Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. odontol ; 52(2): 88-93, abr.-jun. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-827358

RESUMO

Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar as condições de saúde bucal através de parâmetros salivares e microbiológicos associados á cárie dental em pacientes com PC submetidas ou não à gastrostomia na cidade de Uberaba. Métodos: Trata-se de um estudo observacional transversal, realizado com uma amostra selecionada por conveniência com 48 pacientes com idades entre 2 anos e 16 anos, pertencentes aos Ambulatórios de Cirurgia Pediátrica e da Neurologia do Hospital de Clínicas da UFTM e do Hospital da Criança da cidade de Uberaba, divididos em 3 grupos sendo, 16 pacientes sem deficiência (Grupo SD), 15 pacientes com Paralisia Cerebral (Grupo PC) e 17 pacientes com PC submetidas à gastrostomia e fundoplicatura de Nissen (Grupo PCG). Avaliou-se o índice de cárie (IC), o índice de placa (IP), contagem salivar do número de colônias de Streptococcus mutans (CB) e a capacidade de tamponamento salivar (CTS). Os dados obtidos de IP, CB e CTS foram submetidos à análise estatística One Way Anova (p<0,05), e os dados de IP ao Teste de Tukey (p<0,05). A avaliação do IC se deu através de análise estatística descritiva da porcentagem simples das faces cariadas em relação ao número total de faces. Resultados: Observou-se diferença estatística apenas entre os grupos para o IP, sendo que o grupo PCG apresentou os maiores valores de índices de placa quando comparados aos demais. Conclusão: Concluiu-se que a PC, associada ou não à gastrostomia, não é facilitador ou atenuante da doença cárie, nem atua como fator determinante da saúde bucal.(AU)


Aim: This study sought to evaluate oral health conditions through oral clinical examinations and salivary and microbiological analyses associated with dental caries in patients with Cerebral Palsy (CP) submitted or not to gastrostomy in the city of Uberaba, MG, Brazil. Methods: This is an observational cross sectional study, conducted in a conventional sample of 48 patients, 2 to 16 years of age, at the UFTM Clinical Hospital and the Children's Hospital of Uberaba, divided into 3 groups, as follows: 16 patients without disabilities (Group WD), 15 patients with CP (Group CP), and 17 patients with CP submitted to gastrostomy and Nissen fundoplication (Group WCP). This study evaluated the caries index (CI), plaque index (PI), salivary counts of the Streptococcus mutans bacterium (CB), and salivary buffering capacity (SBC). Data from PI, CB, and SBC were statistically analyzed by the One-Way ANOVA analysis (p<0.05), and PI data were submitted to the Tukey test (p<0.05). Results: A statistically significant difference was only observed among the groups as regards the PI analysis, given that the WCP group presented the highest values. Conclusion: It was concluded that the CP, with or without gastrostomy is not a facilitator or attenuating circumstance of caries, nor is it a determining factor of good or poor oral health.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Paralisia Cerebral , Diagnóstico Bucal , Saúde Bucal , Estudos Transversais , Fundoplicatura , Gastrostomia , Estudo Observacional
2.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 9(1): 43-47, jan.-abr. 2009. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-541955

RESUMO

Objetivo: Avaliar as condições bucais quanto à experiência de cárie dentária e índice de higiene bucal em crianças com paralisia cerebral tetraparesia espástica (PCTE), com alimentação por vias oral e gastrostomia. Método: Foram avaliadas 36 crianças na faixa etária de 2 a 7 anos (5,2 ±1,8), que procuraram tratamento odontológico no Lar Escola São Francisco Centro de Reabilitação UNIFESP/EPM, e que apresentavam valores de motricidade oral ≤19 (severamente comprometidos), segundo a Orofacial Motor Function Assessment Scale. As crianças foram reunidas em dois grupos, segundo a via de alimentação oral (G1; n=20) e sonda gástrica (G2; n=16). Ambos os grupos foram avaliados quanto à experiência de cárie dentária e o Índice de Higiene Oral Simplificado (IHOS). Os resultados foram analisados estatisticamente, utilizando-se teste t Student, Quiquadrado e de Mann-Whitney, com nível de significância fixado em p<0,05. Resultados: Observou-se uma diferença estatisticamente significante (p=0,0415) entre os dois grupos quanto à experiência de cárie dentária, apresentando o G1 maiores valores. Quanto ao IHOS, observaram-se valores significantemente maiores (p=0,0401) para o G2. Conclusão: As crianças com PCTE e comprometimento motor oral severo, que se alimentam por via oral, apresentam maior risco da doença cárie dentária que os gastrostomizados de doença periodontal, embora ambos requeiram medidas preventivas para a manutenção da saúde bucal, bem como o tratamento odontológico individualizado, sempre respeitando as condições sistêmicas e odontológicas do paciente.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Dano Encefálico Crônico/diagnóstico , Dano Encefálico Crônico/etiologia , Gastrostomia/métodos , Higiene Bucal/métodos , Hiperplasia Gengival/diagnóstico , Paralisia Cerebral/complicações , Transtornos de Deglutição/complicações , Transtornos de Deglutição/diagnóstico , Distribuição de Qui-Quadrado , Estatísticas não Paramétricas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA