected in the aqueous extract ofB. tomentosa, free or encapsulated in cyclodextrins. Microdilution test with standard strains and clinical isolates besides the chemical analysis of FEby mass spectrometry (ESI-MS) were carried out. The acetone extract was the FE and AG was the most efficient phenolic substance against C.albicans. The effect of FE and AG against the virulence factors of C.albicans was also analyzed. FE and AG were encapsulated into 2-hydroxypropyl-beta-cyclodextrin (HP-β-CD) and had their chemical analyses made. MICs and MFCs of encapsulated have been determined.Solely the GA encapsulated had its anti-biofilm and in vivo action verified.Cytotoxicity of free and encapsulated GA and FE were determined. TheMIC ranged from 5,0 to 0,625 mg/ml for GA and 2,5 and 0,019 mg/ml forFE. MFCs values were not found. All phenolics molecules were found inFE by ESI/MS. AG and FE had a direct effect on virulence factors of C.albicans, except on the secretion of exoenzymes. There was no differencein the CIM between free and encapsulated substances. The anti-biofilm effect was better in GA encapsuladed than its free form. A clinical improvement of sugestives erythematous lesions on the palate of rats was observed, although the hyphaes were not found in the palatar mucosa.The cytotoxicity for all substances was moderated. After the analysis, weobserved the anti-C. albicans effect of GA and FE. AG encapsulated showed promising anti-biofilm effect and apparent clinical improvement inlesions suggestive of erythematous candidiasis in palatar mucosa of rats


Assuntos
Candida albicans , Terapias Complementares , Fitoterapia
10.
São José dos Campos; s.n; 2016. 82 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-870223

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar a efetividade frente a Candida albicans da fração enriquecida em fenólicos (FE) das folhas de Buchenavia tomentosa além das substâncias ácido gálico (AG), corilagina, kaempferol e vitexina, substâncias fenólicas que foram previamente detectadas no extrato aquoso de B. tomentosa livres ou encapsuladas em ciclodextrinas. Para tal, foi realizado teste de micro diluição com cepas padrão e isolados clínicos e análise química da FE por espectrometria de massa (ESI-MS).Detectou-se que o extrato acetônico foi a FE e AG foi a substância fenólica mais eficiente contra C. albicans. O efeito de FE e AG contra os fatores de virulência de C. albicans foram analisados. FE e AG foram encapsulados em 2-hidroxipropil-beta-ciclodextrina e tiveram sua análise química realizada. As CIMs e CFMs dos encapsulados foram determinadas, porém apenas o AG encapsulado teve sua ação antibiofilme e in vivo verificadas. A citotoxicidade de AG e FE livres e encapsulados foi determinada. As CIMs variaram de 5,0 e 0,625 mg/mlpara o ácido gálico e 2,5 e 0,019 mg/ml para FE. AG e as outras moléculas foram encontradas na FE. Não foram encontrados CFMs. Os fenólicos estudados também foram encontrados em FE por ESI/MS. Tanto FE quanto AG tiveram efeito direto nos fatores de virulência de C. albicans, exceto sobre a secreção de exoenzimas. Não houve diferença na CIM entre as substâncias livres e encapsuladas. AG encapsulado teve melhor ação anti-biofilme do sua forma livre. Foi verificada melhora clínica de lesões eritematosas no palato de ratos, porém não foi possível. A citotoxicidade das substâncias livres ou encapsuladas variou de moderava a leve para FE e foi moderada para AG. Após as análises, observou-se o efeito anti-C. albicans de FE e AG. AG encapsulado apresentou promissor efeito anti-biofilme e aparente melhora clínica nas lesões sugestivas de candidose eritematosa na mucosa palatar dos ratos.


The aim of this study was to evaluate the effectiveness against Candida albicans of fraction enriched in phenolic (FE) of Buchenavia leavestomentosa beyond substances gallic acid (GA), corilagin, kaempferol andvitexin, phenolic substances previously detected in the aqueous extract ofB. tomentosa, free or encapsulated in cyclodextrins. Microdilution test with standard strains and clinical isolates besides the chemical analysis of FEby mass spectrometry (ESI-MS) were carried out. The acetone extract was the FE and AG was the most efficient phenolic substance against C.albicans. The effect of FE and AG against the virulence factors of C.albicans was also analyzed. FE and AG were encapsulated into 2-hydroxypropyl-beta-cyclodextrin (HP-β-CD) and had their chemical analyses made. MICs and MFCs of encapsulated have been determined.Solely the GA encapsulated had its anti-biofilm and in vivo action verified.Cytotoxicity of free and encapsulated GA and FE were determined. TheMIC ranged from 5,0 to 0,625 mg/ml for GA and 2,5 and 0,019 mg/ml forFE. MFCs values were not found. All phenolics molecules were found inFE by ESI/MS. AG and FE had a direct effect on virulence factors of C.albicans, except on the secretion of exoenzymes. There was no differencein the CIM between free and encapsulated substances. The anti-biofilm effect was better in GA encapsuladed than its free form. A clinical improvement of sugestives erythematous lesions on the palate of rats was observed, although the hyphaes were not found in the palatar mucosa.The cytotoxicity for all substances was moderated. After the analysis, weobserved the anti-C. albicans effect of GA and FE. AG encapsulated showed promising anti-biofilm effect and apparent clinical improvement inlesions suggestive of erythematous candidiasis in palatar mucosa of rats.


Assuntos
Candida albicans , Terapias Complementares , Fitoterapia
11.
São José dos Campos; s.n; 2016. 83 p. 83, ^ctab. , graf.il..
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-847843

RESUMO

O objetivo do trabalho foi investigar se os extratos de Pfaffia paniculata K. e Juglans regia L. possuem ação antifúngica, antibacteriana e toxicidade celular, com testes in vitro. Para os testes antifúngicos foram utilizadas cepas ATCC de Candida spp., e para os testes antibacterianos foram utilizadas cepas ATCC de Enterococcus faecalis, Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Streptococcus mutans e Pseudomonas aeruginosa. Para a atividade antimicrobiana primeiramente foram determinados os valores da Concentração Inibitória Mínima (CIM) e da Concentração Microbicida Mínima (CMM) dos extratos pelo método de microdiluição em caldo, segundo Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). Os micro-organismos que apresentaram CMM foram selecionados para os testes em biofilme, no qual foi preparado em fundo de placa com 96 poços, por 48 h. Após os biofilmes foram tratados por 5 min. utilizando as concentrações de 200, 100 e 50 mg dos extratos. Para mensuração da biomassa foi utilizado o teste de Cristal violeta (CV), e para avaliar a atividade metabólica foi utilizado o teste de MTT. A citotoxicidade foi avaliada sobre fibroblastos gengivais humanos (FMM-1) utilizando os mesmos parâmetros de tratamento utilizados para os testes em biofilmes. Foram avaliadas a viabilidade celular pelos testes de MTT, vermelho neutro e cristal violeta. Os dados obtiveram distribuição normal e foram analisados por ANOVA e teste de Tukey, com significância de 5% (p<0.05%). O extrato de P. paniculata demostrou ação antifúngica em biofilmes, com reduções médias de 29,4 e 42,7% nos testes de CV e MTT. Já a ação antibacteriana foi restrita a S. mutans e P. aeruginosa com reduções médias de 15,7 e 28,6% nos respectivos testes. O extrato de J. regia também demostrou ação antifúngica com redução média de 22,2% na biomassa e 31,4% na atividade metabólica. A ação antimicrobiana ficou restrita a P. aeruginosa com reduções médias de 17,7 e 15,6%, indicados pelos testes de CV e MTT. Quanto a citotoxicidade, a média entre os três testes realizados, indicou que após exposição ao extrato de P. paniculata 58,8% das células continuaram viáveis e para J. regia a viabilidade foi de 65,1%. Conclui-se queo extrato de P. paniculata demostrou ação antifúngica sobre todas as cepas de Candida spp. testadas e demostrou ação antibacteriana para P. aeruginosa e S. mutans. As concentrações de 200, 100 e 50 mg do extrato demostraram ser citotóxicas conforme nova diretriz de 11 toxicidade. J. regia demostrou ação antifúngica sobre todas as cepas de Candida spp. testadas e demostrou ação antibacteriana sobre P. aeruginosa. Apenas a concentração de 200 mg do extrato se mostrou tóxica a FMM-1(AU)


The aim of this study was to investigate whether extracts of Pfaffia paniculata K. and Juglans regia L. have antifungal, antibacterial and cellular toxicity, with in vitro tests. ATCC strains of Candida spp. Were used for antifungal tests, and ATCC strains of Enterococcus faecalis, Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Streptococcus mutans and Pseudomonas aeruginosa were used for the antibacterial tests. For the antimicrobial activity, the values of the Minimum Inhibitory Concentration (MIC) and the Minimal Microbicidal Concentration (CMM) of the extracts were determined by the microdilution method in broth, according to Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). The microorganisms that presented CMM were selected for the biofilm tests, in which it was prepared on a 96-well plate bottom for 48 h. After the biofilms were treated for 5 min. Using the concentrations of 200, 100 and 50 mg of the extracts. To measure the biomass, the Violet Crystal test (CV) was used, and the MTT test was used to evaluate the metabolic activity. Cytotoxicity was assessed on human gingival fibroblasts (FMM-1) using the same treatment parameters used for biofilm tests. Cell viability was evaluated by the MTT, neutral red and violet crystal tests. The data obtained normal distribution and were analyzed by ANOVA and Tukey test, with significance of 5%. The extract of P. paniculata showed antifungal action in biofilms, with average reductions of 29.4 and 42.7% in CV and MTT tests; The antibacterial action was restricted to S. mutans and P. aeruginosa with mean reductions of 15.7 and 28.6% in the respective tests. The extract of J. regia also demonstrated antifungal action with an average reduction of 22.2% in biomass and 31.4% in metabolic activity. The antimicrobial action was restricted to P. aeruginosa with mean reductions of 17.7 and 15.6%, indicated by CV and MTT tests. As for cytotoxicity, the mean of the three tests carried out indicated that after exposure to P. paniculata extract 58.8% of the cells remained viable and for viability the viability was 65.1%. In conclusion the extract of P. paniculata showed antifungal action on all strains of Candida spp. Tested and demonstrated antibacterial action for P. aeruginosa and S. mutans. The concentrations of 200, 100 and 50 mg of the extract proved to be cytotoxic according to the new toxicity guideline. J. regia demonstrated antifungal action on all strains of Candida spp. Tested and demonstrated antibacterial action on P. aeruginosa. Only the 200 mg concentration of the extract was shown to be toxic to FMM-1 (AU)


Assuntos
Humanos , Anti-Infecciosos , Fitoterapia , Extratos Vegetais
12.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-778696

RESUMO

A Fitoterapia é conhecida como a ciência que estuda o efeito farmacológico de plantas com finalidade terapêutica. Os medicamentos fitoterápicos têm despertado o interesse de diversos centros de pesquisas e indústrias e o seu uso vem se intensificando. Pesquisas científicas já comprovaram a eficácia de inúmeros extratos vegetais com aplicabilidade na Medicina e na Odontologia. Dentre as principais plantas com ação terapêutica em afecções bucais estão o cravo-da-índia, a camomila, a romã, a malva, a unha-de-gato e a própolis. Essas plantas têm propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, cicatrizantes e analgésicas. O presente trabalho tem como objetivo realizar uma revisão da literatura sobre a Fitoterapia com ênfase em suas aplicações na Odontologia.


Phytotherapy is known as the science that studies the pharmacological effect of plants for therapeutic purposes. Herbal medicines have attracted the interest of several research centers and industries and their use has intensified. Scientific research has confirmed the efficacy of several plant extracts with applicability in Medicine and Dentistry. Among the main plants with therapeutic action in oral diseases are the clove, chamomile, pomegranate, mauve, the cat's claw and propolis. These plants have antimicrobial properties, anti-inflammatory, analgesic and healing. This paper aims to review the literature on Herbal Medicine with emphasis on their application in Dentistry.


Assuntos
Odontologia , Medicamentos Fitoterápicos , Fitoterapia , Antibacterianos , Plantas Medicinais
13.
Araraquara; s.n; 2014. 67 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867850

RESUMO

Atualmente no mercado se encontra o extrato de óleo insaponificável de abacate e soja, considerado potente anti-inflamatório, agente antioxidante e analgésico, eficaz no tratamento de distúrbios que afetam os tecidos conjuntivos. O objetivo desse estudo foi avaliar a eficácia deste medicamento no tratamento da doença periodontal induzida em ratos com artrite. Foram utilizados 60 ratos (Rattus Norvegicus) submetidos à indução de artrite por antígeno (AIA) e a indução da doença periodontal (DP) através da inserção de ligadura no segundo molar superior. Após a remoção das ligaduras, em todos os dentes foi realizada raspagem radicular (R). Os animais foram distribuídos randomicamente em 4 grupos, avaliados em três períodos experimentais (7, 15 e 30 dias). Grupo Controle (CTR); Grupo ASU; Grupo ASU e artrite (ASU/AR); Grupo AR. Após os períodos experimentais pós-tratamento, suas maxilas e articulação da pata dianteira foram removidos para processamento laboratorial. A porcentagem de volume ósseo nas regiões proximais foi analisada por microtomografia (MicroCT). Não houve diferenças entre os grupos, entretanto foi verificado na análise intragrupos que no grupo ASU/AR houve um aumento estatisticamente significativo na porcentagem óssea no período de 30 dias em relação ao período de 7 dias e no grupo AR um aumento na porcentagem óssea no período de 30 dias em comparação ao período de 15 dias. Os períodos avaliados apresentaram leve infiltrado inflamatório, desorganização das fibras colágenas e integridade do cemento radicular. Dessa forma conclui-se que o ASU não adicionou efeito ao reparo periodontal após tratamento da periodontite induzida associada ou não a indução de artrite experimental em ratos.


Assuntos
Artrite Experimental , Periodontite , Fitoterapia
14.
Araraquara; s.n; 2014. 186 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867860

RESUMO

Esse estudo teve como objetivo avaliar, em ratos, a influência da utilização do extrato de óleo insaponificável de abacate e soja (ASU) no reparo da periodontite induzida por ligaduras, na osseointegração de implantes e na integração de biomateriais osteocondutores. Para isso foram avaliadas as hipóteses de que o ASU poderia: 1)Aumentar o reparo da periodontite induzida; 2)Favorecer o reparo associado ao tratamento da periodontite induzida; 3)Acelerar a osseointegração; 4)Influenciar na integração de enxertos osteocondutores. Para a avaliação da primeira hipótese foram utilizados 84 ratos que foram submetidos a indução da periodontite por meio de ligaduras e que foram randomicamente divididos em 4 grupos: CTR: Administração do soro fisiológico(SS) no mesmo dia da indução da periodontite; ASU/-7: Administração de ASU iniciada 7 dias antes da indução de periodontite(0.6 mg/kg); ASU/0: Administração de ASU iniciada no dia da indução da periodontite; ASU/+7: Administração do ASU iniciada no dia da remoção da ligadura. As ligaduras, que foram inseridas bilateralmente nos segundos molares superiores, foram removidas após 7 dias e os medicamentos foram administrados diariamente por gavagem até o sacrifício dos animais (7, 15 e 30 dias). Foram realizadas análise microtomográfica (%volume ósseo), histomorfométricas (% osso na região da furca, distancias da junção cemento-esmalte(JCE) ao topo da crista óssea(CO) e a porção apical do epitélio juncional (aJE), imunohistoquímica (TRAP, RANKL e Fosfatase Alcalina) e de qPCR (IL1β, IL6, TNFα, RANKL e Fosfatase Alcalina). Para avaliação da segunda hipótese foram utilizados 84 ratos que foram submetidos a indução da periodontite por meio de ligaduras e que foram randomicamente divididos em 4 grupos: SRP–Administração de SS no dia do tratamento; SRP/ASU-7: Administração do ASU iniciada 7 dias antes da indução da periodontite(0.6 mg/kg); SRP/ASU0...


Assuntos
Materiais Biocompatíveis , Implantes Dentários , Mediadores da Inflamação , Periodontite , Fitoterapia , Cicatrização
15.
Bauru; s.n; 2014. graf, tab, ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867061

RESUMO

A presença de Candida albicans nos biofilmes microbianos aderidos na superfície interna das próteses removíveis, principalmente totais superiores, está relacionada com uma doença inflamatória no palato, conhecida como estomatite protética (EP). Assim, torna-se fundamental a realização de novos estudos sobre alternativas terapêuticas, direcionados à prótese e não somente à mucosa, que sejam simultaneamente antimicrobianas, anti-inflamatórias, não tóxicas para os tecidos bucais e que produzam menos danos à prótese que os métodos convencionais. Os fitoterápicos podem representar uma destas alternativas. Objetivos: O objetivo deste trabalho foi estudar a ação fitoterápica do Equisetum giganteum, nas concentrações de 50, 25, 16, 8 e 4 mg/mL, sobre C. albicans e descartar sua ação citotóxica sobre o palato humano bem como sobre monócitos humanos. Material e Métodos: Após coleta, obtenção e identificação de compostos por espectrometria de massas do extrato hidroalcoólico de E. giganteum, sua atividade antimicrobiana foi determinada pela concentração inibitória mínima em meio líquido, contra as cepas clínicas Candida albicans SC 5314 e Escherichia coli O:124, e a cepa padrão Staphylococcus aureus ATCC 6538. Propriedades antiaderentes do extrato, sobre biofilmes de C. albicans induzidos sobre corpos de prova de resina acrílica, foram determinadas por imunofluorescência (LIVE/DEAD) e pela análise em microscópio de varredura confocal a laser. A atividade anti-inflamatória do fitoterápico foi averiguada através da análise da produção de espécies reativas de oxigênio (ROS) por monócitos humanos estimulados por C. albicans e LPS, por meio da marcação fluorescente utilizando o reagente Cell Rox Deep Red®. Avaliação de citotoxicidade foi realizada in vitro com células epiteliais de palato humano e monócitos humanos, por meio do ensaio colorimétrico MTT. Os resultados foram expressos como média ± desvio padrão...


The presence of Candida albicans in the microbial biofilms adhered to the internal surface of the removable denture, mainly the full upper ones, is related to an inflammatory palate disease known as denture stomatitis (DS). Thus, it is essential that new studies are done about therapeutic alternatives directed to the dentures, not only to the buccal mucosa, and which are, at the same time, antimicrobial, antiinflammatory, non-poisoning to the buccal tissues and that they produce less harm to the denture than the current methods. The phytotherapeutic (herbal) remedies may represent a good alternative. Objectives: The aim of this paper is to study the phytotherapeutic action of Equisetum giganteum in the concentrations of 50, 25, 16, 8 and 4 mg/mL on C.albicans and discard the cytotoxic action on the human palate, as well as on human monocytes. Material and Methods: After collecting, obtaining and identifying the compounds by means of mass spectrometry of the hydroalcoholic extract of E. giganteum, its antimicrobial activity was determined by the inhibitory minimum concentration in liquid media, against clinic strains of Candida albicans SC 5314 and Escherichia coli O:124, and standard Staphylococcus aureus ATCC 6538 strains. The antiadherent, properties of the extract on biofilms of C. albicans over acrylic resin proof specimens were determined by immunofluorescence test (LIVE/DEAD) and by the analysis in a Confocal Laser Microscope Scanning. The anti-inflammatory activity of the phytotherapeutic (herbal) remedy was assessed through the analysis of the production of reactive oxygen species (ROS) to human monocytes stimulated by C. albicans and LPS, through fluorescent lighting using the reagent Cell Rox Deep Red®. The evaluation of cytotoxicity was done in vitro with epithelial cells of human palate and human monocytes, through colorimetric MTT assay. The results were expressed in means ± standard deviation and submitted to statistics Kruskal-Wallis Test...


Assuntos
Humanos , Candida albicans , Células Epiteliais , Equisetum/toxicidade , Estomatite sob Prótese/tratamento farmacológico , Extratos Vegetais/uso terapêutico , Fitoterapia , Resinas Acrílicas , Anti-Inflamatórios/farmacologia , Colorimetria , Microscopia Confocal , Monócitos , Medicamentos Fitoterápicos , Produtos com Ação Antimicrobiana , Palato/citologia , Palato , Reprodutibilidade dos Testes
16.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-729159

RESUMO

Objetivo: Verificar, ?in vitro?, o potencial antimicrobiano do Anapyon®, da Água Rabelo® e do Malvatricin® sobre microrganismos presentes na cavidade oral.Método: Para realização do experimento, utilizou-se o protocolo sequenciado durante quatro dias que avaliou, através da medida da densidade óptica, o potencial antimicrobiano dos fármacos nos microrganismos (Staphylococcus aureus, Candida tropicalis, Candida parapsilosis e Candida albicans), em suas formas planctônicas, apenas o Malvatricin® foi avaliado sobre as formas de biofilme por ser o único fármaco que apresentou resultados satisfatórios sobre as formas planctônicas. O estudo adotou como controle negativo a água destilada e controle positivo a Clorexidina®. Os resultados obtidos foram submetidos a uma análise estatística com os testes de Kruskal-Wallis e Mann-Whitney. Resultados: Observou-se, através da medida da densidade óptica, que apenas o Malvatricin® apresentou bons resultados na forma planctônica, sendo estes semelhantes ao controle positivo (clorexidina), considerado padrão nos ensaios antimicrobianos em Odontologia. Os resultados do Malvatricin® foram estatisticamente melhores quando comparados aos demais fármacos (Anapyon®, Água Rabelo®) e ao controle negativo. Este resultado foi semelhante para todos os microrganismos estudados: Staphylococcus aureus (p=0,002), Candida tropicalis (p=0,002), Candida parapsilosis (p=0,001) e Candida albicans (p<0,001). Desta forma, apenas o Mavatricin® foi testado para o microrganismo arranjado em biofilme. Observou-se, então, que para a C.albicans e para o S. aureus, houve diferença significativa entre clorexidina e Malvatricin® (p<0,05), com melhores resultados para o clorexidina. Para C. tropicalis, o Malvatricin® diferiu significativamente (p<0,05) da água destilada. Em relação a C.parapsilosis, nenhuma diferença foi observada em relação ao controle negativo (p=0,468). Conclusão: Apesar de alguns fármacos alternativos serem tidos como antimicrobianos, tais propriedades sobre células planctônicas e, principalmente, sobre biofilme foram observadas apenas para o Malvatricin®.


Objective: To evaluate in vitro the antimicrobial potential of Anapyon®, Água Rabelo and Malvatricin® against oral microorganisms.Method: The experiment used a four-day sequential protocol that evaluated by optical density measurements the antimicrobial potential of these products against Staphylococcus aureus, Candida tropicalis, Candida parapsilosis and Candida albicans in their planktonic forms. Only Malvatricin® was also evaluated against microbial biofilms because it was the only one to produce satisfactory results against the planktonic forms. Distilled water was used as negative control and Chlorhexidine® as positive control. The data were analyzed statistically by the Kruskal-Wallis and Mann-Whitney tests. Results: According to the optical density readings, only Malvatricin® was effective against the planktonic microorganisms and its results were similar to those of the positive control (Chlorhexidine), which is the gold standard antimicrobial agent in dental research. Malvatricin® presented significantly higher efficacy than the other antiseptics (Anapyon® and Água Rabelo®) and the negative control, and this result was similar for all tested microorganisms: S. aureus (p=0.002), C tropicalis (p=0.002), C. parapsilosis (p=0.001) and C. albicans (p<0.001). For this reason, only Malvatricin® was evaluated against the microorganisms arranged as biofilms. Chlorhexidine presented significantly better results (p<0.05) than Malvatricin® against C. albicans and S. aureus. When tested against C. tropicalis, Malvatricin® differed significantly (p<0.05) from distilled water, while against C. parapsilosis no significant difference (p=0.468) was observed in comparison with the negative control. Conclusion: Although some pharmaceutical products being considered anti-microbial, such properties against planktonic cells and especially the biofilms were observed only for Malvatricin®.


Assuntos
Anti-Infecciosos/imunologia , Bactérias/imunologia , Placa Dentária/microbiologia , Fungos/imunologia , Antissépticos Bucais/síntese química , Fitoterapia/estatística & dados numéricos , Brasil , Candida albicans/imunologia , Candida tropicalis/imunologia , Clorexidina/síntese química , Boca/microbiologia , Preparações Farmacêuticas , Staphylococcus aureus/imunologia , Estatísticas não Paramétricas
17.
Perionews ; 7(4): 385-392, 2013. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-689019

RESUMO

A fitoterapia é uma prática usada desde a antiguidade e, no âmbito odontológico, observa-se grande número de dentifrícios com extratos de plantas e produtos naturais incorporados em suas formulações, como Aloe vera e própolis, devido as suas propriedades anti-inflamatórias e antimicrobianas. Proposição: comparar a eficácia de um dentifrício com Aloe vera e própolis em sua formulação no controle da placa dental supragengival em relação a outro de uso difundido e sem esses componentes. Material a Métodos: foram analisados os índices de placa (IHOS – índice de higiene oral simplificado) em 30 pacientes divididos em três grupos, sendo o grupo I (apenas água e escova dental para higienização bucal), o grupo II (Colgate Ação Total) e o grupo III (Forever Bright Tooth Gel) nos dias zero e após 15 dias, tendo-se submetidos os dados a análise estatística comparativa, Teste de Fiedman (p < 0,0001) e Teste de Comparação Múltipla de Dunn’s (p < 0,05). Resultados: encontrou-se significância quando comparados os grupos I e II (p < 0,05) e os grupos I e III (p < 0,01), sendo que não houve diferença estatisticamente significante quando comparados os grupos II e III (p > 0,05). Conclusão: não houve desvantagem do dentifrício com Aloe vera e própolis em sua formulação em relação a outro dentifrício de uso difundido no controle de placa dental supragengival e o uso de dentifrícios pela população em geral é importante para suprir deficiências nas técnicas de higiene bucal através da ação de substâncias com ação efetiva no controle da placa dental e no intuito de evitar a desmotivação dos pacientes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Aloe , Placa Dentária , Dentifrícios/análise , Saúde Bucal , Periodontia , Fitoterapia , Própole
18.
Perionews ; 7(2): 200-205, 2013. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-689066

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia de uma solução de própolis a 10% na inibição da formação da placa bacteriana, na ausência de controle mecânico da mesma. Utilizaram-se as seguintes soluções: clorexidina a 0,12% (controle positivo), própolis a 10% (solução teste) e água destilada (controle negativo). Participaram do estudo quatro estudantes do Curso de Odontologia, os quais bochecharam as três soluções de maneira aleatória, em três períodos experimentais, de forma que todos os indivíduos usassem os três produtos testados. Os exames empregados foram realizados por um único examinador, treinado para os exames, que desconhecia a solução utilizada. Após realizar os exames e receber a deplacagem profissional, os indivíduos utilizaram, durante cinco dias, um bochecho com 15 ml de solução, duas vezes ao dia, durante um minuto, na ausência de escovação dentária. Após o período de bochecho foi dado um intervalo (wash-out) de sete dias entre uma substância e outra; enquanto isso, os indivíduos realizaram higiene mecânica normalmente. Os resultados analisados mostraram que os indivíduos tinham em média um IPV inicial de 21,65%, enquanto que após o bochecho de clorexidina, a média foi de 83,93%; para a solução de própolis foi de 72,53% e para a água destilada foi de 85,72%. O índice médio para o ISG foi de 2,41%, o qual se manteve baixo com todas as soluções. Pôde-se concluir que não houve diferenças significativas entre as substâncias testadas na inibição da formação da placa bacteriana.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Antibacterianos , Fatores Biológicos/análise , Placa Dentária , Fitoterapia , Própole/uso terapêutico
19.
RGO (Porto Alegre) ; 60(3): 359-365, jul.-set. 2012. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874682

RESUMO

Objective: This study determined the Minimum Inhibitory Concentration and the Minimum Inhibitory Concentration of Adherence of hydroalcoholic extracts of the leaves of strawberry guava (Psidium guineense Sw.) and of the jambolan (Syzygium cumini (L.) Skeels) against Streptococcus mutans (ATCC 25175), Streptococcus oralis (ATCC 10557), Streptococcus parasanguis (ATCC 903), Streptococcus salivarius (ATCC 7073), Streptococcus sp (ATCC 15300), and Lactobacillus casei (ATCC 9595). Methods: Strains were seeded on blood agar plates to determine the Minimum Inhibitory Concentration by the agar-diffusion technique. The inclined tubes technique was used for Minimum Inhibitory Concentration of Adherence evaluation in the presence of 5% of sucrose, in Mueller-Hinton broth. The same procedures were accomplished with the 0.12% chlorhexidine digluconate (positive control). Assays were performed in duplicate. The plates and the tubes were maintained in microaerophillia at 37ºC for 24 hours. Results: The Minimum Inhibitory Concentration obtained for strawberry guava extract ranged from 275 to 1100 mg.ml-1. Jambolan values were 242.5 to 485 mg.mL-1; and 0.12% chlorhexidine digluconate were 75x10-3 to 9x10-3 mg.ml-1. The Minimum Inhibitory Concentration of Adherence reported the following values : strawberry guava (1.81 to 28.94 mg.ml-1); jambolan (1.60 to 12.76 mg.ml-1) and 0.12% chlorhexidine didigluconate (4.93 x10-4 to 19.70 x10-4 mg.ml-1). Conclusion: It was concluded that the hydroalcoholic extracts from the leaves of P. guineense Sw. and S. cumini (L.) Skeels presented antimicrobial and nonstick effect on the tested lineages; further studies are needed to confirm these extracts to be natural antibacterial agents for use in controlling dental caries.


Objetivo: Determinar a Concentração Inibitória Mínima e a Concentração Inibitória Mínima de Aderência dos extratos hidroalcoólicos das folhas do araçá (Psidium guineense Sw.) e do jambolão (Syzygium cumini (L.) Skeels) frente à Streptococcus mutans (ATCC 25175), Streptococcus oralis (ATCC 10557), Streptococcus parasanguis (ATCC 903), Streptococcus salivarius (ATCC 7073), Streptococcus sp (ATCC 15300) e Lactobacillus casei (ATCC 9595). Métodos: As cepas foram semeadas em placas de ágar sangue para determinação da CIM pela técnica de ágar-difusão. Utilizou-se a técnica dos tubos inclinados para avaliação da Concentração Inibitória Mínima de Aderência ao vidro, na presença de 5% de sacarose, em caldo Mueller-Hinton. Os mesmos procedimentos foram realizados com o digluconato de clorexidina à 0,12% (controle positivo). Os ensaios foram realizados em duplicata. As placas e os tubos foram mantidos em microaerofilia a 37ºC por 24 horas. Os dados foram analisados descritivamente. Resultados: As Concentrações Inibitórias Mínimas obtidas para o extrato do araçá variaram de 275 a 1100 mg.ml-1. Para o extrato do jambolão apresentaram valores de 242,5 a 485 mg.ml-1. E quanto ao digluconato de clorexidina à 0,12% foram de 9x10-3 a 75x10-3 mg.ml-1. Quanto às Concentrações Inibitórias Mínimas de Aderência, registrou-se os seguintes valores: araçá (1,81 a 28,94 mg.ml-1); jambolão (1,60 a 12,76 mg.ml-1) e digluconato de clorexidina à 0,12% (4,93x10-4 a 19,70x10-4 mg.ml-1). Conclusão: Conclui-se que os extratos hidroalcoólicos das folhas de P. guineense Sw. e S. cumini (L.) Skeels apresentaram efeito antimicrobiano e antiaderente sobre as linhagens testadas, sendo necessários estudos complementares que confirmem ser estes extratos alternativas de antibacterianos naturais no controle da cárie dentária.


Assuntos
Antibacterianos , Biofilmes , Fitoterapia , Psidium , Syzygium
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA