Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 26
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Odontol. Araçatuba (Impr.) ; 40(3): 45-48, set.-dez. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1102227

RESUMO

Objetivo: O presente estudo consiste em relatar o caso clínico de um paciente com fratura panfacial e abordagem cirúrgica de emergência para realização de fixação interna rígida e sua reabilitação. Descrição do Caso: Paciente do gênero masculino, 46 anos, vítima de acidente automobilístico, deu entrada no serviço de emergência do Hospital Geral do Estado da Bahia (HGE-BA) cursando com múltiplas fraturas em face. Foi planejada abordagem, sob anestesia geral e intubação orotraqueal com derivação submentual, em razão de fratura de base anterior de crânio, fratura dos ossos próprios nasais e necessidade de bloqueio maxilomandibular no transcirúrgico. Paciente acompanhado no pós-operatório, evoluindo com projeção facial satisfatória, oclusão estável, boa permeabilidade nasal e sem deformidade dentofacial. Conclusão: As fraturas panfacias são desafiadoras, e seu planejamento cirúrgico deve ser estabelecido visando o posicionamento adequado dos fragmentos fraturados e a preservação das estruturas anatômicas faciais, devolvendo função e garantindo o mínimo de sequelas para o paciente(AU)


Purpose: The present study consists in reporting the clinical case of a patient with panfacial fracture, with an emergency surgical approach to perform rigid internal fixation for patient rehabilitation. Case description: A 46-year-old male patient, victim of an automobile accident, was admitted to the emergency department of the Hospital Geral do Estado da Bahia (HGE-BA), attending multiple fractures in the face. The approach was planned under general anesthesia and orotracheal intubation with submental shunt, due to anterior skull fracture, fracture of the nasal bones and the need for maxillomandibular block in the trans-surgical. Patient followed postoperatively, evolving with satisfactory facial projection, stable occlusion, good nasal permeability, and no dentofacial deformity. Conclusions: Panfacial fractures are challenging, and their surgical planning must be established aiming at the adequate positioning of fractured fragments and preservation of facial anatomical structures, restoring function and ensuring a minimum of sequelae for the patient(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Fraturas Cranianas , Ossos Faciais/lesões , Traumatismos Faciais , Traumatismos Faciais/cirurgia , Fixação de Fratura
2.
Arch. Health Invest ; 8(2): 91-93, fev. 2019. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1006756

RESUMO

Em seu estudo, René Le Fort caracterizou três tipos de padrões fratura: Le Fort I, II e III. Na Le Fort I, observou um traço de fratura transverso na maxila acima do ápice dos dentes. Com o aumento da força de intensidade nos traumas, os três padrões de fratura Le Fort, são cada vez mais improváveis de acontecer de forma isolada. Com isso, este trabalho tem como objetivo apresentar um caso clínico de uma fratura do tipo Le Fort I em um paciente jovem, tratada com placas de titânio nos pilares caninos e zigomáticos da maxila(AU)


In his study, René Le Fort characterized three types of fracture patterns: Le Fort I, II and III. At Le Fort I, he observed a trace of transverse fracture in the maxilla above the apex of the teeth. With increased strength of intensity in traumas, the three Le Fort fracture patterns are increasingly unlikely to occur in isolation. The aim of this study is to present a case report of a Le Fort I type fracture in a young patient, treated with titanium plates in the canine and zygomatic maxillary pillars(AU)


En su estudio, René Le Fort caracterizó tres tipos de patrones fractura: Le Fort I, II y III. En la Le Fort I, observó un trazo de fractura transverso en la mandíbula encima del ápice de los dientes. Con el aumento de la fuerza de intensidad en los traumas, los tres patrones de fractura Le Fort, son cada vez más improbables de suceder de forma aislada. Con ello, este trabajo tiene como objetivo presentar un caso clínico de una fractura del tipo Le Fort I en un paciente joven, tratada con placas de titanio en los pilares caninos y zigomáticos de la mandíbula(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Osteotomia de Le Fort , Maxila/cirurgia , Fixação de Fratura , Fraturas Maxilares
3.
Rev. odontol. Univ. Cid. São Paulo (Online) ; 31(2): 205-212, abr/jun 2019. il.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1022168

RESUMO

Devido à sua topografia, anatomia e projeção no terço inferior da face, a mandíbula é frequentemente atingida por traumas, podendo resultar em fraturas, principalmente em acidentes de trânsito, agressões, quedas ou acidentes esportivos. As fraturas mandibulares podem levar a grandes prejuízos estéticos e funcionais. O objetivo deste trabalho é apresentar um relato de caso de fratura de mandíbula bilateral acometida em região de ângulo esquerdo e parassínfise direita, abordado pelo serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (CTBMF) do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos.


Due to its topography, anatomy and projection in the lower third of the face, the jaw is often struck by trauma, resulting in fractures, especially in traffic accidents, aggressions, falls or sports accidents. Mandibular fractures can lead to great aesthetic and functional damages. The objective of this work is to present a case report of a bilateral mandible fracture in a left-angle region and right-sided paranasalphysis, treated by the Buccomaxillofacial Surgery and Traumatology (CTBMF) of the Padre Bento Hospital Complex of Guarulhos


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Fraturas Mandibulares , Fixação de Fratura , Mandíbula
4.
Araçatuba; s.n; 2019. 64 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1051336

RESUMO

Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da biomodulação e bioatividade no reparo ósseo de ratas ovariectomizadas submetidas à simulação de fraturas femurais. Sessenta e quatro ratas Wistar (Rattus novergicus), fêmeas, com 6 meses de idade, em que metade dos animais foram submetidos à ovariectomia bilateral (OVX) e a outra metade à cirurgia fictícia de ovariectomia (SHAM), e um período de 3 meses foi acompanhado para a verificar se a osteoporose estava presente. As ratas foram submetidas à simulação de fratura em ambos os fêmures e a fratura foi fixada com miniplaca e parafusos do sistema 1,5 mm. A metade das amostrastiveram miniplacas com texturização de superfície tratadas por oxidação com plasma eletrolítico (PEO), que ficou em contato com o "gap" reparacional e, a outra metade com miniplacas convencionais, com superfície (CONV). Estes grupos experimentais não foram submetidos à biomodulação (CO). Para o mesmo desenho experimental dos grupos, no ato operatório, após a fixação das fraturas, os demais grupos experimentais foram submetidos à fotobiomodulação por meio da irradiação do laser de baixa intensidade (LASER), durante 5 minutos. Aos 14 e 42 dias de pós-operatório, foi administrada calceína e alizarina, respectivamente, pela via intramuscular, na dose de 20 mg/kg de peso. A eutanásia de todos os animais foi realizada aos 60 dias de pós-operatório. Os grupos experimentais (SHAM/LASER/CONV; SHAM/CO/CONV; SHAM/LASER/PEO; SHAM/CO/PEO; OVX/LASER/CONV; OVX/CO/CONV; OVX/LASER/PEO; OVX/CO/PEO), após a eutanásia, tiveram as regiões de interesse, inicialmente escaneadas em microtomografia computadorizada para avaliação dos parâmetros volumétricos do osso (BV/TV) e qualidade óssea PO(tot) (Tb.Th, Tb.Sp e Tb.N), em seguida as peças continuaram em processamento para inclusão em resina fotopolimerizável. As lâminas foram escaneadas em microscopia confocal a laser para análise da área em pixels2 de precipitação mineral óssea (APMO). Após este processo, as lâminas foram coradas em vermelho de alizarina e azul de Stevenel para histometria de área de osso neoformado (NBF) no "gap" reparacional e análise do padrão reparacional. Os resultados foram inferiores e estatisticamente significantes (p< 0,05) na análise de MicroCT na comparação do grupo OVX/CO/CONV com os demais grupos nos parâmetros (BV.TV, Tb.N e Tb.Th); APMO apresentou menor área para o fluorocromo vermelho de alizarina nos grupos OVX/CO/CONV e OVX/CO/PEO (p<0,05). No grupo OVX, o laser mostrou maior turnover ósseo (p< 0,05) para NBF e pior padrão histológico. Conclusão: A fotobiomodulação e bioatividade otimizaram o reparo ósseo de fraturas em fêmures de ratas ovariectomizadas(AU)


The aim of this study was to evaluate the effect of biomodulation and bioactivity on the bone repair of ovariectomized rats submitted to simulation of femoral fractures. 64 female adults Wistar rats (Rattus novergicus), which half of the animals was submitted to bilateral ovariectomy (OVX) and the other half to the dummy ovariectomy surgery (SHAM), and after 3-month the osteoporosis was induced. The rats were submitted to fracture simulation in both of the femurs and the fracture was fixed with miniplate and screws of the system 1.5 mm. Half of the samples had surface-textured miniplatestreated by with plasma electrolytic oxidation (PEO), which was in contact with the repair gap, and the other half with conventional miniplates with surface (CONV). These experimental groups were not submitted to biomodulation (CO). For the same experimental design of the groups, after fracture fixation, the other experimental groups were submitted to photobiomodulation through low level laser (laser), for 5 minutes. At 14 and 42 postoperative days, calcein and alizarin, respectively, were administered intramuscularly at a dose of 20 mg / kg body weight. The animals were euthanized at 60 postoperative days. The experimental groups (SHAM/LASER/CONV, SHAM/CO/CONV, SHAM/LASER/PEO, SHAM/CO/PEO, OVX/LASER/CONV, OVX/CO/CONV, OVX/LASER/PEO), after euthanasia, had the regions of interest, initially scanned in computerized microtomography to evaluate the bone volume parameters [BV / TV] and bone quality PO (tot) and (Tb.Th, Tb.Sp and Tb.N), then the samples were processed for inclusion in photopolymerizable resin.. The slides were scanned in confocal laser microscopy for analysis of the area in pixels2 of bone mineral precipitation (APMO). After this process, the slides were stained in alizarin red and Stevenel blue for neoformed bone area (NBF) in the reparative gap and analysis of the histology pattern. The results showed lower and statistically significant results (p <0.05) for MicroCT parameters (BV.TV, Tb.N and Tb.Th) in the comparison between OVX / CO / CONV and the other groups; APMO showed lower area for the alizarin red fluorochrome in the OVX / CO / CONV and OVX / CO / PEO groups (p <0.05). In the OVX, the laser showed greater bone turnover (P<0,05); The OVX / CO / CONV showed lower NBF (p <0.05) and worse histological pattern. Conclusion: The photobiomodulation and bioactivity optimized the bone repair of femur fractures in ovariectomized rats(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Osteoporose , Regeneração Óssea , Ovariectomia , Ratos Wistar , Fixação de Fratura , Fixação Interna de Fraturas
5.
Arch. Health Invest ; 7(9): 379-383, set. 2018. tab
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-988612

RESUMO

Introdução: Dentre as medidas terapêuticas impostas nas fraturas, os fixadores externos são dispositivos frequentemente usados, principalmente em hospitais referência de trauma. A fixação externa pode gerar desfiguramento ao corpo humano e conduzir a um grau de invalidez. Ocorre um inevitável insulto a imagem corporal e causa rompimento do relacionamento pessoal e social, podendo gerar depressão e retração. Objetivos: Avaliar as considerações de pacientes atendidos em um hospital referência de trauma sobre o uso dos fixadores externos. Métodos: Estudo qualitativo e descritivo realizado no Hospital Universitário Risoleta Tolentino Neves, Belo Horizonte, com 20 pacientes em uso de fixadores externos. Para a análise e apresentação dos resultados utilizou-se o Discurso do Sujeito Coletivo, redigido na primeira pessoa do singular, composto por expressões chaves que tiveram as mesmas ideias centrais e mesma ancoragem. Resultados: Quanto à função dos fixadores externos, os pacientes demonstraram conhecimento, exibindo como ideias centrais, sua atuação como tratamento definitivo, tratamento temporário, uso em casos complexos, e controle da dor. Ainda, quanto às suas impressões sobre o uso dos mesmos, foram mencionadas considerações negativas como a ocorrência de dor e incômodo; referências sobre as condições estéticas; todavia, a maioria manifestou otimismo sobre o uso do mesmo, exibindo compreensão sobre o seu benefício. Conclusão: A despeito do escasso conteúdo na literatura que explora as percepções dos pacientes sobre os fixadores externos, notamos que a maioria tem conhecimento sobre a função do mesmo, manifestando, sobretudo, otimismo em relação ao seu uso(AU)


Introduction: Among the therapeutic measures imposed on fractures, external fixators are frequently used devices, especially in hospitals referenced in trauma. External fixation involves considerable disfigurement of the human body and leads to a degree of disability. There is an inevitable insult to body image and it causes disruption of personal and social relationships and this can lead to withdrawal and depression. Objectives: To evaluate the considerations of patients treating in a hospital referenced of trauma about the use of external fixators. Methods: A qualitative and descriptive study performed at Hospital Universitário Risoleta Tolentino Neves, Belo Horizonte, with 20 patients using external fixators. For the analysis and presentation of the results we used the Collective Subject Discourse, written in the first person singular, composed of key expressions that had the same central ideas and same anchorage. Results: Regarding the function of the external fixators, the patients demonstrated knowledge, displaying as central ideas, their performance as definitive treatment, temporary treatment, use in complex cases, and pain control. Still, as for their impressions about their use, negative considerations were mentioned such as the occurrence of pain and discomfort; references on aesthetic conditions; however, most expressed optimism about the use of the same, showing understanding about its benefit. Conclusion: In spite of the scarce content in the literature that explores the patients' perceptions about the external fixators we noticed that the majority has knowledge about the function of the same, manifesting, above all, optimism in relation to its use(AU)


Introducción: Entre las medidas terapéuticas impuestas en las fracturas, los fijadores externos son dispositivos frecuentemente usados, principalmente en hospitales referencia de trauma. La fijación externa puede generar desfiguración al cuerpo humano y conducir a un grado de invalidez. Se produce un inevitable insulto a la imagen corporal y causa rompimiento de la relación personal y social, pudiendo generar depresión y retracción. Objetivos: Evaluar las consideraciones de pacientes atendidos en un hospital referencia de trauma sobre el uso de los fijadores externos. Métodos: Estudio cualitativo y descriptivo realizado en el Hospital Universitario Risoleta Tolentino Neves, Belo Horizonte, con 20 pacientes en uso de fijadores externos. Para el análisis y presentación de los resultados se utilizó el Discurso del Sujeto Colectivo, redactado en la primera persona del singular, compuesto por expresiones claves que tuvieron las mismas ideas centrales y el mismo anclaje. Resultados: En cuanto a la función de los fijadores externos, los pacientes demostraron conocimiento, exhibiendo como ideas centrales, su actuación como tratamiento definitivo, tratamiento temporal, uso en casos complejos, y control del dolor. En cuanto a sus impresiones sobre el uso de los mismos, se mencionaron consideraciones negativas como la ocurrencia de dolor e incomodidad; referencias sobre las condiciones estéticas; sin embargo, la mayoría manifestó optimismo sobre el uso del mismo, mostrando comprensión sobre su beneficio. Conclusión: A pesar del escaso contenido en la literatura que explora las percepciones de los pacientes sobre los fijadores externos, notamos que la mayoría tiene conocimiento sobre la función del mismo, manifestando, sobre todo, optimismo en relación a su uso. Palabras clave: Investigación cualitativa; bioética; calidad de vida; fijación de fracturas(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pacientes , Fixadores Externos , Qualidade de Vida , Fixação de Fratura
6.
Braz. dent. sci ; 21(2): 177-184, 2018. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-906088

RESUMO

Objective: To obtain the epidemiological profile and follow the rehabilitation of patients with buccomaxillofacial trauma attended at a hospital emergency service. Material and Methods: The study consisted of the analysis of medical charts, evaluation and follow-up of adult patients, over 18 years of age, in the preoperative and postoperative period from August 2015 to July 2016. Of the 114 charts examined, all had their epidemiological profile evaluated, but only 45 patients underwent a maxillofacial surgical procedure. During the clinical evaluation, post-trauma conditions were recorded before treatment (T1) and 48 hours after surgical treatment (T2). Results: The age group most affected by buccomaxillofacial trauma was between 20 and 31 years, especially in the male gender. The mandible and nasal bones were the most affected by trauma. The limitation of mouth opening was the main consequence and the levels of buccal opening before and after treatment of mandible fractures were significantly different. Conclusion: The profile of patients with facial trauma was composed of men, aged between 21 and 30 years, motorcycle traffic accidents and physical aggression being the predominant causal factors. The facial bones most affected by the trauma were the jaw and the nasal bones. The limitation of mouth opening was a consequence of the trauma of the mandibular region. Immediate treatment of fractures that affected the mandible provided the restoration of the maximum opening, occlusion and homeostasis of the stomatognathic system in the postoperative patients. (AU)


Objetivo: Obter o perfil epidemiológico e acompanhar a reabilitação de pacientes com traumatismo bucomaxilofacial atendidos em um serviço de urgência hospitalar. Material e Métodos: A pesquisa consistiu na análise de prontuários, avaliação e acompanhamento de pacientes adultos, acima de 18 anos, no pré e pós-operatório no período de agosto de 2015 a julho de 2016. Dos 114 prontuários examinados, todos tiveram seu perfil epidemiológico avaliado, mas somente 45 pacientes se submeteram a procedimento cirúrgico maxilofacial. Durante a avaliação clínica, as condições pós-trauma foram registradas antes do tratamento (T1) e 48 h depois do tratamento cirúrgico (T2). Resultados: A faixa etária mais acometida pelo traumatismo bucomaxilofacial foi entre 20 e 31 anos, em especial, no gênero masculino. A mandíbula e o ossos nasais foram os mais afetados pelo traumatismo. A limitação de abertura bucal foi a principal consequência e os níveis de abertura bucal antes e após o tratamento das fraturas de mandíbula foram significativamente diferentes. Conclusão: O perfil dos pacientes com traumatismo de face foi constituído de homens, faixa etária entre 21 e 30 anos, sendo os acidentes de trânsito com motocicleta e as agressões físicas os fatores causais predominantes. Os ossos faciais mais acometidos pelo traumatismo foram a mandíbula e os ossos nasais. A limitação de abertura bucal foi consequência do trauma da região mandibular. O tratamento imediato das fraturas que acometeram a mandíbula proporcionou o restabelecimento da abertura máxima, da oclusão e homeostase do sistema estomatognático nos pacientes acompanhados no pós-operatório. (AU)


Assuntos
Humanos , Acidentes de Trânsito , Agressão , Traumatismos Craniocerebrais , Fixação de Fratura , Reabilitação Bucal , Traumatismos Dentários , Traumatologia
7.
Araçatuba; s.n; 2015. 50 p. tab, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-870069

RESUMO

Os adesivos a base de cianoacrilato são utilizados em cirurgia oral e maxilofacial para fechamento de feridas cirúrgicas, comunicação buco-sinusal, reparo de fissura labial e osteosíntese do esqueleto craniofacial. O objetivo deste trabalho foi comparar três métodos de fixação (etil-cianoacrilato, n-butil-cianoacrilato ou parafuso de titânio) do enxerto ósseo autógeno (EOA) em bloco. Foram realizadas ostectomias bilaterais na região parietal em trinta coelhos com uma trefina de 6mm para obtenção do EOA. Os EOA em bloco obtidos foram fixados com etil-cianoacrilato (Grupo I), n-butil-cianoacrilato (Grupo II) ou parafuso de titânio (Grupo III). Os animais foram sacrificados nos períodos de cinco, quinze, trinta, sessenta e cento e vinte dias, sendo obtidas amostras da região do EOA. As peças foram processadas em laboratório de acordo com o método histotécnico de rotina e coradas com hematoxilina e eosina. Os eventos histológicos avaliados foram: infiltrado inflamatório, reabsorção do adesivo e neoformação e reabsorção óssea. Os resultados dos eventos celulares foram submetidos ao teste de Kruskal-Wallis, seguido pelo teste de Dunn para determinar as diferenças entre os grupos (p < 0.05). A análise qualitativa ordinal mostrou a presença de infiltrado inflamatório e reabsorção óssea mais significativos nos grupos I e II, principalmente nos períodos iniciais. O infiltrado inflamatório observado no grupo controle foi discreto (p<0.05). O processo de reabsorção do adesivo foi semelhante, não havendo diferença estatística (p>0.05). No período de 120 dias, foi possível observar adesivo na interface EOA-leito receptor. A neoformação óssea foi mais intensa no grupo controle e no período de 120 dias, o EOA em bloco estava totalmente incorporado ao leito receptor. Nos grupos I e II, observou-se neoformação óssea menos intensa em relação ao grupo III (p<0.05). O parafuso de titânio foi o melhor método de fixação do EOA em bloco. Entretanto, os adesivos etil e...


Cyanoacrylates are used in oral and maxillofacial surgery for closure of surgical wounds, oroantral communication, cleft lip repair, and osteosynthesis of the craniofacial skeleton. The aim of this study was compare three fixation methods (ethyl-cyanoacrylate, n-butyl cyanoacrylate or titanium screw) of autogenous onlay bone graft (AOBG). Bilateral ostectomies were made in the parietal region in thirty rabbits using a 6-mm-diameter trephine. The AOBG was fixed with ethyl-cyanoacrylate (Group I), n-butyl cyanoacrylate (Group II) or titanium screw (Group III - control). The animals were sacrificed at five, fifteen, thirty, sixty, and one hundred and twenty days, and the samples were obtained from AOBG region. The processing was done in accordance with the method histotechnical and stained with hematoxylin and eosin. The evaluated histological events were: inflammatory infiltrate, adhesive resorption and bone formation and bone resorption. The results of cellular events were subjected to the Kruskal-Wallis test followed by Dunn’s test to determine differences between groups (p <0.05). The qualitative numerical analysis showed the presence of inflammatory infiltrate and significant bone resorption in groups I and II, especially in the early periods. The inflammatory infiltrate seen in the control group was discrete (p <0.05). The adhesive reabsorption process was similar, with no statistical difference (p> 0.05). After 120 days, we observed residual adhesive between AOBG and host bed. Newly formed bone was more intense in the control group and, at period 120 days the AOBG was completely incorporated into the host bed. In groups I and II, bone formation was less intense in group III (p<0.05 ). The titanium screw was the best method of fixation of the AOBG. However, adhesives ethyl and n-butyl cyanoacrylate are viable alternative to fixation from AOBG.


Assuntos
Animais , Coelhos , Adesivos Teciduais/uso terapêutico , Cianoacrilatos/uso terapêutico , Fixação de Fratura/métodos , Remodelação Óssea/fisiologia , Titânio/uso terapêutico , Transplante Ósseo/métodos , Reabsorção Óssea/patologia
10.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-663258

RESUMO

Objetivo: Avaliar dois métodos de fixação empregados durante o avanço do mento, através de: (1) fio de aço e (2) parafusos posicionais. Método: A amostra constou de 20 pacientes submetidos a mentoplastia para o avanço através da osteotomia basilar deslizante por abordagem intra-oral onde em 10 pacientes foi empregado a fixação com fio de aço 1 (0,018 polegadas)- grupo 1 e 10 pacientes a fixação com parafuso posicional do sistema 2.0 mm - grupo 2. A comparação de estabilidade foi obtida a partir de medidas realizadas sobre radiografias cefalométricas de perfil feitas no pré-operatório (T0), no pós-operatório imediato á intervenção (T1) e 6 meses após a intervenção(T2). Foi comparada a posição vertical e horizontal do segmento avançado, nos três tempos de estudo, a partir de um traçado cefalométrico específico. Resultados: Para os indivíduos do grupo 1, o avanço médio observado foi de 6.6mm, entre T1 - T0, onde T0 médio foi de 9,8mm e T1 médio foi de 16,5mm. No acompanhamento de 6 meses houve recidiva de 0,4mm, T2 - T1, sendo que foi observado um valor médio de T2 16,0mm. Verticalmente houve recidiva de 0,5mm no acompanhamento tardio, entre T2 - T1 onde foram observados valores médios de T1 43,5mm e T2 de 45,7mm. No grupo 2 o avanço médio observado foi de 5.6mm, T1 - T0 onde os valores médio de T0 e T1 foram respectivamente 8,5mm e 14,1mm. A recidiva foi de 0,4mm no acompanhamento,T2 - T1 ,com valor de T2 médio de 13,6mm. Verticalmente houve recidiva de 0,2mm, T2 - T1,com valores médios de T1 e T2 respectivamente de 45,2mm e 45,7mm. Conclusão: Os achados permitem concluir que não houve diferença de estabilidade esquelética entre os grupos avaliados, sendo ambos os métodos de fixação eficazes nas mentoplastias para o avanço.


Objective: To evaluate two fixation methods used for the advancement of the chin, through: (1) steel wire and (2) positional screws. Method: The sample consisted of 20 patients who underwent genioplasty to advance through the slide basilar osteotomy for intra-oral approach which was employed in 10 patients with fixing a steel wire (0.018 inches) - group 1 and 10 patients with screw fixation positional System 2.0 mm - group 2. The comparison of stability was obtained from measurements on cephalometric x-rays taken preoperatively (T0), postoperative immediate intervention (T1) and 6 months after intervention (T2). We compared the vertical and horizontal segment of the advanced study of the three times from a specific cephalometric tracing. Results: For individuals in group 1, the increase observed was 6.6mm between T1 - T0, where T0 average was 9.8 mm and mean T1 was 16.5 mm. At 6 months follow up there was recurrence of 0.4 mm, T2 - T1, and observed an average of 16.0 mm T2. Vertically there was recurrence of 0.5 mm at late follow-up between T2 - T1 where average values were observed in T1 and T2 43.5 mm by 45.7 mm. In group 2 progress observed was 5.6mm, T1 - T0 where the average values of T0 and T1 were respectively 8.5 mm and 14.1 mm. The relapse was 0.4 mm in monitoring, T2 - T1, T2 average value of 13.6 mm. Vertically there was recurrence of 0.2 mm, T2 - T1, with average values of T1 and T2 respectively 45.2 mm and 45.7 mm. Conclusion: The findings support the conclusion that there was no difference in skeletal stability between the groups, both methods are effective in fixing genioplasty to advance.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Remodelação Óssea , Fixação de Fratura , Mentoplastia , Mandíbula , Osteotomia Mandibular , Brasil , Radiografia Dentária/instrumentação
11.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 64(6): 423-427, nov.-dez. 2010.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-590250

RESUMO

Os ferimentos por projétil de arma de fogo (FPAF) são considerados um desafio para o cirurgião bucomaxilofacial no que diz respeito ao adequado e preciso tratamento, pois há padrões de ferimentos bastante variados. Nestes tipos, as fraturas de padrão cominutivo são as mais comuns. Estas lesões podem produzir alterações estéticas e funcionais impor- tantes para a vítima. O correto tratamento permanece controverso no que diz respeito à re- dução fechada ou aberta, e quanto ao tratamento conservador, em dois tempos cirúrgicos ou intervenção primária definitiva. Este trabalho, objetiva por meio do relato de um caso clínico, apresentar um tratamento adequado em um único tempo cirúrgico, de um pacien- te vítima de FPAF com fratura cominutiva envolvendo a região de parassínfise bilateral e sínfise mandibular, utilizando acesso intrabucal, placa de reconstrução de 2.3mm do tipo "Locking" com parafusos bicorticais e o reposicionamento e estabilização da musculatura supra-hióidea através de fios de aço na placa.


The injuries by firearm's projectile (FAF) are considered a challenge to the maxillofacial surgeon regarding the suitable and accurate treatment, because they have very varied patterns of injuries. In these types, the fractures of comminuted pattern are most common. These injuries can produce aesthetic and functional changes important to the victim. The correct treatment remains controversial in regard to closed or open reduction, and on the conservative treatment, in two surgical stage or definitive primary intervention. This work aims by means of a clinical case report, to present an appropriate treatment in a single surgical procedure, of a patient victim from FAF with comminutive fracture comprising bi- laterally the region of parasymphysis and mandibular symphysis, using intra-oral approach, reconstructive plate of 2.3mm of "Locking" type with bicortical screws, and the repositio- ning and stabilization of the uper-hyoid muscles through steel wires on the plate.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Fixação de Fratura/reabilitação , Fraturas Mandibulares/diagnóstico , Traumatismos Cranianos Penetrantes/diagnóstico
12.
São Paulo; s.n; 2010. 107 p. ilus, tab, graf. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-563679

RESUMO

As fraturas de mandíbulas são freqüentes e o seu tratamento é por meio de fixação interna rígida. Complicações podem ocorrer após o tratamento das fraturas mandibulares levando a necessidade de reabordagem cirúrgica, havendo poucos estudos a esse respeito na literatura. A proposta deste estudo retrospectivo foi avaliar as características, os possíveis fatores de risco e os tipos de tratamento realizado em pacientes que necessitaram de reabordagem cirúrgica de fraturas de mandíbula tratadas com fixação interna rígida (FIR). Dentre 364 pacientes tratados por fraturas de mandíbula com FIR, houve 17 pacientes (4,7%) que necessitaram de reabordagem cirúrgica, tendo sido incluídos três pacientes provenientes de outros serviços, totalizando 20 casos com necessidade de nova cirurgia. Houve predomínio do gênero masculino, com idade média de 31,4 anos, sendo freqüente o tabagismo e o etilismo. Foram freqüentes fraturas múltiplas e cominutivas nas regiões de corpo e ângulo mandibular, dente no traço e exposição intra-oral da fratura. O tempo de espera para primeira cirurgia foi alto e o acesso extra-oral e o sistema de fixação menos rígido 2.0 mm foram freqüentes. As complicações mais comuns foram dor, infecção e mobilidade anormal. Nas culturas bacterianas houve predomínio do Staphylococcus aureus e a imagem mais freqüente foi de reabsorção óssea difusa, seguida por parafuso solto, seqüestro ósseo, traço de fratura visível, fixação solta e placa fraturada. A reabordagem cirúrgica ocorreu em média de 7,5 meses após a primeira cirurgia e constou de remoção dos meios de fixação associada ou não a nova fixação ou ainda a remoção de seqüestro ósseo, sendo que apenas um caso necessitou de refratura. Histologicamente houve predomínio de osteomielite crônica. Os diagnósticos em ordem decrescente foram infecção, pseudoartrose, alto e acesso extra-oral predispondo complicações das fraturas mandibulares e exames de imagem de reabsorção óssea, fixação e parafusos solto e seqüestro ósseo e diagnóstico histológico de osteomielite como característica dos casos requerendo nova cirurgia.


Mandibular fractures are frequent and their treatment of the mandibular fractures which may require a new surgical procedure, and there are a few studies about that in the literatura. The purpose of this retrospective study was to evaluate the characteristic, possible risk factors, and the kinds of treatment did in patients wich needed another surgery after treatment of mandibular fracture with RIF. From 364 patients with mandibular fractures treated by RIF, there were 17 patients (4,7%) with need of a new surgery, and 3 patients coming from another city were included, comprising a total of 20 patients who needed a new surgery. There was predominance of the male gender, with a mean age of 31,4 years, being frequent smoking and alcohol abuse. Multiple and comminuted fractures on the boby and angle sites, teeth in the fracture line, and intraorally exposed fractures were frequent. Delay time to the first surgery was high, and extraoral approaches and system 2.0-mm were predominant. The most common complications were pain, infection and abnormal mobility. In the bacterial culture there was predominance of Staphylococcus aureus, and the most frequent radiographic images were of diffuse bone resorption, loosenig of screws, bone sequestratio, fracture line visble, loose fixation, and fractured plate. A new surgery occurred with a mean of 7,5 months after the first intervention and comprised plate and screws removal associated or not to a new fixation or bone sequestra removal, and only a case the fracture needed to be osteotomized. Histologically there was predominance of chronic osteomyelitis. The diagnoses in decreasing under were infection, nonunion, osteomyelitis and exposed plate, although many patients had mone than one diagnosis. It was evidenced the frequency of smoking and alcohol abuse, multiple and comminuted mandibular fracturres, and images showing bony resorption, loose hardware and bone sequestra, as well as histogical diagnosis of osteomyelitis as characteristic of the cases requiring a new surgery.


Assuntos
Fixação de Fratura , Cirurgia Geral , Fraturas Mandibulares , Osteomielite
14.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 7(4): 31-36, out.-dez. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-873465

RESUMO

Nos últimos anos, o tratamento das fraturas mandibulares passou por diversas mudanças, especialmente após a introdução de técnicas de fixação interna rígida e o desenvolvimento de novos materiais. Mais recentemente,destaca-se a utilização de materiais absorvíveis, os quais apresentam algumas vantagens sobre dispositivos metálicos, especialmente quando são aplicados na população pediátrica. Neste trabalho, será apresentado um caso clínico no qual uma fratura de sínfise mandibular em criança foi tratada com sucesso, por meio deredução cruenta e fixação interna rígida com placas e parafusos absorvíveis. Os autores realizam uma revisãode literatura e discutem essa modalidade de tratamento


Assuntos
Criança , Fixação de Fratura , Fraturas Maxilomandibulares/cirurgia , Placas Ósseas , Traumatismos Mandibulares/cirurgia
15.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 8(1): 57-62, jan.-mar. 2008. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-873477

RESUMO

As fraturas mandibulares compreendem a maior parte das injúrias tratadas pelos serviços de cirurgia bucomaxilofacial. O objetivo da presente pesquisa foi o relatar o perfil epidemiológico de pacientes portadores de fratura de mandíbula, diagnosticados e tratados no Serviço de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial do Hospital Universitário Oswaldo Cruz - HUOC/UPE, através de um estudo descritivo retrospectivo. De um total de 27 pacientes, no período de janeiro de 2004 a dezembro de 2006 (03 anos) foram analisadas as variáveis sexo, faixa etária, ocupação dos pacientes, etiologia do trauma, distribuição topográfica das fraturas, dia do trauma/dia da cirurgia e método de fixação de fraturas. Constatou-se que 22 casos (81.5%) eram do sexo masculino, as ocupações mais freqüentes foram: estudante, agricultor e vigilante (16 casos - 59.2%). Foram mais observados acidente automobilístico e agressão física (08 casos - 29.6% cada), de ocorrência maior na 2ª e 3ª décadas de vida. Corpo e ângulo (12 casos - 44.4%) foram as localizações de maior ocorrência. As fraturas mandibulares ainda são mais freqüentes nos indivíduos adultos jovens do sexo masculino, e geralmente ocorrem mais nas regiões de corpo e ângulo mandibular. Os perfis epidemiológicos são de fundamental importância para profundo conhecimento do problema, otimizando, assim, seu tratamento


Assuntos
Fixação de Fratura , Fraturas Mandibulares/epidemiologia , Mandíbula/cirurgia , Técnicas de Fixação da Arcada Osseodentária
16.
Rev. ciênc. méd. biol ; 6(1): 76-85, jan.-abr. 2007.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-529658

RESUMO

A preocupação quanto ao tratamento das fraturas faciais é registrada desde a antiguidade até os dias atuais. A literatura demonstra o crescente desenvolvimento de técnicas e materiais utilizados para esse fim, constatando-se uma gradativa alteração dos tratamentos empíricos, baseados em evidências científicas. Os materiais inicialmente descritos variavam desde o uso de bandagens, tiras de couro extra-orais, calhas fabricadas através de chifres de animais até a utilização do metal no tratamento fechado e aberto das fraturas. Através dos avanços tecnológicos utilizados na produção dos sistemas de fixação, passou-se a utilizar materiais que fossem bem aceitos pelo organismo, como o sistema de placas e parafusos metálicos. Mais recentemente, outro sistema foi introduzido no mercado, os materiais de fixação bioabsorvíveis. Desde então, trabalhos vêm sendo desenvolvidos com o intuito de formular um protocolo de utilização, testar os novos materiais e ressaltar suas principais indicações e possíveis desvantagens. Este trabalho tem como objetivo fazer um breve relato histórico sobre a evolução dos materiais utilizados nas cirurgias maxilofaciais, além de revisar tópicos relevantes em relação às placas e parafusos bioabsorvíveis.


Assuntos
Substitutos Ósseos , Fixação de Fratura , Face/cirurgia , Cirurgia Bucal
17.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 6(3): 39-46, jul.-set. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-461777

RESUMO

Os ferimentos por arma de fogo constituem problema de saúde pública mundial. A região maxilofacial tem sidoalvo constante desse tipo de injúria que vem aumentando proporcionalmente o índice de violência, principalmenteem grandes centros urbanos. Essa lesão apresenta padrão extremamente variável, podendo lesar estruturas vitais e gerar e hemorragias de difícil controle, necessitando de equipe multidisciplinar para efetuar o tratamento adequado. Quando esses ferimentos atingem os ossos da face, predominam as fraturas de padrão cominuído na mandíbula e ferimento transfixante na maxila. Este trabalho tem por objetivo apresentar caso clínico e discutir métodos de tratamento para as fraturas mandibulares causadas por projétil de arma defogo, e a tendência verificada recentemente na literatura em substituir o tratamento fechado pelo uso defixação de fratura com placas e parafusos.


Assuntos
Balística Forense , Fixação de Fratura , Fraturas Mandibulares
18.
RGO (Porto Alegre) ; 52(3): 189-193, jul.-set. 2004. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-396927

RESUMO

O tratamento de indivíduos desdentados totais ou parciais tornou-se com o surgimento das fixações osseointegráveis, buscou-se o uso da biometria clínica, para avaliar o aumento em altura e espessura com o enxerto ósseo autógeno, tendo como área doadora a região posterior da mandíbula, com finalidade de recontrução parcial da mandíbula, com finalidade de reconstrução parcial da maxila. Para tanto, 39 indivíduos submetidos a este tipo de reconstrução integraram a pesquisa. Ás áreas enxerto e após a fixação do enxerto, onde se obteve medidas iniciais que serviram para comparação após um período de seis a 10 meses do enxerto realizado, data em que novas medidas foram tomadas no segundo tempo cirúrgico (reabertura), realizando uma análise estatística entre as medidas obtidas antes e após um período compreendido entre seis a 10 meses. A biometria se deu por meio de registro de medidas com espessímetro manual, abaixo de sextavado do parafuso, e por registro de fotografias durante e após as mensurações. Os resultados permitiram avaliar o comportamento dos enxertos autógenos da região retromolar, mostrando que houve pequena diferença de reabsorção ao redor do parafuso. Porém, não houve problemas quanto a cicatrização dos exertos ósseos autógenos, concluindo-se que tendo a instalação das fixações osseointegráveis, possibilitando as suas instalações em área enxertada


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Transplante Ósseo , Fixação de Fratura , Maxila , Osseointegração
19.
JBC j. bras. clin. odontol. integr ; 6(33): 259-262, maio-jun. 2002. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-336105

RESUMO

O propósito deste trabalho é mostrar a reparaçäo da porcelana fraturada, pilar de uma prótese parcial fixa, em que a subestrutura metálica estava satisfatória. Realizou-se um reparo através de uma sobre-moldagem, ao invés da reposiçäo completa da prótese parcial fixa, obtendo-se bons resultados funcionais e estéticos, bem como menor tempo de trabalho e custo para o paciente


Assuntos
Porcelana Dentária , Fixação de Fratura , Prótese Parcial Fixa
20.
RPG rev. pos-grad ; 8(3): 239-245, jul.-set. 2001. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-351439

RESUMO

O propósito do presente trabalho foi avaliar a resistência inicial à remoçäo, por traçäo axial, de parafusos de titânio, de 2 mm de diâmetro, inseridos de modo bicortical, em tíbias congeladas de coelhos da raça Nova Zelândia. Foram testados 30 parafusos de 3 marcas comerciais diferentes, os quais foram divididos em 3 grupos (I - Engimplam, II - Synthes e III - Bucomax). Todos os parafusos eram confeccionados em titânio comercialmente puro. Para todos os grupos, as tíbias foram perfuradas em ambas as corticais e, após a utilizaçäo dos respectivos obtentores de rosca, os parafusos foram inseridos e rosqueados com uma chave manual. A seguir, cada tíbia foi seccionada com disco de carborundum em ambas as extremidades e posicionada sobre uma placa de cera utilidade. Após a inclusäo em resina acrílica ativada quimicamente, os corpos-de-prova foram submetidos, imediatamente, ao teste de resistência à remoçäo por traçäo, a uma velocidade de 6 mm/minuto. Os resultados obtidos em quilograma-força (kgf) foram analisados por meio do teste de Kruskal-Wallis, em uma prova bilateral, ao nível de 5 por cento de probalidade. As diferenças entre os valores de resistência inicial à traçäo axial foram estatisticamente significantes, quando comparados os parafusos do grupo I (Engimplam), II (Synthes) e III (Bucomax). Os parafusos do grupo II (Synthes) mostraram maiores valores de resistência inicial à traçäo axial quando da completa remoçäo dos parafusos dos corpos-de-prova, enquanto os parafusos do grupo III (Bucomax) mostraram os menores valores


Assuntos
Animais , Masculino , Coelhos , Parafusos Ósseos , Remoção de Dispositivo , Titânio , Fixação de Fratura , Resistência à Tração , Tíbia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA